sexta-feira, agosto 19, 2022

Saab RBS 70NG

A Guerra na Ucrânia poderia destruir as Forças Armadas Russas?

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Os militares russos podem não ser os mesmos após a guerra da Ucrânia: quando o presidente russo Vladimir Putin ordenou a invasão não provocada e injustificada da Ucrânia, ele provavelmente esperava que o conflito entrasse na lista das “guerras mais curtas”. Embora talvez ele não achasse que seria concluído tão rápido quanto a Guerra Anglo-Zanzibar de 1896 , que durou apenas 38 minutos, seu pensamento era de que estaria no mesmo nível da Guerra Russo-Georgiana de 2008 , que durou apenas seis dias, ou talvez até mesmo a Guerra Georgiano-Armênia de 1918, que só terminou após 24 dias de luta árdua.

É improvável que o conflito possa durar anos, e nenhum especialista militar espera uma Guerra dos Cem Anos ou mesmo uma Guerra dos Trinta Anos, mas deve-se lembrar que a guerra dos Estados Unidos no Afeganistão só “concluiu” no ano passado depois de quase duas décadas. No entanto, em apenas quatro meses de combates, as perdas da Rússia são agora maiores do que a União Soviética perdeu em seu conflito de uma década também no Afeganistão – e até superam as perdas dos EUA/coalizão no Afeganistão e no Iraque juntos.

De acordo com dados divulgados pelos militares ucranianos, a Rússia viu mais de 35.000 soldados mortos, bem como 1.500 tanques e 217 aviões de combate destruídos. Pelo menos meia dúzia (ou mais) caças-bombardeiros Sukhoi Su-34 “Fullback” estavam entre as aeronaves abatidas. Antes da guerra, o Su-34 foi relatado como um dos ativos aéreos mais capazes da Rússia.

Na verdade, a perda mais significativa do Kremlin na guerra pode ser a de prestígio. Suas tropas não conseguiram entregar a vitória rápida que Putin imaginou, enquanto seus tanques e aeronaves avançados foram maciçamente  destruídos.

Taxa insustentável

Mesmo que os relatórios ucranianos de perdas russas possam ser vistos como propaganda, os relatórios da inteligência britânica também descreveram as taxas de baixas entre as forças russas e pró-russas como “insustentáveis”. Dados da República Popular de Donetsk, que faz parte da autodeclarada região autônoma pró-Putin de Donbas, no leste da Ucrânia, admitiram que mais de 2.100 de suas forças foram mortas desde o início das operações, enquanto quase 9.000 ficaram feridos.

Além disso, o Kremlin está tendo problemas para manter suas próprias forças, tanto no solo quanto no ar. A situação ficou tão ruim que a Rússia teria enviado pilotos da reserva para operar aviões de guerra mais antigos devido ao alto número de baixas, enquanto teve que usar contratados do notório Grupo Wagner – o exército mercenário de fato que se reporta diretamente a Putin – para conduzir missões de apoio aéreo aproximado.

Dados os problemas no ar e no solo, a Rússia poderá em breve esgotar suas capacidades de combate e pode ser forçada a interromper completamente sua campanha no Donbas.

“Chegará um momento em que os pequenos avanços que a Rússia está fazendo se tornarão insustentáveis ​​à luz dos custos e eles precisarão de uma pausa significativa para regenerar a capacidade”, disse um alto funcionário ocidental, falando sob condição de anonimato para discutir uma questão sensível ao Washington Post no sábado.

Além disso, a Rússia teve que recorrer à redução de seus padrões em coisas como idade, saúde, antecedentes criminais e outras qualificações de rotina para o serviço, oferecendo incentivos financeiros substanciais para os recrutas.

Ambos os lados sofrendo

Embora esse conflito provavelmente não dure (ou esperemos) tanto quanto a Guerra dos Trinta Anos do século 17 , pode deixar uma marca quase devastadora na Ucrânia e talvez até na Rússia. Haverá cicatrizes profundas nas cidades onde os combates ocorreram, e a perda de jovens afetará muito as duas nações nos próximos anos.

A Ucrânia está perdendo até 200 soldados por dia. Kyiv também usou a maior parte de sua munição da era soviética e só agora está em processo de transição para os sistemas ocidentais, e ambas as nações perderam dezenas de tanques e aeronaves de combate.

Está se tornando uma guerra de atrito para ambos os lados.

“Em ambos os lados, a capacidade de gerar e enviar unidades de reserva para a frente provavelmente está se tornando cada vez mais crítica para o resultado da guerra”, disse o Ministério da Defesa britânico em seu relatório sobre o conflito.

Esta será realmente uma guerra sem vencedores e certamente não pode durar para sempre, mas também não mostra nenhum sinal de vontade de ceder.

FONTE: 1945

- Advertisement -

58 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

58 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
1 mês atrás

Questões: Qual a porcentagem das FA’s russas que estão diretamente envolvidas nesse conflito, comparada a % das FA’s russas que estão “em casa”? Continuando: qual a % de equipamentos russos que estão envolvidos no conflito, qual a % desses equipamentos foram perdidos, e quantos equipamentos os russos ainda tem na reserva? Quem tem mais reserva pra “queimar” nessa guerra, os russos ou os ucranianos? Os equipamentos e soldados que os ucranianos estão perdendo, estão sendo “repostos” com rapidez e na mesma proporção pelos voluntarios estrangeiros e pela ajuda de material da OTAN, ou tem uma discrepância aí? Qual a porcentagem… Read more »

Daniel
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

aconselho vc a não ler mais as reportagens da trilogia, quando a mensagem não me agrada ataco o mensageiro.

Mafix
Mafix
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

Considerando que o equipamento é da era sovietica não tem como estimar o volume de equipamento que eles tem nos estoques …

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Mafix
1 mês atrás

Ok, partindo-se do pré-suposto que, até o momento a Rússia só usou velharia soviética, significa que eles ainda tem muitos estoques desse material pra queimar.
Ou, significa que os melhores equips deles foram preservados, certo?
O que significa que eles ainda tem muita lenha pra queimar ainda, eque pros russos, não esta sendo ( muito ) difícil repor as perdas materiais, certo?
Partindo-se desse pré-suposto, a Ucrânia está conseguindo repor o que rla perdeu com a mesma rapidez e em boa proporção o material que ela perde, seja em estoques próprios, seja de doação da OTAN?

Hcosta
Hcosta
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

Se estão a usar material ainda pior do que no início da guerra isso pode indicar uma dificuldade em repor material. Se formos comparar, a proporção dos modelos perdidos é consistente com o que se encontra em serviço. Se houverem muitos blindados dos anos 80 é normal haverem mais perdas destes. Da mesma forma que há poucos T90 destruídos porque há poucos no campo de batalha e no inventário principalmente quando comparados com os T72. Ou seja, os Russos usam aquilo que podem e não porque se querem livrar de modelos mais antigos ou outra justificação mais ridícula. As reservas… Read more »

Adunlucas
Adunlucas
Reply to  Hcosta
1 mês atrás

A está altura já perderam muitas tripulações de blindados, pilotos de helicóptero que farão falta. Mas eles perderam muitos equipamentos modernos que demoram a ser repostos. T-72 modernizados são tanques que os russos acham serem capazes de enfrentar os tanques ocidentais. Os Mi-28 e Ka-52 estão com um desempenho até bom para o cenário que enfrentam, mas são perdas que demoram a ser repostas. Talvez a Rússia tenha dificuldades até em conter uma revolta em uma das muitas repúblicas que almejam independência.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Mafix
1 mês atrás

O mais sensato a dizer é que muito provavelmente nem eles sabem!

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

São questões válidas que devem ser respondidas considerando vários fatores. Será que os russos poderiam empregar, nesse momento, um contingente tão maior de tropas, na configuração atual da empreitada? Os russos estão empregando uma parcela de suas forças profissionais. 15%? 20%?25%? E todo o restante poderia simplesmente ser movimentado para o TO? É importante lembrar que, de todo o contingente profissional russo, há uma boa parcela em funções administrativas, logística etc, como em todo exército. Além disso, qual a possibilidade de realocação de forças com necessidades de emprego em vários pontos do imenso território russo? Será que poderiam, simplesmente, remanejar… Read more »

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Felipe Morais
1 mês atrás

Obrigado por ter citado o contingente militar russo necessário em regiões separatistas, é algo que ninguem mencionou antes.
A Russia já estendeu a idade militar pra quem tem até 40 anos. Quantos soldados a mais a Russia ganharia com essa extensão de idade?
Me pergunto tambem até quando vai valer a pena o custo/benefício pra OTAN/EUA continuarem a ajudar a Ucrania.

Augusto
Augusto
Reply to  Felipe Morais
1 mês atrás

Comentário extremamente lucido e imparcial, parabéns Felipe!!!

O nível de debate aqui de alguns dos comentaristas aqui da trilogia deveria ser desse nível.

sergio
sergio
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

A Russia mantem em operação na Ucrânia um numero estimado de 250 a 400 mil tropas não mais que isso, contra entre 1 a 1/5 milhões de ucranianos, e estimado que o numero de veículos Russos no teatro de operações deva ser de 10 mil, entre blindados, tanques, caminhões etc. em estimativa geral o próprio pentágono admite que os Russos estão usando entre 20 e 25% de seu efetivo total no conflito, uma das incógnitas desse conflito e justamente por que não declarar guerra a ucrania e mobilizar todos os meios disponíveis, se não querem ou não podem isso ninguém… Read more »

marcos
marcos
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

Sao boas perguntas. Eu acrescento o acesso ao dinheiro, que junto com armas e homens (quantidade e qualidade), define o resultado. A Russia hoje tem reservas. Bem capaz do PIB ter crescido por esses meses (reducao nas importacao, preco do G&O la em cima – seu produto de exportacao- e entrada do governo bancando o curto prazo) e a moeda se valorizou (juros altos). Eh matematico: O futuro economico nao eh favoravel, caso as sancoes se mantenham e a EU cortando o G&O. Ja a Ucraina tem “bolsos” mais fundos (EUA & NATO) mas depende da vontade politica. Em qualquer… Read more »

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  marcos
1 mês atrás

Além da grana ( o que é fundamental ) eu acrescentqria tambem a capacidade de repôra municão utilizada. Mesmo que, supostamente, a Russia tenha dificuldade em fabricar mais bombas inteligentes ou mísseis de cruzeiro, a capacidqde dela em fabricar munição “burra”, como munição pra armas levez e projéteis de obus e canhão foram afetados? A Ucrania ainda consegue fabricar sua munição, ou sua infra-estruturaprra isso foi destruída? Caso tenha sido, a OTAN estaria repondo isso em quantidade e em tempo hábil? Voltando a questão do dinheiro que você mencionou…quem pisca primeiro? A Russia, ou a OTAN? Até quando os pagadores… Read more »

Atirador 33
Atirador 33
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

Leia a matéria e tire suas conclusões, infelizmente esses percentuais que vc questiona, eles não existem, é impossível tanto para um lado como para outro realizar esses inventários e publicar os resultados. A Rússia tem muita gordura nesse conflito, e ela não poderá usar força total, pq tem a OTAN para se preocupar. Porém tivemos uma amostra gratis de como o jogo virou, Ucrânia ainda com mais baixas e perdas de equipamentos, parecem melhor treinados que os recrutas russos, sendo os russos com mais estoques para fazer a guerra. Vencedor só um, a OTAN, vendo a capacidade militar de sua… Read more »

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Atirador 33
1 mês atrás

“Leia a matéria e tire suas conclusões”
A matéria cita apenas fonte ucranianas e ocidentais e, como dificilmente a Russia abrirá seus segredos, e como, obviamente, a Ucrânia tambem não vai soltar notas verdadeiras sobre seu n° de baixas, não dá pra simplesmente ler isso e tirar qualquer conclusão.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

Não existem números confiáveis para sua comparação, simples assim!

Fabio Jeffer
Fabio Jeffer
1 mês atrás

Se nem Hitler numa avassaladora invasão com 3 milhões de soldados conseguiu isso não será uma Ucrânia em quase colapso que fará

Hcosta
Hcosta
Reply to  Fabio Jeffer
1 mês atrás

Afeganistão…

Não é conquistar a Rússia, é expulsar os Russos da Ucrânia.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Fabio Jeffer
1 mês atrás

Segundo vocês a ucrânia ta em um “quase colapso” tem 3 meses. Hitler lutou contra a URSS, não contra a Russia. você faria muito bem em lembrar disso A capacidade econômica/industrial do passado não são equiparáveis com as atuais, nem a complexidade dos meios militares. Enquanto se levava um ano ou pouco mais do que isso para se desenvolver e colocar em produção um caça top de linha em 1944 hoje em dia se leva 15 a 20 anos e tudo isso é refletido em todos os meios militares então nenhum pais no mundo tem capacidade pra repor as perdas… Read more »

Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

A Ucrânia só continua combatendo ainda porque é bancada por uma aliança militar que tem 30 países ..

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

Irrelevante.

Se você vai declarar guerra a um pais vizinho e invadir ele, ou fazer uma “operação especial neles” e espera que eles joguem pelas suas regras você é um idi%$#

Seu inimigo não tem a obrigação de se comportar da maneira como você quer, muito pelo contrario, ele tem todo o direito de buscar aliados não teve uma unica guerra na historia da humanidade em que um estado/grupo/facção não tenha buscado aliados. principalmente se ele estava em desvantagem inicial.

Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

É só uma observação …

“ Seu inimigo não tem a obrigação de se comportar da maneira como você quer “

E depois quer reclamar de ataques em shopping ou qualquer outra coisa do tipo ?

Aladaf
Aladaf
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

Sim. E dai? Alianca essa que eh dezenas de vezes maior que a Russia economicamente. Exatamente por isso nao faz NENHUM sentido a invasao da Ucraina. Foi uma decisao estrategica das piores. Russos cada vez mais odiados no ocidente e uma devastacao economica que atingira a populacao Russa por decadas, infelizmente.

André K
André K
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Creio que um caça levar de 15 a 20 anos para ser desenvolvido, é por conta dos “tempos de paz” que estávamos vivendo, se necessário isso poderia ser feito bem mais rapidamente. Não em território atacado/ocupado, logicamente.

Zezão
Zezão
Reply to  André K
1 mês atrás

Não mesmo! Mão de obra especializada não aparece instantaneamente só porque o país entrou em guerra, pois encontrar engenheiro capaz de desenvolver projetos requer anos de experiência e conhecimento adquirido. Mas é possível aumentar a produção pra repor o que foi perdido, já que expandir a linha de montagem é muito mais fácil do que desenvolver uma nova arma. No entanto, devido à complexidade das armas modernas, a produção de qualquer equipamento militar avançado depende de vários fornecedores especializados, pois ninguém é capaz de produzir/projetar sozinho todas as peças de um tanque ou caça nos dias atuais. Enfim, a questão… Read more »

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
Reply to  Fabio Jeffer
1 mês atrás

Quem deu uma de Hitler foi o Putin, tentou avançar com tudo sem ter logística para sustentar. Aquele comboio de 60km que iria tomar Kiev como gostavam de falar aqui não deu em nada, saíram com o rabo entre as pernas.

Simioni
1 mês atrás

parei de ler na Frase. de acordo com dados Ucranianos a Russia perdeu 35 mil soldados.

Daniel
Reply to  Simioni
1 mês atrás

vamos seguir os dados russos então…publique vc qual o número de baixas russas

Augusto
Augusto
Reply to  Daniel
1 mês atrás

Nenhum e nem outro, nenhum dos lados irá fornecer dados corretos sobre suas perdas.

E ingenuidade achar o contrario.

Simioni
Reply to  Daniel
1 mês atrás

Pare de besteira. seja parcial. voce mesmo que vao divulgar o que realmente está acontecendo ou suas baixas. é obvio que os ucranianos vao inflar pra levantar a moral do seu exercito. acho que é meio obvio essa questao né

Zezão
Zezão
Reply to  Simioni
1 mês atrás

Vc queria que fosse com base nos dados dos russos, que claramente manipula as informações a seu favor?
Bom, então sugiro (se for capaz de encontrar), que use dados fornecidos pela inteligência da Suíça, já que o país tradicionalmente se declara neutra.
É ridículo!

Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  Zezão
1 mês atrás

De acordo com o Corinthians o Palmeiras é o pior time do Brasil ..

Heinz
Heinz
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

nem o corintiano mais fanático diria isso.

Augusto
Augusto
Reply to  Heinz
1 mês atrás

Mas para os mickey boys mais fanáticos a Ucrânia vai ganhar da Rússia e chegar as portas de Moscou. Assim como o putinetes que acham que se o Putin quisesse chegaria em poucos dias em Berlim.

A comparação e valida.

Joanderson
Joanderson
1 mês atrás

Se a Rússia realmente tivessem 35 mil soldados mortos nessa guerra a Ucrânia ja não existiria mais a muito tempo.
A artilharia da Rússia não iria deixar pedra sobre pedra na Ucrânia.
Fora que a Rússia so enviou 150 mil soldados e 35 mil ja sucumbiram a Rússia ja teria perdido a ofensiva e começado a recuar faz tempo.
Esses números tão muito exagerados.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Joanderson
1 mês atrás

“Se a Rússia realmente tivessem 35 mil soldados mortos nessa guerra a Ucrânia ja não existiria mais a muito tempo.”

Não existe nenhuma métrica que você pode usar para confirmar essa afirmação sua.

Alem do mais, já faz muito tempo que os próprios Russos falaram que já jogaram bem mais do que 150 mil homens na Ucrânia

Joanderson
Joanderson
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Todo mundo ta percebendo que a Rússia não tem a intenção de destruis toda infraestrutura da Ucrânia, até por que a intenção é ocupar territórios e ninguém quer herdar escombros.

E ate hj ainda não vi o governo da Rússia estimar o número de tropas envolvidas no conflito.

Pedro
Pedro
Reply to  Joanderson
1 mês atrás

Melhor avisar pra eles…as cidades já viraram escombros..q q vc acha que artilharia em massa russa faz?

Zorann
Zorann
1 mês atrás

Deixando a torcida de lado.

Há muitas informações no texto que sabemos que é verdade. A perca do prestígio é de longe o mais notório.

Mas não acredito em 35.000 soldados russos mortos. Isto significaria, possivelmente mais de 70.000 baixas no lado russo.

Também não acredito que a Russia abandone o Dombass como diz a matéria. Boa parte desta região está já fortificada, tornando cara demais a retomada pelos ucranianos.

A Russia pode até se esgotar, mas não acredito que ela recue e ceda regiões já consolidadas, como as regiões separatistas e a Crimeia.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Zorann
1 mês atrás

“A perca do prestígio é de longe o mais notório.”

Nesse ponto eu concordo com você, a Rússia está passando trabalho na Ucrânia.

Agora, quando o texto fala em: “disse um alto funcionário ocidental” e “relatórios da inteligência britânica” aí na minha opinião, o texto vira uma espécie de Southfront só que do lado britânico/americano…

Hcosta
Hcosta
Reply to  Zorann
1 mês atrás

Duvido muito que a Rússia tenha a capacidade de atacar e simultaneamente fortificar o território como está a acontecer no Donbass, pelo menos de forma significativa.
Tem linhas de avanço e linhas de defesa mas fortificar cidades e com escassos recursos humanos já me parece difícil.
É uma área muito grande e as defesas provavelmente consistirão em artilharia e apoio aéreo, defesas de manobras e não estáticas.

A Crimeia já é outra questão. Já são vários séculos de presença militar nesta região.

Last edited 1 mês atrás by Hcosta
Neural
Neural
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

Mickeyboys chorando em 3,2,1

Hcosta
Hcosta
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

E daí?
A minha questão é como irá manter esse território. Duvido que tenha capacidade, a nível financeiro, recursos humanos, etc… para começar a fortificar as cidades do Donbass e de aguentar uma posição defensiva.

É um bom exemplo de que o ataque é a melhor defesa Se pararem a ofensiva, mesma esta de poucos Km’s por dia, duvido que tenham a capacidade de defenderem as cidades, as linhas da frente, as linhas de abastecimento, etc..

Slow 🇧🇷
Slow 🇧🇷
Reply to  Hcosta
1 mês atrás

A Ucrânia vai retomar aquilo como ? Mal consegue se defender e mal consegue colocar um caça no ar .. depende totalmente do que chega de outros países..

Hcosta
Hcosta
Reply to  Slow 🇧🇷
1 mês atrás

Não sei, vamos ver…

Se ganharem a iniciativa, o cenário muda.

Zezão
Zezão
Reply to  Zorann
1 mês atrás

Uma guerra se vence estrategicamente e não através de pequenas vitórias táticas em campos de batalha.
Mesmo que os russos vençam em Donbass, o resultado será irrelevante se estrategicamente eles perderem a guerra.
O fato é que até agora os russos não obtiveram nenhuma vitória estratégica.

Júnior
Júnior
1 mês atrás

Como dizem papel aceita tudo!

Victor Filipe
Victor Filipe
1 mês atrás

Esse post me lembra muito dos comentários de membros aqui do blog que dizem que a ucrânia vai colapsar Mas sobre a Ucrânia não conseguir sustentar suas perdas diárias de pessoal. Eu não acho que ninguém aqui tem capacidade pra informar isso. dizem que a Ucrânia perde em media 1000 homens por dia no fronte, entre mortos e feridos A frança durante a primeira guerra mundial perdeu em media mais de 900 homens por dia apenas no numero de mortos e sustentou essa taxa de perdas por 4 anos. A frança de 1914 tinha uma população de 40 milhões e… Read more »

Elisandro
Elisandro
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Não é bem assim… A questão não é só ter homens para enviar para o front, mas treinar os mesmos para operar os equipamentos em tempo hábil. Então se saberá que o front resistirá se as perdas puderem ser repostas rapidamente, se os soldados forem adestrados em números suficientes para suprir as perdas, porque enviar soldados sem treinamento para o front é condená-los à morte de forma desnecessária. Ou acha que se estaria falando que a Rússia, com 140 milhões de habitantes, teria escassez de soldados se não fosse mais complexo do que ter somente números?

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Elisandro
1 mês atrás

Seu comentário é justo mas deve-se lembrar que a Ucrânia declarou mobilização total faz tempo

a Russia ainda ta na “operação especial” e isso limita muito a capacidade dela de mobilizar tropas para atuação fora de suas fronteiras por causa da sua constituição

Então enquanto a Ucrânia pode usar 100% de 44 milhões a Russia não pode usar 100% de 140 Milhões.

Quanto a armas e equipamentos, armas leves estão sendo enviadas as dezenas de milhares para a Ucrânia pelo ocidente com países como a Inglaterra se voluntariando para ajudar no treinamento das tropas ucranianas.

Elisandro
Elisandro
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Nem as melhores estimativas de mobilização diriam que a Ucrânia pode usar 100% de sua população. Dos 44 milhões você precisa retirar os refugiados, por exemplo. Daí cerca de 40% que serão muito novos ou muito velhos para combate, mais as pessoas necessárias para manter o país funcionando, etc… Chuto que temos aí 10 milhões de pessoas que talvez poderiam ser usadas… Mas como eles preferem usar homens para o serviço militar, diria que uns 5 milhões ou um pouco mais estariam aptos. Agora estes precisam ser treinados e equipados. E conforme declarações de autoridades ucranianas, os equipamentos estão se… Read more »

Gabriel ferraz
Gabriel ferraz
1 mês atrás

Uma das matérias mais toscas que já li. Meu amigos se isso realmente fosse veracidade ,a Rússia já tinha abandonado essa guerra a tempos. No início é um fato que a Rússia perdeu muitos equipamentos, mais agora está botando no chão cidade a cidade. Ela tá se lixando como ficará as edificações, oque importa é a extração de minério e as terras super férteis da Ucrânia.

Jefferson Ferreira
Jefferson Ferreira
1 mês atrás

Coisas que são fatos, é a perda de prestígio do exército russo, eles perderam um percentual alto de pessoal, meios e equipamentos que disponibilizaram para essa guerra. Agora desse percentual que perderam o que é do total de pessoal e equipamento que tem disponíveis é difícil de saber….

Alessandro
Alessandro
1 mês atrás

Pra mim essa parte resume muito bem oq é essa guerra, e pq boa parte dos analistas internacionais vem criticando a estratégia tomada pelo Putin, na qual os russos ainda não entenderam o lamaçal em que entraram.

“Chegará um momento em que os pequenos avanços que a Rússia está fazendo se tornarão insustentáveis ​​à luz dos custos e eles precisarão de uma pausa significativa para regenerar a capacidade”

Last edited 1 mês atrás by Alessandro
Paulo Brics
1 mês atrás

Se os relatórios ucranianos de perdas russas possam ser vistos como propaganda, os relatórios da inteligência britânica são sem sombras de dúvidas frutos da maior e mais massiva campanha de fake news para ludibriar a opinião pública do planeta.

Achar que este conflito pode destruir as FAs russas é tão patético que nem mereceria ser comentado.
Sairão apenas mais fortes, mais especializados. Melhorando equipamentos postos a prova e com novas táticas de combate, além de continuarem o desenvolvimento de armas de ponta, algumas que is da otan ainda nem tem.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Paulo Brics
1 mês atrás

E onde está a verdade então? O lado Ucraniano “faz propaganda”. Britânicos “estão numa campanha de fake news”. Seriam os russos os paladinos da verdade e da moral?

Temos três linhas: Ucranianos mentem. “ocidentais” mentem. Russos mentem. Ou você tenta fazer uma mescla do que as três linhas divulgam ou você para de colher informações sobre o assunto, pois, inevitavelmente, estará sucumbindo as mentiras de um dos lados se assim não o fizer.

Xvantbrasil
Xvantbrasil
1 mês atrás

Só sei que país inteligente é aquele que não se mete em brigas de compadres, deixem se f… pra lá e vende para todos. A Rússia não vai ceder, e se eles se sentirem ameaçados, bombas nucleares irão chover em todos os lugares estratégicos do mundo, e o mar vai ficar inundado de petróleo cru. Todos cabos submarinos serão cortados e comunicação por satélites desapareceram, vem chuva de drones como se fosse ataque de vespas , navios, porta aviões, serão os primeiros a irem pro saco. Só mísseis e ogivas de 65 Mg tons, vcs tem noção básica, então, não… Read more »

Últimas Notícias

Brasil e Coreia do Sul fecham acordo para produção de semicondutores da Samsung no país

O Brasil e a Coreia do Sul estão fechando acordos para a construção de uma fábrica de chips semicondutores...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -