sábado, junho 25, 2022

Saab RBS 70NG

Combustíveis e depósitos de armas explodem na Rússia. Tochka-U ucranianos podem ser a razão

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Agora está bem claro que a Ucrânia tem bombardeado a Rússia como parte de sua campanha defensiva. À medida que a guerra mais ampla da Rússia contra a Ucrânia entra em seu segundo mês, os ucranianos lançaram pelo menos quatro vezes mísseis balísticos Tochka contra alvos militares no lado russo da fronteira Rússia-Ucrânia.

A provável mais recente ação ocorreu na madrugada de domingo. Um par de depósitos de petróleo em Bryansk, no oeste da Rússia, a 110 quilômetros da Ucrânia, explodiu e ardeu no dia seguinte.

Embora seja sempre possível que as chamas tenham sido resultado de acidentes industriais, é revelador que as duas explosões ocorreram quase simultaneamente, a quilômetros de distância.

Os ataques de Tochka são apenas um dos métodos de Kiev para interromper as operações russas do outro lado da fronteira. Parece também que helicópteros de ataque ucranianos atravessaram a fronteira para atacar a infraestrutura petrolífera russa. E há os relatos não confirmados de sabotadores visando linhas ferroviárias que levam à Ucrânia.

Os ataques de Tochka são os mais seguros para as forças ucranianas e potencialmente os mais sustentáveis. Kiev começou a guerra atual com um arsenal considerável de cerca de 90 lançadores Tochka e até 500 mísseis com ogivas de 250 libras. Não há provas de que os russos destruíram nenhum dos lançadores.

Apesar de todo o seu efeito de levantar as sobrancelhas no conflito, o Tochka é uma arma antiga e pouco sofisticada. A União Soviética desenvolveu o sistema de mísseis superfície-superfície a partir do final dos anos 1960. Gerações sucessivas do foguete foram a principal arma de ataque profundo de longo alcance do exército soviético.

Grupos do exército soviético implantaram seus cerca de 1.200 lançadores Tochka para bombardear postos de comando da OTAN , terminais ferroviários, depósitos de petróleo e áreas de preparação de tropas, a fim de interromper as forças inimigas antes que elas chegassem à linha de frente.

Há outro método de fazer isso, é claro: o poder aéreo. Bombardeiros e caças-bombardeiros são mais precisos e flexíveis do que um míssil balístico, mas também mais fáceis de derrubar – e mais caros, para começar.

“Mísseis balísticos táticos são muito mais importantes para a Rússia do que para os EUA/OTAN”, explicaram Lester Grau e Charles Bartles em seu definitivo The Russian Way of War . “Em geral, a Rússia acredita que os EUA/OTAN manterão a superioridade aérea e, portanto, investiu pesadamente em tecnologias de mísseis para preencher um nicho que o poder aéreo preenche para os EUA/OTAN.”

Isso, claro, ajuda a explicar por que a Ucrânia favorece o Tochka. Embora a força aérea russa tenha lutado para manter a superioridade aérea em toda a Ucrânia, ela ainda emprega mais – e melhores – caças do que a força aérea ucraniana e pode impedir ataques em larga escala através da fronteira pelo braço aéreo de luta de Kiev.

Mas os russos, sem defesas antimísseis balísticas significativas, não podem contar com a derrubada de um Tochka. Nem podem bloqueá-lo, pois o foguete depende de orientação inercial que não requer dados externos. O Tochka sabe de onde é lançado e para onde precisa ir. Giroscópios internos ajudam a ajustar seu curso.

A Ucrânia herdou um número significativo de lançadores Tockha quando a União Soviética entrou em colapso em 1991. Depois que as forças russas atacaram em 23 de fevereiro, os lançadores de foguetes ucranianos rapidamente entraram em ação. Em 25 de fevereiro, uma bateria ucraniana Tochka atingiu duas vezes a base aérea russa de Millerovo, cerca de 100 quilômetros a leste da linha de controle entre as forças ucranianas e separatistas em Donbas, controlado pelos separatistas.

Esse ataque destruiu pelo menos um caça russo Su-30 no solo.

O próximo grande ataque aparente de Tochka ocorreu em 24 de março, quando um navio de desembarque da classe Alligator pertencente à Frota do Mar Negro da Rússia explodiu em chamas enquanto estava no cais em Berdyansk, ocupada pelos russos, no sul da Ucrânia. Saratov afundou rapidamente. Um par de navios de desembarque atracados nas proximidades também sofreu danos e baixas.

Seis dias depois, em 30 de março, um depósito de munição explodiu em Belgorod, a apenas 32 quilômetros da fronteira com a Ucrânia, perto de Kharkiv. Nos dias anteriores à explosão, vídeos circularam on-line mostrando baterias de defesa aérea russas S-300 aparentemente atacando Tochkas.

Apesar de também possuir mísseis terra-terra mais modernos, como o Iskander, a Rússia ainda tem seus próprios Tochkas e aparentemente os usou na Ucrânia, em particular ao longo do Donbas. Restos de um russo Tochka foram encontrados na estação ferroviária de Kramatorsk depois que uma explosão matou 59 civis que tentavam fugir dos combates em Donbass.

Mas o Tochka é mais valioso para a Ucrânia, que, além de sabotadores e ousados ​​ataques de helicóptero, carece de meios confiáveis ​​para atingir alvos russos dentro da Rússia. A má notícia para Kiev é que suas baterias Tochka podem atingir alvos a apenas 120 quilômetros de distância. A boa notícia é que grande parte da logística militar da Rússia – bases aéreas, depósitos de munição e petróleo e terminais ferroviários – está dentro do alcance.

FONTE: Forbes

- Advertisement -

97 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
97 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Satyricon
Satyricon
1 mês atrás

Taca-lhe PAU

Joe
Joe
Reply to  Satyricon
1 mês atrás

A vergonha só aumenta. Não conseguiram a vitória de 1 semana com o governo ucraniano caindo e agora o inferno é sem fim.

Um salve para o bravo povo ucraniano. Apesar do sofrimento, estão impondo uma humilhação de proporção assombrosa para o baixinho ditador.

bruno
bruno
Reply to  Satyricon
1 mês atrás

Cadê o Antônio Kings? será que mudou de nome?

Pablo Maroka
Pablo Maroka
1 mês atrás

Eu avisei!

Mas parece que muitos preferem acreditar nas explosões espontâneas na Rússia.

Marcos10
Marcos10
Reply to  Pablo Maroka
1 mês atrás

É, parece que estão acontecendo muitas explosões e incêndios no lado Russo: primeiro foi o navio Moskva que pegou fogo, depois houve dois incêndios em Moscou, aparentemente houve incêndios em depósitos de combustíveis e munições. Foram relatados incêndios numa estação de produção de gás, dessas que vai para a Europa.

Alecs
Alecs
Reply to  Pablo Maroka
1 mês atrás

Ah ta! kkkk Foi muita vodka e ai um russo bebum fez aniversário e os chefe do rancho fez um bolo para comemorarem com as vodkas. Na hora de soprar a velinha o bafo do bebum fez: Kabum! Estou certo disso. Não foram mísseis Tochka-U Ucrânianos + inteligência americana. kkkkkk Provavelmente o Casemiro diria isso, ou algo parecido. kkkkk

Gilson Elano
Gilson Elano
1 mês atrás

Pau neles, Ucrânia!

Canarinho
Canarinho
Reply to  Gilson Elano
1 mês atrás

Cara isso nao e torcida de futebol criança. Sao pessoas morrendo. Como que tem gente que passa uma vergonha

Gilson Elano
Gilson Elano
Reply to  Canarinho
1 mês atrás

Criança! Soltando aqui, milhares de ‘kkkkk’ dessa sua afirmação. Sabe de nada inocente! Sinceramente eu estou vibrando com a resistência ucraniana, apesar de lamentar as mortes. Os ucranianos estão preferindo encarar a morte do que a submissão aos que já mataram antes e o pior, de fome. Outro detalhes, quem teve suas casas invadidas e suas mulheres violadas, foram os ucranianos e não o contrário. Então que o Pudim e seus orcs continuem sangrando, mas sangrando muito. Só lamento pelas mães russas, que vão sofrer eternamente a perda de seus filhos. Canarinho, tá com pena, então apenas chore e chore… Read more »

Marcos10
Marcos10
1 mês atrás

Em algum momento vão começar entrar em operação sistemas de defesa anti míssies, de curto, médio e longo alcance, cobrindo primeiro Kiev e depois se estendendo por outras cidades, todos operados por “voluntários”.

Fernandonp
Fernandonp
1 mês atrás

Parece que Ucrânia ganhou mais capacidade de combate depois de 60 dias de guerra, parece que a Otan tem entregue brinquedos mais sofisticados.

Felipe
Reply to  Fernandonp
1 mês atrás

Tem, os modernos misseis Tochka-U da Otan

Casemiro
Casemiro
1 mês atrás

Agora a Ucrânia vence!
Depois de ver todas suas bases de combustíveis destru´sdas, atacam dois tanques em Belgorod e mais três Briansk.
Confiem que vc chegam lá.

Em tempo.
Noticias de que os russos chegaram à cidade de Yampol.
Desta forma, faltam cerca de 50 km para os russos fecharem o primeiro cerco aos ucranianos em Donbass.
O aviso está sendo dado.
Ainda dá tempo de recuar para tentar fazer uma nova linha defesa, apesar de que esta linha também já está sob ameaça de cerco dos russos que estão avançando de Kharkov.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Vamos dar um crédito para U porque Z não é infalível, eu acho que os Russos querem esticar esse perrengue até consolidar uma área significativa para depois dizer agora se quiserem negociar podemos conversar.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Nilton L Junior
1 mês atrás

Já estão admitindo que não é infalível, como era 60 dias atrás..

é pq a red pill, está começando a fazer efeito ahahahaha

LUIZ
LUIZ
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

As forças terrestres russas estão aniquilando as forças terrestres ucranianas. Esses ataques ao território russo não muda em nada o trabalho das forças terrestres russas.

Miguel Carvalho
Miguel Carvalho
Reply to  Nilton L Junior
1 mês atrás

Só que não há nada para negociar a não ser, abandonem a Ucrânia, porque enquanto estiverem em território ucraniano, não vão ter paz a não ser que matem os ucranianos todos.

Vai ser uma festa sem fim para Putin, que só vai acabar, quando os próprios russos o matarem.

Denis
Denis
Reply to  Nilton L Junior
1 mês atrás

Como é?! Qual país tem interesse em prolongar um conflito? O objetivo de qualquer beligerante é vencer rapidamente.

Miguel Carvalho
Miguel Carvalho
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Vamos ver depois a capacidade russa de se abastecer, quando se esticar no terreno com as suas forças mecanizadas.

É que 82 batalhões de forças mecanizadas consomem muito, mais a aviação de apoio.

E para os ucranianos terem conseguido um ataque destes, é porque alguma coisa não vai bem nos sistemas de defesa russos.

E mal seria se os russos não avançassem, com tamanha força. Mas os ucranianos sabem que não consegue deter os russos neste tipo de terreno, por isso mais vale recuar, reagrupar para depois conter numa situação mais vantajosa de que a existente.

Andre
Andre
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Estão usando a mesma estratégia de avanço para trás que usaram para capturar Kiev?

O bom que agora a gigantesca coluna de blindados já está invisível.

alexandre
alexandre
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Conselho meu a todos que leem os comentários: não percam seu tempo respondendo ao Casemiro: a Bíblia já diz para não se darem pérolas aos porcos. Com fanáticos não se perde tempo.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
1 mês atrás

Mais uma vergonha para a “melhor defesa antiaérea do mundo”
Tá osso, quando essa guerra começou eu pensei que a Rússia ia passar o trator, mas pelo visto a Ucrânia da sendo um porco espinho pra o urso comer.

Canarinho
Canarinho
Reply to  Heinz Guderian
1 mês atrás

Não equeça isso e uma guerra OTAN versus Russia, então guarde as devidas proporções

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Canarinho
1 mês atrás

Não é não. É uma operação especial.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Canarinho
1 mês atrás

Mas na OTAN só n tem equipamento para exibição e que não serve de nada e bom é o equipamento russo e chinês ? Cansei de ler você escrevendo isto aqui.

Joe
Joe
Reply to  Canarinho
1 mês atrás

Ue, agora é guerra? Essa versão mutante das putinetes é cômica.

Andre
Andre
Reply to  Canarinho
1 mês atrás

Então por que a Russia está com medo de atacar qualquer território da OTAN?

Nei
Nei
Reply to  Canarinho
1 mês atrás

Guerra? Não é operação especial de genocídio?

George
George
Reply to  Canarinho
1 mês atrás

Quem atacou primeiro (3x na Crimeia, em Donbas e na Ucrânia inteira) ?

Felipe
Reply to  Heinz Guderian
1 mês atrás
Nei
Nei
Reply to  Felipe
1 mês atrás

Sim meu caro. Sputnik kkkkkk. Vai achar outra fonte de informação.

George
George
Reply to  Felipe
1 mês atrás

Kursk? Já estão atacando Kursk? Então Moscou é logo ali. Deve ser parte desse avanço para a retaguarda do Putin.

Elisandro
Elisandro
1 mês atrás

Primeiro dizem que os russos “não conseguem se defender dos mísseis” e depois dizem que sistema S-300 teriam abatido um…

Off topic: Parece que a Rússia irá cortar o fornecimento de gás da Polônia.

Casemiro
Casemiro
Reply to  Elisandro
1 mês atrás

E da Bulgária.
Parece que a Bulgária vai aceitar compras em rublos.
A Polônia não.
Deve sofrer um bocado daqui para a frente.

Miguel Carvalho
Miguel Carvalho
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

A economia russa sim. Já é desespero.

Se fosse para cortar, que corte de vez á Europa toda, mas parece que aqui vamos conseguir dar a volta.

Vai ficar caro, mas a gente dá.

George
George
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Se um não paga o outro não recebe. Não é mesmo? Se a Rússia não vender o gás dela vai viver do que? De venda de cruzador/submarino para o exterior?

willhorv
willhorv
1 mês atrás

Olha…por mais absurdo que possa parecer é o que vou dizer, se a Rússia tivesse usado logo de 1 ou duas ogivas táticas na maior concentração de tropas e comando da Ucrânia, a coisa toda teria se resolvido e a guerra teria acabado na primeira semana, ficando as ostilidades restritas a mesa de negociações. Acho que a perda humana é de material seria menor, e as consequências políticas seriam as mesmas que se apresentam hoje.

Nei
Nei
Reply to  willhorv
1 mês atrás

Se a Rússia usar ogivas táticas, quem vai negociar ainda?

Casemiro
Casemiro
1 mês atrás

Boa notícia.
Parece que o Egito acertou a compra de 500 T-90MS russos.
Na verdade serão produzidos em conjunto no país africano.
Muito provavelmente os Abrams serão descartados e logo servirão de alvo para os russos na Ucrânia.

Pablo Maroka
Pablo Maroka
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Deve ter pago a metade do preço agora que a russia está com o pires na mão.

Casemiro
Casemiro
Reply to  Pablo Maroka
1 mês atrás

Mas, não engasga com areia do deserto, né?
Aliás, o Iraque também está se desfazendo dos deles.
Vai lá Zelenky!
Os K-52 estão esperando com o dedo no gatilho.

Nei
Nei
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Você só pode ser o Antonio kings, falar tanta besteira em poucas palavras….

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Precisarão fechar um pacote de suporte logística com a John Dear.

Casemiro
Casemiro
Reply to  Palpiteiro
1 mês atrás

Sei não.
Acho que a prioridade dos tratores russos é abrir covas para os ucranianos que são deixados para trás.
E olha que são muitos.
Ao que parece, hoje foi um dia especialmente ruim para eles.

Miguel Carvalho
Miguel Carvalho
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Pois foi, mas foi preciso juntar as forças russas todas para o conseguir.

Grande e glorioso povo russo, carne para canhão. Afinal já estão habituados, só custa no inicio.

Sagaz
Sagaz
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Princialmente aqueles civis com mãos amarradas. Quem idólatra assassinos covardes é igual. Torce para quem mais. PCC?

alexandre
alexandre
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Conselho meu a todos que leem os comentários: não percam seu tempo respondendo ao Casemiro: a Bíblia já diz para não se darem pérolas aos porcos. Com fanáticos não se perde tempo.

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

E quando os egípcios foram fazer comparações de desempenho entre Rafales e Su-35, cairam fora rapidinho e desistiram da compra do mesmo, viram que estavam se metendo numa grande roubada ….

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

E vão produzir como sem os componentes importados ?

Casemiro
Casemiro
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Se vc acha que os russos precisam, então eles precisam, né?

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Como você n entende do assunto, faz esta afirmação..

Da uma pesquisada e depois volta aqui.

Pablo Maroka
Pablo Maroka
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Russon usam componentes eletronicos alien.

Nelson Junior
Nelson Junior
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Fonte: Minha cabeça…

A única coisa certa é que os Egípcios cancelaram a compra do SU-35 por ser muuuuito inferior ao Rafale !!!

Miguel Carvalho
Miguel Carvalho
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Claro que acertou, senão não havia cereais para os egípcios, e seria uma fominha tremenda.

Andre
Andre
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Parece…sempre parece. Esperem para ver…sempre esperem.

Mais um que frequentou a escola do Da Lua.

alexandre
alexandre
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

ùltima notícia que vi do Egito foi que desistiram de comprar o SU-35 após realizarem exercícios de guerra entre o Rafale e o SU-35, os comandantes militares ficaram horrorizados com a superioridade do Rafale frente ao SU-35. Mas sei que vc Casemiro, novamente vai dizer que é mentira, que é armação…

alexandre
alexandre
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Conselho meu a todos que leem os comentários: não percam seu tempo respondendo ao Casemiro: a Bíblia já diz para não se darem pérolas aos porcos. Com fanáticos não se perde tempo.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
1 mês atrás

Ué, mas o Xings me garantiu que os S-400 são infalíveis e capazes de derrubar tudo que entre num raio de 400 km deles….

Em tempo, os americanos bem que podiam dar uns HIMARS com ATACMS para a Ucrânia. Complementariam bem os Tochka, considerando que tem um alcance maior.

Last edited 1 mês atrás by Bruno Vinícius
Casemiro
Casemiro
Reply to  Bruno Vinícius
1 mês atrás

Não se gasta S-400 com Tochka, meu caro.
Os russos já derrubaram vários deles com outros meios.
Um ou outro pode passar, afinal isso é uma guerra.
É só vc ver a quantidade de ataques que os russos fazem impunemente.
Como ‘compensação’ por essa ousadia, hoje os russos destruíram as estações ferroviárias de  Krasnoe, Zdolbunov, Zhmerinka, Berdichev, Kovel, Korosten.
Todas no Oeste.
Além da ponte de Odessa.
Provavelmente o tráfego ferroviário na Ucrânia foi interrompido.
Preparação para a grande ofensiva que se iniciará nos próximos dias?

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Igual eles anunciaram que destruíram toda a força aérea Ucraniana nega kings?
Você mente que nem mais muda a cara.

LUIZ
LUIZ
Reply to  Wellington Jr
1 mês atrás

Os caras querem que os russos usem mísseis de 1 milhão de dólares pra abater mísseis antigos da era soviética de 10 mil dólares kkkk. Eu fico besta como aqui so tem chapéu de alumínio.

Agnelo
Agnelo
Reply to  LUIZ
1 mês atrás

Pois é….
O problema é q o míssel de 1 milhão destrói uma estrutura q custa 100 milhões…..
Eu acho q poderia ser por isso…..

É mais ou menos igual a bisonhice do cara q compra um colete de 10 mil pra parar tiros de 5 reais…. Absurdo…..

pampapoker
pampapoker
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Nossa o cara da na guerra sabe tudo o que acontece, mais que a Rússia

Miguel Carvalho
Miguel Carvalho
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Eles que venham, e que tragam o combustível atrás.

Nei
Nei
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Iniciará nos próximos dias? não sei. o Baba ovo do Putin aqui é você. Na verdade, esquece, não vale a pena ler comentários tão pífios, quanto os teus putinete.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Que ucranianos que nada….

São os russos que tem a mania de fumar ao lado de tambores de gasolina..

Foi assim que aconteceu no Moskva..

Pablo Maroka
Pablo Maroka
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Pela tamanha comptencia russa mostrada nessa guerra, acho até possivel terem bombardeado do lado da fronteira russa kkkk

LUIZ
LUIZ
Reply to  Pablo Maroka
1 mês atrás

Então Israel nunca foi atingido por mísseis do Hamas? Não se tem 100% de proteção 24hs por dia.

Nonato
Nonato
1 mês atrás

Mísseis balísticos são uma das melhores armas que existem.
Nem a Russia consegue se defender.
Onde estão os S 400?
S 300?
Bem que o Brasil poderia comprar alguns desses para fabricar localmente e aumentar o alcance.
Barato, simples, eficaz.
Poderia até afundar navios…

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Nonato
1 mês atrás

Barato não é….

Mas é uma arma eficaz..

Mensageiro
Mensageiro
Reply to  Nonato
1 mês atrás

E afundou um navio, não sei como. Devem ter modernizado ele com sensores que buscam radiação eletromagnética

Joe
Joe
Reply to  Nonato
1 mês atrás

Estao derrubando tudo nas peças de propaganda. Agora, na vida real… que fiasco

Antunes 1980
Antunes 1980
1 mês atrás

Onde estão os infalíveis S-300 / S-400 e S-500 ?

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
1 mês atrás

“Tochka é uma arma antiga e pouco sofisticada”…só se for para eles…pq para nós seria algo muito sofisticado, praticamente um divisor de aguas na artilharia de campanha/divisionária….temos um gap tecnológico absurdo…

Segio
1 mês atrás

Armamentos usados com sucesso pelos ucranianos.

cats.jpg
Segio
1 mês atrás

Armamentos usados com sucesso pelos ucranianos. (parte 2)

cats1.jpg
Segio
1 mês atrás

Armamentos usados com sucesso pelos ucranianos. (parte3)

cats3.jpg
Pragmatismo
Pragmatismo
1 mês atrás

Fonte: Forbes. Não utilizarei um argumento “ad hominem”, mas algumas matérias são de doer o fígado pela parcialidade. Fato que não coloca uma auréola na cabela do Putin: um autocrata em um Estado de cultura autocrata. Estamos vivendo uma guerra sangrenta, sem mocinhos ou bandidos.

Last edited 1 mês atrás by Pragmatismo
Hcosta
Hcosta
Reply to  Pragmatismo
1 mês atrás

Quando for a Ucrânia a invadir outro país sem nenhuma razão, aí mudo de lado…

Pragmatismo
Pragmatismo
Reply to  Hcosta
1 mês atrás

Mas não me referi a ti. Mas se autoposicionou. Problema algum. Referia às conclusões subvertedoras da parcimônia e da lógica das informações chegam às terras tupiniquins. Não sejamos inocentes, somente saberemos algo ais aprofundado com o tempo e o distencionamento dos acontecimentos.

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
1 mês atrás

Tem vários vídeos de CFTV locais que foram vendidas para veículos ocidentais que mostram misseis terra-ar tentando derrubar alguma coisa segundos antes das explosões.
Essa imprensa ocidental é muito comedida, tá louco!

Outra coisa. Não pareceu ser ataque de míssil, está mais para ataque com bombas. Seja pelos drones ou pelos MIG-29. Digo isso porque não há no céu nenhum sinal de aproximação de míssil. Mas esse meu argumento pode ser refutado por várias razões, inclusive porque talvez o Tochka desligue o motor-foguete na fase final de voo.
Ajuda ai Bosco!

Hcosta
Hcosta
Reply to  Reinaldo Deprera
1 mês atrás

Talvez por ser balístico não precisa de motor na descida…

Bosco
Bosco
Reply to  Hcosta
1 mês atrás

Exatamente!
Míssil balístico ou semibalístico só são propulsados no fase de impulso, que para um Tochka não deve durar mais que uns 10 segundos. Todo o restante da trajetória é feita por inércia e/ou planeio.

André Bueno
André Bueno
Reply to  Bosco
1 mês atrás

E há alguma forma de direcionamento da ogiva na fase de descida?

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
Reply to  André Bueno
1 mês atrás

Aletas de controle do míssil

André Bueno
André Bueno
Reply to  Reinaldo Deprera
1 mês atrás

Obrigado

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
1 mês atrás

Legal mesmo será ver os ucranianos atacando a infraestrutura energética russa a la vontè com o Reaper.

SteelWing
SteelWing
1 mês atrás

Ou seja , aquele ataque a própria população ucraniana na estação de trem com tochka foram os próprios ucranianos que fizeram.

Miguel Carvalho
Miguel Carvalho
1 mês atrás

Dado o desequilíbrio de forças e material entre Ucrânia e Rússia, é impressionante a oposição que os ucranianos tem feito, face a um oponente muitíssimo superior. Impuseram perdas humanas e materiais vergonhosas á Rússia. Obrigaram ao replaneamento, da “operação especial”, fazendo com que as forças russas tivessem que operar a partir das suas fronteiras, para obterem a capacidade de terem linhas de abastecimento decentes, que começam a ser postas em causa. Afinal, não são todos que tem a possibilidade de fazer ataques a território russo. Certo que tem tido ajuda da OTAN, mas se formos a ver, os ucranianos estão… Read more »

Felipe
1 mês atrás

Ué, então foram os ucranianos mesmo que atacaram a estação de trem civil… foi esse mesmo míssil Tochka-U (que não é usado pela Russia).

Nei
Nei
Reply to  Felipe
1 mês atrás

A Rússia utiliza sim. Tem vídeos do comboio Russo e no meio do comboio tinha lançadores do Tochka-U. Essa sua afirmação é falsa e meramente pífia. Pesquise em demais fontes.

Andre
Andre
1 mês atrás

Cade os S-400??

Não conseguem nem defender a Russia desses velhos misseis balísticos.

Nei
Nei
Reply to  Andre
1 mês atrás

S-400 (sem 400)

Mcruel
Mcruel
1 mês atrás

Prezados editores; não entendi o termo “efeito de levantar as sobrancelhas no conflito” como parte do texto: “Apesar de todo o seu efeito de levantar as sobrancelhas no conflito, o Tochka é uma arma antiga e pouco sofisticada.’
Não sei se é alguma gíria local, mas é a primeira vez que a leio. Está correto/

André Bueno
André Bueno
Reply to  Mcruel
1 mês atrás

Creio que foi um erro de tradução. Parece ter o sentido de denotar espanto.

Matheus Maciel
1 mês atrás

Na semana passada quando lançaram um Tochka-U numa estação ferroviária a grande mídia disse que 100% dos Tochka-U eram russos. Apesar de internamente os russos terem descontinuado esse item da era soviética e a Ucrânia ter uma brigada de artilharia de mísseis com esse item como principal do arsenal deles. Agora a razão dos bombardeios dos heróis ucranianos contra instalações russas são os mísseis Tochka-U ucranianos que, novamente, á uma semana atrás nem existiam ou eram 100% russos. Alguém me explica esse paradoxo…

Last edited 1 mês atrás by Matheus Maciel
willhorv
willhorv
1 mês atrás

Acho que quase ninguém entendeu o que falei em outro post…por fim rezo que não, mas vão acabar aparecendo armas nucleares neste TO….após milhares de mortos pros dois lados, bilhões em material bélico e trilhões em infraestrutura….e a cada dia que passa, mais o ocidente se envolve…aí já serão artefatos nucs pros dois lados.

Últimas Notícias

Svatovo, primeiro alvo do HIMARS?

A mídia ucraniana tem divulgado vídeos e imagens de uma suposta explosão nas proximidades da cidade ucraniana de Svatovo,...
- Advertisement -
- Advertisement -