Home Artilharia Antiaérea Segundo reportagem, Irã tentou adquirir sistema S-400 da Rússia

Segundo reportagem, Irã tentou adquirir sistema S-400 da Rússia

5819
78
Sistema de defesa aérea S-400

O governo iraniano tentou comprar o sistema de mísseis superfície-ar S-400, mas foi rejeitado, segundo uma reportagem.

Em 30 de maio, a Bloomberg informou que Teerã havia feito um pedido para obter o S-400 da Rússia, de acordo com dois indivíduos bem informados sobre o assunto – um dos quais é um alto funcionário russo. O presidente russo, Vladimir Putin, rejeitou o pedido, porém, por preocupações de que tal venda aumentaria as tensões na região.

Embora sob um embargo internacional de armas até pelo menos o próximo ano, o Irã ainda é legalmente capaz de adquirir mísseis terra-ar, já que estes estão isentos da proibição.

A reportagem não especificou quando exatamente o pedido foi feito, mas observou que o ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, visitou a Rússia no início de maio. Em um comunicado sobre a visita, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia observou que as partes discutiriam uma série de questões globais e regionais, “bem como medidas concretas para desenvolver ainda mais a cooperação” entre os dois países.

O secretário de imprensa russo, Dmitry Peskov, negou a reportagem da Bloomberg, dizendo que não houve diálogo sobre um acordo do S-400 com o Irã. A Agência de Notícias da República Islâmica do Irã citou a negação de Peskov em uma reportagem que também fez referência ao embaixador iraniano na Rússia, Mehdi Sanaei, dizendo que o Irã não estava interessado no S-400.

Em 2015, a Rússia suspendeu sua participação unilateral na venda de mísseis S-300 para o Irã, retomando mais tarde um acordo que havia sido suspenso por cinco anos. O Irã recebeu uma série de baterias S-300PMU-2 sob esse acordo. O país também procurou desenvolver sua própria versão local do sistema, chamada Bavar 373.

O alegado pedido para o S-400, no entanto, indicaria, se confirmado, a preocupação iraniana com a capacidade da rede de defesa aérea iraniana de defender adequadamente o espaço aéreo iraniano. Recentemente, cresceram as tensões entre os EUA e o Irã, uma vez que os EUA tentam restringir as sanções ao país e, como o Irã indica, ele vai relaxar o cumprimento do acordo nuclear de 2015 com as potências mundiais. Os EUA deixaram esse acordo em maio de 2018.

Washington enviou novos equipamentos militares para o Oriente Médio em meio ao impasse com o Irã, e autoridades americanas culparam o Irã por ataques contra navios-tanques ao largo da costa dos Emirados Árabes Unidos, bem como ataques de drones contra a infra-estrutura na Arábia Saudita.

FONTE: Forecast International

Subscribe
Notify of
guest
78 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
CRSOV
CRSOV
1 ano atrás

Com essas novas tecnologias de drones !! Um enxame de drones bem simples pode destruir através da saturação contra um alvo específico qualquer bateria de defesa anti aérea por mais moderna que ela seja !! Vide o caso da bateria Pantsir na Síria destruída pelos israelenses e a bateria de Patriots dos Sauditas destruída pelos drones de 1000 dólares cada um, lançados pelos Houthis / Iranianos, sem contar o aeroporto de Dubai que foi alvejado e acertado pelos Houthis / Iranianos, além da estação de bombeamento de petróleo Saudita recentemente atingida por esses mesmos drones !!

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  CRSOV
1 ano atrás

Um enxame de drones, pode parar a estação de guerra eletrônica, se usado corretamente.
A bateria do complexo Pantsir inclui 6 veículos de combate.
Israel, durante todo o tempo do conflito, destruiu apenas 3 veículos de combate. Destes, apenas um carro estava em uma posição de combate e lutou. os outros dois não estavam em posição de combate.

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Evgeniy (RF).
1 ano atrás

Mas o objetivo principal não era destruir Pantsir e sim instalações militares, e isso eles destruíram …e muito… a toda hora, essa semana já foram destruídas umas instalações na Base T4… Contra fatos não há argumentos!

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Rafael Coimbra
1 ano atrás

O fato é o que? Naqueles armazéns foram destruídos? Sim, foi, ninguém argumenta com isso.
As defesas aéreas da Síria refletiram greves neste objeto por quase um dia, o que é muito demorado. Após reflexão, dois veículos de combate do complexo de Pantsir foram perdidos. Um em combate, um em estado inativo, aparentemente foi abandonado pela tripulação.

Sabe o que é o sistema de defesa aérea sírio e o exército sírio agora?

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Evgeniy (RF).
1 ano atrás

Ontem a T4 foi atacada e alvos destruídos! Continua a mesma coisa… desde 1967…. passeio para israel!

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Rafael Coimbra
1 ano atrás

Bem, ultimamente, não só a base aérea T-4 foi atacada. Houve outro ataque no outro dia. Deste, ninguém faz um segredo.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Evgeniy (RF).
1 ano atrás

Correcto, os Israelitas fizeram o que tinham a fazer, mas “melhor” que eles, foi o despreparo sírio.

JPC3
JPC3
Reply to  Evgeniy (RF).
1 ano atrás

Israel só destruiu 3? Ou 3 foram os que eles provaram com vídeos?

RENAN
RENAN
Reply to  CRSOV
1 ano atrás

Investimentos em guerra eletrônica pode barrar os drones

Señor batata
Señor batata
Reply to  CRSOV
1 ano atrás

CRSOV vale lembrar que existem alternativas pra defesa contra drones. Que vão desde guerra eletrônica até os mais modernos laser q serão implementados no futuro.
Tchau e abs.

CRSOV
CRSOV
Reply to  Señor batata
1 ano atrás

Sem dúvidas existem defesas !! Mas da mesma forma que os defensores se aperfeiçoam os atacantes se aperfeiçoam também !! É um contínuo e ininterrupto processo de melhora !!

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  CRSOV
1 ano atrás

Com o avanço da inteligência artificial , os drones terão um papel especial na guerra moderna.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  CRSOV
1 ano atrás

Uma coisa e usar drones baratos lançados alem de 20 km do sistema a ser saturado e outra coisa e fazer o mesmo com um sistema com 300 / 400 km de alcance, bem dentro do território inimigo, estando esse território sob total controle do mesmo.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Perfeito Cristiano.
Esses sistemas ficam muito atrás das linhas e fora de alcance de pequenos drones.
Se algum avião tentar se aproximar para lançar esses drones, será abatido por esse mesmo sistema.

CRSOV
CRSOV
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Cristiano os drones lançados pelos Houthis / Iranianos atingiram alvos a mais de 800 km de distância !! De alguma forma os Houthis / Iranianos conseguiram guiar esses drones até seus alvos !! Acredito que usaram o suporte de satélites de comunicação para tal feito !!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  CRSOV
1 ano atrás

O único problema é que drones que vão a 800 km de distância são grandes o suficiente para serem detectados e abatidos com facilidade.

Carlos Ravara
Carlos Ravara
Reply to  CRSOV
1 ano atrás

Não, se valeram dos Patriots que se mostraram inoperantes; o único acerto foi com um dos mísseis que fez uma curva de 180° e, aí sim, atingiu o solo infestado de terroristas.

Munhoz
Munhoz
Reply to  CRSOV
1 ano atrás

Os Drones podem ser abatidos através da guerra eletrônica ou meios menores em desenvolvimento, tudo é eficiente até encontrar um oponente a altura!

Um drone é um meio frágil onde algumas medidas até simples podem ser eficiente, no Afeganistão os guerrilheiros conseguiram interferir em drones dos EUA e o Irã conseguiu capturar um!

Señor batata
Señor batata
Reply to  Munhoz
1 ano atrás

Boa noite Munhoz. O senhor foi providencial ao lembrar q mesmo técnicas simples podem lidar com alguns drones. E inclusive vale lembrar q pra grande parte dos drones usados por grupos com menor recursos, são drones civis e podem ser abatidos ou neutralizados por técnicas simples. Ex: um atirador razoável com um espingarda com cartuchos de chumbo grosso.
Tchau e abs.

JPC3
JPC3
Reply to  Munhoz
1 ano atrás

Vocês debatem com exemplos de internet que não representam 1% do que acontece nas guerras.

Capturam um drone dos EUA? E os “”outros 200″”? O que aconteceu?

JPC3
JPC3
Reply to  Munhoz
1 ano atrás

Acham que drones militares são os mesmos que se compra no mercadolivre?

Esqueceram do Harop de Israel? E de outros vários drones despistadores e alvos falsos?

Carlos Gallani
Carlos Gallani
1 ano atrás

Se os americanófilos podem se orgulhar do F-35 vender igual pão quente, os russófilos pode se orgulhar do S-400, quem não quer tá fazendo charme! Hahahahahaha bobinha a Turquia!

Rui Chapéu
Rui Chapéu
1 ano atrás

Nem EUA nem Rússia vendem armas pro Irã pq os cara são doido da pedra.

Porém tem meia dúzia de doido aqui que ficam puxando saco do Irã quando o mesmo tem devaneios e critica os EUA.

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Pode estudar demais a questão? Por exemplo, nas entregas do complexo S-300 para o Irã e na entrega anterior do complexo TOR?
O Irã, hoje, mais precisamente desde 2020, é o mercado mais promissor para armas russas.

kevinbuenuu
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Ja defenderam até o Paquistão aqui, por que? Bom, pelo simples fato do Paquistão utilizar F-16 contra os Su-30 da Índia. Nego se alinha a posição do país só pelos equupamentos que o mesmo utiliza, Xings e Tireless são exemplos. Tá phoda esse extremismo ideológico. Daí se preguntam o porque da sessão dos comentarios estar do jeto que está.

RENAN
RENAN
1 ano atrás

Na minha opinião os russos deveria focar em vender o S300 pois não é estratégico vender S400 a todos,o inimigo pode descobrir como jamear seu principal meio anti aéreo.

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  RENAN
1 ano atrás

S-300P e suas variantes, descontinuados.
É produzido, apenas С-300 В4 (para a Rússia). Mas este é um sistema diferente perfeito.
O C-400 não é tão novo que não pode ser vendido, especialmente desde que a versão de exportação é fornecida.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Evgeniy (RF).
1 ano atrás

Ainda mais que está chegando o poderoso S-500.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Sabe kings… pra você falta entendimento até dos sistemas Russos… o S-500 é um complemento para o S-400. o S-500 é um sistema contra misseis balísticos. ele tem uma função semelhante ao THAAD americano. já o S-400 como todos sabemos é um sistema de defesa aérea contra aeronaves.

São dois sistemas diferentes e complementares. S-500 tem capacidade para engajar aeronaves, porem essa não é a função principal dele, por tanto quem irá continuar como defesa aérea principal na Russia contra aeronaves será o S-400

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

No Direito tem uma frase que se pode usar em muitas áreas: ‘Quem pode mais, pode menos’.

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

Seu conhecimento não é melhor que o de Antonio. Nenhuma adição ao C-400, o sistema C-500 não é. Isto não é um suplemento, é uma substituição completa de todo o sistema de defesa aérea de longo alcance da Rússia e em parte do sistema de defesa antimísseis russo. Isso é bastante perceptível a partir da gama de mísseis para o S-500. Juntamente com o complexo S-350, o S-500 deve se tornar a principal defesa aérea da Rússia até 2040. E isso não nega a presença do complexo C-400 no exército. E a possível integração de foguetes cinéticos interceptores no próprio… Read more »

teropode
Reply to  Evgeniy (RF).
1 ano atrás

Mas ele disse justamente isto , deixe de ser apressado e Leia novamente oque o cara escreveu .

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  RENAN
1 ano atrás

O S-400 que a Russia vende não e exatamente o mesmo que ela usa assim como os armamentos Americanos que são vendidos.

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

Nem os russos confiam nos iranianos. A Rússia mantém uma ótima relação com Israel, e jamais permitiria que seus sistemas dificultassem as ações de Israel contra lrã.
O sistema S-300 está se mostrando capaz na Síria, mesmo assim o Irã é incapaz de manter sua defesa efetiva contra aeronaves stealth. Somente o S-400 é capaz disso.

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Se você soubesse da guerra na Iugoslávia, saberia que os aviões invisíveis são capazes de suportar o antigo sistema S-125.

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Se mostrando capaz na Síria? Avisa para o pessoal da base T4…. ah e avisa o pessoal de israel tb! kkk israel passeia no quintal sírio

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Rafael Coimbra
1 ano atrás

Esqueça isso. Há mais de um ano que Israel fica lançando mísseis de seu território ou do Líbano. Se querem gastar fortuna bombardeando armazém velho, o problema é deles.
Agora, o foco são as Colinas de Golã. Os iranianos estão se aproximando e logo teremos boas novidades

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

kkkkk apanham desde 1948 e não aprendem? Boas noticias? kkk só se for israel tomar todo território que haviam conquistado em 67… O mundo árabe não da nem pra treinar….

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Rafael Coimbra
1 ano atrás

Não é isso que Bibi está achando.
Bibi está nervoso. Está pedindo ajuda ao Tio Sam.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Rafael Coimbra
1 ano atrás

Tirando o fato de que iranianos não são árabes……

teropode
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

A mente é a mesma , então tanto faz.

teropode
Reply to  Rafael Coimbra
1 ano atrás

São bons com as bombas demográficas e só.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  teropode
1 ano atrás

E é justamente o que faltará a Israel no futuro conflito que se avizinha.
Gente!!!!!!!!

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

O único lugar que os iranianos se aproximam é da beira do precipício!

Diogo
Diogo
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

…”Agora, o foco são as Colinas de Golã. Os iranianos estão se aproximando e logo teremos boas novidades”… rapaz, será que o Irã irá atacar com o seu “istelfi”, o Qaher 313???

Bosco
Bosco
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Antônio,
Mas vc não acha que expondo essas informações secretas aqui os desavisados israelenses possam “começar” a monitorar as Colinas de Golã e frustrar uma ação do Irã?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Essa informação não é secreta.
Foi publicada na semana passada.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

outro dia vi um vídeo da IDF assistindo eles nas colinas de Golan, porém os Israelenses já sabem onde eles estão, já sabe que armas tem, então é fácil bombardear eles, até mesmo mandar forças especiais para fazer o serviço.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Os iranianos só mostram o que querem que os outros vejam.
Anteontem assisti um vídeo de um lançamento de um míssil iraniano de uma base dentro de uma montanha.
Eles quiseram mostrar isso.
Sabe-se lá quantas outras bases dessas eles têm.
Sabe-se lá se já têm armas nucleares.
Vai saber!

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Xings os Iranianos podem não mostrar para todo mundo, mas o Mossad vê, tanto é que são mais de 3 cientistas mortos, que estavam envolvidos com enriquecimento de urânio. isso só o que sabemos.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Os iranianos não tem capacidade de tomar Golã de Israel.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Alfa BR
1 ano atrás

Não há necessidade de tomar militarmente as Colinas de Golã.
Basta criar fatos. Atritos. Fazer Israel se mobilizar.
Gastar tempo e recursos que um pequeno país não tem.
É uma forma simples e eficiente de fazer o inimigo arregar.
Ou vc acha que os americanos vão continuar gastando fortunas, eternamente, em Israel?!?!?!
Dinheiro bom em negócio ruim.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Alfa BR
1 ano atrás

Hunrun sei.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Os iranianos vão implantar um corpo de exército na Síria para auxiliar os sírios a tomar as Colinas de Golã?

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Alfa BR
1 ano atrás

Não tomam nem as colinas de Viamão na Grande Porto Alegre….

Pedro
Pedro
1 ano atrás

Israel tem meios de castigar o Ira por qualquer M…. que este faça, diferentemente da Arabia Saudita. O que estamos vendo é o Irã se impondo cada vez mais sobre os Sauditas e isso logo fará virar um conflito “gelado” em “quente”. Não interessa a Russia isso, já que os Sauditas podem atacar o preço do petróleo e fazer estrago na economia russa. Por ultimo e não menos importante, será que o Irã teria $$$ para esse sistema? Posso estar falando uma bobagem, mas parece muitas vezes que a Russia faz o circo pegar fogo para depois se apresentar como… Read more »

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Pedro
1 ano atrás

Se levar em conta meios convencionais, a arabia saudita e tão capaz quanto Israel. Eles ainda não tem o F-35, AINDA.
A distância e quase a mesma do Irã para os dois.

Ellion Silva
Ellion Silva
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Amigo você já leu sobre a surra que os sauditas tão levando no Iêmen? A diferença da capacidade militar saudita e israelense é abissal, primeiro pq a Arábia Saudita depende exclusivamente de importações estrangeiras para manter suas forças armadas, além disso, eles não tem experiência nenhuma em conflito, se não fosse pela inteligência + apoio aéreo americano e britânico que os sauditas recebem/recebiam(ao menos formalmente), no Iêmen, os Houthis chegariam em Riade, embora sejam só pastores de ovelhas sub-financiados pelo Irã. Israel além de possuir uma indústria militar altamente autônoma ou não restringível pelo ocidente, possui uma doutrina e maturidade… Read more »

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

A Arábia Saudita não receberá o
F-35 tão cedo, particularmente duvido que um dia receberá, os americanos confiam neles como quem confia em cunhado, é da família mas tem que ter três pés atrás!

Brunow Basillio
Reply to  Pedro
1 ano atrás

“Sauditas atacar o preço do petróleo?
Se os Sauditas fazerem isso estará atacando sua própria economia, pois eles são bem mais dependente do petróleo que a Russia, sem contar que está está em segundo lugar em produção em 2019 á frente dos sauditas, e também fazem parte da OPEP ou seja ninguém corta ou aumenta produção se todos os membros não estiver de acordo…

Antoniokings
Antoniokings
1 ano atrás

Russia com sua política ‘cheia de dedos’.
Vende logo e deixe os problemas para os americanos.

100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Concordo. Quando a Rússia se recusou a vender os S-300 para o Irã, o que ganhou de “presente” do Ocidente? um golpe de estado na Síria. Quem sou eu para questionar a política externa da Rússia, os caras são profissionais. Mas que é estranho é.

Tomcat4.0
Tomcat4.0
1 ano atrás

Moço, fala em “doutrinação” em artigo que menciona Irã e Rússia não que fica subjetivo!!!rs 😉

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Tomcat4.0
1 ano atrás

Democrático ficou claro que não é! hehehe

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  Tomcat4.0
1 ano atrás

… arquivista, jornalista, telefonista, desenhista esgrimista, capoeirista …….Ista !!!😁😁😁

Cláudio
Cláudio
1 ano atrás

Deveríamos copiar e ainda revender mais baratos ainda

Paulo Costa
Paulo Costa
1 ano atrás

Esses regimes ditatoriais como o irã, coreia do norte, venezuela e outros investem rios de dinheiro em armas para se manterem no poder a todo custo.

Diego
Diego
Reply to  Paulo Costa
1 ano atrás

Não esqueça dos atuais regimes ditatoriais apoiados pelos EUA atualmente: Arábia saudita, Turquia, Turcomenistão, Tajiquistão, Bahrein, Guiné Equatorial, Cháde, Ruanda, Uganda, Marrocos. Fornecendo assistência financeira, armas e apoio técnico aos vários anti-esquerdistas e anti-islâmicos regimes autoritários em todo o mundo.

Fábio Bueno Vinholo
Fábio Bueno Vinholo
1 ano atrás

Ah, o Irã também quer o “preciso”, “infalível” e “terror” de todos os caças ocidentais S-400, assim como é todo sistema antiaéreo russo? Sugiro que eles mantenham este sistema em bunkers de concreto a dezenas de metros da terra senão correm o risco deles perderem o “brinquedinho”.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
1 ano atrás

No dia que eu for presidente vamos ter um desses para usar mesmo, não é só para doutrinar não. Vai ser o dia que o Brasil será potência, não essa latrina de hoje. Ao invés da América do Sul ser quintal dos EUA, vai ser quintal do Brasil 😘

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Sempre defendendo a liberdade!

FERNANDO
FERNANDO
Reply to  Carlos Gallani
1 ano atrás

Deusssssss, salveeeee, a Américaaaaaaaaaaaa

Carlos Gallani
Carlos Gallani
1 ano atrás

Se o Brasil deseja ter um PA em algum futuro próximo(20 anos?), um S-400 não é uma opção pelos mesmos motivos da Turquia, hoje um PA pra caber no bolso de uma esquadra “””modesta””” precisa do F-35B!

Carlos Campos
Carlos Campos
1 ano atrás

melhor PAC 3 com AMDR

Giovani Santos
Giovani Santos
1 ano atrás

Esperemos que a Taurus aproveite esse presente do Governo e sane os muitos e muitos defeitos já relatados em suas pistolas.

fabio saad martins
fabio saad martins
1 ano atrás

Uma duvida de leigo, não conseguimos colocar nenhum misseis anti-aéreos no astros, juntos com radares saber, uma gambiarra mais barata?

Diego
Diego
Reply to  fabio saad martins
1 ano atrás

Dá, basta querer.

sergio lopes
sergio lopes
1 ano atrás

Para Russia não é interessante testar o S400 na mãos de iranianos. É um equipamento muito sofisticado e que tem seus segredos técnicos que não podem ser utilizados por qualquer um. O que a Russia quer e deseja é que o preço de petróleo suba o mais rápido possível. O Ira e a Russia são exportadoras de petróleo como a Venezuela. A onde tiver algum motivo para subir o preço do petróleo a Russia vai aparecer mas apenas como figurante pois ela precisa vender petróleo para se manter.