Home Exército Brasileiro Paraquedistas do EB treinam para a Operação Culminating com o US Army

Paraquedistas do EB treinam para a Operação Culminating com o US Army

10820
50

Rio de Janeiro (RJ) – A Brigada de Infantaria Pára-quedista, por meio de uma Companhia de Fuzileiros do 25º Batalhão de Infantaria Pára-quedista, segue com os preparativos para a Operação Culminating.

O exercício bilateral entre o Exércitos Brasileiro e o Exército Americano será realizado em fevereiro de 2021, no Joint Readiness Training Center, em Fort Polk, nos Estados Unidos. Essa atividade é um intercâmbio entre nações amigas e finaliza um plano conjunto de atividades ao longo de cinco anos.

Dando continuidade ao cronograma de treinamentos, no dia 9 de junho, foi realizado um adestramento específico de “Live Fire”, no qual os militares puderam aperfeiçoar o tiro tático e a progressão no terreno.

O exercício aconteceu no Campo de Instrução de Gericinó e ocorreu no nível Esquadra (fração constituída por um Cabo, que é o comandante, e 3 Soldados), com disparo em progressão, atingindo alvos na distância de 100 a 300 metros.

Foram executados disparos do Fuzil IA2 e da Metralhadora MINIMI calibre 5,56 mm, de dotação dos Pelotões de Fuzileiros Paraquedistas. Mais de 50 militares participaram da ação, aperfeiçoando seu preparo operacional.

Já no dia 15 de junho, ocorreu um adestramento específico, com tiros reais, na Restinga da Marambaia. Na oportunidade, as guarnições dos armamentos coletivos da subunidade realizaram disparos de Mrt 81, Metralhadora MAG e Metralhadora .50, em alvos dispostos no Centro de Avaliação do Exército.

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

Subscribe
Notify of
guest
50 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo
Fabio Araujo
4 meses atrás

Esse tipo de treinamento com forças de outros países é muito bom, as trocas de experiências e conhecimento é excelente para todos.

FABRÍZIO AMORIM DE MENEZES
FABRÍZIO AMORIM DE MENEZES
4 meses atrás

Alguém poderia me explicar essa empunhadura acima do ombro? (penúltima foto). Já vi em outras forças tb, em ambientes confinados.

rdx
rdx
Reply to  FABRÍZIO AMORIM DE MENEZES
4 meses atrás

Está correta… posição ideal para disparar em pé e com os 02 olhos abertos. Isto explica porque seu emprego é comum em espaços confinados.

Victor
Victor
Reply to  rdx
4 meses atrás

Correta todavia excepcional em espaços confinados, não nesta situação em que se encontra. Deve ter sido apenas pra foto assim acredito!

Alfa BR
Alfa BR
4 meses atrás

Capacete high cut e plate carrier leve. Padrão das unidades Op Esp que agora está virando tendência entre forças convencionais leves.
 
Única coisa que não entendo é a falta de uma mira ótica nas metralhadoras:
 comment image

Salim
Salim
Reply to  Alfa BR
4 meses atrás

Também gostei padrão camuflagem, este treinamento sera muito bom para troca conhecimento .

Augusto L
Augusto L
Reply to  Alfa BR
4 meses atrás

Ao meu ver as metralhadoras eram as que teriam que ter óticas primeiro que os resto do esquadrão.

30% das fatalidade em campo vem delas

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Alfa BR
4 meses atrás

Na primeira foto a metralhadora está com mira ótica

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Heinz Guderian
4 meses atrás

Não especifiquei em qual:
 
Mira ótica nas metralhadoras médias de emprego geral MAG.
 comment image

Last edited 4 meses atrás by Alfa BR
Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Alfa BR
4 meses atrás

Entendi, eu concordo que todas as metralhadoras deveriam ser dotadas de tal acessório. Acho que aos poucos o EB vai modernizando o armamento individual e geral.

José Gonçalves Dias Junior
José Gonçalves Dias Junior
Reply to  Alfa BR
4 meses atrás

Brasil !!!

Wellington Góes
Wellington Góes
4 meses atrás

Bacana ver que novos equipamentos e uniformes estão sendo implementados… Demorou, mas estão avançando… Mesmo sendo uma tropa especializada, ainda estavam nos anos 1980/90… Ainda há muito o que avançar, mas já está melhor do que era antes….

nonato
nonato
Reply to  Wellington Góes
4 meses atrás

Presidente militar é assim.

Peter nine-nine
Peter nine-nine
Reply to  nonato
4 meses atrás

lol
 

Salim
Salim
Reply to  nonato
4 meses atrás

Se náo falha memoria este exercício foi acertado governo Dilma ( 2015 acordo entre EB e eua ) e tudo que esta ai e investimento daquela época e do governo Temer. Ate agora náo temos nada de investimento/planejamento deste governo. E muito estranho , mas e a verdade. Este governo tinha tudo para ser grandioso, mais uma vez perdemos.

Peter nine-nine
Peter nine-nine
Reply to  Salim
4 meses atrás

Daí o meu “lol”.

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  nonato
4 meses atrás

E tu achas, realmente, que foi por causa dele?!
Rsrsrsrs 🤭

Augusto L
Augusto L
4 meses atrás

Gostei muito do equipamento individual, tomara q o EB tome vergonha na cara e equipe bem suas forças de rápida reação.

Estamos muito atrasados nisso, ate adoção da FN Minimi é controversa os principais exércitos já estão planejando aposenta-la.

rdx
rdx
Reply to  Augusto L
4 meses atrás

E compraram justamente a versão 5,56 mm com cano curto. Parece que o EB esqueceu que a brigada Pqdt é uma brigada de infantaria e não de operações especiais. Na minha opinião, o EB deveria complementar o IA-2 (que possui apenas 250 metros de alcance efetivo) com a versão 7,62mm da Minimi (substituindo o FAP e a MAG) e um bom DMR 7,62mm. Dessa forma a bda poderia fazer frente a oponentes armados predominantemente com armas 7,62mm. Aliás, há mais de 10 anos já se sabe que apenas 50% dos confrontos ocorrem até 300 metros. Isto explica o desespero dos… Read more »

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  rdx
4 meses atrás

A Minimi 7.62mm (Maximi) não substitui a MAG na função de apoio sustentado no tripé e como lunete (coisa que não usamos).
 
No bipé e no máximo dentro do nível pelotão é interessante.

Agnelo
Agnelo
Reply to  rdx
4 meses atrás

Prezado
O EB deverá adotar os dois calibres nos GC.
Parte do GC com IA2 5,56 e Lç Gr 40 mm pelo elevado volume de fogos q proporciona, apoiando a manobra. E o 7,62 na minimi e IA2 de alguns esclarecedores. Estes
Com luneta pra maior distância é maior cano.
Não sei a Sit das minimi 5,56.
Sds

Salim
Salim
Reply to  Agnelo
4 meses atrás

Concordo com VC, dotar batalhão com maioria usando 5,56 e melhores atiradores com 7,62. Teríamos maior volume fogo pois 5,56 e mais leve e compacto e o 7,62 com melhores atiradores na cobertura longo alcance. Quanto metralhadora depende da operação, para tropa paraquedista tenho duvidas entre portabilidade e volume fogo versus poder destruição.

Pedro Rocha
Pedro Rocha
4 meses atrás

Olá senhores! Excelente iniciativa do EB! Eu espero e torço para os deslocamentos aéreos sejam feitos pelos FAB KC-390. Seria uma ótima vitrine lá nos EUA!

Salim
Salim
Reply to  Pedro Rocha
4 meses atrás

Se fosse possível uns Super Tucano para CAS e reconhecimento , ai ficaria campeão. Viajando mais um pouco uma bateria Astros pra martelar oponente.

sub urbano
sub urbano
4 meses atrás

Coisa horrorosa treinar com a capa de colete sem a placa. Pelo menos trocaram os coturnos para o padrão marrom dos fuzileiros navais. Mas continua feio, tem que diminuir a quantidade a aumentar a qualidade igual o Chile.

Tutu
Reply to  sub urbano
4 meses atrás

Os PQD sempre usaram coturnos na cor marrom.

Yuri Casandre
Yuri Casandre
Reply to  sub urbano
4 meses atrás

Sério que você reparou no coturno?? Kk Qual o seu problema com o coturno preto? É treinamento militar e não um desfile de moda.

Victor
Victor
Reply to  sub urbano
4 meses atrás

kkkkk pensei que só eu tinha percebido isso afinal ninguém tinha comentado ate voce comentar… realmente acehi ridículo, treino é com equipamento que se usa, se quer tornar o mais real possível. Mas como o outro comentário que fiz mais acima, acredito que foi só pra foto, duvido muito que brigada pqdt use pla carrier, é caro, muito caro parceiro pro EB bancar.

Vitor
Vitor
4 meses atrás

Esse é o novo padrao de uniforme do EB?

Peter nine-nine
Peter nine-nine
Reply to  Vitor
4 meses atrás

Vitor, sobre possibilidade de estar errado.   Pelo que eu sei, ou acho que sei, a força brasileira está a adoptar novo fardamento, com camuflado idêntico, mas diferente, com diferentes tonalidades. Portanto, um novo fardamento, com padrão semelhante ao em uso e com mais que uma tonalidade para diferentes unidades, funções e/ou missões, mas posso estar errado. Vi até um que, com o mesmo padrão, era no entanto com tons cinzas, brancos, azulados…   Com detalhe pouca coisa posso dizer… mas como reparei em matéria posterior a esta (por mau timing), uma das coisas que reparei foi mesmo “um uniforme… Read more »

Lu Feliphe
Reply to  Peter nine-nine
4 meses atrás

Peter, ainda não está totalmente decido qual o novo uniforme do Exército Brasileiro, pode ser um baseado no atual, ou um novo.
O uniforme branco e azulado é o uniforme que os Fuzileiros navais estão testando.
De qualquer forma a única coisa que sabemos é que o futuro uniforme deve ter características de “uniformes inteligentes” a abdi já discutiu isso com o Exército. https://www.forte.jor.br/2018/11/03/exercito-brasileiro-tera-uniformes-inteligentes/
Sobre o uniforme atual, os padrões dos uniformes ainda continuam em grande parte das unidades a mesma, há algumas modificações em certas unidades, nas imagens pode ver que o instrutor é um exemplo.

Last edited 4 meses atrás by Lu Feliphe
Lu Feliphe
Reply to  Peter nine-nine
4 meses atrás

Peter, ainda não foi decidido o novo uniforme do Exército se vai ser baseado no atual, ou um novo baseado em alguma camuflagem utilizado no exterior.
Provavelmente será um uniforme com características “inteligentes” já que a abdi discutiu isso com o Exército.
O uniforme que você viu branco e azulado é um uniforme que está sendo testado pelos Fuzileiros.

Peter nine-nine
Peter nine-nine
Reply to  Lu Feliphe
4 meses atrás

Lu, eu entendi que o uniforme está escolhido, faltando selecionar os padrões de camuflagem e tonalidades a ser utilizadas.

Peter nine-nine
Peter nine-nine
Reply to  Peter nine-nine
4 meses atrás

Tal sendo verdade, a farda (tecido, qualidades em geral, origem, fornecedor) está escolhida.

Atirador 33
Atirador 33
Reply to  Vitor
4 meses atrás

Essa questão dos uniformes da forças é assunto muito interessante, o EB usava um uniforme mais ou menos com as características dos uniformes tipos BDU, que são mais reforçados, tecido.mais grosso porem menos confortável, agora passa a usar em agumas unidades militates o padrão também americano ACU, mais fino, menos durável (por ser mais fino e nao pela falta de qualidade). Uso o ACU para jogar airsoft no verão muito confortável, e uso o BDU na maioria dos jogos por causa grossura dp tecido. Quanto ao camuflado não conheço o bioma amazonico, mais acho que o atual camuflado EB é… Read more »

Yuri Casandre
Yuri Casandre
Reply to  Atirador 33
4 meses atrás

Exatamente. Qual a necessidade de mudar o uniforme que já funciona tão bem?! Qual a necessidade de colocar um camuflado digital por exemplo sendo um exército que atua muito na selva… O povo tá é com falta do que fazer.

Atirador 33
Atirador 33
Reply to  Yuri Casandre
4 meses atrás

Eu, usando o senso comum, eu se fosse o EB adotaria o camuflado da marinha que será mudado, e usaria ele no centro oeste, sul e sudeste, na caatinga não tem magica é usar aquele e lona mesmo.

Abs

Welington S.
Welington S.
4 meses atrás

Fui pesquisar mais sobre a Joint Readiness Training Center e encontrei um vídeo. Como de costume, gosto de ler os comentários mas tem horas que dá vontade de enterrar minha cabeça na areia e nunca mais sair de lá…

Screenshot_1.png
Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Welington S.
4 meses atrás

Manda esse vídeo para o carinha aí:
 
https://www.youtube.com/watch?v=hGTmBNU5KHc

Yuri Casandre
Yuri Casandre
Reply to  Welington S.
4 meses atrás

Eles realmente espionam todo mundo, assim como China e Rússia. Todos se espionam, uma mais e outros menos. Os grandes são os que mais conseguem, mas os pequenos não. É ingenuidade pensar que os atos do EUA são bonzinhos, assim com Rússia, China e demais, é tudo interesse. Interesse em cima de interesse. Dão de amiguinhos para o nosso de vez em quando porque temos bastante coisas na nossa economia e é melhor nos ter como amigo do que como inimigos…

Carlos Campos
Carlos Campos
4 meses atrás

Vcs podem me dizer onde o soldado na segunda foto de baixo para cima tá apoiando a metralhadora?

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Carlos Campos
4 meses atrás

Ele tá apoiando a coronha no ombro. Usam isso para descansar e quando estão apenas observando. Também é porque o colete atrapalha firmar a soleira no cavado do ombro.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Alfa BR
4 meses atrás

obrigadp a primeira vista parece bem errado

Rodrigo
Rodrigo
4 meses atrás

Off Topic:
Um militar faleceu nesse adestramento, ele ficou preso na aeronave e quando conseguiram soltar ele o para quedas não abriu corretamente, chegando ao solo teve vários ferimentos e veio ao óbito posteriormente.

Eduardo Oliveira
Eduardo Oliveira
Reply to  Rodrigo
4 meses atrás

Não fazia parte desse adestramento. Foi no salto dos recrutas desse ano, o garoto era do 27. Mesmo assim, muito triste.

Last edited 4 meses atrás by Eduardo Oliveira
Alfa BR
Alfa BR
4 meses atrás

E por favor EB: compre míssil anticarro para essa turma!
 comment image

Cidadão
Cidadão
4 meses atrás

Muito bom! Esses dias mesmo o ditador bolivariano lançou mais uma provocação ao Brasil. A Brigada Pqdt deve estar pronta para qualquer contingência.

Last edited 4 meses atrás by Cidadão
Lyoto
Lyoto
4 meses atrás

Alguém saberia me dizer se esses uniformes, coletes e botas são de fabricação nacional?

Augusto Mota
Augusto Mota
4 meses atrás

Ninguém mais no EB segura fuzil pelo guarda-mão???? Essa última foto é grotesca, todos empunhando com a mão no carregador, meus Deus do céu, dá vontade de fechar os olhos…

BVR
BVR
Reply to  Augusto Mota
4 meses atrás

Olá Augusto !
Novo fuzil, nova empunhadura. Eles não estão equivocados.