Home Asas Rotativas Ka-52M, versão modernizada do Alligator, será lançada em 2022

Ka-52M, versão modernizada do Alligator, será lançada em 2022

4536
75
Helicóptero de ataque Ka-52 Alligator

Em 2020, o Ministério da Defesa da Rússia planeja concluir um contrato para a compra de 114 helicópteros de combate Ka-52M atualizados, disse o chefe adjunto do Departamento Militar Alexei Krivoruchko, durante uma visita à fábrica de aeronaves Progress em Primorsky Krai.

Uma nova versão do helicóptero de ataque Ka-52 Alligator, atualizado de acordo com a experiência na Síria, será lançada em 2022.

Por sua vez, Andrei Boginsky disse aos repórteres que o Alligator atualizado receberá novos sistemas de fornecimento de energia e detecção de alvos. Além disso, após os resultados do uso do Ka-52 na operação na Síria, o Ministério da Defesa exigiu o aumento da segurança do helicóptero.

Além disso, Alexei Krivoruchko disse que a fábrica está agora executando um contrato do governo para o fornecimento de helicópteros de reconhecimento e ataque Ka-52.

FONTE: Ministério da Defesa da Rússia

Ka-52
Ka-52

Rússia vai modernizar helicópteros de combate Ka-52

Os militares russos pretendem adquirir mais de 100 helicópteros de ataque Ka-52 recentemente atualizados nos próximos anos.

A Russian Helicopters, produtora estatal de helicópteros, anunciou em um comunicado de imprensa em 28 de maio de 2019, que está modernizando o Ka-52 em uma nova versão – Ka-52M – que será produzido em quantidades consideráveis ​​no futuro. Em um comunicado, o CEO da Russian Helicopters, Andrey Boginsky, disse: “Estamos trabalhando para aumentar ainda mais o alcance de detecção e identificação de alvos e, correspondentemente, para aumentar as capacidades de empregar armas contra alvos terrestres e aéreos”.

Os Ka-52Ms receberão novos equipamentos eletrônicos a bordo, além de outras melhorias. Boginsky observou: “Além disso, em cooperação com outras empresas, estamos trabalhando na questão de aumentar a proteção blindada do helicóptero e renovar seu sistema de fornecimento de energia. A segunda tarefa é padronizar as armas lançadas pelo ar com nossos outros helicópteros da família Mi”.

Os esforços de modernização devem ser concluídos nos próximos três anos.

Separadamente, o vice-ministro da Defesa, Alexei Krivoruchko, indicou que até 114 helicópteros Ka-52Ms devem ser comprados sob um contrato que pode ser assinado no ano que vem. Ele acrescentou que as melhorias decorreram em parte da experiência russa na Síria, onde Moscou está apoiando o governo do presidente Bashar al-Assad contra grupos insurgentes. O Exército Russo foi enviado para a Síria em 2015 e fez uso extensivo do poder aéreo, incluindo helicópteros, em suas operações.

Um Ka-52 caiu na Síria em maio de 2018, resultando na morte de ambos os pilotos. O Ministério da Defesa indicou que um problema técnico com o helicóptero pode ter sido responsável pelo acidente.

À medida que o trabalho de atualização avança, os militares russos continuam a receber o modelo básico Ka-52. O vice-ministro da Defesa comentou: “Hoje, a fábrica está cumprindo um contrato de longo prazo para a entrega de helicópteros de reconhecimento e ataque Ka-52. Até 2022, esperamos obter mais 30 helicópteros, incluindo oito helicópteros até o final deste ano. ”Ele fez a declaração durante uma visita à Progress Aviation Enterprise, uma subsidiária da Russian Helicopters que fabrica o Ka-52.

FONTE: Forecast International

75
Deixe um comentário

avatar
18 Comment threads
57 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
40 Comment authors
rui mendesSardaukaRWalfrido StrobelBeserra(FN)CESAR ANTONIO FERREIRA Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Máquina fantástica ,único helicóptero com sistema de ejeção no mundo. A baba chega a escorrer pela boca!!!rs

RENAN
Visitante
RENAN

Nem preciso falar mais nada, apenas desejar isto ou algo superior para o Brasil.
Gostaria de ver uns 50 aqui.
Muita capacidade

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Eles tem pouca função no nosso contexto, no sul não temos mais a Argentina como ameaça blindada e no norte o MI-35 te muito mais utilidade, este sim poderia ter um incremento!

Heinz Guderian
Visitante
Heinz Guderian

Como se dá essa ejeção amigo? as helices num cortariam os pilotos n? Abs

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

Pelo que eu lí, tem mini explosivos nas hélices. Quando o piloto aciona a ejeção, esses mini-explosivos jogam pra longes as pás das hélices, permitindo um “caminho livre” pro asseto ejetor ser lançado pra cima. Me pergunto porque nenhum outro heli ocidental tem esse sistema.
Se eu estiver errado, me corrijam.

Heinz Guderian
Visitante
Heinz Guderian

Obrigado por esclarecer

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Wilber, ele realmente tem explosivos na base das pás dor rotores, mas não tem assento ejetável como conhecemos, tem um extrator de assento, um foguete que é lançado e puxa o piloto para fora do helicopteto.
Veja esta ilustração. Este sistema foi criado pelos EUA nos anos 50 e não vingou porque não funciona a altas velocidades dos caças, mas é bom em helicopteros e foi adotado pela Rússia.
. https://m.youtube.com/watch?v=aC7Gr8oOQnE

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Na verdade um extrator do piloto acima. O K-37-800 rocket-assisted ejection system.
. http://www.ejectionsite.com/k37seat.htm

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

O K-37-800 russo é badeado no Stanley YANKEE Extraction System usado no Douglas A-1 Skyraider que não se mostrou bom nos caças mais rápidos, mas serve para helicopteros.
. https://m.youtube.com/watch?v=8Yw8g1Soigk

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

meu caro, são 2!!! Assim como escorre quando vejo o su-35 ou o f15! Acho o Gripen um excelente caça, mas não ponho todos os ovos numa cesta apenas, como recomendava minha avó. Um lote deste brinquedinho aí ou do apache, assim como os su35 ou f15, iam cair muito bem na calha norte. abraços

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

Apache é muito caro pra gente. O Tio Sam tava fazendo um saldão de AH-1Z Viper via FMS que seria perfeito pro Brasil.

RENAN
Visitante
RENAN

Willber o difícil é que se trata de usado, imagina o cheiro de helicóptero novo como a moral aumenta, igual quando o cara vai na concessionária para perguntar uma informação e sai de carro zero de 100 mil reais para pagar em 82 vezes.
Deve ser bom poder receber helicóptero novo.

Lógico que para que está a pé o usado é um baita aumento de capacidade.
Abraço

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

“Willber o difícil é que se trata de usado”
O difícil mesmo é que não temos grana pra algo novo.
Concordo contigo sobre a analogia do carro novo, mas simplesmente “no hay plata” pra isso.
Então, se essas células de AH-1Z Viper estiverem em bom estado e a modernização estiver “em conta”, porque não comprá-los?

francisco
Visitante
francisco

Grana o Brasil tem, pois é um pais mais rico do que a Russia (basta comparar o PIB dos dois). Essa “estorinha” da falta de dinheiro é somente para justificar conformismo com o status quo.
A diferença entre Brasil e Russia é que o primeiro optou, desde o golpe de 1889, em ser um pais vassalo, enquanto que a Russia defende com unhas e dentes a sua soberania (eles são nacionalistas ao contrario dos cucarachas brasileiros).

Leo Rezende
Visitante
Leo Rezende

A versão disponibilizada era a “W” , e não a “Z”.

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

Que pelo jeito não funciona já que um caiu na Síria e o piloto morreu na queda

Brunow Basillio
Visitante

Se for assim piloto de caça também não era para morrer, todos era para ejetar….

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

“Não, não pode, que absurdo, não presta, não tem pós-venda, blá-blá-blá, mimimi”

Assinado: Carlos Alberto Soares, HMS Tireless, Flanker, etc. etc.

Sagaz
Visitante
Sagaz

Eu imagino uma estatal russa fabricante de helicópteros… Como deve ser a eficiência, principalmente financeira

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

Entre ele e o Apache, não sei qual dos dois tem mais cara de imponente. É uma máquina belíssima.

Brunow Basillio
Visitante

Acho o Apache mais “encorpado”, mas este Ka-52 e fora de sério…

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

Particularmente, acho o Apache com mais cara de “elegante”, e o Ka-52 com cara de “bruto”

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

Apache é mais imponente

groosp
Visitante
groosp

O Ka-52 tem cara de A-6 Intruder 😉

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

Concordo

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Brutalidade total. Numa boa.

Renato B.
Visitante
Renato B.

Como foi o desempenho dele na Síria? Essa imagem das modernizações é a mesma de uma matéria de 2017, quando os egípcios receberam ele. Por sinal, os egípcios estão satisfeitos? No mais, essa alterações me parecem ter foco em aumentar a sobrevivência.

Se bem me lembro da guerra do Iraque, os americanos viram em primeira mão como o ambiente urbano pode ser perigoso para helicópteros, especialmente num certo ataque em Karbala.

Bardini
Visitante
Bardini

Os egípcios estão tão felizes que compraram mais Apache…

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Evidente, pois seria um escárnio os egípcios usarem o dinheiro da ajuda militar americana para comprar material russo.

Bardini
Visitante
Bardini

Prova que foi comprado com dinheiro americano…
.
Não consegue

Doug385
Visitante
Doug385

Por lá rola muito dinheiro saudita, mas americano desconheço. Ainda mais depois da primavera árabe.

Renato B.
Visitante
Renato B.

Verdade, que eu me lembre os Rafales e o Mistral vieram de financiamento saudita.

ScudB
Visitante
ScudB

Bom , tem Google..
Tags : american military aid for Egypt apache
Quem achar primeiro – fala para gente!

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

Os dois vasos da classe Mistral que foram adquiridos pelo Egito, bem como os helicópteros que vão equipá-los (Ka-52), foram adquiridos mediante a um financiamento disponibilizado pela Arábia Saudita.

Brunow Basillio
Visitante

10 Apaches x 46 Ka-52 K …
Aliás a compra dos Apaches não tem nada a ver com os Ka-52, pois estes foram comprados para operar embarcados no Mistral, enquanto que os 10 Apaches vão ser operados baseados em terra…
Por falar nos Ka-52K egípcios, oficialmente eles entraram em serviço esta semana, segundo a mídia Egípcia..

Renato B.
Visitante
Renato B.

Mas convenhamos vai ser muito legal ouvir o que os egípcios vão dizer daqui a algum tempo. Se tem alguém vai ter autoridade para comparar esses dois helicópteros serão os militares egípcios.

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

O Egito opera o AH-64 e está repondo perdas operacionais.

Os Ka-52 devem operar embarcados, conforme disseste.

Renato B.
Visitante
Renato B.

Bardini, os egípcios tem um razoável histórico com o Apache, desde 1995 e em 2009 foram para a versão “D”. Sem dúvida o Apache é um projeto muito mais maduro. Será que eles foram entubados para comprar o Kamov? Se isso for verdade quem fez isso aqueles amigões dos americanos, os sauditas. Talvez seja um experimento egípcio, mas a quantidade de Kamov’s não sugere isso. Talvez estejam pensam numa abordagem indiana para o assunto. O que levanta uma questão: os americanos querem melar a entrega do F-35 para os turcos devido à compra do S-400 russo. Mas estão de boa… Read more »

Rustam
Visitante
Rustam

Bardini
Os egípcios estão tão felizes que compraram mais Apache…
——–

You read more Ukrainian sites such as Defense Blog

In Egypt, the Ka-52 is doing well and all 46 helicopters are working in the country, so a contract is being prepared for the supply of the Ka-52K marine version for the UDC of the Mistral type

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

Os egípcios estão satisfeitos com o Ka-52.
Houve uma reposição de perdas operacionais no que tange ao AH-64.

Repercutir um site (Defense Blog) editado por um ucraniano ressentido não costuma dar em boa coisa…

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

único produto de defesa da rússia que é feio e parece uma enorme gambiarra, deviam passar na mão da sukhoi para sair mais bonitinho

Pampapoker
Visitante
Pampapoker

Uma coisa eu sei, o apache longbow não precisa se expor totalmente para fazer a designação do alvo, pode ficar “espiando” atrás do terreno, em compensação…

paulop
Visitante
paulop

Eram esses helicópteros russos que a FAB deveria ter pleiteado para compra, ao invés dos MI. Faltou bater o pé e evitar as politicagens…
Abraço

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Esse helicootero e puro de ataque, o MIL MI 35 e um helicoptero projetado para o transporte e desembarque de forças especiais no campo de batalha. E para ser um UH 60 misturado com um Cobra.

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Na verdade é pra ser um Mi-17 misturado com um Mi-28. 😉

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Que bobagem, o MI-35 tem muito mais funções e fornece uma bela capacidade de fogo tbm, o MI-35 caiu como uma luva no contexto amazônico!

Rustam
Visitante
Rustam

Carlos Gallani
Que bobagem, o MI-35 tem muito mais funções e fornece uma bela capacidade de fogo tbm, o MI-35 caiu como uma luva no contexto amazônico!
—–

Not the Mi-35, but the Mi-35M are different helicopters!

The Brazilian Air Force has a Mi-35M. It’s time to know this for so many years!

Marcos Cooper
Visitante
Marcos Cooper

Obrigado, mas não! Guarde pra vocês.

Rustam
Visitante
Rustam

Marcos Cooper
__

Go to the carnival or school boy and do not bother to talk to adults uncle!

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

E o que falei. A doutrina ocidental era um Helicoptero de transporte armado no máximo com metralhadora lateral e um de ataque para cobertura mais pesada.
A doutrina Russa era um Helicoptero blindado, pesadamente armado e com capacidade de transportar uma equipe de operações especiais.
Serve para ataque contra blindados? Claro que serve más ai ate um esquilo armado com misseis serve.

GFC_RJ
Visitante
GFC_RJ

Curto muito!!!

Bille.
Visitante
Bille.

Buenas.

Se o russo aceitasse uma consultoria de projeto pra deixar as coisas mais ergonômicas, preparasse seus equipamentos para revisões mais efetivas e menos “joga tudo fora e compra novo”, adequasse publicações ao mundo atual da aviação, a venda ia ser fantástica.

Nisso o 28Gav presenteou o pessoal da vodca. Se esse conhecimento foi utilizado lá, a modernização deve ter ficado excelente.

A logística é ruim. Os manuais também. A ergonomia complexa.

Mas arrebenta quando o assunto é descarregar munição no objetivo.

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Bille, alguma novidade sobre a possível aquizição de misseis ATGM para equipar os esquilos/fennec do EB???

Bille
Visitante
Bille

Tomcat,
Não tenho visto conversas recentes sobre esse assunto.

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Mas para chegar vivo perto do alvo precisa muita coisa que Eles não tem.

Renato B.
Visitante
Renato B.

O conceito deles de perdas aceitáveis pode ser um pouco mais elástico que o ocidental.

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

A Siria pelo jeito virou laborátorio prático para a Federação Russa, assim como o Yemen esta sendo para os Persas.

Renato B.
Visitante
Renato B.

E para os sauditas está sendo é uma pedra (pontuda) no sapato.

Ricardo
Visitante
Ricardo

Sauditas estão passando vergonha na guerra brutal do Iêmen.

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Não se surpreenda caso venha a ser conhecido que os rebeldes não eram somente um grupo com baixo treinamento e mal armados.

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

Normal que o seja…

Fabio
Visitante
Fabio

Eu queria ver o Caiaffa dizer que o Ka-52 não serve pro EB que e + 1 elefante russo!

Antunes 1980
Visitante
Antunes 1980

Pense num bicho feio e desengonçado!
Por que possuir dois helicópteros de ataque, o KA-52 e o MI-28?
Não seria mais lógico investir somente no MI-28 que é superior em praticamente todos os quesitos?

ScudB
Visitante
ScudB

Aparentemente Voce entende dos helis na mesma proporção que a maioria entende de rotacional , divergente e gradiente…

Antunes 1980
Visitante
Antunes 1980

Todos os países da OTAN e Japão, Austrália etc só possuem um modelo de helicóptero de ataque.
Eles estão errados e você completamente certo?
É cada “especialista” de internet que aparece por aqui …

Beserra(FN)
Visitante
Beserra(FN)

Antunes, os EUA tem 2. Apache e Cobra. E por pouco não teve três, com o Comanche.

Renato B.
Visitante
Renato B.

Helicóptero de ataque bonito é uma raridade, o Apache também é feioso.

A lógica pode ser política, manter dois fabricantes diferentes para não ficar na mão de um só (como Boeing e Lockheed) ou porque a doutrina russa os considera complementares.

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

Gostaria de saber, caro Antunes 1980, quais são os subsídios que possui para afirmar que o Mi-28 é superior ao Ka-52… Sou autor de uma matéria sobre o Mi-28N e não capaz de afirmar o mesmo. A história da Rússia ter dois vetores equivalentes (na verdade três, se contarmos o Mi-35M), é simples: eram projetos concorrentes, desenvolvidos no fim da era soviética, que ficaram adormecidos na época das vacas magras de Yeltsin. Os soviéticos não declararam o vencedor e muito menos os russos… O resultado: dois projetos distintos de helicópteros de ataque. E o MinDef russo ainda encomendou a versão… Read more »

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Visitante
FABIO MAX MARSCHNER MAYER

Bela aeronave e certamente muito capaz!

Mas penso que o Brasil estaria bem servido, nas 3 forças, se tivesse mais MI35, que atuam como helis de ataque e transporte, bem mais adequados às nossas necessidades.

O blablabla do pos venda, etc e tal, bem… quanto mais helis de um determinado modelo o país tem, menor o custo individual e menores os problemas de logística.

PCST27
Visitante
PCST27

Maduro vai comprar 50

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

Ele está mais preocupado em comprar papel higiênico, arroz e feijão.

Rafa_Positronn
Visitante
Rafa_Positronn

Todos eles virão com o novo President-S ?

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Este piloto de Mi-28N nasceu de novo, saiu do helicoptero acidentado em chamas andando sem ferimento. O outro piloto morreu.
. https://m.youtube.com/watch?v=6s8Ahcxg84g

SardaukaR
Visitante
SardaukaR

Sugestão aos editores para uma matéria fazendo um comparativo entre o KA-52/50 e o Mil Mi-28, discutindo a utilizacão de dois tipos diferentes de helicópteros de ataque pelas Forças Russas (deixando de lado o Mil Mi-24/35, que ao meu ver possuem funcão de transporte que, ao meu ver, colocam esses vetores em uma classe aparte). Abraços

rui mendes
Visitante
rui mendes

O Mi-35 / 24 é um heli de ataque, que também pode transportar soldados, para uma missão ou feridos.