sábado, outubro 23, 2021

Saab RBS 70NG

Rússia quer que búlgaros parem de pintar monumentos soviéticos como super-heróis americanos

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

De acordo com um jornal do Moscow Times, os brincalhões na Bulgária estão repintando os monumentos da era soviética para que os heróis militares soviéticos se pareçam com super-heróis americanos. Não é preciso dizer que os russos não estão muito felizes com isso.

A Rússia está exigindo que a Bulgária se esforce mais para evitar o vandalismo dos monumentos soviéticos, depois que outro monumento às tropas soviéticas em Sofia ter sido pintado com spray, informou a ITAR-Tass.

A Embaixada da Rússia na Bulgária emitiu uma nota exigindo que seu ex-aliado da era soviética limpe o monumento no distrito de Lozenets de Sofia, identifique e puna os responsáveis ​​e tome “medidas exaustivas” para evitar ataques semelhantes no futuro, informou a agência de notícias.

O monumento foi pulverizado com tinta vermelha na véspera da festa do Partido Socialista búlgaro em seu 123º aniversário, informou a agência de notícias Novinite, com sede em Sófia.

O vandalismo foi o último de uma série de incidentes recentes similares na Bulgária — cada um suscitando críticas irritadas de Moscou.

FONTE: Earthly Mission

- Advertisement -

65 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
65 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Plinio Carvalho
Plinio Carvalho
4 anos atrás

Ideais politicos aparti, é um absurdo essas coisas acontecerem, é importante respeita e valoriza os sacrificios historicos do passado e esses monumentos fazem exatamente isso, pixar, grafitar ou qualquer outra coisa em qualquer monumento do tipo em qualquer parte do mundo é um desrespeito com aqueles que lutaram e morreram e hoje fazem parte da historia.

Emmanuel
Emmanuel
4 anos atrás

Rolando de rir.
Plínio, vc fala isso porque não ficou sob o tacão soviético.
Se tivesse iria querer fazer a mesma coisa.
Nem aprovo ou desaprovo. Só riu.
Abraço.

pangloss
pangloss
4 anos atrás

Acho que eu perdi alguma parte importante da notícia, porque não faz o menor sentido.
Os soviéticos impuseram um regime comunista na Bulgária por décadas, após a WWII.
Durante esse tempo, os governantes búlgaros plantaram monumentos dedicados aos seus dominadores soviéticos (Síndrome de Estocolmo em grau terminal).
Agora, que a Bulgária está livre do totalitarismo soviético, os russos – que se crêem herdeiros do legado nefasto da URSS – querem impedir que os búlgaros ironizem quem lhes causou tanto sofrimento?
É isso mesmo?

WellingtonRK
WellingtonRK
4 anos atrás

Parabéns aos búlgaros.

carcara_br
carcara_br
4 anos atrás

Ficou até interessante(pra colocar num shopping)
Mas não fosse a urss seriam quem? os nazistas? Sangue búlgaro não foi derramado?
Pra mim é simples, ou destroem o movimento e o substituem por outro com os valores americanos (super heróis infantis e marcas de lanchonete), ou respeitam o próprio passado.
Adoraria que algum “esquerdalha” fizesse arte em alguma homenagem a figuras históricas do nosso país….

-Só pra deixar claro, não importa se foi um regime terrível, em memória daqueles que sofreram deveria haver respeito.

Júnior P.
Júnior P.
4 anos atrás

Não querendo apoiar vandalismo à monumentos históricos, mas admito que esses aí ficaram bacanas com o banho de tinta… Na boa, vandalismos, protestos e arte as vezes se aproximam muito a ponto de não se conseguir determiná-los ao certo. Disso tudo, o que se pode tirar de bom é que, a partir desses atos, muita gente pôde começar a pensar sobre o significado desses monumentos. O curioso é que monumentos são feitos justamente para serem vistos e fazer lembrar algo de valor e representativo do pensamento “coletivo” de um momento na história. Mas, são (ironicamente) ignorados pela maioria dos que… Read more »

Matheus G.
Matheus G.
4 anos atrás

Não precisa disso, já derrubaram estátua de Costa e Silva no RS.
Nosso país não faz brincadeiras com figuras históricas do nosso passado, os destroem literalmente.

Enquanto isso em Maricá um hospital nomeado de Che Guevara.

Bela homenagem, não é?

Doug385
Doug385
4 anos atrás

carcara_br 20 de outubro de 2017 at 14:56

Se é em memória daqueles que sofreram, sequer deveria haver monumentos. Creio que a solução mais adequada seria a retirada desses monumentos e o seu embarque em trens com destino à Rússia.

_RR_
_RR_
4 anos atrás

Doug385,

Ia comentar o mesmo.

Despachar os monumentos para a Rússia seria uma solução simples. Mas resta saber se os russos aceitariam isso… Afinal de contas, é certo que os russos se consideram os libertadores dos húngaros ( assim como de todo o leste europeu na SGM ), e não duvido que poderiam se sentir tão ofendidos quanto com o vandalismo com a proposta, já que certamente consideram que sua história está ligada umbilicalmente a dos países leste europeu por conta do passado recente…

Krest
Krest
4 anos atrás

Ficou melhor que antes kkkkk

Juliano M
Juliano M
4 anos atrás

“heróis militares SOVIÉTICOS” homenageados na Bulgária, a questão é: pq essa joça ainda está de pé?

Plinio Carvalho
Plinio Carvalho
4 anos atrás

O pessoal aqui tem a menti muito fechada, aquele monumento não é em homenagem a URSS, e nem ao terror que eles colocaram em cima de muitos países, é uma homenagem ao homem comum que sangrou e morreu na linha de frente, o povo da bulgaria não morreu na guerra, seja civil ou militar? então os monumentos sao para valorizar eles, as pessoas comuns. respeitar o passado coletivo da nação é importante mesmo que não gostemos ou concordemos com oque aconteceu, e por não respeitarem o passado que países como o Brasil estao como estao. Não me admira brasileiros concordarem… Read more »

Plinio Carvalho
Plinio Carvalho
4 anos atrás

Agora se o monumento não tem haver com o povo bulgaro e sim com o povo russo, que retirem e devolvam para a Russia, agora vandalizar ja é de mais, como disse um desrespeito com os que morrem no passado.

Bispo
Bispo
4 anos atrás

O coringa tá fantástico

tomcat3.7
tomcat3.7
4 anos atrás

Muita ignorância e falta de respeito.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
4 anos atrás

O problema não é pixar os monumentos…

O problema está nos búlgaros que não removeram os monumentos do seu conquistador após a queda da URSS.

Se os russos estão sentidinhos, que vão lá e limpem os monumentos.

Juliano M
Juliano M
4 anos atrás

Seguindo a linha dos de “mente muito aberta”, a Polonia deveria homenagear os soldados alemães e a Coreia os japoneses da II Guerra.

E ainda quer dar liçao de civismo e bons modos.

Fred
Fred
4 anos atrás

Monumento é patrimônio, é lugar de memória, passado presentificado naquele objeto. Bem, se o povo búlgaro mudou tanto após o fim da URSS, e mudou a ponto de abominar o passado a que remete o monumento ( ou da forma que remete ao passado), acredito que, num processo democrático, a população deveria escolher o destino do monumento. Mantê-lo, devolvê-lo à Rússia, ou mesmo, destruí-lo… Que o povo decida. O povo muda sua identidade e rejeita essa memória, ok. Mas façamos um exame reverso. Em SP, por exemplo, há quem queira que o monumento aos bandeirantes caia também. Aposto, que todos… Read more »

Cronauer
Cronauer
4 anos atrás

O brasileiro é muito estranho mesmo, não entende e se doi com a piadinha de um país escravo do outro em uma era nefasta e nada fala a respeito de uma mostra liderada por um banco que promove cães transando com idosos e crianças… E ainda houve escola pública levando os seus filhos lá e cobrando “trabalho escolar” como a fazer com que a criança PRESTASSEM A ATENÇÃO (já que seria cobrado) no que chamam de “arte”. É o brazil!
.
Quanto tempo para ufanistas-alienados aparecerem aqui e vir a dizer que somos “vira-latas”????

Fred
Fred
4 anos atrás

Bancos = bandeirantes , corretor doido

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
4 anos atrás
Rafael_PP
Rafael_PP
4 anos atrás

Plinio Carvalho 20 de outubro de 2017 at 16:04
.
Perdão se minha mente não é aberta como a sua, mas o monumento me parece celebrar o Exército Vermelho, que enquanto ‘libertava’ a Europa do nazismo terminou de destruir, saquear e violentar o patrimônio e os cidadãos daquela região.
.
Me parece justo que ele seja alvo de bufonaria e ressentimento dos locais.

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
4 anos atrás

Desmonta, embrulha e devolve pro Putin(ho).

Doug385
Doug385
4 anos atrás

_RR_ 20 de outubro de 2017 at 16:00 Não sei de que eles se consideram libertadores, se foram eles mesmos que incentivaram e alimentaram o Terceiro Reich. São uns caras de pau. Hitler só avançou sobre a Polônia e o resto do Leste Europeu sob a benção e consentimento de Stalin, para que depois o mesmo se fizesse de “libertador” e pudesse marchar até Lisboa. Era seu plano para conquistar toda a Europa; só faltou combinar com americanos e britânicos. Hiroshima e Nagasaki não foram um recado aos japoneses, mas sim aos soviéticos. Não fosse o terror atômico, certamente Stalin… Read more »

Caio
Caio
4 anos atrás

Os bulgaros nao tem seus proprios herois, para colocarem por cima destes monumentos? Ou sao mais uma terra de midiotas?

Doug385
Doug385
4 anos atrás

No próximo mês o governo do Mato Grosso do Sul inaugurará uma estátua de Solano Lopezem Ponta Porã. Será um monumento em homenagem a todos os mortos na Guerra do Paraguai. De igual modo, os paraguaios inaugurarão uma estátua de Dom Pedro II em Assunção.
Torçamos para que não sejam vandalizadas.

Observando os hipócritas
Observando os hipócritas
4 anos atrás

Não concordo – Está faltando a linda Mulher Maravilha e lógico o Capitão Gay (personagem hilario interpretado pelo fantástico Jô Soares na década de 80/90) Assim ficaria legal o Putin ficaria ainda mais Putinho

sergio ribamar ferreira
sergio ribamar ferreira
4 anos atrás

Sr. Delfin Sobreira está certo. Devolvam os monumentos aos russos. Inaugurar hospital com nome de assassino pode(só será inaugurado em 2018 e a população sofrendo com o descaso da secretaria da Saúde Municipal); da mesma forma que empregar o filho de 17 anos que passou no vestibular como secretário do município(salário de 18 mil fora mordomias) também pode. Isto em Maricá -RJ , bastião do bolivarianismo petista e oligarquias decadentes. Dois pesos , duas medidas e assim caminha o Brasil dos hipócritas e politicamente corretos com bênçãos do servilismo do Judiciário, MP e demais instituições aparelhadas pela súcia gananciosa, corrupta… Read more »

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
4 anos atrás

“A identidade nacional brasileira também pode mudar. Aliás, está mudando”. Não entendi. Mudando pra que, pra onde?

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

Chama o Dória Kkkk ……
______________________________

Rinaldo Nery 20 de outubro de 2017 at 21:52
“A identidade nacional brasileira também pode mudar. Aliás, está mudando”. Não entendi. Mudando pra que, pra onde?

GLBT 2º a RedeGoebbels. rsrs
______________________________

Leonardo
Leonardo
4 anos atrás

Concordo com o Plinio Carvalho, e caso não saibam, até Berlim manteve monumentos soviéticos, um deles homenageia os soldados que lutaram na batalha de Berlim e representa o sofrimento humano dos conquistadores. Não sou nem de longe de esquerda, só acho que se deve respeitar a História, pois ela ensina a evitar os erros do passado.

Fred
Fred
4 anos atrás

Rinaldo,

Me mostre um autor qualquer de sociologia ou história que afirme que identidades coletivas são imutáveis. Se você conseguir. Nunca mais comento aqui.

Serve qualquer um.

Essencialmente a notícia trata de patrimônio, memória e identidade.

Fred
Fred
4 anos atrás

Carlos,

Freud explica essa paranóia com gays.

sergio ribamar ferreira
sergio ribamar ferreira
4 anos atrás

Sr. Fred: “Monumento é patrimônio…” Concordo. Porém por que chamar as pessoas de conservadores por não concordar em parte com as ideias expostas pelo Sr.? O que é ser conservador e ser progressista? Na chamada esquerda, diga-se de passagem convivo com várias pessoas, há conservadores e na chamada direita, progressistas. Voltando ao foco. Pichar é terrível em qualquer patrimônio, seja destruindo a estátua de um general ou de um líder guerrilheiro. Grafitar é diferente. podemos encontrar verdadeiras obras de arte( e muitas delas são pichadas) Os búlgaros na minha opinião deveriam devolver os monumentos àqueles que estão reclamando(lembrando: Bulgária não… Read more »

sergio ribamar ferreira
sergio ribamar ferreira
4 anos atrás

Errata: Desculpe as falhas quanto pontuação e utilização de maiúsculas e minúsculas. Abraços a todos.

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
4 anos atrás

Esse fato mostra uma certa ingratidão,pois a Rússia poderia ainda estar lá mas não está.A Cortina de Ferro ,o Pacto de Varsóvia já não existem mais. E por pura boa vontade o que era para ser quintal da Rússia,ela concedeu a liberdade a esses países com o colapso da URSS.Enquanto isso do lado dos EUA,ainda ocupam a Alemanha,Japão e até de um certo modo a Itália,e ainda a OTAN se chega para perto da fronteira da Rússia.Mas essas pinturas são coisa de rato de esgoto é só alguém gritar,oh! os russos tão voltando” e eles limpam os monumentos e ainda… Read more »

ScudB
ScudB
4 anos atrás

Srs necrófilos do pseudo-jornalismo! Para que discutir um troço desses publicado em 2014 sobre uma porcaria de “quase arte” dum grupo de semi-pintores anônimos “Destructive Creation” que trabalham num estilo entre grafim..rda e grafib..sta! Quem quer apreciar os trabalhos deles é aqui : http://destructivecreation.com/ O acontecimento de 2011 trazer para ca e discutir é duro.. Inclusive (para quem nao sabe) o monumento em questão fica no Boulevard do Czar Libertador.Ou seja , Czar russo Alexandre II. Todas essas “pinturas” são gritos escandalosos e histéricos dos poucos quem não lembra a Historia. So para chamar atenção para própria impotência e ignorância.A… Read more »

Alexandre Galante
4 anos atrás
Antonio Assumpção
Antonio Assumpção
4 anos atrás

Já andei por estas terras
Os monumentos são marcantes
Tenho que concordar que pintados dessa forma passaram a ter graça
Bela forma de mandarem os russos à merda

ScudB
ScudB
4 anos atrás

Bem colocado amigo Alexandre!
“The problem is not with vandalizing monuments – they can be restored. We have greater problems in Bulgaria – like the lack of any sense of collective ethics and community,” the artist concluded.
Up!

Jorene
Jorene
4 anos atrás

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, ficou muito legal ! Os búlgaros adoooooooram os russos…

Mauro Mosczynski
Mauro Mosczynski
4 anos atrás

O Plínio Carvalho não teve seu país invadido em 1939 depois de um acordo secreto entre URSS é Alemanha, não sofreu com o exército vermelho quando ele avançava para tomar Berlin é também não ficou de 1945 a 1989 sob influência de Moscou e fechado para o mundo ocidental. Quem não viveu isso não tem o que falar sobre o que acontece na Bulgária ou mesmo na Polônia que hoje passa por um movimento que pretende derrubar monumentos homenageando a antiga URSS. Antes de falarem pensem um pouco e pesquisem sobre o que estes povos passaram na mão dos comunistas.

Mauro Mosczynski
Mauro Mosczynski
4 anos atrás

Para quem sabe inglês uma explicação sobre a remoção de Taís monumentos. Como é dito no texto, estes monumentos foram construídos pelo exército vermelho e não possuem nenhum resto mortal de soldados e simboliza para muitos o totalitarismo soviético. https://ipn.gov.pl/en/news/803,Why-do-we-dismantle-Soviet-monuments.html

Antonio Renato Arantes Cançado
Antonio Renato Arantes Cançado
4 anos atrás

Parabéns aos búlgaros!

Eduardo Tucci
Eduardo Tucci
4 anos atrás

Eu moro em Sofia já faz 2 anos e a relação entre os russos e búlgaros é muito mais antiga e complexa do que resumi-lo ao período comunismo, os búlgaros entendem que os russos são seus ‘irmãos mais velhos’, o país que os libertou depois de 700 anos do terrível domínio otomano , existe um verdadeiro amor/ódio em relação aos russos, falam idiomas muito próximos, usam praticamente o mesmo alfabeto (criado pelos búlgaros) e tem uma relação muito estreita, os jovens parecem esquecer do período comunista e admiram a Rússia (e ao mesmo tempo reclamam da atitude arrogante e mal… Read more »

Karine
Karine
4 anos atrás

Talvez eu não tenho entendido direito a história, mas qual a diferença entre isso e os liberais americanos que destroem ou querem retirar monumentos da guerra civil pelo sofrimento dos negros no passado. Ou que jogaram tinta no avião Enola Gay, entre outras coisas.

EParro
EParro
4 anos atrás

Penso que depredar monumentos históricos deva ser sempre veementemente rejeitado, execrado até.
Agora, que direito tem a Rússia de “querer” alguma coisa da Bulgária?
Logo a Rússia que não dá a mínima para ninguém.
É o fim final!

Plinio Carvalho
Plinio Carvalho
4 anos atrás

Mauro Mosczynski, eu sou e sempre serei contra vandalismo de Monumentos Historicos, se vc é a favor sinto muito por você.
E como ja disse la em cima se os bulgaros acham que o monumento não representa seu povo então que exijam de seu governo a retirada do mesmo. Oque foi feito apesar de mostra talento é vandalismo, é minha opinião e acabou.
E aproveitando, tb acho que os russos naõ tem nada que se envolver com vandalismo de monumentos que nem estao em seu país.

Mauro Mosczynski
Mauro Mosczynski
4 anos atrás

Plínio não entendeu o ponto, isso pelo menos para os poloneses não são monumentos e devem ser removidos. Uma coisa são cemitérios e outra é propaganda política.

EParro
EParro
4 anos atrás

Rejeitar uma memória não me parece que seja uma mudança de identidade coletiva. Rejeitar uma memória não significa esquecê-la absolutamente menos ainda significa apagá-la. A qualquer momento, um simples estímulo, trará à tona a memória rejeitada. Conheço um velho ditado, aqui da minha terra, que diz mais ou menos o seguinte: A um burro velho, novos caminhos podem ser ensinados e ele os aprenderá. Entretanto, jamais esquecerá os caminhos antigos. Não sei se burros têm identidade coletiva. Portanto, não me parece que mandando embora monumentos ou não, os búlgaros deixarão de fazer “graça” com heróis soviéticos. A memória, arrisco dizer,… Read more »

Últimas Notícias

Recife (PE) sediará a nova Escola de Formação de Sargentos do Exército

O CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO EXÉRCITO INFORMA: Na 339ª Reunião do Alto Comando do Exército, realizada de 18 a...
- Advertisement -
- Advertisement -