sábado, junho 25, 2022

Saab RBS 70NG

TCU confirma que União paga R$ 3,8 bi de juros e amortização por dia

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Mais de ¼ dos títulos da dívida pública vencem em 12 meses

Não são poucos os economistas – inclusive de esquerda – que questionam os números apresentados por Maria Lucia Fattorelli, coordenadora nacional da Auditoria Cidadã da Dívida, sobre o valor pago pelo governo em juros e amortização da dívida federal. O site da ACD mostra que os pagamentos comem algo em torno de 40% a 50% do Orçamento da União a cada ano.

Pois agora o Tribunal de Contas da União (TCU) corrobora os números denunciados por Fattorelli. Relatório do ministro Bruno Dantas crava em R$ 1,4 trilhão as despesas públicas correspondentes ao pagamento de juros, encargos e amortização da dívida no ano passado.

O valor é até levemente maior do que a Auditoria Cidadã calculou em 2020: R$ 1.381.535.271.024, equivalente a 39,08% do Orçamento federal executado. São R$ 3,8 bilhões por dia!

O acompanhamento do TCU apontou que a dívida pública federal (DPF) chegou a R$ 5,01 trilhões em 2020 como resultado da expansão do endividamento e do recuo da economia nacional. O prazo médio da DPF, que era de 4 anos em 2019, diminuiu para 3,6 anos em 2020, e o percentual de títulos vincendos em 12 meses, que era de 18,7% em 2019, aumentou para 27,6 % em 2020.

A Dívida Bruta do Governo Geral (DBGG) cresceu 15% em 2020, chegando a R$ 6,616 trilhões. A Dívida Líquida do Setor Público (DLSP) chegou a R$ 4,670 trilhões.

FONTE: Monitor Mercantil

NOTA DA REDAÇÃO: O valor que o Brasil paga por dia de juros daria para comprar uma fragata classe Tamandaré.

- Advertisement -

185 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
185 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antoniokings
Antoniokings
4 meses atrás

É a grande festa nacional!
Tira-se dinheiro da merenda escolar para pagar juros para ricos investidores.
E a ciranda continua.
Agora se vc for no Banco da esquina e disser que não tem como pagar a dívida, eles vão renegociar sua dívida com um bom desconto.
No Mundo todo é assim.
Até entre países
Agora, a dívida federal nunca é negociada.
Pelo contrário, com os representantes desses investidores no Governo, eles querem mesmo é pagar juros. Juros. Juros. Juros.

Hélio
Hélio
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Com os professores que temos é melhor dar na mão de banqueiro que na mão deles. O Brasil é um dos países que mais gasta em educação no mundo e mesmo assim tem qualidade de ensino africano. Os líderes nós rankings mundiais de educação gastam muito menos e tem educação exemplar. Vai ver que é porque lá a educação não é dominada por sindicalista que só quer modormia e reduzem a carga horária de matemática para impor matéria de gênero.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Hélio
4 meses atrás

Sim, não se poderia esperar nada diferente de um sistema educacional construído e mantido pela esquerda.

Mas em relação à matéria de gênero, infelizmente é uma tendência mundial, não acontece apenas no Brasil, é por isso que o Ocidente está em decadência e a China aos poucos está se tornando a potência global dominante.

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  Hélio
4 meses atrás

E desde quando banqueiro é pedagogo? Corrigir a educação é uma coisa, sangrar o erário na bolsa banqueiro é outra.

Francisco
Reply to  Alex Barreto Cypriano
4 meses atrás

Caro Alex no fundo o que permite existir bancos e banqueiros que cobrem taxas tão abusivas de 200% 300% ou até mais ao ano como no Brasil está intrinsecamente ligada a falta de conhecimento, a educação de má qualidade reflete em uma infinidade de setores de uma sociedade e á má utilização dos meios financeiros é um deles, mas deve ser só minha imaginação nossos tão “honrados” empresários do meio financeiro (vulgo banqueiros) não seriam tão maquiavélicos a ponto de interferir na educação/formação dos cidadãos não é mesmo?

GFC_RJ
Reply to  Francisco
4 meses atrás

Em parte, sim. 
Mas sendo mais objetivo. Existem para alguns limites bizarramente altos no “especial”, existem as compra de, no mínimo 3vzs sem juros, quando não são 6, 12 vzs… Nenhuma economia em país civilizado tem isso. Para quem tem essa disponibilidade, é ótimo. 
Mas o problema que isso não vem de graça. Aliás, nada é de graça. É evidente que alguém está pagando por isso e não é o banco. Os 200 a 300% entre outras coisas pagam por isso.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Francisco
4 meses atrás

A elite política/econômica/social é praticamente a mesma desde a época do Império.
Ela que traçava/traça as diretrizes educacionais da Nação.
Quem tentou mudar um pouco isso, foi derrubado, exilado ou ‘impichado’.

Francisco
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Amigo não seja condescendente com aqueles que admiras, você não querer ver a realidade dos fatos não quer dizer que não sejam verdade, aproveita que hoje existem muitas ferramentas para averiguar o que de fato aconteceu e o que está acontecendo na educação nas ultimas décadas, é nítido que a piora na educação se acentuou nas ultimas três décadas mas com ênfase especial para as ultimas duas décadas, como já comentei em outras oportunidades enquanto deixarmos nossas paixões politicas e ideológicas ditarem nossa capacidade de compreender os fatos nada mudará e continuaremos no tão famoso “NÓS CONTRA ELES” propalado pelo… Read more »

C M
C M
Reply to  Hélio
4 meses atrás

Pare de papaguear abobrinha.

Estas tais “matérias de gênero” vêm justamente do Primeiro Mundo.

E até parece que a raiz de um problema histórico é uma coisa recente.

C M
C M
Reply to  C M
4 meses atrás

E mais uma coisa: a bobagem que você falou teria sentido se esta grande quantidade de recursos chegasse nos professores e fosse desperdiçada por eles – o que não acontece.

Sim, existe um grave problema de gestão na Educação. Sim, os governos petistas não resolveram nada em 13 anos. Mas o seu argumento tem tanto valor quanto a Marinha da Mongólia.

Carlos
Carlos
Reply to  Hélio
4 meses atrás

“mais gasta em educação no mundo”

Então está gastando mal. Porque não vejo isso em salário de professores nem e infraestruturas da escolas, Os recusros estão indo para outro lugar.

Em Uruguaina uma escola passou um ano sem luz, cara, UM ano… É só dar uma volta pela cidade que gente vê como estão as coisas.

Francisco
Reply to  Carlos
4 meses atrás

Amigo trabalhei em uma prefeitura no início dos anos 2000 logo no início da municipalização do ensino, eu particularmente via com maus olhos esse processo e parece que de fato aconteceu o que imaginei, o dinheiro é repassado e lhe garanto que é dinheiro o suficiente, mas com ele vem a tentação e a facilidade em por as mãos nele por parte dos gestores públicos prefeitos e vereadores.

GFC_RJ
Reply to  Francisco
4 meses atrás

Exato.
Cerca de 25% da receita tem de ser gasto com educação. Não podem ser gastos com outra coisa. É MUITA grana. MUITA!
Não à toa as secretarias de educação são dos cargos mais disputados entre partidos. Nego se estapeia mesmo e vale de tudo… Até dedada no… olho.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Hélio
4 meses atrás

Prezado.

Até nisso os banqueiros protegem seus interesses.
Pergunte qual a mensalidade da escola dos filhos
Vc vai se surpreender.

César
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Esta vendo como vc é um hipócrita, sujeito? Lá embaixo vc achou lindo o ex-presidiário ter dado a maior colher de chá aos banqueiros trocando uma dívida com o FMI com 4% de juros por outra com os bancos daqui com 20%. Os banqueiros ficaram mais ricos ainda e quem perdeu, heim seu tonto?

Nativo
Nativo
Reply to  Hélio
4 meses atrás

Só se for na escola do seu filho (a), que essa lenda do ZAP se faz real, porque nunca vi qualquer coisa disso na escola pública dos meus filhos.
Se houver maior preocupação com problemas de verdade, o Brasil pode mudar ficando nas fofoquiinhas, mas do que nunca virtuais, só vai para o fundo

Last edited 4 meses atrás by Nativo
Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

A dívida principal não importa, eles vivem de juros.

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  Alex Barreto Cypriano
4 meses atrás

Olha, o pessoal tá se confundindo: o Brasil tem duas dívidas: a interna, hoje quase igualando o PIB, uns (talvez já mais de) sete trilhões de Reais, e a externa, uns seiscentos bilhões de dólares (uns três trilhões de Reais). A rubrica do orçamento é ‘Amortização e Juros’ porque o governo mistura as duas coisas sem transparência pra escapar da constrição constitucional. Ninguém sabe com clareza, senão dentro do governo, e ele não conta escorado no sigilo bancário, quem são os detentores dos direitos dessa dívida, se são bancos nacionais ou estrangeiros, investidores ou fundos de pensão. Confira o truque:… Read more »

Hélio
Hélio
4 meses atrás

Mas quem endividou o país não foi a esquerda mesmo? Esses títulos tem vencimento de 10 anos.

Slow
Slow
Reply to  Hélio
4 meses atrás

Não era só tirar o PT ? Ué o dólar iria a 2 reais e o Brasil se tornaria de 1 mundo não é oque falavam ?

Agressor's
Agressor's
Reply to  Slow
4 meses atrás

Eu não sei se vc sabe mas foi no governo petista que os bancos mais receberam benefícios. O governo do PT foi o que mais fez os bancos lucrarem entre todos. Os bancos lucraram 8 vezes mais no governo de Lula do que no de FHC. No governo Lula os bancos tiveram lucro recorde de R$ 199 bilhões. Nunca os banqueiros ganharam tanto quanto nos nossos governos de “esquerda”. O governo Dilma destinou mais recursos, créditos e dinheiro aos ricos do que para as camadas mais baixas durante seu governo. Nunca os ricos ganharam tanto dinheiro quanto nos governos dessa… Read more »

Last edited 4 meses atrás by Agressor's
Slow
Slow
Reply to  Agressor's
4 meses atrás

Não só pra a bancos lucraram como também o Brasil no geral, tanto que em 2011 Brasil passou economia do Reino Unido ..

Pedro
Pedro
Reply to  Agressor's
4 meses atrás

2022 e você ainda está na retórico do “Mas, e o PT”?

Agressor's
Agressor's
Reply to  Slow
4 meses atrás

É impressionante como é nojenta a política no braziu, não existe ideologia de nada. Só existem 2 partidos, o que esta no poder e o que quer o poder, somente isso. Não tem escrúpulos, vergonha, caráter, não tem nada! Quando uma pessoa não presta pra nada, vai ser político. É triste…

Agressor's
Agressor's
Reply to  Slow
4 meses atrás

Por quê os grandes problemas deste pais nunca são resolvidos ??? Resposta: Porquê tem gente ganhando muuuuito dinheiro com isso… Este cenário nunca mudará enquanto continuarmos polarizados entre estas quadrilhas que nos governam…nada mudará no país enquanto ficarmos divididos sempre entre os mesmos partidos ou políticos e insistirmos sempre nos mesmos modelos de gestões…Os políticos do braziu não tem ideologia, eles compactuam entre si pelo poder…Tolo é quem idolatra ou briga em torno da defesa de certos políticos, isso só divide a sociedade, e deixa com que esses políticos façam o que bem entendam...Enquanto só nos reunimos neste país pra… Read more »

Slow
Slow
Reply to  Agressor's
4 meses atrás

Claro enquanto vcs estão nessa de direita e esquerda os cara tão lá fazendo oque quer e enchendo o bolso de dinheiro ..

Flanker
Flanker
Reply to  Slow
4 meses atrás

Vocês?!?! Você é um dos maiores defensores da esquerd@, aqui na Trilogia!!!

Slow
Slow
Reply to  Flanker
4 meses atrás

Cara por mim tanto faz se a pessoa é de esquerda ou direita eu vou conversar igual , desde que a pessoa se preocupe com o Brasil e não com bandeira dos ?? .

diferente de alguns

Flanker
Flanker
Reply to  Slow
4 meses atrás

Tu é de esquerda. Até aqui nada contra. Entretanto, tu entra nas discussões de esquerda e direita o tempo todo. E ai tu te contradiz em relação ao que escreveu no teu penúltimo post. Tu faz parte da dicotomia esquerda/direita.

Slow
Slow
Reply to  Flanker
4 meses atrás

Qualquer dos 2 que fizer merda eu critico diferente de vcs que sempre coloca culpa em alguém ..

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Slow
4 meses atrás

melhorou Slow, mas o Brasil ser primeiro mundo em 4 anos é demais, mais 25 anos gastando pouco, fazendo como governo atual que prioriza investimento privado, que tá conseguindo reduzir o funcionalismo público, aí nos chegamos lá.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Slow
4 meses atrás

aliás tu viu como PIX foi uma trosoba no rab@ dos bancos grandes que eram acostumados a dinheiro fácil.

Kornet
Kornet
Reply to  Carlos Campos
4 meses atrás

Pq vc acha que os bancis estão pagando essas pesquisas que colocam o molusco larápio com 110% rs.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Hélio
4 meses atrás

Títulos lançados para refinanciar dividas até dos Governos militares, né?

Lucas
Lucas
Reply to  Hélio
4 meses atrás

Ah sim. O PT.
É tipo uma carta coringa usada hoje em dia pra ganhar discussões.

“Amor, vc não levou o lixo pra fora”
“Mas e o PT, eles levaram?”

Rafaelsrs
Rafaelsrs
4 meses atrás

O financiamento de campanhas por empresas e particulares dá nisso: Bancos e banqueiros compram vagas no congresso, literalmente, para que depois eles votem somente leis que os beneficiam.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Rafaelsrs
4 meses atrás

Não existe mais financiamento por empresas. A última eleição já não teve.

Rafaelsrs
Rafaelsrs
Reply to  Jacinto
4 meses atrás

Sim mas continuam permitindo que famílias poderosas continuem doando e essa doação não saí de graça. Vimos um Lehmann simplesmente fazer 7 deputados que só votavam a favor dos projetos que o beneficiavam, todos eles votaram a favor da entrega da eletrobras, já que a empresa dele é uma das principais empresas de energia do Brasil. O financiamento deveria ser 100% público com forte fiscalização da sociedade e transparência e, lógico, com um valor de pequeno e não 4,9 bilhões como foi aprovado o último. Hoje temos situação em que o fundo partidário é utilizado para pagar salários de futuros… Read more »

Jacinto
Jacinto
Reply to  Rafaelsrs
4 meses atrás

Então denuncie que tem ilegalidade. Para a eleições de 2020 o TSE fixou limites para doações de pessoa física a 10% de sua renda bruta com teto que era algo em torno de R$ 50k por pessoa, que deveria ser feito por TED ou cheque nominal para ter rastreabilidade Agora, plano para pagamento da dívida é o sonho de todo mundo, mas tem um detalhe: o governo de um país como o Brasil só consegue pagar dívida, reduzindo-a, se tiver um controle de gastos públicos muito forte e preferencialmente com geração de superavit fiscal – coisa que o Brasil não… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jacinto
4 meses atrás

Mas, olhe o que deixaram no Congresso.
Estamos pagando caro até hoje.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Quem mais se beneficiou com doações de empresas foi o PT…

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  Rafaelsrs
4 meses atrás

Você sabe, né, que a CF-88 teve todo o capítulo versando sobre os deveres do sistema financeiro nacional bastante mutilado por emendas e revogações, tornando esse sistema virtualmente livre de coerção constitucional, seriamente responsável ante ninguém. E isso não foi de ontem, do governo do mentecapto-em-chefe Bolsonaro, mas, salvo engano, nos governos FHC e Lula.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
4 meses atrás

Cuidado !
Se ficar espalhando isso ai, o PT volta !

Last edited 4 meses atrás by Alfredo Araujo
Jacinto
Jacinto
Reply to  Alfredo Araujo
4 meses atrás

Só precisa lembrar que a maioria dos títulos públicos têm prazo de vencimento longos – 5, 10, 15 anos. Então, boa parte da dívida que pagamos em 2020 foram emitidas entre 2005 e 2015.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jacinto
4 meses atrás

Sim para pagar dividas antigas. Não devemos esquecer da explosão da dívida pública nós Governos militares e FHC.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Mas o FHC deixou o governo com superavit fiscal – ou seja, meios para pagar a divida – de quase 5% do PIB. Se o Brasil tivesse mantido este patamar nao haveria esta preocupação.

José de Souza
José de Souza
Reply to  Jacinto
4 meses atrás

E o PT deixou reservas milionárias, asssim como superávit primário…

Jacinto
Jacinto
Reply to  José de Souza
4 meses atrás

De quanto foram os “superavit primario” em 2014 e 2015?

Slow
Slow
Reply to  Jacinto
4 meses atrás

2014 e 15 Dilma conseguia fazer algo ? Kkkk

Jacinto
Jacinto
Reply to  Slow
4 meses atrás

Em 2014, por exemplo, conseguiu se eleger presidente do Brasil…

Slow
Slow
Reply to  Jacinto
4 meses atrás

PT passou 14 anos no poder e você quer pegar os 2 anos antes do presidente cair ?

Jacinto
Jacinto
Reply to  Slow
4 meses atrás

A situação fiscal de um país é uma tendência. Ela não muda do dia para a noite, nem de um ano para o outro. É so olhar a curva do resultado primário de 2000 a 2020 para ver que a partir da eleição da Dilma em 2010, (posse em 2011) o resultado primário foi piorando ano após ano até que chegamos à situação de déficit em 2014. E para ser justo com a Dilma, mesmo no fim do Lula 2, já havia sinais claros de abandono da meta de se obter superávits em prol da suposta “aceleração do crescimento” que… Read more »

Cristiano GR
Cristiano GR
Reply to  José de Souza
4 meses atrás

Não podiam roubar tudo, tinham que deixar algo para fazer uma imagem boa para os eleitores que não formavam o povão.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  José de Souza
4 meses atrás

sim deixou a petrobras tendo uma das maiores dívidas já vista na história, a Dilminha pegou o governo com 4 por cento de desemprego, largou com 11 por cento, décit e depressão de 7% fazendo com que a década de 10 desse século tivesse sido uma década perdida.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jacinto
4 meses atrás

Mas houve um grande aumento na dívida.
Chegou a 55,5% do PIB com FHC.
No segundo ano do Lula já estava em 51,81% do PIB
comment image

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Aumentou a divida, mas havia receita para pagar por meio do superávit fiscal. O problema é aumentar a divida sem ter como pagar, em virtude do déficit fiscal, que e a situacao do Brasil desde 2014. Dívida e mais uma questão de perfil do que de tamanho.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Olá Jacinto. O problema é mais complexo. Ocorreram pelo menos três coisas ao longo dos anos FHC que impactaram na dívida pública federal. A primeira delas foi a estabilização do real em níveis bastante elevados em relação ao dolar, levando o BC a manter juros bastante altos durante todo o período para garantir a entrada de dólares. É preciso lembrar que as reservas do Brasil eram menores que US$ 30 bilhões, sendo necessário manter empréstimos com o FMI para garantir o financiamento da balança comercial. Outro fator foi a negociação das dívidas dos Estados e Municípios com o governo federal.… Read more »

Jacinto
Jacinto
Reply to  Camargoer.
4 meses atrás

O governo FHC aumentou a dívida pública – mas também fez um esforço fiscal, que fritou a popularidade do FHC, para obter meios para o pagamento deste endividamento. Por isso, quando saiu no fim de 2002, o Brasil tinha dívida, mas também tinha superávit fiscal – uma situação ok. O problema brasileiro foi que a partir de 2011 a preocupação com obtenção de superavit desapareceu (os primeiros sintomas de relaxamento já apareciam antes) até se tornar déficit em 2014 e a partir daí o que temos é uma situação de aumento de dívida e déficit fiscal, numa situação que, a… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Jacinto
4 meses atrás

para Jacinto, espancamento com argumentos bem embasados tem limites kkkkkk

sergio
sergio
Reply to  Jacinto
4 meses atrás

Falou tudo Jacinto

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Pode ser. Mas, naqueles 16 anos, some-se aí os gastos desenfreados em todas as esferas da administração federal. Só para ficar na esfera dos assuntos da Trilogia, naquele período houveram vários aumentos dos soldos, compras de meios de forma unilateral, como os Mi-35 e H225M, aumentos de efetivos, a megalomania da base e estaleiro de Itaguaí, que logo vai virar um estaleiro fantasma, etc.
Para ser reeleito e reeleito, ser o bonzinho preocupado com os pobres (ahãm…), gastou tudo que podia e não podia…..fazendo o que? Emitindo títulos da dívida pública! Veja só!!!

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Jacinto
4 meses atrás

ai, deu na cara sem dó

Cristiano GR
Cristiano GR
Reply to  Alfredo Araujo
4 meses atrás

Imagina o quanto essa cambada prejudicou o Brasil. Além de roubarem tudo que roubaram, ainda endividaram o país, sediando Copa e Olimpíadas e construindo arenas até em estados sem times com capacidade de tornar as arenas rentáveis.
Depois os mesmos eleitores que defendem a petezada ficaram cobrando hospitais do governo que teve de enfrentar a pandemia.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Cristiano GR
4 meses atrás

Cristiano, você não entende que não se faz estádio sem copa, tudo bem as arenas super faturadas, refinarias que consumiram bilhões e não estão prontas, o que imposta é que teve copa e olimpíadas, se tem gente sem saúde e a infraestrutura é uma merd@ tá tudo bem, viva ao Partido da Estrela.

Slow
Slow
Reply to  Cristiano GR
4 meses atrás

Teve pandemia na epoca da copa ou olimpíadas ? Os hospitais funcionavam normalmente

Flanker
Flanker
Reply to  Slow
4 meses atrás

Ah, o Brasil só precisou de hospitais na pandemia?!?! A carência de consultas, exames, leitos, etc, SEMPRE existiram no Brasil!!! Pessoas morrendo à espera de exames, tratamento e internação SEMPRE existiram!! Na pandemia é óbvio que foi muito mais, mas as carências na saúde pública SEMPRE existiram!!
E tu ainda tem a cara de pau de dizer que tem que acabar com essa discussão política polarizada, sendo que tu é um dos maiores defensores da esquerd@?!

Francisco
4 meses atrás

Aqueles que conseguem pensar além de questões políticas e ideológicas vão perceber uma enorme/imensa coincidência relativa ao inicio da pandemia e ao baixíssimo nível das taxas de juros pagas por quase todos os países (pobres) do mundo naquele momento, bancos/bilionários ganhando menos muito menos, mas deve ser mera coincidência mesmo não é? peço aos que forem discorrer o favor de não vir com a retórica da teoria da conspiração, acredito que vocês podem mais, existe um ditado que diz “O PIOR CEGO É AQUELE QUE NÃO QUER …”

Nativo
Nativo
Reply to  Francisco
4 meses atrás

Francisco essa turma de “espertos”, acreditam que a pandemia foi só pra dar poder a laranja da China.

Francisco
Reply to  Nativo
4 meses atrás

Caro Nativo, esqueceram que quem possibilitou a China se tornar a potência econômica que é hoje foi justamente o capital ocidental.

Allan Lemos
Allan Lemos
4 meses atrás

Ué, quem mandou a esquerda criar milhares de leis e barreiras burocráticas que servem apenas para impedir os locais de produzirem o seu sustento?

Nem um poste de luz pode ser erguido ali sem que a FUNAI e essas ONGs de comedores de mato ficarem de mimimi. O resultado é esse, a riqueza vai ser explorada pelos estrangeiros.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Allan Lemos
4 meses atrás

O que está mostrando neste post é o sustento que o povo todo está propiciando a um grupo de ricaços.
Devo lembrar que 1 por cento da população tem 50 por cento da riqueza nacional.

DanielJr
DanielJr
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Só não pegar dinheiro emprestado que não paga juros, é bem simples. O problema é que os governantes não gostam de matemática, gostam de poder e eleições.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

e tu defende esses ricaços né, falar aqui do nine fingers e da estocadora de vento nada né, se 3squerd@ quiser ter moral para voltar presidência é por meio do Ciro, pq recoloc@r uma quadrilh@ que deu todo esse dinheiro para os ricaços é um erro.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Carlos Campos
4 meses atrás

Não.
Refiro-me ao atual asinino que balbuciou: É crime ser rico?
Ao negar taxar fortunas.

Ou, ao Juiz encrencado que hoje se manifestou.
Moro diz que ‘não simpatiza’ com taxação de grandes fortunas
Bem.
É lógico, né?
Estão lá a serviço deles. Dos ricaços
Fazem o serviço sujo em troca de trinta moedas.
Até serem cuspidos feito bagaço de laranja para, depois, apodrecer em uma bela cadeia, pelos malfeitos cometidos

Rafael Cordeiro
Rafael Cordeiro
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

A esquerda (falo isso sem acreditar que no Brasil haja esquerda e direita, apenas briga pelo poder) esteve por 16 anos no poder e eu não vi a taxação de grandes fortunas, vi apenas o lucro dos grandes bancos aumentarem exponencialmente.

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Peraí, porque o teu líder, o inominável, saiu da cadeia com movimentos e malabarismos legais que só os ricos conseguem…com um escritório de advocacia que só os ricos conseguem pagar. Portanto, antes de escrecer tuas baboseiras mais que conhecidas, reconheça que nada disso transforma o inominável em alguém minimamente honesto!

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
4 meses atrás

Fattorelli e a ACD fazem um serviço público ao acompanhar as imposturas e depredações que acontecem sob o conluio entre o Estado e o sistema bancário/financeiro. Não só nesse âmbito orçamentário, mas também no âmbito da ideologia geral da reprimarização da economia brasileira, o tal agro (entenda-se, o exportador) pop que se quer tudo – ele não gera tantos empregos, é muito subsidiado e paga pouquíssimos impostos, não produz os alimentos que brasileiros comem (isso é atividade de pequenos e médios agricultores, sempre preteridos no acesso ao crédito bancário, nos cinturões agrícolas ao derredor de cidades), e seus lucros são… Read more »

ACDPGraficoPizzaOrcamento2022.png
Rui Chapéu
Rui Chapéu
4 meses atrás

Ele paga pq o Brasil gasta mais do que arrecada.

é muita lagosta, muito juiz ganhando 1 milhao e muito desperdício de dinheiro.

A solução é privatizar tudo que tem, acabar com os gastos do governo. Ai não precisa pegar dinheiro emprestado pra fazer fechar a conta.

Já outros vão pensar que a solução é fazer igual Cuba ou Venezuela, Estatizar tudo.

Só olhar como eles estão e comparar com quem tem menos empresas públicas tipo Suécia, Dinamarca e etc..

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Rui Chapéu
4 meses atrás

Suécia, Dinamarca e outros têm empresas e prepostos no Mundo inteiro mandando recursos para casa
Moldaram o sistema internacional da maneira que gostam.
Só agora isso está mudando.
Percebe-se o desespero de alguns países com isso.

ANTONIO SANTOS
ANTONIO SANTOS
Reply to  Rui Chapéu
4 meses atrás

Sim, rui lesera, vamos privatizar a policia, o exercito, a marinha, todas as instituições e órgãos de estado. Vai dar certo sim amiguinho, confia. Vi no youtube.

Carlos
Carlos
4 meses atrás

Esse é o modo como agem alguns neste país. Aponta o dedo para outro, Macron por exemplo, fazem um alarde e por outras vias entregam o tesouro.
Mas algúem pode dizer… “Aim, mas vai ser exlorado com responsabilidade…”

No Brasil? no meio da Amazônia? Hahahaha , só rindo mesmo… A gente não cosegue fiscalizar o trânsito.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Carlos
4 meses atrás

meu querido vai ver como é carajás, como é Urucu, dá pra fazer, enquanto tem uma empresa Norueguesa poluindo rio no Pará, mas não vejo a PF ir lá explodir as máquinas deles, larga se der viralata.

Carlos
Carlos
Reply to  Carlos Campos
4 meses atrás

Acho que não entendeu o que eu quis dizer. E vira-latas é….

pedro
pedro
4 meses atrás

Quem quer “estado forte” tem que banca-lo! Ou vcs acham que as dividas feitas por esse país para fazer obra ate em outras nações seriam esquecidas/perdoadas?? Reclamar de quanto pago não adianta nada, e sim tem que reclamar do por que precisa disso, de custear um estado grande, falido e ineficiente desde o seculo XIX.
Alias, se voltar mais um pouco veremos que ate Tiradentes morreu por se opor…..a pagamento de impostos, o popular “quinto dos infernos” que era uma taxa de 20% sobre a renda (hj ja esta em quase 30%!)

GFC_RJ
Reply to  pedro
4 meses atrás

Na realidade, o Estado brasileiro custa cerca de 35% do PIB. Está até maior que o “terço” em relação ao “quinto”.
Mas Estado forte não necessariamente quer dizer Estado inchado ou Estado paquidérmico.
Pode-se ter Estado bem mais forte que esse brasileiro semi-falido, arrecadando bem menos. Exemplos pelo mundo não faltam. 

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  GFC_RJ
4 meses atrás

O Estado brasileiro custa mais de 35% do PIB, e isso não de ontem. Compare os valores do orçamento federal e PIB ano a ano. E por muitos anos já, a parcela de amortizações e juros da dívida vem crescendo em relação ao total do orçamento, em média 30 a 40 % do orçamento, atingindo, por projeção, o pico de 57% esse ano.

C M
C M
4 meses atrás

Em relação ao lobby do militar da reserva para favorecer mineradoras canadenses… em postagem anterior tinha gente falando que o Macron é o grande vilão que estaria liderando uma pressão internacional contra a soberania brasileira na Amazônia.

Qual vai ser a reação deles agora?

DanielJr
DanielJr
Reply to  C M
4 meses atrás

Tendo as licenças e pagando os impostos, por mim podem trabalhar a vontade. Quando surgir minas novas, basta que empresas brasileiras trabalhem nelas.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  C M
4 meses atrás

pagando royalties tudo bem, agora internacionalizar a amazônia, corredor triplo A, se isso sair os gringos vão vir e explorar a amazônia sem nos dar 1 real, tudo com responsabilidade ambiental, e não é só a França bota a Noruega na lista, os candenses também, pra eles nos somos índios, pra que diabos dar dinheiro pra índio?

Wellington Kramer
Wellington Kramer
4 meses atrás

O que há de errado em honrar suas dívidas? Aqueles que diziam que “a economia a gente vê depois”, são justante estes que acusam o governo. Graças a Deus estamos passando por isso no Governo Bolsonaro com a liderança econômica do Paulo Guedes. Imaginem só se fosse o PT. O mula tá falando em abrasileirar o preço da gasolina! Deus nos livre!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Wellington Kramer
4 meses atrás

A partir do momento em que o pagamento dos juros excede em muito o valor inicial da dívida.
O nome disso é enriquecimento sem causa ou, em alguns casos, ilícito.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Ou contrato leonino.
Também serve.

Jacinto
Jacinto
4 meses atrás

Lembrem-se de um fato importante: títulos públicos se tornam exigíveis após seu vencimento e o normal é que este prazo seja entre 5 e 15 anos, embora existam outros títulos mais curtos. Então, o que foi pago em 2020 foram dívidas, em sua maioria, contraídas entre 2005 e 2015, e em 2022 pagaremos as dívidas entre 2007 e 2017.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jacinto
4 meses atrás

Com o bolo gigantesco de dividas que está vindo há décadas, isso é irrelevante.
É só fonte de enriquecimento de alguns.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Não é irrelevante de forma alguma, porque isso indica um “estilo” de governo. O PT herdou um país endividado, mas com superávit fiscal, o que é uma fundação muito boa para se construir em cima; deixou o governo igualmente com dívida e – pior – com déficit primário. O descontrole com as contas públicas – que , no governo militar causou a crise dos anos 80 que teve seu ápice na moratória brasileira de 1987 – causou, nos anos 2010 a crise de 2015 da qual o Brasil nunca saiu de fato. E aí você vê como erros são supraideológicos:… Read more »

GFC_RJ
Reply to  Jacinto
4 meses atrás

Apenas que essa dívida mais longa que está vencendo tinha um perfil muito melhor que a dívida nova que está sendo emitida para pagar a dívida vincenda.  Não vou dizer que isso é preocupante, porque a preocupação se dá sob um risco. E risco é algo que ainda não ocorreu. Não é o caso. O perfil da dívida brasileira de 22/23 já é pior que do que o de 18/19. Infelizmente. E poderia estar ainda pior… O que “melhorou” para a União foi a inflação de 21. O chamado imposto inflacionário. Aumentou-se a arrecadação, mas os valores de face dos… Read more »

Jacinto
Jacinto
Reply to  GFC_RJ
4 meses atrás

Sim, a deterioração das contas públicas tem este efeito de piorar o perfil da dívida. Se as contas brasileiras não melhorarem a situação vai ficar cada vez pior.

Realidade
Realidade
4 meses atrás

Eu já vinha falando, Lula e Bolsonaro servem ao sistema sempre, dão migalhas sociais e enchem o bolso dos banqueiros e do centrao, tão com a vida feita, nem aí com o povo.
Moro reformista quer mudar isso daí.

Last edited 4 meses atrás by Realidade
Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Realidade
4 meses atrás

Prezado.

A estratégia do Governo Lula foi trocar parte da dívida externa pela interna.
Deste modo, poderia acompanhar os juros internos e não ficar a mercê de organismos internacionais, como o FMI.
Êxito total.
Agora, a maneira que o Governo atual está tratando isso é exatamente como os credores queriam.
Por isso colocaram esse Governo lá

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Mas a divida com o FMI tinha taxas de juros muito mais baixas do que as da dívida interna. Trocaram uma divida barata (FMI) por uma muito mais cara (Selic) e o resultado foi alegria do sistema financeiro que viu um caminhão de dinheiro caindo do ceu sem risco.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jacinto
4 meses atrás

Circunstancialmente.
Ninguém quer suas dívidas nas mãos dos estrangeiros que controlam os juros que o próprio devedor vai pagar.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

A dívida continuou nas mãos de estrangeiros porque eles foram emitidos no mercado externo. A diferença é que a taxa de juros do FMI era de 4% ao ano e a dos títulos emitidos pelo Brasil eram de 12,5% ao ano.
Pagamos 3x mais juros por jogo de cena político.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Jacinto
4 meses atrás

antes era o Petroleo é Nosso, com molusc@ foi a Dívida é Gigante é Nossa kkkkkkk e claro o credor é os banqueiros.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Jacinto
4 meses atrás

as famílias do itau e bradesco gostaram muito disso, assim como toda faria lima, dinheiro jorrando do ar.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Carlos Campos
4 meses atrás

Erq o sonho de todo banqueiro: empréstimo com altas taxas de juros sem risco.

César
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Ué, não foi vc que criticou as ¨classes privilegiadas¨? O que o molusco fez foi: O Brasil, que pagava 4% de juros ao ano para o FMI, passou a pagar 19,5% ao ano para os banqueiros brazucas, beneficiando os banqueiros! Que ¨maravilha¨, não!? Banqueiros aliás que estão hoje com uma saudade danada dos governos do petê. Porque será, né!? Viu porque vc é a piada aqui?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  César
4 meses atrás

Já expliquei acima.
A ideia é deixar as dívidas sobre controle dos parâmetros nacionais.
Todos lembram dos efeitos maléficos do FMI em diversas economias.
Ficou famoso o slogan: FORA FMI !!!!!!

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

efeitos maléficos FMI: austeridade,,, no caso o parâmetro nacional é deixar os banqueiros fazendo a população de vaca leiteira, no caso os pobres.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Carlos Campos
4 meses atrás

Não.
Só se o Ministro for o Paulo Guedes.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

não não, so com President@ do Partido da Estrela, a verdade tá na tua cara, vai dizer que o céu é verde? kkkkkkk

Marcos10
Marcos10
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Êxito total?
Não existe juro mais barato que do FMI.
No dia seguinte ao pagamento do FMI fomos ao mercado captar recursos.
Trocamos uma dívida com juros negativos por outra de 20% aa.

João
João
Reply to  Marcos10
4 meses atrás

Pode ser. Mas você já ouviu falar dos “pacotes” do FMI?
Em grande parte o empréstimo só garantia a grana dos credores estrangeiros. O dinheiro entrava pela porta e saia pela janela.
Sem contar a tal “carta de exigências”, que obrigava o desavisado a vender a alma e penhorar o futuro.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  João
4 meses atrás

Exatamente.
Os controles rígidos que impunham às contas do País para garantir os pagamentos de seus empréstimos.
O resto que se dane.
O Presidente da Argentina, mês passado, foi taxativo: O FMI quebrou a economia argentina ao forçar que aceitasse empréstimos impagáveis.

César
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Ué, então porque foram ao FMI? E porque aceitaram serem forçados pra esses emprestimos impagáveis?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  César
4 meses atrás

Porque colocaram governos ‘dóceis’ lá?
Porque financiaram eleição de gente tipo Macri?

O Estado argentino será demandante em um caso que investiga se o ex-presidente Mauricio Macri (2015-2019) cometeu fraude pública e prejuízo fiscal ao firmar um empréstimo com o FMI no valor de 57 bilhões de dólares, o maior concedido pela organização,

istoedinheiro.com.br/estado-argentino-aciona-ex-presidente-macri-por-acordo-com-o-fmi/

César
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Sujeito, vc (ou vcs! Vcs são em quanto aí se revezando pra ¨comentar¨? Ou é só muito tempo livre mesmo?) é tão perturbado que tu mesmo se contradiz. Se o Estado acionou o Macri foi porque ele deu uma pedalada e correu atrás do FMI, não!? Quem foi atrás do FMI foi a Argentina. E não vice-versa. Porque a Argentina não tentou resolveu sozinha sem procurar ajuda do FMI? Vc é o famoso ¨dócil¨ (e futuro caloteiro) que vai ao banco pegar empréstimo pra comprar um carro mesmo sabendo dos juros altíssimos, etc. Depois não aguenta pagar, perde tudo e… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  César
4 meses atrás

Leia a reportagem que vc vai entender.
Espero.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

ué, é só não chamar o FMI, mas cortar o salário dos funcionários públicos para aumentar o saldo de dólares e assim aumentar o poder de compra da população nem pensar, reduzir o salário mínimo que é quase um unicórnio na Argentina já que quase ninguém ganha nem pensar, impor um teto de gasto para impedir o aumento da taxa de juros por causa do aumento da dívida nem pensar, tentar atrelar o peso ao Yuan para tentar baixar os juros da dívida nem pensar, maldito FMI que não dá dinheiro para Argentina torrar.

GFC_RJ
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Nossa… Quanta besteira! A troca da dívida interna pela externa se deu nos anos 90! A dívida externa foi equacionada no governo do Itamar e, após o plano real, para se manter o câmbio fixo, a dívida interna subiu, no entanto, dolarizada. Em 98, caíram os presidentes do Bacen e ocorreu a maxidesvarolização. Entrou o Armínio e foi ele quem estabeleceu o câmbio flutuante, o sistema de metas de inflação e superávit primário. O conhecido tripé.   O que ocorreu entre 2003 e 2006 foi que o GF manteve o tripé em funcionamento para a surpresa dos agentes econômicos. Na presidência… Read more »

Jacinto
Jacinto
Reply to  GFC_RJ
4 meses atrás

GFC,
ele se está se referindo ao pagamento antecipado ao FMI em 2005, quando o Brasil preferiu captar dinheiro pagando juros de 12,5% para pagar o FMI que cobrava juros de 4,0%.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  GFC_RJ
4 meses atrás

essa parte do final non ecxiste, é uma invenção da CIA, para acabar com o partido da estrela.

César
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Agora vem a parte ¨boa¨: Em 2002, a dívida externa era de R$ 212 bilhões, enquanto a dívida interna era de R$ 640 bilhões. Total: dívida externa mais interna: R$ 852 bilhões. Aí em 2008 quando o nove dedos implanta a tal ¨estratégia¨ que vc diz a dívida externa caiu para 0, já a interna pulou pra – R$ 1,4 trilhão! Total da dívida agora: R$ 1,4 trilhão – 65% do PIB do Brasil na época. Que ¨maravilha!¨ … pros banqueiros claro!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  César
4 meses atrás

Agora a notícia melhor.
Deixamos de dever a agiotas internacionais que impunham seus juros e condições draconianas de pagamento e passamos a dever em títulos nacionais, os quais mantemos sob controle seus parâmetros e pagamentos..
Raciocina, rapaz!

César
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Raciocina vc, sujeito. Aproveita seu enorme tempo livre e as infindáveis horas que vc fica à toa pra estudar. O condenado em três instancias trocou uma dívida com juros de 4% por uma de 20% e a dívida do Brasil ainda quase que dobrou passando dos 800 bilhões pra 1,4 trilhão de reais. Os únicos que ganharam foram os banqueiros que substituiram os juros menores dos ¨agiotas¨ internacionais pelos maiores juros praticados no planeta daqui. Só um alucinado sem noção pra achar isso lindo.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  César
4 meses atrás

Não devia, mas vou te ajudar.

Leia e faça um esforço para entender o artigo em vez de ficar zurrando coisas do zap da família.

www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi1412200502.htm

Em tempo. A decisão de quitar a dívida com o FM foi da Fazenda e do Banco Central, sendo que este tinha autonomia para tratar com aquele Organismo.
Henrique Meirelles disse, à época, que era um momento histórico e mostrava os excelentes fundamentos macroeconômicos do País.
De resto, é choro de minion que tenta desqualificar o excelente momento pelo qual passa o Brasil àquela época e esperamos que volta.

César
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Vc que precisa de ajuda. Tá na cara que vc é só um trol, digo, ¨comentarista¨ pago pra escrever asneiras. Haja tempo livre e muita falta do que fazer, heim!?

César
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Lembra o que a CPI da Dívida em 2008 apurou e saiu nos jornais da época que vc quer que volte, sujeito? ¨¨Tornar-se independente do FMI teria sido importante para o país poder decidir soberanamente seus próprios rumos. No entanto, não foi isso que ocorreu já que o Ministério da Fazenda atestou que apesar da quitação da dívida, o Brasil continuaria vinculado aos compromissos com aquela instituição. Financeiramente, a operação também não foi benéfica ao país e custou caro ao bolso dos brasileiros. Para pagar a dívida de US$ 15,5 bilhões ao FMI, o Brasil utilizou dólares de reservas internacionais… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  César
4 meses atrás

ele reclama da dívida alta em comentário e diz que culpa do Genocid@ e em outro ele defende o aumento da dívida, o famoso apoio de schrodinger kkkkkkkk

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

então não reclama da dívida alta e dos recursos que ela suga, faz um favor e mostra como essa atitude foi boa, paga 50% de imposto de renda esse ano, poste nas redes sociais e peça para todos fazerem o mesmo

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Realidade
4 meses atrás

eu ai até te dar crédito, mas Moro, um traíra, que blindava e atacava outros, saiu como um traíra, só não foi preso pq era ministro, pois tem muita gente poderosa que tem raiva deles, não tem proposta de nada, não fala nenhuma reforma, e como ela seria feita, mentiroso, disse que nao enriqueceu na vida da iniciativa privada, 3 milhões não é nada para ele, vem com um discurso de que vai manter a política anti corrupção, isso não existe, o Bolsonaro tentou, aí quase derrubaram ele, quase prenderam o filho dele aí abraçou o centrão. Moro é um… Read more »

GFC_RJ
4 meses atrás

A AMORTIZAÇÂO da dívida raramente é paga com receita de impostos. Como diz o velho provérbio, “Divida não se paga, se rola”. Dessa forma, se emite nova dívida para se pagar a dívida vincenda. SE o país estiver numa situação boa aos olhos dos investidores, a nova dívida emitida será de perfil melhor que a que ele está pagando. Perfil melhor significa prazos maiores, taxas menores, pré-fixação de juros, dívida emitida em moeda nacional.  Mas SE o país estiver numa situação ruim aos olhos dos investidores, a nova dívida emitida será de perfil pior que a que ele está pagando. … Read more »

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  GFC_RJ
4 meses atrás

Já viu amortização que não reduz o montante devido? Além do mais, muito do que se chama amortização é simplesmente pagamento de juro disfarçado. Vai no site da ACD, dá uma olhadinha. você verá inclusive que escapamos por pouco de legalizar o desconto direto pelo sistema bancário das dívidas do estado ou ente federado diretamente dos valores dos tributos recolhidos à conta do erário, o chamado esquema de securitização de dívidas (emissão de debêntures) fraudulento por ser uma operação de crédito disfarçada. Aliás, disfarçar ilegalidades e imoralidades é o único modus operandi da direita agnóstica e psicopática.

securitizacaofraudulenta-operacaocrediticiadisfarcada.png
GFC_RJ
Reply to  Alex Barreto Cypriano
4 meses atrás

Já viu amortização que não reduz o montante devido?
Claro! Lê o post novamente que ali está escrito o mecanismo. Se não compreendeu, lê mais uma vez. E outra vez se ainda assim não entendeu. 
O conhecimento de Ciência Econômica pela internet é uma boa questão… Mas considerando termos como “direita agnóstica e psicopática”, fica mais complicado para entender mesmo.

Francisco
Reply to  GFC_RJ
4 meses atrás

Amigo GFC_RJ sinceramente tentar manter um debate racional com quem anda abraçado com discurso politico ideológico é complicado, qualquer ponto de vista que se coloca logo vem com essa retórica, não a toa estamos cada dia mais no fundo do poço como sociedade, e o pobre do Brasil bem é melhor nem comentar.

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  Francisco
4 meses atrás

Estão mais consternados com a expressão ‘direita agnóstica e psicopática’ do que com o escândalo da administração da dívida pública: túmulos caiados, coadores de mosquitos, com todo o respeito democrático devido aos defensores do indefensável.

Francisco
Reply to  Alex Barreto Cypriano
4 meses atrás

Caro GFC_RJ o amigo Alex acaba de demonstrar como é impossível e improdutivo tentar manter um diálogo racional, um debate produtivo com quem adota o discurso politico ideológico, e o pior são os argumentos utilizados, acham que estão falando com os doutrinados nos bancos escolares, amigo Alex já tive meu momento utópico, de delírio, me curei dessa droga, não usarei isso nunca mais, sinceramente espero que você também consiga se recuperar desse vício.

Antoniokings
Antoniokings
4 meses atrás

Devemos lembrar que muitos desses banqueiros e credores estavam falando: É só tirar ela que melhora.
Melhorou muito
Para eles.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

mas melhorou, ou não já que o openbanking e pix tá surrando eles.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
4 meses atrás

No fundo quase nenhum problema que nos foi vendido na campanha eleitoral foi solucionado, tudo segue tão ruim ou até pior que quando na era PT, seguimos com desemprego, com a economia andando no fio da navalha e os políticos corruptos que antes tinha que tomar cuidado pra receberem seu mensalão agora riem despudoradamente da nossa cara recebendo orçamento secreto!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Carlos Gallani
4 meses atrás

Com um grande agravante.
A precarização oficializada do mercado de trabalho, obra do atual Governo.

oglobo.globo.com/economia/emprego/salario-baixo-falta-de-protecao-social-sao-realidade-para-quase-metade-dos-trabalhadores-brasileiros-aponta-pesquisa-25334737

E o problema não é apenas o salário, mas a alta da inflação.
Um simples quilo de carne chega a 40 reais e um litro de gasolina já bateu nos 8 reais.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

A minha análise é empírica, minha vida e das pessoas que amo definitivamente não melhorou em NADA com esse governo, um ou outro mais afortunado se manteve. O problema do brasileiro é a memoria seletiva, se interessa ao seu prazer lembra como o PT foi ruim mas esquece completamente das promessas e motivos pelos quais Bolsonaro foi eleito!
No fundo a torcida organizada do Palmeiras e do Corinthians são farinha do mesmo saco, bolsonaristas não tem nem um centavo a mais de valor moral do que petistas!

Last edited 4 meses atrás by Carlos Gallani
Rodrigo Maçolla
4 meses atrás

Isso explica porque hoje o Governo Federal não tem capacidade de investimento, Vejam bem todos os países tem dividas e pagam juros destas. Mas isso tudo ai é o resultado de anos de Governo de esquerda , PSDB e PT, Mas não se preocupem se qualquer Governo de esquerda voltar ao poder pode deixar eles vão “resolver” isso facilmente. Teve um candidato ai que disse que a solução para enviar recursos para os estados durante a pandemia era simples, Era só mandar a casa da moeda imprimir mais dinheiro….

Last edited 4 meses atrás by Rodrigo Maçolla
Jacinto
Jacinto
Reply to  Rodrigo Maçolla
4 meses atrás

O PSDB do FHC deixou o governo com superavit fiscal – ou seja, gastando menos do que arrevadava.

ANTONIO SANTOS
ANTONIO SANTOS
Reply to  Rodrigo Maçolla
4 meses atrás

A moda agora dos perfis com foto de anime ( provavelmente um guri virgem) é jogar todas as merdas que seus eleitos fazem pra esquerda. Isso psdb é esquerda, unico governo de direita é do farofeiro e os filhos vagabundos dele.

Andre
Andre
4 meses atrás

Pelo gráfico apresentado fica claro o forte crescimento da dívida pública iniciado em 2013, na gestão desastrosa da Dilma. Com a saída dela, em 2017, fica claro no gráfico que há uma forte redução no crescimento da dívida, entre 2017 e 2019.

Em 2020 explodiu a pandemia e tivemos uma forte retração do PIB.

Mas tudo isso é ignorado e a realidade é “ajustada” para defender quem nos pôs nesse buraco. Muito maucaratismo…

GFC_RJ
Reply to  Andre
4 meses atrás

Se os gráficos estão ali, expostos, não há mau-caratismo. Basta interpretar e tirar as suas própria conclusões. E discordar embasadamente do que o texto vier a concluir. Dali, o gráfico mais importante é de DBGG. Ele mostra que o estoque da dívida vinha estável até estourar a crise em 2015. Após 2017 estabilizou, mas em patamar mais alto, sendo mantido em 2019. A partir de 2020 explodiu.  Explodiu no mundo inteiro principalmente pela pandemia. Mas será que não subiu bem mais o que deveria ter subido? E mais… e agora que não tem auxílio emergencial, orçamento de guerra etc. Por… Read more »

Luciano do Prado
4 meses atrás

Enquanto o povo discute quem foi pior entre esquerda x direita ( vide os comentários aqui no forum ), os políticos continuam sua saga de destruir o Brasil e isso independe da vertente que assume o poder, uma vez que o atual governo não é melhor que os anteriores ( na verdade o líder máximo fez parte do status quo por 30 anos, como é bem sabido por todos ).

ANTONIO SANTOS
ANTONIO SANTOS
Reply to  Luciano do Prado
4 meses atrás

NAO FALA MAL DO MIITUUU VO CHORÁ a culpa é do Peteeeee buaaaa

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  ANTONIO SANTOS
4 meses atrás

É, também. Eles todos são establishment e agora desejam se isolar da responsabilidade social completamente em seus castelos de marfim sobre volumosas burras prenhes de suas extorsões.

100nick-Elã
100nick-Elã
4 meses atrás

Zeus, depois me perguntam por que eu não gosto dos EUA. Essa grana, no fim, termina lá. Eles (os banqueiros) na maioria são dos EUA ou Europa Ocidental.

Marcelo Martins
Marcelo Martins
4 meses atrás

Amigo, querer colocar a culpa nos bancos, não me parece muito lógico afinal, é o próprio Estado brasileiro que procura os bancos para financiar o que falta para cobrir do orçamento!
O que o Brasil precisa fazer é parar de gastar mais do que arrecada. Com isso não precisaremos mais pegar empréstimos e é só ir pagando os atuais títulos, até que eles se acabem!
Em relação ao orçamento, o Brasil sempre cavou um buraco para poder tapar outro!

Gilson Moura
Gilson Moura
Reply to  Marcelo Martins
4 meses atrás

Exatamente isso.

DanielJr
DanielJr
Reply to  Marcelo Martins
4 meses atrás

Exatamente o que eu penso.

Bento R. Maia
Bento R. Maia
Reply to  Marcelo Martins
4 meses atrás

Tem razão o Marcelo Martins, quem quiser conhecer melhor quem empresta dinheiro aos bancos centrais do mundo gerando dividas impagáveis a juros exorbitantes, é só estudar quem vem financiando as guerras no mundo há séculos e ficando com os despojos de guerra (ouro, petróleo), saberá quem manda no Banco Central do Brasil.

Flanker
Flanker
Reply to  Marcelo Martins
4 meses atrás

Exato!

Gabriel BR
Gabriel BR
4 meses atrás

Auditoria da dívida já!!!!

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  Gabriel BR
4 meses atrás

Getúlio Vargas fez uma auditoria da dívida brasileira com banco internacional. Descobriu que o montante devido era muito menor, e que outros países estavam na mesma situação. Juntou-se com estas e foram negociar. A banca, razoável, admitiu e reescriturou as dívidas. Mas passou algumas resoluções que impediriam futuras negociações coletivas – afinal, bobos não eram e sabiam que podiam esmagar um mas não vários sem estimular uma revolta geral.

Gilson Moura
Gilson Moura
4 meses atrás

https://www.forte.jor.br/wp-content/uploads/2022/02/Orcamento-Federal-Executado.png Esta imagem está ociosamente explanado, não corresponde ao total do que o governo efetivamente está gastando do orçamento federal. Existe uma diferença bem GRANDE em “Amortização da Dívida” e “Amortização da Dívida – Refinanciamento” e a matéria não separa esses diferentes gastos da União que soam bem importantes para a compreensão dessa realidade orçamentária da União através da DPF. Existe a rubrica “Amortização da Dívida” que é quando o governo quita parte da sua dívida, recomprando títulos em posse de investidores (pode ser na exata data do vencimento ou pode ser uma amortização prematura). Ao fazer isso, o governo… Read more »

ma.JPG
Gabriel BR
Gabriel BR
4 meses atrás

Eu só sei que os bancos devem uma nota para a Receita Federal.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Gabriel BR
4 meses atrás

Os maiores devedores da União

Petrobras: R$ 53,9 bilhões
Vale: R$ 40,5 bilhões
Carital (ex-Parmalat): R$ 29,1 bilhões
Indústrias de Papel R Ramenzoni: R$ 11,4 bilhões
CSN: R$ 10,5 bilhões
Varig: R$ 10,1 bilhões
Vasp: R$ 9,3 bilhões
Tinto Holding (Grupo Bertin): R$ 9,2 bilhões
PPL Participações: R$ 8,8 bilhões
Bradesco: R$ 7,9 bilhões

Marcos10
Marcos10
4 meses atrás

Pessoal leu mas não entendeu.
A dívida não está sendo paga, esta sendo rolada.
E nessa dívida tem todo mundo: banqueiro, PF, PJ, Fundos de Pensão, especuladores internacioais, e ainda bem que tem esses, pois estão dando liquidez aos títulos.
Não quer pagar juros? Comece a pagar o principal, corte DESPESAS, desburocratizar, reduza impostos, simplifique as coisas.

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  Marcos10
4 meses atrás

Pagar o principal é amortizar. Não é isso que dizem que fazem?
Rolar a dívida significa refinanciar, adquirir novo empréstimo cujos juros incidirão sobre o total da dívida anterior, juros inclusos. Então, refinanciar dívida é pagar ao sistema juro sobre juro, sem prestar atenção em amortização real.

Cristiano GR
Cristiano GR
4 meses atrás

Taí a irresponsabilidade e megalomania, cleptomania também, na decisão de sediar Copa do Mundo e Olimpíadas.

Sem contar os mesmos “adjetivos”, com obras em países esquerdistas amiguitos.

Cristiano GR
Cristiano GR
4 meses atrás

Balança comercial: Brasil fecha 2021 com superávit – UOL …https://economia.uol.com.br › redacao › 2022/01/03 3 de jan. de 2022 — Em ano de pandemia, Brasil tem superávit comercial de US$ 61 bi em 2021 · Superávit em dezembro · Projeções para 2022. Enquanto esquerdistas aqui, no debate, tentarão achar mais de uma centena de formas de tentar distorcer os fatos e tentar defender os governos petistas e do esquerdista fhc, os fatos mostram que mesmo enfrentando uma grande epidemia, com gastos extras fora do previsto, a economia brasileira teve ótimos resultados e foi gerado um superávit expressivo, que fica substancial… Read more »

Gilson Moura
Gilson Moura
Reply to  Cristiano GR
4 meses atrás

Economia brasileira com ótimos resultados?

Tu tá vivendo em um outro Brasil.

Você por acaso vai ao mercado fazer compras ou pede para a empregada fazer esse serviço?

Aliás, essa notícia não é nada positiva. Isso significa que a produção brasileira está sendo exportada para o mundo.

Resumindo: Fartura para o estrangeiro, escassez para o povo brasileiro.

rui mendes
rui mendes
Reply to  Gilson Moura
4 meses atrás

Isso é o melhor que pode acontecer a qualquer economia, produzir e exportar, isso sim é criar riqueza e não apenas fazer o dinheiro circular de a para b, pois assim trocas produtos feitos pelo teu país por dinheiro de outros países, acrescentando dinheiro que antes não estava no país e passou a ser do país.

Gilson Moura
Gilson Moura
Reply to  rui mendes
4 meses atrás

Não existe isso de dinheiro que antes não circulava no país agora circula, um chinês não vai aumentar a quantidade de real que vai circular no Brasil com yuans, assim como o americano não vai aumentar a quantidade de real circulado com dólares, no Brasil que tem como curso forçado o real, a quantidade de real permanece a mesma. Logo mais, exportar riqueza é definitivamente o guia desastroso para empobrecer a população. Exportações são custos. Elas promovem crescimento econômico apenas se, em troca, a população do país exportador receber bens, serviços e ativos que melhorem sua qualidade de vida e… Read more »

Alessandro
Alessandro