sábado, junho 25, 2022

Saab RBS 70NG

Otan alerta para longa guerra na Ucrânia à medida que as batalhas avançam

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

KYIV, 19 Jun (Reuters) – A guerra na Ucrânia pode durar anos, disse o chefe da Otan neste domingo, pedindo apoio firme dos aliados da Ucrânia enquanto as forças russas lutam por território no leste do país.

O secretário-geral Jens Stoltenberg disse que o fornecimento de armamento de última geração às tropas ucranianas aumentaria a chance de libertar sua região leste de Donbass do controle russo, informou o jornal alemão Bild am Sonntag.

Depois de não conseguir tomar a capital Kyiv no início da guerra, as forças russas concentraram esforços na tentativa de assumir o controle total do Donbas, partes do qual já estavam sob controle de separatistas apoiados pela Rússia antes da invasão de 24 de fevereiro.

“Devemos nos preparar para o fato de que pode levar anos. Não devemos desistir de apoiar a Ucrânia”, disse Stoltenberg.

“Mesmo que os custos sejam altos, não apenas pelo apoio militar, mas também pelo aumento dos preços da energia e dos alimentos.”

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson, que visitou Kyiv na sexta-feira com uma oferta de treinamento para as forças ucranianas, também disse no sábado que é importante que o Reino Unido forneça apoio a longo prazo, alertando para o risco de “fadiga da Ucrânia” à medida que a guerra se arrasta.

Em um artigo de opinião no Sunday Times de Londres, Johnson disse que isso significa garantir que “a Ucrânia receba armas, equipamentos, munições e treinamento mais rapidamente do que o invasor”.

O presidente ucraniano Volodymyr Zelenskiy, que reuniu cidadãos com mensagens filmadas diariamente, disse que visitou forças na região sul de Mykolaiv, cerca de 550 km ao sul de Kyiv.

“A disposição deles está garantida: todos não duvidam da nossa vitória”, disse ele em um vídeo no domingo que parece ter sido gravado em um trem em movimento. “Nós não vamos dar o sul a ninguém, e tudo o que é nosso nós vamos pegar de volta.”

Nas regiões de Mykolaiv e Odesa, Zelenskiy disse ter ouvido relatos sobre a destruição dos ataques russos.

“As perdas são significativas. Muitas casas foram destruídas, a logística civil foi interrompida”, disse ele.

- Advertisement -

52 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
52 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
PRAEFECTUS
PRAEFECTUS
6 dias atrás

Olha….

não creio em uma longa batalha tradicional como ainda estamos acompanhando.

Evidentemente, isso não seria do interesse russo. Logo, farão de tudo para que tal cenário não se concretize.

Agora, imagino que teremos logo após o término da “operação especial russa” (se, a coisa não degringolar como por exemplo, o conflito se alastrando para a Polônia…) verdadeiros jogos de gato e rato entre SFs no leste europeu até tudo desmoronar pra valer. Porque isso mais dia, menos dia vai acontecer…

É o que acho!

Agnelo
Agnelo
Reply to  PRAEFECTUS
6 dias atrás

Prezado
Concordo
Em q pese, a área conquistada pela Rússia ter maioria de origem russa, ainda há muitos “não-russos”.
Acredito q será uma longa guerra de resistência.
Sds

Fabricio Lustosa
Fabricio Lustosa
6 dias atrás

Vamos supor que Putin e os outros dirigentes russos sejam realmente mafiosos, criminosos de filmes do 007, seres malignos e etc comosão pintados pela mídia. Então, como a Rússia já foi negativada em todas as praças, sanções até os cabelos, fica a questão: o q eles tem a perder? Se eles são o “mal” eles vão até as últimas (apocalipse) consequências, simples assim. E vai faltar homens em idade militar na Ucrânia, lembrando que os mercenários já minguaram bastante, principalmente os provenientes de EUA e Inglaterra acostumados com apoio maciço de aviação e artilharia se viram na condição oposta quem… Read more »

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
6 dias atrás

É? Então para de mandar socorro para eles que a guerra acaba logo.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Renato de Mello Machado
6 dias atrás

Então Z vai continuar a bater e U apanhar e EU assistindo e pagando para Z bater.

Plínio Jr
Plínio Jr
Reply to  Renato de Mello Machado
6 dias atrás

Fácil falar para quem não está vivendo a possibilidade de serem conquistados por um povo invasor…

Pedro
Pedro
Reply to  Renato de Mello Machado
5 dias atrás

Se a Russia parar a invasão tb acaba bem rapido…

Arthur
Arthur
6 dias atrás

Demorou, mas caiu na real. Achou que a Ucrânia (OTAN) iria destruir a Rússia em 10 dias! Então, europeus, vamos se preparar para a dura realidade: carestia, escassez e crise política. Não que o Brasil não conheça, mas é novidade para eles.

dfa
dfa
Reply to  Arthur
6 dias atrás

Rrrrrssssss….
Rir para não chorar de tanta ignorância que você escreveu…

Que eu saiba foi Putin que disse que em duas semanas ocupava Kiev.

Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  dfa
5 dias atrás

Se quiser..

Arthur
Arthur
Reply to  dfa
5 dias atrás

Do jeito que a Ucrânia está vencendo a guerra, Kiev é questão de tempo. E tempo, o russo tem de sobra…

Robert Smith
Robert Smith
Reply to  dfa
5 dias atrás

hum…. que eu lembre Putin disse nada sobre ocupar Kiev…

Plínio Jr
Plínio Jr
Reply to  Arthur
6 dias atrás

Bem como a Ucrânia não caiu em uma semana…

Arthur
Arthur
Reply to  Plínio Jr
5 dias atrás

Mas vai cair…

LUIZ
LUIZ
Reply to  Arthur
6 dias atrás

“Mesmo que os custos sejam altos, não apenas pelo apoio militar, mas também pelo aumento dos preços da energia e dos alimentos.”

Essa fala é importante pois mostra o real interesse do ocidente na Ucrânia. Interesses energéticos,alimentícios e militar. Salvar o povo ucraniano apenas um discurso raso.

Eslavo
Eslavo
6 dias atrás

Que longa guerra?
Com essa taxa de baixas da Ucrânia, logo ela se esgota.
Esse é um discurso motivacional.
E só.

Luciano
Luciano
Reply to  Eslavo
6 dias atrás

Pior que isso, é um incentivo a destruição do resto do país que ainda sobrou, um massacre da população que passará fome em breve, a otan lutará até o último ucraniano.

Last edited 6 dias atrás by Luciano
gordo
gordo
Reply to  Eslavo
6 dias atrás

Ia comentar algo nesse sentido, tem uma postagem ao lado aí dizendo que perderam 50% do equipamento ou mais anteriores que falam em perdas entre 100 e 200 homens e uns 600 feridos (em que uma parte razoável não volta a lutar). É impressionante a quantidade de informação que se contradiz. Não vejo a Rússia avançando a oeste (não tem força pra isso) provavelmente fiquem apenas no Donbas e talvez queiram chegar a fronteira com a Moldávia via litoral. Obviamente é apenas um palpite sem nenhuma referência já que dos planos Russos somente os Russos sabem assim como pouco se… Read more »

Eslavo
Eslavo
Reply to  gordo
6 dias atrás

Politicamente é menos aceitável para a Rússia tomar a Ucrânia toda
É mais justificável conquistar o leste e o sul com forte influência russa e deixar o resto do País para os ucranianos.
Mas, de preferência, com um governo aliado ou neutro.

Alan Santos
Alan Santos
Reply to  Eslavo
6 dias atrás

Aliado ou neutro ” kkkkkk cara você é sem noção né? A Ucrânia está sendo destruída ,milhões de refugiados por causa de um verme maldito e você achando que os caras vão adorar ser aliados ” neutro? piorou , a Rússia vai ser odiada por séculos .

Arthur
Arthur
Reply to  Alan Santos
5 dias atrás

Destruída? A Ucrânia? Não! Impressão tua, cara! Está vencendo a guerra…

Plínio Jr
Plínio Jr
Reply to  Eslavo
6 dias atrás

Vcs vêm destruindo a Ucrânia todo santo dia e eles continuam cobrando um pesado tributo aos russos

LUIZ
LUIZ
Reply to  Eslavo
6 dias atrás

Vi agora pouco um vídeo de uma fortaleza ucraniana ser destruída pela artilharia russa. Só nesse ataque deve ter morrido mais de 200 soldados.

Ronilson Nogueira costa
Ronilson Nogueira costa
6 dias atrás

Tenho dó dos soldados e da população civil ucraniana que estão sendo usados como bucha de canhão pela Otan.

Plínio Jr
Plínio Jr
Reply to  Ronilson Nogueira costa
6 dias atrás

E que não querem ser dominados pelos russos

Pedro
Pedro
Reply to  Ronilson Nogueira costa
5 dias atrás

E a culpa dos russos …..

paulof
paulof
6 dias atrás

A questão da demora a cada dia tem se mais ajustes finas, Lituania acaba de lembrar os russos que se eles não cumprem seus tratados energéticos, ela também pode dificultar muito sua vida cortando o transporte para Kalimgrado de mais de 50% dos produtos, seja Lituânia, Polônia, Finlândia e até Geórgia, que vai endurecer a passagem de pessoas que trabalham na Odéssia anexada para seu território livre. A duração da guerra sempre dependeu do invasor que no caso a Rússia, já que ninguém acredita que a curto/Médio prazo a Ucrânia tenha condições de joga-los para fora de todos territórios que… Read more »

Claudio Moreno
Claudio Moreno
6 dias atrás

Boa tarde de domingo Senhores camaradas do Forte!

É nada! Mas já! Pois é, a água está batendo na bunda… E vai estar mais gelada nesse inverno!

Sgt Morenk
(CM)

Alan Santos
Alan Santos
Reply to  Claudio Moreno
6 dias atrás

A sim , como se a Europa não tem um plano B para essa energia que tanto propagam …nord stream que o diga

Eslavo
Eslavo
Reply to  Alan Santos
6 dias atrás

Tem plano B, não.
Com a diminuição da oferta por problemas com a manutenção da Siemens, a oferta russa caiu essa semana.
Os alemães tiveram de usar o estoque para o inverno.
Vai faltar gás na Europa.

Claudio Moreno
Claudio Moreno
Reply to  Eslavo
5 dias atrás

Irão ter água na bunda e gelada…

Sgtº Moreno
(CM)

Carvalho
Carvalho
6 dias atrás

Em pleno século XXI a Rússia ainda não conseguiu….e por certo ainda vai demorar a conseguir…a consolidar suas fronteiras.
Um país institucionalmente imaturo.

Eslavo
Eslavo
Reply to  Carvalho
5 dias atrás

E isso é excelente para os russos.
É o maior pais e mais poderoso da região e tem fronteiras vivas (onde sua população é relevante) para onde pode se expandir.
Oportunidade rara nestes tempos modernos.

Carvalho
Carvalho
6 dias atrás

A Rússia quer reconstituir à força, um território que não soube manter pela coesão social e sentido de nação.
É um Estado fraco, instável, sem aliados, incapaz de fazer alianças duradouras.

Eslavo
Eslavo
Reply to  Carvalho
5 dias atrás

Deixa o Putin trabalhar.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Eslavo
5 dias atrás

Kings,
Nesse ritmo, Putin vai ter que fazer serão…e trabalhar nos feriados.

AMBAR
AMBAR
Reply to  Carvalho
5 dias atrás

Na verdade, é um país temido pela sua extensão e força. Fosse menos verdadeiro, seria mais respeitado pelo ocidente, que só o vê com olhos de cobiça. Não terá sido a Rússia a desrespeitar as alianças com o ocidente. Tampouco a Rússia tentou influenciar o ocidente ou derrubar o governo americano. Não foi a Rússia que “sugeriu” a Glasnost e a Perestroika aos americanos, e nem ela inventou um tratado para fechar os mares a USA e OTAN

Flávio
Flávio
6 dias atrás

“Mesmo que os custos sejam altos, não apenas pelo apoio militar, mas também pelo aumento dos preços da energia e dos alimentos.”
Com a inflação subindo a galope na União Europeia e nos EUA, isso pode acabar saindo pela culatra.
Quanto tempo até começar os protestos? Será que o cidadão médio europeu aceitará que seu governo gaste dinheiro apoiando a Ucrânia enquanto o sua nação passa por dificuldades?
Uma coisa é certa, tempos de instabilidade econômica são um prato cheio para políticos populistas(extrema direita e extrema esquerda).

Nemo
Nemo
Reply to  Flávio
6 dias atrás

Os protestos começaram no sábado no Uk. Hoje Macron obteve 224 cadeiras na Câmara Francesa, a previsão em abril era 295.

Eslavo
Eslavo
Reply to  Nemo
5 dias atrás

E só como adendo, a esquerda ganhou pela primeira vez da Colômbia.

Paulo Brics
6 dias atrás

Observem a jogada deste capataz dos eua. Ele quer empurrar a UE para o colapso. Se a guerra demorar muito, isto significa que a UE vai se ferrar mais ainda e vai ter muito país quebrando, principalmente os menores. Se Putin quiser dar um golpe devastador, fecha as torneiras do gás no inverno, fecha a saída dos grãos, fecha as torneiras do petróleo que os europeus estão a lhe comprar como nunca. Preparem-se que a A. Latina será inundada por imigrantes da UE. Se a UE não abandar o comportamento bipolar e enfrentar seus verdadeiros inimigos, eua e uk, a… Read more »

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Paulo Brics
6 dias atrás

Pegou na veia.

Luciano
Luciano
Reply to  Paulo Brics
6 dias atrás

Esse tipo de análise é proibida no ocidente, percebeu que existe uma hegemonia da narrativa? Não é acaso, a maior parte das pessoas não percebeu isso.

dfa
dfa
Reply to  Paulo Brics
6 dias atrás

Se a América latina for inundada por imigrantes será de retornados Brasileiros que vivem e trabalham na Europa que ficaram com a vida mais difícil.
Essa dos cereais afeta principalmente os países mais pobres do mundo e não a Europa que tem França EUA e Canadá que são dos maiores produtores do mundo.
Em relação ao Petróleo e gás a Europa já chegou a acordo e vai parar de importar esses recursos aos russos até ao final do ano.

Mas vai continua a botar fé.

Zabumba
Zabumba
Reply to  Paulo Brics
5 dias atrás

Foi bom tocar nesse ponto ,brevemente vai sair das manchetes esse conflito e vamos ouvir o colapso do sistema econômico de Japão, Itália e Grécia.

Hank Voight
Reply to  Paulo Brics
5 dias atrás

Um cara que coloca como sobrenome um bloco natimorto apenas pode escrever isso, sandices….

AMBAR
AMBAR
Reply to  Paulo Brics
5 dias atrás

“Se Putin quiser dar um golpe devastador, fecha as torneiras do gás no inverno, fecha a saída dos grãos, fecha as torneiras do petróleo que os europeus estão a lhe comprar como nunca.”
Putin faz isso e corre pro abraço com a China, e ambos, de uma vez só se livram do cerco do império anglo-saxônico no ar, no mar e na terra. Afinal, na boca do ocidente, Putin não presta mesmo, então, nada a perder. Mas ele não fará isso. Ele é paciente.

MIGUEL
MIGUEL
6 dias atrás

Em Guerra Terrestre é complicado enfrentar a Rússia, desde Napoleão a Hitler, todos sabem que a Rússia é especialista em Guerra Prolongada e quanto mais durar esse conflito vai aumentar a destruição e penúria do Povo Ucraniano, Vimos isso no cerco ao batalhão AZOV, os Russos m Guerra Prolongada são terríveis , vimos isso na Tchechenia e na Siria.

Agnelo
Agnelo
Reply to  MIGUEL
6 dias atrás

Especialista em guerra prolongada, quando era uma monarquia ou uma ditadura comunista. Ainda é?

Nilson
Nilson
Reply to  MIGUEL
5 dias atrás

Lembrando que os ucranianos também fazem parte desta Rússia que é especialista em guerra prolongada. Acho que isso vai muito longe ainda, os dois lados são ossos duros de roer…

Cansado
Cansado
5 dias atrás

A Otan é resistente.
Enquanto houver um só ucraniano vivo, não desistirá.

AMBAR
AMBAR
5 dias atrás

A guerra na Ucrânia pode durar anos, disse o chefe da Otan neste domingo, pedindo apoio firme dos aliados da Ucrânia enquanto as forças russas lutam por território no leste do país.
Bonitinho o pronunciamento do “chefe da otan”. Só faltou dizer isso esfregando as mãos de alegria e pensando alto : ” Ah! a grana que isso vai nos render!”

Últimas Notícias

Svatovo, primeiro alvo do HIMARS?

A mídia ucraniana tem divulgado vídeos e imagens de uma suposta explosão nas proximidades da cidade ucraniana de Svatovo,...
- Advertisement -
- Advertisement -