sexta-feira, agosto 19, 2022

Saab RBS 70NG

Aumento da precisão nos disparos da Ucrânia pode diminuir vantagem russa na artilharia

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

É oficial. Os Estados Unidos forneceram, ou em breve fornecerão, projéteis de artilharia guiados ao exército ucraniano.

Os projéteis Excalibur de 155 milímetros de diâmetro, que se concentram em coordenadas de GPS e podem atingir veículos inimigos em florestas, trincheiras e becos, podem ajudar os ucranianos a reduzir a vantagem do poder de fogo do exército russo na Ucrânia.

Um funcionário não identificado do Departamento de Defesa dos EUA confirmou a disposição da Excalibur em comentários a repórteres na segunda-feira. “Então, como você sabe, estamos realizando treinamentos na Ucrânia, Alemanha e Inglaterra”, disse o funcionário.

“E assim, temos tudo, desde cursos de manutenção que estamos realizando, continuando a treinar no emprego de sistemas de artilharia, tanto HIMARS [lançadores de foguetes] quanto obuses. Estamos trabalhando no emprego da Excalibur, e esse é o nosso grande negócio.”

Apesar de seu alto custo – US$ 100.000 por projétil – o Excalibur é um avanço natural para o exército ucraniano à medida que transita para a artilharia de estilo ocidental. Os ucranianos já são adeptos do uso de projéteis guiados feitos localmente com suas armas ex-soviéticas existentes.

O exército ucraniano possui pelo menos um tipo de projétil guiado a laser: o Kvitnyk de 152 milímetros de diâmetro, que é compatível com os obuses autopropulsados ​​2S3 do exército e os canhões rebocados D-20. Uma empresa ucraniana também desenvolveu um projétil de 122 milímetros guiado a laser chamado Karasuk, que funciona com canhões rebocados D-30 do exército e obuses autopropulsados 2S1.

Qualquer drone ou observador no solo com um designador de laser pode iluminar um alvo – ou, para um projétil guiado por GPS, coletar coordenadas. Vídeos de ataques de artilharia ucraniana às forças russas ilustram claramente a eficácia dos projéteis de precisão.

A prática padrão para artilharia não guiada é disparar alguns tiros de alcance imprecisos e então “andar” seu fogo em direção ao alvo enquanto um observador no solo ou no ar corrige suas coordenadas.

Sempre que você vê um único projétil atingir um alvo pequeno sem nenhuma correção, no entanto, há uma boa chance de o projétil ter sido guiado por um laser ou GPS. Em alguns vídeos dos combates na Ucrânia, o brilho do laser é realmente visível nos segundos antes de um projétil explodir.

O exército ucraniano está induzindo constantemente centenas de novas peças de artilharia que seus aliados estrangeiros doaram. A maioria das novas armas, incluindo os 126 obuses M-777 que os Estados Unidos prometeram, disparam projéteis de 155 milímetros. M-777 com o equipamento GPS são compatíveis com Excalibur.

A combinação de novos canhões e novos projéteis pode ajudar os ucranianos a mitigar a vantagem de artilharia de 10 para um que os russos possuem no leste da Ucrânia. O exército russo tem seus próprios projéteis guiados, mas na maioria das vezes os russos simplesmente lançam muitos projéteis de maneira imprecisa – e contam com a taxa de tiro bruta para compensar a falta de potência e precisão.

O exército ucraniano não tem armas ou munições suficientes para igualar o exército russo projétil por projétil. Mas os ucranianos, em teoria, poderiam alcançar os mesmos resultados, ou melhores, direcionando um pequeno número de projéteis mais poderosos – ou mais precisos – para atingir a mesma taxa, ou melhor, que os russos podem fazer com seus próprios, menos individualmente. artilharia potente.

“Novos projéteis são mais eficazes do que seus equivalentes soviéticos e, portanto, seu consumo é menor”, ​​explicou o ministro da Defesa ucraniano, Oleksii Reznikov.

Novas granadas guiadas são ainda mais eficazes. Os russos podem disparar 10 projéteis para cada um dos ucranianos. Mas eles não são necessariamente propensos a obter mais acertos quando os ucranianos tiverem Excaliburs.

FONTE: Forbes

- Advertisement -

42 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

42 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mafix
Mafix
1 mês atrás

Se contar que a artilharia de origem sovietica dispara de 6 a 9 tiros para acertar o alvo contra 1 tiro das melhores ocidentais ta na média ..

Nilson
Nilson
1 mês atrás

A guerra na Ucrânia, que tende a se estender por meses e meses, será um grande laboratório para as armas modernas. Uma grande fonte de estudos a partir dos sinais obtidos na vigilância dos meios do inimigo, e também de captura de informações e capacidades, a partir de equipamentos apreendidos ou recuperados após destruição. Ambos os lados vão evoluir bastante, lembrando os tempos da guerra fria, em que cada lado espionava o outro com intensidade, e aproveitava guerras por procuração para evoluir seus meios e táticas. Como bem disse o Lavrov, a cortina de ferro se fechou mais uma vez,… Read more »

Wagner
Wagner
1 mês atrás

Depois que eu li o preço não vou nem perguntar se o EB tem algo parecido

Mensageiro
Mensageiro
1 mês atrás

US$ 100.000 por projétil. Muito caro. Devia ser mais barato ja deve ter produção em massa.

Eduardo Angelo Pasin
Reply to  Mensageiro
1 mês atrás

Concordo, mais não existe nada mais eficiente que esse projéteis guiados, e também estão chegando novos modelos no mercado.

Nemo
Nemo
1 mês atrás

Mas considerando o fato de que cada munição destas custa o mesmo que cento e vinte e cinco munições convencionais não seria melhor optar pela munição convencional?

Jacinto
Jacinto
Reply to  Nemo
1 mês atrás

Depende do alvo. Se for um alvo de oportunidade, é melhor usar munição guiada e acertar o alvo já no primeiro disparo.

Henrique
Henrique
Reply to  Nemo
1 mês atrás

Depende do teu alvo. Quanto mais valioso o alvo é menos valor você da para o custo do projetil

Caio Cipriano
Caio Cipriano
Reply to  Nemo
1 mês atrás

Pode ser, mas ai vc precisa disparar talvez dezenas de munições p atingir um alvo dependendo do tamanho, e nesse meio tempo a contra bateria pode entrar em ação. Se o alvo for móvel então, dá chance dele ir embora.

Nilson
Nilson
Reply to  Caio Cipriano
1 mês atrás

Corretíssimo. Vale muito a pena gastar 100.000 numa munição que impede a contrabateria e ajudar a preservar o equipamento, que custa muito mais caro. Dá um tiro, acerta o alvo e sai correndo antes da contrabateria. Se tiver que dar 10 disparos para acertar, a contrabateria pode te pegar.

Patrício
Patrício
1 mês atrás

Já nem ligo mais para esse tipo de notícia.
A cada nova arma anunciada, a Rússia avança mais.
Hoje foi publicado que um Caesar foi destruído na região de Odessa.
Com isso já seriam 6 perdidos.
3 quando estavam sendo deslocados para a frente, 2 que estão com os russos e esse último em Odessa.
M777 ninguém fala mais.
Fotos de Bushmaster destruído têm aos montes.
Já chega!

Mafix
Mafix
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Todo dia tem video dos m777 como não falam mais ?

Caio Cipriano
Caio Cipriano
Reply to  Patrício
1 mês atrás

É guerra que chama. Isso vai acontecer mesmo, até com o mlrs que chegaram há pouco. A lista dos equipamentos russos perdidos também é enorme.
Agora, não sabia que já eram 6 caesar perdidos? Só tinha visto um. Existe comprovação dos outros 5 (foto/vídeo)?

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Posta a foto deles destruídos e a imagem deles capturados. Nunca vi e você também nunca provou

Bruno
Bruno
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Fonte ? Já sei…vozes da sua cabeça quando joga war ! kkkkkkkkkkkkk

Fabio Jeffer
Fabio Jeffer
Reply to  Bruno
1 mês atrás

M-777 já tem até vídeo dele sendo destruído, bushmaster tem fotos a rodo dele queimado, Ceaser não vi fotos nem vídeo mas tem muitas notícias de fontes independentes confirmando

Guilherme Leite
Guilherme Leite
Reply to  Fabio Jeffer
1 mês atrás

Provavelmente você é o cara que diz que o Oryx não é confiável, mas confia em qualquer um que fale que capturaram um CAESAR, mesmo que nem a própria Rússia confirme tal informação.

Então tá.

Material arquivo
Material arquivo
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Patrício (antonio kings) com comentário que não agrega nada ao grupo.

Aladaf
Aladaf
Reply to  Material arquivo
1 mês atrás

O detalhe eh o “Chega!”. Ele jah sabe que o dinheiro Russo esta acabando. Nao tem e nem nunca teve PIB para guentar uma guerra dessas. Eh ridiculo achar que pode. Jah nao demora para gritar: “Acabou o dinheiro!”

Nilson
Nilson
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Quanto mais material a Otan enviar para os ucranianos, mais os russos vão ter que gastar para destruir esse material, além das eventuais perdas russas que ocorram no processo. É isso que a Otan quer, enfraquecer os russos, aproveitando a oportunidade que o Putin deu, de fazer guerra contra os russos sem colocar tropas da Otan em jogo e sem abrir o risco nuclear. Nessa guerra, as perdas da Rússia são diretas, as da Otan indiretas.

Jagdverband#44
Jagdverband#44
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Bom dia tonho.
O cafezinho ai da repartição tá quente?

Jean Jardino
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Cara nenhum CAESAR foi destruido, pare de inventar fatos, ou publicar sites falsos como fonte.

Bosco
Bosco
1 mês atrás

A diferença de precisão significativa não vem da Excalibur e sim do PGK, que é um kit atarraxado na ponta do projétil, no lugar da espoleta de proximidade , e que permite transformar um projétil burro em um guiado.

Teropode
1 mês atrás

Pensei que já estava utilizando a Excalibur , se eu fosse o chefe, só capinava os generelicos russos , o problema é excalibur é que quem vai levar o projétil até oslvi são os Americanos 🤔🤔🤔, putim pode retalhar usando o torpedo nuclear para eliminar toda costa peste do States ……..am imaginar que os yankess são bananas !

Guilherme Leite
Guilherme Leite
Reply to  Teropode
1 mês atrás

Oi ?

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Antes dos americanos, ele poderia ter culhões de encarar os filandeses, mas acho que ele vai se limitar a países como Ucrânia e Georgia.

Particularmente, considero que a guerra com a Ucrânia foi além das capacidades russas, falaram em 3 dias e olha no que deu, as proporções foram muito piores para a Ucrânia, mas também não foi positiva para a Rússia.

Teropode
1 mês atrás

Veremos mais churrasqueiras russas acesas e mais torres e órbitas ….

Palpiteiro
Palpiteiro
1 mês atrás

Por ser guiada, está munição evita o ataque de contra bateria?

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Palpiteiro
1 mês atrás

Ela tem um alcance maior, então em teoria poderia ser disparado fora do alcance de algumas peças de artilharia Russa. Então diminui as chances de ação de contra-bateria. Mas não evita não.

Henrique de Freitas
Henrique de Freitas
Reply to  Palpiteiro
1 mês atrás

Fica bem difícil o ataque de contra bateria. Você pode atirar em ângulos máximos de correção para que o projétil, no limite, corrija sua trajetória, deixando um desenho extramente confuso para se calcular o ponto de saída.

Helio Eduardo
Helio Eduardo
Reply to  Henrique de Freitas
1 mês atrás

Bem pensado….

Boitatá
Boitatá
1 mês atrás

500 mil reais um único projétil, tá de brincadeira.

Guilherme Leite
Guilherme Leite
Reply to  Boitatá
1 mês atrás

Se acertarem um tanque que custa milhões compensa, sem falar que está munição já elimina o alvo logo no primeiro disparo, assim também se perde a tripulação, militares treinados($).

No mais, existem diversos vídeos da Ucrânia utilizando munição guiada, pensei que se tratavam da Excalibur, mas devem ser munições nacionais, no vídeo que eu vi, foram 3 disparos e 3 acertos na sequencia.

Gabriel Augusto
Gabriel Augusto
Reply to  Boitatá
1 mês atrás

Mais barato que míssil

Carlos Campos
Carlos Campos
1 mês atrás

100.000 por projétil, caramba, isso não vai funcionar, acho que 50 desses projéteis pagam um M109, fora que quem vai pagar? em que quantidade eles podem ser entregues?

Nelson Junior
Nelson Junior
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Munições também tem data de validade, essas devem estar “quase”… Então mas vale entregar pra Ucrânia e ser usada para destruir alguma coisa dos Russos…
Acredito ser esse o propósito

Jagdverband#44
Jagdverband#44
1 mês atrás

Estes projéteis tem uma unidade inercial de seis eixos.

Angelo
1 mês atrás

Olá a todos, cadê os caminhões russos de guerra eletrônica ? A rússia tem algumas armas para tentar bloquear o gps , não sei se esses caminhões o fazem.
OBS: essa guerra mudou até a trilogia era difícil atualizar as notícias do forte agora se piscar o olho agente até as perde de tanto que atualiza.

Mafix
Mafix
Reply to  Angelo
1 mês atrás

Um comentarista aqui que tem umas 20 contas diz que as ‘melhores armas’ russas estão guardadas , robos armas a laser teleporte sabre de luz esse tipo de coisa sabe ?

Agora respondendo ao seu comentario o que vi la foram apenas veiculos de comando e comunicação até agora .

Gabriel Augusto
Gabriel Augusto
Reply to  Angelo
1 mês atrás

Estes equipamentos de guerra eletrônica estão sendo usados, existem relatos( inclusive artigos aqui no site) falando da eficácia destes meios. Os próprios ucranianos falaram q estão com dificuldade de comunicação e uso de drones em determinadas áreas em razão das interferências.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Angelo
1 mês atrás

que eu saiba estão ativas, mas parece que os EUA e o UK estavam ajudando a interferir e dando ajuda em EW e SIGINT

Gabriel Augusto
Gabriel Augusto
1 mês atrás

Além de ser muito caro, estes projéteis tem uma carga explosiva menor.

Últimas Notícias

Brasil e Coreia do Sul fecham acordo para produção de semicondutores da Samsung no país

O Brasil e a Coreia do Sul estão fechando acordos para a construção de uma fábrica de chips semicondutores...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -