domingo, dezembro 4, 2022

Saab RBS 70NG

Operações Especiais na Ucrânia (PARTE 3)

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

(se você ainda não leu a primeira parte, clique aqui)

A terceira fase da invasão

A transição para uma contraofensiva das Forças Armadas da Ucrânia na frente sul tornou-se o ponto de partida da terceira fase da guerra. Desta vez, os ucranianos começaram a ter a iniciativa operacional. Em 29 de agosto, foi anunciada uma ofensiva na direção de Kherson. Aproveitando a situação e a realocação das principais tropas russas para o sul, em 6 de setembro o exército ucraniano lançou um ataque no Oblast de Kharkiv. Acabou sendo surpreendentemente eficaz e, em apenas alguns dias, as principais cidades de Kupiansk e Izium foram libertadas.

Um papel importante nessas atividades foi desempenhado por unidades especiais ucranianas servindo como vanguarda. Suas tarefas tornaram-se muito mais dinâmicas do que antes. Mais uma vez, os operadores tiveram que provar sua eficácia.

Trollagem – jogos mentais

Em 5 de setembro, contas de mídia social pró-Rússia começaram a compartilhar um vídeo de operadores de SOF na margem do rio, que supostamente foram mortos em ação. Eles deveriam ser eliminados durante uma incursão na Usina Nuclear de Zaporizhia. O vídeo foi compartilhado, entre outros, por Vladymir Pozdniakov, um propagandista russo (sua conta no Telegram atualmente é privada).

Como se viu, era uma piada dirigida aos russos. O vídeo real durou alguns segundos a mais do que o compartilhado nos canais pró-Kremlin e, no final, os ucranianos “mortos” se levantaram ao comando do gravador, rindo.

 

Segundo Aric Toler, membro do grupo Bellingcat, o próprio Pozdniakov estava frustrado com a situação. Claramente irritado, ele também anunciou que baniria qualquer um que zombasse dele por cometer um erro. Pouco depois, quando o fato de ele ter sido enganado veio à tona nas redes sociais de forma mais ampla, ele mudou suas preferências de conta para privado. Além disso, várias contas pró-Rússia no Twitter excluíram o vídeo quando se descobriu que eles se mostraram trollagem ucraniana. Tais ações também são importantes na guerra psicológica em curso entre o ocupante e os defensores. Zombar do inimigo é uma ferramenta eficaz para elevar o próprio moral e enfraquecer o moral do inimigo.

Ofensiva de Kharkiv

Durante o rápido progresso ucraniano no Oblast de Kharkiv, as forças especiais nas linhas de frente muitas vezes ultrapassaram as tropas russas em retirada. Isso permitiu que eles montassem armadilhas e atraíssem soldados inimigos para eles.

Um bom exemplo é a emboscada das unidades Rosgvardiya (Guarda Nacional da Federação Russa), cujo principal dever na Ucrânia é proteger os territórios ocupados. Isso inclui, entre outros, identificar e prender ativistas pró-ucranianos, combater guerrilheiros ou interromper possíveis protestos da população civil.

Durante a retirada de Balakliia, uma das unidades Rosgvardiya (provavelmente uma unidade especial da SOBR) caiu em uma emboscada preparada pelos operadores da SOF como parte da ofensiva ucraniana. A extensão total da perda é desconhecida, mas as fotos mostram veículos blindados Ural e KAMAZ danificados e abandonados. Você pode ver mais neste vídeo abaixo.

Resumo

As Forças de Operações Especiais da Ucrânia desempenham um papel importante no conflito em curso. A formação e determinação dos operadores SOF são fundamentais e permitem-lhes desempenhar as tarefas de forma eficaz. Como mostram os exemplos acima, desde o início do conflito, os soldados das forças especiais têm desempenhado suas tarefas com total dedicação e empenho. Sua alta eficácia é um excelente exemplo a ser seguido e analisado para unidades de todo o mundo.

No momento, não temos muitas informações sobre suas atividades e, provavelmente, uma vez que a guerra termine, muitas informações adicionais sobre operações incomuns realizadas por operadores de SOF virão à tona. Por enquanto, as unidades especiais são um orgulho da Ucrânia e uma parte muito importante das Forças Armadas.

FIM

FONTE: FakeNews.pl

 

- Advertisement -

29 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

29 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

As Forças Armadas da Ucrânia já eliminaram cerca de 73.270 soldados russos na Ucrânia de 24 de fevereiro a 2 de novembro, incluindo 800 apenas no último dia. O Estado-Maior Geral das Forças Armadas da Ucrânia relatou isso no Facebook, de acordo com a Ukrinform. As perdas totais em combate do inimigo incluem também 2.714 tanques (+16 no último dia), 5.525 veículos de combate blindados (+24), 1.733 sistemas de artilharia (+3), 387 sistemas de foguetes de lançamento múltiplo (+4), 198 sistemas de defesa aérea ( +1), 277 aviões de guerra (+1), 258 helicópteros (+1), 4153 veículos motorizados e tanques de… Read more »

1667377572-580.jpg
Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

Agora faz dos dados ucranianos, para a gnt comparar.
Seria bom se vc tivesse os dados deles tbm, pra ver quem está levando a melhor nessa locura. Me espanta esse número gigante de soldados russos mortos.

Junior Souza
Junior Souza
Reply to  Rodrigo
1 mês atrás

A meu ver que esta levando a melhor é aquele que esta conseguindo empurrar o inimigo pra fora da sua casa, estou errado?
A pequena Ucrânia enfrenta a segunda maior potência militar da terra, não foi derrotada até agora e segue empurrando os caras pra fora…
Algo que vai entrar pra história

Jota Ká
Jota Ká
Reply to  Rodrigo
1 mês atrás

Estes números (alegados 73.270) não são mortes, mas sim “perdas”, devem englobar os mortos, feridos e doentes incapacitados, desaparecidos, capturados, desertores, traidores, aloprados, etc…
Numa guerra +- equilibrada, o atacante geralmente perde muito mais do que o defensor, em posições preparadas. Então é natural que na 1ª fase os russos perderam mais pessoas e material. Será natural que agora os ucranianos tenham mais perdas. É a guerra como ela é!

Underground
Underground
Reply to  Jota Ká
29 dias atrás

São mortes.

Nickless
Nickless
Reply to  Jota Ká
29 dias atrás

Negativo, se morreu 70 mil deve ter pelo menos uns 140 mil feridos, se não tiver mais.

Sblogniev
Sblogniev
Reply to  Jota Ká
27 dias atrás

“Aloprados” foi boa… morri de rir… podíamos levar em consideração os abduzidos também…

Muito engraçado… menos para as mães desses soldados russos que estão morrendo por nada. Quem mais sofre é o soldado russo… que morrera na bala de um ucraniano ou na bala de seu covarde oficial que o coloca numa guerra e em possível deserção é capaz de ser preso e executado. Pobre Rússia. Pobre Ucrânia atacada covardemente

zoe
zoe
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

Quantas vidas perdidas por puro orgulho do Putin. Triste.

Fabricio Lustosa
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

“ukrinform”… se eu trouxer fontes do governo russo acerca de baixas ucranianas vc vai aceitar ô cidadão? Tenha santa paciência…

mago
mago
Reply to  Marcelo
29 dias atrás

Cara….ahahah, vc acredita mesmo nisso?

Sblogniev
Sblogniev
Reply to  Marcelo
27 dias atrás

Caraca… os americanos passaram a maior vergonha em perder 50.000 soldados no Vietnam em 10 anos de guerra… se os americanos passaram uma vergonha os russos estão passando o que?

Victor Filipe
Victor Filipe
1 mês atrás

Eu lembro quando o homens de múltiplas facetas veio aqui no blog gritando aos quatro vendos sobre o vídeo dos soldados ucranianos “mortos” e como isso “mostrava o desespero ucraniano e a superioridade Russa”

quando ficou claro que o vídeo era falso mais um nome nasceu e o antigo “sumiu”

Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

O Ceifador estará chegando na Ucrânia em breve. O drone de ataque MQ-9 Reaper, é fabricado pela General Atomics. Silencioso e mortal, o MQ-9 Reaper é controlado por pilotos a partir de estações em solo. O alcance é de 1.840 km (ou 14 horas de voo) e é voar a até 50.000 pés (15.240 metros). O MQ-9 Reaper é uma aeronave projetada para uma série de missões, como operações de inteligência e ataques com armas de precisão, como o temido míssil ar-terra AGM-114 Hellfire, apontado como a arma usada para neutralizar o general iraniano Qassem Soleimani. O MQ-9 Reaper tem… Read more »

Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

O outono ucraniano é desafiador. As fortes chuvas na região de Donetsk, destruíram estradas importantes, colocando os soldados em risco à medida que os veículos ficam presos e o fornecimento de munição e comida se torna um desafio. Muitas vezes, apenas caminhões pesados ​​e veículos rastreados podem passar. Enquanto isso, as equipes de artilharia ucranianas continuam bombardeando com o obus autopropulsado 2S3 “Akatsiya”. Os céus tempestuosos impossibilitam o ajuste do fogo com a ajuda de drones. Então os ucranianos visam alvos planejados, fortificações e armas russas que foram observadas com antecedência. A contra ofensiva não para …
https://www.google.com/amp/s/www.rferl.org/amp/ukraine-donetsk-autumn-howitzer-artillery-rain-akatsiya-2s3-russia/32114384.html

Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

Em fevereiro, no início da invasão russa, o exército da Ucrânia colocou em ação armas de origem soviética e do tempo da Guerra Fria. Os canhões de 122 mm, 152 mm e 203 mm espelhava os usados ​​pelos russos. Nos primeiros meses do conflito militar, as tropas ucranianas se viram em menor número e superadas pelo arsenal de armas mais numerosas e modernas de Moscou. Nesse momento, países da OTAN começaram a enviar uma variedade desconcertante de armas, incluindo obuses fixos, rebocados por caminhões e autopropulsados. Apesar do desafio logístico e de treinamento, esse conjunto de poder de fogo –… Read more »

Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

M777 – Esse obus rebocado de 155 mm, é usado pelo Exército e Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, bem como pelos militares da Austrália e do Canadá. Os três países enviaram para a Ucrânia mais de 170 M777s e munições de diversos tipos. O M777 pesa 5 toneladas, é baseado em um projeto britânico, pode disparar projéteis regulares até 25 Km e disparar projéteis assistidos por foguetes até 30 Km de distância. Com rodadas guiadas com precisão, como o M982 Excalibur , ele pode atingir alvos a até 40 quilômetros de distância. A arma pode ser colocada no lugar… Read more »

6320cb5d89d2b3001894e1f2.jpeg
Sblogniev
Sblogniev
Reply to  Marcelo
27 dias atrás

Contra isso os russos estão construindo 3 linhas fortificadas de defesa… ESTATICA!!!!!!

Os russos estão gastando uma energia danada para criar alvos para a artilharia moderna (diga-se EUA/Otan) da Ucrania… vai entender, essa não é a guerra da artilharia, dos misseis, dos foguetes guiados, dos drones e dos herois… essa é a guerra da informação. Pelo que tenho visto os EUA possuem o “CIC/RG e CEP” de cada um dos pobres russos que cruzaram a fronteira… o inverno chegou e agora é que as armas de precisão farão a diferença.

Underground
Underground
1 mês atrás

Trolagem…..
Os russos perderam completamente o respeito.

Sblogniev
Sblogniev
Reply to  Underground
27 dias atrás

Estão passando vergonha a vista, debito, crédito e a pix

Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

M198 – É um obus que pesa 8 toneladas, que é quase o dobro do peso do M777, – que tem um alcance de tiro semelhante ao M777 com projéteis padrão. O M198 começou a ser usado em 1979 no Exército e no Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, sendo substituído pelo M777 em 2005. Diante da necesidade desesperada da Ucrânia por peças de artilharia para se opor ao imenso número de armas da Rússia, o Pentágono retirou os velhos M198 do depósito.
https://www.businessinsider.com/foreign-artillery-being-sent-to-ukraine-to-fight-russian-forces-2022-11

53c56ea36bb3f75b1b2bfcd5.jpeg
Heinz
Heinz
Reply to  Marcelo
29 dias atrás

Podemos esquecer o M198 no EB?
Puts, até quando vamos usar os M114….

Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

M119/L119 – Esse obus de 105 mm rebocado é fruto de um projeto britânico, sendo denominado L119 no Reino Unido e rebatizado como M119 nos EUA. O M119/L119 pesa apenas 2 toneladas e foi projetado para uso de tropas aéreas e de infantaria leve. Como é um obus de menor calibre e mais leve, tem o alcance reduzido de menos de 20 Km.
https://www.businessinsider.com/foreign-artillery-being-sent-to-ukraine-to-fight-russian-forces-2022-11ú

6362b19beb8afb00184649fc.jpeg
Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

PzH 2000 – Esse obus blindado autopropulsado de 155 mm, de fabricação alemã, pesa 57 toneladas e pode disparar projéteis padrão a até 40 Km e projéteis especiais de longo alcance até 65 Km. A Alemanha e a Holanda entregaram 10 unidades do Panzerhaubitze 2000 para a Ucrânia.
https://www.businessinsider.com/foreign-artillery-being-sent-to-ukraine-to-fight-russian-forces-2022-11ú

6362b1b1ff27460018ed490c.jpeg
Alan Santos
Alan Santos
Reply to  Marcelo
28 dias atrás

O taleban apelidou de “besta de Tarin Kowt”. Tem até matéria aqui na trilogia .

Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

Caesar – É um obus autopropulsado de 155 mm montado em um caminhão de seis rodas. Fabricado na Franca, o Caedar pesa 20 toneladas e pode disparar a até 40 Km usando projéteis regulares ou a até 48 Km usando projéteis assistidos por foguetes. A França já entregou 18 unidades do Caesar à Ucrânia e pode entregar mais 12.
https://www.businessinsider.com/foreign-artillery-being-sent-to-ukraine-to-fight-russian-forces-2022-11ú

6362b1e5ff27460018ed4924.jpeg
Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

Zusana-2 – É um obus autopropulsado de 155 mm com rodas de origem eslovaca. O Zuzana-2 pesa 32 toneladas e dispara munições padrão da OTAN de 155 mm. Alemanha, Dinamarca e Noruega estão comprando 16 unidades para entrega na Ucrânia.
https://www.businessinsider.com/foreign-artillery-being-sent-to-ukraine-to-fight-russian-forces-2022-11ú

6362b1d8eb8afb0018464a23.jpeg
Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

RCH-155 – É um novo obus autopropulsado com rodas de 155 mm alemão. O veículo de 39 toneladas, que usa o chassi do veículo blindado Boxer, usa o mesmo canhão do PzH 2000. A Alemanha prometeu 18 RCH-155 para a Ucrânia, embora a produção leve pelo menos três anos.
https://www.businessinsider.com/foreign-artillery-being-sent-to-ukraine-to-fight-russian-forces-2022-11ú

6362b3f7ff27460018ed49a8.jpeg
Marcelo
Marcelo
29 dias atrás

M109 – É um obus autopropulsado blindado de 155 mm, pesando entre 28 e 35 toneladas. Os exércitos ocidentais usam o M109 desde o início da década de 60. Os modelos mais antigos tem um alcance de 22 Km enquanto os mais novos M109A7 Paladins – o modelo fortemente atualizado do Exército dos EUA – podem atingir de 22 Km até 30 Km usando projéteis regulares e assistidos por foguetes e 40 Km usando projéteis guiados Excalibur.
Várias nações enviaram vários modelos M109 para a Ucrânia, incluindo Noruega, Bélgica e Grã-Bretanha.
https://www.businessinsider.com/foreign-artillery-being-sent-to-ukraine-to-fight-russian-forces-2022-11ú

57051f569105841d008bb03d.jpeg
Marcelo
Marcelo
29 dias atrás

AHS Krab – Esse obus autopropulsado sobre esteiras pesa 45 toneladas e é fabricado pela empresa polonesa Huta Stalowa Wola. O projeto do AHS Krab combinou a torre do obuseiro autopropulsado AS-90 Inglês e o canhão Rheinmetall de 155 mm com o chassi do obuseiro autopropulsado K-9 Thunder sul coreano. O AHS Krab pode atingir alvos a até 40 Km de distância e realizar 6 disparos de projéteis por minuto. Pode atingir velocidade de 60 Km/h e tem autonomia para percorrer 360 Km. A Polônia forneceu 18 unidades do AHS Krab para a Ucrânia.
https://www.infodefensa.com/texto-diario/mostrar/3773724/polonia-suma-18-obuses-autopropulsados-ahs-krab-arsenal-ucraniano

AHS Krab.jpeg

Últimas Notícias

Empresa alemã produzirá munição do Gepard na Espanha

A Rheinmetall, depois de adquirir o mundialmente famoso fabricante espanhol de munições Expal Systems SA, planeja estabelecer a produção...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -