terça-feira, junho 15, 2021

Saab RBS 70NG

Hungria encomenda sistema de proteção ativa para seus Lynx IFV por € 140 milhões

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Os 209 novos veículos de combate de infantaria Lynx recentemente encomendados pela Hungria de Rheinmetall da Alemanha serão equipados com o sistema de proteção ativa (APS) de “hard kill” StrikeShield da Rheinmetall.

A Hungria é o mais recente cliente desta tecnologia inovadora, que faz parte do portfólio da Rheinmetall desde 2006. Ela será fornecida pela Rheinmetall Protection Systems GmbH. O pedido vale mais de € 140 milhões. A decisão da Hungria em favor do StrikeShield foi impulsionada pelo compromisso do membro da OTAN em participar de missões exigentes onde os sistemas de armas antitanque modernos representam uma ameaça perigosa para as próprias forças.

O StrikeShield é a terceira e última geração da aclamada tecnologia Active Defense System (ADS) da Rheinmetall, uma variante específica do APS hard-kill. É um sistema distribuído cujos sensores e contra-medidas são integrados aos contornos de todo o veículo. Entre outros benefícios, o StrikeShield possui as menores emissões no espectro eletromagnético do mercado, bem como o tempo de reação mais rápido em situações de emboscada e multi-hit. Ele protege o veículo contra ameaças de ogivas de carga dirigida, como foguetes ou mísseis, neutralizando os projéteis que se aproximam antes que eles atinjam a própria plataforma.

O APS StrikeShield será mecanicamente integrado em blocos de blindagem híbrida no Lynx. Em vez de módulos de blindagem adicionais passivos convencionais, a plataforma apresentará placas de blindagem passiva espaçadas que incorporam os componentes do APS entre uma camada externa e placas internas montadas no casco do veículo.

“Vemos enormes benefícios nos designs híbridos”, declara o Dr. Manfred Salk, CEO da Rheinmetall Protection Systems GmbH. “Os efeitos dos quais a blindagem passiva o protege são padronizados e bem compreendidos. Os designs híbridos são diferentes. Eles nos permitem fazer um trabalho muito melhor ao lidar com novos efeitos e ameaças, como a energia residual de um foguete desativado atingindo o veículo e deflagrando. A combinação de nossas tecnologias passivas e ativas em sistemas híbridos, portanto, oferece aos nossos clientes benefícios exclusivos no que diz respeito à capacidade de proteção, mas também eficiência de peso e custo.”

A Rheinmetall Protection Systems GmbH é o centro de excelência da Rheinmetall em tecnologias de sobrevivência, formado em 2019. O núcleo da estratégia do produto é a hibridização de soluções de blindagem, que fornecem a perspectiva de soluções de sobrevivência mais leves e baseadas em sensores para plataformas blindadas.

DIVULGAÇÃO: Rheinmetall

- Advertisement -

42 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
42 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
28 dias atrás

Em breve, proteção ativa vai ser o padrão pra qualquer blindado.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Willber Rodrigues
28 dias atrás

2100 o EB vai adotar o trophy. ano em que sistemas de proteção ativa a laser serão base.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Victor Filipe
28 dias atrás

Em 2100, o EB lança estudos pra equipar sistema Trophy em seus Cascavéis modernizados.

IgorCav
IgorCav
Reply to  Willber Rodrigues
27 dias atrás

Eu tive que rir alto dessa vez. Muito bom!

Tomcat4,2
Reply to  Victor Filipe
28 dias atrás

Isso que é otimismo!!!rs

IgorCav
IgorCav
Reply to  Victor Filipe
27 dias atrás

2100 sai o Guarani 8X8

Tomcat4,2
28 dias atrás

E por aqui ainda sonhamos em quando será possível começar a planejar adquirir um IFV , trágico !!!

rdx
rdx
Reply to  Tomcat4,2
28 dias atrás

O exército húngaro é outro que serve de exemplo para o EB. Em pouco tempo deixou de ser um exército desprezível, repleto de sucatas do tempo do pacto de varsóvia, para se tornar um importante integrante da OTAN.

Recentes aquisições: fuzis Bren 2, Leopard 2A7, IFV Lynx, blindados Gidrán 4×4, PzH 2000, NASAMS e M4 Carl Gustav.

Tomcat4,2
Reply to  rdx
27 dias atrás

Isso que é evolução de respeito hein, caramba !!!

carcara_br
carcara_br
28 dias atrás

Talvez, no lugar de investir em sistemas de proteção ativa, seja mais vantajoso apostar na automação dos veículos, um blindado pesado apoiando as tropas tem boas chances de sobrevivência mesmo que seja atingido por mísseis desde que não tenha que se preocupar em proteger pessoas no seu interior.

Agnelo
Agnelo
Reply to  carcara_br
28 dias atrás

Prezado
Entrou em algo q penso ser importante.
Estamos em um ponto do desenvolvimento dos meios de emprego militar q penso:
O quanto devemos investir em CC e IFV? Quando deveríamos adquirir? SE a automação por meio de drones cada vez mais sofisticados e eficazes pode supera-lós rapidamente.
Será q gastaremos $$ em algo pouco útil, com a chegada de drones?
Cabe uma análise muito grande.
Sds

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  carcara_br
28 dias atrás

Você ficou sabendo do ataque hacker contra o sistema de gaseodutos americanos?

Teropode
Reply to  carcara_br
28 dias atrás

Mas sistemas autônomos também são alvos macios , este sistema de defesa também se aplica neles , se não quiserem virar um amontoado de ferro velho .

Nascimento
28 dias atrás

Encomendaram 218 Lynx e mais 44 Leopard 2A7+, sem contar os 24 PZH2000. Nada mal.

Zé bombinha
Zé bombinha
28 dias atrás

Acredito que vão “buscar” mais LEOPARD 2A7….

Last edited 28 dias atrás by Zé bombinha
Mk48
Mk48
28 dias atrás

Numa conta de padaria, Esse sistema está custando aprox. 670 mil Euros por carro.
.
Quanto custa um IFV desses ?

rdx
rdx
Reply to  Mk48
28 dias atrás

2 bilhões de Euros por 218 Lynx, 9 Buffalos e suporte.

rdx
rdx
Reply to  rdx
28 dias atrás

Mais ou menos o mesmo valor de 200 Centauros 2 ou 60 Leopard 2A7.

Mk48
Mk48
Reply to  rdx
27 dias atrás

Blz . Obrigado.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
28 dias atrás

Até a Hungria militarmente tem aparelhos melhores que o Brasil…

E a algum tempo atrás fazia parte do pacto de Varsóvia, e cheio de maquinário soviético, hoje estão com bons e caros equipamentos alemães.

Mk48
Mk48
Reply to  Adriano Madureira
27 dias atrás

Adriano,
.
Penso que se o Brasil fizesse parte do mesmo meio geo-político e histórico que a Hungria faz e também ingressasse numa Aliança de Defesa onde as responsabilidades são divididas entre seus membros, onde há obrigações e compromissos com os investimentos em Defesa, certamente estaríamos melhores equipados.
.
Abs

Mk48
Mk48
Reply to  Adriano Madureira
27 dias atrás

As FFAAs no Brasil exercem também um papel cívico/social, de assistência a população em territórios mais afastados. Fazem comparações com outros paises que sao absurdas! . Existem localidades no extremo norte do Brasil, por exemplo, onde o destacamento do EB é o que se tem de mais próximo de um órgão do Estado Brasileiro. A própria questão do alistamento obrigatório é uma questão de haver comida e alguma profissionalização para a população mais carente. . Por essas e outras é que muitos aqui detonam as nossas FFAAs em relação ao seu grande contingente. Temos particularidades no Brasil que não existem… Read more »

Mk48
Mk48
Reply to  Mk48
27 dias atrás

“tenho certeza que dá para reduzir bastante o efetivo sem afetar muito a quantidade de militares nas regiões mais afastadas.”
.
Se você está tão certo disso deveria avisar ao Alto Comando .

rdx
rdx
Reply to  Mk48
27 dias atrás

Concordo. Sem falar que o EB também exerce o papel de uma Guarda Nacional ao vigiar fronteiras, participar de missões GLO e outras de segurança interna e apoio a calamidades…bem como fazer obras para o governo. Um dos efeitos nefastos desses desvios é a desnaturalização do nosso exército (esse fenômeno está ocorrendo no México). Soma-se a isso a falta de ameaças regionais e temos um exército acomodado, dispendioso, mal equipado, cheio de funcionários públicos e com tropas desqualificadas e desmoralizadas (basta levantar quanto recebe um soldado) .

Last edited 27 dias atrás by rdx
ALFA BR
ALFA BR
Reply to  rdx
27 dias atrás

Note que as OM do CMA e CMN, nossa tropa “de selva”, passam mais tempo envolvidas em operações GLO ou treinando para elas do que treinando operações na selva e guerra convencional.

Agnelo
Agnelo
Reply to  Adriano Madureira
27 dias atrás

Prezado As Forças Armadas das nações europeias pertencem a uma organização (OTAN), na qual dividem responsabilidades e atribuições. Para compor um Corpo de Exército, vai ter uma Divisão inglesa, outra francesa, outra alemã, por exemplo. A tropa leve poderá ser holandesa, belga ou dinamarquesa. Quando operam, em exercício ou em missão real, atuam um apoiando o outro. Vou te dar um exemplo: Exercício na Polônia da Força Aérea da OTAN. (Exemplo de organização) Base aérea: Polonesa, construída pela ex-URSS, mantida pela Polônia. Munição: fornecida pelos países integrantes do exercício, mesmo q não empregue um caça q o utilize Combustível: polonês… Read more »

Mk48
Mk48
Reply to  Agnelo
27 dias atrás

Exatamente Agnelo.
.
Fiz um comentário mais acima em resposta ao Adriano que muito resumidamente falei sobre o que você exemplificou.
.

Mk48
Mk48
Reply to  Agnelo
27 dias atrás

“Como que estar ou não na OTAN justifica essa discrepância, na sua opinião? ” . Amigo, vc já parou para pensar que as diferenças entre Brasil e Inglaterra são gigantes ? . Temos 9k km de fronteira seca + 7k de litoral. . Temos sociedades muito distintas em poder economico. O alistamento militar aqui cumpre função social. . Não fazemos parte de nenhuma aliança militar, onde os recursos são compartilhados. . Não estamos inseridos em uma região onde há vizinhos agressivos. . Você consegue entender isso ? . Se preferir, posso desenhar. . No mais,ande suas idéias , as quais… Read more »

Last edited 27 dias atrás by Mk48
Bardini
Bardini
Reply to  Mk48
27 dias atrás

Realidades distintas e 1.532 blábláblás diferentes…
.
Mas na hora pedir 2,0% de PIB para o MD, o “padrão OTAN” serve muito bem, não é mesmo?

Mk48
Mk48
Reply to  Bardini
27 dias atrás

Não.
.
Voce , Bardini, é um dos poucos aqui que sabe do que fala, por isso me causa estranhesa seu comentário.

Agnelo
Agnelo
Reply to  Bardini
27 dias atrás

Pois é….. o padrão OTAN é de 2% e ainda dividem estruturas e responsabilidades……
Quer mais um blá blá blá????
O exército francês INTEIRO não guarnece a fronteira brasileira…… precisaria de mais 1/3….
Nem o alemão, nem o inglês, nem o espanhol, nem o italiano….

ALFA BR
ALFA BR
Reply to  Agnelo
27 dias atrás

A discussão não deveria ser sobre se o Exército deve mesmo montar guarda na fronteira?

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  ALFA BR
26 dias atrás

Alfa, e se não for o Exército será quem? A Guarda Nacional inexistente? Dar uma turbinada na PF em que cada agente ganha o triplo de um soldado? E olha que, na medida possível, tanto PF, quanto Receita, tiram leite de pedra pra cumprir minimamente suas funções na fronteira. Mas esse Brasil é grande demais. Nossas fronteiras são imensas. Não há outro órgão e não haverá no próximo século, senão o Exército, capaz de patrulhar as fronteiras brasileiras. Infelizmente é a realidade. Ainda mais em um país que clama por “Estado Mínimo”, em que a população sente na pela e,… Read more »

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Felipe Morais
26 dias atrás

E outra coisa. Tornaram inviáveis a manutenção de efetivos de órgãos civis importantes do Brasil. Quando se pensa em turbinar a Receita Federal, para que possa cumprir de forma efetiva seu papel na aduana, tem-se que pensar em pagar mais de 20 mil por auditor e quase 20 por analista. No caso da PF, cada agente é mais de 10 mil, cada delegado mais de 20. Órgãos que precisariam de efetivos robustos, como PRF, Ibama etc, são quase 10 mil por cabeça. Então é difícil a situação. Ter órgãos com missões imensas cujos efetivos são insuficientes e não há possibilidade… Read more »

Last edited 26 dias atrás by Felipe Morais
ALFA BR
ALFA BR
Reply to  Felipe Morais
26 dias atrás

Então teremos que nos contentar com a Guarda Nacional do Brasil que temos hoje.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  ALFA BR
26 dias atrás

Pois é Alfa, infelizmente teremos.

Bardini
Bardini
Reply to  ALFA BR
25 dias atrás

Bingo…

Agnelo
Agnelo
Reply to  Agnelo
27 dias atrás

Prezado Boa tarde Vejo inúmeras diferenças. Primeiramente, parte da “retaguarda” da RAF é civil, é da estrutura nacional e de seus aliados. Segundo, quantas bases tem a RAF para operar na Inglaterra e na Europa, e quantas nós temos pra FAB se posicionar em qq parte do nosso território? Terceiro, qual a estrutura de Controle do Espaço Aéreo q a RAF tem? Compare com o Brasil. Quarto, qual a estrutura q a RAF tem de desenvolvimento tecnológico? É nacional. Aqui é da FAB. Ou seja, inúmeras estruturas da RAF são nacionais e não dela ou de outros países. E digo… Read more »

rui mendes
rui mendes
Reply to  Agnelo
25 dias atrás

O exército Britânico, Francês, Espanhol,Italiano, Alemão e Grego são mais ou menos os maiores e de identico tamanho, mas foste logo buscar, os mais pequenos, Dinamarqês, Belga e Holandês(actualmente, porque o Holandês já foi muito maior), quanto ao só os Britânicos conseguirem empregar uma divisão, é falso, mas mesmo assim, é irrelevante, pois em caso de conflitos de maior intensidade, é com a NATO ou UE, logo em conjunto. Actualmente, as forças armadas dos países da UE e NATO, estão a renovar e substituir muito equipamento, por causa da Rússia, China mas não só, também por ser a indústria de… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
28 dias atrás

qual a diferença desse sistema para o Israelense ?

Antunes 1980
Antunes 1980
27 dias atrás

Em 2090 irá equipar os Leopard 1 modernizado do EB.
Tudo isso é devido a falta de ameaças reais. Nossos vizinhos são miseráveis e equipados com armamentos da década de 60!

Last edited 27 dias atrás by Antunes 1980
Gelson
Gelson
27 dias atrás

Bom dia,
parabéns à Hungria pelas acertadas escolhas e modernidade de seu equipamento militar. Parece que, alguns ainda conseguem fazer a coisa do jeito que deve ser, apesar de tudo…

Reportagens Especiais

O LMV em detalhes – parte 4

Por Guilherme Poggio Travessia de vaus Na sua configuração básica o LMV é capaz de cruzar cursos d’água com até 0,85...
- Advertisement -
- Advertisement -