sábado, fevereiro 27, 2021

Saab RBS 70NG

Cadetes da AMAN recebem instrução de defesa química, biológica, radiológica e nuclear

Destaques

Uma Força Terrestre à altura dos desafios atuais

General de Exército José Luiz Dias Freitas A dinâmica das relações internacionais e das interações sociais, neste primeiro quartil do...

Tropa paraquedista retorna ao Brasil após exercício nos EUA

Rio de Janeiro (RJ) – No dia 22 de fevereiro, foi realizada no Campo do 26º Batalhão de Infantaria...

Rússia e Arábia Saudita assinam acordo para implantação de fábrica de fuzis Kalashnikov

A Rússia assinou um acordo com a Arábia Saudita para implementar a primeira fase de produção conjunta de fuzis...
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Resende (RJ) – No período de 22 e 25 de outubro, o 1º Batalhão de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (1º Btl DQBRN) atendeu ao Pedido de Cooperação de Instrução (PCI) do Curso de Artilharia da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), contribuindo com a formação do futuro oficial do Exército Brasileiro.

Durante a atividade, foram ministradas instruções sobre a utilização de roupa protetora, máscara contra gases, medidas operacionais de proteção preventiva (MOPP), reconhecimento e identificação de agentes QBRN e descontaminação.

Esses conhecimentos auxiliaram os cadetes na execução de um exercício de emprego de bateria de obuses em área supostamente contaminada.

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

- Advertisement -

5 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ronaldo de souza gonçalves
Ronaldo de souza gonçalves
2 anos atrás

Deve ser muito ruim treinar com essas mascáras,mas faz parte do treinamento.Vejo que nossos oficiais estão se preparando bem,pois os conflitos hoje passa por muita tecnologia,um eterno aprendizado.

João Adaime
João Adaime
2 anos atrás

Pergunta de leigo.
É desnecessário o uso de luva pela tropa?

ScudB
ScudB
Reply to  João Adaime
2 anos atrás

Dependendo do tipo de agente químico uso das luvas pode ser obrigatório. Mas , normalmente , em conjunto com roupão. Neste caso o comando calcula tempo máximo (se lembro bem ate 4 horas) de permanência (depende do clima inclusive) ate conclusão das ações e , conforme a situação , retirada e descontaminação das tropas e equipamentos.
Um grande abraço!

João Adaime
João Adaime
Reply to  ScudB
2 anos atrás

Obrigado pela explicação
Abraço

Lemes
2 anos atrás

Pintura de camuflagem com linhas retas? Sério isso?

- Advertisement -

Guerras Modernas

Armênia, Azerbaijão e Rússia fecham um acordo para acabar com o conflito de Nagorno-Karabakh

YEREVAN/BAKU (ARMENIA/AZERBAIJÃO) — Armênia, Azerbaijão e Rússia disseram que assinaram um acordo para encerrar o conflito militar na região...
- Advertisement -
- Advertisement -