sábado, setembro 18, 2021

Saab RBS 70NG

Batalhão de Infantaria realiza treinamento para exercício combinado com o Exército dos EUA

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Caçapava (SP) – Militares do 6° Batalhão de Infantaria Leve (6º BIL) realizaram, no período de 28 a 30 de julho, um adestramento denominado Exercício Aratu II.

A atividade serviu para aprimorar o preparo individual do combatente aeromóvel em suas técnicas, táticas e procedimentos para um quadro de defesa externa.

O objetivo do Exercício Aratu II foi intensificar o adestramento dos militares do 6º BIL para o exercício combinado com o Exército dos Estados Unidos, denominado CORE – acrônimo para a sigla “Combined Operations and Rotation Exercises”.

A atividade será realizada no período de 28 de novembro a 18 de dezembro no campo de instrução da Academia Militar das Agulhas Negras. Na ocasião, o 6º BIL integrará a 12ª Brigada de Infantaria Leve Aeromóvel (12ª Bda Inf L Amv).

Durante a atividade de adestramento, que seguiu o cronograma de preparação da Brigada Aeromóvel para o Exercício CORE, foram realizadas instruções de emissão de ordens, progressão individual sob vistas e fogos do inimigo com emprego de paintball, infiltração tática e ataque coordenado à posição inimiga e tiro com armamento de emprego individual e coletivo.

O adestramento permitiu, também, desenvolver atributos fundamentais para o militar, tais como iniciativa, coragem, reflexo, tenacidade e resistência física.

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

- Advertisement -

28 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
28 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
1 mês atrás

Isso que é “Paintball” de verdade !! 🙂

Victor Filipe
Victor Filipe
1 mês atrás

Brasil deveria aumentar ainda mais o numero desses treinamentos conjuntos, só tem a agregar, se o Exercito estiver disposto a evoluir.

E ainda digo que não deveria ser apenas com os americanos. Interagir mais com Ingleses, Alemães, Franceses… seria muito bom

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Com quem quer que esteja disposto à treinar. Independente de nacionalidade.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Um encontro que seria interessante é com os australianos.

Enviar pelo menos um Pelotão de Fuzileiros de Selva para treinar com eles na Malásia e o inverso também, com eles vindo aqui.

chapim rabilongo
Reply to  Alfa BR
1 mês atrás

seria interessante o brasil treinar mais com forças da américa do sul em diferentes biomas (ja que é a nossa area de “influencia”), essa coisa de enviar pelotão pra locais nada haver nunca serve de nada a não ser pagar pro pessoal fazer turismo

Hcosta
Hcosta
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

O que não faltam são oportunidades para fazer isso.

Kit Carson
Kit Carson
1 mês atrás

Interessante a adaptação do fuzil ao paint ball para treinamento! Essa é uma mudança defintiva ou temporária na arma? É uma arma exclusiva para treino ou pode depois mudar para municação verdadeira?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Kit Carson
1 mês atrás

Parece ser uma arma de paintball apenas, Kit.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Kit Carson
1 mês atrás

Isto é uma arma de paintball com a carenagem para parecer um M4

Atitador 33
Atitador 33
Reply to  Kit Carson
1 mês atrás

Essa arma “marcadora” como são chamadas as armas de paintball, servem apenas para disparar bolinhas de tinta, apesar de ser um simulacro de um rifle M4, essas marcadoras sao bem “desengonçadas”, ela leva um cilindo de ar comprimido e ou co2, além dos magazines onde sao colocadas as bolinhas. Seria mais barato para o EB usar rifles eletricos de airsoft, esse sim simula um rifle de verdade, apesar de não o recuo. Assisti a uns 3 anos, um video do treinamento dos guerreiros de selva que vem militar de vários países, e o EB usou as armas de airsof de… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Atitador 33
1 mês atrás

poxa me manda o link, o airsoft devia ser mais apoiado pelo governo, o pessoal acha que brincadeira, mas bem efetivo, a pessoa aprende a se movimentar com uma arma longo, se posicionar no terreno, onde não ficar, onde o inimigo pode se esconder, além de que é necessário criar táticas em grupo, não basta só saber atirar,,,,, dedpois é só se acostumar com o recuo de rifle real.

chapim rabilongo
Reply to  Kit Carson
1 mês atrás

antes se usavam carabinas de pressão, alias eu acredito que nos tiros de guerra até hj ainda se usa carabinas de pressão

Teropode
1 mês atrás

A pegada com a mão no carregador era a grande responsável pela falha na ejeção de cartuchos , talvez tenha mudado mas ….. na primeira e segunda foto tem gente segurando no carregador , talvez tenha sido só prá sair na foto …

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Teropode
1 mês atrás

Na primeira foto o carregador é Fake, porque está ali só para fazer presença. A arma parece ser apenas de paintball. Na segunda foto é um IA-2,que tem um protetor na frente do carregador para justamente esse caso.

Maa concordo com você que apoiar no carregador é muito errado.

Flanker
Flanker
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Já vi gente falando que empunhar no carregador é errado e outros dizendo que é correto, tanto que o IA-2 tem uma ranhura em frente ao carregador para essa empunhadura.
Não posso crer que dentro de um meio profissional permitiriam que isso ocorresse se fosse errado. Inclusive, já vi várias fotos de militares dps EUA também empunhando pelo carregador.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Sempre foi errado, Flanker. Pelo menos sempre fui instruído assim. Às vezes rola de descansar a mão ali sem pressionar, mas geralmente é desencorajado para não se tornar costume. A ranhura na frente do carregador é mais um reflexo dessa realidade colocada ali para proteger o carregador do que um respaldo sobre esse comportamento. No final das contas, com a ranhura ali, protegendo o carregador, eu não vejo problema. Meu problema é justamente em relação à eventuais danos no carregador que possam causar problemas de alimentação. Algo que aliviou bastante isso foi o picatinni rail, que deu mais opções de… Read more »

Rafael Cordeiro
Rafael Cordeiro
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Empunhadura é uma coisa que ainda gera muita discussão no mundo do tiro em geral, mas para armas longas, tipo plataforma M4, o que está sendo mais utilizado é a empunhadura do tipo “C-Clamp Rifle Grip”. Essa empunhadura, se bem executada, reduz drasticamente o recuo e com isso se ganha na recuperação de visada, sem falar que o calibre 5,56 mm já é bem dócil e o recuo é mínimo.

Eduardo
Eduardo
Reply to  Rafael Cordeiro
29 dias atrás

Cada coisa a seu tempo e lugar. Apoiar no carregador pode dar problema e também dificultar a estabilidade da arma na hora do disparo e não é encorajado (a IA2 veio com uma proteção esquisita – achei feia de dar dó), mas também vc não vai esperar que o caboclo fique 3 horas de guarda segurando o fuzil como um competidor de 3-Gun (usando a tão falada C-Clamp …) Nosso FAL SEM carregador pesa 4,2 Kg, o IA2 3,5Kg e um M4 pesa 1,5 Kg, Já imaginou nossa tropa de selva, serrado, ou mesmo a PM subindo um morrão no… Read more »

Teropode
1 mês atrás

Aliás há poucas notícias sobre a modernização do ” designer ” do uniforme , será que cancelaram isto também ?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Teropode
1 mês atrás

‘Design’ por favor. ‘Designer’ é o projetista 😛

Teropode
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Corretor comunista 🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Teropode
1 mês atrás

LOL!

Claudio
Claudio
1 mês atrás

Treinamento pra lamber botas de Americanos

Flanker
Flanker
Reply to  Claudio
1 mês atrás

PeloamordeDeus………

Agnelo
Agnelo
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Acho q alguma americana roubou o namorado dele….
Muito rancor no coração….
Tem algum paintvsky bollivaky da Rússia pra agradar o rapaz, será?

Flanker
Flanker
Reply to  Agnelo
1 mês atrás

Hehehehehehe….boa!

Teropode
Reply to  Claudio
1 mês atrás

Melhor lamber botas do que bolas , que é o caso de muitos !

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Pessoal não são M4..

São marcadores de Paintball carenados para parecer um M4 e da foto de baixo o cara agachado com um marcador carenado para parecer uma MP5

Este carregador dele é fake, as bolinhas vem do bujão(loader) em cima.

Existem armas de paintball para treinamento mesmo as conhecidas RAP4.

Últimas Notícias

Saab recebe pedidos de Carl-Gustaf M4 e munições

A Saab recebeu pedidos para o rifle sem recuo Carl-Gustaf® M4 com munição incluída. O valor do pedido combinado...
- Advertisement -
- Advertisement -