sábado, outubro 1, 2022

Saab RBS 70NG

E se o presidente russo optar por armas nucleares na Ucrânia?

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Com a contraofensiva ucraniana em andamento, tanto no nordeste como no sul do país, os objetivos russos na Ucrânia ficaram cada vez mais distantes. Os avanços relâmpagos realizados pelas forças ucranianas na última semana desmoralizaram não só o Exército Russo, mas o próprio mandatário do país, o presidente Vladimir Putin.

Caso ocorra um total colapso das tropas convencionais russas na Ucrânia, Putin poderia optar pelo emprego de armas nucleares? E se ele fizesse essa opção, quais seriam as consequências? Estas e outras questões foram respondidas pelo general da reserva Ben Rodges, que comandou o Exército dos Estados Unidos na Europa, durante uma conversa com o professor Klass Larres da Universidade da Carolina do Norte no último dia 13 de setembro.

O general Hodges acredita que esta é uma opção extremamente remota porque:

  1. O uso de artefatos nucleares não traria nenhuma vantagem para a Rússia, pois o seu emprego não alteraria a dinâmica no campo de batalha. Ou seja, as tropas russas não teriam como explorar a seu favor a área destruída.
  2. Os Estados Unidos não ficariam assistindo sem reação. A resposta teria que ser dada de uma forma ou de outra porque Irã, China e Coreia do Norte estarão observando os desdobramentos. Ou seja, os EUA teriam problemas em outros locais se não responderem.

Para Hodges, as opções norte-americanas não precisam se restringir ao uso de artefatos nucleares também. Ele acredita que o Pentágono e o Estado-Maior das Forças Armadas dos EUA já produziram uma lista de opções para que a Casa Branca possa escolher a resposta na medida certa.

Uma das possíveis respostas norte-americanas frente ao eventual uso de armas nucleares por parte da Rússia na Ucrânia seria a total eliminação da Frota russa no Mar Negro. Outra opção seria a intervenção direta dos Estados Unidos na Guerra da Ucrânia e a eliminação total das forças russas dentro daquele país, através do emprego de meios convencionais (ataques maciços com o emprego de caças furtivos F-35). Até mesmo a destruição completa da base naval russa na Síria seria uma das opções, na visão do general.

O vídeo completo com toda a entrevista pode ser assistido pelo link abaixo

- Advertisement -

256 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

256 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Douglas Targimo
Douglas Targimo
15 dias atrás

Ou seja, ele fazendo isso, eu já compraria o máximo possível de munição, alimentação, água e outros materiais para passar pelo menos uns 3 anos trancado

Joe
Joe
Reply to  Douglas Targimo
15 dias atrás

Se ele der a ordem será removido do poder…

Patrício
Patrício
Reply to  Joe
15 dias atrás

Fique tranquilo Dar Joe.
O Mundo está sendo moldado do jeitinho que a gente quer.

Patrício
Patrício
Reply to  Patrício
15 dias atrás

Digo, Dear Joe.
Vc anda muito preocupado.
As coisas estão se acertando.

Denis
Denis
Reply to  Patrício
9 dias atrás

O

Jagdv#44
Jagdv#44
Reply to  Patrício
15 dias atrás

“A gente”??
Tu? Ai do subúrbio carioca xings?
haahahah

737-800RJ
737-800RJ
Reply to  Jagdv#44
15 dias atrás

Jagdv#44:
Eu também sou do subúrbio do Rio e digo que a única coisa que controlo é minha moto. Até o carro a esposa dá pitaco. A casa então, melhor nem discutir! AHAHAHAHA
Imagina pensar que se pode influenciar decisões estratégicas geopolíticas… Coé, Kings, baixa a bola aí!

Patrício
Patrício
Reply to  737-800RJ
15 dias atrás

‘Eu também…’

Infelizmente não moro em um subúrbio carioca.
Agora falamos assim:
‘O tempo está do jeito que gostamos’.
‘O resultado do jogo foi o que queríamos ‘.
‘O Mundo está caminhando do jeitinho que a gente quer’.

Expressões corriqueiras que demonstram nossos desejos, intenções e etc.

Agora, boa sorte aí na sua região.

Patrício
Patrício
Reply to  Jagdv#44
15 dias atrás

Em que pese não morar em nenhum aprazível subúrbio carioca, não creio que seja demérito tal situação.
Pelo contrário.
Dá ideia de como é o mundo real.
Só que isso não vem ao caso, né?

Jagdv#44
Jagdv#44
Reply to  Patrício
14 dias atrás

Não é demérito morar no subúrbio carioca.
Demérito é você achar que está incluído em qualquer coisa que envolva a rússia.
Coitado.

Patrício
Patrício
Reply to  Jagdv#44
14 dias atrás

E vc que deve achar que deve estar incluído na grande ordem capitalista internacional.
Se orienta, rapá!

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Patrício
15 dias atrás

Em que mundo vc vive ?? e com certeza ele não vai se tornar naquilo que vc quer, a menos que torça por um armagedon

Patrício
Patrício
Reply to  Plinio Jr
15 dias atrás

Fique calmo, meu caro
O Mundo que nós vivemos está se transformando do jeito que gostamos.

IMG-20220916-WA0006.jpg
Capa Preta
Capa Preta
Reply to  Plinio Jr
14 dias atrás

Dizem que a paixão do revolucionário é pelo processo revolucionário em si e não pelo resultado, e como o poema do peregrino “apaixonado pelo caminho e não pelo destino ” Tanto que o exemplo de Che Guevara, depois da revolução cubana não sossegou o facho, passou por quatro ministérios mas continuou matando como o psicopata que era, tiveram qua arrumar outra as revoluções para ele ir barbarizar . Ou seja a lógica deste gente e invertida , e a ideologia deles desperta os mesmo dogmas de fé de fanáticos religiosos no cérebro, não adianta tentar usar argumentos lógicos que não… Read more »

Henrique
Henrique
Reply to  Patrício
15 dias atrás

imagine a b***ta de mundo que o russo vai vier kkkkkkkkk
.
cara foi pra guerra pra roubar maquina de café e de lavar e quando volta (SE VOLTAR) tem que viver com radiação kkkkkkk

Patrício
Patrício
Reply to  Henrique
14 dias atrás

Só como curiosidade.
A Argélia vai pedir sua inclusão no BRICS.
A Argélia, par quem não sabe, é o maior produtor de gás natural da África.
Assim, menos uma possibilidade de fornecimento barato para os europeus.
Terão de pagar um preço justo pelo combustível.
Agora a lista de pretendentes para entrar no grupo conta com Argentina, Irã, Arábia Saudita, Egito e Turquia.

paulof
paulof
Reply to  Patrício
14 dias atrás

Argélia é ENI…

Patrício
Patrício
Reply to  paulof
14 dias atrás

A ENI ou qualquer outra empresa pode ser a operadora, mas não é dona das reservas.
Essas pertencem à Argélia.
Desta forma, a empresa tem de se submeter às políticas do Governo local.
E já que o assunto é Argélia, foi anunciado hoje pelos americanos um acordo militar de US$ 7 bilhões com a Rússia.
Especula-se a venda de Su-57, Su-34 e T-90.

mac
mac
Reply to  Patrício
12 dias atrás

Ih, coitados, aviões e tanques russos? Essa mercadoria está acabando rapidinho, e sem perspectivas de reposição de estoques…

Cesar
Cesar
Reply to  paulof
12 dias atrás

Qual o problema?
O Brasil tinha refinarias da Petrobrás na Bolívia e o Índio foi lá e passou a rasteira no Brasil.

Last edited 12 dias atrás by Cesar
Realista
Realista
Reply to  Joe
14 dias atrás

Quem vai tirar ele do poder ?

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  Realista
14 dias atrás

Só basta um doido que não tenha dda morte e mate ele!

mac
mac
Reply to  Realista
12 dias atrás

O chá com polônio ou césio, ou o velho e bom travesseiro no rosto…

sub urbano
sub urbano
15 dias atrás

Citando um livro que to terminando de ler: “o mundo ficaria apavorado por 10 minutos, mas depois tudo voltaria ao normal”. No livro é sobre uma invasão alienígena “Piquenique na Estrada” dos irmãos Strugatski nele os alienígenas visitam a terra, mas é como um piquenique na estrada onde um grupo de pessoas pára, acende uma churrasqueira, bota uma musica, dançam, comem, fazem sexo, deixam lixo tudo isso enquanto os animais da floresta assistem a tudo horrorizados, escondidos. Depois que as pessoas vão embora os animais vão lá investigar: garrafas de cerveja, uma embalagem de chocolate, um canivete esquecido, não fazem… Read more »

O Chato
O Chato
Reply to  sub urbano
14 dias atrás

Em caso de uso limitado de armas nucleares, concordo que, após a gritaria inicial (que duraria de semanas a meses, periodo no qual haveria um temor quanto à detonação de mais bombas nucleares), as coisas se acomodariam de algum modo. No entanto o fato é que um evento dessa magnitude, como citado no artigo, dificilmente ficaria sem resposta. E essa resposta pode fazer as coisas saírem do controle. Particularmente, não temo os efeitos da radiação no caso de uso limitado de armas nucleares. O Japão e a própria Ucrânia são ótimos exemplo de que radiação não é exatamente o “fim… Read more »

Cesar
Cesar
Reply to  O Chato
12 dias atrás

Eu penso que a simples posse de armas nucleares deveria ser considerada como crime contra a humanidade.
Deveria ser banida para todas as nações.

Wellington Jr
Wellington Jr
15 dias atrás

Antes que apareçam os trolls criticando o texto deixo claro que a fala do General é algo padrão dentro do que se é esperado.
Se os EUA não reagirem de forma exemplar caso a Rússia use armas nucleares, o mundo vai virar um caos nuclear pois a China vai querer usar em Taiwan, Ira vai querer usar contra Israel e a Coreia do Norte vai reacender a guerra da Coreia usando armas nucleares.
Deus queira que os russos nunca escalem para esse nível de agressão.

Elisandro
Elisandro
Reply to  Wellington Jr
15 dias atrás

O problema é que neste patamar, está além do que os EUA podem controlar sem receberem uma resposta que poderia ser fatal para eles mesmos…

Jefferson Ferreira
Jefferson Ferreira
Reply to  Elisandro
15 dias atrás

Exato, sinceramente das ações propostas pelo general só elevariam a uma escalada nuclear…

Heitor
Heitor
Reply to  Jefferson Ferreira
15 dias atrás

Porém temos que concordar que o uso dessas armas já seria uma escalada automática, não só os EUA mas todos os aliados nucleares seriam levados a responder.

gordo
gordo
Reply to  Heitor
15 dias atrás

Colocar a mão no fogo pela Ucrânia é diferente de por dinheiro a granel lá. A Ucrânia hoje além de um inferno para a Rússia se tornou ponto de desova para tudo que é equipamento militar em estoque, o que vai proporcionar novas compras para repor. Agora sair disso ai para uma guerra nuclear é outro patamar, e sinceramente não vejo os EUA e outros trazendo para si o fogo do arsenal Russo a troco de uma Ucrânia. E caso o contrario ocorresse, os EUA usando armas nucleares em algum Pais infeliz desse Mundo, duvido muito que a Rússia ou… Read more »

Henrique
Henrique
Reply to  gordo
14 dias atrás

Bem colocado gordo, a Rússia tem tecnologia, tem (ou tinha) quantidade numérica de material e pessoal pra fazer qualquer potência a temer, mas mostrou uma incompetência astronômica de seus comandantes nessa campanha militar. A quantidade de generais, comandantes, tropas e meios (terrestres, aéreos e navais) perdidos em apenas 6 meses de “operação trapalhada especial” é algo absurdo. Só com o afundamento do Moskva já foi um sinal da incompetência russa … e não adianta os “especialistas” virem dizer que a OTAN, EUA e os alienígenas estão ajudando a Ucrânia pois a tal super estrutura de inteligência russa deveria ter previsto… Read more »

Âncora
Âncora
Reply to  Elisandro
14 dias atrás

“Uma resposta fatal para eles mesmos” provavelmente seria fatal para o mundo inteiro. Pelo conceito de MAD, ‘Mutually Assured Destruction’, um ataque com armas nucleares com proporções de destruir os EUA, ou a Rússia, ou hoje até a China, possivelmente, não evitaria revides que ao final liberariam uma quantidade de contaminação radiativa que aniquilaria a todos, inclusive no hemisfério sul, mesmo sem uma explosão nesse. Um líder russo ou americano não poderia desconsiderar essa questão.

Slow
Slow
Reply to  Wellington Jr
15 dias atrás

Qual seria a forma exemplar ?

WSilva
WSilva
Reply to  Wellington Jr
15 dias atrás

”Ira vai querer usar contra Israel”

tsc tsc tsc

Henrique
Henrique
Reply to  Wellington Jr
14 dias atrás

Espero que não deixem o sujeito lá do Kremlin encurralado de tal jeito que não tenha nada a perder. O cara é do tipo que se ver que tem “game over” pra vida dele é capaz de querer levar o resto consigo. Espero que os “estrategistas” políticos entendam de fato a cultura russa para saber lidar com os possíveis desdobramentos de uma derrocada do “urso” na Ucrânia.

Bosco
Reply to  Henrique
14 dias atrás

Mas se ele achar que ser expulso da Ucrânia pelo Comediante não é engraçado e se sentir acuado, só lamento.

Henrique
Henrique
Reply to  Bosco
14 dias atrás

Leia o que escrevi Bosco .. não estou falando em ser expulso da Ucrânia e sim chegar a uma situação onde internamente poderá não só ser deposto mas tam´bem eliminado, assim como ele mesmo faz com seus opositores.
Se ficar encurralado DESTA MANEIRA poderá ser imprevisível ….
Capiche ??

mac
mac
Reply to  Henrique
12 dias atrás

O problema, Henrique, é que ele já se encurralou sozinho e está ficando sem opções. As tropas tiveram perdas de fazer o Afeganistão parecer um piquenique, a quase totalidade dos tanques mais modernos virou metal retorcido, os S-400 e 300 foram castigados a ponto de terem de buscar na Síria a reposição dos mesmos. Quem está buscando munição norte-coreana e drones iranianos já está no mato sem cachorro. China e Índia já deram o recado a Putin que essa guerra está sendo contraproducente para seus interesses comerciais e militares. A única coisa que mantém Vladimir em sua cadeira no Kremlin… Read more »

Kornet
Kornet
Reply to  Wellington Jr
14 dias atrás

Só não entendi a parte de que ele diz que os EUA acabaria com a frotadp mar negro,a base russa na Síria e ataque e eliminação dos russos na Ucrânia e ficariam por isso mesmo?
A coisa não é bem simples como esse general e os americanos querem,as consequências seriam terríveis não só para os americanos,mad para o mundo todo.

mac
mac
Reply to  Wellington Jr
12 dias atrás

Putin destruiu o exército russo na Ucrânia. Ao longo das cerca de duas décadas em que Vladimir Putin esteve no poder, ele dedicou muito tempo e dinheiro para construir e modernizar as forças armadas da Rússia. No processo, ela ganhou reputação como uma força a ser reconhecida e ele foi amplamente visto como um dos líderes mais poderosos do mundo. Mas a guerra na Ucrânia dizimou as forças russas que Putin passou anos construindo, enquanto levantava questões sobre seu controle do poder, disseram especialistas russos e analistas militares ao Insider. “A invasão russa da Ucrânia foi uma derrota estratégica. Até agora, o… Read more »

mac
mac
Reply to  Wellington Jr
12 dias atrás

A batata do Irã já está secando de tão assada; eles ficam ameaçando Israel como Nasser no Egito fazia. Só que eles não estão prontos e os israelenses sim, só os EUA que os seguram ainda.
Quando eles resolverem atacar, Israel fará seu ataque preemptivo, e a superioridade dos F-35 vai fazer as bases militares e instalações virarem cinzas…

Patrício
Patrício
15 dias atrás

Não há a mínima possibilidade.
É evidente que a Rússia está ‘cozinhando o galo’ levando essa guerra em banho-maria para coincidir uma gigantesca crise energética na Europa com a necessidade de apoio financeiro e militar à Ucrânia.
Ou seja, fará com que os europeus escolham entre gastar dinheiro com gás ou com armas à Ucrânia.
Simplesmente diabólico.

Ivanmc
Ivanmc
Reply to  Patrício
15 dias atrás

Pois é, prezado Patrício, parece que a Ursula von der Leyen manda europeus enviarem suas contas de energia para a Rússia.
Em uma sessão no Parlamento Europeu, a representante francesa Manon Aubry criticou a política energética europeia no contexto da crise, ao passo que mostrava boletos de cidadãos denunciando o aumento do preço da energia. Em resposta, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, mandou Aubry enviar os boletos para a Rússia pagar.
A Rússia está promovendo o desmonte total na UE.

Patrício
Patrício
Reply to  Ivanmc
15 dias atrás

E vai começar pela Hungria.
Crítica das políticas anti-Rússia, está tendo aventada sua expulsão da Organização.
Ontem, a extrema-direita derrubou o Governo sueco.
Alemanha e Inglaterra quase que certamente enfrentarão gravíssimas crises econômicas.
Movimentos tectônicos estão prestes a acontecer.
A Europa entrou em uma enrascada.
Vários analistas consideram que seu modelo industrial baseado em energia barata, principalmente russa, acabou.
Muitíssimo interessante.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Patrício
15 dias atrás

Vocês viajam demais..

O mundo n é o filme do 007 que todos vão se render ao Putin, cancelar as sanções e parar de enviar material para a Ucrânia e a lógica disto é absurdamente simples até para vocês entenderem.

Se parar agora a Rússia se recuperará e será preciso fazer tudo de novo em futuro próximo. É mais fácil passar o aperto agora e sangrar o país e se possível derrubar o Putin.

Atirador 33
Atirador 33
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
15 dias atrás

O único problema que vejo, é que a União Europeia foi pega com as calças na mão, por não fazer o dever de casa e investir em outras fontes e fornecedores. A Rússia sempre foi instável politicamente: duas frentes de combate Japão e Alemanha na primeira guerra; convulsões sociais e instabilidades políticas; ditadura brutal; imperialismo expansionistas usando a força; protagonismo em medir capacidade militares com outras potências, elevando e priorizando seus gastos militares em detrimento da pobreza e necessidades da população; colapso da união de países; interferência politica nas ex-republicas; seguidas fraudes eleitorais; controle e censura a imprensa e as… Read more »

Hcosta
Hcosta
Reply to  Atirador 33
15 dias atrás

A união Europeia é diferente dos países Europeus. Como instituição não tem poder sobre muitos assuntos. A questão é que os países Europeus foram apanhados de surpresa mas muitos foram por culpa própria.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Hcosta
13 dias atrás

São capitalistas e como capitalistas, querem lucro conseguido com redução de custo. As materias primas da Russia são mais baratas até pela logistica, então se viraram para ela assim como para a China. O mal da Russia foi não ter investido em uma industrialização e comercio como a China.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Atirador 33
15 dias atrás

É bem por aí…

Vão passar aperto este ano..

ano que vem, já era..

Alan Santos
Alan Santos
Reply to  Atirador 33
13 dias atrás

Ahahaha …O Japão participou da Primeira Guerra Mundial de 1914 a 1918 em uma aliança com a Tríplice Entente e desempenhou um papel importante na proteção das rotas marítimas no Pacífico Ocidental e no Oceano Índico contra a Marinha Imperial Alemã como membro dos Aliados

Alan Santos
Alan Santos
Reply to  Atirador 33
13 dias atrás

Você tem que ler mais , muito mais que nem diria “Raulzito”…

Alan Santos
Alan Santos
Reply to  Atirador 33
13 dias atrás

Quanto a tua Rússia é apenas um colosso com armas nucleares …mas e daí ? Até o Paquistão e a Coreia do Norte tem… Já imaginou o que tem na”manga” contra eles?

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
13 dias atrás

Como se a derrubada do Putin fosse mudar a sociedade Russa. Lembrando que a Russia não vai sumir e continuara a fazer fronteira com a Ucrãnia. Os Russos podem até sair da Ucrânia e adotar um bloqueio naval no mar negro e ficar lançando misseis Ucrânia a dentro por decadas. Estilo terra arrasada.
Sem falar em como ficariam os milhões de separatistas Ucranianos que ajudaram o Russos? Vão ser massacrados, expulsos para a Russia, a ONU vai permitir isso, a Ucrânia vai conviver com eles se eles continuarem no Dombas?

Last edited 13 dias atrás by Cristiano de Aquino Campos
Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
13 dias atrás

Qual o motivo de fazer da Ucrânia terra arrasada ? Pura vigança ?

Milhões de separatistas Ucranianos, agora você foi longe…

Se fossem milhões já teriam feito a separação sozinhos.

Last edited 13 dias atrás by Rodrigo Martins Ferreira
mac
mac
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
12 dias atrás

“…milhões de separatistas Ucranianos…” Donde isso, rapaz?

mac
mac
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
12 dias atrás

Rodrigo, eu não sei de onde a torcida desse povo leva eles a essas “análises”. Hungria? Se ela sair da OTAN vira a Bielorrussia, e o Orbán não quer isso. Como populista de direita ele quer manter distância do modelo democrático europeu-ocidental para manter o poder, mas com Putin ele vira vassalo como Lukashenko, por isso precisa (ou precisava, antes da Ucrânia) do colchão da OTAN para se garantir. Alemanha e Inglaterra? Por enquanto, isso é mais torcida do que fato. A crise inglesa vem desde antes do Brexit, já a Alemanha tem um colchão de bilhões de euros para… Read more »

Last edited 12 dias atrás by mac
Ivanmc
Ivanmc
Reply to  Patrício
15 dias atrás

Certamente, prezado, não vai ser fácil sair dessa situação. O inverno está chegando.

Patrício
Patrício
Reply to  Ivanmc
15 dias atrás

Estou dizendo.
Hoje a Alemanha anunciou que encampou a subsidiária da Rosneft.
A Alemanha caiu em uma cilada.
Por pressão americana, mesmo antes da guerra, criou uma série de empecilhos contra o Nordstream2.
Se ficasse quieta na dela teria garantido um suprimento gigantesco de gás barato russo que viabiliza sua economia.
Agora perdeu tudo e terá seríssimos problemas econômicos e sociais.

Antonio Neto
Antonio Neto
Reply to  Patrício
15 dias atrás

A menininha alemã do Putin (Ex chanceler alemão Gerhard Schroeder) fez bem o serviço que lhe coube.
Hoje tá vivendo muito bem.

Carlos Alceu Gonzaga
Carlos Alceu Gonzaga
Reply to  Patrício
14 dias atrás

Patrício, em 2023 a Rússia vai ter que entregar gás a preço de custo para a China e para a Índia. Os europeus vão passar frio este ano mas com o que está sendo investido, não tem mais volta.

Realista
Realista
Reply to  Ivanmc
14 dias atrás
Bosco
Reply to  Realista
14 dias atrás

Mas menos mau. O tonho prega que haverá uma mortandade de europeus por congelamento.
Se só vão quebrar as empresas, a economia a gente vê depois.
A prioridade é jogar o gnomo na lata de lixo da história , de onde nunca deveria ter saído.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Patrício
13 dias atrás

Verdade amigo, sendo que todos os produtos Europeus são os mais caros do mundo, isso com comodites Russas barata, pense agora sem isso. Temos que lembrar que o conforto/bem estar social europeu e financiado pelo comércio de produtos industrializados, agora tudo ficando mais caro e com a China e India chegando com produtos mais baratos e sem as exigências politicas europeias, na Asia, Africa e Amética latina, vai dar ruim.

Patrício
Patrício
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
13 dias atrás

Alguns aqui estão achando que o maior problema dos europeus será passar frio no inverno.
Claro que os aumentos de preço do gás vão influenciar a inflação e os gastos das famílias, mas não se atentaram para o detalhe que a indústria européia está sendo inviabilizada.
E não há alternativa viável para o gás russos.
O GLP americano é mais caro e não há estrutura suficiente para substituir o gás russo.
Não há também projetos e nem fontes de gás natural atualmente para a Europa.

sub urbano
sub urbano
Reply to  Ivanmc
15 dias atrás

Para o contribuinte “pessoa fisica” pode não ser grande coisa um aumento de 10% na energia, mas para a fabrica europeia que compete com a China essa margem de 10% pode significar sua falência. Vou dar um exemplo uma fabrica de sacolas de plastico dessas de supermercado. Se o cara vende cada uma a 1 centavo e gasta 0,9 centavos para produzir cada uma, um aumento de 10% no custo de produção pode quebrá-lo se o cliente conseguir importar.

Patrício
Patrício
Reply to  sub urbano
15 dias atrás

Várias empresas européias (alemães principalmente) dos setores metalúrgicos e químicos estão fechando.
A alternativa que seria o gás liquefeito é muito mais cara.
Os efeitos na economia européia serão profundos e para sempre.

Patrício
Patrício
Reply to  Patrício
15 dias atrás

Tipo assim:

Bloomberg: Europa prepara apagões controlados no inverno para evitar colapso.

Frankfurt Algemeine Zeitung: Alemanha enfrentará caos e centenas de mortes caso haja apagão prolongado.

Spiked (Áustria): Alemanha se encontra à beira do abismo devido à crise energética.

Escolham: gás ou armas.
Só comunico que a Rússia tem muito dos dois.

Bosco
Reply to  Patrício
15 dias atrás

Há muito a mídia deixou de ser espelho da realidade. Não se baseie nisso não. Pode ser só a opinião de um jornalista especializado em culinária dando pitaco na matriz energética do país.

Francisco
Reply to  Bosco
15 dias atrás

Caro Bosco realmente os pseudo jornalistas de hoje não inspiram confiança alguma, até porque não agem como profissionais e sim como militantes políticos/ideológicos, contudo amigo nesse caso esses são os fatos mesmos, e muito disso está acontecendo porque deram ouvidos a uns irresponsáveis/manipulados que ostentam aquela retórica ambiental e apostaram todas as fichas na “nova” matriz energética sem que essas novas tecnologias estivessem desenvolvidas o suficiente sequer para manter as residências, imagina para manter um parque industrial como o da Alemanha, foram tão insanos que saíram desativando tudo quanto era fontes de energia que fossem consideradas poluidoras pelos eco psicopatas… Read more »

Bosco
Reply to  Francisco
15 dias atrás

Francisco
Eu não duvido do problema energético que se instalou na Europa mas não acredito que eles irão morrer de frio por conta do gás russo, e como diz aquele velho ditado “o que não te mata te fortalece”.
Esse inverno vai ser difícil mas o próximo vai ser melhor.
Já para o Putin o inverno está só começando e não parece que vai terminar.

Francisco
Reply to  Bosco
14 dias atrás

Dizer morrer de frio acredito que seja uma forma figurada que utilizam, agora quanto aos europeus saírem mais fortes dessa situação duvido muito amigo, os europeus tem mostrado uma fraqueza como sociedade e os sinais são claros, as próprias bandeiras encampadas por eles por si só inviabilizam e decretam o fim natural de uma sociedade, há também o fator da colonização da Europa, os europeus de fato estão “deixando” de existir, é só ver o que está acontecendo nos países nórdicos onde os estrangeiros a continuar nesse ritmo serão a maioria. é a colonização que nem rastro de DNA europeu… Read more »

Zezão
Zezão
Reply to  Bosco
14 dias atrás

Um cobertor elétrico é super barato e consome apenas 100 watts/hora (em média), equivale a uma lâmpada incadescente das antigas…. Ou seja, ninguém vai passar frio no inverno, apenas terão a inconveniência de precisarem ficar cobertos dentro de um cobertor elétrico ao invés de estarem num ambiente em que toda a casa estaria aquecida.

71fhXiqDW4L._AC_SL1140_.jpg
Last edited 14 dias atrás by Zezão
Patrício
Patrício
Reply to  Zezão
13 dias atrás

Problema será comprar um quando o sujeito perder o emprego porque a firma onde trabalha fechou.

Patrício
Patrício
Reply to  Zezão
13 dias atrás
Patrício
Patrício
Reply to  Bosco
15 dias atrás

A notícia boa do dia (diria excepcional) é que o Irã se juntou à OCX.
Pelos pesos pesados da foto, percebe-se que vem coisa muito boa por aí.

IMG-20220916-WA0001.jpg
mac
mac
Reply to  Patrício
12 dias atrás

“A notícia boa do dia (diria excepcional) é que o Irã se juntou à OCX.”
Índia e China têm cronogramas e agendas próprios, não necessariamente convergentes às necessidades russas ou às bravatas iranianas. O encontro de Samarcanda já mostrou isso, com Modi se queixando de que “não é hora de guerra”.

Slow
Slow
Reply to  Bosco
15 dias atrás

Kkkkkkkk mas quando falava no primeiro mês de guerra que a Ucrânia estava ganhando vc acreditava né ?

Bosco
Reply to  Slow
15 dias atrás

Eu não sigo a grande mídia. Há pelo menos 10 anos que não assisto TV nem aberta e nem a cabo. Salvo F1 na Band e UFC no canal Combate que pertence à rede globolixo de televisão.
Mas lá os analistas e narradores não falam nada que não seja relacionado a lutas.
E a alguns anos assistia a TV Câmara e Senado durante as sessões. Não mais!
*Toda informação que tenho da guerra vem do Youtube, particularmente do canal do Peter e de alguns canais estrangeiros.

Ivan
Ivan
Reply to  Bosco
14 dias atrás

Grande Bosco, . Também acompanho o canal do Peter Turguniev (o nome de guerra do advogado e analista de sistema Ricardo Pinto), um ANCAP muito organizado que resolveu acompanhar a Guerra na Ucrânia dia a dia. . Curiosamente, tirando o serviço militar obrigatório que ele prestou, não é especialista militar (inclusive comete alguns equívocos de nomenclatura), mas tem a disciplina de coletar informações de canais internacionais bem informados, inclusive alguns ucranianos e russos (sim, muitos grupos de Telegram russos). . A dica de acompanhar o cientista político russo-americano Kamil Galeev (aquele que avisou que a Ucrânia iria resistir no final… Read more »

Nino
Nino
Reply to  Patrício
12 dias atrás

Apesar do boqueio russo ao fornecimento de gás apenas Hungria e Letônia estão com os estoque abaixo da média. Tirando esses os demais países da Europa estão com seus estoques de gás dentro da média de consumo para o ano.
https://graphics.reuters.com/UKRAINE-CRISIS/EUROPE-GAS/zdvxozxzopx/

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Patrício
15 dias atrás

Na hipótese de a Europa não ter condição nenhuma de ajudar financeiramente a Ucrânia, o que está MUITO, mas MUITO longe de acontecer, os EUA manterão o apoio, caso seja de seu interesse. A Economia americana tem condições mais que suficientes para manter esse apoio por muito tempo, mesmo que sob custo político interno. E é evidente que, economicamente, a capacidade de sustentar um conflito de longo prazo da Economia Americana é várias vezes superior à da Economia russa. Logo, só não manterão se não tiverem interesse. Mais uma aposta sua completamente afastada da realidade. A tese levantada pelo Bosco… Read more »

Patrício
Patrício
Reply to  Felipe Morais
15 dias atrás

Por que vc acha que a Rússia não declarou guerra e muito menos mobilização geral contra a Ucrânia?
Porque nesse patamar ela pode ficar anos guerreando contra a Ucrânia.
E os EUA e a Europa gastando bilhões todos os meses para manter essa estrutura de apoio.
E olha que nem estamos falando de outros países com interesses na situação (como China e Irã) começarem a prestar ajuda à Rússia.
Está muito longe de precisar.

Eromaster
Eromaster
Reply to  Patrício
15 dias atrás

Verdade!

Patrício
Patrício
Reply to  Eromaster
13 dias atrás

Mais uma notícia boa.
Erdogan declarou hoje que vai solicitar a entrada da Turquia na Organização de Xangai.
Como está mais que evidente, o Mundo está indo para o Oriente.

mac
mac
Reply to  Patrício
12 dias atrás

“Por que vc acha que a Rússia não declarou guerra e muito menos mobilização geral contra a Ucrânia?”
Porque Putin sabe que enquanto os soldados mortos forem da Rússia profunda, menos repercussão; o que ele tem de apoio da sociedade russa acabará quando os jovens de Moscou e São Petersburgo não voltarem para casa com vida…

mago
mago
Reply to  Patrício
15 dias atrás

Exatamente. E já começa a aparecer na Internet informações verdadeiras sobre essa tal “contra-ofensiva ucraniana”. Constata-se que é tudo balela, falácia, mentira e conversa fiada dos eua/otan. Para justificarem os bilhões de dólares em ajuda militar do ocidente, houve sim, algumas ofensivas desesperadas dos nazistas, usando, milhares e milhares de recrutas, que estão sendo sacrificados e morrendo como moscas nas frentes em que foram lançados e a imprensa ocidental, convenientemente claro, transformou essas operações suicidas em “gigantesca e imparável contra-ofensiva nazista”. Essas frentes, onde milhares e milhares de ukros avançaram já foram estabilizadas e já começou o trabalho de limpeza… Read more »

Minsc
Minsc
Reply to  mago
15 dias atrás

Qual a fonte?

Silva
Silva
Reply to  Minsc
15 dias atrás

Fonte da Juventude, ou Time News Roman 12..

Bosco
Reply to  Minsc
15 dias atrás

Minsc,
É tonho. Ele tá se passando por doido.

Pedro
Pedro
Reply to  Bosco
13 dias atrás

Eu sei…hehehehehe..só não sei se ele se passa ou é mesmo

Patrício
Patrício
Reply to  Minsc
13 dias atrás

Parentes de militares da 56a Brigada da Ucrânia pedindo para salvar seus familiares.
Essa brigada foi massacrada em Peski em uma das frentes da ofensiva ucraniana.
Como sabemos, só houve progresso ucraniano em uma região onde os russos estavam ausentes.

IMG_20220917_195733_507.jpg
mac
mac
Reply to  mago
12 dias atrás

Cara, cê já está babando e esgaravatando o chão…

Minsc
Minsc
Reply to  Patrício
15 dias atrás

“cozinhando o galo” acumulando perdas materiais, humanas e territoriais. Nem o líder mais aloprado acharia que isso é uma estratégia minimamente aceitável. É uma esperança sua totalmente irreal. A Europa comprou a briga, está contra a Rússia e não é agora que a Ucrânia está na vantagem que vão recuar.

Patrício
Patrício
Reply to  Minsc
15 dias atrás

Rússia tem mil e perdeu 10.
A Ucrânia tem 100 e já perdeu 30.
É mais ou menos essa proporção.

Minsc
Minsc
Reply to  Patrício
15 dias atrás

Já que não dá pra vencer militarmente a esperança é que a Europa recue no inverno. Bem difícil. Como o outro colega falou há os EUA. E falo de novo, ficar sustentando uma guerra com perdas significativas, numa aposta dessas não é economicamente viável pra ninguém, muito menos inteligente.

Alessandro
Alessandro
Reply to  Patrício
15 dias atrás

“É evidente que a Rússia está ‘cozinhando o galo” Com toda certeza Toinho, pode confiar que estava tudo no planejamento do Putin desde o início de atacar a Ucrânia RECUANDO PRA TRÁS, só pra fazer os europeus pagar mais caro na energia elétrica e no gás, enquanto a China pega o gás russo muito mais barato, grande estrategista o menino Vlad. E a moral da Rússia na região está tão “boa” que o Cazaquistão anunciou que vai sair do CSTO, e a Georgia está fazendo um referendo popular pra saber se os habitantes querem entrar em guerra com a Rússia… Read more »

Last edited 15 dias atrás by Alessandro
Patrício
Patrício
Reply to  Alessandro
15 dias atrás

A Ucrânia recuperou 5.000 km2.
Ainda faltam 100 mil.
Força e fé que vcs conseguem.
Além do mais, enquanto a Rússia avança na região mais importante do País (Donbass) a Ucrânia ataca em uma área quase desocupada pelos russos, para mostrar resultados.
Seria como a Rússia estar conquistando Rio e São Paulo e a Ucrânia atacar Fera de Santana na Bahia.
Mais ou menos isso.

Donald
Reply to  Patrício
15 dias atrás

Ué não era o exército que chegaria em Berlim em uma semana? Tão apelando para inverno é Kings? Testemunhe Kings o início do declínio da Rússia( o que sobrar dela) os ucranianos já demonstraram que não irão se render jamais aos russos. Sendo ou mais tarde a realidade se imporá aos russos(assim como aconteceu com a Alemanha nazista, URSS e aos EUA no vietnã) quem viver verá. A Rússia sairá derrotada e humilhada. Toda vez que a Rússia entrou em uma guerra para ganhar território saiu menor( 1 guerra mundial[Fim do império Russo], guerra do Afeganistão [Fim Da URSS] e… Read more »

Patrício
Patrício
Reply to  Donald
15 dias atrás

Não há mais necessidade de chegar a Berlim.
Mas deixá-la secar.
É mais simples e barato.
Tolinho.

Guilherme Leite
Guilherme Leite
Reply to  Patrício
15 dias atrás

Não se preocupe com a conta europeia Patrício, a mais cara lá, é uma baratinha aqui.

Sem falar que eles tem um novo fundo, são aproximadamente 600 bilhões de dólares da Rússia.

Dinheiro não vai faltar para subsidiar a população 🙂

Patrício
Patrício
Reply to  Guilherme Leite
15 dias atrás

Fica triste não.
A Rússia logo recupera essa ‘graninha’.
Afinal, o que sobrar para a ‘Ucrânia Ocidental’ é praticamente desprovida de tudo.
Só vai ter roça.

IMG-20220916-WA0002.jpg
Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Patrício
15 dias atrás

vai recuperar imprimindo né ?

Slow
Slow
Reply to  Patrício
15 dias atrás

Torre Eiffel já está no escuro pra economizar energia 😂😂

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Slow
15 dias atrás

Dai a isto ser o fim da Europa está longe…

Rogério
Rogério
Reply to  Slow
14 dias atrás

até nos vivemos um racionamento de energia assim na epoca do FHC, grande merd@

Realista
Realista
Reply to  Rogério
14 dias atrás

Aqui é calor meu caro !

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Realista
14 dias atrás

Digamos os europeus racionem gás e fiquem parte do dia com frio..

Eles ainda terão uma qualidade de vida 90% maior que a de muitos aqui da trilogia.

Realista
Realista
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
14 dias atrás

O problema não é os (EUROPEUS) é as industrias ..

2 plantas da maior fabricante de metal já fechou na Europa ..

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Realista
14 dias atrás

E agora você está preocupado também com o desemprego na Europa ?

Rogerio
Rogerio
Reply to  Realista
14 dias atrás

que bom, talvez eles se mudem p/ o Brasil.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Rogerio
14 dias atrás

Por mais na m… que eles estejam lá ainda estarão melhor que aqui e principalmente na Rússia..

Para o paraíso chinês então, ninguém quer mudar.

Luciano
Luciano
15 dias atrás

O Pentagono vem acompanhando ha anos a modernização da triade nuclear russa, e agora piorando com os misseis hipersonicos avangard. O sistema de defesa anti missil da Russia, que é composto basicamente pelo A235 para todo distrito de Moscou e centenas de lançadores S400 espalhados pela Russia podem deter grande parte de um ataque nuclear do ocidente, no contrario, o ocidente nao dipoe na mesma qualidade e quantidade de sistemas anti missil. O GBM é falho e pouca quantidade e o SM6 da marinha tambem, o que sabem que a Russia pode pulverizar a OTAN completamente. Se a russia utilizar… Read more »

Wellington jr
Wellington jr
Reply to  Luciano
15 dias atrás

Os S´400 que tao deixando os misseis ucranianos passarem na crimeia? Ou deixa os caças ucranianos atacarem a linha de Kherson?

Patrício
Patrício
Reply to  Wellington jr
15 dias atrás

Mas, a Criméia está sendo bombardeada?
Desconhecemos essa informação.
Ademais, a Rússia não gasta S-400 para abater mísseis fortuitos lançados pela Ucrânia.

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Patrício
13 dias atrás

Na verdade são apenas soldados russos fumando em áreas proibidas dentro das bases na Crimeia.

dfa
dfa
Reply to  Luciano
15 dias atrás

Eita isso é que foi navegar na maionese rrrssss.
Nem os russos acreditam nisso e você vem despejar lixo sem lógica nenhuma neste fórum.

Bosco
Reply to  Luciano
15 dias atrás

Ou você é mentiroso ou desinformado. O A235 não está operacional (e muito provavelmente nem o A135 está), e o S-400, ainda que existisse aos milhares (coisa que sabemos não ser verdade) não é capacitado a interceptar ICBMs. É dito (há duvidas) que o sistema S500 o é, mas definitivamente, não o S400. Quanto ao GBI americano ele é voltado para o oeste e tem como objetivo a defesa contra ameaças vindas da China e da CN. Em relação aos SM-6 ele é um míssil multifuncional e como interceptador endoatmosférico ele é voltado para a defesa de ponto de ameaças… Read more »

Bosco
Reply to  Bosco
15 dias atrás

Um ataque nuclear americano à Rússia se daria: Se limitado: B-52 lançando o míssil cruise de grande alcance AGM-86B (150 Kt e 3000 km de alcance) B-2 lançando bombas B61 (340 Kt) e B83 (1,2 Mt) F-35 lançando bombas B61 Em grande escala: 400 ICBM Minuteman III lançando ogivas W78 (335 Kt) e W87 (300 Kt) a Mach 25 + PENAIDS 240 SLBM Trident II lançando ogivas W76-1 (90 Kt) e W88 (475 Kt) a Mach 25 + PENAIDS (dispositivos de auxílio à penetração) *Desde a última averiguação por parte do tratado New START os americanos tinham 1426 ogivas estratégicas… Read more »

Maximus
Maximus
Reply to  Bosco
15 dias atrás

Ola bosco. Obrigado pela aula! E em relação a um ataque russo aos estados unidos? Quais seriam as chances russas e americanas?

Bosco
Reply to  Maximus
15 dias atrás

Maximus, Se a Rússia tiver a “pólvora” que alega ter as chances dos EUA virar cinzas numa troca nuclear de larga escala e altíssima. Só não é maior que as chances da Rússia virar cinzas. A defesa ABM americana é voltada para países como a CN e Irã e a um ataque limitado chinês e não a um ataque maciço russo. Já os russos tem um sistema defensivo ABM antiquado protegendo Moscou que se utiliza de mísseis interceptadores nucleares endoatmosféricos. A utilidade prática desse sistema, caso esteja operacional, é nula tendo em vista um ataque americano de larga escala contra… Read more »

RodrigoW
RodrigoW
Reply to  Bosco
14 dias atrás

Caro Bosco, a título de curiosidade, você poderia fazer uma análise de “como seria” um ataque nuclear russo?

Obrigado pela aula.

Bosco
Reply to  RodrigoW
14 dias atrás

Rodrigo, Se você se refere a um ataque nuclear aos EUA ele só pode ser um ataque em larga escala. Seria inconcebível os russos atarem apenas alguns alvos. Em vista disso os russos possuem (até prova em contrário) uma vasta quantidade de meios capazes de atingir os EUA. Os russos possuem cerca de 1450 ogivas implantadas em seus mísseis ICBMs e SLBMs (cerca de 450 mísseis). Claro que nem todos estariam prontos para num determinado momento mas em sendo um “primeiro ataque” a quantidade disponível se aproxima desse máximo em cerca de 80%. Numa situação de não primeiro ataque a… Read more »

Bosco
Reply to  Bosco
15 dias atrás

Vale salientar que a defesa americana contra um ataque nuclear russo é a doutrina MAD, e não qualquer tipo de míssil, portanto é irrelevante se os russos vão atacar com veículos de reentrada balísticos (RVs) ou com veículos planadores hipersônicos (HGVs) tipo o Avangard.
Sempre houve resistência nos EUA em instalar uma base do sistema GMD na costa leste ou no meio oeste visando um ataque russo. Parece que não haverá mais.
*Ainda são em quantidade reduzida os mísseis SM-3 Block IIA que em tese seriam capazes de interceptar ICBMs a partir de navios.

NEMOrevoltado
NEMOrevoltado
Reply to  Luciano
15 dias atrás

Que análise imparcial e vazia de torcida!

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Luciano
14 dias atrás

Centenas ?!?! Tiveram que levar uma bateria da Síria para a Ucrânia…

Allan Lemos
Allan Lemos
15 dias atrás

A Rússia não vai usar armas nucleares, mas esse general está blefando ou no mínimo esquecendo de considerar que certamente haveria a retaliação da retaliação, duvido que os EUA teriam coragem de adotar qualquer dessas medidas.

Wganer
Wganer
15 dias atrás

Tá, e a Rússia não faria nada se ela fosse atacada dentro da Ucrânia, no Mar Negro e na Síria? “Çei”…

Carlos Gallani
Carlos Gallani
15 dias atrás

Em qualquer país com capacidade nuclear é óbvio que existem camadas de segurança, certamente em todos as ordens devem ser autorizadas por um grupo de pessoas para evitar que crises individuais coloquem o próprio país e o mundo em risco.
Considerando o atual panorama russo arrisco dizer que se Putin solicitar um ataque nuclear nem ele nem a ordem saem da sala!

Bosco
Reply to  Carlos Gallani
15 dias atrás

Onde assino??

Jonathan Pôrto
Jonathan Pôrto
15 dias atrás

Nem consigo imaginar um cenário com armas nucleares!!! Eles dizem que utilizarão as chamadas bombas nucleares táticas , as menos destrutivas mas e a contaminação pela radiação? Esse que é um problema maior que a destruição dos alvos !! Por isso que na minha modesta opinião é inconcebível utilizar arma nuclear ainda que sejam ” fracas” em comparação a Little Boy e a Fat Man !!

Plinio Carvalho
Plinio Carvalho
15 dias atrás

Eu não acredito que os Estados Unidos responderiam a um ataque com armas nucleares a Ucrânia. Pq os Estados Unidos entrariam em uma guerra NUCLEAR com a Rússia? pra que? eles não têm uma aliança formal com a Ucrânia, na minha opinião, eles protestariam com força, mas dificilmente iriam iniciar uma guerra NUCLEAR com a Rússia por causa da Ucrânia. Se outros países estiverem olhando ainda sim pouca coisa mudaria, como eu disse, um ataque NUCLEAR a Ucrânia não é um ataque a um aliado formal dos Estados Unidos, como seria se alguém atacasse Israel, Coreia do Sul ou Japão.… Read more »

Elisandro
Elisandro
Reply to  Plinio Carvalho
15 dias atrás

Eu sempre questiono isso. Será que os comandantes dos EUA serão suicidas?

Bosco
Reply to  Elisandro
15 dias atrás

Mas se você acha que os comandantes russos são suicidas porque não os comandantes americanos?

Bosco
Reply to  Plinio Carvalho
15 dias atrás

A Rússia perdeu o respeito da comunidade internacional . Virou o “belo Antônio”. Isso é perigoso. Se os russos forem doidos de atacarem a Ucrânia com armas nucleares uma não resposta ocidental seria o caos. Os americanos junto com seus aliados França e RU teriam que dar uma resposta na mesma medida. É completamente descabida a ideia de que os americanos não responderiam nuclearmente a um ataque nuclear da Rússia em ela não estando sendo ameaçada nuclearmente e apenas como vingança pela sua própria inépcia já que não tem nada a ganhar do ponto de vista tático/operacional. Achar que o… Read more »

Elisandro
Elisandro
15 dias atrás

Eu acho que boa parte dos americanos discordariam dessas “medidas” porque a Rússia é plenamente capaz de erradicar boa parte dos EUA da face da Terra. E não há defesa para isso além de uma resposta similar.

Então eu me pergunto se os EUA estariam prontos para se sacrificar por um país distante que jamais poderia fazer algo semelhante por eles.

Na verdade, toda vez que esta questão é posta, eu me pergunto: será que os EUA estariam dispostos a arruinar o planeta e eles mesmos para que a Rússia ou a China não vençam?

Bosco
Reply to  Elisandro
15 dias atrás

“será que os EUA estariam dispostos a arruinar o planeta e eles mesmos para que a Rússia ou a China não vençam?” Eu acho que você deveria fazer essa pergunta aos russos. Será que eles estão dispostos a arruinar o planeta e eles mesmos para que os americanos não vençam? Lembre-se que os EUA que todos consideram se acovardar é sempre tido como o único país que já lançou armas nucleares. Ou seja, o discurso daqueles que duvidam da coragem americana em responder nuclearmente e escalar o conflito são os mesmos que os acusam de já terem utilizado armas nucleares… Read more »

diogocld
diogocld
Reply to  Bosco
15 dias atrás

Caro Bosco, Você não acha que a disposição dos EUA em usar seu arsenal nuclear ainda tem que ser provado no contexto da vigência da doutrina MAD, especialmente no caso de um ataque a um país não membro da OTAN? Eu digo isso porque considero inválido seu argumento de que essa disposição já seria evidente pelo fato de que os EUA já teria usado bombas nucleares antes. Na ocasião somente os EUA dominavam a tecnologia e, logo, não havia a vigência daquela doutrina. De todo modo, eu concordo com você de que é improvável os russos usarem seu poderio nuclear… Read more »

Bosco
Reply to  diogocld
15 dias atrás

Diogo,
Eu não disse que os americanos podem utilizar armas nucleares contra a Rússia porque foram os únicos que já o fizeram no passado.
Eu só citei esse fato porque as putinetes quando lhes convém defendem a tese que os EUA se acovardaria caso os russos utilizassem um ataque nuclear contra a Ucrânia (como se só quem tivesse xu fossem os americanos ) mas esses mesmo quando lhes apraz , não se cansam de lembrar que os americanos são os únicos que já atacaram nuclearmente um país.
Ora! Claramente há uma dissonância cognitiva nessas duas teses, que são conflitantes.

diogocld
diogocld
Reply to  Bosco
15 dias atrás

Caro Bosco,
O seu argumento ficou mais claro. Obrigado pela resposta.
Saudações!

Slow
Slow
Reply to  Bosco
15 dias atrás

Na época que os EUA lançou só eles tinham ..

Bosco
Reply to  Slow
15 dias atrás

Vamos ver se a Rússia tem coragem de lançar contra a Ucrânia sabendo que os EUA, a França e o RU têm.

Realista
Realista
Reply to  Bosco
14 dias atrás

França e RU desaparece do mapa ao mesmo tempo com uma paulada só, já no caso dos EUA o Biden cai antes da primeira bomba chegar em Washington .

Mas fique tranquilo, se a Rússia lançar uma bomba nuclear na Ucrânia ela perdeu a guerra .

mac
mac
Reply to  Realista
12 dias atrás

Argumento inconsistente: a força dissuasória francesa e britânica, além dos mísseis ar-terra nucleares táticos, está nos balísticos lançados a partir de submarinos.
Embora nem de longe se compare à de seu aliado EUA, garante que haverá uma saraivada de nukes para a Rússia caso ela cometesse a estultícia de atacá-los nuclearmente.

Elisandro
Elisandro
Reply to  Bosco
14 dias atrás

No caso nuclear e que pode ameaçar o seu território, os EUA mudam de discurso. Basta ver que não se atrevem nem contra a Coreia do Norte, que não teria mais do que algumas dezenas delas. Então, a Rússia poderia ter 10x menos ogivas prontas, como sua adivinhação pretende prever. O resultado não seria “confortável” para os EUA como sua narrativa dá a entender. E até agora, o que temos visto são os EUA apoiando e intervindo em lugares e situações onde seu território não está ameaçado e os custos são extremamente baixos para eles como país. Agora, em situações… Read more »

Bosco
Reply to  Elisandro
14 dias atrás

Porqie vc acha que pc EUA poderiam querer varrer a CN do mapa e não o fizeram por medo da retaliação?

Realista
Realista
Reply to  Bosco
14 dias atrás

Vontade é o que não falta o problema é que o Japão e Coreia do Sul vai junto .

mac
mac
Reply to  Bosco
12 dias atrás

Bosco, a torcida “Z” acha que é só o Putin meter o louco que dá tudo certo. Eu levantei aqui numa conversa entre colegas exatamente a minha preocupação com isso: o grande risco que representa hoje o desapontamento com as “terríveis forças russas” se estenda ao arsenal nuclear deles. Gostemos ou não, uma das condições do equilíbrio de poder é a ideia de que uma guerra pode por a perder as posições ocupadas hoje pelas potências beligerantes. Quando um dos antagonistas começa a perder o respeito pela capacidade do adversário, a coisa degringola. Em 1939 a Alemanha foi à guerra… Read more »

Last edited 12 dias atrás by mac
Bosco
15 dias atrás

A fragilidade demonstrada pelos russos causa uma incerteza perigoso que pode fazer coçar o dedo dos “falcões” de Washington e eles pressionarem para um primeiro uso nuclear ou mesmo uma resposta nuclear ao primeiro uso dos russos. Num eventual ataque nuclear limitado americano a Moscou ,de “primeiro uso”, de decapitação, tentando eliminar a liderança e a iniciativa russa, algumas opções seriam: ataque furtivo utilizando o AGM-86B lançado do B-52. Esses são mísseis furtivos que voam baixo, com ogivas W80 de 150 Kt e 3000 km de alcance. ataque furtivo utilizando o B-2A com bombas B61-7 (340 Kt) ou B83 (1,2… Read more »

Wellington jr
Wellington jr
Reply to  Bosco
15 dias atrás

Creio Bosco que a primeira opção na lista não nuclear seja uma operação de destruição das forças russas em solo ucraniano. Tipo os EUA optariam inicialmente em aniquilar as forças russas sob a bandeira de proteção ao povo ucraniano que é um estado não Nuclear invocando o Memorando de Budapeste. Somente depois com a retaliação por parte dos russos que iria a opção nuclear. Mas duvido muito que a Rússia iria retaliar nesse caso, pois o uso de armas nucleares na Ucrania seria mais um ato de desespero do que supremacia e se estão desesperado dificilmente vão querer buscar uma… Read more »

Bosco
Reply to  Wellington jr
15 dias atrás

Se putin utilizar armas nucleares contra a Ucrânia não serão armas táticas e não serão no campo de batalha, já que taticamente ele não ganharia nada com isso. Se utilizar será contra Kiev.
Aí a resposta não pode ser convencional e tem que ser na mesma medida. Contra Moscou.

MestreD'Avis
MestreD'Avis
Reply to  Bosco
15 dias atrás

Será que alguém no Kremlin acha mesmo que pode lançar uma arma nuclear sobre Kiev, matar centenas de milhares e não esperar uma resposta igual? Como outro comentador disse, se Putin der a ordem na sala de guerra, o unico disparo será provavelmenta na sua testa Será que alguém neste fórum acredita mesmo que os EUA não iriam responder da mesma moeda, para não correr o risco de que as próximas caissem em Taiwan, Seul, Telavive? Concordo plenamente com o que o Bosco disse, os mesmos que dizem que os americanos não têm “c%&#” para responder de igual para igual… Read more »

mac
mac
Reply to  MestreD'Avis
12 dias atrás

Exatamente. Se Putin já se encheu da vida, o seu entorno não necessariamente terá a mesma opinião. e nessas horas uma Tokarev, uma Makarov, fazem o serviço direitinho.

Slow
Slow
Reply to  Bosco
15 dias atrás

Se a Rússia lança uma em kiev pq os EUA iriam se meter ? Quer ver NY virar cinzas ?

Vai achando que vão arriscar seus países por conta da Ucrânia 😂😂😂 .

Bosco
Reply to  Slow
15 dias atrás

Slow,
Eu penso diferente. Quem estaria arriscando seu país por conta da Ucrânia seriam os russos. Será que eles são tolos o suficiente para arriscar?

Slow
Slow
Reply to  Bosco
14 dias atrás

Mas a guerra é contra a (Ucrânia) e não contra os EUA ou RU ou seja que estaria colocando seu país em risco não é os russos, até pq a Ucrânia não tem arma nuclear ..

Bosco
Reply to  Slow
14 dias atrás

Mas vc acha mesmo que os potências nucleares assistiriam impassíveis a Rússia utilizar armas nucleares para conseguir alcançar seus objetivos contra um país não nuclear e que não ameaça a integridade da Federação Russa?
Pra vc isso não criaria um precedente perigoso?

MestreD'Avis
MestreD'Avis
Reply to  Slow
15 dias atrás

Se os EUA lançarem uma em Pyongyang porque iriam a Russia/China se meter? Quer ver Moscovo e Pequim virar cinzas?
Se os EUA lançarem uma em Teerão porque iriam a Russia/China se meter? Quer ver Moscovo e Pequim virar cinzas?
Se os EUA lançarem uma em Kabul porque iriam a Russia/China se meter? Quer ver Moscovo e Pequim virar cinzas?

Se os EUA tivessem lançado uma em Hanói em 1971 porque iriam a Russia/China se meter? Porque não lançaram?

Bosco
Reply to  MestreD'Avis
14 dias atrás

Onde assino?

Patrício
Patrício
Reply to  Bosco
15 dias atrás

Não há fragilidade alguma, meu caro.
A operação especial é para ser assim mesmo.
De baixa intensidade.
Desgastante.
Deixem o Ocidente torrar bilhões e bilhões de dólares que não possuem nessa guerra.
Enquanto isso, a Rússia vai fazendo seu joguinho.
E parece que quem veio reforçar o time foi a Turquia.
Pelos menos, Putin e Lukashenko parecem estar se divertindo ouvindo Erdogan em Samarcanda.
Sinal de novos tempos

IMG-20220916-WA0003.jpg
Nickless
Nickless
Reply to  Patrício
15 dias atrás

A dita segunda maior potencia militar do mundo (na propaganda e no papel claro) peidando pra Ucrânia no seu próprio quintal, perdendo mais de 50 mil soldados e bilhões de dólares em equipamentos (equipamentos esses que estão se mostrando muito inferiores do que se pensava) ai tu vem falar que a Rússia não esta demostrando fragilidade? a poucos dias entregou centenas de equipamentos e farta munição pros ucranianos, Acorda torcedor, os americanos vão quebrar a Rússia militar e economicamente sem enviar um soldado pro campo de batalha. Essa tua conversa é tipo aquela da contra ofensiva que tinha sido um… Read more »

Minsc
Minsc
Reply to  Patrício
15 dias atrás

Que pais no mundo entra numa guerra pra ficar apanhando só para ganhar tempo??? Quem vc acha que tem mais força econômica para ficar “cozinhando o galo” num embate, Europa e EUA ou Rússia?Não há a menor lógica nos seus comentários, como sempre.

Bosco
Reply to  Patrício
15 dias atrás

O “garboso” putin tá meio que apequenado nessa foto. Tipo o sujeito que soltou um pum e tá disfarçando. Parece que o putin tá passando a bola pro seu cachorrinho lukashenko.

mac
mac
Reply to  Patrício
12 dias atrás

E a Rússia não está gastando nadinha, só o Ocidente?
O equipamento destruído deles veio em caixinha de cereal (se bem que às vezes até parece)?
Entre prejuízo de bloqueios, sanções e armas destruídas, a conta da Rússia já passou de US$ 1 trilhão, o PIB dela. Já EUA e UE tem, de PiB, umas trinta vezes isso.
É, essa é uma boa estratégia mesmo para a Rússia (modo irônico ligado).

Mateus Gonçalo
Mateus Gonçalo
15 dias atrás

Só existe um exército criminoso e imperialista que usou duas armas nucleares contra uma nação não nuclear.
A Rússia de Putin já informou em que condição usará armas nucleares estratégicas, e passo a citar: caso a OTAN ouse invadir as suas fronteiras ou usar um Estado fantoche para atacar a soberania russa.
Os faxineiros de serviço do Ocidente, localizados na América Latina, pode começar a preparar as mãos para a faxina nos barcos da OTAN.