sexta-feira, outubro 7, 2022

Saab RBS 70NG

IMAGENS: Tanque leve chinês Type 15 ‘Black Panther’

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O tanque leve chinês Type 15 de 36 toneladas da Norinco, armado com canhão de 105 mm, entrou em serviço com o Exército de Libertação Popular da China (PLA) em 2018. O Type 15 substituiu o antigo Type 62.

A versão de exportação VT-5 foi adquirida pelo Exército de Bangladesh, que está recebendo 44 unidades.

Foi projetado para operar com eficiência em terrenos difíceis em altas altitudes, em regiões montanhosas, onde um tanque pesado como o Type 99A pode não funcionar com todo o potencial.

O Type 15 estreou publicamente no desfile militar do Dia Nacional em 1º de outubro de 2019 em Pequim.

Alguns Type 15 foram desdobrados em exercícios nos platôs da Região Autônoma do Tibete, no sudoeste da China, em janeiro de 2020.

- Advertisement -

54 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

54 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antonio Cançado
10 meses atrás

Belo tanque, gostei. Pelo peso poderia servir tanto ao EB quanto ao CFN.

Palpatine
Palpatine
Reply to  Antonio Cançado
10 meses atrás

EB quer um MBT equipado com um canhão de 120mm e alma raiada, chega de 105mm raiado que já esta defasado há muito tempo.

Carlos Crispim
Carlos Crispim
Reply to  Palpatine
10 meses atrás

O Brasil sempre quer mais, não tem o básico do básico, tem um monte de carros velhos, obsoletos e ultrapassados, caindo aos pedaços, mas quando vê uma máquina de guerra moderna e ideal como essa chinesa, ele quer mais, essa não serve pra nós, queremos o ultra hiper super fodástica que nós nunca iremos comprar mesmo ou que ainda não existe. É patético.

João Moita Jr
João Moita Jr
Reply to  Carlos Crispim
10 meses atrás

A China a muito tempo vem queimando etapas e produzindo material bélico da maior qualidade. Esses aí por exemplo cairiam como luvas para substituir aqueles trombolhos SK-105 do CFN, oriundos de 1967…

João Fernando
João Fernando
Reply to  João Moita Jr
10 meses atrás

O SK serve para combater a dengue, um inimigo real do Brasil em 2021. Esse tanque chino faz o mesmo?

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Palpatine
10 meses atrás

120mm com alma raiada já é ultrapassado também tanks modernos hoje em dia só usam armas de alma lisa com o tirando o MBT indiano Arjun porque o exercito indiano exigiu que seu veiculo pudesse disparar HESH.

Mas alma raiada esta saindo de uso totalmente. a unica vantagem que ele apresenta que seria a precisão está se tornando irrelevante devindo as tecnologias atuais e projeteis APFSDS terem aletas estabilizadoras. a desvantagem do desgaste muito maior não compensa a o pequeno ganho em precisão

Fabio Machado
Fabio Machado
Reply to  Victor Filipe
10 meses atrás

Não necessariamente, o Challenger II usa um canhão com alma raiada.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Fabio Machado
10 meses atrás

E vai substituir por um de alma lisa 🙂

Palpatine
Palpatine
Reply to  Victor Filipe
10 meses atrás

Concordo, eu ia colocar 120mm e alma lisa, mas acabei me confundindo.

karl Bonfim
karl Bonfim
Reply to  Antonio Cançado
8 meses atrás

Também gostei. belo alvo para um míssil FGM-148 Javelin!!!!

Heinz Guderian
Heinz Guderian
10 meses atrás

É um veículo interessante, mas tem um uso bem específico, de apoio.
Na maioria das vezes que vejo blindados chineses, eles estão com essa espécie de “toneis” , acoplados na sua parte traseira, provavelmente é combustível, algum leitor pode confirmar?
Se sim, não é perigoso um disparo de uma arma de fogo causar um combustão e consequentemente incendiar o blindado?

João Moita Jr
João Moita Jr
Reply to  Heinz Guderian
10 meses atrás

Um fato muito pouco conhecido é que o combustível diesel é muitíssimo menos
volátil e combustível do que a gasolina. Eu mesmo presenciei tanques T-72 do exército iraquiano tendo os tanques perfurados por disparos, e o diesel simplesmente vazando ao solo, sem queimar.
Inclusive, os barris servem de uma camada mais de proteção ao motor.
O uso dessa técnica remonta as colunas blindadas da Wehrmacht na Segunda Guerra, o qual foi observado e adotado pela União Soviética.

Abs

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  João Moita Jr
10 meses atrás

Obrigado pelo esclarecimento, caro João.

Palpatine
Palpatine
10 meses atrás

Quando vejo esse MBT lembro do Bernardini Tamoyo, que também tinha 30 toneladas, canhão de 105mm raiado, pequenas dimensões e blindagem composta, uma pena que nosso projeto não foi pra frente.

Palpatine
Palpatine
Reply to  Palpatine
10 meses atrás

O design desse Type-15 é bem interessante.

Last edited 10 meses atrás by Palpatine
Carlos Crispim
Carlos Crispim
Reply to  Palpatine
10 meses atrás

Exatamente, a Norinco tem um portifólio interessante, até mesmo pro EB adquirir um 8X8 que dizem é pule de dez para o centauro2, bem mais caro, se o negócio é dinheiro, devíamos escolher produtos chineses, pois são modernos e baratos, coisas que o EB nunca nem sonhou em ter. A China tá produzindo equipamentos excelente para exércitos como o nosso, pena que aqui a gente quer mais…

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Carlos Crispim
10 meses atrás

Não e apenas querer mais. É preconceito besta mesmo.

Andreo Tomaz
Andreo Tomaz
10 meses atrás

Tanque muito bonito.

sub urbano
sub urbano
10 meses atrás

Foram esses que apareceram de um dia pro outro no Himalaia pegando os indianos com as calças na mão kkk Esses meninos são atrevidos rs Pros americanos a surpresinha foi um pouco maior, um veículo hipersônico dando a volta ao mundo na velocidade de um cometa. E tem gente que acha que os caras só tem 300 bombas atomicas kkk confia.

Léo Neves
Léo Neves
10 meses atrás

Parece de plástico, deve soltar pecinha.
Bater de frente com os T-90 indianos não tem muita chance.

Jenaro Augusto
Jenaro Augusto
Reply to  Léo Neves
10 meses atrás

São categorias diferentes simples assim… É já passou da hora de largar o preconceito com a China.

J-20
J-20
Reply to  Léo Neves
10 meses atrás

Isso SE os T-90 indianos conseguirem combater nas montanhas. A Índia não possui nenhum veículo com blindagem mais pesada para esse cenário de combate.

Gabriel BR
Gabriel BR
10 meses atrás

Eu penso que o CV90120T nos cairia melhor.

gordo
gordo
Reply to  Gabriel BR
10 meses atrás

Se comparar custo benefício acredito que o Chinês ganhe, o CV90 deve bater de frente com o T90 ou ser até mais caro. Para o Brasil o T90 seria o ideal, com certeza o melhor custo benefício em MBTs.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  gordo
10 meses atrás

O motor da scania empregado no CV90 é relativamente barato e de fácil logística , se não me engano é usado até no mercado civil. Os sistemas embarcados são compatíveis com o material que já operamos e a viatura pode empregar armas padrão OTAN que já estamos habituados a utilizar…isso tudo significa economia em treinamento e a possibilidade de colocar a viatura para operar nas divisões do EB com muito mais rapidez.

gordo
gordo
Reply to  Gabriel BR
10 meses atrás

Concordo com, o CV90 é muito bom, só fico com um pé atrás no quesito preço. E realmente se tem uma facilidade de logística já que é OTAN e a mecânica utilizada é ocidental. Não sei o quanto as vantagens que o Sr cita tiram a diferença para os custos de um T-90 que é um MBT muito bom. Acredito que o EB não teria lá muita dificuldade em se adaptar a um T-90. Em uma situação de se fosse comprar o maior problema seria político.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  gordo
10 meses atrás

Eu não sou nem um pouco fã do Ocidente , na verdade o único país Ocidental que tem alta credibilidade comigo é o Estado de Israel( Em minha opinião sempre que houver possibilidade de adquirir material militar israelense ao invés de equipamento europeu ou americano isso deve ser feito!). Mas faz-se necessário analisar a conjuntura que nos encontramos e o impacto orçamentário e operacional em cada força principalmente quando estabelecemos uma relação de dependência de longo prazo com fornecedores estrangeiros.

Flávio
Flávio
10 meses atrás

É interessante como vários países estão desevolvendo tanques leves, type-15 chinês, Otakar da Turquia e não podemos esquecer os EUA também estão testando protótipos de tanques leves.

Bardini
Bardini
Reply to  Flávio
10 meses atrás

Chineses desenvolveram um blindado leve para atuar em grande altitude, sem impactar severamente o conjunto propulsor.
Os turcos colocaram uma torre em um APC e chamaram de “tanque médio”, para vender no mercado externo…
Os americanos querem algo leve, pq tem que dar um jeito de transportar e lutar em outro continente.
.
São projetos que atendem necessidades específicas. No mais: China tem um MBT pesado. Os turcos tem um MBT pesado. Os EUA tem um MBT pesado.

Last edited 10 meses atrás by Bardini
Bardini
Bardini
10 meses atrás

Foi projetado para operar com eficiência em terrenos difíceis em altas altitudes…
.
Pessoal tem que ler as coisas, antes de vir de lero-lero de Brasil isso, Brasil aquilo.

carcara_br
carcara_br
Reply to  Bardini
10 meses atrás

Conhece algum sistema das imagens na torre, Bardini?

Welington S.
Welington S.
Reply to  Bardini
10 meses atrás

Desenha no Paint que a galera não entendeu ainda.

Up The Irons
Up The Irons
10 meses atrás

O Brasil deveria ir de T-90S e substituir todos as peças de museu que são os Leopard 1A5! São de longe o melhor custo benefício do mercado seguido pelo Merkava. O restante tem custos proibitivos. Em conta de botequim: se colocarmos cada T-90 a 3 milhões de dólares (o Leopard 2A6 custa o dobro) e adquirirmos 300 carros de combate, daria 900.000.000 de dólares. Diluídos em 10 anos, 90.000.000 de dólares anuais. A verba repassada ao EB pela pasta da Defesa não é suficiente para isso ou tem muito soldo e pensão atrapalhando a aquisição de equipamentos?

Bardini
Bardini
Reply to  Up The Irons
10 meses atrás

T-90 é um barato que sai absurdamente caro. Pelo amor de tudo o que é sagrado… Olha a novela dos Mi-35 e aprende com aquilo. O equipamento é tão bruto, quanto a enrrabada logística.
.
Merkava no Brasil é uma completa viagem…
.
No mais: o EB está considerando U$ 7,0 milhões por unidade do blindado que vai substituir o Cascavel, totalizando quase U$ 700 milhões de dólares por meras 98 unidades.
.
Estão deixando de ter MBT top de linha, para enfiar um Centeuro II em uma estrutura que deveria ser modificada.

_RR_
_RR_
Reply to  Up The Irons
10 meses atrás

Prezado, Os preços que sugere precisam de ser complementados pelos custos adicionais de implantação e outros relacionados ao pacote… Põe isso na conta e seu MBT de US$ 3 milhões vira um MBT de US$ 6 milhões… O Merkava é um carro excelente, e não vejo dúvidas disso. Mas está longe de ser o melhor custo/benefício do mercado… Há carros que oferecem tanto quanto por menos. Via de regra, qualquer MBT que possua um canhão de alta velocidade de 120mm, visão termal atualizada e capacidade plena de executar disparo em movimento, serve as necessidades primárias de um exército. E hoje,… Read more »

Tomcat4,2
Reply to  _RR_
10 meses atrás

Até então quem tem Leo 2A…em boas condições está optando por modernizar a máquina ficando sem exemplares no mercado de usados. O M1A1 Abrams seria uma idéia interessante mas… T-90, meu favorito, entra na questão política, logística e manutenção com ferramental diferente etc etc e o pós venda russo(por mais q eu creio que o suporte a 250 T-90 seria mais eficaz e bem feito do que o desprendido a 12 Mi-35) CV-90/120 devido a ter tbm o IFV sobre a mesma plataforma(entre outras versões) seria, por tudo que agrega logisticamente, a melhor escolha mas…..caro pra chuchu, então só nos… Read more »

Last edited 10 meses atrás by Tomcat4,2
_RR_
_RR_
Reply to  Tomcat4,2
10 meses atrás

Bom dia, Tomcat.

O problema é que não há, e não haverão no médio prazo, outras soluções…

Apenas os americanos podem suprir toda a carência do EB a custos aceitáveis. E apenas os alemães já tem um parque estabelecido no País… Então…

Tomcat4,3
Reply to  _RR_
10 meses atrás

Pois é _RR_, mas o parque alemão tem data de validade pois os Leo 1A5 caso sejam modernizados tbm não vão durar ,imagino eu, pra mais que 2040, e não tem Leo 2Axxx usado e em bom estado à venda pois quem tem está modernizando etc pois os MBT’s atualmente estão caríssimos devido a toda eletrônica e recursos embarcados necessários a sobrevivência e o incremento no poder de fogo.No caso tem titio Sam com M1A1 sobrando e as ofertas de veículos novos como CV-90 120 etc mas…..$$$$$, aguardemos as cenas dos próximos capítulos.

rui mendes
rui mendes
Reply to  Up The Irons
10 meses atrás

E o Merkava é barato???
Só de for o Merkava I ou II.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  rui mendes
10 meses atrás

Meu sonho de consumo é um Medium MBT novo fabricado em parceria com os israelenses. Ia ser sucesso no EB e no exterior( vejo grandes chances de emplacar no mercado internacional)

sub urbano
sub urbano
10 meses atrás

O MBT que o Brasil quer não existe. Brasil quer o bom e barato. A China cismou de fazer um MBT bom pra rivalizar com russos e ocidentais, saiu o Type99: quase 60 toneladas, automação de nave espacial, motor de 1500 cavalos, caríssimo quase o mesmo preço de um Abrams.

EB é igual brasileiro mesmo. Reclamava dos carros podres da FIAT e VW que vinham pelados de fabrica, famoso pé duro kkk As montadoras começaram a fazer carros melhores e o preço foi la pra cima.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  sub urbano
10 meses atrás

Eles(Chineses) não exportam o Type99A para ninguém

Vito
Vito
10 meses atrás

15 desses para missões de paz! Hora das lanchas colombianas cercarem os garimpeiros do madeira. Afinal não queremos um país paralelo na Amazônia?

Fabio Machado
Fabio Machado
10 meses atrás

Certamente nos ofereceriam boas condições de financiamento, porém acho difícil o EB ou a Marinha adotando equipamento chinês no curto e médio prazo. Num cenário de nova guerra fria, pior ainda.

Last edited 10 meses atrás by Fabio Machado
Pedro
Pedro
10 meses atrás

Índia terá um problemão com a China, Bangladesh e principalmente Paquistão.

Robert Smith
Robert Smith
10 meses atrás

Mas alguém acha que este tanque “lembra” o Tamoio da Bernardini? Salvo engano era um projeto pra substituir os M-41 que inclusive havia algo a respeito da possível venda de 100 unidades para o Equador…

Robert Smith
Robert Smith
Reply to  Robert Smith
10 meses atrás

Me refiro a este aqui -> Bernardini MB-3 Tamoyo – Wikipedia

Robert Smith
Robert Smith
Reply to  Robert Smith
10 meses atrás

Desculpa, esse link aqui é em Português __> MB-3 Tamoyo – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

Oráculo
Oráculo
10 meses atrás

Creio que o EB deveria analisar seriamente a plataforma ASCOD.

Uma plataforma que serve tanto para Light Tank – o Exército Filipino acabou de adquirir uma versão com canhões de 105mm numa nova versão oferecida pela ELBIT Systems.

Quanto para um futuro IFV, algo que o EB vai ter que adquirir num futuro próximo.

É uma plataforma que vem crescendo bastante no mercado militar e que pode ser “montada” conforme as necessidades do comprador.

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
10 meses atrás

A versão para exportação certamente é bem diferente daquela que o exército chinês usa. Esse solta pecinha. O Exército poderia fazer uma compra de uns 200 e escolher aleatoriamente uns três para serrar inteirinho. Depois cancelava a compra e devolvia o que tivesse recebido. Mas como o dinheiro é escasso e é público, não dá para fazer esse marketing. Produto militar chinês costuma ser assim: o deles é 100% aço o de exportação também é 100% aço no contrato Mas na entrega é fraude. Não dá para confiar. Perguntem para os Argentinos se eles tem coragem de comprar um blindado… Read more »

maxj
maxj
Reply to  Reinaldo Deprera
10 meses atrás

Por que você acha que a Tailândia comprou três lotes de VT4s depois que o primeiro lote foi usado? Você não tem provas do que diz, é um boato de fantasia de sua própria autoria.

Douglas R.J.Santos.
Douglas R.J.Santos.
7 meses atrás

A ideia do Ozório MBT nacional era essa ,o mais leve possível, bom deslocamento , dimensões reduzidas (para ser transportado),e tinha os 2 calibres(apesar que na época o do EB seria 105 mm),sem falar na tecnologia ,pena pois hj teríamos avançado ainda mais, mas como tudo das FA’s ,não deram continuidade à nada em todos os sentidos ,espero que um dia ainda veja um país mais sério nesse sentido.

Luiz Floriano alves
Reply to  Douglas R.J.Santos.
7 meses atrás

Com a letaledade de misseis tipo Kornet, hellfire. Spike, eta…naõ faz sentido produzir monstros de açoi. serão destruidos, da mesma maneira. Aumentar as proteções ani missil e guiarnecer com grades bem planejadas é a melhor solução. Enquanto distribuir tanques mais leves faz muito sentido, na atualidade..

Últimas Notícias

Ucrânia: escassez de munição de artilharia foi resolvida graças aos russos

A Ucrânia não está mais com pouca munição de artilharia porque a Rússia abandonou muita coisa nos últimos recuos,...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -