Home Estratégia Secretário de Defesa dos EUA visita o Brasil em missão para conter...

Secretário de Defesa dos EUA visita o Brasil em missão para conter influência chinesa

5725
66
O ministro da Defesa brasileiro, Joaquim Silva e Luna (esquerda), e o secretário da Defesa dos EUA, James Mattis, em Brasília. Foto JOÉDSON ALVES EFE
O ministro da Defesa brasileiro, Joaquim Silva e Luna (esquerda), e o secretário da Defesa dos EUA, James Mattis, em Brasília. Foto JOÉDSON ALVES – EFE

Jim Mattis se reúne com ministros da Defesa e de Relações Exteriores

Com os olhos na China, o secretário de Defesa dos EUA, Jim Mattis, começou no domingo sua primeira viagem à América do Sul. Em suas paradas no Brasil, Argentina, Chile e Colômbia, o objetivo do chefe do Pentágono será fortalecer as relações militares com Washington e conter a crescente influência de Pequim na região. “Essas relações são críticas para um hemisfério ocidental [o continente americano] colaborativo, próspero e seguro”, disse o Departamento de Defesa.

Nesta segunda-feira, Mattis se reuiu em Brasília com com os ministros Joaquim Silva e Luna, da Defesa, e Aloysio Nunes Ferreira, das Relações Exteriores. Na pauta do encontro estão as alternativas para avançar na cooperação nas áreas técnica, científica, político-militar e indústria de defesa. Nos encontros oficiais no Brasil, o secretário de Defesa americano tratou de três temas que são discutidos há ao menos dois anos entre as duas nações: o aproveitamento do centro de lançamento de satélites de Alcântara (Maranhão), a cooperação na área de defesa cibernética e a ajuda humanitária à Venezuela que estava numa situação. “Alinhamos algumas percepções sobre o que pensamos sobre defesa no continente americano”, disse o ministro de Defesa do Brasil, Joaquim Silva e Luna.

A Casa Branca declarou 2018 o “ano das Américas” e, de acordo com o Pentágono, a viagem do general reformado dos Fuzileiros Navais reflete os “fortes laços de defesa” com os quatro países que visitará. Laços que, no entanto, parecem não interessar ao presidente Donald Trump, que não viajou para a região. Iria fazê-lo em abril, mas cancelou sua participação na cúpula das Américas, no Peru, para preparar a operação militar contra o regime sírio por conta do uso de armas químicas.

A Casa Branca mantém um bom relacionamento com seus principais aliados latino-americanos, em parte graças a sua forte posição em relação à crise venezuelana, mas também provocou tensões na região com sua política anti-imigração e sua deriva protecionista.

A viagem de Mattis, que em setembro do ano passado esteve no México, começa no Brasil, onde terá reuniões com altos comandantes militares e fará um discurso. De lá, seguirá para a Argentina e o Chile para finalmente chegar à Colômbia, onde se encontrará com membros do novo Governo de Iván Duque.

A crise na Venezuela vai pairar sobre a viagem, especialmente na Colômbia, mas também no Brasil, que reforçou significativamente sua cooperação militar com os Estados Unidos nos últimos anos. De fato, soldados norte-americanos participaram em novembro de treinamentos conjuntos com seus colegas brasileiros como preparação para possíveis crises humanitárias.

Como parte de sua estratégia expansionista, a China reforçou nos últimos anos seus laços com alguns dos países que Mattis visitará, como a Argentina, onde Pequim construiu uma base espacial. “Estamos preocupados que a China tem uma maneira de fazer negócios que não necessariamente responder da melhor forma possível aos interesses dos nossos parceiros no hemisfério”, explicou a um grupo de jornalistas o subsecretário adjunto de Defesa para Assuntos do Hemisfério Ocidental, Sergio de la Peña, informa a agência Efe.

Como também fez na África, Pequim multiplicou seus investimentos na América Latina na última década e também a concessão de créditos, o que lhe permite ganhar peso diplomático. “Eles são generosos com seus empréstimos, mas se você não puder pagar, eles receberão algum tipo de compensação em troca”, avisou de la Peña.

FONTE: El País/Efe

Subscribe
Notify of
guest
66 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antonio
Antonio
2 anos atrás

Está uns 15 anos atrasado.

Solon Neto
Solon Neto
Reply to  Antonio
2 anos atrás

Um secretário de Defesa Americano, como o título diz, está interessado em defesa. Essa história de China é pura cortina de fumaça. O interesse real dele é saber se o Brasil vai ou não entrar na coalizão para desbancar o governo da Venezuela. Se o Brasil quer ou não uma cadeira no conselho de segurança da ONU.

ODST
ODST
Reply to  Solon Neto
2 anos atrás

“Se o Brasil quer ou não uma cadeira no conselho de segurança da ONU.”

Ainda tá nessa? Ninguém mais acredita na possibilidade desse assento permanente. E do jeito que a coisa está nos dias de hoje, quanto mais longe o Brasil estiver da ONU melhor! Essa organização já perdeu a moral e a credibilidade faz muito tempo.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Reply to  Solon Neto
2 anos atrás

Querer uma cadeira o Brasil quer, mas tê-la, jamais conseguirá. Se uma cadeira no CS depender de uma intervenção militar brasileira na Venezuela, ESQUEÇAM, nunca acontecerá por vários motivos: a) Nossas FFAA não tem condições de manter um conflito; b) Estamos em severa crise econômica que não vai amainar tão cedo; c) O Estado brasileiro é fortemente deficitário; d) As próximas eleições podem definir um governo pró-Venezuela, já que há pelo menos 3 candidatos de esquerda declaradamente favoráveis a Nicolas Maduro; d) Mesmo que uma corrente política anti-ditadura venezuelana vença as eleições no Brasil, terá coisas mais urgentes a enfrentar.

Gilbert
Gilbert
Reply to  Solon Neto
2 anos atrás

Eu acreditava na ONU até o momento que o Trump mandou eles as favas.
Hoje vejo como uma instituição fraca e desacreditada

Juscelino S. Noronha.
Juscelino S. Noronha.
Reply to  Gilbert
2 anos atrás

ONU, um dos tentáculos da Nova Ordem Mundial.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  Gilbert
2 anos atrás

A ONU funcionava até ser dominada por uma burocracia corrupta oriunda de países do terceiro mundo.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Antonio
2 anos atrás

Não mesmo, o Governo Americano considerava o Brasil no Governo do PT “tudo”… menos um aliado.

Alfredo RCS
Alfredo RCS
2 anos atrás

Influencia chinesa: destruição do mercado interno pelo dumping social…para dizer o minimo. Graças a um presidiário que a reconheceu como “economia de mercado”.

José Carlos David
José Carlos David
Reply to  Alfredo RCS
2 anos atrás

O presidiário conseguiu juntar o Brasil a tudo que não presta.

jose luiz esposito
jose luiz esposito
Reply to  Alfredo RCS
2 anos atrás

Alfredo , não somente nós a reconhecemos , a China é uma economia de Mercado! Tudo o que não presta , começa pelo nosso grande MUI AMIGO do norte !

Rafa_positron
Rafa_positron
Reply to  Alfredo RCS
2 anos atrás

CABO DACIOLO, É VOCÊ?

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Fawcett1925
Fawcett1925
2 anos atrás

O que a China tem que os EUA não têm? Mão de obra barata, quase escrava.
O maior erro do Brasil foi reconhecê-la como economia de livre mercado pois é praticamente impossível concorrer economicamente com o dragão vermelho. Os EUA que tomem cuidado pois mais cedo ou mais tarde os chineses terão um poderio militar maior que o americano e o que é pior: tudo isso pago com o dinheiro ocidental.
https://www.youtube.com/watch?v=aOTrhqSbVaM

Antonio
Antonio
Reply to  Fawcett1925
2 anos atrás

Reportagem de fevereiro de 2017.
Tenho certeza que essa diferença aumentou mais.

Salário médio dos trabalhadores na China ultrapassa salários no Brasil e no México

http://www.ilisp.org/noticias/salario-medio-dos-trabalhadores-na-china-ultrapassa-salarios-no-brasil-e-no-mexico/

ODST
ODST
Reply to  Antonio
2 anos atrás

Antonio Quem acredita nisso também deve acreditar em papai noel e coelhinho da páscoa! A Foxconn é uma das mais importantes fábricas de toda a China, e nem eles pagam muito mais do que US$ 2,26. Agora imagina em outros locais de trabalho como não deve ser… Sem contar isso (matéria recente): “De acordo com o relatório, os funcionários encarregados de fabricar os dispositivos Amazon Echo e Kindle precisavam trabalhar mais de 100 horas extras por mês durante a temporada de pico de produção – quase três vezes mais do que o limite de 36 horas mensais imposta pela lei… Read more »

jose luiz esposito
jose luiz esposito
Reply to  ODST
2 anos atrás

Antonio creio que quem ainda coloca o sapatinho na janela dia 24 de dezembro és tu ! O cego é aquele que sempre menospreza aos outros e não se auto analisa . No teu pensamento o Brasil esta no caminho certo , tens ainda esperança nos rumos desta republiqueta . Anote em uma folha de papel e guarde em um cofre para ser aberto pelos teus netos quando tiverem 20 anos , estarão nos mesmos problemas que nos encontramos , se não ainda pior , com inúmeras outras nações a nossa frente , e eles em site como este comentando… Read more »

JP
JP
Reply to  ODST
2 anos atrás

Isso da uns U$ 400 por mês, sem hora extra, quanto ganha um operario no Brasil ? Por acaso é mais que isso ?

M.Silva
M.Silva
Reply to  Antonio
2 anos atrás

Se você trabalhar mais de 100 horas por semana na China, conseguirá um salário melhor do que de um desempregado brasileiro.

jose luiz esposito
jose luiz esposito
Reply to  M.Silva
2 anos atrás

M SILVA o BRASIL oferece o melhor padrão de vida do mundo , com as melhores e inigualáveis pensões e aposentadorias do mundo , mas para suas Castas corporativista , para o homem que trabalha e produz para manter este padrão a suas castas , apenas salários baixíssimos , impostos altíssimos e aposentadorias ridículas, viva a republiqueta de castas do Brasil , ainda pior que a Índia ,que esta saindo dela ! !

jose luiz esposito
jose luiz esposito
Reply to  Antonio
2 anos atrás

O Fawcet acima tem dados ainda da Idade da Pedra , a capacidade de produção chinesa ainda é maior que a japonesa , a formação dos universitários chlneses é ímpar , ao contrário dos nossos universitários , uma imensidão de estudantes de direito , assistência social , sociologia , ciências políticas que pouco trazem de útil ao nosso desenvolvimento e que usam as Universidades para idiotices ideológ9icas e se drogarem , e o trabalhador brasileiro apegados a direitos , e contentes com os numerosos feriados e fins de semanas estendidos !

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
2 anos atrás

“Eles são generosos com seus empréstimos, mas se você não puder pagar, eles receberão algum tipo de compensação em troca”

Na Venezuela já estão tomando o petróleo deles, logo a China vai estar dominando a produção toda deles e mandando tudo de graça para a China para pagar as dívidas que não vão acabar nunca.

https://www.nextbigfuture.com/2018/07/venezuela-cash-crunch-china-now-taking-28-of-oil-production-to-repay-debt.html

Alessandro
Alessandro
2 anos atrás

os americanos deveriam ficar preocupados é com seus meta capitalistas bilionários, que financiam o comunismo chinês e sua expansão econômica, o inimigo dos EUA está lá dentro, assim como os nossos tbm estão aqui.

Marcello Magnelli
Marcello Magnelli
Reply to  Alessandro
2 anos atrás

Pura verdade.
A China só chegou onde chegou graças ao “capitalismo ocidental” que prioriza o lucro imediato desprezando suas origens nacionais.
Não importa onde este lucro esteja sendo obtido pois ele é a meta final.
Então não venham reclamar da China. Ela soube jogar. A culpa é daqueles que aceitaram jogar este jogo e caíram na armadilha.
Alimentaram o dragão e agora reclamam quando ele faz o seria da sua natureza fazer.

Victor Moraes
Victor Moraes
2 anos atrás

Esta era a hora de se saber negociar… Depois, se não negociam, reclamam do tratamento e pulam para o lado de quem nada tem de semelhante conosco, os chineses… Era hora de pedir investimento$, armas, tecnologias, ajudas de todo tipo, ainda que, ainda que, Trump esteja fechando a América e dizendo: “America First”. Mas, creio eu, farão aquele papel de isentos, imparciais, ou pior, falsamente alinhados, que significa fragilmente alinhados, para depois mostrarem-se, como sempre, não confiáveis. Este é o problema de uma país, Brasil, que não tem um projeto de Estado. Que falta faz um Rei…

Jr
Jr
2 anos atrás

Vamos ser sinceros a América Latina não é prioridade do Trump, tirando o México com o novo acordo do Nafta, a questão do imigrantes e a Venezuela, o Trump se interessa muito pouco por essa região, o Trump é o tipo de presidente que da alta prioridade para a agenda interna em detrimento da agenda externa. O engraçado dessa visita é que ela acontece justamente hoje que saiu uma reportagem na mídia americana falando do afastamento do Mattis e do Trump, ele não tem participado das reuniões com o Trump que passou a ouvir mais o Bolton e este tem… Read more »

Victor Moraes
Victor Moraes
Reply to  Jr
2 anos atrás

Alcantara é um fiasco… Coisas do Sarney…

Victor Moraes
Victor Moraes
Reply to  Jr
2 anos atrás

Você sabe a razão da base de lançamentos de foguetes ser no Maranhão e não no Amapá como queriam os militares, certo?

Delfim
Delfim
2 anos atrás

Será que tem algo a ver com a URSAL ?
😂😂😂😂😂😂😂

Rafa_positron
Rafa_positron
Reply to  Delfim
2 anos atrás

kkkkkkk

Tem sim…

E com os doentes daqui tbm

PauloR
PauloR
2 anos atrás

Bom mesmo é fazer acordo com os americanos né, a generosidade do Trump faz dos americanos lixos comerciais. O Brasil tem mais é que se aliar aos Chineses e diversificar suas exportações com outros países da Ásia, é lá que esta o futuro.
Quanto aos fanboys que criticam a relação Brasil x China; Isso está mais para desespero com a fungada dos chineses no cangote do que critica construtiva.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  PauloR
2 anos atrás

Diga isso para os países africanos, onde os chineses tocam projetos de infraestrutura pelo método tradicional (subornando os ditadores locais) e não empregam um mísero cidadão do país. Tudo, dos materiais de construção à mão de obra, é trazido da China ou seja, não produzem um tostão de riqueza para esses países.

“O Brasil tem mais é que se aliar aos Chineses…” vá em frente e veja no que dá!

M.Silva
M.Silva
Reply to  HMS TIRELESS
2 anos atrás

EM breve, seremos colonizados por esses trabalhadores e suas famílias para também quebrarem a unidade nacional (como eles fazem em certas províncias chinesas e no Tibet).

Brasil, Nova China do Sul?

M.Silva
M.Silva
Reply to  PauloR
2 anos atrás

Política certeira para nos tornar escravos da China. Continuemos a entregar nossas riquezas a eles. Em breve, seremos colonizados pelos chineses e os idiotas-úteis socialistas do Brasil terão que trabalhar segundo as leis trabalhistas chinesas também.

Os últimos governos americanos nos entregaram aos chineses. Creio que o Trump quer diminuir essa perda.

ODST
ODST
2 anos atrás

A China se expande por aqui graças a politica externa defasada e fracassada do EUA, e não será uma mera visita, algumas reuniões, promessas vazias e frases de efeito que irão mudar isso. Mas no final das contas, assim que é bom, pois como o próprio estadunidense gosta de dizer, quanto mais concorrência melhor!

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  ODST
2 anos atrás

“A China se expande por aqui graças a politica externa defasada e fracassada do EUA, e não será uma mera visita, algumas reuniões, promessas vazias e frases de efeito que irão mudar isso.”

Concordo plenamente mas também acrescento à diplomacia ideologizada e palanqueira do governo passado, o mesmo que reconheceu a China como “economia de mercado”…

Delfim
Delfim
2 anos atrás

Era para vir banqueiros e empresários, não um Secretário de Defesa. Fica no ar um cheirinho da política do “big stick”.
Enquanto os EUA mostram arrogância, os chineses trazem $$$ e investimentos, como mostra o outro tópico. EUA e UE reclamam, mas inve$tir que é bom nada.
O vácuo existe para ser preenchido.

M.Silva
M.Silva
Reply to  Delfim
2 anos atrás

Empresários e banqueiros vêm…da China. E para dar (investir) com uma mão e levar os lucros para a China com duas. Para isso serve investidor estrangeiro – levar os lucros embora.

Walfrido Strobel
Walfrido Strobel
Reply to  M.Silva
2 anos atrás

Se levam o lucro é porque produziram algo para isso.

Delfim
Delfim
2 anos atrás

Mas também penso que nossa política de neutralidade, de boas relações com todos, de softpower, vai passar por um teste duro.
Estamos voltando a uma era de polarização e tensão, e ser neutro, ao contrário do que muitos pensam, não significa ser bonzinho nem custa barato. Suécia e Suíça que o digam. Neutralidade, assim como alinhamento, tem um preço.
O Brasil será cobrado a ter um alinhamento com um lado, o que significará ficar malvisto pelo outro. Basta lembrar dos submarinos alemães após o alinhamento do BR com os EUA na WW2.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
2 anos atrás

Agora, a Argentina pode se beneficiar de uma aproximação com os EUA, especialmente no que diz respeito à reequipar suas forças armadas.

Antonio
Antonio
Reply to  FABIO MAX MARSCHNER MAYER
2 anos atrás

Só se for FA mesmo, porque a China anunuciou ontem um projeto n área de transporte de US$ 2 bi na Argentina, na esteira do Projeto Belt and Road.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Reply to  Antonio
2 anos atrás

A China tem investimentos até mesmo nos EUA…

Antonio
Antonio
Reply to  FABIO MAX MARSCHNER MAYER
2 anos atrás

Os chineses vão começar a avançar sobre a infra-estrutura da Argentina como já avançam na do Brasil.
Novos tempos.

Dortmund Brazil
Dortmund Brazil
2 anos atrás

O apoio brasileiro pode sim ocorrer, conforme os Estados Unidos almejam. Porém a moeda de troca seria reequipar todas as nossas forças militares, sem restrição tecnológica e de quantidade, claro que tudo isso a juros baixos. Caso contrário iríamos buscar alternativas junto à Rússia e a China. Mas será que algum governo teria coragem de fazer esta proposta para o poderoso governo americano ?

Asio Algon
Asio Algon
2 anos atrás

O chefe do poderio militar dos EUA veio formalizar a rendição do Brasil. O país se rebaixa à condição de protetorado e se alinha à economia disfuncional dos Estados Unidos.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Reply to  Asio Algon
2 anos atrás

Ahahahaha a “economia disfuncional dos EUA” que faz do país o líder econômico e tecnológico do planeta? Ahahahahahah boa mesmo é a economia funcional do Brasil, com carga tributária de 40% para sustentar aposentadorias de 6 dígitos de funcionários públicos VAGABUNDOS, e enriquecer políticos safados…

Marcelo Danton
Marcelo Danton
2 anos atrás

Novamente o nonsense da intelectualidade brasileira é constrangedor. Pensem!? Hoje, ou melhor, há quase 100 anos estamos sob a influência Inglesa ou Norte Americana. Na época do Brasil colonia tínhamos França, Holanda tentando abocanhar algum pedaço do Brasil. canhoneiras bombardearam, Bahia, Recife, Rio de Janeiro etc.., portanto temos a PAX anglo saxônica por um século, só abalada com a tentativa da URSS/China e Cuba de desestabilizar o Brasil de 1950 até 1978. Lembrem-se que a religião católica e o comunismo só vicejam no caos social. Um novo ator no cenário brasileiro vai propiciar “ações de sabotagens dos 2 lados”, caso… Read more »

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  Marcelo Danton
2 anos atrás

“Façam de Alcântara o BackUp do cabo Canaveral.”

Pode esquecer! Basta ver que há tempos que se tenta permitir o lançamento de foguetes norte-americanos de Alcântara e tais iniciativas são travadas pelos tais “setores nacionalistas e patriotas”, os mesmos que adorariam dar aquilo lá de graça para Russos, Chineses e até iranianos.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Reply to  HMS TIRELESS
2 anos atrás

O Brasil entregou Alcântara para o Ucrânia… que por sua vez, não fez nada com aquilo e só atrasou o nosso programa espacial.

Rafa_positron
Rafa_positron
2 anos atrás

Quando a URSAL se concretizar, o ataque da seleção vai ser Messi, Suarez e Neymar !!!!!

E podem esperar pão com mortadela e café servido em copo de extrato de tomate nas escolas (é melhor que escola com merenda roubada)

Aguardem a invencivel URSAL !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  Rafa_positron
2 anos atrás

Acho que você perdeu uma excelente oportunidade de ficar calado e não passar vergonha meu caro Rafa! Mas eu entendo seu desespero afinal seu ídolo, herói e divindade além de preso está inelegível.

Rafa_positron
Rafa_positron
Reply to  HMS TIRELESS
2 anos atrás

De onde é que tu tirou essa historia de ídolo, afinal?

Marcello Magnelli
Marcello Magnelli
Reply to  Rafa_positron
2 anos atrás

Rafa, relaxa!
Ele não entendeu a sua ironia.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  Marcello Magnelli
2 anos atrás

Surgiu outro “Stooge” na parada!

Ps: Você sabe o que é ironia?

Leonardo
Leonardo
2 anos atrás

O secretário de defesa foi acordado às 4 da manhã por uma salva de tiros vinda de um morro próximo ao hotel, que estava sendo invadido por uma facção rival. A salva não se limitou a 21 disparos, como seria de praxe em uma cerimônia pela morte do país do futuro do pretérito. Durou o tempo que as nossas forças paramilitares quiseram, sem terem sido importunados pelas forças do Estado. Foi o 30º tiroteio no Rio em 24 horas, uma prova de que sabemos receber autoridades estrangeiras com honras militares no Brasil!

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  Leonardo
2 anos atrás

O brasileiro é assim mesmo, intenso e passional…

Para que uma salva de 21 tiros se os traficantes e milicianos podem dar rajadas?

horatio nelson
horatio nelson
2 anos atrás

em breve teremos meu sonho realizado uma base militar aeronaval americana avançada no maranhão com seu proprio porto para a quarta frota e além de uma brigada de infantaria para poderem aperfeiçoar suas taticas junto ao comando militar do norte e receberem instruções de guerra na selva e uns 30 f-18 ta bom f-22 bem vindos e f-35 ao moldes das bases americanas na europa,coreia,guam,etc… otimo que nos reaproximamos de uma nação que realmente nos da algum valor e sempre foram nossos irmãos do norte… grande brother sam ! os foguetes são o de menos.

Balbino
Balbino
2 anos atrás

O triste é perceber um pais riquissimo e de grande potencial como o Brasil ser tratado por potência A ou B como uma criança indefesa que não pode cuidar de si proprio.
Mas lhe digo, os nossos inimigos maiores são aqueles compatriotas que lutam pela nossa manutenção como fornecedor de insumos e Produtos brutos. E querem que fiquemos embaixo das asas de outras potências

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Reply to  Balbino
2 anos atrás

O Brasil é tratado assim porque nossos governantes não se dão ao respeito.

Hawk
Hawk
2 anos atrás
Joao Moita Jr
2 anos atrás

E, Brasilzão!!!!! Sempre fazendo vexame… Secretário de Defesa dos EUA é acordado por tiroteio no Rio O secretário e sua comitiva, hospedados em um hotel de luxo no Leme, na zona sul, foram acordados às 4h desta terça-feira por intenso tiroteio na comunidade do Chapéu-Mangueira Roberta Jansen, O Estado de S.Paulo 14 Agosto 2018 | 21h57 RIO – A violência no Rio assustou o secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, em visita oficial ao Brasil. O secretário e sua comitiva, hospedados em um hotel de luxo no Leme, na zona sul, foram acordados às 4h desta terça-feira, 14, por… Read more »

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Joao Moita Jr
2 anos atrás

O Marine? Assustado? Acho difícil. Assustado ficaria eu.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Joao Moita Jr
2 anos atrás

Assustado? Duvido, o que ele mais ouviu e viu foi tiroteio nessa vida.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Reply to  Carlos Campos
2 anos atrás

Assustado ele não ficou. Ficou é perplexo, de saber que viver no RJ é pior do que viver no Iraque…

Juscelino S. Noronha.
Juscelino S. Noronha.
2 anos atrás

O livro sagrado dos chineses para alcançar seus objetivos é “Arte da Guerra – Sun Tzu”. Isso se resume em sua estratégia de domínio mundial.

Luiz Floriano Alves
2 anos atrás

A base de Alcantara é no Maranhão, pois, alguém muito influente provou que no Amapá existem milhões de Marimbondos de Fogo.