Home Artilharia Regimento Mallet recebe M109 A5 + BR

Regimento Mallet recebe M109 A5 + BR

4803
129

No dia 4 de outubro, desembarcaram, em solo brasileiro, 31 Viaturas Blindadas de Combate Obuseiro Autopropulsado (VBCOAP) M109 A5 + BR, fruto do Subprograma Estratégico Sistema de Artilharia de Campanha, que tem como objetivo elevar a capacidade de apoio de fogo do Exército Brasileiro.

Desse total, o 3º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado (3º GAC AP), Regimento Mallet, receberá 16 viaturas, que já estão em condições de operação. As guarnições, os mecânicos e os comandantes dos diversos níveis passarão por treinamento específico, que ocorrerá ainda neste mês, para estarem aptos a operar, realizar a manutenção e planejar da melhor forma o emprego desse blindado, assegurando a defesa da Pátria na fronteira sul do Brasil.

Dentro dos Programas Estratégicos da Força, as Viaturas Blindadas de Combate Obuseiro Autopropulsado M108 (VBCOAP M108), adquiridas na década de 1970, estão sendo substituídas por esse novo material. As VBCOAP M108 prestaram bons serviços às Brigadas Blindadas do Exército Brasileiro por todos esses anos. No entanto, com a evolução do combate, faz-se necessária a modernização da artilharia, para que se tenha mais rapidez, precisão e alcance.

A VBCOAP M109 A5 + BR veio para proporcionar essas capacidades ao apoio de fogo do Exército Brasileiro, aumentando sobremaneira a rapidez na entrada e saída da posição de tiro, diminuindo o tempo para o primeiro disparo, melhorando a precisão e, principalmente, aumentando o alcance, que pode chegar a até 30 quilômetros com munição especial.

Fonte: 3º GAC AP

129
Deixe um comentário

avatar
16 Comment threads
113 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
43 Comment authors
ColombellisamukaScudBBidoneChevalier Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Salim
Visitante
Salim

Bela maquina guerra, parabéns envolvidos. Quando recurso chega correto onde deve chegar e louvável. Agora e tirar maximo deste equipamento que bem aplicado no campo batalha e capaz de mudar o desfecho de uma batalha.

Matheus
Visitante
Matheus

Belíssima máquina, acredito que a força de artilharia do exército seja uma das poucas coisas nas FFAA que estão realmente bem equipadas.

Carlos
Visitante
Carlos

Foi um passo bem dado sim , estavamos precisando desse UP .
Mas falta muito , os Rebocados tem que ser Substituídos Urgentemente , e por Armamentos de última geração .
Rebocados tem que ser os 777 pra mais .

Talisson
Visitante
Talisson

Servi no 13ºGAC (M114) de 2009 a 2012 As 3/4ton disponiveis: Envemo, Rural, Dodge M37!!!, Willys Bernardini, havia uma grave carência de peças, talvez pela obsolência. Essas Vtr simplesmente não davam conta, lembro de uma Envemo perder uma roda em Butiá. As 5Ton eram MB1819 que foram muito bem “reformadas” no Cmdo do Cel José Alves e embora ultrapassadas, cumpriam bem a missão. A disponibilidade de munição para instrução (762mm,9mm, cal12, 50bmg, obus) era baixíssima e o adestramento era mínimo. Capacetes de fibra, não havia rede de camuflagem. Cito esses materiais “menores” pois a artilharia não se faz só com… Read more »

PACRF
Visitante
PACRF

Lastimável. Retrato irretocável de nossas forças armadas.

colombelli
Visitante
colombelli

O treinamento será no CI Blind e 06 blindados foram pra lá juntar-se a 2 dos A5 não modernizados que já estão lá.

André
Visitante
André

Ouvi por aí que o exército do Uruguai negocia com o EB a cessão de 8 viaturas M108. E o Paraguai também está negociando. Alguém aqui do site confirma?

Marcos R.
Visitante
Marcos R.

Se for verdade, enquanto reclamamos aqui que o EB compra sucatas tem fila para pegar as sucatas do EB 30 anos depois…

Camargoer
Visitante

40 anos depois

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Não duvido nada vide os 25 M-41 cedidos ao Uruguai.

Eduardo
Visitante
Eduardo

Seria uma bela cortesia.

Entusiasta Militar
Visitante
Entusiasta Militar

Eu li no face que eram 32 unidades desses M-109 A5 BR Plus+ super turbo (Ufa kkkk), mas no youtube caiu para 31, depois um site especializado reafirmou ser 32 unidades e agora é divulgado serem 31 unidades.
Sera que eles perderam um e nao querem admitir seu erro ?
ou foi o estagiário que errou por nao saber contar mesmo kkk

Alexandre C N
Visitante
Alexandre C N

No texto diz que desembarcaram 31 viaturas, não que foram modernizadas 31. Antes da LAAD deste ano a Bae anunciou que traria um M109A5+BR para a exibição, capaz deste veículo ter ficado já no Brasil e por isso da diferença.

MFS
Visitante
MFS

São 32, erro de digitação. Outros 8 não modernizados serão usados para treinamento e instrução de manutenção. Outras 60 unidades compradas aguardam definição, maio parte deve substituir o M108 e M109A3, outras junto com a A3 devem servir com peças reservas .

Tomcat
Visitante
Tomcat

Entusiasta, estou com essa mesma dúvida! As matérias estão com números conflituosos mesmo, percebi também esse detalhe dos diferentes números .

colombelli
Visitante
colombelli

A melhor informação que eu obtive são de 32 M109 e 5 M88A2. Se tivesse 31 seria por um deles ja ter vindo para feira este ano e ficado.
As entregas foram 04 M109 A5 em abril de 2018.
56 M109 A5 e 40 M992 em outubro de 2018.
E além disso mais 08 deste lote modernizado ( que é de 40) ja tinham sido entregues sendo 02 para treinadores e 06 para peças.

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

Maravilhosa aquisição para o EB!!! Por coincidência, Mallet em inglês é marreta… Boas marretas para o Regimento Marreta!!!

João Augusto
Visitante
João Augusto

Esse nome é homenagem a alguma personalidade ou só escolheram mesmo?

Carlos
Visitante
Carlos

Émile Louis Mallet, mais conhecido como Marechal Emílio Mallet, o Barão de Itapevi, foi um militar brasileiro nascido na França. É Patrono da Artilharia do Brasil e na data de seu nascimento é comemorado o Dia da Artilharia.

Flanker
Visitante
Flanker

Aqui em Santa Maria, no quartel eo 3° GAC/AP, Regimento Mallet, existem o Memorial e o Museu , onde, inclusive, estão os restos mortais do Marechal Mallet, patrono da artilharia do EB.
Nessa mesma unidade militar, ocorre anualmente a Festa Nacional da Artilharia.

colombelli
Visitante
colombelli

Inclusive recomendo uma visita no memorial que lá tem um museu muito bom.

João Augusto
Visitante
João Augusto

Obrigado, Carlos!

MFS
Visitante
MFS

Homenagem

Silas AC
Visitante
Silas AC

Procure no Google Emílio Mallet

Heverton ribeiro
Visitante
Heverton ribeiro

Mallet é o patrono da artilharia do exército. Herói da guerra do Paraguai.

Carvalho
Visitante
Carvalho

O batismo de fogo do Mallet se deu na Guerra da Cisplatina, em 1821, na batalha do passo do Rosário, às margens da BR-290, junto ao rio Santa Maria.
Hoje existe um pequeno monumento no local, mantido pelo pessoal do 4 RCC.

Lutaram ali nada mais nada menos que Bento Gonçalves e Lavalleja.

Eduardo
Visitante
Eduardo
Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Vc tbmassim como eu,(Eduardo,xará) não nasceu sabendo tudo não meu caro e nem o sabe ou saberá. Respeite o tempo de cada um, ao menos foi feita uma pergunta buscando o saber. Imagine se sempre que alguém pergunta algo sobre tema que não conhece recebesse um ;”tenho até vergonha de vc estar me perguntando isso”??? Creio que seria desnecessário fóruns/sites como este de difusão/discussão e disseminação do tema defesa.

MCruel
Visitante
MCruel

Não entendo ser vergonhoso não saber tudo, mas sim, sequer procurar antes de perguntar. É mais fácil perguntar, sabemos disso, mas um esforcinho próprio sempre vai bem, ainda mais nesses tempos de Google… se tivesse que procurar na Barsa, vá lá…!

João Augusto
Visitante
João Augusto

Eduardo, depois deixa seu lattes aí pra gente. Fiquei curioso com o seu vasto intelecto.

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

O que se quer ao certo dizer com +Br, que sistemas se diferenciam do M109 A5 AP?

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0
Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

Obrigado pela informação!!!!

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

1496417245_M109-A5-BR.jpg

Diego Tarses Cardoso
Visitante
Diego Tarses Cardoso

Tem um M41 à esquerda da foto, ao fundo. kkkk

Flanker
Visitante
Flanker

Sim. Essa foto foi feita no Parque Regional de Manutenção/3, em Santa Maria. Ali existem, armazenados, ainda alguns dos M-41 que foram desativados.

jorge domingos
Visitante
jorge domingos

Sim bela máquina. Mas o Brasil sempre acreditou que o inimigo poderia vir do sul ( por isso concentrou suas forças maiores -exercito e aviação – nesta região ) Por sua vez , a Argentina sempre acreditou que um inimigo poderia vir do norte( por isso concentra sua forças maiores no norte ) . Na realidade , para ambos, o inimigo está ao norte( bem ao norte) e no caso da Argentina esse norte nada tem a haver com o Brasil , do qual sempre desconfiou. ( vide Inglaterra com a qual combateu recentemente ) Nossos inimigos estão além mar… Read more »

Luiz Floriano Alves
Visitante

Boa aquisição. Mas, comparando com o que Taiwan está comprando parece bem modesta. 108 Abrams novos em folha sairão das fábricas de Tio Sam para Taiwan. Se temos necessidade de forças armadas que sejam de qualidade e não de quantidade. Podemos comprar mais e melhor.

Sergio Cintra
Visitante
Sergio Cintra

Cenários, “inimigos” e necessidades diferentes!

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

Meu caro, não acho que se houver uma invasão a batalha se travará lá, irão dominar primeiro nossa costa, depois irão tomar nossas indústrias para enforcar recursos para guerra, marcharão para o centro e todo oeste até o país capitular, aí depois de enfraquecida a resistência na selva, eles tentarão fazer a limpeza, pois, se tentarem invadir lá primeiro, tendo nossos guerreiros de selva apoio logístico, tomarão uma surra pior do que os americanos tomaram no vietnã, nosso inimigo provavelmente não virá do sul ou norte e sim do leste (toda a costa brasileira que vai do norte ao sul)… Read more »

Alfa BR
Visitante
Alfa BR

“…tomarão uma surra pior do que os americanos tomaram no vietnã…”

EUA não tomou surra no Vietnã. No máximo uma canseira.

Veja quantos homens o Exército do Vietnã do Norte (fora a guerrilha Vietcongue no Vietnã do Sul) dispunha e veja quantos nós temos no CMA e CMN.

https://www.cia.gov/library/readingroom/docs/DOC_0000013189.pdf

Toda a nossa força no Norte não tem condição (pessoal, logística, equipamento…) de implementar um cerco como o de Khe San.

Alfa BR
Visitante
Alfa BR

Só para você ter noção como nossa logística na região é frágil:

“A sustentação logística da operacionalidade do 3º PEF ocorre trimestralmente, quando são percorridos aproximadamente 1.700 quilômetros em um deslocamento totalmente fluvial através dos rios Solimões e Japurá.”

http://www.defesanet.com.br/toa/noticia/33744/16%C2%AA-Base-Logistica-perfaz-quase-2-mil-quilometros-para-manter-sustentacao-logistica-de-Pelotoes-de-Fronteira-/

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

O exército deveria parar de ficar recauchutando coisa velha, que desrespeito com o dinheiro do contribuinte. Tá na hora de trocar essa peça de museu por um Caesar ou Archer, que poderão ser utilizados pelos próximos 40 anos.

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Vc sabe que o que fez foi o mesmo que comparar Leopard 1A5 com Cascavél né??? Veículo sobre lagarta com veículo sobre rodas cujas mobilidades e aplicabilidades não se misturam. Precisamos de um Caesar ou Archer para somar aos M-109 A5(e elevar estes ao padrão + BR) e A5 + BR .

Bardini
Visitante
Bardini

Rapaz, um 155mm de 52 calibres coloca a tal “mobilidade” desses 155mm de 39 calibres no bolso e ainda tira sarro…

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Concordo ,mas vc entendeu o que eu quis dizer em meu comentário, eu sei que entendeu, vc sabe que entendeu, nós sabemos que entendeu.rs 😉

Flanker
Visitante
Flanker

Então diz para os EUA colocarem todos os M109 deles no lixo….assim como todos os exércitos de todos os outros paises do mundo que utilizam obuseiros AP sobre lagartas de 155 mm …..

Bardini
Visitante
Bardini

Olha, os EUA tem pleno reconhecimento de que a Artilharia AP deles está ultrapassada em questão de alcance… Esses A5 aí por exemplo, estavam “no lixo”. Eles não usam mais essa versão, pois dos A6 em diante existe maior comunalidade com Bradley e facilita logística. Fora que ainda tem os novos do contrato recente para serem entregues e manter a indústria girando. . Os americanos vem desenvolvendo novos sistemas, muito performantes se comparados ao estado da arte, que é o 155mm de 52 calibres. Mas dentro da doutrina e nas aplicações do exército deles nos ultimos embates, o que prevalece… Read more »

Diogo
Visitante
Diogo

Quero ver quando precisar mandar esses sobre rodas para uma area pantanosa ou com dunas de areia… Voces comparando rodas sobre lagartas… uma coisa é uma coisa outra coisa é outra coisa. Compara um 39 calibres sobre lagarta com um 52 calibres sobre lagarta tambem

Bardini
Visitante
Bardini

“Quero ver quando precisar mandar esses sobre rodas para uma area pantanosa ou com dunas de areia…”
.
Vocês viajam demais… Demais…

Juarez
Visitante
Juarez

Quem não está enxergando o óbvio e tu. Do oeste do RS até o fim Pampa úmida Argentina nas cercanias da província de Córdoba, fora do eixo rodoviário você não anda com um obuseiros sobre rodas, simples como tal. E um Pantano que vai de Corrientes até Vila Maria.
Os Argentinos que para burros não servem não adotaram até hoje este tipo de vtr, sua artilharia AP e centrado nós Palmaria e nos AMX.

Silas AC
Visitante
Silas AC

Sabe como é o nome desta região ? Entre Rios…
Nem sobre lagarta se anda ali fora de estrada.
Mas a artilharia é uma arma que com muto mais facilidade consegue escolher o terreno por onde se deslocar.
Na época da opção pelos Palmaria e AMX as opções AP sobre rodas eram bem mais limitadas.

Mauricio R.
Visitante

Serve o Malí???? O Caesar francês tá passeando bastante por lá.

Carvalho
Visitante
Carvalho

Não é à toa que está mais barato que xepa de feira

Bardini
Visitante
Bardini

Ahh… sim, barato e muito vantajoso, tanto pra eles quanto pra nós.

Flanker
Visitante
Flanker

Bardini, o dia que tu descer do pedestal onde tu mesmo te colocou, talvez, só talvez, eu tenha saco pra discutir contigo….tu vive comparando banana com laranja…como se a mesma coisa fossem…..e adora colocar exemplos de equipamentos que sequer temos condições de comprar, manter e operar uma unidade sequer! Cide sua ideia da MB comprar F-35!! E depois são os outros que viajam demais!
Teu ego é tão grande que não permite que tu percebas o quanto é arrogante e metido a dono da verdade….
Um fraternal abraço!

Flanker
Visitante
Flanker

Vide*

Bardini
Visitante
Bardini

Olha, tu tais querendo me sacanear com isso aí de que me coloquei em uma porcaria pedestal. . Eu estava numa boa tentando explicar a minha linha e pensamento. Agora vens com 4 pedra nas mãos. PNC… . Tu os milicos daqui é que as vezes se comportam com um bando de pirralhos frouxos que não sabem “discutir” se são contrariados. . ” sua ideia da MB comprar F-35!! E depois são os outros que viajam demais!” . Duas coisas: Primeiro que eu sempre tento ser racional nas ideias que eu tenho e que eu exponho e sempre TENTO atacar… Read more »

Flanker
Visitante
Flanker

Viu como tu te coloca num pedestal? Arrogante metido a dono da verdade! Nada mais que isso! Cara, tu adora atacar todo mundo e a maioria fica quietinha para tuas colocações recheadas de achismos e imposições de tuas opiniões…..mas, quando eu achar que tu tá errado eu vou falar….e não tô nem aí se tu vai gostar ou não! Se tu tem culhão, fala os palavrões que tu escreveu, na íntegra….não usa siglas! Por que não faz isso? Porque não pode, né? Ridícula essa postura! E eu não sou milico e não tenho nada a ver com milico nenhum….. Só… Read more »

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Você deveria falar as termos “arrogante”, “mal-educado” e “dono da verdade” se olhando no espelho. Discordo davmaioria das coisas que o Bardini defende, como por exemplo, achar que um PA é essencial a qualquer marinha. Mas pelo menos todos as opiniões dele possuem um embasamento, uma linha de raciocínio ou um subsídio, ao passo que você se baseia somente nas suas ideologias cegas e ou grosserias. Ademais, enquanto ele se preocupa com assuntos relevantes e dá palpites – certos ou errados – sobre nossas FA, você está preocupado se sou homem ou mulher. Sugiro dirigir-se a um sítio destinado a… Read more »

Bardini
Visitante
Bardini

Mimimimimi….
.
Pior que millenial…

Flanker
Visitante
Flanker

Humm…..baita argumento! Se você não usa de arrogância, e grosseria, sobra isso!! “mimimi” e “pior que milenial”…..mas, nada diferente do esperado…..
Sua opinião e da criatura 100nick (sem cérebro e sem vergonha, também), acerca de mim, quanto pior forem, melhor para mim…..mostra que estou dando meu recado….antônimos, opositores, ideias opostas…..entende?!?
Sigam assim que vocês vão bem…..
Ah…..e pelo número de dislikes, parece que eu não sou o unico que pensa assim à respeito de vocês por aqui….
Tenham um belo e produtivo dia!

Bardini
Visitante
Bardini

Tu não percebeu que tu mesmo não fez porcaria nenhuma de contraponto aos meus pensamentls anteriores e ficou só de mimimi e agora quer bancar o bonzão?
.
Fala sério… Tu é quem começou.
.
E se eu me preocupar com Like, vou só comentar o que os iludidos daqui querem ler e não o que eu penso.

Flanker
Visitante
Flanker

Sabe por que eu não faço contraponto à você? Por causa do que eu falei anteeiormente de ti….porque você não aceita contrariedade, pensamentos diferentes….
Quanto aos dislikes, eu me referi aos que foram feitos nos comentários teus rebatendo os meus…..
E onde estou querendo ser bonzão?? Por dizer o que penso de ti? Por falar o que penso? Por não usar palavrões, como tu usou? Por ser irônico?
Eu falei o que eu penso e ponto! Segue o baile…..continua com tuas ideias e eu com as minhas…..

Carvalho
Visitante
Carvalho

No post anterior sobre o M109 eu e o Teórico colocamos bastante subsidios para a discussão da adequação deste material para nossas brigadas mecanizadas e tendências da art de campanha.
Vale a pena verificar.
É material produzido pela ESAO e fórum de discussão do EB

Bidone
Visitante
Bidone

Carvalho,
Acho que ninguém leu.
Abraço

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

Aqui não é os EUA, é Brasil, estou me lixando para o que eles usam lá. Inclusive a quantidade de m109 que os EUA jogam no lixo é enorme, por que já está obsoleto.

colombelli
Visitante
colombelli

Inclusive, é bom lembrar, Israel, que é provavelmente o segundo maior usuário. É a espinha dorsal da artilharia israelense.

Bidone
Visitante
Bidone

Mas Israel não é um bom referencial.
Sua baterias ficam quase em modo estacionário, mudando de posição apenas para evitar ataques de contrabateria.
Quaisquer deslocamentos envolvem pequenas distancias e podem ser cobertos em poucas horas.
No nosso caso, a brigada mecanizada será obrigada, tanto na ofensiva quanto na ofensiva, a cobrir uma distancia bem maior. E com certeza o fará ao longo de um eixo rodoviário.

colombelli
Visitante
colombelli

Bidone, em eixo rodoviário o deslocamento longo é na fase de concentração estratégica. Ai se usa ou rodovia ou prancha ferroviária. No combate o blindado com lagartas pode se deslocar livremente em campo aberto. O fato é que israel produz o ATMOS e o SOLTAM e mesmo assim tem enorme quantidade de M109, o que atesta a qualidade do obuseiro. E nossos M109 estão proximos dos seus prováveis locais de uiso junto com os elementos a que servem.

ScudB
Visitante
ScudB

Israel esta desistindo dos M109 por obsolescência e nível elevado de canibalização para manter pelo menos a parte das brigadas operacionais. Em 2017 fecharam contrato com Elbit de 1.5 Bi (ATMOS , preço unitário – 2 Mi).
Principais exigências – cadencia de 6 tpm (ou mais) e alcance (máx) – 60+ km.

colombelli
Visitante
colombelli

Scudb certamente manter 600 blindados de fora deve ser muito dificil. Agora imagine qual seria o preço pra nos? certamente não seria so 2 milhões, O fato é que a artilharia deles tem hoje como espinha dorsal o M109 e não creio que Israel com as exigências que tem de defesa, fosse usar uma arma bixada.

Juarez
Visitante
Juarez

Desde que ele consiga deslocar aonde veículo de lagartas se desloque
Na Pampa úmida gaúcha ou Argentina, esquece um caminhso três eixos mesmo que com tração integral nós tres eixos com um 155 mm encima e mais toda a tralha necessaris vai afundar na turfa atte o pescoco do motorista.
Peso específico sobre o solo x solos não coesivos.

Bidone
Visitante
Bidone

Ali até jacaré afunda !!
Entre santa Fé e Corrientes não existe nenhum caminho para atravessar o Rio Paraná.

colombelli
Visitante
colombelli

Prezado defensor, a questão é $$$$. Caesar vai a US$ 6,5 milhões a unidade. Archer na faixa de US$ 9.000.000,00. Esta moderninzação custou 1,6 milhão de dólares a unidade.

Silas AC
Visitante
Silas AC

Estes valores dizem tudo a respeito do M-109 e dos Ceasar.
Lei da oferta e procura.

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

GM Ônix é mais procurado do que um VW Pólo, mas o Ônix é melhor que o Pólo?

Flanker
Visitante
Flanker

Ah, tá…..comparando carros com obuseiros AP……

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

Posso comparar com achocolatado, quem é melhor, Toddy ou Nescau?

Bidone
Visitante
Bidone

Acho que ele quis dizer que o M109 é mais barato porque tem pouca procura.

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

M109: 1,6 milhões para usar por uma década?

Caesar: 6 milhões para usar por 40 anos?

Qual é o melhor investimento?

Depois perguntam o por que do serviço público ser uma droga e caro.

Flanker
Visitante
Flanker

Uma década??

samuka
Visitante
samuka

40 anos?

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

O Caesar e o Archer só tem na prateleira, pode usar até não segurar mais nem um parafuso.

samuka
Visitante
samuka

O que quero dizer é que é necessário considerar também todo o valor despendido na atualização e modernização do equipamento ao longo do ciclo de vida, para mante-lo tecnologicamente adequado. Então a conta não está correta.

colombelli
Visitante
colombelli

Defensor, carros vieram em estado de novo. Durará tanto quanto um novo. E estes fazem tudo o que um Caesar faz mas ainda são blindados e tem mais mobilidade tática. So perdem no alcance máximo, mas raramente se atira neste alcance.

Bidone
Visitante
Bidone

Mas tEm uma coisa que o Ceaser faz e o M109 não faz. Acompanhar uma força mecanizada em velocidade.
Ele não pode acompanhar uma situação fluida de combate em cima de uma prancha.
Israel, que tem alta tradição em desenvolvimento de blindados sobre lagartas, pautou toda sua artilharia pós M109 sobre rodas.
Até para o M110 e M114 suas empresas desenvolveram soluções AP sobre rodas.

Colombelli
Visitante
Colombelli

prezado Bidone, o avanço em combate é muito mais lento do que tu imaginas. Não.passam por dia na melhor das hipoteses daquilo que se faz em.duas horas em estrada com.rodas. Os melhores avanços alemães por exemplo nunca ultrapassaram 100 km por dia. E eles foram.records . No golfo nào houve combate digno de servir de base. .Então a lagarta consegue dar apoio de art a tropas mecanizadas pois a artilharia usa seu alcance pra se mover menos e o que se avança com a roda combatendo está em uma velocidade que a lagarta consegue acompanhar apoiando com fogo. Desconheço que… Read more »

Bidone
Visitante
Bidone

Colombelli,
Só para constar…não acho que o M109 seja ruim. Foi uma aquisição muito boa para o EB. O que digo é que a concepção doutrinária do Ceasar é superior.
Quanto à velocidade do avanço do combate, este fator não é algo que possa ser colocado como regra conforme padrão estabelecido na II GM. Muito pelo contrário.
O M109 se presta à Israel exatamente por não precisar de mobilidade estratégica.

colombelli
Visitante
colombelli

Bidone, se desse, o melhor era por roda com roda, lagarta com lagarta. No caso das brigadas C Mec tem as duas coisas, pois tem o RCB nelas. Logo, o M109 não estaria fora de doutrina pra brigada de cavalaria mecanizada. Pras brigadas de infantaria mecanizada sim seria melhor um obuseiro ap de rodas e pra elas doutrinariamente seria muito mais adequado o obuseiro francês ou outro. O problema todo é o preço deles. Elas vão acabar fechando com o L118 (duas das que serão mecanizadas ja o operam) e as de cavalaria mecanizada com o M109 A3 e A5… Read more »

Bidone
Visitante
Bidone

Quanto à questão do alcance, o alcance intermediário sob ceaser sera superior ao do M109.
Ou seja, alcance maior, maior velocidade, mais capacidade de prover apoio de fogo, inclusive podendo evitar terrenos onde a mobilidade tática seria uma vantagem.

Bardini
Visitante
Bardini

Sem contar que com o alcance de um Caesar, pode se dificultar e muito a possibilidade de sofrer contrabateria dentro das ameaças presentes na nossa região. . Enquanto uma força Sobre Lagarta estiver chafurdando no lodo e “no meio do nada”, um Caeser poderia estar mandando ferro pra cima e mudando de posição rapidamente , recuando e utilizando-se das estradas do interior. Estaria fazendo seu alcance valer ainda mais, pq cá entre nós, é complicado achar terra onde em 30 ou 40 km seuqer exista alguma estrada cortando uma região… . E se for atuar em campo aberto, o inimigo… Read more »

colombelli
Visitante
colombelli

Bidone, o alcance médio deles é semelhante e ficará entre os 15 e 20 km na pratica.O Ceasar ganha no máximo vai aos 40 contra os 30 do M109. Podem ir bem mais longe que 15 ou 20, mas as peças não costumam atirar no limite e nem mesmo perto dele. Por três motivos. Primeiro pela perda de precisão. Segundo pelo desgaste do material. Terceiro porque sempre deve ser deixada uma margem de distância para ser aumentado o alcance do fogo com minima modificação. NO morteiro pesado na infantaria ja usavamos este princípio. Quando a tropa apoiada se distanciar dos… Read more »

Bidone
Visitante
Bidone

Boa noite Colombelli, Desculpe se pareço insistente, mas como vc bem sabe, os conflitos normalmente teimam em não respeitar determinados parâmetros, principalmente se estabelecidos a mais de 40 anos. A TENDÊNCIA do emprego da artilharia de campanha, dentre outros, aponta para: a) emprego de forças leves e altamente móveis; b) aprofundamento de fogos ( aumento de alcance COM precisão) c) uso de obuseiros autopropulsados sobre rodas. O M109 não atende a nenhum destes requisitos estabelecidos nestas TENDÊNCIAS. O M109 foi introduzido em meados de 1965 O M198 em aprox. Em 1980 O M777 em 2005 Todos os últimas inovações em… Read more »

colombelli
Visitante
colombelli

Não estas sendo insistente Bidone, pelo contrário, so acresce e ao debate. E deixo claro claro também que não descuro que obuseiros sobre rodas sejam a tendência. A questão é somente o acesso a eles que pra nós será inviável por um bom tempo. Eu adoraria ter o Archer como padrão. é o que há de melhor. Inviabilizados eles, temos de aproveitar o que temos. A lagarta tem suas vantagens e desvantagens. Ao fim e ao cabo, ela cumprirá bem a missão tanto mais com o A5BR+ que tem o que há de melhor hoje em termos de controle de… Read more »

Bidone
Visitante
Bidone

“Os 2500 tiros em 24 horas sobre Monte Longdon por exemplo exemplo fizeram toda a diferença. Nada destrói mais o moral que um bombardeio continuado” Acho que voce está superestimando o resultado da preparação de artilharia. O Britanicos tinham apenas peças leves de 105 mm. As dez horas de batalha pelo monte Longdon custaram aos britanicos 23 mortos e 47 feridos. Foi preciso mesmo a ataque a baionetas para conquistar a posição. De qualquer maneira, como eram paraquedistas investindo, sem nenhum apoio blindado, qualquer apoio foi util, inclusive o bombardeio naval. “guerras onde o componente irregular prepondera e não é… Read more »

colombelli
Visitante
colombelli

Bidone, a asserção sobre o resultado e a eficácia da preparação de artilharia britânica sobre o moral dos argentinos não é uma opinião minha. É dos britânicos e dos argentinos. Tem farto material hoje ( felizmente) na internet a respeito. Desde o canhoneio naval iniciado bem antes do dia 10 de junho até as preparações que começaram hora antes dos ataques o efeito foi cumulativo e evidente na disposição dos defensores conforme eles mesmo relatam. Causaram poucas baixas de mortos e feridos por conta de apanharem uma tropa muito bem entrincheirada. E isso não teria mudado se o calibre das… Read more »

Alfa BR
Visitante
Alfa BR

Só para constar Colombelli:

Os britânicos empregaram 24 peças do L118, não 30.

Os argentinos dispuseram 36 M56 Oto Melara 105mm, 4 CITER 155mm L33 e pelo menos 3 morteiros pesados Thomson-Brandt de 120 mm.

https://www.militaryimages.net/media/argentine-artillery.21728/full?d=1521492797

Excelentes comentários!

Mauricio R.
Visitante
Marujo
Visitante
Marujo

Não entendo a razão do EB não divulgar a destinação que será dada aos M-109 A5 não modernizados e nem o destino que será aos A-3. É informação classificada. Ou a percepção errônea de que a instituição está acima da sociedade, não precisando interagir com ela.

Carvalho
Visitante
Carvalho

Marujo, Dá para especular… Os A5 + BR fora destinados aos GAC AP das brigadas blindadas: 3º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado – Santa Maria/RS 5º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado – Curitiba/PR Ainda existem os Grupos de Artilharia divisionária (AD/3 e AD/5), que ficam subordinadas ao Cmda das divisões podendo ser empregadas em reforço aos GAP AP: 29º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado – Cruz Alta/RS 15º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado – Lapa/PR Existia o 16º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado – São Leopoldo/RS (que foi transformado em Grupo de Mísseis e Foguetes),… Read more »

Marujo
Visitante
Marujo

Obrigado, Carvalho.

Flanker
Visitante
Flanker

Além desse 32 A5+, o EB tem 60 A5 que, inicialmente, não serão modernizados, mas que não quer dizer que não serão em algum momento. Eles serão utilizados, inicialmente, sem modernização, e mobiliarão um dos GAC/AP que hoje utiliza o M109A3 e os outros equiparão, muito provavelmente, GAC’s que hoje são AR. Qanto aos M109A3, o 16° GAC/AP transferiu todos seus A3 para o 22° GAC/AP, de Uruguaiana/RS, que até junho de 2019 utilizava o M108. http://www.16gacap.eb.mil.br/index.php/noticias/74-noticias-2019/290-transferencia-dos-obuseiros-m109-a3-2 O 16° GAC/AP vai ser transformado em 16° GMF, equipado com o Astros 2020. Então, os 60 A5 irão substituir os A3 em… Read more »

Flanker
Visitante
Flanker

Corrigindo, eram 3 GAC/AP com o M109A3 ( 16°, em São Leopoldo/RS; 29°, em Cruz Alta/RS e 15°, em Lapa/PR).
16° – transferiu seu A3 para o 22° GAC/AP
29° – substituirá seus A3 por A5
15° – substituirá seus A3 por A5

Então, serão 12 A3 mantidos operacionais e 24 que, provavelmente, servirão de fonte de peças, junto com 6 ou 8 A5 não modernizados.

Os A5+BR irão mobiliar o 3° e o 5° GAC/AP’s

Juarez
Visitante
Juarez

Tudo bem Ivo André….
Acho que todos isvS 3 vão para a reserva e virar scrapper. Não acredito também que todos os 60 A 5 não modernizados sejam postos em caraca, talvez uns 40 destes 60 mobilizem os GAC.

Flanker
Visitante
Flanker

Fala, Juarez! Tudo bem?

Acredito que os A3 que eram do 16⁰ e foram transferidos em junho passado para o 22⁰ de Uruguaiana, devem continuar operando, pois não faria sentido um reequipamento e pouco tempo depois aposentar o equipamento.
Quanto aos A5 não-modernizados, pode ser que os 60 não entrem em operação, mesmo. Talvez alguns fiquem para scrapper. Vamos aguardar e ver o que o EB decide.

Abraço

Marujo
Visitante
Marujo

Obrigado, Flanker

Carvalho
Visitante
Carvalho

Flanker
O EB produziu bastante material conceitual sobre a inadequação dos Obuseiros AP sobre lagartas para suas brigadas mecanizadas. Este material afirma que os obuseiros rebocados ou AP sobre rodas é o mais adequado para prover o apoio de fogo.
Apenas o 22 GAC de Uruguaina (da 2ª Brigda Cav Mec) dispõe de M109.
Talvez os 90 A5 sejam destinados aos 5 GAC AP existentes.

Carvalho
Visitante
Carvalho

Acho que não fui claro….
Apenas a 2a Bgda Cav Mec dispoe de M109 (com o 22 GAc de uruguaiana)
Os outros são os dois GAC AP das Brigadas Blindadas e dois GAC da Artilharia Divisionária 3 e 5. O 16º GAC AP ficava subordinado ao Cmdo Art. Exército.

Carvalho
Visitante
Carvalho

Estou com dificuldade em me fazer entender:

“Em números aproximados, teremos 2 Grupos com A5+, 5 Grupos com A5 e 1 Grupo com A3”

Acho que os A3 serão desativados. E teremos 5 Grupos com A5 (2 com A5 + e 3 com A5)

Flanker
Visitante
Flanker

Carvalho, eu entendi o que você quis dizer quanto aos grupos das brigadas mecanizadas. Vamos aguardar a decisão do EB.
Quanto aos A3, não acredito que iriam reequipar o 22⁰ com o A3 e pouco depois aposentar o equipamento. Acredito que o A3 continuará operando no 22⁰ e será substituído nos demais grupos pelo A5.

Juarez
Visitante
Juarez

Foi o que escutei também.

Bidone
Visitante
Bidone

Entre coerência doutrinária e uma boa oferta de fim de feira…qual você acha que o Exército vai escolher?

colombelli
Visitante
colombelli

Marujo o que eu apurei é que os A3 do 16 GAC AP foram transferidos para o 22 em Uruguaiana, que operava o M108. Em algumas noticias fala que os M109 A5 não modernizados iriam para o 15 ( PR/ AD 5) o 29 (Cruz Alta) e o 27 (Ijui). os dois primeiros operam hoje o A3, o ultimo o M114. So que a maioria das noticias esqueceu que o 13 GAC de Cachoeira do Sul hoje também é da AD3 ( junto com o 29 e o 27) e conforme o Juarez citou em um post um ano atras… Read more »

Chevalier
Visitante
Chevalier

Mas sendo as 3 brigadas de cavalaria aqui do RS C Mec, não deveriam os GAC dela (19, 22 e 25o) continuarem AR? Se receberem o A3, como tu falou, viram AP. Só curiosidade mesmo..

colombelli
Visitante
colombelli

Sim, o 22 ja era AP há muito tempo. A princípio a lógica é que brigadas com mais mobilidade recebam o material com maior mobilidade tática. Se o 22 ja é ap sobre lagartas é muito provável que os demais grupos das C Mec daqui também recebam o A3. E o da 4º C Mec por ser pronto emprego seja o A5 não modernizado. Se procede a chegada dos 27 tubos para os que “ja estavam em uso” ( A3) é de presumir-se que os A3 continuarão em uso e a destinação mais lógica deles é em GU ( grandes… Read more »

Marujo
Visitante
Marujo

Obrigado, Colombelli.

Flanker
Visitante
Flanker

Sim, Colombelli. No link abaixo, aparece a transferência dos A3 do 16⁰ para o 22⁰:

http://www.16gacap.eb.mil.br/index.php/noticias/74-noticias-2019/290-transferencia-dos-obuseiros-m109-a3-2

colombelli
Visitante
colombelli

vi ontem isso ai quando fui especular onde estavam indo os A3. Eu tinha cogitado isso no mesmo post de um ano atras que citei acima, ou seja, que os do 16 iriam pra o 22 pra eliminar os M108. Mas eu penso que se um grupo vai opera-los, não há porque os demais 24 não serem igualmente destinados às duas outras brigadas de cavalaria daqui. Por quê? Porque ainda seriam melhores do que os M198 e infinitamente superiores aos M101 por elas operados hoje. Não estão em condições ruins, pelo contrário. Fora isso é um material que contempla modernizações.… Read more »

Bidone
Visitante
Bidone

Colombelli,
Porque vc afirma que o M109 é superior ao M198?

colombelli
Visitante
colombelli

É blindado, é movel por si mesmo, tem mais mobilidade tática, O M198 sendo rebocado, demora muito mais pra entrar em posição e sua guarnição fica exposta. Sua unica vantagem é a mobilidade estratégica em rodovia. Fora isso, o M109 pode ser modernizado; o M198 tem pouca coisa que poderia ser melhorada.

Talisson
Visitante
Talisson

“A artilharia revólver”, acho que é frase do Mallet.

Sincero Brasileiro da Silva
Visitante
Sincero Brasileiro da Silva

Dinheiro jogado no lixo! Pode modernizar mil vezes que vai continuar sendo uma sucata da década de 70!

Flanker
Visitante
Flanker

Kkkkkkkkkk….só rindo, mesmo! O interessante é que, todo mundo que trabalha com isso e os especialistas no tema, discordam de ti…..mas, é sua opinião…..

Silas AC
Visitante
Silas AC

Lixo…sucata…
Não força a barra por favor…

Alfa BR
Visitante
Alfa BR

Fica numa posição onde uma bateria dessa “sucata” fizer uma concentração…

Thiago Casimiro Monteiro
Visitante
Thiago Casimiro Monteiro

M109 é velharia
Coisa boa, e disponível para nós comprarmos, seria o K9 thunder

Chevalier
Visitante
Chevalier

É mesmo? Só que aqui nós estamos discutindo a realidade, não Super Trunfo.

Colombelli
Visitante
Colombelli

Junto veio 25 toneladas de munição. Dá aproximadamente 400 tiros. Deve ser pra uso no tiro de aceitação. Seŕão em torno de 12 tiros por peça. 2 ou 3 pra cada carga/ alcance. Deverá ocorrer nos proximos 30 dias no Saicã unico no sul que permite tiros no alcance maximo e carga 7. Fiquem atentos. Vale uma cobertura a ocasião.