domingo, fevereiro 28, 2021

Saab RBS 70NG

Turquia revela tanque de batalha principal híbrido

Destaques

EUA e aliados constroem cadeia de suprimentos de tecnologia ‘livre da China’

Biden assinará ordem presidencial para reforçar as indústrias de chips, baterias e terras raras WASHINGTON/TAIPEI – O presidente dos EUA,...

Uma Força Terrestre à altura dos desafios atuais

General de Exército José Luiz Dias Freitas A dinâmica das relações internacionais e das interações sociais, neste primeiro quartil do...

Tropa paraquedista retorna ao Brasil após exercício nos EUA

Rio de Janeiro (RJ) – No dia 22 de fevereiro, foi realizada no Campo do 26º Batalhão de Infantaria...
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A Turquia revelou uma versão híbrida atualizada de seu tanque de batalha principal, que combina o casco de um Leopard 2A4 com a torre de Altay.

A última versão do tanque foi exposta durante a visita do Ministro da Defesa Nacional, Hulusi Akar, à fábrica da BMC.

O Leopard 2A4 atualizado está equipado com um sistema de proteção ativa de fabricação turca e sistemas de alerta a laser. Ele combina o chassi do tanque da Alemanha com a torre do Altay desenvolvida localmente com canhão de tubo liso de 120 mm.

O Altay é o tanque de batalha principal projetado e fabricado internamente na Turquia e desenvolvido sob o maior projeto de plataforma terrestre da Turquia.

O Altay incorpora tecnologias de ponta, permitindo proteção avançada de blindagem, mobilidade e poder de fogo.

No início de outubro de 2019, o acionista sênior Ethem Sancak da BMC afirmou que o tanque Altay seria colocado em campo dentro de 24 meses, mas o programa enfrentou grandes atrasos devido à falha no acesso a componentes importantes como o motor, transmissão e blindagem.

- Advertisement -

37 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
37 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

A Turquia tem investido muito no desenvolvimento de sua indústria de defesa!

Antonio Renato Cançado
Antonio Renato Cançado
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Muito mesmo. O pavilhão do país na última edição da LAAD foi prova disso.

Antoniokings
Antoniokings
1 mês atrás

E anunciaram o lançamento de uma nova fragata totalmente nacional.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

O projeto FN 2000 de 9000 toneladas de deslocamento e armado até os dentes.

Antonio Renato Cançado
Antonio Renato Cançado
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Em se tratando de um navio de guerra, ou é armado até os dentes, ou então melhor nem ter.

PauloR
PauloR
1 mês atrás

Turcos copiaram a China e copiaram o Leopard 4.

Mais um ponto pra eles!

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  PauloR
1 mês atrás

Na verdade é um demonstrador de tecnologia , o Alatay tende a ser um tanque superior comparável ao Black Panther sul coreano

Junior
Junior
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Ele pode ser equiparado ao K2, até porque muitas das tecnologias do altay vem do K2

Antonio Renato Cançado
Antonio Renato Cançado
Reply to  PauloR
1 mês atrás

Engano teu. E não copiaram, adaptaram, o que é bem diferente. A China, sim, copia, por não ter capacidade de criar e desenvolver.

joão Fernando
joão Fernando
Reply to  Antonio Renato Cançado
1 mês atrás

Ahã

Zoe
Zoe
1 mês atrás

Estranha a pintura.
Sei que não é, mas olhando parece uma espécie de espuma.

josemar
josemar
1 mês atrás

sEM UM SISTEMA anti drone E UM DRONE para fazer uma proteção avançada NENHUM BLINDADO sobrevive mais!

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  josemar
1 mês atrás

eles tem drones testados em combate, a Turquia caminha a passos largos para superar Israel, e até os países Europeus.

Caio
Caio
1 mês atrás

País sério, defesa séria indústria bélica devidamente apoiada, que não é destruída por dívidas que não pagam um mês de gastos com um único poder governamental.

Zé bombinha
Zé bombinha
1 mês atrás

Que me atirem pedras rss…mas vejo com bons olhos parceria na área militar com Turquia,Israel, Suécia, África do Sul e Itália (ou somente compra de material destas nações). Turquia principalmente por estar em várias frentes de desenvolvimento de material militar. Só nos falta vontade. A pena é que ela é tudo. Minha visão, com interesse em material sem devaneios torpes de por política no meio.

Caio
Caio
Reply to  Zé bombinha
1 mês atrás

O problema é que por aqui tem que se lamber as mesmas botas de sempre, dizem que é doutrina.

Tomcat4,2
Reply to  Zé bombinha
1 mês atrás

Isso que vc escreveu é sonho de consumo meu caro, o problema são as mentes “brilhantes” tem teem o poder de decisão,infelizmente.

Douglas R.J.Santos.
Douglas R.J.Santos.
Reply to  Zé bombinha
1 mês atrás

Tbm acho um caminho interessante e de certa forma independente de barreiras contratuais/comerciais/políticas ,principalmente as políticas (no caso do Brasil com essas nações).

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Zé bombinha
1 mês atrás

Seria bom, eles até trouxeram o ATAK aqui para demonstrar, agora ele tem até turbina local, a Turquia tá sem muitos aliados, então quem quiser comércio ela aceita, poderíamos conseguir muito com eles.

Junior
Junior
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Sim. Eles nos chamaram para parceria para construir o motor do ATAK, mas…

Luís Henrique
1 mês atrás

Foi noticiado que parte do EB estava muito interessada na proposta turca em relação à MBT.
Será que este é o MBT que nos foi oferecido?

116 Leo 1A5 modernizados pela indústria turca
+ XXX Leo2A4 com torre do Altay, comunalidade com os sistemas usados na modernização dos Leo1A5.

Tomcat4,2
Reply to  Luís Henrique
1 mês atrás

Seria bem interessante hein, mas creio que pode ter sido oferecido o Leo 2A4 pra nós(ou eles mesmos fazerem) darmos um tapa por aqui nos moldes do Leo 1A5.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Luís Henrique
1 mês atrás

Na verdade o EB está a procura de um MBT Médio e os Turcos devem oferecer o Tulpar ou o Kaplan MT . Já para o caça tanques 8×8 os turcos devem oferecer o Otokar ARMA. Tudo com uma muito generosa proposta de offset industrial !

Tomcat4,2
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

O interessante é que os turcos estão com uma gama de armamentos fabricados localmente de fazer babar. Investimento pesado na defesa, agora já teem o motor nacional do T-129 Atak e se não me engano o motor do Altay tbm já está em testes(não lembro onde li sobre este).

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

A noticia sobre o motor do Altay foi dada em declaração oficial para a midia turca , existe a expectativa de que no final desse ano já tenhamos um Altay com motor turco.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

segundo uma conversa minha com um turco o motor do Altay vai ser feito na Turquia com ajuda da Ucrânia, questão de tempo até sair, ele me disse que o caça de 5 geração vai ter motor rolls royce, mas vai ter ToT para eles, eles em alguns anos vão superar Israel e encostar na Alemanha e na França.

Tomcat4,2
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Poisé ,palmas pra eles que levam defesa e soberania a sério.

Junior
Junior
1 mês atrás

E os turcos não param, eles tem o objetivo de chegar ao final da década com 10 bilhões de dólares em exportações de produtos de defesa, se bobear, vão conseguir isso antes

Kenya purchases 118 Hizir APCs from Turkey | Defense News January 2021 Global Security army industry | Defense Security global news industry army year 2021 | Archive News year (armyrecognition.com)

Antonio Renato Cançado
Antonio Renato Cançado
1 mês atrás

Bela máquina

Flanker
Flanker
Reply to  Antonio Renato Cançado
1 mês atrás

Em qualidades militares, técnicas, operacionais, etc, pode ser, sim. Mas, belo no sentido de beleza, nem passou perto….eita troço bem feio!! Mas, gosto é gosto….

Last edited 1 mês atrás by Flanker
DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
1 mês atrás

Eita, imagina Brasil com 500 belezinhas dessas? Só em sonho ;/

Adriano Madureira
Adriano Madureira
1 mês atrás

E lembrando que no governo Dilma roussef ,ela visitou a Turquia com uma delegação em 2013,onde As autoridades do Brasil e da Turquia definiram a criação de cinco grupos de trabalho para negociar parcerias nas áreas naval, aeronáutica, espacial e defesa cibernética. O acordo foi firmado entre os ministros da Defesa, Celso Amorim, e da Turquia, Ismet Yilmaz, em Ancara, capital turca. A época,o Ministério da Defesa informou que cinco grupos seriam formados por representantes do governo, civis e militares, além de integrantes de empresas da área de defesa dos dois países. Nas reuniões em Ancara, o ministro turco destacou… Read more »

Junior
Junior
Reply to  Adriano Madureira
1 mês atrás

Mais foi culpa dos turcos também, lembro bem que a TAI foi convidada a participar do projeto KC390 e eles recusaram a proposta, creio que isso deu uma desanimada por nossa parte na tal parceria. Na época eles estavam participando do programa A400, hoje com a hostilidade de muito países europeus em relação a Turquia, vejo turcos lamentando a não participação da TAI no KC390 e dizendo que foi um erro não ter participado em vídeos do KC390 no YTube

Antunes 1980
Antunes 1980
1 mês atrás

O que impede o Brasil de fechar inúmeras parcerias, preenchendo assim gaps da sua indústria de defesa?
Com certeza seria economicamente mais viavel.
Tanques e Helicopteros de ataque com a Turquia, sistemas de defesa áerea com Israel, IFV com a Espanha etc..

Last edited 1 mês atrás by Antunes 1980
WELLINGTON RODRIGO SOARES
Reply to  Antunes 1980
1 mês atrás

Falta vergonha na cara. Falta diminuir o pessoal, que só na Marinha temos 80 mil militares, o dobro da França que tem uma marinha umas 5x mais poderosa que a nossa.
Falta cortar gastos desnecessários. Enfim, falta, falta, falta…..Falta ser um país de verdade !!!!

MFB
MFB
Reply to  Antunes 1980
1 mês atrás

Mas ai falta lagosta, camarão, vinho e leite condensado.

Luiz Floriano Alves
Reply to  MFB
1 mês atrás

Parece cópia fiel do Leu2. A Turquia ao operar os Leos pode sanar algum detalhe a corrigir e aperfeiçoar essa máquina de guerra. Leo2.

- Advertisement -

Guerras Modernas

Armênia, Azerbaijão e Rússia fecham um acordo para acabar com o conflito de Nagorno-Karabakh

YEREVAN/BAKU (ARMENIA/AZERBAIJÃO) — Armênia, Azerbaijão e Rússia disseram que assinaram um acordo para encerrar o conflito militar na região...
- Advertisement -
- Advertisement -