Home Adestramento Integração entre unidades apoiadoras e AMAN na Manobra Escolar 2018

Integração entre unidades apoiadoras e AMAN na Manobra Escolar 2018

4282
39

Resende (RJ) – Foram 12 dias de intensas atividades operacionais na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), que se iniciaram com o planejamento realizado pelos alunos concludentes do Curso de Comando e Estado-Maior do Exército há 40 dias, seguindo diretrizes do Departamento de Ensino e Cultura do Exército (DECEx) com a participação do Comando de Operações Terrestres (COTER) e de organizações e agências apoiadoras.

As ações de combate chamaram a atenção pelo seu gigantismo, pelo número de militares envolvidos e pelo movimento constante de viaturas operacionais. No entanto esse exercício foi muito além do movimento de tropas, dos tiros e das ações de comando em todos os seus diferentes níveis. Houve apoio às comunidades dos municípios da região de Resende com o Hospital de Campanha e com as ações cívico-sociais (ACISO), tendo-se realizado cerca de 1.300 atendimentos médicos em 15 especialidades.

A demonstração de tiro coletivo das armas da Força-Tarefa Azul foi uma das últimas atividades desse período. Nela, o General de Divisão Ricardo Augusto Ferreira Costa Neves recebeu do Chefe do DECEx, General de Exército Mauro César Lorena Cid, mais alta autoridade presente ao evento, a deferência de poder comandar o fogo na demonstração. Em seguida, o General Cid explicou: “A Manobra Escolar 2018 praticamente encerra o ano de instrução. Ela é a última entrega que produzimos para o Exército. Todas as nossas escolas integradas e produzindo, é disso que a Força precisa. É o conhecimento saindo das salas de aula para o terreno”.

A AMAN passou vários dias com intensos movimentos de tropa e com realização de tiros em diversas oportunidades. Isso requer cuidados especiais com todos os detalhes, sendo o principal deles a segurança. “A segurança para nós é imprescindível, nós temos o máximo cuidado para que possamos fazer um exercício dessa magnitude sem nenhum acidente. Nós estamos falando de 14 escolas, de 4.300 homens e mulheres desenvolvendo e praticando aquilo que aprenderam nas suas instruções. Logo, nós temos uma verdadeira obsessão por segurança para que o nosso aprendizado e nossas competências sejam desenvolvidos num correto e aplicado ambiente operacional,” afirmou o General Costa Neves.

Segundo o aluno da ECEME, Major José Ferreira Araújo Neto, participar do planejamento desse conjunto de ações militares teve um sabor especial, porque teve a oportunidade de enfrentar os desafios e colocar em prática em uma operação, desde o nível estratégico até o operacional. Para ele, o terreno exige adaptações do que foi planejado, dependendo da realidade dos fatos. O Major Araújo acredita que depois desse evento estará em melhores condições de contribuir com o Exército Brasileiro em qualquer organização militar para a qual venha a ser designado.

A Tenente-Aluna Médica Lúcia Tereza Mascarenhas Freire Oliveira, da Escola de Saúde do Exército (EsSEx), atuou nas ações cívico-sociais atendendo à população da cidade de Quatis (RJ), que fica próximo a Resende (RJ). Para ela, ser uma ferramenta propiciadora da interação do Exército com as comunidades locais, respeitando a cultura da região, foi uma oportunidade especial. A aluna considera que foi muito bom colocar em prática os conhecimentos médicos adquiridos na universidade e os militares recebidos no curso de oficial médica na EsSEx. Segundo a tenente, encontrar os alunos da Escola de Sargentos de Logística (EsSLog) serviu para formar laços de amizades e para fortalecer a Família Verde-Oliva, que agora todos passam a integrar.

A Manobra Escolar 2018 serviu, ainda, para que fosse observado o emprego dos produtos dos Programas Estratégicos do Exército, conforme se pode verificar nas fotos da atividade que acompanha essa reportagem.

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

39 COMMENTS

    • Sim, na verdade, em termos amplos. precisamos ampliar nossa indústria de defesa como fator estratégico e de desenvolvimento econômico – precisamos de mais parcerias com indústrias estrangeiras para produção local e mais icentivos/facilitações burocráticas para novas indústrias nacionais de veículos leves, embarcações, insumos e munições, armas leves, etc. preferencialmente distribuídas de forma estratégica por todo o território nacional.

      Avante camaradas!

  1. Não sei se é apenas impressão minha, mas acompanho o site a quase 4 anos, e não lembro de ver tantos artigos sobre treinamentos das FA´s e, principalmente, da EB como esse ano. Show de bola, muito bom saber que nossas FA´s estão se adestrando continuamente.

    • Os exercícios sempre foram constantes, a diferença de agora para digamos 10 anos atras, é o aumento do interesse da populacao nesse tema e dos investumentos das 3 foecas em divulgacao ppr meio de midias sociais e dep.de comunicação das suas atividades

    • Pelo que li, serão no total 16 veículos(comprados usados do exército italiano) ,tendo chegado até então os 4 primeiros que foram elevados ao padrão Lince MK2 para uso, a priori, na intervenção no Rio.

      • Acabei de ver o vídeo do presidente eleito na brigada, e ele acaba entrando em um LMV Iveco. Seria bom para o Exército brasileiro várias viaturas dessas, nas brigadas e regimentos espalhadas pelo país, principalmente na fronteira.

  2. Só eu que acho que falta mais Guaranis com a Remax e algum ATGM? Cadê os planos do EB de instalar uns ATGMs nos Guaranis? Qual se encaixa melhor? Hellfire ou MSS 1.2?

    • Bela torre e mortífera , mas deve ser caríssima.
      Ao menos se desenvolvermos localmente uma torre(pode ser a Remax modificada) para lançar o MAS1.2. Quanto mais pudermos manter nosso suprimento armamentista nacional melhor.
      Há bons e promissores produtos/projetos no Brasil na área de defesa pras três forças os quais só dependem de interesse ,incentivo e investimento $$ por parte do GF.

  3. Cara ao mesmo tempo que o EB se mostra imaturo e despreparado para a guerra moderna, se mostra profissional.
    Mas os mesmos se confundem, percebe-se que nossos soldados estão tão desacostumados a atirar sem miras ópticas que quando há a presença das mesmas nos fuzis, os soldados se comportam de forma diferente.
    Outra percepção do amadorismo do EB (ao menos em se falando da guerra de informação), é a utilização dos soldados de OVN,s pela manhã rsrsrs.
    O EB precisa de dentre outras coisas , um profissional de guerra de informação, assim o mesmo pode assessorar a alta administração do EB em coisas como essas.

      • De fato foi apenas para ‘sair na foto’, mas é fácil perceber que a tropa não está habituada a esse tipo de equipamento. Infelizmente, enquanto uns posam para foto com equipamento decente (ainda que o façam de forma amadora), em muitas unidades ainda se treina com os chamados “pau de fogo”.

    • Amigo Foxtrot, os Combatentes estão com o OVN’s instalados em seus capacetes, pois as manobras se iniciam de manhã e podem durar dias, com a tropa em campo. Não tem pausa para reequipar, alimentar e etc. As manobras simulam cenários de combate real, com a tropa em Campo, onde ela já sai do ponto de concentração todo equipado para o combate.

    • Foxtrot, com todo respeito, mas se voce soubesse como é o contexto em que estas fotos são tiradas não teria dito isso. isso ai é relações publicas. A fração é escalada pra tirar fotos FS. Obvio que a foto está sendo tirada de dia. À noite ficaria ruim. O objetivo é mostrar que o equipamento existe e está sendo usado no exercício, ai sim, a noite em em situação.

      Doug385. o uso dos velhos mausers é para poupar o equipamento novo ou em uso ordinário. O uso do pau de fogo se dá em pistas com barro ou naquelas situações onde é preciso submeter o elemento ao peso e forma de uma arma ( pista de cordas por exemplo). Não tem absolutamente nenhum sentido por armas novas em ainda em uso neste tipo de atividade. Não agregaria nada em relação ao velho mauser e ainda implicaria severo desgaste no material.

  4. colombelli 28 de novembro de 2018 at 17:48
    Foxtrot, com todo respeito, mas se voce soubesse como é o contexto em que estas fotos são tiradas não teria dito isso. isso ai é relações publicas. A fração é escalada pra tirar fotos FS. Obvio que a foto está sendo tirada de dia. À noite ficaria ruim. O objetivo é mostrar que o equipamento existe e está sendo usado no exercício, ai sim, a noite em em situação.

    Caro Colombelli, com todo respeito, para mim isso é como sempre acontece no Brasil, coisa para inglês ver.
    Não há OVN,s para a tropa, nem os IA2 estão em plenitude, os OVN,s expostos a muita claridade danificam suas lentes especiais, dai o motivo dos soldados do Us Army (por exemplo), os transportarem em seus envólucros, e só os retirarem a noite ou crepúsculo.
    Me lembro de uma foto do Sisfron onde os soldados estavam de OVN,s com óculos escuros pela manhã, coisa ridícula e de um amadorismo sem igual.

    Bezerra(FN) 28 de novembro de 2018 at 9:45
    Amigo Foxtrot, os Combatentes estão com o OVN’s instalados em seus capacetes, pois as manobras se iniciam de manhã e podem durar dias, com a tropa em campo. Não tem pausa para reequipar, alimentar e etc. As manobras simulam cenários de combate real, com a tropa em Campo, onde ela já sai do ponto de concentração todo equipado para o combate.
    Amadorismo danado do EB, pois o mesmo até hoje não possui uma única unidade de guerra psicológica por exemplo.
    As unidades de Sniper (caçadores no EB), só começaram a serem implantadas lá por meados de 90/2000.
    Estamos mais que atrasados em diversas áreas, dentre elas a da propaganda militar, infelizmente!

    Caro Bezerra se é assim, cadê os soldados portando coletes balísticos, coletes táticos, equipamentos de comunicações, pentes sobressalentes, mochilas de hidratação (Camel Pack,s) etc ?
    Ou seja, tudo aquilo que utilizará em um conflito moderno, para já se habituar com o peso, e os equipamentos padrões.
    Não se engane caro amigo, concordo com você que realmente deveria ser assim, mas a realidade é completamente diferente.
    Vejo imagens das operações dragões do CFN, onde os mesmos utilizam tudo o que possuem e utilizarão em combate, diferente do EB.

    • eu tentei explicar, mas se voce prefere avaliar as coisas fora de contesto…. A proposito eles estão de colete tático. Tenho este modelo e vem nele a mochila de hidratação e assim como eles eu prefiro cantil. O óculo está desligado e coberto e o fato de não ter pra tropa tropa não impede que seja mostrado como equipamentos que estão sendo utilizados. A foto, repito, é FS, ou seja, fora de situação.

  5. Foxtrot, antes de você destilar sua soberba falando de coisas que não entende e não sabe, procure pesquisar. Seus comentários chegam a ser cômicos de tão ridiculos.

  6. Valente e Collembeli deixem de ser corporativistas e vejam as coisas como elas realmente são.
    Aconselho que assistam treinamentos do Us Army por exemplo, aí verão do que estou falando.
    Melhor ainda, vejam o treinamento do exército do Chile (que está praticamente aqui do lado) e verão.
    A menos que continuem cegos e míopes.
    E não queiram enxergar a verdade que vos cerca.

    • voce so atesta conhecer muito pouco do meio militar. E pra tua informação o Chile raras vezes coloca mais que algumas centenas de homens em campo. Quem está bem longe da verdade e fala sem conhecimento de causa é voce. Sem ofensa, mas se inteirar como a coisa funciona te daria uma boa luz já que voce não quer nos ouvir.

      mas não tenho pretensão de mudar tua opinião. E não se trata de corporativismo. Nos e eu ja estou há muitos anos longe do EB, somos os primeiros a ter autocritica.

  7. Foxtrot, você afirma que o EB não possui nenhuma unidade de guerra psicológica. Pois então, procure no google por 1° B Op Psc (denominado atualmente como 1° Batalhão de Operações de Apoio à Informação) do EB, subordinado ao Comando de Operações Especiais, com base em Goiânia/GO.

  8. Foxtrot, deixe seu recalque de lado. Quem sabe em uma próxima vida você será merecedor de usar o uniforme do Exército Brasileiro. Por enquanto se quiser parar de passar vergonha, pesquise mais e tenha humildade para aprender com quem vestiu e veste essa farda.
    ” Enquanto houver um paraquedista descendo dos céus haverá sempre a esperança da vitória”

    • “paraquedista…guerreiro alado vai cumprir sua missão…..num salto audaz vai conquistar do inimigo a posição”. velame.. charuto…. reserva

  9. Desisto, é muito corporativismo, cegueira estratégia e raquitismo cerebral.
    Se está bom do jeito que está, porquê reclamam por mais verbas para defesa?
    Mas sofrem uma lavagem cerebral nas FAA,s e não conseguem enxergar o óbvio.
    Brasileiro, gado com cabresto!

  10. Caro Valente, se for para servir um país desigual e injusto como esse, em um exército despreparado, para lutar por velhos generais e políticos em guerras para satisfazer o desejo das nações opressoras, nem em mil vidas.
    Mesmo amando o EB, Deus me deu sabedoria para ver o óbvio.
    Sim o EB possui excelência em muitas áreas, assim como as outras forças irmãs, mas possui grande deficiência em muitas outras, quem não vê isso só pode ser idiota.
    Uma delas é o serviço militar obrigatório, onde os recrutas só servem para cuidar da casa dos oficiais, tomar chuva a tia e fazer serviços de limpeza em quartéis.
    Isso para não falar em outras como guerra psicológica, Esquadrões de desarme de explosivos, meios de inteligência militar, socorristas de combate etc etc etc.
    Continue se iludindo com o pouco que tem, já presteieu serviço militar que diga-se de passagem não foi nada proveitoso para mim e minha turma .

  11. Meu camarada, seu comentário acaba de ratificar o que eu disse a respeito do seu recalque com o Exército e ainda expõe as causas. Você realmente é uma piada. Fico por aqui, mantenha a impulsão no ataque e continue com seus comentários sem pé nem cabeça, pelo menos nos fazem rir. abraço.

  12. Caro Valente, você representa tudo o que querem, soldado sem cabeça, que não é feito para pensar apenas seguir ordens cegamente.
    Continue se contentando em ganhar um coturno marrom e uma boina vermelha achando que é algo especial.
    Aconselho a assistir o documentário PQD e quem sabe assim abrirá sua mente.
    No mais como dizem as vezes. Ignorância é um dom kkkkk.
    Vai tomar conta da casa de generais se especializar em varrer quartel rsrs.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here