Home Artilharia Pq R Mnt/3 realiza manutenção de obuseiros

Pq R Mnt/3 realiza manutenção de obuseiros

2274
23

Santa Maria (RS) – Dentro de um contexto de aproveitamento eficiente das capacidades disponíveis no Exército Brasileiro, a Diretoria de Material determinou que o Parque Regional de Manutenção da 3ª Região Militar (Pq R Mnt/3) efetuasse a recuperação e a manutenção em 3º escalão das Viaturas Blindadas de Combate Obuseiros Autopropulsados M109 A5 e das Viaturas Blindadas de Transporte Especial Remuniciadoras M992 A2, junto ao Parque Regional de Manutenção da 5ª Região Militar (Pq R Mnt/5).

O dia 13 de julho marcou o recebimento do primeiro lote dessas viaturas, trazendo novos desafios ao Pq R Mnt/3, Organização Militar de referência na manutenção das Viaturas Blindadas de Combate da família Leopard na Força terrestre.

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

Subscribe
Notify of
guest
23 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bardini
Bardini
Reply to  Alexandre ziviani
2 meses atrás

Bem que o EB poderia aproveitar e adquirir os caminhões oskosh M1070″
.
Pra que jogar dinheiro fora com M1070, se tudo o que se tem no inventário os STRALIS puxam?
.
“obus M119 com Humvee”
.
Viagem na maionese… Nós precisamos é de um 155mm de 52 calibres montado sobre uma plataforma 6×6 ou 8×8.

Last edited 2 meses atrás by Bardini
Tomcat4,2
Reply to  Bardini
2 meses atrás

Que aproveitem o chassi/cabine do Astros ,que é 6×6 e coloquem nele o obus 155mm de 52 calibres,já vai dar uma ajuda boa usar a cadeia logística de manutenção que já existe.

Alexandre ziviani
Alexandre ziviani
Reply to  Bardini
2 meses atrás

Você tem razão Bardini, eu não tinha pensado nisso,mas precisamos urgentemente de um sistema de contra bateria,o meu favorito é o Sistema Arthur da Saab.

Luiz Floriano Alves
Reply to  Alexandre ziviani
2 meses atrás

Temos veículos nacionais que comportam obus de 155mm.x52 calibres. Só procurar nos fabricantes de implementos rodoviários, com hidráulica de AP.

Juarez
Juarez
Reply to  Bardini
2 meses atrás

Qual o CMT de ambos???Qual a capacidade do Stralis opera off road com payload?
Qual relação de redução do (s) diferenciais do Stralis para atuarem Full block?
Se ti soubesse o tamanho da bobagem que ti disse.

Bardini
Bardini
Reply to  Juarez
2 meses atrás

O CMT dos STRALIS mais potentes do EB é de 80 toneladas. Isso aí dá e sobra para fazer a logística de tudo o que se tem no inventário e que é blindado, sendo que a coisa mais pesada é o Leopard 1A5BR. E TU SABE DISSO!
.
Quem disse que o EB vai enfiar um STRALIS no “off road”?????????

Juarez
Juarez
Reply to  Bardini
2 meses atrás

De novo, qual o Stralis tem 80 tons de CMT? Com que potência de motor??? Com que relação de caixa??? Com tração 6×2 ou 6×4?? Agora vou te explicar como funciona o cálculo de CMT: Tu pegas a massa do cavalo mecânico que em média em um.6×4 com quinta roda sem a ” Dollie” vai a 12.500 kg, some a isto o peso do implento, no caso um plataforma rodo viária de 4 eixos com rampas hidráulico pneumatica que tem uma massa de aproximadamente até 15.000 kg, então somando o peso dos dois chegamos a 27.500 kg, sobram de payload… Read more »

Carvalho
Carvalho
2 meses atrás

Mas cuidado…
Um AP SR não é um canhão em cima de um caminhão

Tomcat4,2
Reply to  Carvalho
2 meses atrás

Exatamente, é um “sistema” de armas complexo !

Alexandre
Alexandre
2 meses atrás

912 peças de artilharia autopropulsada desse tipo aí, substituindo os obuseiros fixos, seria essencial para as nossas forças terrestres.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  Alexandre
2 meses atrás

Amigo, cada um no seu objetivo… Um veiculo como esse não chega a locais onde apenas o “canhão” chegaria… Agora concordo que deveríamos ter pelo menos uns 350 veículos desse tipo…

Alexandre
Alexandre
Reply to  DOUGLAS TARGINO
2 meses atrás

Ahhh entendi

Então o ideal seria ter 200 obuseiros fixos M198, e 350 autopropulsados.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  DOUGLAS TARGINO
2 meses atrás

350 viaturas desse tipo poderiam mobiliar 19 GAC AP. Nem temos isso tudo de GAC AP.

Ao meu ver não precisaríamos mobiliar mais do que 4 GAC AP com os M109A5. E há quem defenda que um Obuseiro AP SR poderia fazer o serviço em seu lugar.

Last edited 2 meses atrás by Alfa BR
DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  Alfa BR
2 meses atrás

Brasil é muito grande para se ter apenas isso… Mas respeito sua posição.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Alexandre
2 meses atrás

Como chegou a esse número?

Jhon
Jhon
Reply to  Alfa BR
2 meses atrás

Harvard universit

rdx
rdx
Reply to  Alexandre
2 meses atrás

O EB deveria estar discutindo a reformulação da artilharia. Tem muito GAC inútil espalhado pelo Brasil. Por exemplo o GAC com peças 155mm que fica em Niterói. Faltam peças 105mm leves na Amazônia…e faz falta uma peça 155mm L52 AP sobre rodas e a versão do Guarani com morteiro 120mm. As atuais peças M101 e M114 servem apenas para solenidades e monumentos. Outro estudo deveria avaliar se os ASTROS e os morteiros 120mm com munições guiadas são capazes de substituir os obuseiros.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  rdx
2 meses atrás

Dentro do que você disse por ultimo:

As viaturas lançadoras do sistema ASTROS com foguetes guiados de longo alcance poderiam compor a Artilharia Divisionária (AD) no EB?

Last edited 2 meses atrás by Alfa BR
Yuri Dogkove
Yuri Dogkove
2 meses atrás

Quais os três melhores obuseiros em atividade no mundo?

Paulotd
Paulotd
Reply to  Yuri Dogkove
2 meses atrás

O que aconteceu com a compra dos m198 howitzer por FMS?

Ta na hora de aposentar o M114, equipamento a Segunda Guerra mundial, uma vergonha usar isso até hoje:

Juarez
Juarez
Reply to  Paulotd
2 meses atrás

Os M 198 não vão rodar, pois para colocar em ordem de batalha e preciso reabrir linhas e colocarr um.din Din que o EB não tem.

Paulotd
Paulotd
Reply to  Juarez
2 meses atrás

Sempre isso. Corta pensão de filha de militar que vai sobrar sim. Cortem aposentadorias de oficiais aos 45 anos também. Ficar usando armamento da segunda guerra mundial que não dá.