Home Blindados VPK-Strela, novo veículo blindado leve da Rússia

VPK-Strela, novo veículo blindado leve da Rússia

3103
38

O veículo Strela pesa apenas 4,7 toneladas

MOSCOU, 13 de julho/TASS/. Especialistas da Military Industrial Company da Rússia desenvolveram uma família de novos veículos blindados leves VPK-Strela que podem ser transportados por helicópteros Mil Mi-8 em uma funda externa, disse o CEO da empresa, Alexander Krasovitsky, à TASS na segunda-feira.

“Os projetistas da Military Industrial Company desenvolveram e ofereceram por iniciativa própria e no menor tempo possível o conceito de fabricação de veículos leves, o que ajudou a criar um modelo experimental de veículo blindado da família VPK-Strela”, disse o executivo-chefe.

O veículo Strela pesa apenas 4,7 toneladas, o que permite transportá-lo rapidamente para outra área ou como parte de forças táticas de assalto aéreo por helicópteros de transporte militar, como um Mi-8 em uma funda externa, disse ele.

“Até hoje, nosso exército simplesmente não tem veículos blindados desse tipo”, enfatizou o executivo-chefe.

O Strela é designado para transportar pessoal e várias cargas, garantindo o nível necessário de proteção blindada, disse Krasovitsky.

“O veículo pode ser usado como posto de comando, meio de transporte e veículo de serviço operacional em unidades especiais dos órgãos executivos de força ou como base para a criação de uma família de veículos e para a montagem de armamentos e equipamentos especiais”, afirmou o chefe da Military Industrial Company, disse.

A blindagem do veículo fornece proteção balística de segundo grau (protege contra projéteis com um núcleo reforçado pelo calor de cartuchos de 5,45x39mm do fuzil de assalto AK-74, projéteis com o núcleo reforçado pelo calor de 7,62x39mm da metralhadora AKM e com o núcleo reforçado sem calor de munição de 7.62x54mm disparada do fuzil sniper Dragunov). A proteção anti-explosão do veículo protege a tripulação dentro dele ao atingir minas ou explosivos com um rendimento de até 2 kg em equivalente a TNT.

O Strela pode desenvolver uma velocidade de até 155 km/h na estrada e transportar oito pessoas. O design do veículo é baseado em montagem avançada, unidades e acessórios planejados para uso na produção em massa na indústria automobilística nacional. Os componentes do veículo são 100% produzidos no território da Rússia.

FONTE: TASS

Subscribe
Notify of
guest
38 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
paulop
paulop
25 dias atrás

Show de bola… lembra de longe um JLTV (pelo menos no layout)
Abraço

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
25 dias atrás

O EB precisa se decidir, ou vai de Leopard ou vai de Abrams!

Matheus Augusto
Matheus Augusto
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
25 dias atrás

O que tem haver com a notícia ?

MMerlin
MMerlin
Reply to  Matheus Augusto
25 dias atrás

Nada. O cara só quer agitar, motivar discussão e angariar acessos. Não merece nem um deslike.

Last edited 25 dias atrás by MMerlin
Vinícius
Vinícius
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
25 dias atrás

De acordo com os requisitos do Exército, nenhum dos dois está na lista de possíveis compras, já que nos requisitos, o blindado ñ pode ter mais do que 50 toneladas, e tanto o Leopard quanto Abrams pesam mais de 60 toneladas

Vinícius
Vinícius
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
25 dias atrás

Se nós formos depender apenas de compras internacionais ao invés, quem sabe, produzir nosso próprio blindado, o único que se encaixa totalmente nos requisitos nesse momento é o MBT Tipo 10 Japonês

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Vinícius
25 dias atrás

E o T-90.

Vinícius
Vinícius
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
25 dias atrás

Se a Rússia substituir o canhão de 125 mm por um canhão padrão Otan como tá nos requisitos do Exército, aí teríamos duas escolhas, o T-90MS que é a versão modernizada do T-90 e o T-14 Armata, dois MBT’s incríveis

Elcimar Menassa
Elcimar Menassa
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
25 dias atrás

nem um nem outro por enquanto,vai atualizar o que der no 1a5..esquece abrams..a não ser que se troque a turbina por um poderoso MTU capas de impulsionar seu enorme peso.

Lu Feliphe
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
25 dias atrás

Compras de equipamentos assim não são feitos na velocidade da luz. O Exército vai operar o Leopard 1a5 até o contrato com a kmw acabar em 2027. Há estudos sobre o novo cc, mas de qualquer forma não vai ver Abrams operando aqui.

Last edited 25 dias atrás by Lu Feliphe
Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
25 dias atrás

Melhor ir de Leopard 3, novo, e pode usar por 40 anos.

Gabriel BR
Gabriel BR
25 dias atrás

Tem bastante futuro no mercado da CEI e países abaixo da linha do Equador.

Tomcat4,2
25 dias atrás

Projeto promissor, muito bacana . Torço para que a Agrale evolua seus jipes pra algo similar no futuro.

Victor
Victor
Reply to  Tomcat4,2
25 dias atrás

Marruá nas versões blindadas já não faz parte desse mesmo segmento do modelo russo ou estou enganado?

Tomcat4,2
Reply to  Victor
25 dias atrás

Faz parte não, é basicamente uma caminhonete blindada mais voltada para forças policiais(Agrale Marruá AM200;comment image

Victor Barros
Victor Barros
Reply to  Tomcat4,2
24 dias atrás

Excelente meu caro, verdade. Quem sabe uma versão atualizadíssima do Marruá, uma versão “4.0 turbo”, alargada e melhor em todos os sentidos, mas ai já seria quase um outro carro, mas não custaria nada tentar, a graça das FFAA já tem né verdade. Obrigado pelo feedack.

João Adaime
João Adaime
25 dias atrás

Desenho bonito. Texto distribuído pelo fabricante muito bem feito.
Mas nós temos o Gladiador II, obrigado. Sem falar no Iveco.

Rogério Loureiro Dhierio
Rogério Loureiro Dhierio
Reply to  João Adaime
25 dias atrás

E o Guará da Avibras.

Eu TB arriscaria colocar os Marruás da Agrale neste bolo de opções.

Lu Feliphe
Reply to  João Adaime
25 dias atrás

Mas a notícia é para demonstrar um novo blindado, não tendo nada haver com esses veículos.

Augusto Mota
Augusto Mota
Reply to  João Adaime
20 dias atrás

Depois q vc escreveu fui pesquisar esse Gladiador II e realmente é incrível, show de bola, o EB devia encomendar, acho que é um projeto vencedor.

Elcimar Menassa
Elcimar Menassa
25 dias atrás

a Russia usou ou usa o lince da iveco não ? porque esse ai é uma copia remasterizada.

Lu Feliphe
Reply to  Elcimar Menassa
25 dias atrás

A Rússia utilizou o lince na Síria. Na minha opinião não se assemelha a ele.

Tomcat4,2
Reply to  Elcimar Menassa
25 dias atrás

Na verdade parece uma versão mais leve e menos parruda.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
25 dias atrás

Surgiu dos aprendizados na Síria?

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Fabio Araujo
25 dias atrás

Isso ocorreu porque o carro blindado do atleta adicionou peso e tamanho, bem como a necessidade de um carro blindado transportado por ar para as forças terrestres que poderiam ser pilotadas por helicópteros.

Oráculo
Oráculo
25 dias atrás

Vendo esse veículo russo, só aumenta minha convicção do erro estratégico que o E.B. cometeu ao não se unir a uma empresa 100% nacional, como a AVIBRAS ou a própria Agrale, para projetar, desenvolver um protótipo, corrigir defeitos e depois fabricar seu próprio VBMT-LR. Era a chance de criarmos uma linha produção 100% nacional de veículos blindados. Algo em que já fomos muito bons em fabricar. A médio prazo todos os exércitos do planeta vão precisar de veículos como esse. E vai ter mercado para todos que desenvolverem um bom produto. Outra oportunidade que nosso Generais deixaram escapar. O lobby… Read more »

Peter nine-nine
Peter nine-nine
Reply to  Oráculo
19 dias atrás

Oráculo, eu acredito que o principal erro brasileiro é saber, ou no caso, desconhecer, em que apostar. Querem fazer aviões, navios, submarinos, APCs, tanques, armas, blindados, etc, acabando no fim por nada produzir, ou pouco produzir, em comparação com a concorrência, para clientes que não ele próprio. Eu acho perfeitamente viável um aposta brasileira no sector militar terrestres, começando pelo menos complexo – blindados como o referido. O que eu acho que acaba por ocorrer, por conta de devaneios, é que em vez de haver uma ou outra área em que o país e as forças decidam apostar, edificando especialização… Read more »

Salim
Salim
25 dias atrás

Senhores, náo e muito luxo carregar jipe por helicóptero, náo fica mais fácil e rápido transportar pessoal em helicóptero menor!? Taticamente enviar jipe via helicóptero náo muda nada, só imagino isto em missão especifica de um comando tático, porem pra que o jipe!? Talvez pra levar oficial passear.

sub urbano
sub urbano
Reply to  Salim
25 dias atrás

Imagine q vc foi convocado para uma guerra como soldado de infantaria, no contexto de um front cheio de venezuelanos armados com AKs. Vc ia preferir fazer um reconhecimento à pé atrás de uma gandola de 70% algodão e 30% poliéster ou atrás de 5mm de aço de um jipe desses aí?

Salim
Salim
Reply to  sub urbano
23 dias atrás

Alvo Facil atgm, no caso venezuelanos tem aos milhares, alem da fragilidade helicóptero pesado para descarregar este carro de quase 5 tons sem torre remota, alem de náo aguentar .50. Muito risco para soltar um único veiculo.

José
José
Reply to  Salim
25 dias atrás

Dá um zero pra ele professor Girafalez!

Salim
Salim
Reply to  José
25 dias atrás

O que e feito hoje , inclusive Brasil desenvolveu um junto Argentina veículos leves, o Gaucho. Tambem mesmo conceito utilizado por USA, o DPV usados Iraque e o ITV para ser transportado pelo V22, inclusive se alguem pesquisar e basicamente uma gaiola , ai sim grande mobilidade, facilidade transporte, pode ser equipado com metralhadoras ate.50 e o ITV com Missil TOW.

Matheus Augusto
Matheus Augusto
Reply to  Salim
24 dias atrás

Falaram muito desse Gaúcho na época, mas ele chegou a sair da fase de protótipo ? Nossas forças chegaram a adotá-lo ?

Johan
Johan
Reply to  Matheus Augusto
24 dias atrás

Só a Argentina adotou e em pequenas quantidades.

Augusto Mota
Augusto Mota
Reply to  Johan
20 dias atrás

O EB não compra nada de empresas nacionais, só compra lixo da IMBEL que é cabide de emprego de milicos apadrinhados ocupando cargos, só isso. Se vc for comprar uma simples pistola da IMBEL leva de 6 meses a 1 ano pra entregar, se acontecesse nos EUA fechavam essa birosca na hora e demitiam todo mundo.

Last edited 20 dias atrás by Augusto Mota
FERNANDO
FERNANDO
24 dias atrás

Olha, eu com um desses,
arrasava na estrada.
Acredito que se o EB for mudar o seu MBT, a escolha será o LEO.
Acredito que a plataforma LEO + MADER vai cair com uma luva para o EB
Podiamos comprar o direito de produção.
Agora em relação ao JEPÃO, em qual concessionária eu compro???

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
24 dias atrás

Deve ter uma boa relação peso (4,7t) x potencia (?)….atingir 155 km/h em uma viatura blindada leve esta bem acima da media dos concorrentes, talvez patrulhar uma area bem maior….Muito bom

Fábio de Souza
Fábio de Souza
24 dias atrás

Lindo Veiculo !!!