Home História Fremdschämen, a constrangedora ‘aula’ sobre nazismo dos brasileiros aos alemães

Fremdschämen, a constrangedora ‘aula’ sobre nazismo dos brasileiros aos alemães

3690
79

O termo alemão para ‘vergonha alheia’ resume o que foi a enxurrada de críticas de internautas brasileiros a um vídeo da Embaixada alemã afirmando que nazismo é de direita

Por Marina Rossi e Regiane Oliveira

São Paulo / Recife

Uma palavra sintetiza a aula sobre nazismo que um grupo de brasileiros tentou dar aos próprios alemães na Internet: fremdschämen (vergonha alheia). O que era para ser um vídeo sobre como se ensina a história do nazismo, publicado no Facebook pela Embaixada da Alemanha em Brasília e pelo Consulado Geral no Recife, se tornou um campo de guerra nas redes sociais.

De um lado, brasileiros que não acreditam no holocausto e garantem que o nazismo era uma ideologia de esquerda, contestavam a história divulgada pelo Governo alemão. Do outro, brasileiros envergonhados pediam desculpas pelos comentários exaltados. E no meio, a embaixada alemã tenta equilibrar os ânimos e corrigir os néscios: “O holocausto é um fato histórico, com provas e testemunhas que podem ser encontradas em muitos lugares da Europa”, publicou em resposta a um internauta que afirmou que o “holofraude está com os dias contados”.

No vídeo institucional, a Alemanha explica que desde cedo as crianças são ensinadas confrontar os horrores do holocausto, como parte do pensamento de conhecer e preservar a história para não repeti-la. No país é crime negar o holocausto, exibir símbolos nazistas, fazer a saudação “Heil Hitler”. O vídeo deixa claro que o nazismo é uma ideologia da extrema direita. “Devemos nos opor aos extremistas de direita, não devemos ignorar, temos que mostrar nossa cara contra neonazistas e antissemitas”, afirma no vídeo Heiko Mass, ministro das Relações Exteriores.

Muitos internautas contestaram o ministro: “Extremistas de direita? O partido de Hitler não se chamava Partido dos Trabalhadores Socialistas? Onde tem extrema direita?”, perguntou um internauta, em relação ao Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães (Nationalsozialistische Deutsche Arbeiterpartei), que ficou ativo no país entre 1920 e 1945. O partido de Hitler misturava uma cultura paramilitar racista, populista, antissemita e anti-marxista, algo como “contra tudo o que está aí” e ” ou pelos verdadeiros alemães “de bem”.

Houve quem tentasse explicar onde estava o erro da embaixada: “Não é só pelo nome do partido. É uma concentração de poder no Estado. A esquerda (comunismo/socialismo) acredita em poder centralizado no governo para a construção de uma sociedade melhor. A direita acredita na descentralização desse poder, por isso advoga um poder maior ao indivíduo e não ao coletivo (…)”. Isto é, como Hitler centralizava o poder, logo, ele não poderia ser de direita, segundo esse internauta.

Enquanto alguns tentavam ver o lado positivo da iniciativa e marcavam amigos para tentar provar que o nazismo é, sim, de direita – “(…) se o Consulado alemão explicando que o nazismo é de extrema direita não te convencer, não sei o que mais poderá”, escreveu um internauta. Outros até ameaçaram a embaixada: “[Vocês] perderam uma enorme chance de ficar de boca fechada. Mas não se preocupem. Estou compartilhando este post na Alemanha. Vamos ver o que irão dizer!”

Damaris Jenner, responsável para assuntos de imprensa na embaixada, explica que a ideia era falar sobre como se ensina história na Alemanha. “Na semana em que pensamos em fazer esse vídeo, aconteceram as manifestações em Chemnitz e vários jornais brasileiros noticiaram”, diz ela. Os protestos foram realizados por militantes da extrema direita desde o final de agosto contra a morte de um alemão, supostamente esfaqueado por dois imigrantes, e que terminaram em atos de violência.

“Achamos que seria interessante ligar esses dois assuntos para mostrar essa discussão na Alemanha”, afirma Jenner. Mas a reação dos internautas surpreendeu. “Não imaginávamos que repercutiria dessa forma”, diz. “Nosso vídeos costumam ser bem assistidos, mas esse foi excepcional”. Até o fechamento desta reportagem, o vídeo tinha mais de 630.000 visualizações na página da embaixada. Jenner diz que, além da audiência alta, fez diferença o engajamento dos usuários. “Geralmente tem menos debate”, diz. Ela afirma que alguns comentários foram respondidos “de forma cordial” pela própria embaixada ou pelos consulados que replicaram o vídeo, mas que em muitos casos os próprios usuários responderam uns aos outros.

Apesar da polêmica e de alguns comentários pouco cordiais de usuários, a embaixada não pretende retirar do ar a publicação. “Isso é um assunto importante em muitos países atualmente”, diz Jenner, sobre a temática levantada pelo vídeo. “Mas as reações daqui são devido a situação política do Brasil”, afirma. Desde as jornadas de junho de 2013, o país vive um clima acirrado de polarização política. Grupos alinhados ao pensamento da direita se uniram em torno do impeachment da petista Dilma Rousseff. Enquanto grupos de esquerda acusavam os adversários de golpe. Neste cenário, a defesa falaciosa de que o nazismo seria um movimento de esquerda se tornou comum entre militantes da direita nas redes sociais.

Na escola, os alemães começam a aprender sobre o nazismo quando têm entre 13 anos e 15 anos. E no Brasil também. “Os alunos da rede pública estudam este tema em História em dois momentos do ciclo básico: no nono ano do ciclo fundamental e no terceiro ano do ensino médio”, afirma o professor de história da rede pública de São Paulo Danilo Oliveira. A diferença é que, enquanto na Alemanha a história do Terceiro Reich está nas ruas, no turismo e nas memórias das famílias, no Brasil, as lembranças do passado de influência nazista vão sendo apagadas pelo desinteresse sobre o tema.

É o que aconteceu com a Fazenda Cruzeiro do Sul, em Paranapanema, interior do Estado, onde funcionou na década de 1930 uma colônia nazista. A história da fazenda ganhou destaque a partir do trabalho do historiador Sydney Aguilar que descobriu como 50 meninos órfãos do Rio de Janeiro foram escravizados por dez anos a ponto de terem sido privados até mesmo de seu nome, eles só ganhavam números. Essa história foi contada no filme Menino 23, lançado em 2016. O prédio da sede, construído com tijolos com o desenho da suástica, já não existe mais. O proprietário começou a demolir a estrutura em 2012, e terminou em 2016. E só restou à Procuradoria Geral do Estado processar o dono.

O professor Oliveira admite que o nível de informação dos brasileiros sobre grandes temas da humanidade, como o nazismo, pode piorar nos próximos anos. Isso porque a diferença entre as ideologias de direita e esquerda são mais aprofundadas nas disciplinas de história e sociologia no ensino médio, que deixarão de ser obrigatórias se a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para esta etapa de estudos for aprovada. Por enquanto, como disse um internauta, “brasileiros questionando a embaixada alemã sobre nazismo é 8 a 1 para Alemanha”. Mas pelo andar das coisas, esse placar ainda tem potencial para crescer muito.

FONTE: El País

79
Deixe um comentário

avatar
42 Comment threads
37 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
48 Comment authors
Mauro OliveiraFCHAOWagnerRafael IachulsiBueno Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Ozawa
Visitante
Ozawa

Lamentáveis, como todos os extremos. E esse é o exemplo do extremo destro-político nacional, os “direitopatéticos”, caracterizados pelo troglodismo retórico ou a limitação intelectual, e em alguns casos ambos.

Matheus Parreiras
Visitante
Matheus Parreiras

Apenas umas coisas a comentar:

Holocausto aconteceu mesmo, quem nega é doente ou mal.
Nazismo era uma ideologia de esquerda, não precisa sem nenhum gênio pra saber disso, quem pensa o contrário está desinformado.
Agora que a Alemanha está em uma decadência cultural e nacional, fomentada pela influência islãmica e pelo governo de esquerda de Merkel que já está la ha muito tempo, isso é fato. Essa “aula” meus amigos é o que o Governo Alemão quer passar para seus cidadãos e para o mundo. Mas não é necessariamente o que todos os Alemães pensam.

Luan
Visitante
Luan

Precisa estudar e para de falar bobagem…. nazismo de esquerda só no brasil….minúsculo mesmo.

Almeida
Visitante
Almeida

O desinformado aqui é você.

turma17
Visitante
turma17

Merkel, líder do partido democrata-cristão da Alemanha, de esquerda?
Tá delirando?

Rafael Iachulsi
Visitante
Rafael Iachulsi

O partido não quer dizer nada, a forma como ela governa e pensa são orientações de esquerda sim. Seria o mesmo que dizer que o Geraldo A. por ser do PSDB é de esquerda, mas já deixou muito claro que suas ideias são de centro.
OBS: citei apenas como exemplo na minha opinião deveria estar preso tb.

FCHAO
Visitante
FCHAO

Nazismo “de esquerda”…
Definitivamente, o brasileiro não precisa ser estudado pela NASA…
O que o brasileiro precisa é estudar mais…
Lamentável (e vergonhoso) ler isso, aqui, ou nos comentários no twitter…
Alemanha 8 x 0 brasil

Flamenguista
Visitante
Flamenguista

A Humanidade realmente não deu certo!!!…….

Luiz Guilherme
Visitante
Luiz Guilherme

Pois é, vergonha alheia define.
Brasileiros querendo ensinar alemães sobre a história deles.

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Para os desinformados e influenciáveis por falta de leitura. O sistema facista alemão (Nazismo) nasce de uma resposta violenta à forte humilhação imposta a Alemanha depois da 1ª Guerra Mundial. Ele vem com viés autoritário mas dentro de um capitalismo direcionado aos interesses culturais quem manda no Nazismo. O Nazismo definitivamente não é de esquerda e nunca foi. Prova disso é que nunca se alinhou aos que defendiam o sistema de esquerda (Socialista e comunistas) que eram bem claros que deveriam seguir o modelo da ex-URSS. Dizer que o Nazismo é de esquerda é falta de leitura e de estudo… Read more »

Luan
Visitante
Luan

Estudar…..conhecimento…..pensar por si…..são palavras e expressões que estão caindo em desuso por conta da “verdade do whatsapp”!!!

Antonio
Visitante
Antonio

Brasileiros sempre passando vergonha. Tomamos outro ‘7 x 1’.

Lucas Thiago
Visitante
Lucas Thiago

Não é à toa que, atualmente, o Brasil é como é e a Alemanha é como é. Os brasileiros, ao contrário do povo alemão, ao que parece geralmente, preferem manter suas opiniões, mesmo que para isso não observem a realidade. Não estudam para buscar conhecimento, pois isso inclui mudar de opinião ordinariamente. “Estudam” para reafirmar opiniões, não importa a verdade, ou seja, não estudam, apenas buscam algo que os conforte. Para esses brasileiros Importa afirmar, reafirmar, o que ele concidera correto. O conhecimento, as provas, os estudos, mesmo claros e em abundância, como no caso do Nazismo ser em essência… Read more »

marcelo berzlapin
Visitante
Almeida
Visitante
Almeida

Mises NUNCA disse que o nazismo foi de esquerda, mas que, assim como o socialismo e o comunismo, era totalitário e desprezava o indivíduo em prol da sociedade.

Não adianta só ler Mises, tem que saber interpretar texto…

jota ká
Visitante
jota ká

kkkk ..

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

El país é um site de esquerda, na Espanha tem uma linhagem de extrema-esquerda, é óbvio que ela fará matéria defendendo o governo de esquerda da Angela merkel, senhora que comanda o país há quase 2 décadas. O que o El país não fará é explicitar quais foram as ações do Hitler que convergem com um pensamento de direita, ela também não fará uma comparação entre ações do Winston Churchill e até mesmo da Margaret Thatcher. Pois se fizer essa rotulação de direita desabada rapidamente. Já que meus comentários ficam presos, meus argumentos não são divulgados, eu volto a repetir,… Read more »

Antonio
Visitante
Antonio

Governo de esquerda de Merkel? Meu Deus!

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Deixemos a Alemanha, em paz, daqui alguns anos veremos onde essa puxada para a esquerda irá leva-los novamente.

Dr.Telêmaco
Visitante
Dr.Telêmaco

Eu também fiquei envergonhado. Não é a primeira vez (nem será a última) que nossos “doutores da internet” nos envergonham. Nessas horas repenso a utilidade da internet e questiono se não seria melhor que ela fosse abolida e voltássemos ao patamar vigente até os anos 80, quando esse tipo de “intelectual” era invisível pois não tinha voz…e com o advento da internet ganhou um canal para vomitar suas insanidades e paranóias. É um festival de “nazismo é de esquerda”, “o homem nunca pisou na Lua”, “terra plana”, “urnas venezuelanas”, “hospital de Sorocaba jogou córneas no lixo”, “ursal”, “atlas das escolas… Read more »

Lucas Thiago
Visitante
Lucas Thiago

Verdade. Excelente comentário.

Cronauer
Visitante
Cronauer

Específicamente quanto a esta frase:
“…atlas das escolas norte-americanas mostra Amazônia internacional.”
.
Não foram todas as editoras e edições.
.
Você está chamando todos as reportagens que mostraram isso de mentirosas, fake news? O general Heleno (ex-comandante da Amazônia) então é um desinformado e mentiroso?
.
Non sequitur…

Mauro Oliveira
Visitante
Mauro Oliveira

Como dizia Umberto Eco: A internet deu voz aos idiotas.

……………..E eles perceberam que são maioria…….

Nativo
Visitante
Nativo

Bom alguns papagaios vivem a repetir que as nossas escolas são centro de doutrinação, depois de querer ensinar a própria Historia, ao povo de uma das nações mais ricas e escolarizadas do mundo, até eu concordo que está vendo doutrinação, pois nunca formamos tantos quadrúpedes neste país.

Marcelo Danton
Visitante
Marcelo Danton

e que praticaram um genocídio! Seu estulto!

Sidney
Visitante
Sidney

Alemanha nazista, Russia de Stalin e China de Mao, deveriam ser muito estudadas e compreendidas no ensino médio.

Luan
Visitante
Luan

Sidney…com certeza…deveríamos estudar muito mais….porém vivemos um aprofundamento de tensões que culminou? culminará? no escola sem partido ou alguma outra iniciativa do tipo. Como estudar temas complexos sem aprofundar em suas ideologias…..ensinar todos os ismos e ainda ser criticado…talvez punido por isso?? Qual Brasil queremos????

Antonio
Visitante
Antonio

Como vamos terminar ou como já estamos? Saiu hoje o IDH do Brasil. Mais baixo que o da Venezuela.

ODST
Visitante
ODST

Antonio

Agradeça aos 14 anos da sua querida esquerda no comando do Brasil! 🙂

Cronauer
Visitante
Cronauer

Desinformado ou mentiroso?
.
O povo bolivariano do seu ditador de estimação está se alimentando de cães e gatos para não morrer de fome.
.
Tenha caráter oportunista! Poste aqui a prova sobre esse IDH mais baixo do que a Venezuela.

Antonio
Visitante
Antonio
Caio
Visitante
Caio

Pior que acreditar que nossas escolas fazem doutrinação é acreditar quena Internet reside a verdade de tudo.

ODST
Visitante
ODST

Caio

A doutrinação nas escolas/universidades existe (tem até vídeos na internet, é impossível negar) mas é na minoria, além de não ser com todos os professores também.

Cronauer
Visitante
Cronauer

ODST,
Nas universidades de humanas (ensino superior) são em todas!
.
Nas escolas públicas do ensino médio do Rio de Janeiro são na maioria.
.
Ninguém me contou! Eu mesmo fui cooptado até bater de frente contra esses professores.
Eu vivi isso na própria pele.
Até!

Cronauer
Visitante
Cronauer

Deixa de Non sequitur!
.
Ninguém me contou não!, eu mesmo fui vítima disso!!!!
.
Você está se aproveitando de um tema para introduzir outra falácia! Tentaram me cooptar! Eu tive de intervir!
.
Eu estava nas aulas onde até a coordenação se aproveitou para cooptar gente para o vandalismo.
Ouvi as dicas que davam para as sutis ou, quando podem, descaradas abordagens.
.
Você só está repetindo aquilo que ouviu ou mandaram você propagar?

Daniel Ricardo Alves
Visitante
Daniel Ricardo Alves

Olha, tudo bem as postagens exaltadas e tudo mais, mas o nazismo não é nem de direita e nem de esquerda. É um sistema híbrido que aplicava valores e teorias de ambas conforme conviesse. Eles tinham um ódio mortal pelos comunistas (leia-se soviéticos), mas criticaram de igual modo a direita alemã. Defendiam as empresas privadas, mas nunca se recusaram a estatizar empresas se fosse conveniente, por exemplo. Simplesmente não dá para classificá-la de direita ou esquerda seguindo os padrões atuais. Quanto ao holocausto, não tem nem o que discutir. Houve, foi um dos maiores crimes contra a humanidade e ponto… Read more »

Jr
Visitante
Jr

Pois é, agora vai explicar isso para um militante que reside no anão diplomático, a posição do Brasil no IDH da ONU diz muita coisa. Há 10 anos atrás eu diria para esses brasileirinhos dos pés descalços que ao invés de tentar ensinar história para os Alemães, tentassem ensinar alguma coisa sobre futebol, mas infelizmente hoje nem isso esses brasileirinhos podem fazer mais

Braz
Visitante
Braz

Bom… Algo no texto me chama a atenção: Totalitarismo existe de esquerda e direita. Depois do visto aqui pela esquerda, que mostrou-se mais de direita que a própria direita (pelo fato de de roubado a nação e se refestelado na “pátria mãe”). Eu também tinha a impressão de que o nazismo tinha começado alinhado mais a esquerda, talvez pelo populismo muito associado à esquerda, mas a “maldição da palavra”. Você pensa em uma e usa outra. É mais ou menos como as palavras “explicar” e “justificar”. A primeira fornece as circunstâncias que cercaram determinada ação (sua motivação), a outra a… Read more »

Red eagle
Visitante
Red eagle

El país, a “carta capital” espanhola, mas que fonte confiável e respeitável de conhecimento….

Gabriel Nery
Visitante
Gabriel Nery

Mas mas mas isso vem de um país rico, desenvolvido e com um nível de educação maior que o nosso. Eles não podem estar errados e o El país é imparcial, né?!Nós somos um país de terceiro mundo, quem somos nós para questionar o El país?

rsrs

Delfim
Visitante
Delfim

Com Trump sacaneando, Putin ameaçando, imigrantes bombando, veio dar pitaco aqui ?

Almeida
Visitante
Almeida

Enquanto embaixador NO BRASIL, é o trabalho dele oras!

Hélio Aguiar
Visitante
Hélio Aguiar

O que esperar de um pais, que elegeu um analfabeto funcional e depois uma criatura guerrilheira, que nunca conseguiu montar uma frase de forma racional?

Antonio
Visitante
Antonio

O que esperar de um País que propões Escola sem Partido? Que diz que não precisa estudar História, Geografia, Filosofia e Sociologia?
O que esperar de Mendonça de Barros como Ministro da Educação e Alexandre Frota como assessor informal do Ministério?
Está ai. Estamos vendo os resultados.

Agnelo
Visitante
Agnelo

O Nazismo é, sem dúvida, de direita.
A confusão é por causa do nome do Partido, e da conduta muito semelhante aos governos comunistas, no que tange falta de liberdade, execuções, centralização de poder etc
E ainda há a busca da esquerda brasileira de pintar de extrema-direita um candidato q, sem dúvida, não o é.
Quanto ao Holocausto… lembro das palavras do Gen Eisenhower..
“Fotografem! Filmem! Registrem!! Um dia virão aqueles que tentaram negar por motivos escusos!

Fred
Visitante
Fred

Tá tão sinistro, que mesmo com 3 reportagens seguidas explicando o óbvio, eles continuam negando.

Eles estão tão ensandecidos pelas suas leituras de fake news, mises, olavo, etc. que simplesmente:

DESCOLARAM DA REALIDADE.

Histeria coletiva induzida? Talvez. Se não é mau caratismo, estão sendo vítimas de um ardil maquiavélico.

ODST
Visitante
ODST

Histeria coletiva é votar na esquerda de novo depois de 14 anos de puro desastre!

Lucas Thiago
Visitante
Lucas Thiago

Fred: Exatamente.

Luciano
Visitante
Luciano

Eu começo a achar, Fred, que, infelizmente só com uma catástrofe política aqui para que boa parte dessas pessoas aumentem a percepção sobre coisas tão elementares!

Samuca
Visitante
Samuca

Hãããã…por nada, não, mas qual é mesmo a posição que os estudantes brasileiros comumente costumam aparecer em concursos acadêmicos envolvendo estudantes do Ensino Médio de vários países do mundo, como aquele da OECD?
Acho que isso responde a razão do brasileiro se posicionar onde se posiciona em tais rankings acadêmicos. E, de certaforma, também reflete o porquê deste país nunca ter tido um momento de excelência no cenário internacional. Sem mais pro momento, Meritíssimo…

Alessandro
Visitante
Alessandro

Oq esperar da es.quer.da que segue ao pé da letra a cartilha do mar.xis.mo cultural, mas nega que são co.mu.nis.tas, é claro que tbm vão negar que o na.zis.mo é de es.quer.da.

Volto a repetir, a embaixada alemã não postou esse vídeo atoa, estamos na reta final das eleições no Brasil liderado por um candidato de direita, querem influenciar o eleitor brasileiro, com o reforço do El País que outro antro de es.quer.da

Alessandro
Visitante
Alessandro

E sobre negar o holocausto, realmente é irrisório isso, há dados históricos comprovados, quem nega isso é um ju.men.to!

o interessante disso e convoco as pessoas observarem os comentários em blogs e sites de es.quer.da para tirar a prova, são os próprios es.quer.dis.tas que mais negam o holocausto, pois a maioria dessa gente sempre apoiaram a narrativa dos radicais is.lâs.mi.cos, até nisso querem jogar na conta de quem é de direita, são risíveis !!

marcius
Visitante
marcius

Ao longo dos anos as principais nações em algum momento de sua história cometeram erros. A Alemanha nazista racista, se achando uma raça superior as outras, raça ariana, considerou inferiores todas as pessoas que não se encaixavam com a visão doentia deles o que resultou na morte, principalmente de 6 milhões de judeus. O grande problema é o extremismo, tudo ao extremo, mata todo mundo! Todo mundo tem que ter a mesma coisa! Queimem todos os livros, daqui para frente nós vamos escrever “inventar” uma nova história da humanidade! Sem liberdade, um monte de gente igual a uma boiada seguindo… Read more »

marcius
Visitante
marcius

Sem dúvida foram cometidos crimes dos dois lados, numa guerra perde-se a razão e alemães e japoneses foram eleitos vilões justamente porque perderam. Como você disse os vencedores é que contam as histórias. Mas existia na época uma justificativa de empreender uma guerra mundial naquela magnitude? Uma bestialidade daquela que fizeram com as pessoas? Porque acho que se eles não tivessem começado tudo isso, eles não só não seriam vistos, ou lhes seria imposta um papel de vilão, como também os aliados não teriam cometido crime nenhum. Eles começaram/atacaram, quem foi atacado teve que reagir e numa guerra a razão… Read more »

marcius
Visitante
marcius

No caso estava me referindo justamente quem começou a primeira guerra, que serviu para todo mundo resolver suas rixas e não quando começou a segunda. A segunda foi reflexo da primeira, aí desandou tudo mesmo. Porque foi depois da primeira que teve essa série de desastres e claro interesses.

colombelli
Visitante
colombelli

Marcius, a primeira foi uma balburdia. havia um caldeirão étnico e político pronto a explodir. A má gestão do pos guerra da primeira gerou a segunda

Braz
Visitante
Braz

Vamos ver… Em termos percentuais, a inquisição espanhola deve ter matado tanto quanto os alemães. Os italianos massacraram etíopes na 2a GG, os americanos exterminaram etnias em sua marcha para o oeste, os britânicos perpetraram massacres gigantescos em suas colônias em nome do império. A França arregaçou os argelinos. Os turcos, mataram 1 milhão de armênios. Japoneses fizeram barbaridades no continente asiático. Os australianos matavam os nativos aos montes e “assimilaram” várias crianças locais. Astecas, incas e maias… Gente, massacres e genocídios são comuns na história humana. Além do que os russos massacraram tanto a população civil alemã, polonesa e… Read more »

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Disse tudo, fim de papo.

Se for cobrar, não tem um povo que não deva algo… no fim, todos “seres humanos”, o pior bicho da natureza, a pior praga na natureza, consome tudo, destrói tudo, mata semelhantes mesmo sendo o único animal racional…

EduardoSP
Visitante
EduardoSP

Há uma diferença fundamental no nazismo. Embora outros governos ou regimes tenham cometido assassinatos em massa, o nazismo o fazia por um motivo racial. Judeus, ciganos, eslavos eram consideradas raças inferiores e, por isso, deveriam ser exterminadas. Não era uma questão política, geográfica, econômica ou religiosa, ainda que esses elementos pudessem ter algum papel. Era uma questão racial, genética, que justificou o assassinato de bebês e crianças, pois o seu “mal” estava no sangue.
Isso é o que diferencia o holocausto nazista.
Há muitas séries no YouTube que abordam o tema, assim como alguns documentários no Netflix.

J Brandão
Visitante
J Brandão

Parem de comentar, a vergonha só aumenta. A Embaixada da Alemanha divulga vídeo, os caras ficam montando um discussão que não tem fundamento, ainda ficam tentado cobrar da Direita e da Esquerda. Fico lembrando do serviço militar do meu pai, em 1961, os colegas dele não sabiam o que era o pé esquerdo e direito, o pobre do sargento tentava ensinar. Estamos praticamente no mesmo nível.

João Bosco
Visitante
João Bosco

Pois é… o Brasil é o único país do mundo a tentar abolir a História e a geografia do currículo do ensino médio e o resultado está ai: imbecis falando que o Nazismo era de esquerda ou de direita. Nem um , nem outro. Era um regime independente de ambas as ideologias, que ficava marginalmente entre eles, formado por psicopatas doentios que conseguiram – a partir da ignorância educacional aliada à uma crise econômica e de patriotismo e um líder carismático e bom de papo ( me lembra um certo candidato ) que conquistou multidões – enganar toda uma população… Read more »

João Bosco
Visitante
João Bosco

Pois é… o Brasil é o único país do mundo a tentar abolir a História e a geografia do currículo do ensino médio e o resultado está ai: imbecis falando que o Nazismo era de esquerda ou de direita. Nem um , nem outro. Era um regime independente de ambas as ideologias, que ficava marginalmente entre eles, formado por psicopatas doentios que conseguiram – a partir da ignorância educacional aliada à uma crise econômica e de patriotismo e um líder carismático e bom de papo ( me lembra um certo candidato ) que conquistou multidões – enganar toda uma população… Read more »

João Bosco
Visitante
João Bosco

o Brasil é o único país do mundo a tentar abolir a História e a geografia do currículo do ensino médio e o resultado está ai: imbecis falando que o Nazismo era de esquerda ou de direita. Nem um , nem outro. Era um regime independente de ambas as ideologias, que ficava marginalmente entre eles, formado por psicopatas doentios que conseguiram – a partir da ignorância educacional aliada à uma crise econômica e de patriotismo e um líder carismático e bom de papo ( me lembra um certo candidato ) que conquistou multidões – enganar toda uma população de um… Read more »

Marcelo M.
Visitante

Que história é essa de brasileiros quererem discutir um fato histórico como o nazismo!?
Isso é monopólio dos alemães!! PQP! E olha que o Ele País encontrou um professor que acredita nessa ideia.

ODST
Visitante
ODST

Não quero tomar partido, mas é muito simples de se explicar o que está acontecendo. Hoje a Alemanha é um país de esquerda/socialista, com o estado aparelhado por essa ideologia, mas vamos imaginar que eles estivessem aparelhados pela direita. Provavelmente este vídeo da embaixada nem existiria, ou existiria, mas dizendo para tomarmos cuidado com a extrema esquerda, e que foi isso o que levou a Alemanha ao nazismo. Ou seja, é só uma questão/visão de como e por quem o estado está sendo aparelhado no momento….

Marcio Cosentino
Visitante

Impressiona a quantidade de pessoas que continuam a passar vergonha, as pessoas leem e não entendem, acham que o mundo se resume a direita e esquerda, não conseguem pensar fora das suas caixas, não conseguem tecer um comentário sem agredir o outro, nunca subestime a ignorância humana. Insano o que acontece hoje em dia se você não gosta do partido “A” você é comunista, se você não gosta do partido “B” você é nazista, estamos eliminando as nuances de pensamento, estamos perdendo a capacidade de extrair o melhor de cada ponto de vista e construir algo melhor, estamos voltando a… Read more »

Heitor
Visitante
Heitor

Permita-me acrescentar. É tão triste que esse limite de raciocínio está até mesmo destruindo famílias, amizades, relacionamentos.

Delfim
Visitante
Delfim

Exato.

Lucas Thiago
Visitante
Lucas Thiago

Apesar de o nazismo ser mais próximo da direita, e ter elementos de esquerda. Por isso alguns dizem ser outra via, ou majoritariamente de direita. Talvez o importante é notar como a herança nazista não é aceita por parte da direita moderna que não a adota, explico. Atualmente existem nazistas, neonazista, e estes são de direita em quase 100%, ou seja, parte da direita é nazista, hoje. Outra parte da direita, a maior, sem dúvidas, não é nazista. O mesmo paralelo pode ser feito com a esquerda, e parte dela ser stalinista, e a maioria não. Porém na esquerda que… Read more »

H.Saito
Visitante
H.Saito

Isso é no que dá quando se deixa o conhecimento à cargo dos socialistas, sejam estes jornalistas, historiadores ou professores de orientação socialista… Como acreditar neles?

Gabriel Nery
Visitante
Gabriel Nery

Ufa! Pensei que eu não podia mais comentar nada sobre o mundo porque não temos nível educacional de primeiro mundo. rsrss

Alex II
Visitante
Alex II

Para a nova direita brasileira, que aprendeu politica e história nas redes sociais, o cavalo-marinho é um equino.

Viper
Visitante
Viper

E para a (cada vez mais) velha esquerda brasileira e seu conhecido relativismo moral, o inferno são os outros….

Alex II
Visitante
Alex II

A direita brasileira não tem relativismo moral desde as caravelas. Com ela é papo reto e franco sem tergiversar. Ela só se incomoda se quem roubar for do outro lado. Sempre quis, desde o Império, direito exclusivo ao butim.

Alex II
Visitante
Alex II

A direita instruída é eleitora do Meirelles e do Amoedo, a neo direita extremista e analfabeta de redes sociais é a eleitora do Bolsonaro. Aquela que acha que cavalo-marinho é um equino.

Vc sem dúvida é da segunda turma, porque conseguiu ligar uma uma critica a estupidez intelectual da neo direita dos Revoltados on Line com uma pretensa idolatria a condenados de quem escreve.

marcius
Visitante
marcius

colombelli 19 de setembro de 2018 at 20:05 Marcius, a primeira foi uma balburdia. havia um caldeirão étnico e político pronto a explodir. A má gestão do pos guerra da primeira gerou a segunda Acho que temos o mesmo ponto de vista, não sei se me expressei mal, só estamos talvez colocando de maneiras diferentes. Ao meu ver, respeito a opinião de todos,mas exceto se você foi atacado sem motivo que nesse caso você teria todo direito de defesa, mesmo eu me colocando no lugar da Alemanha na segunda guerra, não são justificáveis por exemplo a matança de propósito de… Read more »

Bueno
Visitante
Bueno

Definido por estudiosos, o Nazismo foi de extrema direita, muitos entende que foi de esquerda e outros veem um sincretismo político no partido nazismo. Li recentemente, Aldo Rebelo e Jornalistas dizendo que lula nunca foi de esquerda kkkk Em breve as FARCs será exaltada como de direita e que luta por democracia e pelo povo A Embaixada do Irã , defendeu o diplomata estuprador e pedófilo quando este tentou estrupa uma criança no Brasil, isto é normal por lá, adultos ter relação com crianças. Os Palestinos não acham que o Hamas é terrorista, pra eles é um partido politico que… Read more »

Wagner
Visitante
Wagner

“Os brasileiros de classe média frequentemente surpreendem um europeu com uma longa lista de faculdades e cursos que terminaram; mas, na verdade, o conhecimento adquirido por eles é muito superficial, o que significa que no Brasil, por regra, encontramos pessoas ignorantes, que, mesmo com numerosos títulos científicos, não chegam aos pés da nossa gente com formação primária”.

Mauro Oliveira
Visitante
Mauro Oliveira

É só ler o minha luta pra perceber a maconha vencida que esse povo fuma

https://stan88.files.wordpress.com/2008/04/minha-luta.pdf