Home Artilharia Exército Brasileiro recebe 96 blindados M109A5 e M998 dos EUA

Exército Brasileiro recebe 96 blindados M109A5 e M998 dos EUA

36083
104

Curitiba (PR) – Uma grande operação logística do Exército Brasileiro começou na quarta-feira, dia 3 de outubro, no Porto de Paranaguá. O navio Ocean Giant, de bandeira norte-americana, chegou com 96 blindados que irão aumentar o poder de fogo e o ganho operacional do combate terrestre. O lote foi doado pelo Exército dos Estados Unidos (EUA) e será modernizado e adaptado para os padrões das Forças Armadas brasileiras no Parque Regional de Manutenção da 5ª Região Militar (Pq R Mnt/5).

Foram 16 dias de navegação, da Flórida até o litoral paranaense, onde uma equipe da Base de Apoio Logístico do Exército Brasileiro já aguardava para realizar o desembaraço aduaneiro. “A Divisão de Importação e Exportação está acostumada a fazer esse tipo de trabalho, operando em todos os portos do Brasil. Estamos aqui para facilitar a chegada desses 96 blindados, como sempre fazemos com o material importado ou exportado pelo Exército Brasileiro”, afirmou o comandante da Base de Apoio Logístico do Exército, General de Brigada Moacir Rangel Junior.

O desembarque também foi acompanhado por uma equipe técnica da 5ª Região Militar (5ª RM), que planejou o traslado até Curitiba, de forma a agilizar e minimizar impactos no trânsito entre o litoral do Estado e a Capital. Ao todo, 130 militares estiveram envolvidos na operação, além do que houve o emprego de dois guinchos de 70 toneladas e de 20 pranchas para transporte das viaturas.

Blindados de ponta

São 56 obuseiros auto-propulsados M109 A5, uma das versões mais atuais do mundo, e 40 viaturas remuniciadoras M992. Cada uma pesa em torno de 30 toneladas. Os blindados serão distribuídos em quartéis de Artilharia de Campanha, em todo o território nacional. “Há previsão de chegada de um novo lote, no início do ano que vem: 32 viaturas M109 A5 Plus, que já estão em manutenção nos EUA”, ressaltou o Major Fernando de Souza e Silva, da Seção de Transporte Internacional da Comissão do Exército Brasileiro em Washington.

O M109 A5 tem maior alcance e reduz, em mais de 80%, o tempo entre o recebimento da missão tiro e o disparo, em relação aos modelos anteriores. Além de maior precisão no tiro e de melhorias no sistema de posicionamento e navegação, a viatura ainda será equipada com medidor de velocidade inicial, travamento automático do tubo, GPS, navegação inercial, sistema eletrônico de pontaria e computador de tiro.

 

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

104 COMMENTS

  1. Concordo que as plataformas recebidas farão uma imensa diferença dentro do nosso exército, mas, fico chateado de pensar da oportunidade que perdermos de produzir nosso próprios blindados.
    kk saudade do Charrua.

    • Fernando:

      O Charrua foi desenvolvido pela Motopeças após esta empresa adquirir algum know-how na adaptação dos antigos M-113 para motor à diesel, caixa de transmissão moderna etc.
      O Charrua apresentava pontos negativos como excesso de peso e medidas.

    • Well, geopolítica meu amigo.
      Pobre só pode dar amizade. risos, risos.
      Bem, e alguns ainda dizem que a China será a nova super potência do mundo!
      Vou dizer para os senhores o que meu tio comentou certa vez. “Que eles sonhem, pois não serão”!
      Na realidade a super potência do mundo é o Estados Unidos, e será assim por muito tempo ainda.
      Lembram nos inícios dos anos 80 quando diziam que o Japão seria a nova super potência econômica do mundo, os americanos até fizeram filmes sobre isso, e deu no que deu!
      A China é igual.

      • Vc não está querendo comparar a China (1,4 bilhão de habitantes, 9,6 milhões de km2 de área, maior PIB por PPC e maior produtor mundial de quase todos os tipos de produtos) com o Japão, né?!?!?!

        • Antonio, dificil aguentar esses caras daqui. Cada coisa que escrevem que plmdds.
          Comparando um arquipélago industrial com um país continental é fogo.

          • O tempo histórico do Japão já passou. Seu ápice foi na década de 1940. E fracassou em ser potência mundial justamente por alguns requisitos que apresenta ainda hoje. Território minúsculo, população relativamente pequena e falta de recursos naturais. Evidentemente que tem uma economia moderna, mas ainda peca em não ser um grande centro de pesquisa científica. E, atualmente, devemos acrescentar o envelhecimento de sua população que, inclusive, já apresenta queda em números absolutos.

        • Maior PIB percapita é o da China? Em dólares? Conta outra!! Sei que existem métodos de cálculo do PIB per capita usando a paridade, poder de compra, etc, etc….mas, tem-se que pegar os valores brutos, todos em dólar. Nesse cálculo, a China possui um PIB de 11,2 trilhões de dólares e um per capita de 8.123,18 USD; o Japão tem PIB de 4,9 trilhões de dólares e um per capita de 38.894,47 USD. Para comparar com algo que convivemos, nossa realidade, o Brasil tem PIB de 1,8 trilhão de dólares e per capita de 8.649,95 USD.

          • PPC é paridade do poder de compra. Não é per capita.
            Estimativas do FMI para 2018:
            China US$ 25,2 tri, UE 22,0 tri, EUA 20,4 tri, Índia 10,4 tri e Japão 5,6 tri.
            A China possui atualmente cerca de 25% de toda a produção industrial do mundo. Os EUA 15%.

  2. Vem tudo com chip de auto destruição e com sensores ligados diretos na CIA !

    Pronto Antonio, já falei as groselhas que vc fala, não precisa mais se preocupar!

    • Na boa. Acredito que ninguém esteja muito preocupado com material de segunda mão recebido pelo Brasil. Aliás, acho que ninguém está muito preocupado com isso. Nem o Paraguai. rsrsrs

      • Senhor, importa é quem opera e quem comanda!
        O senhor conhece blindados? Conhece historia da Segunda Guerra?

        Eu sei de um Marechal habilidoso que venceu uma batalha com poeira, Ele só não é um heroi hoje porque estava do lado errado!

        Gostaria de ver o senhor enfrentar tanto Patton quanto Rommel, quase nada mudou, equipamento ajuda, nao faz a tropa e muito menos a vítória!

    • Cara, porque voce lambe tanto os EUA ???? Porque tanto amor por eles ? Não pode critica-los ?
      Tu deve prestar continencia pra bandeira americana, igual um ser aí que vai nos afundar mais ainda.

  3. Desde a visita do secretário de defesa, acho que os americanos começaram a olhar de maneira diferente o Brasil, não é por que eles são bonzinhos não. É que a China na calada montou uma base que eles chamam de “”rastreadores de satélites”” na Argentina, os Russos prometeram ao “”Maduro”” criar uma base russa completa na Venezuela ( exército, marinha, aeronáutica) nossos “”amigos”” do norte superaram, já ouvi que pretendem até enviar alguns jatos via FMS, doações, como estes 96 obuseiros/remunicionadores, e, até dezembro chegam mais se não me engano 16, quem sabe confirme

    • “Há previsão de chegada de um novo lote, no início do ano que vem: 32 viaturas M109 A5 Plus, que já estão em manutenção nos EUA”

      • VON TONGEL, obrigado pela informação, primeiro pensei ser ainda este ano, e, não sabia que já estariam modernizados e, são 32 e não 16, aproveitando também são 0800, ou temos que pagar modernização

        • Ai você já está querendo demais, os EUA doam os veículos do jeito que estão nos desertos onde eles guardam os excedentes de guerra, se o país quiser uma modernização dos mesmo, ele terá que pagar, foi isso que o EB fez com aqueles 32 do primeiro lote, esses 96 que chegaram vieram do jeito que estava no deserto, basta ver que os veículos estão com diferentes cores

    • Não acredito nessa ‘conspiração’ militar de Rússia e China na América Latina. Não há necessidade. O que eu li é que haverá um enorme aumento de investimentos, principalmente na Venezuela. A China vai implantar novos sistemas de exploração de petróleo para aumentar a exportação dos atuais 330 mil barris diários para um milhão de barris. E petróleo cru. Isso para não prejudicar as exportações de refinados da Venezuela. Bela estratégia

  4. Só os AH-2 Sabre da FAB já fariam um estrago danado nos blindados e tanques dos vermelhinhos da vizinhança , fora o fato de que o EB pode vir a equipar os Fennec com o Spike ER2 e ae a porca torce o rabo meeeeesmo e isso sem os AH-1 W que nem notícias dão mais.

  5. 96 viaturas de artilharia, ainda atuais estão de bom tamanho para dissuadir aventuras populistas, no mais o Brasil gastando mais com pensão, do que com armas no ministério da defesa, tem que agradecer e muito.

  6. Uma curiosidade de leigo.
    Atualmente o exército está recebendo muitos blinadados, com isso eu queria saber se tem tripulação disponível para todos esses veículos que estão chegando, e se não tiver e em caso de emergencia iria demorar muito para preparar as tripulações para esses veículos?

    • não demora, funções são bem simples. O que demora mais é o curso de cabo motorista, mas normalmente as OM tem gente a mais que fez o curso. Comandantes de peça ja tem, pois elas irão apenas substituir auto-rebocadas. Estágio de adaptação é rápido.

    • melhor isso que nada. Ou voce prefere continuar com os M101 e M114?

      E artilharia é sim estratégica. Não é item que se produz ou se repõe fácil.

    • Olha, se vc quiser reclamar que isso é dumping: uma oferta tão barata que mata qualquer outra escolha e torna economicamente pouco interessante a aquisição e desenvolvimento local, beleza é isso mesmo.

      É como os espelhinhos e machados para ganhar a amizade dos nativos. Funciona desde os tempos das caravelas, é comportamental. Hoje em dia chamam de marketing

      Mas o lance é que eles tem recurso para fazer isso e nós não temos para negar, então vai ser assim por um bom tempo e é melhor fazer um bom uso disso.

    • Essa aquisição não impede que nenhum patriota tire a bunda quadrada da poltrona e monte a sua empresa e desenvolva obuseiros autopropulsados aqui no Brasil com alta tecnologia, preço competitivo, qualidade em estado da arte, capaz de concorrer no mercado externo de igual para igual.
      Em tendo dinheiro e com a ajuda sempre providencial do Estado Brasileiro e logo que este equipamento estiver totalmente imprestável o Exército Brasileiro poderá começar a adquirir o equipamento fabricado pelo reclamante.

  7. agora vc imaginam quando esses comboios passaram pelas ruas de Curitiba, as vésperas de uma eleição? Imaginem o que as pessoas leigas falaram. Foi muito engraçado kkkkkkkkkkk

    • Sim, verdade, muitas comentaram.
      Minha mãe e eu vimos o comboio, são enormes estes blindados.
      Bem, a filosofia do EB é boa, BOM, BONITO E BARATO!!

  8. Muito boa esta aquisição. Não há nada demais em ter estes obuseiros. Muito pelo contrário. São compras de oportunidade que não podem ser desperdiçadas. Aliás . Estes obuseiros são atuais e modernos e chegarão para ano de 2019 mais um lote de 32 peças. Se os russos nos vendessem também algumas peças de artilharia ou de mísseis também seriam recebidos muito bem. São compras de oportunidades.

  9. Guilherme Santos e outros que reclamam: Acordem!!!!
    O Brasil tem dinheiro prá comprar novos?
    Até o Japão, Coréia do Sul, países europeus e Israel recebem equipamento como esses dos EUA!
    Alguém mais está nos fornecendo equipamentos excedentes?
    Alguém mais está nos oferecendo equipamentos nessas condições financeiras?
    Sucata é o que temos, obuseiros M101 e M114 do tempo da Segunda Guerra!
    Preferiria que continuássemos com os mesmos?
    Esses equipamentos lá, parados, geram despesas com pessoal e de manutenção de estoque prá eles e ocupam espaço que eles podem usar prá guardar outros equipamentos mais novos pros mesmos.
    Ninguém está falando aqui que eles são bonzinhos! Isso é meramente POLÍTICA!

  10. Acho interessante essas “teorias” que alguns secundaristas apresentam, como uma futura guerra na Venezuela, ou base chinesa na Argentina…….

    Os EUA só está doando material bélico pra voltar vender ao Brasil como sempre fizeram no passado, isso como toda AL.
    Ao menos vendas de peças conseguiram com essas doações,

    Brasil nos últimos 20 anos se distanciou dos EUA como parceiro de vendas de material bélico, já chegamos ter Marinha formada por maioria dos seus navios, como cavalaria do EB com seus blindados e tantos outros.

    • É uma via de mão dupla. Os EUA fornecem material usado que não vão mais usar e o Brasil, que os recebe, também nunca vai usar. Assim, todo mundo fica numa boa.

  11. Sr. Ricardo santos. Concordo. Os obuseiros são modernos bem com qualquer outro produto que adquiríssemos. Isto realmente é política, economia, relações internacionais, diplomacia, pacto bilateral de defesa…etc. Perfeito. parar com teorias conspiratórias seria de bom grado para elevar o nível sobre o assunto defesa. abraços a todos.

  12. Zé Dirceu já era dentro do PT não manda nem na faxineira do Partido.Ele não perdi a oportunidade de ficar calado,mas deixando a politica de lado e concentrado do tema,foi uma bela aquisição,pois não vejo da Russia e china programa semelhante a seus aliados.Essas doações colocará o Brasil com a vinda dos m-109 com a melhor artilharia fixa é móvel da américa latina,srs se juntamos todas as peças de artilharia auto propulsionadas sul americanas o Brasil terá mais que a soma de tudo.

    • kkkk tá bom, esse é um dos cabeças do partido e deve ter tido muita participação nesse programa de governo totalmente autoritário do p t, quem não manda em nada é o haddad.

  13. Prezados:

    Qual a finalidade do medidor de velocidade inicial do M 109 A 5?
    A velocidade varia em cada disparo ? Mas as granadas não são padronizadas ?
    Por que o exército possui ainda 3 Regimentos de Cavalaria da Guarda equipadas com viaturas hipomóveis – cavalos ? Qual a finalidade equina em um conflito moderno ? Guardar doutrina ? Qual o custo em veterinária, rações etc ?

    • Operações de Defesa Interna (controle de tumulto), segurança da retaguarda e cia.
      “Em determinadas situações poderá participar de Operações de Defesa Externa, integrando um Exército de Campanha ou FTTOT, sendo empregada na área de retaguarda da Zona de Combate ou na Zona de Administração, na defesa de instalações e de pontos sensíveis, na segurança de áreas de retaguarda (SEGAR), no controle de populações e em apoio às operações de assuntos civis.”
      fonte: Manual de Campanha – Emprego da Cavalaria

  14. Nossa! Quantas perguntas! kkk
    Bom , medidor de velocidade é destinado para calcular automaticamente (através de computador balístico) momento exato de detonação da espoleta programada.
    As granadas e os projeteis são padronizados.Porem as cargas de pólvora diferenciadas e pequenas deviações de peso (do corpo de projétil , da espoleta, etc)estão sempre presentes (normalmente munição possui a marcação de variação de peso na forma dos símbolos – losangos , “+” , “-” , etc). Inclusive , controle de lote , temperatura de pólvora e marcação de peso entre munições usados pela bateria deve ser rígido e permanente.Caso contrario começa uma dança com correções e perda total de uniformidade na área de cobertura.
    Ja de ração e jegue entendo nada.. 🙂
    Um grande abraço!

  15. Esta, sem dúvida, foi uma ótima aquisição por parte do EB. Assim como os obuseiros AR (quando acontecer).
    Alguém saberia dizer se existe algum plano para adquirir radares de contra-bateria ou sistemas similares pelo EB?
    Abraços,

      • Muito obrigado pela info, Agnelo!
        Bom saber que a aquisição deste equipamento está nos planos pois acredito que ele proporciona uma grande vantagem a quem o possui no campo de batalha. E aqui na AL pode fazer toda a diferença.
        Abraços,

  16. Vamos por partes. Estas 60 peças foram doadas, e so pagamos transporte. As outras 32 passaram por um processo de modernização. Ganhamos as pelas e pagamos a modernização que não chegou a 2 milhões por peça e as colocam no estado da arte.

    O medidor de velocidade aponta as pequenas variações de velocidade que são utilizadas no calculo balistico. Os disparos não tem exatamente a mesma velocidade até por conta da dilatação e aquecimento do tubo. O apontamento desta variação é usado no ajuste do tiro seguinte.
    As granadas apresentam variações ínfimas, mas os saquiteis de cordite ou pólvora variam de eficiência conforme, idade, condições de armazenamento e manuseio. Redunda em diferenças pequenas mas apreciáveis.
    A cavalaria de guardas é usada em guarda de estruturas estratégicas ( hidroelétricas, centrais elétricas, polos petroquimicos, usinas nucleares) e das áreas de retaguarda em caso de conflito ( área de bivaque e reunião, centros de comando, depósitos, centros logisticos), assim como fazem as Cias de Guardas e os BPE. O uso do cavalo é porque facilita muito o deslocamento em áreas onde não se chega de carro e amplia significativamente a capacidade de patrulhamento.
    O EB tem em São Borja a Coudelaria do Rinção, onde são criados os seus cavalos.
    Exemplificativamente, o Chile utiliza cavalos nos andes. Outrossim, nunca se sabe quando as máquinas irão falhar. Ja pensaram em uma arma PEM?

  17. Uma excelente aquisição. Agora vamos aguardar a batida do martelo da artilharia AR, com M 198 e L 119, seguidos de mais veículos de recuperação da Oshkosh e provavelmente UAVs.

  18. Boa noite, senhores! Doações sim! Nos cederam os equipamentos do jeito que estavam e só temos que pagar o frete pra trazer pra cá! Se quisermos usá-los do jeito que estão podemos, se quisermos pagar uma modernização que os elevem próximos ao que há no estado-da-arte atual, pagamos esse extra, pois o equipamento físico, bruto, se é que posso chamá-lo assim já teremos. Nós escolhemos o jeito que queremos usá-los e esse é o ponto mais importante dessas aquisições! Pularemos de 37 M109A3 atuais, para, entre 117 a 129 M109 A3/A5, assistidas por remuniciadores M992A2, se tudo der certo, sairemos de 92 (nominais) M114 para 120 M198, todos esses obuseiros auto-propulsados ou rebocados com quase o dobro de alcance das peças atuais, teremos incrementado nosso comando e controle e o socorro nas de brigadas de cavaria blindadas e mecanizada com os M557 e os M88, teremos aviação de asa fixa com os C-23 e helicópteros-vetores com os AH-1W, esses últimos, também excedentes mas financiados via FMS. Todos esses equipamentos nos darão um poder de fogo e mobilidade enormes na AL e nunca atingidos no EB! Do quê estão reclamando? Nossos vizinhos estão em alguns casos piores do que nós! Quem nos fornece, certamente terá seus lucros, na venda de peças e assistência, óbvio! Como dizem: Negócio bom pros dois lados!
    Só lembrando dois ditados muito comuns nesse caso:
    “Cavalo dado não se olha os dentes!” e “Em terra de cego, quem tem um olho é rei!”

  19. Aproveitando o momento, gostaria de expressar uma sugestão: Sou a favor dessas aquisições serem um pouquinho ampliadas, se possível, do CFN aproveitar e fazer como os da Espanha, que já usa o M109, e adquirir 6 M109A5 autopropulsados, também assistidos por M992A2 (2 ou 3 unidades) pra substituir seus M114 rebocados! Ganhariam em mobilidade, maior alcance e proteção dos operadores! Assim como terem, uma aviação própria, usando o EMB-314 (6 unidades), assim como terão os Marines estadunidenses, como vetor CAS, complementando e os AH-1W da Aviação Naval, protegendo-os e caçando helicópteros de ataque iinimigos que venham a ameaçar a tropa em terra e dando suporte aéreo aproximado.

  20. Concordo com o Sr. mcolombelli e Cinturão de Orion. Assino também. Falta de respeito no mínimo com as Instituições militares e seus representantes ativa ou reserva. Quem serviu sabe muito bem o que é espírito de corpo, amor à Nação versus traição à Pátria.

  21. Uma duvida: Foi divulgado no 1 semestre que o Exército vai receber 120 obuseiros rebocados M198, essa noticia é verdadeira?
    Alguém noticias novas referentes a esse assunto.
    Desde Já Obrigado

  22. Uma dúvida:
    Tudo bem que este material foi doado ao Brasil. Mas realmente nos pertence de todo o direito?
    Podemos usá-los se, por exemplo, declararmos guerra a um outro país? Podemos doá-los a, por hipótese, à Venezuela?
    Ou teremos que pedir autorização prévia aos USA?
    Certamente existem condicionantes não só nesta como em qualquer outra doação/venda de material militar seja de que país for.

    • Marcello,
      Há duas maneiras de países venderem armas para outro país, do ponto de vista comercial. Uma delas é quando há cláusula de “usuário final”, que é geralmente adotada pelos EUA. Ou seja, o Brasil (ou qualquer outro país) não pode vender ou doar equipamentos militares adquiridos dos EUA para outros, como se fosse um atravessador. O Brasil assina um termo de compromisso de ser usuário final e que deve ter tempo determinado. Ou seja, a partir de tal tempo o país pode fazer o que quiser.
      Qualquer país pode fazer isso, tanto exigir isso de outro quanto aceitar ou não essa exigência.
      Quanto a usar, claro que em havendo uma guerra não há como os EUA controlar. Mesmo que seja contra o próprio EUA não tem como ele controlar. Vale salientar que aí é que não tem mesmo já que haverá um estado de beligerância e não adiantaria os EUA ir aos tribunais internacionais reclamar do Brasil.

  23. KKK…Não tem como não rir de alguns comentários! A idiotização de alguns Brasileiros, com tendências claramente voltadas ao servilismo é de dar pena. Muitos países já possuem tecnologia para construir armamento nuclear, inclusive países declaradamente inimigos dos Estados Unidos. Mais o TioBill joga sujo, proibindo que outros nações desenvolvam suas armas nucleares. Usam seu poder bélico, e suas chantagens nucleares para travar outras nações, meu botão vermelho é maior diz o Homem Laranja. Os Estados Unidos gostam de dizer que não temem nem uma nação do planeta, aceitam jogar xadrez contra qualquer país, mais o adversário não pode usar a Dama. kkk…Difícil entrar no jogo sem a peça mais forte né? E ainda tem idiotas para elogiar tamanha covardia.

  24. Os Estados Unidos são o maior inimigo em potencial do Brasil. Essas esmolas que os americanos dão, é porque esperam de algum modo usar o Brasil através de manipulação, talvez, para atacar a Venezuela. A política correta do Brasil com relação aos Estados Unidos deveria ser diminuir ao máximo qualquer relação ou dependência em relação aos americanos. Só um tolo acha que o Brasil se fortalece com esmolas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here