Home Defesa Antiaérea Suécia vai comprar sistema Patriot de defesa aérea dos EUA

Suécia vai comprar sistema Patriot de defesa aérea dos EUA

3758
15
Patriot
Patriot

A Suécia comprará o sistema americano de defesa antimísseis Patriot em um acordo estimado em 10 bilhões de coroas, segundo informações divulgadas no dia 1º de agosto.

A compra é um dos vários movimentos feitos pelo país escandinavo para modernizar suas forças armadas nos últimos anos.

O ministro da Defesa, Peter Hultqvist, disse após uma reunião extraordinária do Comitê de Defesa do país que o governo formalmente assinaria o acordo no dia 2, informou a Rádio Sveriges.

“É um sistema testado que existe na Alemanha e na Holanda, e logo na Polônia”, disse Hultqvist à mídia sueca. No total, outros 15 países compraram o Patriot.

O preço exato não foi divulgado, mas foi estimado em pelo menos 10 bilhões de coroas suecas (1 bilhão de euros, US$ 1,3 bilhão), o que tornaria a maior compra militar da Suécia em cinco anos.

A Suécia anunciou pela primeira vez sua intenção de investir no sistema dos EUA em novembro. Na ocasião, disse em um comunicado que o objetivo da compra era evitar a “degradação” da segurança regional e aumentar a capacidade operacional das forças armadas suecas após vários anos de austeridade.

O acordo também seguiu um acordo assinado por Estocolmo e Washington em 2016 para impulsionar a cooperação militar bilateral. Ministros da Defesa da Suécia, Estados Unidos e Finlândia assinaram outra declaração de intenções no início deste ano, na qual concordaram em aprofundar sua cooperação em defesa.

“Hoje temos um sistema muito antigo, que não é relevante para o tempo em que vivemos”, disse Hultqvist à rádio Sveriges.

Os EUA aprovaram o pedido em fevereiro deste ano e a oferta expiraria em 10 de agosto, deixando o governo sueco pouco mais de uma semana para tomar sua decisão final.

O plano também é apoiado pelos principais partidos de oposição de centro-direita, apesar das divergências sobre como a compra deve ser financiada, com o Partido Liberal e os democratas cristãos pedindo financiamento extra, separado do orçamento principal das forças armadas, para cobrir os custos.

Hultqvist disse no dia 1º que os custos seriam cobertos pelo “plano de financiamento básico” do exército e, portanto, não receberia financiamento extra.

A entrega do sistema deve começar em 2021

FONTE: The Local

 

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Joao Moita Jr
1 ano atrás

Cairiam como luva para o EB. O Tio Sam faria um negócio camarada. Até que chegue uma plataforma assim, o Brasil está praticamente indefeso.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Joao Moita Jr
1 ano atrás

Brasil não precisa de defesa anti misseis nem de AA de longo alcance.
Não há ameaças.

Elden
Elden
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Não há ameaças hoje. Quando tiver vai dar tempo para treinar o pessoal a opera-los?

Almeida
Almeida
Reply to  Joao Moita Jr
1 ano atrás

Um negócio “camarada” de U$ 1,3 bilhões…

Joao Moita Jr
1 ano atrás

“Hoje temos um sistema muito antigo, que não é relevante para o tempo em que vivemos”, disse Hultqvist à rádio Sveriges.
Eles também estão a base de Bofors e Igla. Além disso, possuem o antiquado Iskander.

Bosco
Bosco
Reply to  Joao Moita Jr
1 ano atrás

João,
Iskander?
A defesa AA sueco é provido por mísseis RBS-70, Hawk, Bamse e canhões de 40 mm .
O Patriot deverá substituir o Hawk.

Almeida
Almeida
Reply to  Joao Moita Jr
1 ano atrás

Igla? Tá viajando amigo, eles fabricam em casa o RBS-70.

Ivan
Ivan
1 ano atrás

Antes de avançarmos muito no debate é importante dar uma olhada na matéria anterior do FORTE sobre este mesmo assunto:
https://www.forte.jor.br/2018/06/01/suecia-deve-fechar-acordo-de-misseis-pariot-no-valor-de-us-1-bilhao/
.
O debate na referida matéria foi muito profícuo e esclarecedor.
.
Forte abraço,
Ivan, o Antigo.

Ivan
Ivan
1 ano atrás

Em tempo.
.
Amigos editores,
Acredito que o link acima, referente a matéria sobre o mesmo tema datada de 1º de junho de 2018, deveria ser disponibilizado no final do texto, ou em outro local de fácil visualização.
Fica a atrevida sugestão.
.
Forte abraço,
Ivan, o Antigo.

Ivan BC
Ivan BC
Reply to  Ivan
1 ano atrás

O “mapento”.

Ivan
Ivan
1 ano atrás

https://pt.maps-russia.com/mar-b%C3%A1ltico-r%C3%BAssia-mapa
.
Xará, 😉
Só para não perder o hábito,
segue um mapa político simplificado do Mar Báltico.
Todos sabem, mas é bom lembrar:
– As distâncias são curtas;
– Kaliningrado faz parte da Rússia desde o século passado;
– Saída de São Petersburgo pelo Golfo da Finlândia fica bem perto de Estocolmo.
.
Forte abraço,
Ivan, o ‘Mapento’.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Ivan
1 ano atrás

Olhando o mapa e o armamento russo, misseis de cruzeiro e balisticos táticos. A versão que os suecos irão comprar a versão MSE, que conta com novo radar AESA, é mais facil de se integrar em redes cooperativas e tem um unico missil inteligente para ameaça distintas como misseis de cruzeiro ou munições PGM, misseis balisticos e aeronaves. Nenhum sistema, excluindo o David Sling, com seu missil Stonner, tem a capacidade de engajamento desses 3 tipos de ameaça num único missil, geralmente sistemas polivalentes usam misseis variados para cada função. A grande vantagem desse missil inteligente é que ele é… Read more »

Augusto L
Augusto L
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Essqueci de falar que esse missil tem maior alcance também.

TJLopes
TJLopes
1 ano atrás

O Patriot tá vendendo mais do que coca-cola gelado no deserto.

Luiz Floriano Alves
1 ano atrás

Os Suecos ficaram devendo neste tipo de tecnologia. Tio Sam tem a hegemonia técnológica em misseis AA e correlatos.