Home Forças Armadas Defesa tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Defesa tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

6714
227

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial

Por Igor Gielow e Gustavo Patu

SÃO PAULO – A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.

Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o contingenciamento de R$ 5,1 bilhões nos dois últimos itens, que podem ser revertidos ao longo do ano.

No caso dos gastos com pessoal, que incluem os 360 mil integrantes das Forças Armadas e aposentadorias, o aumento nominal em relação ao que o Siga Brasil registrou como pago em 2018 é o recorde da série, R$ 7,1 bilhões a mais. ​

“Se as Forças Armadas contassem com uma participação maior do PIB, e 2% é o volume considerado adequado para gastos conforme os padrões da Otan (aliança militar ocidental), haveria um maior aporte de recursos para projetos e a proporção de gasto com pessoal seria menor”, afirmou a pasta, em nota.

Leia a matéria completa no site da Folha de São Paulo, clicando aqui.

 

227
Deixe um comentário

avatar
60 Comment threads
167 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
85 Comment authors
LuisDanielTonho da Lua.SantiagoAlexandre Pessoa Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Bardini
Visitante
Bardini

O orçamento da “Defesa” é uma total e complete mentira…

Lucas Silva
Visitante
Lucas Silva

Por que?

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Isto começará a mudar a partir deste ano. A FAB já iniciou com o Programa Força Aérea 100, com a diminuição de efetivos futuros e utilização de oficiais temporários nas áreas meio. A MB começa a planejar o mesmo caminho e o EB tb. Demorará mais antes tarde do que nunca. A própria Reforma da Previdência também vai contribuir.

Camargoer
Visitante

Marcelo. A reforma previdenciária proposta é essencialmente transferir os recursos administrados pelo governo para os bancos privados. A previdência movimenta quase R$ 1 trilhão de reais por ano. Os bancos tiveram um lucro em 2018 de R$ 100 bilhões. A conta é bem simples sobre o impacto que teria nos lucros dos bancos administrar uma receita que é 10 vezes maior que o seu lucro. Além disso, qualquer reforma previdenciária irá impactar no futuro. O problema agora é receita de impostos x gastos.

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Quer dizer, então, que a razão de ser da reforma da previdência é aumentar os lucros dos bancos?

Você, então, faz parte do seleto grupo daqueles que negam o déficit?

kkkkkkkkkk

Espero muito não ter o desgosto de ver meus filhos terem um professor como você, que coloca a ideologia acima da razão!

C. César
Visitante
C. César

A propósito, Camargoer. Fala pra gente em que lugar vc dá aulas para que os pais possam tirar seus filhos de lá para que não sejam idiotizados com esquerdismo barato para o partidão.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Cesar. Considero fundamental o apoio da família para o sucesso acadêmico dos filhos, principalmente nos ensino infantil e fundamental. Por outro lado, cabe aos estudantes escolherem as disciplinas que cursarão no ensino superior mesmo quando eles se sintam confortáveis em pedir a opinião dos pais. De qualquer modo, eu sempre fui tratado com muito carinho e respeito pelos pais que conheci.

C. César
Visitante
C. César

Aham, sei…
Olha só o que deve parecer os seus alunos:

https://www.youtube.com/watch?v=41OJhBDbaa8

Ozawa
Visitante
Ozawa

Camargoer, entro nesse debate apenas para reiterar meu respeito e admiração por suas postagens. Sempre uma lufada de lucidez, inteligência e educação, que enriquecem e destoam, na média, nesse espaço. Independentemente de concordar com elas ou não. No caso em destaque, partilho do seu entendimento inicial.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Ozawa. Um grande abraço amigo. Sinto falta dos seus comentários que já me ajudaram a esclarecer muita coisas.

Marcilio lemos de Araujo
Visitante
Marcilio lemos de Araujo

Prezado Ozawa e Camargoer, obrigado pela maturidade e competência em suas explanações, lembro me do tempo de academia onde no quinto livro da república de platão contempla a ” alegoria das cavernas” onde explicita a relação do homem com o mundo exterior. Não conheço historicamente nenhum país que se tornou grande sem um investimento em educação e um combate sistemático á corrupção.

Mauro Cambuquira
Visitante

Ozawa, por onde andaste tu? Seja bem vindo de volta. Há tempos não lia o seu posicionamento em relação ao meio militar.

Brunow Basillio
Visitante

Nunca existiu déficit da previdência, o que existe é que desde os tempos de FHC vem tirando partes dela para sanar outros gastos do governo…

Oiseau de Proie
Visitante
Oiseau de Proie

“Brunow Basillio

Nunca existiu déficit da previdência, o que existe é que desde os tempos de FHC vem tirando partes dela para sanar outros gastos do governo”

Querem privatizar até a previdência…

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Felipe. Uma boa leitura para entender o deficit da previdência é o relatório da CPI da Previdência, o que permitirá avaliar, sem viés ideológico e fundamentado em dados, se o projeto proposto resolverá o problema previdenciário. Quanto aos seus filhos, desejo o melhor.

Paulo
Visitante
Paulo

Po Camargoer, imputar a culpa aos banco? Omitir deficit?

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Paulo. O relatório da CPI da Previdência descreve os problemas do sistema previdenciário que não serão resolvidos pela proposta de reforma apresentada.

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

Membros da CPI da Previdência… Senador Paulo Paim – PT Presidente da CPIPREV Senador Telmário Mota – PT Vice-Presidente da CPIPREV Senador Hélio José – MDB Relator da CPIPREV Senador LASIER MARTINS – PSD( na época) Senadora ROSE DE FREITAS – MDB Senador JOÃO CAPIBERIBE – PSB Senador ROMERO JUCÁ – MDB Membros Suplentes Senador JOSÉ PIMENTEL – PT Senador DÁRIO BERGER – MDB Senador JOSÉ MEDEIROS – PODEMOS Senador ANTÔNIO CARLOS VALADARES -PSB – Só tem gente de partido de esquerda e de partido fisiológico, comprometidos até a alma com privilégios. Para quem tem dúvida se deve ser a… Read more »

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Rodrigo. Os membros de uma CPI são indicados pelos líderes dos partidos e designados pelo presidente da casa, mas seria prudente ler o documento para ter uma opinião, ou confiar na opinião de quem o leu.

C. César
Visitante
C. César

Esse relatório da previdência que vc já falou dele umas dez vezes aqui neste Post não é aquele que saiu da CPI presidida (olha só quem foi a figura!) pelo senador Paulo Paim do P T??
Porque não estou surpreso que esse relatório para vc seja o supra sumo da verdade absoluta incontestável neste assunto, heim!?

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Cesar. Fico surpreso que mesmo tendo citado diversas vezes o relatório da CPI da Previdência, poucas pessoas tiveram a curiosidade de consulta-lo. Ele resultou de uma CPI instalada no Senado Federal em 2017 e foi presidida pelo Sen Paim (PT) e o vice-presidente foi o Sen Mota (PTB). O relator foi o Sen. José (MDB). Também fizeram parte da Comissão o Sen. Martin (PODE), a Sen Freitas (MDB), Sen Capiberibe (PSB) e o Sen Jucá (MDB). O relatório foi aprovado por unanimidade. Sou grato a muitos colegas que sugeriram excelentes textos. Seria ótimo ler um estudo que fizesse um… Read more »

C. César
Visitante
C. César
C. César
Visitante
C. César

Tem mais. Atente para o detalhe ¨O relatório repete o que já vinha sendo divulgado em vídeos produzidos por (tham tham tham tham!!) sindicatos e que circulam pela internet¨:

https://www.conjur.com.br/2017-out-24/contas-vista-cpi-previdencia-vende-ilusao-afirmar-nao-deficit

C. César
Visitante
C. César

Opa! Parece que o professor comuna sumiu! Porque será, né!?

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Cesar. Li os texto que você sugeriu e como eles fazem referência a um documento mais elaborado, achei prudente ler e entender antes de dar uma opinião.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Cesar, este editorial da Gazeta do Povo, de Curitiba, expressa a opinião da jornal, mas faz referência a um relatório do TCU. Eu acho que é um documento de 2017 que é bem complexo e de difícil leitura. Está demandando muito esforço e tempo. Acho que você conseguirá acessa–lo pelo número “TC 001.040/2017-0”. Não seria correto eu opinar antes de tê-lo compreendido.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá César. Uma visão preliminar do relatório do TCU, que é de jul/2017 enquanto que o relatório da CPI é de out/2017. O relatório do TCU faz um distinção entre gastos previdenciários (financiados por contribuições do empregado, empregador e tesouro) dos gastos de assistência social (bancados apenas pelo tesouro, como o LOAS). Ele também divide o RGPS, do RPPS e o dos militares. Esse relatório aponta o problema da DRU que retirou uma expressiva parte dos recursos aportados na previdência, também que existe uma grande sonegação previdenciária dos grande empregadores e que a cobrança dos débitos é falha. O relatório… Read more »

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Cesar. Recomendo o artigo do Gambiagi “Reforma previdenciária em 2019 – Elementos para uma tomada de decisão”. Os pontos levantados por ele são os mesmos que aparecem nos relatórios do TCU e CPI. A população está envelhecendo (o que é uma ótima noticia), a política de elevação do salário-mínimo aumentou o valores pagos, e a recessão e o desemprego desde 2015 reduziram as contribuições para a previdência e os juros pagos pela divida pública estão consumindo os recursos do orçamento do governo federal. O que chama a minha atenção é que estes documentos propõem uma revisão das regras por… Read more »

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

Pois é né ? ahaha

cipinha
Visitante
cipinha

A principio a reforma procura modificar o atual regime vigente e abre a porta para no futuro, se as condições forem favoráveis, criarem o novo sistema que é o que o senhor deve estar criticando. O problema previdenciário brasileiro (quase que do mundo todo) é como equalizar o regime de repartição com o envelhecimento populacional. No regime vigente, quem trabalha e contribui com a previdência paga o beneficio de quem está aposentado e espera que quando chegar a sua vez de se aposentar, outros trabalhadores contribuam para que eles recebam. A questão é que o numero de filhos por mulheres… Read more »

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Cipinha. Você tocou em pontos importantes. O primeiro deles é que as regras previdenciárias impactarão sobre o NOSSO futuro. Isso cria uma discussão enviesa pelo terror e chantagem. O segundo ponto é a enorme incerteza sobre as estimativas, cujas consequências somos incapazes de prever. Deveria chamar a atenção a necessidade de iniciar as explicações com “SE” as condições forem aquelas colocadas, mas considerando o enorme grau de incerteza, quais são os cenários alternativos caso os parâmetros estejam errados? O problema previdenciário parece permitir modelos baseados em caos, nos quais uma pequena mudança nos parâmetros iniciais resultam em cenários muito… Read more »

Rafael M. F.
Visitante
Rafael M. F.

Com todo o respeito: está falando muito e dizendo pouco.

Não há como fugir do problema demográfico que o país terá que encarar e cujo sistema previdenciário atual é incapaz de suportar. Tendo déficit ou não.

Rafael M. F.
Visitante
Rafael M. F.

É essa a grande questão que os críticos da reforma da previdência estão simplesmente passando ao largo: a DEMOGRAFIA. Nosso pico populacional já foi revisado para 2025, a tendência é até 2100 termos redução populacional de até 25%. o contingente de pessoas com mais de 65 anos irá chegar a 1/3 da população em 2050. Japão, Alemanha, França, todos esses países estão com problemas de envelhecimento populacional e consequente pressão sobre os respectivos sistemas previdenciários, o que afeta a dívida pública e consequentemente os investimentos. E estamos falando de países muito mais responsáveis com seus respectivos orçamentos. Por que acham… Read more »

Lucas Silva
Visitante
Lucas Silva

Concordo com o Camargoer, depois de estudar sobre fica claro que essa reforma é ruim.

Sagaz
Visitante
Sagaz

O pior é que a massa de manobra é composta por assalariados sem nenhum privilégio que batem palmas para esse tipo de desinformação. O incrível é como essa gente não larga o osso.

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Bem no Brasil , pós Golpe da republiqueta de 1889, temos duas classes , as CASTAS Corporativistas e o POVO PÁRIA DA NAÇÃO , realmente se te encaixas na primeira , deves ser completa e radicalmente contra esta REFORMA . Então em que parte da Nação te encaixas CAMARGOER , creio que nas Castas Corporativista dos Militares , não é ?

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Jose. Sou um intransigente defensor do debate honesto, racional e necessariamente educado. Em 1977, Darcy Ribeiro questionou o óbvio e recentemente Jossé Souza escreveu sobre a invisibilidade da realidade social. Só é possível concordar/discordar a partir de um argumento substantivo racionalmente elaborado, mas que permite ser reformulado a partir da dúvida. O vácuo causado pela ausência do argumento é preenchido pela reação emocional, geralmente expresso em por uma certeza inquestionável. Você sugere, e eu concordo, a existência de uma luta de classes mas ao invés de duas, essa luta seria melhor descrita por três classes. Tenho a impressão que… Read more »

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Camargoer, eu lembro bem do seu “nome” porque você sempre mandou textos interessantes aqui na trilogia. Dissertações de mestrado e teses de doutorado, na maioria das vezes, bem escritas e fundamentadas. Mas você fundamentar seu ponto de vista em um relatório de uma CPI desse naipe? Sério cara? Logo você, que sempre se mostrou entusiasta de boas leituras? Francamente, fica aquela vergonha alheia de você estar aqui defendendo seu ponto de vista baseado em um verdadeiro NADA. Recomendo fortemente que você procure fontes alternativas para fundamentar seu ponto de vista. Fontes sérias, de economistas e técnicos da área econômica e… Read more »

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Felipe. Creio que não há motivos para vergonha. Concordo com você sobre a vasta literatura sobre previdência. O difícil é encontrar um texto circunstanciado e acessível. Relatórios de CPI são excelentes textos introdutórios de problemas complexos. O Senado disponibiliza dezenas de relatórios (bingos, exploração sexual de menores, do futebol, dos correios, FGTS, violência urbana. etc). Eu apenas lamento de ter adquirido o hábito de ler relatórios de CPI um tanto tarde, felizmente a internet facilitou muito o acesso. Geralmente, recomendo apenas o que tive chance de ler antes e isso demanda um enorme esforço. Alguns colegas também já fizeram… Read more »

Heverton ribeiro
Visitante
Heverton ribeiro

Camargoer, respeito sua opinião, mas gostaria de ressaltar que a capitalização é só uma parte da reforma. Acabar com o privilégio de muitas classes será um marco em nossa história republicana. Quanto a idade mínima, estamos atrasados em relação a muitos países, onde a idade mínima é 65 anos, inclusive muitos já estão mudando para 67 anos.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Heverton. Pude ler outros documentos nos últimos dias. Chamou a minha atenção que em todos os estudos são considerados o envelhecimento da população, a política de aumentos reais do salário mínimo, o peso da DRU, as reformas de FHC, Lula e Dilma, a recessão de 2015, a taxa de desemprego e a precarização do emprego. Contudo, nenhum estudo propõe mudar o regime de repartição pela capitalização. Creio que o problema da proposta é essencialmente o interesse do setor financeiro em administrar os recursos previdenciários.

Alexandre Pessoa
Visitante
Alexandre Pessoa

Caro Camargoer, como sempre comentários embasados, sérios e oportunos. Um prazer de leitura.

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Coisa qie já era para ter ciso feita há 20 anos.

Paulo
Visitante
Paulo

Parabéns a FAB! Pioneira no processo de modernização do quadro de pessoal. Já passou da hora para o restantes das forças. Precisamos de forças profissionais e temporárias. É incrível termos um dos maiores orçamentos militares do mundo e um gasto com pessoal de 80%.

α Tau
Visitante
α Tau

“Marcelo Andrade

Isto começará a mudar a partir deste ano. A FAB já iniciou com o Programa Força Aérea 100, com a diminuição de efetivos futuros e utilização de oficiais temporários nas áreas meio. A MB começa a planejar o mesmo caminho e o EB tb. Demorará mais antes tarde do que nunca. A própria Reforma da Previdência também vai contribuir.”

Previdência Social – Contra fatos não há argumentos :

https://www.youtube.com/watch?v=gdkuNmXVhic

O que os bancos querem deixar para o povo além de suas dívidas e cobranças irregulares de juros? :

https://www.youtube.com/watch?v=dgy2KmZFyUk

braziu, pátria amada, abandonada…!!…!….

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Essa é mais uma Materia tendenciosa e sem credibilidade nenhuma feita pela folha que ha meses junto com outras mídias fazem campanha contra o presidente bolsonaro e consequentemente atrapalhando o desenvolvimento do Brasil como um todo. Eu Nao sou fa do bolsonaro (e nem votei nele), mas sou fa do Brasil e sei que prejudicar o governo como a midia faz so por interesse eleitoreiros e ideológicos e sujeira grossa de quem perdeu as eleições e nao aceita, e essas mentiras e ataques, so afasta investimentos, impede a geração de emprego e melhorias na renda da população. Se o Brasil… Read more »

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

Desculpa mas o que isso têm à ver com o governo Bolsonaro? Esses dados são de domínio público, qualquer zé tem acesso e tira suas conclusões. O fato é que tem gente demais capinando mato em quartel, não estamos em guerra, não há razão para termos um efetivo tão grande e equipamentos velhos e recauchutados. Eu sou à favor que se mantenha uma força com o mínimo efetivo necessário, e equipamentos no estado da arte.

Camargoer
Visitante

Caro Defensor. Concordo com você. Provavelmente seria possível reduzir o efetivo das forças armadas em 1/3 caso fosse ampliado o uso tecnológico. O território ainda é enorme e sempre vai demandar pessoal, mas considerando que a maior parcela de recursos são gastos com o pessoal ativo/inativo, qualquer planejamento deverá começar com a redução do efetivo.

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Essa história de contigente grande para um território grande não existe desde que se inventou os aviões de transporte. Hoje podiamos ter 120/150 homens no exército que se precisarmos deles no sul moderiamos mandar 20% desse contigente rápido para lá. Para o nosso entorno e mais que o suficiente.

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

Sim, a tecnologia existe justamente para que os custos de manutenção e operação sejam menores. Tudo bem que o custo de aquisição é sempre elevado, mas o que se ganha com a redução de insumos, manutenção e uso de mão de obra no longo prazo é bem mais vantajoso. Outro dia eu vi que os Bofors 40 mm que nós usamos necessitam de 6 operadores, é muita gente para operar uma única arma, um Rapidfire 40 mm utiliza apenas 2 operadores, só o custo direto e indireto de se manter tantos operadores como o Bofors, creio eu já é suficiente… Read more »

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Amigo o jornal não mentiu. E só fazer como eu fiz e checar as fontes no caso o congresso. No Brasil, todo oficial formado quer comandar 50 soldados e todo ano se formam mais e mais oficiais que precisam de 50 soldados.

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Exemplo: A nossa marinha e a classe tamandare. Queriamos uma corveta com 200 marinheiros quando nem um fragata chega a ter mais que 120 marinheiros.

Tonho da Lua.
Visitante
Tonho da Lua.

😂😂😂

Gorgoroth
Visitante
Gorgoroth

Patético

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Farinha pouca…..

Colombelli
Visitante
Colombelli

Folha de são paulo. Rectius foice de são paulo. Não vale o tempo de ler

Camargoer
Visitante

Caro Colimbelli. Sem entrar no mérito da reportagem, os valores orçamentários são aqueles que nós debatemos há anos. Talvez se nos atermos aos números e problemas que os militares encontram no dia a dia, poderemos avançar bastante a discussão. O que acha?

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Os salários das F.A. são razoáveis.
O grande problema é a questão da Previdência.
Urge que os regimes de militares e civis se aproximem o máximo possível.
Caso contrário, o rombo continuará eternamente.

Adriano Luchiari
Visitante
Adriano Luchiari

Pela segunda vez concordo com você kings, e, se me permite, acrescento ao seu comentário o regime do funcionalismo público e da classe política.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Até um relógio quebrado acerta a hora duas vezes ao dia!

Daniel
Visitante
Daniel

Os servidores passaram por reformas e tem o mesmo teto o INSS. Os problemáticos são os civis e militares que não contribuem o PIB mas detem a caneta e espada. Duas castas…

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Daniel, A conta da previdência não inclui aqueles que recebem benefícios sociais (como o LOAS), que é bancado exclusivamente pelo Tesouro.

Daniel
Visitante
Daniel

Os dados são produzidos por órgãos técnicos do governo federal.

Fanatismo de alguns parece pedido de emprego num futuro governo de um cabo louco…Chanceler.

Camargoer
Visitante

Ola Colegas. Geralmente, uma dos ideias colocadas é retirar o valor dos inativos do orçamento do MinDef e transferi-lo para previdência (atualmente dentro do Ministério da Economia). Isso significaria reduzir o orçamento militar e não mudaria os valores absolutos do pessoal da ativa, custeio e investimento. O custeio é proporcional ao tamanho do efetivo. O orçamento militar já é um dos mais altos e a pior solução seria aumentar ainda mais ás custas dos outro ministérios (saúde, educação, ciência e tecnologia). A solução é a redução do contingente, o que reduziria os gastos com pessoal ativo, reduziria o custeio e… Read more »

EduardoSP
Visitante
EduardoSP

Camargoer, essa transferência que muitos propõem é impossível de ser realizada. Os militares sempre alegam que não há um regime de previdência dos militares, porque eles não se aposentam, viram reserva. Assim permanecem na folha de pagamento das forças armadas.
Transferir essa despesa para um regime de previdência específica implica detonar essa argumentação, fragilizando a defesa que eles fazem das regras específicas, e muito benéficas, que regem sua inatividade.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Exatamente isso.
Dizer que um velhinho de pijama com 75, 80 ou 85 anos está na reserva esperando ser convocado em uma emergência é apenas papo furado para manter privilégios.

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Se eu não me engano a partir de uma determinada idade, deve ser 70 anos ou menoos o militar não é mais reserva, é reformado, não existe reservista de 80 anos.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Deste modo, s.o.e., não se justifica a aposentadoria integral.
Esse militar teria a mesma vida e as necessidades de um civil que se aposenta pelo teto.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Eduardo. Caso os custos do pessoa inativo seja excluído o orçamento do MinDef, isso criaria uma distorção comparativa com os gastos militares de outros países e não resolve o problema da origem dos recursos para os militares inativos.

Brunow Basillio
Visitante

Se não haver uma reforma profunda e com diminuição no efetivo, sem chances de um dia o Brasil ter uma FAs moderna e bem aparelhada…

Li uma informação alguns dias atrás que um General “puxa” mais de 30 pilas (salario + benefícios) por mês, absurdo…

Camargoer
Visitante

Caro Brunow. Você poderá encontrar o salário de qualquer oficial da ativa no portal da transparência. Talvez o problema seja o número de generais, não o valor de sua remuneração.

737-800RJ
Visitante
737-800RJ

Uma hora essas coisas precisam ser faladas, apesar de serem óbvias pra quem não é militar e trabalha na iniciativa privada: Minha irmã é professora universitária na área de Letras na universidade particular mais prestigiada do país, no Rio de Janeiro, aquela católica. Possui mestrado pela Universidade de Coimbra e doutorado pela Universidade de Munique. Fala com fluência inglês e alemão. Detalhe: um primeiro-tenente possui vencimentos maiores do que o dela. Na companhia aérea em que trabalho, aquela laranja, o gerente regional que comanda e é responsável pelas bases Rio de Janeiro e São Paulo (SDU, GIG, CGH e GRU),… Read more »

Neves João
Visitante
Neves João

737, com todo respeito, quem tem que ganhar mais é a sua irmã e o gerente regional, para isso não precisa abaixar os salários das FA’s. NMHO.

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

Ela que ganha pouco…

Não acho o salário dos militares alto, mas também não acho a miséria que eles falam que é e usam como fator de comparação os salários absurdos que pagam para alguns cargos no Congresso Nacional.

Neste caso é o inverso, não são os militares que ganham pouco, são estes profissionais que ganham demais.

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Absurdo é um Tenente-coronel da PM ganhar mais que um General do EB!!!! O poste urinando no cachorro!

Gabriel
Visitante
Gabriel

Absurdo um Gen de 4 Estrelas receber 30 mil? Realmente. Só porque passou em um concurso de 100 por vaga. Só porque estudos 5 anos em regime de internato na sua formação e graduação. Só porque fez pelo menos 2 especialização, cada uma com duração de 1 Ano. Só porque fez aperfeiçoamento com duração de 1 Ano. Só porque fez Altos-Estudos (como se fosse Mestrado/Doutorado civil) por 2 ano estudando. Só porque teve que aprender 2 ou 3 idiomas. Só porque esteve no exterior uma ou duas vezes, no período de 1 ou 2 anos. Só porque teve que mudar… Read more »

Camargoer
Visitante

Caro Gabriel. A sua descrição do CV de um general é parecido ao CV de um professor titular (que tem um salário da ordem de R$ 20 mil, lembrando que o salário de um professor com doutorado no início da carreira é R$ 9 mil). O que justifica o salário de um general não é sua formação, mas a responsabilidade do seu cargo. Contudo, mesmo que se cortasse o salário dos generais pela metade, o impacto no orçamento seria marginal.

Gabriel
Visitante
Gabriel

Camargoer.
“Mais ou menos”.
Por “sinal”, gerencio o pagamento de 72 professores, todos com Doutorado ou Mestrado.
Nem vou entrar no detalhamento das respectivas formações, mas apenas na quantidade de horas, que vamos chamar “em sala de aula”, para facilitar.
Não dá para comparar o trabalho de um professor Doutor, que fica 12 horas semanais “em sala de aula”, com um Gen.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Gabriel. O salário de um professor titular federal com dedicação exclusiva é determinado por lei (R$19.985.24). Ele pode receber mais que isso caso tenha exerça uma função gratificada (se for reitor, pró-reitor, chefe de departamento, coordenador). Eles também pode ganhar uma bolsa de produtividade do CNPq (R$ 1.200,00 por mês) se ele tiver orientado muitos doutorados, mestrados, muitas publicações e projetos. Concordo que não faz sentido comparar as funções de professor universitário com dedicação exclusiva com as funções de um general cujo salário base é R$ 14.031,00 mas sobre o qual são acrescidas as gratificações por função etc. Acho… Read more »

Neves João
Visitante
Neves João

General ganhando 30 pilas não é nada demais, o problema é a quantidade deles, me “parece” q são muitos no Brasil. Sempre concordei que o maior salário pago não pode ser exceder 10X o menor salário em qualquer instituição, então 30 mil seria o máximo e 3 mil o mínimo, está bem razoável pra mim. Absurdo, pra mim, é juiz ganhar 100 mil, 200 mil até 600 mil/mês, como acontecia aqui no RJ.

Atirador 33
Visitante
Atirador 33

Me passa essa lei, minha esposa se enquadra nesses quesitos, mas não ganha nem metade do valor que vc apontou aí.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Lei nº 13.325, de 29 de julho de 2016. São três categorias. 1) 20h. 2) 40h e 3) Dedicação Exclusiva. Os D.E. têm os salários mais altos, mas não podem ter outra fonte de renda. Geralmente, médicos e advogados e alguns engenheiros preferem 20h ou 40h para manterem consultórios e escritórios. Se ela for 20h, será possível entrar com um pedido circunstanciado pedindo a mudança para 40h (ou de 40h para D.E.), principalmente se esteve envolvida com a pósgraduação nos últimos anos e exibir expressiva publicação científica.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Camargoer.
Não acho absurdo um General em fim de carreira ganhar 30 mil.
É até razoável.
O absurdo é se aposentar ganhando isso, manter a integralidade e paridade e ainda deixar para a viúva.
Imagine um sujeito com 75, 80, ou 85 anos ganhando o mesmo que na ativa.
É impensável. Em nenhum lugar no mundo é assim.
Até no funcionalismo civil isso acabou.
A solução é para os novos que entrarem nas F.A. colocar o teto do INSS ou algo bem próximo disso.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Antonio. Concordo que a discussão é por ai mesmo. Todo sistema de previdência social precisa de ajustes periódicos. Felizmente, a população está vivendo mais e com qualidade, o que significa que elevar a idade de aposentadoria. Do mesmo modo, é possível retardar a entrada do jovem no mercado de trabalho aumentando o período de estudo/formação. O estabelecimento do teto tanto para o empregado pela CLT quanto para o servidor civil foi um grande avanço. Infelizmente, a flexibilização da CLT e o aumento do desemprego reduziram os recursos para a previdência. Por outro lado, existem diversos benefícios de um salario-mínimo… Read more »

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Perfeito Camargoer.
Essa panaceia de que a reforma da Previdência vai levar o País ao desenvolvimento só vai trazer mais empobrecimento para enormes parcelas da população.
Tem de atacar diversos ‘ralos’ como sonegação, fraudes diversas, gastos excessivos e inúteis e por aí.
Lembre da Reforma Trabalhista. Prometeram mundos e fundos e a situação só se agrava.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Antonio. Acho que o melhor exemplo foi o fim da CPMF. O argumento era que era um imposto em cascata que gerava inflação. Quando ela foi encerrada, os preços no varejo ficaram os mesmo, os valores foram incorporados no lucro e a Receita perdeu uma ferramenta eficiente para identifica sonegadores. A reforma trabalhista focou apenas em reduzir os custos para o empregador e a consequência foi a redução do emprego formal, impactando negativamente sobre a previdência e que irá gerar um custo futuro para o amparo social daqueles que foram levados á informalidade. O problema da previdência é mais… Read more »

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Bem lembrado.

Andre vedoze
Visitante
Andre vedoze

Nossa tanto sacrifício! Estudar e viajar sem nunca ter dado um tiro para valer!
Merece aposentadoria em dobro

Vovozao
Visitante
Vovozao

21/04/19 – domingo – bdia, isto mostra o quanto estão ganhando os militares. os reformados, os na reserva, as filhas ditas ” solteiras” que vivem com o mesmo homem a mais de 30 anos, tem filhos, e, recebem como solteira ( se isto não é união estável, não sei o que é????), não a cofre que resista e são somente 1 milhão de reformados/reserva/filhas de militares, já pensou se fossem mais, são 5 mil generais nas armas, mais que todos os generais americanos que são a maior FFAA, do ocidente?? Eta Brasil de berço esplêndido. Sempre cabe mais 1, enquanto… Read more »

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Pois é.

Nos Ministérios “civis” a ordem é: Reduzam 22% das despesas de custeio, não importa de onde seja. Será que pra fazer essa reestruturação da carreira dos militares, cobraram alguma contrapartida deles?? Adianta passar o orçamento pra 2% do PIB e, amanhã, as três forças lançarem editais novos de concursos?

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍
Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Outro ponto. Já começaram a julgar a fonte sem falar no conteúdo. A fonte é um lixo, mas estão mentindo?

Marcos
Visitante
Marcos

O bom é ver os milicos se mordendo nos comentários.

EB utilizando M114 da segunda guerra mundial, tanque de 1965
FAB utilizando caças F-5 e AMX-A1 que caiu e pegou fogo no hangar quase na mesma semana
Marinha utilizando navios com mais de 40 anos, mísseis defasados

É o BRASIL putênfia

Camargoer
Visitante

Caro Marcos. A reportagem menciona os investimentos feitos na compra do F39 e dos SBN. Em um post anterior, há uma longa lista de programas militares, a maioria deles iniciada em 2010. Uma descrição parcial geralmente não representa o todo, como na história dos cegos que tentaram descrever um elefante, cada um tateando uma parte do animal. Por exemplo, o EB opera o Astros 2020, a MB tem um submarino novo praticamente pronto, a FB receberá em breve o KC390 e o F39. Tanto a sua descrição quanto a minha não descrevem corretamente as forças armadas brasileiras.

Gabriel
Visitante
Gabriel

Antes que alguém reproduza as velhas bobagens de sempre. 1 – Os militares são um tipo de Agente Público com muito mais restrições que as outras categorias de Agente Público. A “Dedicação exclusiva”, sem direito a hora extra ou adicional noturno é um exemplo da situação. 2 – Se os direitos dos Militares fossem iguais as outras categorias de Agente Público, os salários seriam pelo menos o dobro e consequentemente os gastos com pagamento de pessoal. Assim o modelo atual é o mais barato. 3 – Varios ajustes já estão em execução, como por exemplo o aumento do efetivo temporário… Read more »

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

Ainda assim, nunca vi nenhum pais gastar mais do que 80% do orçamento apenas com pessoal, esse percentual é ridículo, independente de qual pais seja.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Sério que o pessoal quer criticar a matéria, só porque ela está mostrando a verdade?! A quantos anos vínhamos falando neste e em outros espaços este absurdo de gastos com pessoal, especialmente às pensões. Gastos estes que, em primeiro lugar, não deveriam estar na pasta da Defesa e segundo lugar, deveriam desvincular as correções dos soldos da ativa, com os valores dos da reserva. Motivo pelo qual os militares da ativa possuem baixos salários. Ah, por favor, não vem com este papo de FGTS, hora extra, etc… até porque não conheço ninguém do serviço público que os ganham. É lógico… Read more »

Camargoer
Visitante

Caro Wellington. Concordo com você que não faz sentido criticar a FSP, sendo que os dados são aqueles disponíveis nos canais oficiais. Contudo, discordo da ideia que retirando o valor dos inativos do MinDef mude alguma coisa. Por outro lado, você disse algo bastante correto. Há anos, as forças armadas têm uma doutrina de combate ao “inimigo interno”. Talvez essa seja uma das razões para o tipo de organização que parece não refletir o seu orçamento. Essa é de fato uma discussão muito boa e que nunca foi abordada aqui.

Gabriel
Visitante
Gabriel

Você deve saber que existem várias categorias de Agente Público, certo? Que os militares são apenas um categoria, certo? Que os militares são de um regime definido como dedicação exclusiva, certo? Que o horário do Militar não se resume a 8h diárias, certo? Que por exemplo, o Militar que cumpre o expediente diário e emenda depois no serviço de serviço 24 horas e depois novamente emenda no expediente diário, não recebe adicional noturno ou hora extra, certo? Assim amigo, é perfeitamente comprcompreensível que a questão das pensionistas seja revista, mas achar que Militar e outros Agentes Públicos são “iguais” é… Read more »

Camargoer
Visitante

Caro Gabriel. Todos concordamos que a carreira militar é diferenciada, assim como a dos professores/pesquisadores de universidades que contratados com dedicação exclusiva. Talvez um dos nós da questão do servidor militar sejam as polícias e bombeiros militares estaduais. Eu não posso concordar que um oficial da PM seja equivalente á um oficial do EB, FAB ou MB.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Camargoer

Os militares querem nos fazer acreditar que todas essas especificidades da carreira devem levar a uma aposentadoria integral.
E isso não tem nada a ver. Tanto é verdade que em nenhum país isso ocorre.
Dê alguns benefícios como assistência médica gartuita, descontos em Universidades, serviços e etc, mas a integralidade e paridade têm de acabar.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Antonio. Eu tenho pensando muito nisso mas preciso estudar mais o sistema previdenciário dos militares para não falar besteira, mas tenho a impressão que tanto o sistema previdenciário quanto o do poder judiciário apresentam distorções graves.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

O Judiciário, bem ou mal, já está limitado ao teto para os servidores mais novos.
Não lembro a partir de quando, mas a aposentadoria integral já acabou para eles.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá António. As aposentadorias dos funcionários do executivo federal são limitadas pelo mesmo teto do INSS desde a reforma feita pela Dilma.

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Gabriel, justamente. A carreira militar, assim como várias outras, possui suas peculiaridades. E essas peculiaridades estão previstas no edital, sendo de conhecimento do candidato que resolve escolher essa carreira. “Ah mas o militar não recebe FGTS, adicional noturno, insalubridade etc”. A imensa maioria dos servidores civis, que fazem jus, também não recebem. “Ah mas o militar emenda uma jornada ordinária atrás de outra extraordinária”. Primeiro, quem é esse “O MILITAR”? Sejamos sinceros, de um todo, uma pequena parcela passa por esse tipo de situação. Um exemplo são aqueles que trabalham embarcado. Beleza, para esses casos, que se criem mecanismos de… Read more »

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Gabriel, em momento algum eu coloquei que são iguais e sim de que este discurso de hora extra, FGTS, etc, não colo. Não é questão de não concordar que é preciso recompor os soldos dos da ativa, mas sim de que não faz sentido a manutenção da vinculação dos soldos da ativa, com os da reserva, ou às pensões, bem como a manutenção destes pagamentos no MD. A idéia aqui não é não pagá-los mais e sim fazer um clareamento à sociedade de que não gastamos 1,4% do PIB em Defesa. Só isto ajuda no discurso de mais recursos financeiros… Read more »

Jeff
Visitante
Jeff

Esse é um abacaxi cujo nenhum governo anterior teve coragem de descascar. Reforma da previdência é inevitável, doa a quem doer. Seremos obrigados a fazer e que seja da melhor forma possível. Ou a menos pior… Ou se corrigem as diferenças gritantes dos segurados e se cria um sistema sustentável, ou em pouco tempo não teremos nenhum recurso para investimento, seja qual área for. Direito adquirido? Tremenda bobagem, quando se cerceia o direito de muitos em benefício de alguns poucos. Tá na hora de colocar o dedo fundo nessa ferida, e pra fazer isso tem que ter coragem para enfrentar… Read more »

Bardini
Visitante
Bardini

Sabe o que é mais engraçado nisso tudo?
.
Um bando de marmanjos falando mal da Folha por trazer essa realidade a tona, só pq apoiam o sindicalista de farda, kkkk…

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

Sindicalista mesmo, ele mesmo falava que entrou na política para defender os interesses dos militares. Corporativismo no Brasil é um tumor maligno.

Marcos
Visitante
Marcos

“Se as Forças Armadas contassem com uma participação maior do PIB, e 2% é o volume considerado adequado para gastos conforme os padrões da Otan (aliança militar ocidental), haveria um maior aporte de recursos para projetos e a proporção de gasto com pessoal seria menor”, afirmou a pasta, em nota.

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk *respira* kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

“Exército faz licitação para comprar 2 toneladas de camarão, caviar e espumante”

Alguém lembra? kkkk

Gabriel
Visitante
Gabriel

Você sabe o que significa fazer licitação?

Marcos
Visitante
Marcos

Você sabe o que é caviar?
Nunca vi, nem comi
Eu só ouço falar ♪ ♪

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

É ruim pra diabo..

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Não entendi seu ponto Gabriel. “Você sabe o que significa fazer licitação”? Fazer licitação significa realizar um procedimento para selecionar a proposta mais vantajosa à Administração, para fornecer o seu objeto (no caso: “camarão, caviar e espumante”). Qual o seu ponto? Foi feita a licitação mas a empresa não foi contratada? Se foi feita uma licitação, com todos os seus gastos inerentes, é por que havia o interesse no objeto. Basta entrar no compras governamentais e verá que as forças armadas, assim como a maioria dos órgãos civis, licitam e contratam todo o tipo de besteira que imaginarem. É até… Read more »

Camargoer
Visitante
Camargoer

Marcos. O orçamento do MinDef é da ordem de R$ 100 bilhões, sendo R$ 75 bilhões para pagar o pessoal ativo e inativos. Considerando o preço de varejo (R$ 130,00), duas toneladas de camarão custariam entre R$ 20 mil e R$ 30 mil. Mesmo que o camarão fosse trocado por filé mignon (R$ 50,00 o kg), seriam economizados R$ 15 mil? umas 3 ou 4 horas de voo de um Helibras Esquilo, ou coisa parecida. Seria uma boa manchete de jornal, mas não impacta no orçamento do MinDef.

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Os caras querem valores níveis OTAN mas fingem esquecer que na OTAN recomendam 20% do orçamento pra aquisições.
Aumentar o gasto com essa estrutura é igual aumentar a pressão da água num cano estourado.

Bardini
Visitante
Bardini

“Os caras querem valores níveis OTAN mas fingem esquecer que na OTAN recomendam 20% do orçamento pra aquisições”
.
Isso aí é o que pega… 20% de investimento…

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Se 20% atualmente fosse pra equipamento nós teríamos forças armadas de verdade.

Bardini
Visitante
Bardini

Mais importante: teríamos uma indústria, maior quantidade de empregos, conhecimento sendo gerado em parceria com academia, maior motivação da tropa, que não estaria operando sucata ou refugo de rico e por aí vai…

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Então, eu prefiro a analise percentual do que a quantitativa. Na OTAN recomenda-se 20% em investimento de 2% do PIB em defesa. Gastamos 1,5% do PIB e gastamos 5/10% em investimento. O que esta errado?

Marcelo-SP
Visitante
Marcelo-SP

Se você levar a 2% do orçamento, mantendo efetivos e remuneração atuais, as aquisições ficariam acima dos 25%.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Marcelo. Atualmente, o orçamento militar do Brasil é da ordem de 1,5% do PIB. Para elevar para 2% seria necessário realocar R$ 30 bilhões no orçamento federal. Qual parte do orçamento seria prejudicado? No caso de uma elevação tributária, a prioridade seria a defesa ou a parte social (educação, saúde, saneamento)? O único modo de aumentar a receita absoluta do MinDef é por meio do crescimento do PIB, mas mantendo o atual nível de 1,5%.

João Adaime
Visitante
João Adaime

Prezado Camargoer
A PEC do teto de gastos estabeleceu que o orçamento público só poderá subir conforme a inflação pelos próximos 20 anos (prevê uma revisão aos 10 anos). Mesmo que o PIB cresça, a diferença a mais sobre a inflação não poderá ser incorporada no orçamento.
Este dinheiro a mais servirá para amortizar a dívida pública por exemplo. A propósito, o pagamento de juros sobre a dívida pública não obedece a este teto.
Como você disse, para dar mais para as FA, outros setores ganharão menos. Minha sugestão é tirar do legislativo e do judiciário.
Abraço

Renan
Visitante
Renan

Gasto real nas forças armadas previsto de 18 (13,3+9,8- 5,1= 18) bilhões reais = 4,56 bilhões de dólares, isso coloca o Brasil em qual posição no ranking mundial? Um investimento de 104,2 = 1,48% então 18 é igual a 0,25% do PIB. Pronto o país investe 0,25% do PIB em defesa e 1,23%em cabide de emprego. Gestão nota 1000 aos ministros da defesa e presidentes do país que alí passaram e permitiram tamanha desproporção. O soldado não tem culpa do sistema militar Culpado são os líderes da nação que permite isso acontecer e seus ministros. Por favor não diga que… Read more »

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Renan, os gastos militares brasileiros ficam entro 10 e 15 posição no mundo, geralmente empatando com a Austrália e Itália.

Renan
Visitante
Renan

Camargoer
Digo em relação a investimento e custeio, que é o que realmente agrega valor bélico a força.
Não no geral
Mas obrigado pela atenção

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Renan. Uns anos atrás, compareis os orçamentos militares do Japão, Austrália, Chile, EUA e acho que da Argentina… isso faz tempo… com o brasileiro. A maioria deles gasta algo em torno de 10 a 15% em investimento, 55 a 65% em pessoal e 15 a 20% em custeio. O orçamento brasileiro tem um gasto maior em pessoal e menor em custeio, mas é similar aos outros países em investimento. Todos incluem os inativos no orçamento militar. Os EUA gastam praticamente 50% do orçamento em custeio.

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Só que lá a porcentagem dos gastos com pessoal e menor.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Cristiano. Eu também tenho a mesma impressão que as forças armadas brasileiras gastam mais com pessoal e menos com custeio. Os investimentos são expressivos e proporcionais. Acho importante destacar que apenas uma parte pequena são compras de oportunidade ou compras de prateleira, talvez menos que 20%. Em comparação, os países da América Latina importam praticamente tudo.

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

Sempre sensacional ler esquerdista falando em redução de pessoal, quando no Governo do PT, o efetivo foi aumentado em 30mil pessoas, depois de 29 anos sem alterações.

http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2013-11-26/senado-aprova-aumento-de-efetivo-do-exercito-em-quase-30-mil-militares

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

O melhor é que hoje direita ou esquerda são conceitos que só dizem respeito a quem usa o termo em relação a gostarem ou não de outrem.
Mais legal ainda é “direita” defendendo aumento de gastos.

Alessandro
Visitante
Alessandro

só sabem criticar pela costas, mas fazer as devidas reformas e melhorar o orçamento, ficou só no discurso, agora querem dar lição de moral rsrs..

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Pode ate ser sensacionalista más dessa vez não mentiram.

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

Não disse que é mentira…

Só apontei a contradição..

Uma mídia e comentaristas esquerdistas, criticando um problema que foi agravado pela administração da esquerda.

Como se os problemas do Brasil e das FFAA tivessem começado em 01 de Janeiro de 2019.

Mig35
Visitante
Mig35

.

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

Pingou o pagamento ?

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Balela. Se os nossos gastos com pessoal da ativa não diminuirem, se tivermos 2 ou 4 porcento do PIB, vai continuar a ir 70/80 para pessoal. Ninca vi em 30 anos de vida as forças armadas falarem ou pensarem em redução de quadros.

Caio
Visitante
Caio

O problema das nossas forças não é o excesso de pessoal na ativa; é so comparar com outras nações em desenvolvimento.
O nosso é a falta de equipamentos que vai nos fazer falta, mais dias ou menos dias.

Alessandro
Visitante
Alessandro

Eu estou de pleno acordo que a reforma da previdência dos militares é patética e precisa ser revista, o Bolsonaro arregou ou melhor foi corporativista, mas vê esquerdista e insentão dar lição de moral é mais ridículo ainda, pq não reviram isso nos governos anteriores? Só sabe falar mal de milico pelas costas, mas quando foram governo tbm arregaram, a verdade é que ninguém da alta classe do funcionalismo público quer reforma alguma, pois diminuir seus benefícios drasticamente, e agora essa mesma gente que tem uma influência poderosa tá fazendo uma pressão enorme em um capitão do exército (capinador do… Read more »

Maurício.
Visitante
Maurício.

Nenhuma novidade, sempre foi assim e sempre será, por mais que alguns se esperneiam e tentem negar os fatos, os números são esses, alguns gostando ou não.

Atirador 33
Visitante
Atirador 33

O problema do funcionalismo público e orçamentário é a maldita estabilidade da carreira do concurso, não que eu seja contra a estabilidade, mas os servidores, deveriam ficar a disposição no estado para outras atribuições atendidas por suas formações. Outro ponto, sobra servidor público (folha) falta servidor (função). Se os brasileiros da iniciativa privada são considerados ineficientes pela educação precária, comparada a outros países, imaginem um servidor público que só executa o que a burocracia pede. Outro problema, para cargos de fiscais, como: receita, INSS e outros, tem que ganhar bem, para não ser, corrompidos, forças armadas pessoal excesso, universidades públicas,… Read more »

Camargoer
Visitante
Camargoer

Atirador. A estabilidade é a garantia que a burocracia continuará funcionando independente de qual partido estiver no governo, inclusive é a garantia que o funcionário público não será assediado ou pressionado para descumprir suas obrigações (já pensou um fiscal ou auditor da receita sem estabilidade?). Todas as instituições (empresas privadas ou órgãos públicos) que prestam serviço têm a maior parte de sua receita comprometida com pessoal, principalmente quando o pessoal for altamente especializado.

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

Já pensou em funcionário público ter que trabalhar direito, senão perde o emprego ?

Nossa…que horror…que crueldade

Funcionário público é piada pronta mesmo…

Tem que ser zoado até o fim do universo.

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

Eu prefiro privatização em massa e redução de serviços públicos, apesar que não descarto a ideia do fim da estabilidade. O fim da estabilidade não garante que os gestores irão contratar pessoas aptas para às funções, ao invés dos amiguinhos, parentes, cabos eleitorais e candidatos do partido que não foram eleitos. Tem serviço público demais no Brasil, acho ridícula a ideia de que governo tenha que ter bancos. Odeio ir à caixa econômica e ter quer labutar com aqueles caixas eletrônicos defeituosos que eles parecem que não fazem manutenção.

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

Nem em empresa privada em 100% das vezes contratam as pessoas certas para os cargos certos. Vai dizer que você nunca viu o amigo de alguém que manda sendo colocado em cargos que não tem qualificação.

Não vai ser na pública que farão isto.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Rodrigo; caso você tenha curiosidade sobre quando um funcionário público estável será demitido caso não trabalhe direito, sugiro o art.41 da CF88 e art.132 da Lei 8.112/90. Para uma análise mais sofisticada do papel do servidor público, sugiro o texto “A subjetividade do servidor público constituída na relação com o estado e a sociedade” do qual gostaria de destacar a citação “preconceito diz mais da pessoa que o exerce do que do daquela da qual é exercido”.

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

É velho..

Isto acontece todo dia..

Realmente as empresas públicas prezam pela qualidade de atendimento, por medo de perderem seus cargos.

Se liga cara…

Aqui não é o grêmio da sua Universidade.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Rodrigo. O fato de poucos servidores públicos serem demitidos é uma boa notícia, pois significa que a maioria deles são corretos e honestos.

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

Não velho…

Significa que o corporativismo come solto.

O dia que um funcionário público, for demitido facilmente como um da iniciativa privada, eu vou levar em consideração o seu discurso de grêmio estudantil.

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Rodrigo, você demonstra um completo desconhecimento de causa. Emite sua opinião sobre um todo baseado no que fica sabendo de um pouco. A Estabilidade é essencial para quem lida com o dinheiro público e quem exerce atividade de fiscalização/auditoria. Apenas para exemplificar, se José, chefe, quer que João, pregoeiro, desclassifique a empresa X, para que a empresa Y, de um amigo, seja a ganhadora da licitação, mesmo contra o processo licitatório, temos duas opções: “com estabilidade”: João se recusa a cumprir a ordem ilegal. “Sem estabilidade”: José demite João e contratar alguém que cumpra sua ordem. E esse tipo de… Read more »

Munhoz
Visitante
Munhoz

É muito simples, num hospital vc entra com um problema, o medico orienta que precisa passar num cardiologista, vc tem que ir até o posto de saúde para pegar um outro encaminhamento com outro médico para então passar por um cardio, dai se vc precisar de um exame o cardio vai pedir para vc passar por um cirurgião para pegar outro encaminhamento para fazer o exame e assim por diante, num pais europeu, vc sai da sala do primeiro medico e já vai para a sala do exame ! Nas nossas FA é a mesma coisa, ve se eles querem… Read more »

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Trabalho na saude pública. Diferente da europa um mdico aqui tem que atender 30 ou mais pacientes quando o recomendado e 15 pacientes por turno de trabalho. Na europa no mesmo plantão do hospital tem todos os especialistas trabalhando e todos os quipamentos funcionam.
E detalhe, muitos pacientes aqui vão no público quando tem plano de saúde e tiram vaga de quem não tem. Assim fica dificil.

Mercenário
Visitante
Mercenário

Difícil mesmo é ser atendido em uma questão de saúde em uma consulta de módicos 5 minutos.

Os profissionais de saúde estão entre os mais bem remunerados do país. Muitas vezes trabalham em consultório particular e agendam consultas com intervalos de 15 minutos, o que é, na maioria das vezes, inadequado para uma correta avaliação clínica. E atendem todo esse “volume” de pacientes para ganhar mais, não porque são obrigados.

Mig35
Visitante
Mig35

Eu quero mais que não invista nada nas FA. Castas e feudos. Quando eu servi não tinha nem papel higiênico no quartel. Era peixe, arroz e feijão aldente. Recebi farda usada, e antes que um sabichão de Play fale que era farda de instrução de rala e etc. Não. Recebi farda usada e fedorenta para lavar em casa. Pintava cerca, limpava cavalo, capinava e limpava banheiro. Fora que tinha que se cuidar porque furtavam tudo, toalha, meia, coturno, comprei um atalaia me furtaram kkkk! E os meus VT até hoje kkkk me descontavam e e eu não recebia kkkk. Dei… Read more »

rdx
Visitante
rdx

Triste realidade de um recruta do exército brasileiro.

M.@.K
Visitante
M.@.K

O sucateamento da esfera pública é apenas o reflexo do sucateamento de valores da sociedade brasileira, infelizmente.

Adriano Luchiari
Visitante
Adriano Luchiari

Por essas e outras eu defendo o fim do serviço militar obrigatório, redução dos efetivos das três Armas e profissionalização das tropas.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Adriano. O existência do serviço militar obrigatório não tem impacto algum sobre o perfil das forças armadas. Ano passado, foram selecionados 90 mil jovens de 1,7 milhão de alistados. As forças armadas têm 360 mil tropas, portanto 270 mil são profissionais que ingressaram de um modo ou de outro via concurso. Os que prestam serviço obrigatório recebem o R$ 976,00 de soldo (portanto cerca de R$ 1 bilhão por ano, ou 1% do orçamento do MInDef ,ou 1,3% do gasto com pessoal, ou 0,7% do gasto do governo federal com pessoal ativo, ou 3% dos gastos com pessoal ativo… Read more »

ADRIANO LUCHIARI
Visitante
ADRIANO LUCHIARI

Camargoer, você focou só nos conscritos. O serviço militar obrigatório abrange também os Tiros de Guerra onde, nas cidades que os têm, os atiradores só servem para fazer campanha do agasalho, contra a dengue, ordem unida e cantar o hino nacional, do exército e da infantaria. A cota de munição para atirar com fuzis dos anos 60/70 é rídícula, assim como o treinamento militar em si. As prefeituras são responsáveis pela manutenção dos TG e locação de casas para os subtenentes e sargentos. Eles poderiam estar guarnecendo pelotões de fronteira ou outras OM. Tudo dinheiro mal empregado, principalmente em tempos… Read more »

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Adriano. Bem lembrado. Eu encontrei o número de 90 mil convocados na pagina do MinDef, mas não esclarece se foram para infantaria ou tiro-de-guerra. Seria preciso uma pesquisa mais adequada ou talvez algum colega oficial do EB poderia responder. De qualquer modo, concordo que o TG perdeu sua função. Talvez os recursos usados pelos TG seriam melhor aproveitados no treinamento das tropas regulares.

Alexandre Pessoa
Visitante
Alexandre Pessoa

Exato, servi entre 1989/90 na PE e era a mesma coisa, serviço de capina e manutenção, material usado, poucos tiros e adestramento (só atirei mais porque era PIC/S2), feijão ralo com goiabada podre no rancho e filé com sorvete no cassino. E todos aqueles excessos sádicos de sargentos e oficiais despreparados, com direito a major que vendia muamba comprada em Miami e TC que assediava os soldados e escolhia os mais bonitinhos pra assessoria dele. Profissionalismo zero, em geral dos R2, tenentes e sargentos.

Cético
Visitante
Cético

O buraco orçamentário é de doer….
Mas o pior é ver praças afirmando que está tudo ótimo.
Que as decisões do EB são inquestionáveis. “Eles sabem mais do que nós!”
Que nosso equipamento é comparável ao que tem de melhor no mundo e adequado para nossas funções.
Que nossas OM são adequadas é suficientes para nossas ameaças.
Que “lutaremos com o que temos !”
Enfim….ufanismo de quem flex muita flexão e pouca reflexão!!

elton
Visitante
elton

e serio,uma vez um tenente disse que o FAL era um moderno fuzil kkkkk

rdx
Visitante
rdx

Muitos militares (oficiais e praças) não entendem nada de tecnologia militar, muito menos de táticas militares modernas. Evidentemente nenhum possui experiência de combate. A maioria vive num mundo de solenidades, serviços internos (guarda, faxina, serviços burocráticos, etc.) mexericos, leitura de manuais ultrapassados e manutenção de material bélico obsoleto. O pior de tudo é a arrogância de muitos oficiais…. e a incapacidade da maioria em aceitar críticas construtivas. Não é por acaso que muitos militares ainda se impressionam com rajadas de MAG com tripé, disparos de obuseiros M114 e roncos do motor do Leopard 1.

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

Isto é muito por falta de fator de comparação…

se os brasileiros tivessem acesso a armas modernas, o EB não ia aceitar um IA2.

rdx
Visitante
rdx

Nem fala nos lixos projetados pela Imbel. O EB gastou milhões e provavelmente 03 décadas para desenvolver o substituto do FAL. Mas e daí? demorou, foi caro e tem qualidade duvidosa mas é brasileiro!!!! A pragmática França, por exemplo, preferiu comprar a licença para produzir o formidável HK416. Lembrando que ele está substituindo um fuzil genuinamente francês, o Famas. Ufanismo barato não combina com pragmatismo.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Sou crítico ao IA-2, pelo o que já ouvi de alguns amigos da FNS (que operaram o bicho), mas também já soube de algumas melhorias, mesmo que pontuais. Vale lembrar a ineficiência da própria IMBEL como indústria. Mas com relação a opção francesa pelo fuzil alemão, também há uma questão comercial/geopolítica em jogo, ou seja, uma via de mão dupla, os franceses adotam equipamentos alemãs, os alemães adotam equipamentos franceses.
Essa integração tem se intensificado de um tempo para cá. Até proposta de chassis de Leopard com torre de Leclerc (ou vice versa) surgiu.

Elton
Visitante
Elton

E verdade ,trocou uma Kombi 1964 por outra Kombi 2008 e acha que tá rodando de Splinter

Dodo
Visitante
Dodo

Rodrigo, você já é conhecido por ser um depreciado de tudo e qualquer coisa que vem da indústria nacional, mesmo quando essa coisa é de qualidade comprovada. Entao de uma vez por todas, cala a sua boquinha e para de falar besteira que vc já está superando o limite de falar besteira

Elton
Visitante
Elton

Mas ele não falou nenhuma besteira,quanto ao IA2 nos diga quantos foram vendidos para exportação isso sem falar no PREÇO porque o que o EB está pagando dava de comprar coisa muito melhor lá fora ou até mesmo permissão de fabricação local assim como foi feito lá atrás com o FAL que na década de 1950 era uma arma moderna e inovadora mas agora é obsoleto assim como a estrutura previdenciária, doutrinatoria e operacional das forças armadas.

bjj
Visitante
bjj

Esse negócio de achar que tudo o que contraria suas convicções é “fake news” já está ficando chato. Acha que é “fake”? Os dados são públicos, vai lá e prova, com as devidas fontes, que de fato é fake. Acusar por acusar não adianta nada. No mais, nada de novidade O orçamento da defesa é um dos maiores e mesmo assim o dinheiro nunca é o suficiente. Os fuzileiros, por exemplo, em que pese achar um das poucas coisas boas que temos, me parecem superdimensionados. O efetivo do nosso corpo de fuzileiros navais é mais que o dobro dos britânicos… Read more »

José ROBERTO
Visitante
José ROBERTO

Solução: invista em equipamentos e coloquem o repórter que fez a matéria para operar…

DaGuerra
Visitante
DaGuerra

A “folha” preocupada com investimento nas FFAA??

Diego
Visitante
Diego

Complicado, também acho que devia ter menos gasto com pessoal e mais com equipamentos. Mas pensa.. Esse dinheiro que vai para as tropas empregam trabalhadores e retornam para o comércio local onde vivem. Se gastássemos em equipamentos iriamos estar enriquecendo algum país exportador de armas. Os anos passam equipamentos ficam velhos e ultrapassados, logo tem de se comprar mais.
Conclusão se for pra gastar dinheiro em equipamentos militares gastar em produtos nacionais para fomentar a indústria, (e para em caso de guerra não ficar dependente de outros) jamais em produtos estrangeiros.

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

A legislação praticamente impõe a compra do similar nacional e nem por isto a maioria do que se faz aqui tem qualidade.

Justamente o inverso, se você não precisa concorrer para que investir ?

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Se for pensar assim, acaba com tudove cria o bolsão familia.

Agnelo
Visitante
Agnelo

Só fazem alarde e com uma análise sem um palmo de profundidade… Óbvio q houve mais gastos com pessoal!!! Fora as operações e exercícios de sempre, a Bda Inf Pqdt, a 9ª Bda Inf Mtz, a AD/1 e as OMDS do CML estiveram full time em operações. Soma-se um Gpt Op FN e um Btl FAB. Além disso, 1 Btl da 11ª, 1 da 12ª e 1 da 4ª. Full time em operação no RJ. Mais uma Bda de algum ponto do Brasil na Aj Hum em RR. Segundo ponto, com o corte de $$, vai investir??? Se o resultado… Read more »

Foxtrot
Visitante
Foxtrot

Pois é, e querem mais investimentos para isso?
Enquanto não transformarem nossas FAAs em forças militares puramente profissionais, enxutas, modernas, não vai adiantar nada exigirem investimentos.
Teremos sempre forças ultrapassadas, comandadas por oficiais ultrapassados e que não querem largar “o osso” da mordomia, super faturadas e infladas e com orçamento pessimamente dimensionados e administrados.
E para piorar o que já é muito ruim, estão equipando essas forças só com insumos importados, mesmo havendo semelhante ou até melhor no país.
Durma se com um barulho desses!

Cavalo-do-Cão
Visitante
Cavalo-do-Cão

Sem esgoto, sem estradas, sem portos, sem ferrovias; sem educação, sem saúde, sem paz; sem estabilidade, sem soberania, sem segurança, sem futuro: braziu..!!..!…

Dodo
Visitante
Dodo

Irmão, acho que esse foi o comentário mais inútil, mais tiozão de wpp, mais sem argumentacao logica, mais G1 que eu já encontrei nesse site….

Cavalo-do-Cão
Visitante
Cavalo-do-Cão

Obrigado pelas palavras de incentivo querido Dodo…pessoas como vc e o camargoer me trazem motivação para me empenhar cada vez mais em minhas postagens por aqui…

M.@.K
Visitante
M.@.K

“Si vis pacem, para bellum”…

willhorv
Visitante
willhorv

É um absurdo!!!
Desculpem militares…..o cabidão está acabando com tudo!

Jota Ká
Visitante
Jota Ká

Quem disse que o Brasil precisa gastar 2% do Pib para imitar a Otan?
Tão longe da Rússia, Oriente Médio e África do Norte e tão próximo do PCC, cv,3 c, milícia do Queiroz etc … melhor 1% para a defesa e mais 1% para as polícias.
E 1% é mais ou menos 80 bilhões. Ou seja, Vai tudo para pagar pessoal ativo inativo e pensionistas. Logo, está claro que há problema de inchaço de pessoal e privilégios nas ffaa.

A atenção : se o pl de reestruturação passar, o gasto com vencimentos e gratificações vai aumentar.

Mattos
Visitante
Mattos

Olha a Rússia e a China plantada na Vezeruela. Precisamos de FFAA potentes.

Marcelo-SP
Visitante
Marcelo-SP

Não tenho procuração para defender os militares, mas me parece equivocado pensar que a ineficiência, o corporativismo e o excesso de pessoal seja algo que afete apenas os fardados no estado brasileiro. Aliás, acho que afeta mais ainda os ministérios civis. Trata-se de uma doença da qual ainda não nos libertamos. A senhoragem cobrada da sociedade pelos agentes do estado é historicamente gigantesca no Brasil. Basta ver as universidades federais e estaduais. Todas estão sufocadas pelo gigantismo do custo de pessoal, com sua infra-estrutura virando sucata rapidamente. E não vejo ninguém mandando diminuir o quadro de docentes e funcionários. Mas… Read more »

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Marcelo. É comum compararmos os gastos entre países para tentar encontrar distorções e desvios. O orçamento militar brasileiro é da ordem de 1,5% do PIB, o que é compatível com um país localizado em uma região estável e que sofra de ameaças. O Brasil gasta cerca de 10% de seu orçamento militar em investimento, o que é a média mundial. Contudo, usa mais de 75% do orçamento para pagar pessoal ativo/inativo, enquanto a maioria dos países gasta ente 55 e 65% com pessoal (encontramos uma distorção). Sobre a educação, o Brasil tem cerca de 34 milhões de estudantes no… Read more »

Dr. Mundico
Visitante
Dr. Mundico

Até onde sei, Brasil e Portugal são os países com o maior número de generais (em seus diversos escalonamentos) em relação ao número de soldados. É o caso de dizer “muito cacique para pouco índio”.

Adriano Luchiari
Visitante
Adriano Luchiari

Temos mais oficiais generais nas três Armas do que as forças armadas alemãs na 2ª Grande Guerra…

Gabriel
Visitante
Gabriel

Bom dia. Claro que notícias da área econômica e política são interessantes e motivam longas e acaloradas discussões. Mas fica aqui minha sugestão de pautas para novas reportagens, particularmente vinculadas ao EB, que iriam proporcionar, a quem acompanha o Blog, mais conhecimento na área. Durante o ano todo, vários setores do EB trabalham diretamente com o viés operacional e, na minha visão, merecem destaque: – Bda de Op Especial – Bda Pqdt – Bdas de Selva – Bdas Bld – Bda Inf Mec – trabalho realizado nos PEF – trabalho realizado pelos BEC – simulação de combate no EB –… Read more »

Vovozao
Visitante
Vovozao

22/04/19 – segunda-feira, bdia, GABRIEL, você inaltecendo o EB, mostrando realizações militares??? Acho que você postou no lugar errado, eu vejo adestramento como OBRIGAÇÃO, e não REALIZAÇÃO, se não houvesse estas realizações o EB, ficaria fazendo o que??? Dormindo e comendo nos quartéis, entenda primeiro que são deveres, estarem sempre adestrados pois “” poderão”” ser necessários. SDS.

Gabriel
Visitante
Gabriel

As reportagens que sugeri foram justamente para o público que você se enquadra, que adora opinar sobre o Exército sem conhecimento.
Talvez com mais conhecimento as opiniões estejam subsidiadas com informações confiáveis e coerentes.

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

E tem gente que diz que não gastamos tanto com pessoal…

Por favor, se tiver um pais dentre as 10 maiores potencias militares que gasta mais de 60% do orçamento apenas com pessoal, eu gostaria de descobrir porque eu nunca vi.

João Batista
Visitante
João Batista

Na minha modesta opinião, Dentro da estrutura do ministério da defesa e das três forças – Exército, Marinha e Aeronáutica, militar é na tropa. O caminho lógico é você ter UMA folha de pagamentos, UM sistema de saúde, UM “setor” de compras, e por aí vai. Além disso, todas as atividades de “escritório”, ou seja , as atividades que toda empresa tem, deveriam ser cumpridas por pessoal CLT. Gastamos uma fábula para formar e treinar um sargento, para ele ficar sentado na frente de um computador atendendo a burocracia do quartel. Outra coisa. O VERDADEIRO orçamento das forças armadas é… Read more »

ue
Visitante

Imaginem depois da composição salarial que se encontra no Congresso Nacional, no mínimo irá dobrar o gasto com salários. Investimento caírá para zero.
Aliás uma vergonha o que fizeram com o projeto de Aposentadoria dos Militares, desfiguram-no todo, e economia será nenhuma. Prometia economia de R$ 100 bi em 10 anos, ou ou seja R$10 bi p/ ano, foi reduzido a R$ 900 milhões por ano. Só R$ 9 Bi economizados em dez anos.

Ivaldo
Visitante
Ivaldo

A manchete deveria ser RETROCESSO NA DEFESA!
Mas isso já estava previsto a 2 anos atrás com a “pec dos gastos” que congelou investimentos por 20 anos.

Romp
Visitante
Romp

E ainda querem gastar mais 86 bilhões de Reais em 10 anos para planos e carreiras dos Militares. Alguém me explica isso ?

IBIZ
Visitante
IBIZ

Ou seja; nossas forças armadas seguem a mesma logica de “funcionamento” das outras instituições publicas: inchadas, custam caro demais e pouco ou nada eficientes. E agora que os militares estão integrando o governo muito mais luz será jogado as três instituições; será que vamos gostar do que vai aparecer?

paulo sérgio
Visitante
paulo sérgio

investir 2% pra que? num país em que o exército é considerada a principal arma, mas 95% de nosso comércio é pelo mar, não vai mudar investimento tão cedo. defensores de um orçamento maior pregarão no deserto, serão adquiridos armamento pesado num continente onde os vizinhos estão de pires na mão e não há nenhuma justificativa para se ter tanques, M198, M109. mas ninguém muda a retórica de que precisamos é de uma marinha de peso, bem equipada. depois vem a força aérea e, por último, o EB. mas tocar nisso é um sacrilégio. imagina só? o marinha ser a… Read more »

Oiseau de Proie
Visitante
Oiseau de Proie

O Brasil nunca será um país avançado, soberano e independente enquanto as FA’s deste país atuarem como capitães do mato dos estadunidenses…Precisamos de uma FA’s com valores nacionalistas mas não nacionalista de cantar hino, mas de defender nossos recursos e interesses, um sistema de inteligência eficaz que rastreasse e punisse os entreguistas como lesa-pátria e que o chefe da nação fosse o chefe desta inteligência e do exército para evitar que os entreguistas tomem conta e deem um impeachment no presidente sob suposta acusação de corrupção como fizeram com Vargas…A única salvação para este pais é o Nacionalismo Castilhista..!!..!..

Mattos
Visitante
Mattos

Tá cheio de comuna neste site. Realmente o cancêr se espalhou e virou metastase.

Cavalo-do-Cão
Visitante
Cavalo-do-Cão

Precisamos de povo nacionalista e não só de um governo assim, pois com esse povo dividido derruba na hora o governo…

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Cavalo. Fiquei pensando no que seria um povo nacionalista. Lembrei da Alemanha nazista, do Império Japonês. Também pensei nos soviéticos durante a II Guerra e nas multidões comemorando o começo da I Guerra. Pensei na Revolução Francesa. Pensei na população do Vietnam travando uma guerra de 30 anos, primeiro contra os franceses e depois contra os EUA. Só consegui pensar em um povo nacionalista em um contexto de guerra e quase sempre terminando em catástrofe.

Adriano Luchiari
Visitante
Adriano Luchiari

Discordo, povo nacionalista é xenófobo. Precisamos, sim de verdadeiros patriotas, seja povo ou governante, que ajam pelo bem da Nação!

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Adriano. Um das causas da I Guerra era o sentimento nacionalista-militarista de muitos regimes europeus. Acredito que apenas uma nação que tenha os valores democráticos terá condições de evitar os excessos (xenofobismo, violência contra a mulher e crianças, exclusão social, etc). O sentimento de apego nacional surge naturalmente em uma nação democrática. Contudo, parece muito mais fácil despertar sentimentos nacionalistas e patrióticos (que levam um país a uma catástrofe histórica) do que valores democráticos que servirão como freio aos desmandos de tiranos e títeres.

Oiseau de Proie
Visitante
Oiseau de Proie

Tem gente que ainda acha que o nazismo foi o mais horroroso dos fenômenos políticos do século XX…tão virulento e contagioso como injustificável…mas o que o nazismo pretendia fazer com judeus, ciganos, negros e homossexuais os marxistas que veneram até hoje monstros como Stálin e Che Guevara pretendiam e ainda articulam fazer em todos os países do mundo com todas as pessoas, de todas as raças e línguas…e o fizeram com mais de 150 milhões de pessoas assassinadas das formas mais infames na vigência do marxismo em países como URSS, China, Coréia do Norte, Vietnã, Camboja, Cuba, etc… Tudo que… Read more »

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Colega, O fato de um regime ser menos sanguinário que outro não o exime. O regime nazista assassinou cerca de 6 milhões de judeus, 7 milhões de civis soviéticos, 3 milhões de prisioneiros de guerra, e mais 1,8 milhões de civis e prisioneiros de outras nacionalidades, ciganos, homossexuais, e prisioneiros políticos. Portanto, o regime nazista assassinou entre 17 e 18 milhões de pessoas. A ditadura de Pinochet assassinou cerca de 3 mil pessoas e a ditadura brasileira cerca de 450. Nenhuma pessoa sensata irá defender Pinochet comparando-o a Hitler ou comparando-o aos 64 mil assassinatos que ocorrem no Brasil… Read more »

Oiseau de Proie
Visitante
Oiseau de Proie

Como sempre os militantes marxistas quando não pode negar faz pouco caso da gravidade dos crimes que seus pares cometem…Falam bonito, falam muito e não dizem nada…mas principalmente não se colocam nunca contra o mal!…

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Oiseau. Tanto Adorno quanto Arendt defendiam que a resistência ao fascismo e ao autoritarismo ocorre por meio da resistência individual ao poder cego dos coletivos. Portanto, o combate contra o mal, como você diz, pode ser caracterizado pela violação dos direitos humanos pela violência e barbárie dos fenômenos de massa. Como a argumentação racional demanda igualdade, o autoritarismo e tirania aparecem pela imposição pela força de uma hierarquia ilegítima. Portanto, a democracia não tolera qualquer violação dos direitos humanos.

Dodo
Visitante
Dodo

Exatamente Mattos, e você mais percebe isso quando aparece uma matéria(bastante questionável e provinda de uma fonte de qualidade duvidosa diga-se de passagem), em que se fala mal das forcas armadas…. o que está acontecendo com esse blog ?

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Dodo. Os números são públicos e estão disponíveis tanto na página do Senado quanto pelo Portal da Transparência. São praticamente os mesmos números que nos sempre discutimos aqui.

Elton
Visitante
Elton

Acredito que todos que frequentam esse blog sejam brasileiros nacionalistas que querem que um dia tenhamos forças armadas condizente com nossa importância e potencial mas isso não deve nos impedir de enxergar as graves deficiências e erros de gestão dos comandantes que em parte acabam contribuindo para o sucateamento e perda de capacidade operacional das nossas forças militares.

Jefferson
Visitante
Jefferson

É uma vergonha, é muita gente enriquecendo com dinheiro publico sem a contraprestação por isso! Nem as potencias que tem exército em várias frentes gastam proporcional ao que o hue gasta com pessoal!!!
Pior é falar que não tem rombo, o exército é apenas um reflexo do estado brasileiro, inchado, ineficiente e de castas. Muita gente mamando e não produzindo de acordo com o salário que recebe!