Home Guerra ao Terror Três mortos em ataque do grupo Al-Shabab contra instalações militares no Quênia

Três mortos em ataque do grupo Al-Shabab contra instalações militares no Quênia

1792
24

Segundo a polícia queniana dois helicópteros dos EUA e uma aeronave foram destruídos, além de outros veículos militares.

 

Três pessoas, incluindo um membro do serviço americano e dois civis, foram mortas em um ataque do grupo Al-Shabab contra uma base militar no Condado de Lamu, no Quênia, usada por militares norte-americanos e quenianos, disseram os militares americanos.

Dois outros funcionários do Departamento de Defesa ficaram feridos no ataque a Camp Simba.

As Forças de Defesa do Quênia (KDF) disseram em comunicado no domingo que “por volta das 5:30 da manhã foi feita uma tentativa de violar a segurança no campo de pouso de Manda.

“A tentativa de violação foi repelida com sucesso. Quatro corpos de terroristas foram encontrados até agora. A pista de pouso está segura”, acrescentou o comunicado.

O comando militar dos EUA para a África, o AFRICOM, confirmou que houve um ataque em um breve comunicado.

“O Comando da África dos EUA reconhece que houve um ataque no aeródromo de Manda Bay, no Quênia, e está monitorando a situação. O grupo Al-Shabaab assumiu a responsabilidade pelo incidente. À medida que fatos e detalhes surgirem, forneceremos uma atualização”.

O relatório da Polícia do Quênia disse que dois helicópteros dos EUA e uma aeronave Cessna foram destruídos, além de “vários” veículos militares americanos. Uma aeronave Cessna do Quênia também foi destruída.

Anteriormente,oa Al-Shabab informou em comunicado que o ataque resultou em “baixas graves nas tropas americanas e quenianas estacionadas lá”.

“Os combatentes mujahideen entraram secretamente nas linhas inimigas, invadiram com sucesso a base militar fortemente fortificada e agora assumiram o controle efetivo de parte da base”, disse o grupo armado.

O Al-Shabaab afirmou que havia destruído sete aeronaves e três veículos militares, sem fornecer outros detalhes. Ele também publicou fotos de pistoleiros mascarados em pé ao lado de uma aeronave em chamas.

O ataque enviou uma nuvem escura de fumaça ao ar, disse Abdallah Barghash, testemunha, à agência de notícias Reuters. Barghash estava entre as multidões QUE assistiram ao drama na Ilha Manda, na vizinha Ilha Lamu, um dos principais destinos turísticos.

O Al-Shabab manteve uma campanha de ataques mortais a bombas e armas, apesar de ter sido expulso de suas bases na capital somali, Mogadíscio e em outras áreas anos atrás.

O grupo também realiza ataques frequentes no vizinho Quênia, que enviou milhares de suas tropas para a Somália para combatê-lo.

Esse ataque ocorre quase um ano após o al-Shabab lançar um ataque suicida mortal no sofisticado complexo 14 Riverside em Nairobi, matando 21 pessoas.

Nesta semana, eles mataram três passageiros quando atacaram um ônibus no Condado de Lamu, informou a polícia.

FONTE: Aljazeera

24
Deixe um comentário

avatar
12 Comment threads
12 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
19 Comment authors
paulofGuilherme CandidoJuniorRene ReisMestre Sahin Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Antunes 1980
Visitante
Antunes 1980

Que confusão, militância xiita, sunita…
Todos atacando os Estados Unidos. Isso sim é ser bem quisto no mundo islâmico.

comment image

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Talvez seja o famoso ditado: Quem semeia vento colhe tempestade.
Acredito que tenha sido um enorme erro estratégico o ataque ao General iraniano.
O segundo erro, pois o primeiro foi a própria invasão do Iraque que levou o País a essa balbúrdia.

Guilherme Candido
Visitante
Guilherme Candido

esses ataques são recorrentes, só vão ganhar notoriedade por causa do ataque efetivo norte americano.

nonato
Visitante
nonato

Vá para lá.
Jihad.
Guerra aos infiéis…

Marcos10
Visitante
Marcos10

Houve um ataque também em hotel no Quênia.

RENAN
Visitante
RENAN

Teve um novo ataque a embaixada agora?

JORGE PETROLA FERREIRA
Visitante
JORGE PETROLA FERREIRA

Nem a ONU aguentou ficar lá…

carlos andreis
Visitante
carlos andreis

Será que agora teremos um dogfight F-22/F-35 vs Qaher-313 , ou não?

RENAN
Visitante
RENAN

Não precisa de tudo isso
O Irã vai de Kowsar
Já dá conta
Modo ativado

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

A Al-Qaeda e o ISIS sempre se aproveitando das confusões alheias, só lembrando eles são sunitas e são inimigos dos EUA e do Irã ( xiitas ), mas sabem que atacando uma base americana para muitos que os que atacaram são radicais islâmicos, não estão nem aí se são sunitas ou xiitas.

paulof
Visitante
paulof

Saif al Adel, novo Emir da al Qaeda tem ligações com o Irã (já morou inclusive), sendo que ele conhece bem a região por ser um dos organizadores do atentado a embaixada do Quênia em 1998.

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

OFF – Tem um vídeo no twitter que mostra o exato momento em que uma bomba cai e mata 28 militares do GNA numa escola militar em Trípoli, foi um bombardeio do LNA, a tropa esta em forma no pátio e a bomba cai no meio da formação.

https://twitter.com/ConflitoeGuerrA/status/1213855590960771074

nonato
Visitante
nonato

Hora de Trump passar o rodo.
Atacar logo o Irã e acabar a palhaçada.

nonato
Visitante
nonato

Quanto mais espera é pior.
E tem que ser rápido e objetivo.
Não entendo porque no Afeganistão aínda não terminou.
Há 19 anos estão lá com controle total.
Diferente do Iraque.

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

A sua pergunta já e sua resposta.
Os EUA estão a 19 anos no Afeganistão e não conseguiram nada, no Iraque idem. E são países pequenos em todos os aspectos em comparação com o Iran. Lembrando que no Iraque a maioria da polulação odiava o Saddan, no Ira e o contrário.
A liderança Iraniana tambem e religiosa, seria como se católicos, fervorosos tentassem contra o Papa. Não vai rolar, invasão e portanto, não vai ter mudança de regime.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Controle total?
Americano não pode ir na esquina em Cabul comprar refrigerante que leva um tiro na testa.
E o mesmo está prestes a ocorrer no Iraque.
Erro de estratégia dá nisso.

Mestre Sahin
Visitante
Mestre Sahin

Esse chuta e corre na área pra cabecear!!!

Jeff
Visitante
Jeff

Mais uma guerra? Qual o custo financeiro? Qual o custo em vidas de soldados americanos? E, mais importante, qual o custo para a campanha de reeleição do Trump?

Brunow
Visitante

As aeronaves destruídas não foram Cessna, foi
Confirmado a destruição de uma aeronave Wolfhound C146A do Comando de Operações Especiais (SOCOM) dos Estados Unidos e um DHC-8-202 do Quênia, e mais dois helicópteros não informaram modelo; as baixas segundo os americanos são do Soldado Henry Mayfield de 23 anos, mais dois “contratados” o que possivelmente deixa claro que não é civil, mas sim mercenários, deixou também outros dois soldados americanos feridos.

Cristiano Salles (Taubaté-SP)
Visitante
Cristiano Salles (Taubaté-SP)

USA, só está esperando alguma reação muito violenta do Irã, para ter o alibi de bombardear os pontos estratégicos do País…, USA está com o dedo no gatilho, só esperando… Se for atacar o Irã, que seja para não deixar nem um ponto estratégico para traz, pois senão vai amargar a oportunidade perdida e terá a comunidade internacional contra… Outra coisa, pessoal defende o Irã…, más o que um general tão poderoso do Irã estava fazendo dentro do Iraque…, boa coisa não é…, mesma coisa de um general Argentino dentro do Brasil, ditando ordens e maracutaias de atentados terroristas…

JuggerBR
Visitante
JuggerBR

Trump não esperava a reação do ‘governo’ do Iraque, sair de lá agora se tornou um problemão. Se ficar vai ter muitas baixas, se sair vai entregar um baita território pro Irã e seus terroristas…

Rene Reis
Visitante
Rene Reis

problemao mesmo , e se começarem manifestaçoes em massa pedindo a saida das tropas? Vai ficar feio

Caio
Visitante
Caio

Eu me pergunto como esses radicais conseguem tanta motivação? Se Matam e sem pestanejar, apenas por querer impor uma religião, isso já é um fato psiquiátrico.

Junior
Visitante
Junior

Outro dia estava vendo um vídeo de como são as madraças no Paquistão financiadas pela Arábia Saudita, ai sim eu entendi de onde eles tiram tanta motivação para MATAR pessoas que eles dizem ter um pensamento diferente deles (inimigos de Alláh, segundo eles). Depois disso cheguei a conclusão de que jogar bombas nesses malucos é inútil, se querem acabar realmente com esse problema, a resposta esta em como cortar o financiamento para esses tipos de escolas religiosas que deturpam a religião e criam monstros como esses ai. Quase todo grupo terrorista tem um líder dito religioso por trás e os… Read more »