sábado, dezembro 3, 2022

Saab RBS 70NG

Novo míssil monstro Hwasong-17 da Coreia do Norte

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A Coreia do Norte disse que testou o lançamento de seu novo míssil balístico intercontinental Hwasong-17 (ICBM), no que analistas disseram que pode ser o primeiro lançamento bem-sucedido do sistema depois que dúvidas foram levantadas sobre alegações anteriores.

O Hwasong-17 é o maior míssil da Coreia do Norte com armas nucleares até agora, e é o maior ICBM móvel rodoviário do mundo.

Seu diâmetro é estimado entre 2,4 e 2,5 metros, e sua massa total, quando totalmente abastecido, é provavelmente algo entre 80.000 e 110.000 kg, de acordo com o 38 North, um programa baseado nos EUA que monitora a Coreia do Norte.

Ao contrário dos ICBMs anteriores da Coreia do Norte, o Hwasong-17 é lançado diretamente de um veículo transportador, montador e lançador (TEL) com 11 eixos, mostraram fotos da mídia estatal.

O míssil lançado na sexta-feira voou quase 1.000 km (621 milhas) por cerca de 69 minutos e atingiu uma altitude máxima de 6.041 km, informou a agência de notícias estatal KCNA no sábado.

O ministro da Defesa japonês, Yasukazu Hamada, disse que a arma pode viajar até 15.000 km (9.320 milhas), o suficiente para atingir o território continental dos Estados Unidos.

A Coreia do Norte afirmou anteriormente que lançou com sucesso um Hwasong-17 pela primeira vez em 24 de março, quando a mídia estatal disse que voou por 67,5 minutos para um alcance de 1.090 km (681 milhas) e uma altitude máxima de 6.248,5 km (3.905 milhas).

Após esse lançamento, no entanto, analistas e oficiais de inteligência na Coreia do Sul e nos Estados Unidos concluíram que o Norte havia realmente lançado um Hwasong-15, que foi testado pela primeira vez em 2017.

A Coreia do Norte revelou pela primeira vez o ICBM inédito em um desfile militar sem precedentes antes do amanhecer em outubro de 2020, com analistas observando que parecia “consideravelmente maior” que o Hwasong-15.

Foi exibido pela segunda vez em uma exposição de defesa em Pyongyang em outubro de 2021. Depois de examinar as fotos da exposição, os analistas concluíram que a designação oficial deste grande ICBM é provavelmente “Hwasong-17”, não Hwasong-16.

Autoridades em Seul e Washington disseram que os lançamentos em 27 de fevereiro e 5 de março envolveram o sistema ICBM Hwasong-17, embora não tenham testado sua capacidade ou alcance total. Alguns analistas dizem que esses testes podem ter envolvido apenas um estágio.

O tamanho do Hwasong-17 levou os analistas a especular que ele será projetado para transportar várias ogivas e chamarizes para penetrar melhor nas defesas de mísseis.

Alguns observadores disseram que a tecnologia de satélite que a Coreia do Norte alegou ter testado nos lançamentos de 27 de fevereiro e 5 de março também poderia ser usada para um sistema de múltiplos veículos de reentrada independentemente alvo (MIRV), potencialmente permitindo que um único míssil lance ogivas nucleares em diferentes alvos.

A Coreia do Norte fez preparativos para retomar os testes nucleares pela primeira vez desde 2017, dizem Coreia do Sul e Estados Unidos, e autoridades dizem que novos testes podem ajudar a desenvolver ogivas para sistemas MIRV.

FONTE: Reuters

- Advertisement -

45 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

45 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jagdv#44
Jagdv#44
10 dias atrás

Parabéns.
O povo vive na m* absoluta, mas chegaram aos anos 60, em termos de mísseis balísticos.

Red Pill - 红色药丸
Red Pill - 红色药丸
Reply to  Jagdv#44
10 dias atrás

Vai atrás que é déc de 60… bem está vc como fantoche dos EUA

Maurício.
Maurício.
Reply to  Jagdv#44
10 dias atrás

Analisando só a parte militar do feito, eles realmente estão de parabéns, eu queria essa capacidade para o Brasil, eles estão no seleto grupo de países que possuem armas nucleares, não vão correr o risco de ter seu país invadido, como um Iraque, Síria, Líbia, Ucrânia…Quem tem artefatos nucleares impõe respeito, militarmente falando.

gordo
gordo
Reply to  Jagdv#44
9 dias atrás

Provavelmente está bem defasado em relação aos seus análogos dos EUA, Rússia, China, Israel e por aí vai, mas, não deixa de ser um grande feito. Se considerarmos os embargos e assemelhados a que a Coreia do Norte está submetida a anos o feito é relevante e os coloca num clubinho especial. Ali os EUA não vão por a cara mais, e diria que com jeitinho sobra até para a China.

Rui Mendes
Rui Mendes
Reply to  gordo
9 dias atrás

Israel???
Não tem nada parecido, nada.
É semelhante aos dos Norte-Americanos, Russos e Chineses.

gordo
gordo
Reply to  Rui Mendes
9 dias atrás

Podia jurar que Israel tinha essa capacidade intercontinental, eles tem amplo domínio da área aeroespacial. Grato pela correção.

bjj
bjj
Reply to  gordo
9 dias atrás

Israel tem os mísseis Jericho III. Ele é bem menor que o míssil norte-coreano, mas também tem um bom alcance (estimado em aproximadamente 5 mil km).

Last edited 9 dias atrás by bjj
Pablo
Pablo
Reply to  bjj
1 dia atrás

isso é o que é público ! imagina o que não sabemos ´que muito provavelmente possuem

NEMO revoltado
NEMO revoltado
Reply to  gordo
9 dias atrás

Humildade é sempre bem vinda, mas alguns não entendem.

Boa atitude!

Teófilo
Teófilo
Reply to  gordo
9 dias atrás

Israel não tem nada disso, não.

Agressor's
Agressor's
Reply to  gordo
9 dias atrás

Da pra levar o homem à lua com esse aí…Mas a pergunta que fica, é como um país rural, embargado com todo tipo de sanções, sem energia, sem riquezas, comunista, pequeno e pobre, consegue desenvolver um equipamento militar dessa capacidade e o nosso país não?

Andre
Andre
Reply to  Agressor's
9 dias atrás

Veja como vive a população norte coreana, com uma espectativa de vida que não chega aos 65 anos.

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Andre
8 dias atrás

Aqui no Brasil deve estar quase isso. Para ver como o Brasil é tão merd@, nem tem míssil e nem tem comida para o povo…

Matusa
Matusa
Reply to  Jagdv#44
9 dias atrás

Sem problemas.
Essa tecnologia dos anos 60 é capaz de pulverizar os EUA umas cinco vezes.
Quando chegar aos dias atuais, poderá destruir umas vinte vezes.
EUA, Japão e Coreia do Sul vão perder o sono do mesmo jeito.

bjj
bjj
Reply to  Jagdv#44
9 dias atrás

O pior é ver que um país como o Brasil, que não passou nem pela metade do que eles passaram (guerras e embargos), levaria anos para desenvolver apenas um caminhão desses que transporta o míssil, quanto mais o míssil propriamente…

Agressor's
Agressor's
Reply to  bjj
9 dias atrás

K laio, até a Coreia do Norte tem ICBM e o braziu nada… Não passamos de meros compradores de tecnologia estrangeira…Nesse país o dinheiro vai só pra politicagem e negócio de fundão eleitoral…

Radagast, o Castanho
Radagast, o Castanho
Reply to  Agressor's
9 dias atrás

O Brasil tem uma vedação constitucional às armas nucleares, por isso político ou militar nenhum vai meter a mão nessa cumbuca.

DanielJr
DanielJr
Reply to  bjj
9 dias atrás

Muitos anos. Só como comparação, o veículo lançador do ASTROS basicamente é montado aqui. O chassi e o sistema de propulsão transmissão é importado, parece que agora parte é feito no paraná pela Tatra. A cabine é feita nos EUA, em uma empresa especializada nisso. A avibrás fabrica o suporte lançador e junta tudo para formar o veículo como um todo.

Agressor's
Agressor's
Reply to  Jagdv#44
9 dias atrás

Os caras podem não ter comida e nem liberdade, mas um grau de engenharia eles tem. E isso porque é um país sancionado, imaginem se não fosse né?

Graças as armas nucleares e aos sistemas de mísseis norte coreanos, ninguém perturba mais a Coreia do Norte, cadê a bomba atômica brasileira? Saudades do Dr. Enéas Carneiro….

marku
marku
Reply to  Jagdv#44
8 dias atrás

e um certo país da américa do sul que nem chegou nos nos 30?

Tomcat
Tomcat
10 dias atrás

O míssil lançado na sexta-feira voou quase 1.000 km (621 milhas) por cerca de 69 minutos”. Não seriam 69 segundos? Do jeito que está não daria nem 10 milhas por minuto, nessa velocidade nem sairia do lançador.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Tomcat
10 dias atrás

A trajetória é balística, privilegiando a altitude em vez do alcance horizontal, para efetuar estes testes.

gordo
gordo
Reply to  Marcelo
9 dias atrás

Exatamente isso. Ele sobe um pouco mais de 6000 km e atinge um ponto a 1000km do ponto de lançamento. A trajetória é um movimento parabólico bem agudo, parecido com uma gaussiana.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  gordo
9 dias atrás

Olá Gordo. A parábola de um voo balístico é uma equação do segundo grau. A gaussiana tem um desenho diferente que se parece com um sino.

gordo
gordo
Reply to  Camargoer.
9 dias atrás

Sim sim sim, quis “ilustrar” o comentário e acabei usando um exemplo não muito correto. Apesar que citei “parecido” e não como uma gaussiana.

Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer.
9 dias atrás

“1 – (ENEM 2000) Uma fakenews tem um público alvo e alastra-se com determinada rapidez. Em geral, essa rapidez é diretamente proporcional ao número de pessoas desse público que conhece a mentira e diretamente proporcional também ao número de pessoas que não a conhece. Em outras palavras, sendo R a rapidez e propagação, P o público-alvo e x o número de pessoas que conhece a mentira tem-se: R(x) = kx(P – x), em que k é uma constante positiva característica da mentira. Considerando o modelo acima descrito, se o público-alvo é de 44000 pessoas, então a máxima rapidez de propagação ocorrerá… Read more »

0C8555B8-233E-47EF-9F5A-51F0E5ED9D87.png
Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer.
9 dias atrás

Gaussiana.

D4AEC09E-A32A-4973-8F50-7BAB8041529A.png
sergio
sergio
10 dias atrás

Quase que bate non Drone que filmava de cima tiro tinta rsrsrsrs.

Renan
Renan
9 dias atrás

Isso só me faz lembrar essa cena do filme O Ditador..
https://youtu.be/ix9U45nekgM

Wagner Figueiredo
Wagner Figueiredo
9 dias atrás

Engraçado!!! Poderia atingir os EUA…
Não sou fanboy..masssss…caso isso aconteça…já era a Coreia do norte…rsrs

WSilva
WSilva
Reply to  Wagner Figueiredo
9 dias atrás

Se a Coreia do Norte atingir os EUA é porque já foi atingida primeiro.

Matusa
Matusa
Reply to  WSilva
9 dias atrás

A ordem dos fatores não altera o produto
E é exatamente isso que o Kim quer.

Eduardo Angelo Pasin
Reply to  WSilva
9 dias atrás

Provável, mas não duvido daquele maluco.

WSilva
WSilva
Reply to  Eduardo Angelo Pasin
9 dias atrás

A ”maluquice” dele serve pra isso mesmo, dar o beneficio da duvida. rs

Talisson
Talisson
Reply to  Eduardo Angelo Pasin
9 dias atrás

O maluco do Kin não invadiu nenhum país até hoje. Já os não-malucos Bush, Obama e Putin invadiram vários lugares e suas mortes somadas podem chegar a casa do milhão.

Tomcat4,4
Reply to  Talisson
9 dias atrás

Isto é um fato !!!

Radagast, o Castanho
Radagast, o Castanho
Reply to  Talisson
9 dias atrás

Putin é maluco, então exclui ele dessa lista. É meu chapa de SPA de doido.

Bush pai – Invadiu o Iraque para deter um doido que queria tomar o Kwait;
Bush filho – Invadiu o Iraque e o Afeganistão depois que uns malucos liderados por um tal de Osama matou mais de 3000 pessoas num tal de 11 de setembro

Aliás, o Afeganistão só foi invadido depois de se recusar a entregar o Osama.

Nenhum desses não-malucos deixa seu povo na miséria para brincar solta-rojão.

Óia.. não dá para comprar os não-malucos com o maluco gordinho.

Tiago
Tiago
Reply to  Radagast, o Castanho
9 dias atrás

Putin invadiu a Ucrânia por motivos pessoais, motivos de estado e estratégicos. Ainda ilegal sob todos os pontos de vista. Bush pai – Invadiu o Iraque com apoio internacional – Perfeito mas seria legal explorar o que levou o Iraque a invadir o Kwait, como por exemplo o golpe na preço de barril realizado pelo Kwait na Opep após a recusa Iraquiana de pagar um empréstimo do Kwait ao Iraque na guerra contra o Irã; Bush filho – Invadiu o Iraque ilegalmente sob a desculpa de que lá haveriam armas nucleares, mas tudo não passava de uma grande mentira similar… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Wagner Figueiredo
9 dias atrás

Olá Wagner. Creio que a ideia seja assegurar que os EUA (ou qualquer ou país) que atacar a Coreia do Norte sofrerá um contra-ataque. Acho improvável que a Coreia do Norte tenha qualquer intenção de atacar os EUA. É a base do equilíbrio do terror da mútua destruição assegurada. Lembro que vários cientistas que participaram do Projeto Manhattan identificaram que os EUA tinham se tornado uma ameaça ao terem o monopólio nuclear. Inclusive, o Pentágono tinha um plano (doidera) de lançar um grande foguete com uma imensa bomba nuclear em direção á Lua, que criaria uma cratera viśivel da Terra… Read more »

Teófilo
Teófilo
9 dias atrás

Tio Sam não curtiu.
E parece que a Coreia do Norte está dando uma ajudinha a Teerã.
Aí, quem não está curtindo é Tel Aviv.

sub urbano
sub urbano
9 dias atrás

Motores baseados no motor ucraniano/soviético RD-250 do Yangel frutos do seu plano de enviar cosmonautas à lua através de 2 lançamentos, fazendo baldeação na órbita da Terra. Ideia nunca levada á frente pelos soviéticos, mas aproveitado na serie de foguetes Tsyklon que lançaram centenas de satelites pela URSS e Ucrania. Motor confiavel. Tem uma ligação com o Brasil esses motores, seriam usados no Cyclone-4 lançados em Alcantara. Projeto do governo Lula para pegar uma fatia do mercado de lançamentos de satélites. Por ser movido à hydrazina, combustivel altamente toxico e cancerigeno, gerou prejuizos politicos ao governo petista e seu bom… Read more »

Last edited 9 dias atrás by sub urbano
Allan Lemos
Allan Lemos
9 dias atrás

Qual é a da musiquinha de video game dos anos 90 no meio do vídeo? Kkkkk

Alberto
Alberto
9 dias atrás

Parabéns a Coréia do Norte, potência nuclear que pode entregar uma nuke nos EUA, mas é necessário esse “showzinho” na hora de apertar o botão?

Mirão
Reply to  Alberto
9 dias atrás

Yes

João Augusto
João Augusto
9 dias atrás

Parabéns para a atuação do militar que apertou o botão de maneira dramática. hahaha

Últimas Notícias

Rússia rejeita condições de Biden para conversa com Putin sobre a Ucrânia

O presidente dos EUA disse que conversaria com Putin se ele estivesse disposto a encerrar a invasão em solo...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -