quarta-feira, novembro 30, 2022

Saab RBS 70NG

Momento Kulminatsionny?

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Por Ben Hodges e Julian Lindley-French

“Tudo… depende de descobrir o ponto culminante pelo fino tato do julgamento. Aqui nos deparamos com uma aparente contradição. A defesa é mais forte que o ataque; portanto, devemos pensar que o último nunca deve nos levar longe demais, pois enquanto a forma mais fraca permanece forte o suficiente para o que é exigido, a forma mais forte deve ser ainda mais”. – Karl von Clausewitz

15 de março de 2022. Idus Martiae! A corrida para o ponto culminante da tragédia da Ucrânia começou! O possível apoio chinês, apesar dos próximos dez dias, será crítico. A guerra russa de conquista na Ucrânia está agora entrando em uma fase crítica; uma corrida para atingir o ponto culminante da capacidade ofensiva da Rússia e da capacidade defensiva da Ucrânia. É por isso que é vital que o Ocidente reforce a capacidade de resistência da Ucrânia e por que a Rússia começou a atacar as bases de suprimentos pelas quais a ajuda letal ocidental está passando. A próxima semana pode ser crítica.

O ponto culminante é alcançado quando uma força não pode mais conduzir operações. Para uma força engajada em operações expedicionárias ofensivas, esse ponto é alcançado quando uma força simplesmente não pode mais avançar. Na esteira da segunda invasão russa da Ucrânia em 24 de fevereiro, várias restrições à capacidade de conduzir uma Blitzkrieg tornaram-se imediatamente aparentes. No momento em que as forças russas cruzaram a fronteira ucraniana, surgiu uma grande lacuna entre a escala e a qualidade das forças russas necessárias para manter o ímpeto militar ofensivo russo e a força disponível, dada a capacidade de resistência da Ucrânia e o espaço para realizar operações defensivas em seu próprio terreno.

Também ficou rapidamente claro que o planejamento operacional e tático básico do Estado-Maior russo era inadequado. Grande parte da inteligência que sustentava a campanha estava defeituosa, desatualizada ou simplesmente errada; os objetivos da missão e as áreas de responsabilidade entre os Grupos Táticos do Batalhão não foram claramente estabelecidos ou delineados; as comunicações seguras entre o quartel-general e as forças destacadas falharam com frequência; a proteção da força era virtualmente inexistente; as operações conjuntas entre os elementos aéreos e terrestres tornaram-se extremamente difíceis pela falta de coordenação e comunicações, e a prática russa de ‘semear’ formações regulares do exército com recrutas levou a uma rápida deterioração do moral da força em face da dura resistência ucraniana. Acima de tudo, a falta de Forças Operacionais Especiais e Forças Especializadas suficientes, aliada à falta de munições guiadas com precisão em quantidade suficiente, tornou a estratégia original de decapitar a Ucrânia política e militarmente impossível de realizar.

O resultado está se tornando cada vez mais evidente para uma campanha militar russa mal planejada e executada, na qual a incompetência marcha lado a lado com um impulso caro, mas estagnado, com as forças russas forçadas a adotar uma campanha de desgaste contra civis ucranianos para a qual não são projetadas. A guerra de atrito requer tempo, mão de obra, munição e recursos. Os russos estão ficando sem os três e é por isso que estão recrutando sírios. Uma lição que eles deveriam ter tirado de seus principais exercícios VOSTOK e ZAPAD é que o consumo de munição de combate sempre excede os estoques prontos, particularmente na guerra urbana. As sanções aceleraram isso ao bloquear a entrega de munições à Rússia de lugares como Finlândia e Eslovênia. É por isso que a Rússia se voltou para a China.

Os ucranianos se destacaram como força defensiva e, à medida que o moral das forças russas despencou, os defensores conquistaram o terreno moral elevado. As lições aprendidas com a apreensão da Crimeia pela Rússia em 2014 são aparentes na maneira como os ucranianos conduziram com sucesso as operações de informação e conseguiram entrar no circuito de comando russo. Reforçados pela inteligência ocidental em tempo real e munições antiaéreas e antitanque avançadas, os ucranianos conseguiram manter uma defesa móvel atingindo as formações russas quando e onde dói. No entanto, essa defesa heróica teve um grande custo para as forças regulares da Ucrânia em apuros e para os muitos irregulares que se juntaram à luta.

Para Clausewitz, a aplicação bem-sucedida da força militar exige que tanto o moral quanto o físico sejam superiores ao de um inimigo. A Rússia começou esta guerra firme na crença de que a superioridade física de suas forças sobre o inimigo ucraniano prevaleceria. À medida que a guerra muda de movimento para atrito, é vital que o Ocidente reforce a capacidade dos ucranianos de resistir. Na prática, isso significa fornecer-lhes ajuda letal suficiente para combater os russos e colocar o Kremlin com um dilema agudo: ordenar a mobilização geral para travar uma longa guerra e arriscar a ira das Mães de São Petersburgo e além ou vir para termos com os ucranianos. De qualquer forma, o preço político para Putin será alto, dado o custo humano de sua loucura estratégica.

Em dois meses, em 1982, a Grã-Bretanha retomou com sucesso as Ilhas Malvinas dos ocupantes argentinos. Para isso, os britânicos tiveram que empreender a mais longa invasão marítima da história militar. Enquanto a Argentina estava a apenas 400 milhas das Malvinas, os britânicos estavam a mais de 8.000 milhas de distância. A grande distância significava que o tamanho da Força-Tarefa enviada era limitado em escala. No entanto, prevaleceu porque a força era de um nível tão alto de tecnologia e qualidade da força em comparação com a maior parte de seus oponentes argentinos que era capaz de exercer superioridade física e moral sobre uma força defensiva maior. As forças russas carecem de qualidade e quantidade sobre suas contrapartes ucranianas para estabelecer superioridade física ou moral. A guerra na Ucrânia é, portanto, um testemunho do fracasso abjeto do Estado-Maior russo em modernizar o Exército Russo em particular. Consequentemente, toda a estratégia política de Putin de usar coerção e ameaça implícita de força para extrair concessões de seus vizinhos já está em frangalhos. Isso significa que o fim de Putin e da valentona Rússia acabou? Não, longe disso.

O que o Ocidente deve fazer agora? Primeiro, acelerar e expandir a entrega de capacidades e armas especificamente destinadas a ajudar a Ucrânia a destruir a artilharia terrestre e marítima, foguetes e lançadores de mísseis de cruzeiro que são plataformas terrestres e marítimas. Isso significa mais inteligência, mais radar de contra-fogo, mais sistemas de longo alcance, mais munição e mais armas antinavio e minas navais. Em segundo lugar, olhar para o futuro. Tanto a China quanto a Rússia já estarão desconstruindo essa guerra para identificar e implementar lições para o futuro. Assim devemos nós!

Putin? Cuidado com os idos de março, César!

Ben Hodges e Julian Lindley-French

  • Tenente General (aposentado) Ben Hodges é o ex-comandante do Exército dos EUA na Europa.
  • Julian Lindley-French foi Professor Eisenhower de Estratégia de Defesa na Academia de Defesa da Holanda. Eles são co-autores com o general (aposentado) John R. Allen do livro Future War and the Defense of Europe e ambos são membros do The Alphen Group.

FONTE: The Alphen Group

- Advertisement -

162 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

162 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
José
José
8 meses atrás

Quanta bobagem em um post só

Bruno Vinicius
Bruno Vinicius
Reply to  José
8 meses atrás

Obviamente você é muito mais qualificado para analisar a situação do que os autores da matéria…

Last edited 8 meses atrás by Bruno Vinicius
Renato Carvalho
Reply to  Bruno Vinicius
8 meses atrás

Vc é um hipócrita, critica os autores e em seguida faz aquilo que condena, quer mesmo que eu acredite em um artigo escrito por Luis Nassif? ta de brincadeira, desqualificar o presidente ucraniano não vai adiantar em nada, a Rússia é a invasora, deve ser combatida e rechaçada e deve pagar por por cada dano e cada morte de civis inocentes, defender um tirano assassino desses beira o mau-caratismo.

Rogério Loureiro Dhiério
Rogério Loureiro Dhiério
Reply to  Renato Carvalho
8 meses atrás

Vamos unir toda a humanidade, todas as forças, cada homem, cada caça, cada tanque, cada submarino ou meio naval e vamos lá na porta dos EUA punir os senhores da guerra por cada acusação que vc mencionou pelas vidas que tiraram em TODOS os cenários que bem conhecemos.

TOPA?

Anderson Frias
Anderson Frias
Reply to  Bruno Vinicius
8 meses atrás

Luís Nassif? hahahahahaha

Agnelo
Agnelo
Reply to  Bruno Vinicius
8 meses atrás

Buá….. buááá

FOX
FOX
Reply to  Bruno Vinicius
8 meses atrás

Bandido é quem invade terra dos outros

Teropode
Reply to  Bruno Vinicius
8 meses atrás

Que isto Zeus ? E vc acha que com a Rússia analizando seria diferente , aaaaaaaaa poupinus distu 🤣🤣🤣🤣🤣

Rafael Cordeiro
Rafael Cordeiro
Reply to  Bruno Vinicius
8 meses atrás

Por um minuto ao ler sua crítica sobre Zelensky eu pensei estar lendo alguma coisa sobre Putin, ou sobre o STF no Brasil, ou seja, não parece ter muitas diferenças entre os três: Na Ucrânia não se pode criticar Zelensky, na Rússia não se pode criticar Putin e no Brasil não se pode criticar o STF.

Victor
Victor
Reply to  José
8 meses atrás

Vou começar a escutar mais o José,mestre em geopolitica e assuntos militares,do que os generais americanos aposentados e professores de academia de defesa. /S

Torama
Torama
Reply to  José
8 meses atrás

É mesmo? Então por favor esclareça ao ex-comandante do exército americano na Europa onde ele se equivoca, uma vez que você é claramente muito mais qualificado para falar.

Teropode
Reply to  José
8 meses atrás

Toma distraído ! Que vergonha 🤭

carcara_br
carcara_br
Reply to  José
8 meses atrás

Gente como esse senhor está usando os ucranianos de peão. Sabe o que ocorre se a estratégia dele der “certo”, mas em contrapartida não sobrar nenhum ucraniano vivo na Ucrânia? Vai comemorar a vitória. Só esqueceu de mencionar o fato da Rússia ter capacidade de colocar uma bomba nuclear bem no meio do quintal dele e que ainda pode escalar o nível de destruição do conflito com relativa facilidade, 40-50km de distância pra artilharia não é grande coisa e não é tão caro de produzir como mísseis guiados. Na realidade ele fez questão de omitir este fato, meio esquisito pra… Read more »

George
George
Reply to  José
8 meses atrás

Nunca antes um comentário tão pequeno disse tanta bobagem.

Leonardo
Leonardo
8 meses atrás

A única coisa certa que ele falou foi que os russos agora estão mirando nos depósitos de munições da Ucrânia.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Leonardo
8 meses atrás

Isso é facilmente contornável, a guerra será cada dia mais irregular, estes depósitos serão espalhados pelo território, a estratégia avança para os dois lados.

PACRF
PACRF
Reply to  Carlos Gallani
8 meses atrás

De acordo. Está guerra iniciada unilateralmente pela Rússia tá com cheiro de “ganhar a gente ganha, levar e outra história”. É muito improvável que os mais de 40 milhões de ucranianos se submetam ao regime totalitário e ditatorial da Rússia. Já sentiram o gosto da liberdade.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  PACRF
8 meses atrás

A corrida da Rússia é para não perder o poder de barganha, no contexto geral não existe mais possiblidade de vitória!

Capa Preta
Capa Preta
8 meses atrás

A invasão da Ucrânia pela Rússia e a prova de que os ocidentais anti ocidente passando pano para Rússia por motivos puramente ideológicos culpam a vítima pelo estupro.
Correspondentes de guerra,jornalistas brasileiros estão agora em Kiev, e não no teclado de um m computador, mostrando bairros residenciais bombardeados,famílias mortas, Ucranianos almadiçoando russos (em Dombaas e Dananstk inclusive) mas os negacionistas preferem acreditar em teorias de conspiração do que nas imagens.

WSilva
WSilva
Reply to  Capa Preta
8 meses atrás

Assumindo que tudo que você disse é justo e real, por que as invasões não provocadas no Oriente médio por potências ocidentais não receberam o mesmo tratamento?

O maior problema está aí, um bandido querendo julgar o outro…

O ocidente não tem credibilidade para julgar ninguém, apenas tem mais espaço e pessoas dispostas a ouvir sua narrativa, mas é igualmente criminoso.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  WSilva
8 meses atrás

O que não pode de forma alguma servir de desculpa para ação Russa, vamos deixar isso bem claro, se um mata 10 outro não pode matar 2, principio básico de caráter, errado é errado!

WSilva
WSilva
Reply to  Carlos Gallani
8 meses atrás

Um novo erro da Russia não pode apagar um erro anterior do ocidente.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  WSilva
8 meses atrás

Não inverta a lógica das coisas, estamos falando sobre a Guerra da Ucrânia e não do Iraque!

WSilva
WSilva
Reply to  Carlos Gallani
8 meses atrás

Daqui algum tempo a guerra na Ucrânia será um erro anterior assim como é a guerra do Iraque e novos erros irão surgir pois a punição é seletiva.

Enquanto não houver punição para todos que cometem erros atuais, os erros atuais se tornarão erros do passado.

PACRF
PACRF
Reply to  WSilva
8 meses atrás

Um erro jamais pode justificar outro erro. Só há uma maneira da Rússia conquistar a Ucrânia: matando os mais de 40 milhões de pessoas que lá vivem (ou viviam).

João
João
Reply to  WSilva
8 meses atrás

Vergonha em tonho.

Capa Preta
Capa Preta
Reply to  WSilva
8 meses atrás

Pois deveriam. E imperialismo do mesmo modo. EUA no oriente médio, França no Norte da África, china no Pacífico e Rússia no Leste europeu.

AK-130
AK-130
Reply to  WSilva
8 meses atrás

Primeiro que, só os bobos realmente defendem as invasões que os EUA fizeram. Todas essas invasões aí são injustificáveis e dois erros não fazem um acerto.

Segundo: Porque é impossível sancionar o “ocidente” (EUA). Se fosse a China fazendo uma invasão, também não teria todas essas sanções. A economia da Rússia é o que na fila do pão? A dos EUA tem várias indústrias, produtos e serviços, tal como a China também tem vários produtos, fábricas (principalmente do ocidente, diga-se de passagem) e serviços.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Capa Preta
8 meses atrás

Já falei isso aqui, a culpa do estupro para alguns é a saia, vergonhoso!

pedro
pedro
Reply to  Capa Preta
8 meses atrás

Vc nem é ocidental cara! Acorde, nós brasileiros a Europeus e Norte-Americanos somos classificados como Latinos!!!!! Pare de lamber o saco do seu senhor e deixe de ser burro!

Capa Preta
Capa Preta
Reply to  pedro
8 meses atrás

Nossa cultura ancestral por acaso provem da oriental? Ou e herdada da filosofia grega,direito romano e moral judaico cristã?
Eu tô me lixando para o que estadunidense quer ( americano eu também sou) até porque eles vão se destruir de dentro para fora com a guerra híbrida de profunda divisão racial social que foi plantada lá.

Last edited 8 meses atrás by Capa Preta
Marcelo
Marcelo
Reply to  pedro
8 meses atrás

Não Sabia que latinos Não era Ocidentais. Esquerda sendo Esquerda.

Hcosta
Hcosta
Reply to  pedro
8 meses atrás

Latinos são os Portugueses, Espanhóis, Franceses, Italianos e os Romenos…
E os restantes países com os respetivos idiomas oficiais..
Ser designado de latino americano tem algum problema?

Nemo
Nemo
Reply to  Hcosta
8 meses atrás

Quem conhece os EUA sabem. Brancos ou ocidentais (latinos franceses e italianos incluidos), latinos (nós) hispânicos (Los hermanos), Black e orientais.

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Nemo
8 meses atrás

Não necessariamente, italianos assim como outros europeus do Sul /Mediterrâneo eram discriminados também. Não
eram brancos como eles entendiam.

Mas quem em sã consciência teria a cara de pau de afirmar que os italianos ou gregos são menos ocidentais em relação a eles ?

Apenas discriminação e burrice.
E isso existe em todas as latitudes.

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  pedro
8 meses atrás

Kkkkkk o … LATINOS: aqueles cuja língua deriva do latim.
Rsrs patetico.

Last edited 8 meses atrás by Thiago A.
Renato Carvalho
Reply to  pedro
8 meses atrás

Não me consta que latinos vivem no leste. Somos latinos por origem de linguagem, aí cabe o francês, italiano, português, etc

Nemo
Nemo
Reply to  Renato Carvalho
8 meses atrás

Romenos são latinos.

DanielJr
DanielJr
8 meses atrás

O ocidente precisa levar o máximo de equipamento e com velocidade para ganhar na resistência, um tarefa não tão fácil, já que não é só levar o material até a fronteira, e sim colocá-la nos locais dentro da UCR.

Do lado Russo, aumentar os ataques a infraestrutura em todo o território da UCR, inlcuindo o lado menos castigado do território, além de cortar o suprimento de gás, água encanada e eletricidade do máximo de cidades que conseguir.

Corrida para sugar a última energia do inimigo.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  DanielJr
8 meses atrás

Em 23 dias de guerra as linhas de suprimento já estão razoavelmente organizadas, mesmo a destruição de depósitos é algo que não passa de temporário.
Quanto a brutalidade na Ucrânia isso é uma faca de dois gumes, existe um ponto onde a opressão do inimigo fica tão forte que se render deixa de ser uma opção, o efeito é inverso, a resistência ganha mais força do que perde quando a casa de uma senhorinha é bombardeada.

Canarinho
Canarinho
Reply to  Carlos Gallani
8 meses atrás

Diz isso para as brigadas ucranianas que estao se rendendo uma atras da outra. Essa conversa fiada de voces nao convence mais ninguem. So nao percebeu quem nao quis, as principais cidades do leste aonde haviam a maior parte da populacao e industrias centro de pesquisa ja esta sitiada ou cercada. Voce devia procurar acompanhar a guerra de fontes diferentes. Eu por outro lado vejo Ucranianos dando boas vindas aos Russos. ironico nao?

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Canarinho
8 meses atrás

Ahhh sim, esta sendo um passeio, so eu que não vi!

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Canarinho
8 meses atrás

Estão se rendendo tanto, mas ainda assim, apenas uma das principais cidades caiu e Mariopul ainda está de pé.

Mas e ai, os recrutas Russos já se renderam todos?

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Canarinho
8 meses atrás

De fato a Rússia está vencendo ,entretanto é intrigante não ter tomado Sumy e Kharkiv ainda, ficam do lado da fronteira russa.

George
George
Reply to  Canarinho
8 meses atrás

Estão dando boas vindas ao russos sim. Algo como “prazer, esse é o NLAW”.

Maurício.
Maurício.
8 meses atrás

“é que o consumo de munição de combate sempre excede os estoques prontos, particularmente na guerra urbana.”

Bem, isso é um fato! O Brasil estaria preparado para fazer munições aqui ou teria que comprar de fora, e comprar de fora seria possível em uma guerra?

Eu não entendi muito bem a parte da comparação com a guerra das malvinas, eles não estão comparando a Rússia com a argentina daquela época né?

Hcosta
Hcosta
Reply to  Maurício.
8 meses atrás

Comparar a diferença no nível de treino e equipamento…
Não será tão grande como o da Argentina/RU mas a diferença entre a Ucrânia/Rússia foi suficiente para ser relevante.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Hcosta
8 meses atrás

Bem, o nível de treino e equipamento entre UK e Argentina não da para comparar, desde aquela época, o nivel de treinamento Russo deve ser maior que o da Ucrânia. A nível de pessoal, eu vejo uns soldados russos que pelo amor de Deus, nem parecem soldados, mas na Ucrânia também não é diferente. Quanto ao equipamento, basicamente é quase a mesma coisa para cada lado, e no nível de equipamento pessoal, a “única” vantagem dos ucranianos é o Javelin e o NLAW, e não creio que esses dois mísseis podem fazer a diferença. Na verdade, acho que essa guerra… Read more »

Hcosta
Hcosta
Reply to  Maurício.
8 meses atrás

Tem diferenças grandes ao nível da comunicação, visão noturna e outros equipamentos individuais, serviços de informação, logística e comando…entre outros.

E ao nível de treino de guerra urbana não sei se há uma grande superioridade para o lado Ucraniano ou uma grande incompetência do lado Russo, como refere

Maurício.
Maurício.
Reply to  Hcosta
8 meses atrás

A incompetência russa é que na minha opinião ela está levando essa guerra em um “banho-maria”, o poder militar russo é maior que o da Ucrânia, isso é um fato, portanto, eles deveriam por mais pressão, e não é isso que está ocorrendo, pode ser algum tipo de tática, eu não sei, mas na minha opinião é uma tática errada.
Quanto aos equipamentos individuais, a Ucrânia teve que recorrer ao “Aliexpress” para comprar rádios de comunicação da Motorola, e miras com imagem térmica.
Quanto a logística, aí sim eu concordo.

Screenshots_2022-03-21-17-00-10.png
Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Maurício.
8 meses atrás

Mas é justamente a logística, esse seu “mais pressão” não esta sendo viável simples assim, se vc não consegue suprir 10 não adianta mandar 100 que vai ser ainda pior!

seuzénétiuôrqui
seuzénétiuôrqui
8 meses atrás

Por curiosidade acabei lendo essa por@@@@@ria de artigo até o final e confesso que nunca li tanta besteira.

Agnelo
Agnelo
Reply to  seuzénétiuôrqui
8 meses atrás

Buá….. buá….. buáááá

Marcelo
Marcelo
8 meses atrás

O que os invasores russos fizerem ou deixarem de fazer pouco importa. A resistência ucraniana irá até o fim. Os Bots russos podem chorar… “Ucrânia irá ser tomada em 30 minutos” ‘kings’. Kiyv cai em dois dias kkk Bots e cia. “A coluna está dentro de Kiyv”

A Rússia sempre foi um tigre de papel, só se garante com Nukes nucleares.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Marcelo
8 meses atrás

“A resistência ucraniana irá até o fim.”

A resistência ucraniana vai até a hora que acabarem as munições, até porque, munição termina para os dois lados.
Portanto, enquanto mandarem munições, os ucranianos vão combater, e da maneira que a Rússia está combatendo, essa guerra ainda vai longe…

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Marcelo
8 meses atrás

Cadê aquela coluna de 60km que iria dominar Kiev, CADÊ???

Maurício.
Maurício.
Reply to  Carlos Gallani
8 meses atrás

Como eu vou saber? Devem estar no mesmo lugar dos supostos caças que a Ucrânia ia receber…

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Maurício.
8 meses atrás

Vc quer dizer que sumiu, que não existe mais?
Pq se for isso faz sentido! hahahahahahahah

Maurício.
Maurício.
Reply to  Carlos Gallani
8 meses atrás

Ué, se a coluna não está mais lá então ela sumiu né? Isso é lógico, existir ela existe, só não está mais lá, igual os supostas caças para a Ucrânia, existir eles existem, só não foram dados para a Ucrânia.🤷🏻‍♂️

Felipe
Reply to  Carlos Gallani
8 meses atrás

Tá lá parada ainda esperando uma ataque dos famigerados drones turcos que ainda não aconteceu

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Felipe
8 meses atrás

Ou seria esperando combustível, ou quem sabe coragem, cidades não andam até onde sei e Kiev ainda está lá, o que mudam são as expectativas…

Canarinho
Canarinho
Reply to  Marcelo
8 meses atrás

Quem disse isso de Ucrania ser tomada em 30 min nao tinha ideia do que estava falando

Brazuca
Brazuca
Reply to  Marcelo
8 meses atrás

Bateu o desespero nos russos. Já apelaram aos chechenos, aos Sírios, aos chineses e agora à Belarus. E sim, o Lukashenko já esta arrumando uma desculpa esfarrapada para socorrer seu amo. Não esta fácil para o mini ditador russo.

SSS
SSS
Reply to  Brazuca
8 meses atrás

Você está enganado quanto a isso. A ideia dos mercenários ou voluntários estrangeiros, a Rússia só empregou para contrabalançar e frear o que a própria Ucránia estava fazendo. A Ucânia estava burlando a negação internacional de apoio criando um exército de voluntários.

Vitor
Vitor
8 meses atrás

Nossa está difícil qualquer pé rapado do ocidente da palpite …o povo está sendo massacrado..o estado ucraniano está desfazendo…vai virar uma Síria..terra de ninguém…é muita ingenuidade do brazucas tupiniquins em acreditar que o Ocidente não é culpado desse conflito.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Vitor
8 meses atrás

A culpa do estupro é da saia, estão vendo gente!

Canarinho
Canarinho
Reply to  Carlos Gallani
8 meses atrás

Que argumento tosco, para de baixar o nivel da conversa com esse raciocinio simplista. Essa comparacao nao cabe em nenhum aspecto

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Canarinho
8 meses atrás

A Ucrânia, um país soberano, foi invadida covardemente e não adianta passar o pano tentando arrumar desculpas para o estupro!

paulotd
paulotd
Reply to  Vitor
8 meses atrás

O que mais tem nessa guerra é manipulação da mídia pro ocidente. A verdade é que a guerra foi causada pelo próprio ocidente, ao utilizar da guerra híbrida pra botar o paspalho Zelensky no poder. Era claro que a Rússia não ia deixar a Ucrânia entrar na Otan e ser aliada do ocidente. O maior vitorioso é a China, vai sair dessa guerra ainda mais fortalecida. O império Americano acabou, a medida que o oriente for trocando a moeda corrente, o dólar vai enfraquecer, e não vai ter como mais USA manter sua máquina de guerra. Tiveram a vergonha de… Read more »

Renato Carvalho
Reply to  paulotd
8 meses atrás

¨O império Americano acabou¨ Ta bom deixa eu ver: Ainda são a maior economia do mundo.
Ainda tem as forças armadas mais poderosas do mundo.
Possuem as melhores universidades e centros de inovação do mundo.
As maiores empresas do mundo.
A língua mais influente.
Maiores ganhadores de prêmios Nobel.
Bases em todo o mundo.
Arsenal nuclear em pronto emprego.
Dollar ainda é o lastro econômico.
esqueci algo? não me parece que estão acabados, não ainda.

SSS
SSS
Reply to  Vitor
8 meses atrás

Cada um tem que cuidar de sua casa, não da do vizinho. Para a Ucrânia, o ocidente doa rios de dinheiro para reconstrução. Já falaram de um novo plano Marshall.

Nemo
Nemo
Reply to  SSS
8 meses atrás

A maior parte é e será empréstimo. Para receber o empréstimo a Ucrânia terá que contratar empresas ocidentais (o que é óbvio). Como diria um ditado alemão “é o dinheiro que faz o mundo girar”.

Renato Carvalho
Reply to  Vitor
8 meses atrás

Em Nárnia os telejornais anunciaram que a Ucrânia invadiu a Russia e que ja estâo cercando Moscou, os bravos russos estão resistindo e recebendo ajuda internacional, o impiedoso exército ucraniano capitaneado pelo seu presidente judaico/nazista não cessam os bombardeios a alvos civís.

Carvalho
Carvalho
8 meses atrás

Nos 20 anos da ditadura de Putin o Exercito russo só favoreceu bajuladores e aproveitadores.
Não existe iniciativa e liderança nos níveis de ação táticos, porque estes escalões não sabem porque estão lutando.
Resultado : uma esquadra de infantes sendo corridos de um quintal de casa por um casal de velhos.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

O fato de Putin ir a um estádio de futebol animar plateia a favor da guerra….demonstra a fraqueza moral do seu Governo.
A Rússia é um Estado fraco, apesar de ser um país forte. (Nem todos conseguem diferenciar a coisa da outra)

Brazuca
Brazuca
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

Bateu o desespero!

Slow
Slow
Reply to  Brazuca
8 meses atrás

Quem está desesperado é os EUA recorrendo a Venezuela não é ? Ou melhor implorando pra China não ajudar A Rússia ..

Renato Carvalho
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

Foi na jugular.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

Normalmente se luta por valores, sejam eles verdadeiros ou não.
Os russos não conseguem inspirar nenhum valor aceitável para o soldado russo atacar um país vizinho.
O Ocidente acena à Ucrânia com valores tentadores aos Ucranianos: democracia, eleições justas, alternância de poder, liberdade de imprensa, liberalismo político e econômico.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

Mas isso chega ser obvio, Belarus só se enfiou nesta enrascada pq tem um ditador que se sustenta com apoio da Rússia que oferece pouco ou quase nada!

Brazuca
Brazuca
Reply to  Carlos Gallani
8 meses atrás

Ao meu ver a tendência de médio/longo prazo (pode ser até curto, quem sabe?) é Belarus dar um pé na bunda de seu ditador e acontecer algo parecido ao que ocorreu na Ucrânia. O desejo por liberdade sempre prevalece, não pode ser sufocado para sempre. O tempo é o senhor dos destinos.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Brazuca
8 meses atrás

O resultado desta guerra será determinante para sua hipótese, se a Rússia não oferece vantagem nenhuma pq eu tenho um ditador pró Rússia?
Se a reconstrução da Ucrânia for galopante então vai ser uma debandada!

Last edited 8 meses atrás by Carlos Gallani
Rayan
Rayan
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

Antes da realidade geopolitica mundial fosse movida por considerações ideológicas liberais e de valorização dos direitos humanos.

O próprio Ocidente relativiza esses valores quando considerações econômicas e geopoliticas são invocadas nas decisões políticas.

O mundo não é permeado por essa simplicidade de visão de mundo, aceitemos.

Daí a importância de se estudar relações internacionais e geopolitica , que justamente (tal como a ciência Política) adotam métodos de analise e de pesquisa não valorativos quanto a conceitos de “bem” e “mal”.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Rayan
8 meses atrás

Ninguém luta por considerações econômicas e geopolíticas ou interesses políticos.
Os que vc chama de conceitos de “bem” e “mal” é que movimenta a ideologia que faz um Exercito lutar até o fim.

Rayan
Rayan
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

Desculpa,mas a história dos conflitos armados quanto às suas causas e fatores determinantes evidenciam justamente o contrário: a ideologia é um instrumento para as considerações de ordem econômica e geopolitica.

O que moveu a Guerra do Golfo de 1981 ou de 2003? Ou a própria intervenção soviética do Afeganistão de 1979? Ou as guerras árabes -israelenses? Não foram ideologias que motivaram as decisões políticas estratégicas que deflagraram tais guerras, mas fatores econômicos e geopoliticos, ainda que usando narrativas ideológicas para coesão social e criação de simbolismos.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Rayan
8 meses atrás

Exatamente, estamos falando da mesma coisa: A narrativa ideológica é fundamental.
E nesse caso a ideologia liberal do Ocidente até agora se mostrou insuperável.
O Ocidente é capaz de uma narrativa que fará a Ucrânia lutar até o fim.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

Mas sempre lembrando que dificilmente alguém conseguirá invocar valores mais poderosos que a democracia liberal do Ocidente.
Porisso julgo extremamente perigosas as narrativas de que o Ocidente só tem a oferecer manipulação da grande mídia e exploração por conglomerados financeiros capitalistas.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

E me surpreende a aparecimento do número de apoiadores pro Russia neste espaço, criticando a notória hipocrisia do Ocidente, logo após a associação midiatica do Bolsonaro com o Putin.

SSS
SSS
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

Você não sabia que existe uma escola duginista (pesquisar Alexandr Dugin) no Brasil há mais de uma década?

Carvalho
Carvalho
Reply to  SSS
8 meses atrás

Boa dica ! Não conhecia..

Rayan
Rayan
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

Você não está errado na sua análise crítica. Eu considero o Putin um líder mais próximo de um Pinochet ou Guilherme II , ou seja, interventor nas esferas políticas e institucionais, opressor de valores políticos liberais e com políticas pró mercado para grupos selecionados (, até a guerra com a Ucrânia).

Ocidental Frustrado
Ocidental Frustrado
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

Falavam a mesma coisa do Afeganistão, de que os afegãos lutariam até o fim de suas vidas pela liberdade contra o Talibã, no final, o contrário provou ser verdade.

Rayan
Rayan
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

No âmbito da ciência Política não existe fórmula cientificamente comprovada de qual ideologia é superior. Toda ideologia tem uma carga valorativa prévia, que determina um viés cognitivo. O apelo do liberalismo econômico é insuperável; não o liberalismo político. A igualdade política é meramente formal como conceito jurídico -politico e destinado a salvaguardar os interesses econômicos liberais. Por isso na história do século XX, inúmeros regimes políticos foram liberais na economia e opressores nos direitos individuais, ainda que bem sucedidos em termos macroeconomicos: Coreia do Sul, Cingapura, Malásia, Taiwan, Chile, etc. Portanto é mais utópico que realista crer e buscar os… Read more »

Carvalho
Carvalho
Reply to  Rayan
8 meses atrás

Mas o que vc me diz das garantias individuais nas democracias ocidentais? Não são conquistas essenciais do liberalismo político?

Rayan
Rayan
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

Eu não nego que tais atributos e valores são conquistas civilizatórias trazidas pelo iluminismo. Nem sequer estaríamos aqui debatendo. Porém as relações de poder não são definidas pelo liberalismo político como objetivo maior. Na África, Ásia, Oriente Médio e até na Europa os valores políticos liberais são cada vez mais desconsiderados e relativizados. Países como Hungria, Polônia e Turquia possuem sistemas políticos autoritários e apenas formalmente democráticos. A própria Ucrânia é um regime democrático de fachada, dominado por oligarcas corruptos e extremamente frágil e instável em sua arquitetura política. Infelizmente o mundo renega cada vez mais o liberalismo político. Mesmo… Read more »

Carvalho
Carvalho
Reply to  Rayan
8 meses atrás

Infelizmente.
E a amostra deste fórum me deixa bastante preocupado.

Canarinho
Canarinho
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

O Ocidente acena à Ucrânia com valores tentadores aos Ucranianos: democracia, eleições justas, alternância de poder, liberdade de imprensa, liberalismo político e econômico. Aham agora conta aquela do papagaio. O ocidente mascara uma liberdade, hoje vc acha que e livre aqui no Brasil, de fato? Faz uma analise critica, pragmatica, sem paixões dessa pergunta. O ocidente e tao perverso nesse aspecto que te faz acreditar que e livre, sendo que vc e so um escravo para um monte de metacapalistas que dizem inclsuive qual devem ser seus valores, senao vc e cancelado`. Aqui nao Cazzo, ningume nasceu ontem. Ocidente livre..piada… Read more »

Carvalho
Carvalho
Reply to  Canarinho
8 meses atrás

O perigo dessa sua argumentação bolsonarista é o que ela tem de destrutiva para os valores democráticos e princípios liberais.
Veja cada vez mais isso aqui: simpatizantes de uma nova direita integralista e anti-liberal, conservadora e imensamente arraigada a teorias da conspiração, que se associaram a “mídias alternativas” tão manipuladoras quanto qualquer outra..

Nemo
Nemo
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

O único valor pelo qual se luta é o calor do dinheiro. A busca pelo poder é uma forma de viabilizar a valor dinheiro.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
8 meses atrás

Não é isso que estamos vendo nestes últimos dias.
Geralmente os articulistas mencionam. O que o lado deles, em tese deveria fazer.
Sem mencionar as reações do outro lado.
” O que o ocidente deve fazer agora ?”……
Eu ainda acho que Zelensky escutou o canto do cisne e se ferrou.

Rayan
Rayan
Reply to  Antonio Palhares
8 meses atrás

Reiterando: As matérias e relatórios mais isentos do que está ocorrendo revelam uma consolidação das áreas já ocupadas (40% do território) com proteção maior da retaguarda e mudança de abordagem tático -operacional para destruição de ativos militares mais valiosos da Ucrânia com foco em ataques de mísseis de cruzeiro e aviação de longo alcance/mefiae alta altitude; cerco aos grandes centros populacionais com isolamento de rotas; foco na asfixia e eliminação das tropas uxranianas em Donbass (eixo Slavyansk -Kramatorsk; tomada de Severo Donetsk; tomada definitiva de Mariupol (já quase finalizada); tomada de Marynka e Kalinovo. Além disso a frente de Kiev… Read more »

Wellington jr
Wellington jr
Reply to  Rayan
8 meses atrás

Os Ucranianos não estão numa guerra convencional, eles estão esticando as linhas russas e ao mesmo tempo sabotando atras das linhas inimigas. Perder gradativamente o territorio faz parte da estrategia e cercos iguais aos da segunda guerra não fuincionam numa guerra moderna. Se a Russia está vencendo? Sem sombra de duvidas estão, igual os americanos no Iraque, Vietna, Afeganistão, podem até conquistar territorio, mas nunca vão conquistar a vitoria total.

Rayan
Rayan
Reply to  Wellington jr
8 meses atrás

você está correto nessa analise. Se a Ucrânia adotar estratégia de insurgência e desgaste moral e material de longo prazo, o cenário igual aos conflitos que você aludiu ocorrerá. Excetuando a região de Donbass, em que há amplo apoio à Rússia.

Nino
Nino
Reply to  Antonio Palhares
8 meses atrás

Gostaria de saber qual foi o “canto do cisne” que ele ouviu? Entrar para OTAN? Entrar para a UE? Como país soberano ele não teria este direito? Deixando a OTAN de lado, a UE seria a oportunidade de dar prosperidade para a Ucrânia. Por que ninguém ligou quando o ditador venezuelano Hugo Chaves criou a ALBA é a Russia invade a Ucrânia? A resposta é que no caso da Ucrânia as chances dela se tornar um país próspero depois da Letônia, Estônia e Lituânia.

Carvalho
Carvalho
8 meses atrás

O AP da foto está sendo rebocado !!!
Parece que todas as vtrs da operação especial de 3 dias estão sendo rebocadas ou “empurradas”.

Rodrigo
Rodrigo
8 meses atrás

Walltext muito grande, vou esperar adaptação disso para o cinema pela Marvel.

sub urbano
sub urbano
8 meses atrás

É muita pretensão achar que uma guerra que a Russia teve anos para planejar não teria diversos cenários previstos por ela. Esse cara é o bichão mesmo. Outra coisa: alguém sabe quais são os verdadeiros objetivos russos? O ataque à Odessa? Novamente, é muita pretensão, ainda mais pra quem perdeu pro Talibã…

Renato Carvalho
Reply to  sub urbano
8 meses atrás

Me diga por favor qual batalha foi perdida pelos americanos no Afeganistão????

Marcus Pedrinha Pádua
Marcus Pedrinha Pádua
Reply to  Renato Carvalho
8 meses atrás

A última…

Carlos Gallani
Carlos Gallani
8 meses atrás

Minha opinião não diverge e tenho falado fazem dias, a Rússia mostrou nos primeiros dias que iria perder este conflito, saímos de uma ocupação rápida para uma perda de iniciativa impressionante! Aquelas fotos de caminhões velhos, colunas sem combustível, blindados abandonados, inúmeros vídeos de veículos destruídos, certa incapacidade aérea e a morte constante de oficiais são graves sinais de que as coisas vão muito mal! Eu achava que Kiev iria cair, que a Rússia iria chegar até pelo menos a metade do território Ucraniano, ledo engano, não vou ficar surpreso se Mariupol for a ultima cidade importante ocupada, se é… Read more »

Rayan
Rayan
Reply to  Carlos Gallani
8 meses atrás

Não há perda de iniciativa. As matérias e relatórios mais isentos do que está ocorrendo revelam uma consolidação das áreas já ocupadas (40% do território) com proteção maior da retaguarda e mudança de abordagem tático -operacional para destruição de ativos militares mais valiosos da Ucrânia com foco em ataques de mísseis de cruzeiro e aviação de longo alcance/mefiae alta altitude; cerco aos grandes centros populacionais com isolamento de rotas; foco na asfixia e eliminação das tropas uxranianas em Donbass (eixo Slavyansk -Kramatorsk; tomada de Severo Donetsk; tomada definitiva de Mariupol (já quase finalizada); tomada de Marynka e Kalinovo. Além disso… Read more »

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Rayan
8 meses atrás

Suas fontes não estão tão isentas quanto vc imagina!

Rayan
Rayan
Reply to  Carlos Gallani
8 meses atrás

Meu caro São mais factuais que as que você e outros, totalmente focados em uma análise personalista do conflito, se baseiam. As que compartilho inclusive retratam perdas russas. Mas querer focar em uma realidade de auto -engano para satisfazer tua posição de torcedor anti -Russia, se baseando em narrativas especulativas que CNN e equivalentes trazem, não vai ter força suficiente para contrapor o que eu trouxe. Se tem relatórios mais factíveis que minhas fontes, por favor, traga -as, ao invés de simplesmente dizer que não são tão isentas simplesmente por desagradarem seu sentimento de derrota total da Rússia. E antes… Read more »

Wellington jr
Wellington jr
Reply to  Rayan
8 meses atrás

Suas analises são para uma guerra convencional, onde você elimina o inimigo e assume o territorio, a guerra ucraniana não tem nada de convencional e os Russo estão pressionados não porque estão perdendo a guerra e sim porque não estão vencendo a opnião dentro da propria tropa. nenhum soldado quer morrer em solo estrangeiro para seu comandante ganhar medalha. Os ucranianos estão lutando na forma de atrito, não formam linhas de defesa fixas, atacam e recuam, defendem e somem algo que aprenderam bem, tão bem que estão superando as expectativas ocidentais. Quanto mais a guerra se arrasta pior é para… Read more »

Rayan
Rayan
Reply to  Wellington jr
8 meses atrás

Como te respondi antes, concordo que se os ucranianos adotarem uma estratégia de insurgência de longo prazo o resultado será igual aos conflitos do Vietnam, Iraque e Afeganistao que você narrou. O problema é que os ucranianos em certas frentes insistem em táticas convencionais, baseada em construção e fixação em áreas fortificadas, principalmente em Donbass. Em Kharkiv e , principalmente, Mikolayev, adotam táticas de guerra assimétrica focando na retaguarda e linhas de suprimentos com mais êxito. Em Kiev, passaram a cometer o mesmo erro tático de Donbass: se entricheirarem e aguardarem um ataque urbano das forças russas, perdendo a oportunidade… Read more »

Hcosta
Hcosta
Reply to  Rayan
8 meses atrás

40% da Ucrânia ocupada? Isso está correto?

Rayan
Rayan
Reply to  Hcosta
8 meses atrás

Oblast de Kharkiv: 70% ocupada; oblast de Kherson: 100% ocupada; oblast de Luhansk: 99% ocupada; oblast de Donetsk: 50% ocupada; oblast de Kiev: 75% ocupada. A enorme oblast de Dnipro e regiões ocidentais que estão totalmente desocupadas.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Hcosta
8 meses atrás

Logico que não, 40% ocupada nem nos sonhos mais molhados do Tonho!

Rayan
Rayan
Reply to  Carlos Gallani
8 meses atrás

Basta ver o mapa e corroborar, meu caro. Não é estatística minha, mas de vários analistas..

Rayan
Rayan
8 meses atrás

RESUMO DO FRONTE DA GUERRA RUSSO-UCRANIANA: 21/03 Em 21 de março, as Forças Armadas russas anunciaram que lançaram um ataque com mísseis de cruzeiro de alta precisão lançados do ar no centro de treinamento para mercenários estrangeiros e formações nacionalistas ucranianas no campo de treinamento de armas combinadas de Novaya Lyubomirka na região de Rivne. Mais de 80 mercenários e nacionalistas teriam sido eliminados. Além disso, um ataque com mísseis de cruzeiro destruiu o depósito de munições e a sede da brigada mecanizada das Forças Armadas da Ucrânia na área da vila de Selets. Além disso, um grupo de helicópteros… Read more »

karta-boevih-deystvy20marta.jpg
BrWs
8 meses atrás

Falavam a mesma coisa a sete anos atrás quando os Russos interveio na Síria.
Como nestes 21 Putin nunca recuou, acredito que esta não será a primeira vez.. Ele está dentro da Ucrânia, só isso já é um trunfo..

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  BrWs
8 meses atrás

Ele esta dentro da Ucrânia sangrando descontroladamente…

SSS
SSS
Reply to  Carlos Gallani
8 meses atrás

A defesa é mais fácil do que o ataque por diversos fatores. Naturalmente a tomada de Kiev será o final da Ucrânia, e isso não demora a acontecer. Zelensky já até mudou o discurso, abrindo-se e implorando por diálogo com Putin. Nem preciso dizer o que sugere.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  SSS
8 meses atrás

a tomada de Kiev será o final da Ucrânia, e isso não demora a acontecer.”


wait.jpg
paulotd
paulotd
Reply to  BrWs
8 meses atrás

O que eu não entendo é que o Ocidente conhece a forma de pensar do Putin, afinal o cara está já há mais de 20 anos no poder. Deu tempo de entender que ele não iria ceder uma Ucrânia pro-ocidente. Quiseram comprar a briga, e resultado é esse aí. Independente da Rússia perder muitos recursos, ela no mínimo toma um pedaço da Ucrânia. Quem se saiu bem nessa foi a China. Agora o oriente tem totais motivos pra boicotar os feudos ocidentais na área econômica, social. Parabéns Joe Biden, maior imbecil já eleito presidente dos EUA.

HLopes
HLopes
Reply to  paulotd
8 meses atrás

Você está equivocado, foi porque o ocidente não quis comprar uma guerra com a russia, não houve um lider com huevos para comprar essa briga, que o putin avançou com a invasão.

gordo
gordo
Reply to  BrWs
8 meses atrás

Essa guerra muitas peculiaridades, capacetes com câmeras, postagens em redes sociais, até lives direto do front e analistas como se tivéssemos na copa do Mundo. Os Russos podem até estar se lascando e os Ucranianos vencendo. Dizem, nessa guerra de muitas versões, que os Russos sofreram mesmo na primeira semana e que a partir daí foram se adequando e corrigindo os erros, para mim faz sentido. Pouco se sabe quais são os reais objetivos Russos em termos de territórios a serem ocupados para obterem os ganhos políticos que envolvem toda a geopolítica da Europa. Até surgir algo mais concreto, confiável,… Read more »

Brazuca
Brazuca
Reply to  BrWs
8 meses atrás

Ele esta preso em sua armadilha.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  BrWs
8 meses atrás

KKKKKKK O Discurso já ta mudando bastante né? da vitoria rápida para “ele nunca vai recuar” quero ver quando a Russia sair com o rabo entre as pernas, porque ela vai, ela não vence mais essa guerra.

BrWs
Reply to  Victor Filipe
8 meses atrás

Jovem não faço discurso, pois não sou político e muito menos torcedor.. Já faz alguns anos que não comento mais por aqui, mas desde a última semana fiz uns três comentários, mas nunca anunciei nada de passeio Russo ou que vai sair ” com o rabo entre as pernas”, pois o resultado desta guerra não depende da vontade dos que comenta por aqui.. Mas analisando os fatos, somente os fatos ( mesmo que o futuro a Deus pertence) – os Russos nesse conflito tem corda para esticar ainda, estão com menos de 20% de mão de obra efetiva e equipamentos… Read more »

Nemo
Nemo
8 meses atrás

A Alemanha anunciou o financiamento de um bilhão de euros em equipamento militar paraca Ucrânia, outros países já fizeram o mesmo. Olha que legal: o Estado Alemão usa dinheiro do Tesouro para o financiamento; as empresas de defesa alemãs vendem para a Ucrânia com risco zero, a dívida é com o Tesouro. Os burocratas alemães estabelecem interessantes vínculos com os líderes empresáriais, os executivos da indústria armamentista recebem belíssimos bônus pelo desempenho, os acionistas ganham polpudos dividendos com os lucros. Enquanto isto milhares de mortos e, segundo a ONU, 10 milhões de desalojados (25% da população ucraniana). Tudo para defender… Read more »

Jacinto
Jacinto
Reply to  Nemo
8 meses atrás

Se a Rússia não tivesse invadido, não teria nada disso.

Nemo
Nemo
Reply to  Jacinto
8 meses atrás

Invadir, já invadiu. O nome disso em finanças é sunk cost, não entra na análise do futuro. Agora é o momento de fazer bons negócios.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Nemo
8 meses atrás

Tudo isso para defender a Ucrânia…

Carlos Gallani
Carlos Gallani
8 meses atrás

As Putinetes estão fazendo uma ginastica para argumentar nesse post que estão de parabéns, chega a ser cômico!

Vitor Monteiro Camargo Ortiz
Vitor Monteiro Camargo Ortiz
Reply to  Carlos Gallani
8 meses atrás

Deixa de fazer comentário raso parece que não entende, terras conquistadas em guerra com sangue não se devolve, ao passar dos anos a poeira assenta e fica somente o interesse econômico das potencias…coitado do povo Ucraniano foi ludibriado.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Vitor Monteiro Camargo Ortiz
8 meses atrás

Rlx, sua frustração ainda vai aumentar!

Cesar
Cesar
8 meses atrás

Tem gente que ainda fala que está “tudo de acordo com o planejado” pelos russos, quando é mais óbvio do que tudo que não está! Se isso foi o planejado, os caras gostam de sofrer mesmo.

Estão comemorando “Mariupol caiu!” quando se esperava que Kiev cairia em 2 dias. Ou os ucranianos são muitos bons ou os russos são muito ruins (ou ambos). Eu realmente não entendo essa passação de pano pra Rússia.

SSS
SSS
Reply to  Cesar
8 meses atrás

A Rússia não é nenhuma santa, mas o Ocidente certamente não é também. Ambos atacam da forma que preferem. A Rússia gosta do meio militar. O Ocidente gosta de mexer na cultura e economia. A Rússia está respondendo (talvez com força excessiva, mas a Criméia foi um aviso não atendido) a um ataque contra ela. A defesa é sempre mais fácil do que o ataque. E quem falou isso que Kiev cairia em 2 dias foi a mídia ocidental. Nisso de guerra não há vilões e bonzinhos. Todo mundo tem sua parcela de culpa, sobretudo nesta guerra. Agora, uma coisa… Read more »

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Cesar
8 meses atrás

Mariupol ainda não caiu, eu acho que deve cair mas ainda não caiu, espremida entre duas fronteiras russas aguentou pelo menos 23 dias!
Os caras estão passando o pano para Rússia por puro fetiche!

Cesar
Cesar
Reply to  Carlos Gallani
8 meses atrás

Sim, ainda nem Mariupol caiu e já tem gente daqui comemorando. É difícil compreender esse fetiche.

Leonid Brejnev
Leonid Brejnev
8 meses atrás

Esse esta assistindo muita CNN e Globonews.

Renato Carvalho
Reply to  Leonid Brejnev
8 meses atrás

Vou mudar pra Sputinik e RIA Novosti pra te agradar

T.H
T.H
8 meses atrás

“uma corrida para atingir o ponto culminante da capacidade ofensiva da Rússia e da capacidade defensiva da Ucrânia”, quem perde a capacidade primeiro, a Rússia em atacar ou a Ucrânia em se defender. Este conflito já teria tido seu fim para a Ucrânia sem a vasta ajuda ocidental, essencial para sua capacidade de opor resistência, mas que fatalmente diminui a cada dia, pois suas perdas também se avolumam, suas linhas de suprimento são cortadas e seu povo sofre, ainda que tal fato seja por vezes ignorado aparente por certos setores da mídia. As críticas ao Estado-Maior russo são válidas e… Read more »

Ocidental Frustrado
Ocidental Frustrado
Reply to  T.H
8 meses atrás

Não sei se Putin esperava uma vitória rápida, eu sinceramente acredito na narrativa ocidental, não tem por qual razão acreditar no contrário quando se vê todo o erro operacional inicial na guerra, assim como a composição de tropas entre outros motivos, mas o destaque é a falha de inteligência que ao meu ver, se torna um fato consumado e que provavelmente emperrou a Rússia em uma guerra de desgaste que não foi anteriormente planejada. O que esta operação me mostrou é que o FSB como um todo é uma mera sombra de sua antiga KGB. O SBU/CIA/MI6 almoçaram completamente os… Read more »

Nilton L Junior
Nilton L Junior
8 meses atrás

Chora nenem.

Thiago A.
Thiago A.
8 meses atrás

“Putin? Cuidado com os idos de março, César!”

Reparem a influência do classicismo ( em específico o período da República Romana) até na retórica de guerra. Sempre presença desde a fundação dos EUA . As palavras não são casuais.

È uma constante, na política norte-americana a figura retorica do tiranicidio . Ainda mais quando devem/ querem cerrar as fileiras e enquadrar um inimigo.

149th_Fighter_Squadron_emblem (1).jpg
Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Thiago A.
8 meses atrás

“Sic semper tyrannis”

USS_Virginia_SSN-774_Crest.png
Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Thiago A.
8 meses atrás

Os pais fundadores da nação americana frequentemente usavam pseudonimos romanos para assinar documentos e cartas quando debatiam sobre o futuro da nação, da Federação e sua Constituição. Os anti-federalistas por exemplo assinavam os próprios ensaios com o pseudonimo de Brutus. Muitos de nós já devem ter percebido a “tara” que o debate político estadunidense possui pelo tiranicidio. Ditadores e despotas são os inimigos por excelência da República e seu Senado. Os vilões e inimigos dos estadunidenses recebem logo a alcunha de ditador/tirano. Quando um líder recebe essa etiqueta já podemos ter a certeza que é um alvo para os falcões… Read more »

sealofVirginiaFloor.jpg
Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Thiago A.
8 meses atrás

Vou deixar um link para quem quiser se aprofundar sobre esse assunto.
http://projects.leadr.msu.edu/uniontodisunion/exhibits/show/the-classical-world-and-the-fo/-rome-reborn-

Ocidental Frustrado
Ocidental Frustrado
Reply to  Thiago A.
8 meses atrás

Vale lembrar que Abraham Lincoln foi meramente um ditador per se.

É atribuído à Lincoln o fim da escravidão, mas se esquecem que ele queria deportar todos os africanos para a Libéria, Lincoln violou a Suprema Corte, declarou guerra sem autorização do Congresso, criou o estado da Virgínia Ocidental sem autorização do Congresso, iniciou Lei Marcial sem autorização do Congresso. Só chegou uma pessoa perto de ser ditador nos EUA, a figura de F.D Roosevelt, mas teve um que realmente foi, Abraham Lincoln, não é atoa que assassinaram ele e com razão.

Renato Carvalho
Reply to  Ocidental Frustrado
8 meses atrás

Putzz, cada um que aparece.

Ocidental Frustrado
Ocidental Frustrado
Reply to  Renato Carvalho
8 meses atrás

Quando você fizer um comentário com mais de uma linha, eu tento te levar a sério.

Renato Carvalho
Reply to  Ocidental Frustrado
8 meses atrás

-Galvão!
-Fala Tino:
-Sentiu.

Ocidental Frustrado
Ocidental Frustrado
Reply to  Thiago A.
8 meses atrás

O pior que essa demonstração é fortuita no sentido de que os russos se consideram a “Nova Roma” ou a “Terceira Roma”.

Só esqueceram de afirmar que os eventos do “Idos de Março” não terminou como gostariam os pseudo-defensores da lei que mataram César, a República de Roma não retornou ao status anterior a ascensão de César, logo em seguida surgiu um menino astuto e brilhante chamado Augusto que varreu todos os pseudo-defensores da lei sob a ponta da espada de suas legiões e transformou Roma em uma civilização que legou suas heranças até os dias de hoje.

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Ocidental Frustrado
8 meses atrás

Bem lembrado. Eu olho com grande admiração tanto a figura de Cesar como a de Augusto. Sobre a Rússia “terceira Roma”. È por aí que vemos como essa estranha criatura na realidade é profundamente conectada com o ocidente. A Casa dos Romanov, de Pedro O Grande , tinha ascendência alemã . Assim como os Tudors, de ascendência alemã . Uma anedota curiosa, tantos os Tudors como os Valois( França) recalcaram o mito fundador de Roma, narrando sobre uma mitológica ascendência do herói grego Enéias. Na Inglaterra a herança romana é ainda mais visível, foi uma provincia romana. A fronteira com… Read more »

Renato Carvalho
Reply to  Thiago A.
8 meses atrás

Será que o Kings foi abatido em Donetsk???
Sentindo falta das asneiras dele.

Ocidental Frustrado
Ocidental Frustrado
Reply to  Thiago A.
8 meses atrás

Eu me inclino favoravelmente mais a Augusto do que César, mas também admiro auspiciosamente César. César era o militar superior que Augusto nunca foi capaz de alcançar, mas Augusto inquestionavelmente foi o político superior e um excelente administrador.

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
8 meses atrás

Tem de ver porque Putin não dá moral de entender o que ele quer.

Zé zinho
Zé zinho
8 meses atrás

Vendo o histórico de incompetência russa perguta-se: que aconteceu com a Barbarossa? Atingiu o ponto culminante antes de derrotar os vermelhos?

Ronaldo
Ronaldo
8 meses atrás

Texto exalta os delírios de um militar aposentado na ânsia de mostrar seus conhecimentos mas está completamente errado! O ocidente tem que parar de enviar armamentos e terminar com a guerra o mais rápido possível e terminar com o sofrimento da população civil Ucraniana.

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
8 meses atrás

Estou esperando o Putin mandar cunhar uma moeda com o seu perfil nos próximos dias.

Últimas Notícias

IMAGEM: Ataques russos à infraestrutura deixam a Ucrânia na escuridão

As imagens de satélite mostram o território da Ucrânia às escuras pela falta de energia elétrica provocada pelos ataques...
Parceiro