sábado, fevereiro 27, 2021

Saab RBS 70NG

Saab recebe pedido do RBS 70 NG para as Forças Armadas da República Tcheca

Destaques

Uma Força Terrestre à altura dos desafios atuais

General de Exército José Luiz Dias Freitas A dinâmica das relações internacionais e das interações sociais, neste primeiro quartil do...

Tropa paraquedista retorna ao Brasil após exercício nos EUA

Rio de Janeiro (RJ) – No dia 22 de fevereiro, foi realizada no Campo do 26º Batalhão de Infantaria...

Rússia e Arábia Saudita assinam acordo para implantação de fábrica de fuzis Kalashnikov

A Rússia assinou um acordo com a Arábia Saudita para implementar a primeira fase de produção conjunta de fuzis...
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Saab RBS 70 NG
Saab RBS 70 NG

A Saab assinou um contrato para fornecer o RBS 70 NG, a última geração do sistema portátil de defesa aérea RBS 70, para as Forças Armadas da República Tcheca. O pedido está avaliado em 365 milhões de coroas suecas e as entregas ocorrerão em 2020 e 2021.

Além do próprio sistema, o pedido também inclui a integração com a Defesa Aérea Tcheca, equipamentos de teste e treinamento. As Forças Armadas da República Tcheca já são usuárias do RBS 70, uma versão anterior do sistema.

“Estamos felizes em fornecer às Forças Armadas da República Tcheca o mais novo sistema de defesa aérea de curto alcance da Saab, o RBS 70 NG. O fato de um país da OTAN decidir investir no sistema RBS 70 NG da Saab é a melhor avaliação possível e prova que a Saab é líder mundial em soluções de Defesa Aérea”, diz Görgen Johansson, diretor da área de negócios Dynamics da Saab.

“Estamos muito satisfeitos com nossa experiência com o Sistema RBS70 e o suporte da Saab. O RBS 70 é o pilar para fornecer Defesa Aérea baseada em superfície para a Força-Tarefa Multinacional da OTAN e, a partir de 2019, para uma parte da Força-Tarefa Conjunta de Alta Prontidão (VJTF). O novíssimo RBS 70 NG implica em desenvolvimentos cruciais do sistema que aumentarão significativamente nossa capacidade atual para ameaças contra a soberania da República Tcheca e da OTAN”, disse Jan Sedliačik, comandante de Defesa Aérea da República Tcheca.

Rastreamento automático, auxiliares abrangentes de operador, possibilidade de interrupção da sequência de disparo (autodestruição de mísseis), seleção de hit-points (ponto de dano), possibilidade de identificar amigo ou inimigo, e rastreamento óptico de alvo aumentam a chance de um operador do NBS RBS70 atingir o alvo correto, além de aumentar significativamente a segurança durante ações críticas. O operador do RBS 70 NG tem controle total sobre onde e o que o míssil acerta ou não, eliminando o risco de fogo amigo.

DIVULGAÇÃO: MSLGROUP/Publicis Consultants

- Advertisement -

14 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
_RR_
_RR_
2 anos atrás

Sou fã dessa arma!

Precisamos de mais…

paulop
paulop
2 anos atrás

O RBS 70 é um sistema muito interessante. Assim como a versão montada em veículos, o MSHORAD. Este último seria uma boa opção às Brigadas Mecanizadas.
Abraço

Antunes 1980
Antunes 1980
2 anos atrás

Alguém poderia me informar o alance dela e quais são seus concorrentes diretos?

_RR_
_RR_
Reply to  Antunes 1980
2 anos atrás

O RBS-70 NG tem alcance de 8km e vai a até 5000 metros.

Teoricamente, concorre com todos os MANPADS do mercado. Contudo, o arranjo de pedestal o colocaria em uma sub categoria dentro desse nicho, na qual também se encontra o Mistral francês.

Em verdade, o RBS-70 é um sistema AA único, com particularidades tais como um designador laser próprio, um imageador com tracking automático, e um IFF integrado.

O sistema de orientação a laser também permite engajamentos contra alvos no solo, o que é outro “bonus” desse sistema.

sergio ribamar ferreira
2 anos atrás

A SAAB sempre surpreendendo. Excelente. Precisamos de mais. Concordo. Uma informação. Há algum míssil antiaéreo de médio alcance lançado pela SAAB? Obrigado.

_RR_
_RR_
Reply to  sergio ribamar ferreira
2 anos atrás

sergio, O sistema BAMSE é frequentemente listado como sendo de médio alcance. Cobre a faixa do 15000 metros de altura e alega-se ir a até 20 km. É radio-comandado. Atualmente, a SAAB investe em uma variante melhorada, autopropulsada. Só de curiosidade, ele está na mesma categoria do Tor-M2 e do PantsirS1, sendo que seus mísseis são praticamente equivalentes aos do sistema sueco quanto a desempenho cinético; e também são guiados por radio-comando. Contudo, os sistemas russos superam o sistema sueco em capacidade de engajamento, podendo submeter por seus próprios meios até 3 alvos por vez. O BAMSE, teoricamente, poderia engajar… Read more »

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  _RR_
2 anos atrás

Esta aproximação cada vez maior Brasil/Suécia bem que poderia render o sistema Bamse para o EB, quem sabe, sobre a plataforma do Astros.

_RR_
_RR_
Reply to  Tomcat4.0
2 anos atrás

Tomcat,

Já li em outro espaço que o EB teria avaliado o BAMSE, considerando-o adequado.

A plataforma que serve ao sistema Astros certamente poderia vir a calhar. Contudo, creio que existem arranjos mais em conta. Não precisa necessariamente ser o ‘Tatra’.

https://www.youtube.com/watch?v=qke9lLWPIuw

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  _RR_
2 anos atrás

A plataforma usada pelos suecos já é bem legal e polivalente conforme o vídeo. Se,como vc mencionou, o EB avaliou e curtiu o sistema, podemos vir a ter grata surpresa a partir de 2019.

rdx
rdx
2 anos atrás

A primeira versão do RBS-70 foi empregada com sucesso pelo exército iraniano durante a guerra Irã x Iraque.

sergio ribamar ferreira
2 anos atrás

Sr. _RR_ muito obrigado pelas informações. Prazer imenso ler um comentário desses. Isto que é assunto sobre Defesa. sistema BAMSE .Reitero meu apreço e agradecimento também ao Sr. Tomcat4.0. Abraços a todos.

Mf
Mf
2 anos atrás

Houve duas compras de RBS-70 pelo Brasil, a primeira de 16 lançadores e 80 mísseis.

Alguém sabe o que veio na segunda?

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  Mf
2 anos atrás

Encontrei comentário de um forista (que diz ser sua fonte o portal da transparencia) onde menciona serem mais 21 unidades de tiro e outros itens como simulador, camuflagem barracuda etc.
Comentário de Novembro de 2017.

Mf
Mf
Reply to  Tomcat4.0
2 anos atrás

Eu li o comentário dele. Ao todo teremos então 37 RBS-70 se for verídico. Também foram comprados mais IGLA , antes tínhamos 56 no EB, o número atual é desconhecido, mas estão presentes em 6 GAAe, sem falar que a FAB tem 3 baterias tb. Uma bateria tem em média 12 IGLA , da pra conceber 9×12 = 108 lançadores. Os fuzileiros navais tem 12 Mistral.

Já somos o segundo maior utilizador do Igla na AL só perdendo pra Venezuela que comprou 200.

- Advertisement -

Guerras Modernas

Armênia, Azerbaijão e Rússia fecham um acordo para acabar com o conflito de Nagorno-Karabakh

YEREVAN/BAKU (ARMENIA/AZERBAIJÃO) — Armênia, Azerbaijão e Rússia disseram que assinaram um acordo para encerrar o conflito militar na região...
- Advertisement -
- Advertisement -