Home Blindados RBSL vai produzir veículos de combate Boxer por £ 1 bilhão

RBSL vai produzir veículos de combate Boxer por £ 1 bilhão

3174
34

A Rheinmetall BAE Systems Land (RBSL) anunciou que foi premiada com um subcontrato de £ 860 milhões (US$ 1,1 bilhão) para o programa de veículos de infantaria mecanizada do Ministério da Defesa britânico.

Conforme observado pela empresa, mais de 260 veículos Boxer serão produzidos em Telford.

O subcontrato, no valor de cerca de £ 860 milhões, representa um marco significativo para o programa, após o contrato MIV de £ 2,3 bilhões (US$ 3,1 bilhões) concedido à ARTEC, ao consórcio Rheinmetall e KMW em dezembro de 2019.

O contrato criará e manterá mais de 200 empregos qualificados em e ao redor de Telford, com o programa completo criando e sustentando mais de 1.000 empregos em todo o país. A concessão deste contrato permitirá que a RBSL forneça oportunidades de trabalho e treinamento para mais de 60 aprendizes nos próximos cinco anos, que deverão ser replicados em toda a cadeia de suprimentos do Reino Unido.

O programa MIV visa obter 60%, por valor, do contrato no Reino Unido. Para isso, a RBSL faz parte da Equipe de Aquisição Conjunta da MIV, que se envolveu com fornecedores na Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda do Norte. A equipe emitiu mais de 250 solicitações de cotações e a RBSL concluiu várias auditorias detalhadas de fornecedores.

Ao trabalhar com uma vibrante cadeia de suprimentos do Reino Unido, o programa MIV ajudará a apoiar o crescimento econômico e aumentar o nível de oportunidades econômicas regionais. O programa MIV visa apoiar e melhorar a cadeia de abastecimento do Reino Unido, incluindo as PME. Isso também garantirá que o Reino Unido tenha, no país, as habilidades e conhecimentos para apoiar os veículos ao longo de sua vida operacional.

Milhões de libras de investimento serão feitos em toda a indústria britânica em treinamento e equipamento de capital, aumentando a produtividade em toda a cadeia de abastecimento.

A RBSL sozinha está fazendo um investimento de £ 20 milhões em sua unidade de Telford para melhorar a infraestrutura, fornecer instalações de manufatura de última geração e oferecer alguns dos mais altos padrões de treinamento para capacidades especializadas, como soldagem.

Subscribe
Notify of
guest
34 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Foxtrot
Foxtrot
1 mês atrás

Vi um vídeo do veículo blindado alemão na categoria do Guarani (que não me lembro o nome) e agora o Boxer, e ao que parece só o EB utiliza aquele “estabilizador” a frente do veículo para transposição de leitos de rios.
Uma dúvida, seria engenharia arraigada ao passado? Má vedação contra infiltração de água no interior do veículo? ou os outros que estão defasados quanto a isso?
Pois o veículo alemão fico quase completamente submerso, e transpassou o leito do rio normalmente.

Caio
Caio
Reply to  Foxtrot
1 mês atrás

Nenhuma das alternativas o Guarani atravesa rios da mesma forma sem problemas.

images - 2020-11-24T173138.037.jpeg
Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Caio
1 mês atrás

Sim, mas olha o estabilizador levantado a frente do veículo.
É disso que estou falando e não da capacidade ou não de transpor rios.

Bardini
Bardini
Reply to  Foxtrot
1 mês atrás

Isso aí é um quebra-onda, pra evitar que o blindado aponte pro fundo, principalmente no caso obvio de existirem ondulações na água.
.
Praticamente todos os blindados anfíbios tem um desses. Dos mais modernos até os velhos M113 e CLAnfs…
.
Boxer, Freccia, Eitan, VBCI e outros não tem isso aí, pois simplesmente não são anfíbios.

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Sério mesmo Lesardine Rolando Lero?
Então deve avisar aos alemães para não colocarem seu veículo que segundo você não é anfíbio para transpor rios (vou achar o link do vídeo e postar aqui).
Mas que é um estabilizador quebra ondas eu já sabia, só não sabia se é um conceito ultrapassado ou não !
Elementar meu caro Watson 😉.

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Bardini
1 mês atrás

PS: O Boxer não tem, observe o vídeo.

Gabriel BR
Gabriel BR
1 mês atrás

Lembrando aos desavisados que o Boxer é um VBCI enquanto o Guarani é um VBTP

Carlos Alceu Gonzaga
Carlos Alceu Gonzaga
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Mas porque não considerar o Guarani com torre UT30BR como VBCI?

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Carlos Alceu Gonzaga
1 mês atrás

porque não foi concebido para tal.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Depende da versão.

Cinturão de Orion
1 mês atrás

Na minha opinião, é o mais bonito blindado 8×8.

Jorge knoll
Reply to  Cinturão de Orion
1 mês atrás

Concordo plenamente.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
1 mês atrás

Votem em mim em 2022 que o Brasil compra uns 100 destes, com torre de 30 mm e Hellfire de ATGM integrado.

Rafael costa
Rafael costa
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

Pra que cara ? O Brasil já está construindo blindados Guarani, então por que comprar blindados que não são fabricados aqui e que não atendem as necessidades do EB ???

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Rafael costa
1 mês atrás

Guarani tem menos blindagem.

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

Voto em você se vc bancar o Guarani 8×8….rs

Bardini
Bardini
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

Que viagem na maionese.
.
Dá pra fazer tranquilo 03 Guaranis com o valor de um único Boxer. E sobra grana… Imagina querer enfiar até Hellfire nesses blindados.
.
Político com ideia ruim, já se tem aos montes hoje. Não precisa chegar 22.

Pablo
Pablo
Reply to  Bardini
1 mês atrás

sem contar que o Boxer não é anfíbio, qualquer riozinho teria que esperar a engenharia fazer seu papel.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

Se tu comprar uns PUMA e Centauro 2, além de lutar pelo fim da CLT eu voto.

Carlos Pietro
Carlos Pietro
1 mês atrás

Veículo lindo e robusto.

Marcos10
Marcos10
1 mês atrás

Poderíamos fazer tanto quanto, mas abrimos mão de nossas industrias, tanto militar como tudo o resto.

Antunes 1980
Antunes 1980
1 mês atrás

Modernização dos Challenger 2 e novos IFV da Rheinmetall (alemã).
Caças Eurofighter da Airbus (alemã).
Caças F-35 (norte americanos).

Os ingleses estão deixando toda a sua defesa nas mãos estrangeiras.. pode isso Arnaldo?

Jefferson
Jefferson
Reply to  Antunes 1980
1 mês atrás

Bem pelo contrário, estão comprando tudo que é de melhor e levando para casa.

Mercenário
Mercenário
Reply to  Antunes 1980
1 mês atrás

Eurofighter da Airbus?! Pelo contrário, tem mais DNA britânico (BAE). A Airbus é uma das parceiras.

F-35 o UK produz cerca de 15% dos componentes, segundo dizem, sendo o único parceiro tier 1 do projeto.

Aliás, o Boxer por lá não é IFV – que é o Warrior.

A Rheinmetall fez uma JV (RBSL) com a BAES Land e é majoritária 51%.

Pelo teu raciocínio, o que dizer dos alemães que venderam a MTU para os britânicos (Rolls-Royce)?

Last edited 1 mês atrás by Mercenário
Antunes 1980
Antunes 1980
Reply to  Mercenário
1 mês atrás

Você é muito desinformado.. tudo que você escreveu está errado !

https://www.airbus.com/defence/eurofighter.html

https://www.rheinmetall.com/en/rheinmetall_ag/home.php

rdx
rdx
1 mês atrás

Estamos quase em 2021 e ninguém fala em duas necessidades do EB: no VCI Guarani 8×8 (da mesma categoria do Boxer) e no VBR Guarani 8×8 com canhão 105 ou 120 mm, o substituto do Cascavel.

Bardini
Bardini
Reply to  rdx
1 mês atrás

O Brasil não precisa de um VBCI 8×8. Tem coisas muito mais importantes sobre rodas, que impactariam muito, muito mais no poder de choque da Inf Mec…
.
Um blindado 6×6 equipado com morteiro 120mm e um obuseiro 155mm de 52 calibres equipando um caminhão, são exemplos disso. Ambos veículos são ainda mais úteis e necessários que o próprio VBR MR 8×8 com canhão 105/120mm;

Alexandre ziviani
Alexandre ziviani
Reply to  Bardini
1 mês atrás
Last edited 1 mês atrás by Alexandre ziviani
Bardini
Bardini
Reply to  Alexandre ziviani
1 mês atrás

Isso aí é um obuseiro de 155mm com tubo de 52 calibres?
.
Não.
.
Tu deixaria de ter um Atmos ou Caesar pra ter um Zuzana 2???

Last edited 1 mês atrás by Bardini
Tomcat4,2
1 mês atrás

Duarante a apresentação do general Pujol para o min.Def. no vídeo institucional sobre projetos do EB de modernização da força blindada aparecem Leopard 2(A …?) e Centauro II, mensagem subliminar nisso hein.

Jefferson
Jefferson
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Todo mundo sabe que o BR irá comprar algo usado de alguém…vem leo2a4 de alguém e sem duvidas (só se os militares forem mais burros do que parece) irão comprar os excelentes centauros da Itália.
Iguas a MB, estao enrolando, passou a hora de comprar 3 Fremm da Itália, feitos lá na Itália e aqui no BR 8 unidades da tamandare. Isso é totalmente cabível e aceitável…estao enrolados para fazer o óbvio.
O dinheiro está todo em folha de pagamento, dezenas de bilhões…só sobra coisa usada com as migalhas que sobra.

_RR_
_RR_
Reply to  Jefferson
1 mês atrás

Jefferson…

O que tem de Leo 2A4 por aí tá só o pó da rabiola… Se for pra ter Leo2, é provável que seja um punhado de 2A5 pra cima, vindos dos estoques da Bundeswehr e que substituirão o que resta de M-60…

FREMM italiana é sonho distante… Oxalá se houverem mais duas Tamandaré além do plano previsto até 2030…

_RR_
_RR_
1 mês atrás

Amigos,

Essa viatura observa um propósito diverso da VBTP brasileira…

O Boxer claramente pode desempenhar a função de um IFV sobre rodas, acompanhando, se necessário, o carro Leopard 2.