Home Blindados VPK-Strela, novo veículo blindado leve da Rússia

VPK-Strela, novo veículo blindado leve da Rússia

3260
38

O veículo Strela pesa apenas 4,7 toneladas

MOSCOU, 13 de julho/TASS/. Especialistas da Military Industrial Company da Rússia desenvolveram uma família de novos veículos blindados leves VPK-Strela que podem ser transportados por helicópteros Mil Mi-8 em uma funda externa, disse o CEO da empresa, Alexander Krasovitsky, à TASS na segunda-feira.

“Os projetistas da Military Industrial Company desenvolveram e ofereceram por iniciativa própria e no menor tempo possível o conceito de fabricação de veículos leves, o que ajudou a criar um modelo experimental de veículo blindado da família VPK-Strela”, disse o executivo-chefe.

O veículo Strela pesa apenas 4,7 toneladas, o que permite transportá-lo rapidamente para outra área ou como parte de forças táticas de assalto aéreo por helicópteros de transporte militar, como um Mi-8 em uma funda externa, disse ele.

“Até hoje, nosso exército simplesmente não tem veículos blindados desse tipo”, enfatizou o executivo-chefe.

O Strela é designado para transportar pessoal e várias cargas, garantindo o nível necessário de proteção blindada, disse Krasovitsky.

“O veículo pode ser usado como posto de comando, meio de transporte e veículo de serviço operacional em unidades especiais dos órgãos executivos de força ou como base para a criação de uma família de veículos e para a montagem de armamentos e equipamentos especiais”, afirmou o chefe da Military Industrial Company, disse.

A blindagem do veículo fornece proteção balística de segundo grau (protege contra projéteis com um núcleo reforçado pelo calor de cartuchos de 5,45x39mm do fuzil de assalto AK-74, projéteis com o núcleo reforçado pelo calor de 7,62x39mm da metralhadora AKM e com o núcleo reforçado sem calor de munição de 7.62x54mm disparada do fuzil sniper Dragunov). A proteção anti-explosão do veículo protege a tripulação dentro dele ao atingir minas ou explosivos com um rendimento de até 2 kg em equivalente a TNT.

O Strela pode desenvolver uma velocidade de até 155 km/h na estrada e transportar oito pessoas. O design do veículo é baseado em montagem avançada, unidades e acessórios planejados para uso na produção em massa na indústria automobilística nacional. Os componentes do veículo são 100% produzidos no território da Rússia.

FONTE: TASS

Subscribe
Notify of
guest
38 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
paulop
paulop
6 meses atrás

Show de bola… lembra de longe um JLTV (pelo menos no layout)
Abraço

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
6 meses atrás

O EB precisa se decidir, ou vai de Leopard ou vai de Abrams!

Matheus Augusto
Matheus Augusto
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
6 meses atrás

O que tem haver com a notícia ?

MMerlin
MMerlin
Reply to  Matheus Augusto
6 meses atrás

Nada. O cara só quer agitar, motivar discussão e angariar acessos. Não merece nem um deslike.

Last edited 6 meses atrás by MMerlin
Vinícius
Vinícius
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
6 meses atrás

De acordo com os requisitos do Exército, nenhum dos dois está na lista de possíveis compras, já que nos requisitos, o blindado ñ pode ter mais do que 50 toneladas, e tanto o Leopard quanto Abrams pesam mais de 60 toneladas

Vinícius
Vinícius
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
6 meses atrás

Se nós formos depender apenas de compras internacionais ao invés, quem sabe, produzir nosso próprio blindado, o único que se encaixa totalmente nos requisitos nesse momento é o MBT Tipo 10 Japonês

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Vinícius
6 meses atrás

E o T-90.

Vinícius
Vinícius
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
6 meses atrás

Se a Rússia substituir o canhão de 125 mm por um canhão padrão Otan como tá nos requisitos do Exército, aí teríamos duas escolhas, o T-90MS que é a versão modernizada do T-90 e o T-14 Armata, dois MBT’s incríveis

Elcimar Menassa
Elcimar Menassa
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
6 meses atrás

nem um nem outro por enquanto,vai atualizar o que der no 1a5..esquece abrams..a não ser que se troque a turbina por um poderoso MTU capas de impulsionar seu enorme peso.

Lu Feliphe
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
6 meses atrás

Compras de equipamentos assim não são feitos na velocidade da luz. O Exército vai operar o Leopard 1a5 até o contrato com a kmw acabar em 2027. Há estudos sobre o novo cc, mas de qualquer forma não vai ver Abrams operando aqui.

Last edited 6 meses atrás by Lu Feliphe
Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
6 meses atrás

Melhor ir de Leopard 3, novo, e pode usar por 40 anos.

Gabriel BR
Gabriel BR
6 meses atrás

Tem bastante futuro no mercado da CEI e países abaixo da linha do Equador.

Tomcat4,2
6 meses atrás

Projeto promissor, muito bacana . Torço para que a Agrale evolua seus jipes pra algo similar no futuro.

Victor
Victor
Reply to  Tomcat4,2
6 meses atrás

Marruá nas versões blindadas já não faz parte desse mesmo segmento do modelo russo ou estou enganado?

Tomcat4,2
Reply to  Victor
6 meses atrás

Faz parte não, é basicamente uma caminhonete blindada mais voltada para forças policiais(Agrale Marruá AM200;comment image

Victor Barros
Victor Barros
Reply to  Tomcat4,2
6 meses atrás

Excelente meu caro, verdade. Quem sabe uma versão atualizadíssima do Marruá, uma versão “4.0 turbo”, alargada e melhor em todos os sentidos, mas ai já seria quase um outro carro, mas não custaria nada tentar, a graça das FFAA já tem né verdade. Obrigado pelo feedack.

João Adaime
João Adaime
6 meses atrás

Desenho bonito. Texto distribuído pelo fabricante muito bem feito.
Mas nós temos o Gladiador II, obrigado. Sem falar no Iveco.

Rogério Loureiro Dhierio
Rogério Loureiro Dhierio
Reply to  João Adaime
6 meses atrás

E o Guará da Avibras.

Eu TB arriscaria colocar os Marruás da Agrale neste bolo de opções.

Lu Feliphe
Reply to  João Adaime
6 meses atrás

Mas a notícia é para demonstrar um novo blindado, não tendo nada haver com esses veículos.

Augusto Mota
Augusto Mota
Reply to  João Adaime
5 meses atrás

Depois q vc escreveu fui pesquisar esse Gladiador II e realmente é incrível, show de bola, o EB devia encomendar, acho que é um projeto vencedor.

Elcimar Menassa
Elcimar Menassa
6 meses atrás

a Russia usou ou usa o lince da iveco não ? porque esse ai é uma copia remasterizada.

Lu Feliphe
Reply to  Elcimar Menassa
6 meses atrás

A Rússia utilizou o lince na Síria. Na minha opinião não se assemelha a ele.

Tomcat4,2
Reply to  Elcimar Menassa
6 meses atrás

Na verdade parece uma versão mais leve e menos parruda.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
6 meses atrás

Surgiu dos aprendizados na Síria?

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Fabio Araujo
6 meses atrás

Isso ocorreu porque o carro blindado do atleta adicionou peso e tamanho, bem como a necessidade de um carro blindado transportado por ar para as forças terrestres que poderiam ser pilotadas por helicópteros.

Oráculo
Oráculo
6 meses atrás

Vendo esse veículo russo, só aumenta minha convicção do erro estratégico que o E.B. cometeu ao não se unir a uma empresa 100% nacional, como a AVIBRAS ou a própria Agrale, para projetar, desenvolver um protótipo, corrigir defeitos e depois fabricar seu próprio VBMT-LR. Era a chance de criarmos uma linha produção 100% nacional de veículos blindados. Algo em que já fomos muito bons em fabricar. A médio prazo todos os exércitos do planeta vão precisar de veículos como esse. E vai ter mercado para todos que desenvolverem um bom produto. Outra oportunidade que nosso Generais deixaram escapar. O lobby… Read more »

Peter nine-nine
Peter nine-nine
Reply to  Oráculo
5 meses atrás

Oráculo, eu acredito que o principal erro brasileiro é saber, ou no caso, desconhecer, em que apostar. Querem fazer aviões, navios, submarinos, APCs, tanques, armas, blindados, etc, acabando no fim por nada produzir, ou pouco produzir, em comparação com a concorrência, para clientes que não ele próprio. Eu acho perfeitamente viável um aposta brasileira no sector militar terrestres, começando pelo menos complexo – blindados como o referido. O que eu acho que acaba por ocorrer, por conta de devaneios, é que em vez de haver uma ou outra área em que o país e as forças decidam apostar, edificando especialização… Read more »

Salim
Salim
6 meses atrás

Senhores, náo e muito luxo carregar jipe por helicóptero, náo fica mais fácil e rápido transportar pessoal em helicóptero menor!? Taticamente enviar jipe via helicóptero náo muda nada, só imagino isto em missão especifica de um comando tático, porem pra que o jipe!? Talvez pra levar oficial passear.

sub urbano
sub urbano
Reply to  Salim
6 meses atrás

Imagine q vc foi convocado para uma guerra como soldado de infantaria, no contexto de um front cheio de venezuelanos armados com AKs. Vc ia preferir fazer um reconhecimento à pé atrás de uma gandola de 70% algodão e 30% poliéster ou atrás de 5mm de aço de um jipe desses aí?

Salim
Salim
Reply to  sub urbano
5 meses atrás

Alvo Facil atgm, no caso venezuelanos tem aos milhares, alem da fragilidade helicóptero pesado para descarregar este carro de quase 5 tons sem torre remota, alem de náo aguentar .50. Muito risco para soltar um único veiculo.

José
José
Reply to  Salim
6 meses atrás

Dá um zero pra ele professor Girafalez!

Salim
Salim
Reply to  José
6 meses atrás

O que e feito hoje , inclusive Brasil desenvolveu um junto Argentina veículos leves, o Gaucho. Tambem mesmo conceito utilizado por USA, o DPV usados Iraque e o ITV para ser transportado pelo V22, inclusive se alguem pesquisar e basicamente uma gaiola , ai sim grande mobilidade, facilidade transporte, pode ser equipado com metralhadoras ate.50 e o ITV com Missil TOW.

Matheus Augusto
Matheus Augusto
Reply to  Salim
6 meses atrás

Falaram muito desse Gaúcho na época, mas ele chegou a sair da fase de protótipo ? Nossas forças chegaram a adotá-lo ?

Johan
Johan
Reply to  Matheus Augusto
6 meses atrás

Só a Argentina adotou e em pequenas quantidades.

Augusto Mota
Augusto Mota
Reply to  Johan
5 meses atrás

O EB não compra nada de empresas nacionais, só compra lixo da IMBEL que é cabide de emprego de milicos apadrinhados ocupando cargos, só isso. Se vc for comprar uma simples pistola da IMBEL leva de 6 meses a 1 ano pra entregar, se acontecesse nos EUA fechavam essa birosca na hora e demitiam todo mundo.

Last edited 5 meses atrás by Augusto Mota
FERNANDO
FERNANDO
6 meses atrás

Olha, eu com um desses,
arrasava na estrada.
Acredito que se o EB for mudar o seu MBT, a escolha será o LEO.
Acredito que a plataforma LEO + MADER vai cair com uma luva para o EB
Podiamos comprar o direito de produção.
Agora em relação ao JEPÃO, em qual concessionária eu compro???

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
6 meses atrás

Deve ter uma boa relação peso (4,7t) x potencia (?)….atingir 155 km/h em uma viatura blindada leve esta bem acima da media dos concorrentes, talvez patrulhar uma area bem maior….Muito bom

Fábio de Souza
Fábio de Souza
6 meses atrás

Lindo Veiculo !!!