sábado, julho 31, 2021

Saab RBS 70NG

Arsenal de Guerra do Rio revitaliza 29 morteiros pesados de 120 mm

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Rio de Janeiro (RJ) – O Arsenal de Guerra do Rio (AGR) finalizou, no dia 11 de junho, a revitalização de 29 unidades de morteiro pesado 120 mm raiado (Mrt P 120 M2 R). Com a entrega, o AGR totaliza 59 unidades completamente revitalizadas e inicia o processo de revitalização de mais 28 unidades do Mrt P 120 M2 R.

Durante o processo de revitalização, todos os morteiros são desmontados integralmente, com inspeção metrológica completa dos conjuntos e subconjuntos, para posterior manutenção dos componentes.

Em seguida, é realizado um rigoroso processo de controle de qualidade e testes para entrega do Mrt P 120 M2 R.

Por ocasião da entrega do armamento revitalizado, que volta praticamente ao estado de novo, o Arsenal de Guerra do Rio fornece novos ferramentais, acessórios e instrumentos ópticos.

Dessa forma, aumenta-se o poder de combate das tropas do Exército Brasileiro.

 

 

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

- Advertisement -

52 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
52 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

Boa notícia 58 revitalizados e mais 28 começando o processo, acho que somos dos poucos países que tem essa capacidade de fazer e recuperar morteiros de 120!

Pedro
Pedro
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Mestre! Entendi Vossa Mensagem!

Gabriel
Gabriel
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Existem basicamente 4 tipos de comentários:

1. os baseados em experiências e vivências;

2. os baseados em estudos e conhecimento teórico;

3. os que somam 1. & 2.

4. os que retratam uma opinião, baseada em outra opinião, sem 1. & 2.

Parabéns, conseguiu o 4.

Victor Filipe
Victor Filipe
1 mês atrás

é uma boa noticia, são armas essenciais porem acredito que seria bom começar a dar uma olhada em morteiros de 120mm mais leves pra melhorar a mobilidade da unidade. esses ai devem dar uma dor de cabeça pra deslocar.
Morteiro de 120mm Soltam K6 comment image

Não existe muita diferença entre desempenho das duas armas na questão de alcance e disparos por minuto, mas o Soltam K6 pesa uns 150kg e o M2 do EB pesa 700kg… o aumento da mobilidade causada pela diminuição de peso seria excelente

Caio
Caio
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Hoje os atuais políticos no poder, que possuem muita afinidade com Israel, seria uma boa oportunidade de comprar este e outros produtos bélicos que Israel oferece, mas se está afinidade for além de propaganda neopentecostal.

A6MZero
A6MZero
Reply to  Caio
1 mês atrás

As relações devem esfriar consideravelmente agora que o Netanyahu saiu, sim o novo primeiro ministro é um conservador mas vai terá uma mandado dividido com um liberal e sua coalizão de governo é bem ampla incluindo ate árabes que tem uma imagem bastante negativa do atual governo brasileiro, inclusive a liga árabe já manifestou alerta sobre declarações feitas pelo governo brasileiro.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  A6MZero
1 mês atrás

E daí ? Vão deixar de vender algo para o Brasil ? Duvido…

A6MZero
A6MZero
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Eu também acho que não vai haver mudança significativa nem que vão deixar de vender, meu comentário foi sobre a relação e afinidade entre os países, a maioria dos analistas de política internacional aponta que as relações vão se tornar menos amistosas ou ao menos menos pessoais. O mesmo aconteceu com os EUA após as eleições, não tornou nossa relação pior nem trouxe empecilho aos negócios, elas apenas esfriaram e se tornaram mais técnicas e menos pessoais. Países como Israel e EUA são pragmáticos mantém as relações com potenciais parceiros comercias mesmo que as posicionamentos políticos mudem e buscam sempre… Read more »

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Caio
1 mês atrás

Israel??? Como assim? Para quê?? Morteiros são peças de fabricação relativamente simples, assim como sua munição. Se não me engano, pelo menos nessa área o Brasil é auto suficiente.

Caio
Caio
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

O Soltan é um dos morteiros mais modernos da atualidade, e empregado na campanha até em veículos, aqui não temos igual e se for desenvolvido algo do mesmo nível por aqui, vai ter todo aquele demorado e complicado processo, que pode terminar como muitos outros, no limbo.
A fé na seriedade.das coisas em nosso pais, perdi faz tempo.

Last edited 1 mês atrás by Caio
Bardini
Bardini
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Já fabricamos um localmente, baseado no francês. Pq comprar o israeli?
Não vejo lógica.
Mobilidade?
Fabricamos um 81mm…

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Bardini… tu é mais esperto que isso… não da pra comparar a mobilidade de um morteiro de 144kg com outro de 700kg…

nem alcance e dano que ambos tem na ação.

Oque eu mostrei ali é exemplo, não quer dizer que a gente precisa comprar internacional, se a gente já sabe fabricar um, estuda pra fazer outro nos mesmos moldes, porem mais leve

Bardini
Bardini
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Essa base aí agrega benefícios, pois gera estabilidade para uma série de tiros e proporciona capacidade de rotacionar o morteiro para novas direções de tiro. . Esse morteiro aí te possibilita fazer série de tiro na faixa de 1 tiro em menos de 4 segundos, com maior precisão. . Dentro de nossa estrutura, um morteiro 120mm e suas munições, vão ser apoiados por veículos. Esse que temos, que segue modelo francês, está montado e vai rebocabo. É só desengatar e em pouco tempo, mandar ferro pra frente. Qual o problema? Nenhum. Ele é muito bom. . Precisamos de um 120mm… Read more »

MFB
MFB
1 mês atrás

Ótimas armas para enfrentar o exército do terceiro Reich. Quando chegam nossos novos spitfires?

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  MFB
1 mês atrás

Todos os exércitos do mundo ainda usam esse tipo de arma, sabichão. O US Army inclusive utiliza os morteiros leves de 81mm M29A1 e M252 há décadas. São excelentes meios de oferecer suporte à infantaria leve. Ou você tá achando que o exército vai disparar um míssil de cruzeiro toda vez que um batalhão inimigo estiver 7km à frente?

737-800RJ
737-800RJ
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Exatamente, Allan! Ainda são armas de grande valor em batalha e com baixo custo de aquisição e manutenção.

https://youtu.be/tExfG0oO1kQ

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Os franceses fabricam o Mortier 120mm Rayé Tracté Modèle F1 ( M237 ) que é usado por vários países entre eles os nossos vizinhos Colômbia e Peru> E o morteiro israelense Soltam K6 é usado pelo US Army!

índice.jpeg
Bardini
Bardini
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Esse aí é basicamente o nosso morteiro…

Alexandre
Alexandre
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Não sabe nada o inocente , com 7 a frente é só pegar um morteiro executar uma ceifa lateral ” e todos seu problemas acabaram ” , e o guerreiro pode progredir no terreno de boas …

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Allan, deixa amigo, outro especialista de Super Trunfo!!!

Alexandre
Alexandre
Reply to  MFB
1 mês atrás

O comentário não foi muito oportuno no conteúdo, mas me fez rir pra caramba!

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  MFB
1 mês atrás

Te desafio a defender uma posição contra uma unidade de infantaria apoiada por um bom pelotão de morteiros.

Alexandre
Alexandre
Reply to  MFB
1 mês atrás

Filho tu já serviu ?? morteiro ainda é uma ótima arma para infantaria , de manejo simples garante a defesa do pelotão ,da companhia , todo pelotão de infantaria tem pelo menos uma peça de morteiro 60mm para garantir sua segurança na hora que a coisa apertar …

Mayuan
Mayuan
Reply to  MFB
1 mês atrás

No mesmo dia em que seus neurônios voltarem a ter algum uso útil.

Antunes 1980
Antunes 1980
1 mês atrás

E estes aqui?

comment image

ALFA BR
ALFA BR
Reply to  Antunes 1980
1 mês atrás

O nosso morteiro 120 mm foi feito com base nesse morteiro daí, o 120 mm francês.

Tem uma entrevista no canal do Caiafa com o pessoal do Arsenal de Guerra do Rio onde isso é dito.

EdcarlosPrudente
EdcarlosPrudente
1 mês atrás

Até pode parecer antiguado, mas é amplamente utilizado no Ocidente e na OTAN inclusive em 120mm.

FERNANDO
FERNANDO
1 mês atrás

To precisando de um deste aqui em casa, quero matar as pragas que tenho no meu jardim.
Será que o EB me vende um??

Alexandre Cardoso
Alexandre Cardoso
Reply to  FERNANDO
1 mês atrás

kkk
quem sabe consegue comprar uma bateria de Astros para atacar as pragas?
kkkk

Tutu
1 mês atrás

Off# Testes do guarani na Argentina.

https://youtu.be/i0xWFLkfA-Y

Peter Nine Nine
Peter Nine Nine
Reply to  Tutu
1 mês atrás

Os Argentinos parecem gostar muito do Guarani.

fewoz
Reply to  Peter Nine Nine
1 mês atrás

Eu gostaria de estar errado, mas assim como o KC-390, os argentinos não vão comprar nada. Nunca hay plata…

Tallguiese
Tallguiese
1 mês atrás

Em 97 em Formosa vi uma chuva de obus de morteiros 120mm cair em campo. Os treme terra como eu conhecia no antigo 42°BIMTZ de Goiânia dava um excelente suporte para a infantaria se mover enquanto deixa o inimigo abaixado esperando a chuva passar!

Ted
Ted
Reply to  Tallguiese
1 mês atrás

Também presenciei em 3 barras Emprego de 120mm, estrondo e terra subindo pelo ar. Magnífico.

Celso
Celso
1 mês atrás

Orgânicos dos regimentos de infantaria, dão bom apoio de fogo sem depender da artilharia divisionária.

carvalho2008
carvalho2008
1 mês atrás

Morteiro 120 MM com granadas inteligentes podem desestabilizar a batalha local….

O alcance pode chegar a até 13-15 km quando assistida por foguete

O alcance de algumas novas munições 80 mm ganharam a caracteristica planadora, podendo atuar entre 20-30km..

Eu realmente gostaria de ver mais desenvolvimentos pois é um equipamento sensacional.

Um deles, seria ver um Vasilek de 120 mm….teria tudo para se transformar numa torre multitarefa semi automatica em terra, mar ou rios…

IgorCav
IgorCav
1 mês atrás

Boa noite srs.
Muito bom essa revitalização, só deveria mudar algumas coisas na Central de Tiro. Um GCB cairia bem como forma de modernizar o uso e deixa-lo mais prático. Não sei nos primos ricos da artilharia em Goiânia, mas no R C Mec, ainda é bem bruto o sistema rs.

rdx
rdx
1 mês atrás

Antigamente, o EB empregava os morteiros pesados M30 4.2 polegadas (107 mm) e Brandt M957 120 mm. O AGR M2R 120 mm (um clone do francês MO-120 RT) foi desenvolvido para substituir os dois. O CFN emprega o israelense K6 120 mm.

Carlos Campos
Carlos Campos
1 mês atrás

Pessoal falando besteira aí nos comentários, vai lá com o Talibã perguntar como os EUA, com o melhor helicóptero de ataque do mundo, com Veículos Blindados que são melhores que o Guarani, que conseguem ver o anime mesmo no breu, e os A10 que são um canhão voador, venceu eles! Ah é, o país que não negocia com terroristas teve que negociar, e perdeu a guerra no Afeganistão, principal arma do Talibã? AK47, esses morteiros em uma boa localização moem os inimigos, ou retardam seu avanço, lembrar que a Poderosa França perdeu por causa de morteiros em Dien Bien Phu.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Os insurgentes do Afeganistão são especialistas na fabricação, uso, transporte e camuflagem de morteiros dos mais variados calibres.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

pois é os caras fazem muito com pouco.

willhorv
willhorv
1 mês atrás

Desculpem…isso dá maneira que está, se usa ainda nos dias de hoje? Não seriam mais adequados aos cenários atuais, este tipo de recurso (morteiro pesado), não estes, locados em viaturas especializadas para tal finalidade?
Bom…é o que temos né…passa uma graxa e pinta ali ou aqui, calibra os pneus e ponto…estão aí por mais 10 anos…
É a realidade.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
1 mês atrás

Interessantissimo isso aqui. Nunca tinha ouvido antes…

Blindados Cascavel VS tanques sovieticos

https://youtu.be/nMM-qMT5zDQ

rdx
rdx
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

Provavelmente, o Cascavel conseguiu muitas vitórias contra blindados de origem soviética na África e no Oriente Médio…mas convém lembrar que esse episódio ocorreu no final da década de 70 e que ele enfrentou blindados desenvolvidos nas décadas de 50 e 60, levemente blindados, armados principalmente com metralhadoras e com mobilidade inferior. Nessa época o canhão 90 mm do Cascavel conseguia penetrar a blindagem de praticamente todos os blindados de origem soviética, inclusive os carros T-54/55 e T-62. A propósito: devemos ter cuidado com esses vídeos ufanistas. Parece história requentada para comemorar a absurda modernização do Cascavel.

Last edited 1 mês atrás by rdx
rdx
rdx
Reply to  rdx
1 mês atrás

História de mais de 40 anos atrás, diga-se de passagem.

ALFA BR
ALFA BR
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

Já vi outros relatos desse suposto engajamento e todos são sempre superficiais. Não diz o local do confronto, as unidades envolvidas, valor das forças que se oporam, baixas sofridas… Qual o nome dessa batalha?

Isso tem cara de hoax.

Luiz Floriano alves
Reply to  ALFA BR
1 mês atrás

O mal do morteiro é a eletronica que localiza as coordenadas da peça. Logo vem o fogo de contra bateria. Dai a atualidade da artilharia embarcada em veículos rápidos, mais para caminhão do que para tanque. Morteiros de 120 mm. embarcados em chassi M-113 são peças de grande valia.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  ALFA BR
1 mês atrás

no final o número de MBT do Egito pesou, os Cascaveis não conseguiram fazer um milagre novamente. isso é explicado no próprio vídeo.

Luiz Floriano alves
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Se arranjarmos um feixe de tubos de 120 mm. na trazzeira de um carro blindadeo teremos uma arma que dispara uma barragem de até doze projeteis saturando um alvo de valor, como uma cabeça de praia ou uma concentração de tropas.

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
1 mês atrás

Minha crítica ao VBC Mrt de uma forma mais realista….eu sempre me perguntei se uma VBC Mrt seria realmente necessário na questão “custo x beneficio” já que temos dominado todo o processo industrial desse equipamento da matéria, a dúvida se um morteiro como esse AR
supriria as necessidades (mesmo que parcialmente) nos pelotões de morteiros pesados? não seria mais inteligente investir
os poucos recursos que temos em viaturas que vão a vanguarda das operações (VBC FZ por exemplo), gostaria da opinião de vocês…abraço

Last edited 1 mês atrás by Rafaelvbv
Anderson
Anderson
1 mês atrás

Precisa agora de sistemas óticos digitais para cálculo de alvo.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

Últimas Notícias

Rússia e China realizarão treinamento conjunto no exercício Zapad/Interaction 2021

A Rússia deve se juntar a um exercício militar no noroeste da China em agosto com o tema de...
- Advertisement -
- Advertisement -