A Justiça Federal rejeitou hoje recurso da AGU (Advocacia-Geral da União) contra a suspensão da compra de 98 veículos blindados do Exército que custariam mais de R$ 5 bilhões aos cofres públicos. O autor da ação é Charles Capella de Abreu, ex-assessor especial da Casa Civil do primeiro governo Dilma Rousseff (PT), segundo apuração de O Antagonista, parceiro do UOL.

O Exército decidiu na semana passada a aquisição de 98 veículos do modelo Centauro II, da marca italiana Iveco-Oto-Melara. Chamado de “caça-tanques”, o blindado pesa 30 toneladas e tem um canhão de longo alcance. O contrato seria assinado no dia 5 de dezembro, no último mês do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL), mas foi suspenso pelo TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região) devido à ação popular.

A União entrou com recurso com pedido de reconsideração. Entre os argumentos, a de que “não serão despendidos R$ 5 bilhões de maneira imediata, pois haverá apenas a aquisição inicial de duas viaturas blindadas, para o lote de amostra”.

Na nova decisão, o desembargador João Batista Moreira, do TRF-1, refere-se ao fim do atual governo e a fragmentação de contratos.

“Em primeiro lugar, sabemos muito bem que a técnica de fragmentação muitas vezes serve apenas ao objetivo de vencer resistências.”

Os novos blindados Centauro II do consórcio italiano Oto Melara (CIO) —formado por Iveco e Leonardo— são veículos 8×8, superiores aos atuais Guaranis 6×6 usados pelo Exército, também fabricados pela Iveco. Os veículos de 30 toneladas contam ainda com canhões de 120 mm e serão usados para modernizar a frota das unidades de infantaria de ação rápida.

O Centauro II superou dois concorrentes, o modelo LAV700AG fabricado pela norte-americana GDLS e o veículo ST1-BR da chinesa Norinco, que ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente.

FONTE: UOL


Quer discutir esse e outros assuntos com leitores da Trilogia Forças de Defesa em tempo real? entre no nosso grupo de WhatsApp, clicando aqui.

Subscribe
Notify of
guest

214 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Eduardo Angelo Pasin
1 mês atrás

Quando o inimigo é interno fica difícil.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Eduardo Angelo Pasin
1 mês atrás

Caro Eduardo. Nem se pode falar que o juiz de plantão era o problema. O desembargador que negou o recurso é outro. Vida que segue. Cabe recurso ao STJ.

Lewandowski
Lewandowski
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Tu sempre vem passar ,pano para o lado esuqrdo da força. Tem horas que não dá! Haja saco!

Alfredo
Alfredo
Reply to  Lewandowski
1 mês atrás

Para que tanta pressa?
Só faltam vinte dias para o próximo Governo.
Não é ético, no apagar das luzes, deixar uma despesa dessa monta para os próximos governantes.
Aliás, deveria até ser proibido a assinatura de contratos nesse período de fim de feira.

Velho Alfredo
Velho Alfredo
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Não é ético 6,9 bilhões de reais, agora, do orçamento federal presente, serem destinados pra cultura e eventos de prefeitura e estados, pelo supremo,

Essa compra foi estudada há anos, com um valor diluído em anos e anos, do orçamento previsto da Defesa.

EduardoSP
EduardoSP
Reply to  Velho Alfredo
1 mês atrás

Vê-se que você parece não conhecer o funcionamento da estrutura do Estado. Quem alicou 6,9 bilhões para a cultura foi o Congresso, não o Judiciário. O Judiciário apenas disse que o Executivo tem de seguir a decisão do Congresso.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  EduardoSP
1 mês atrás

Exato. Em junho ou julho (não lembro agora), o Congresso aprovou esta lei de apoio a cultura. O presidente usou de sua prerrogativa e vetou a lei. Em seguida, o Congresso derrubou o veto, obrigando o presidente a promulgar a lei. Em seguida, o presidente baixou uma Medida Provisória que previa que os recursos previstos na lei para serem gastos em 2022 seriam adiados para 2023. Um partido político entrou com uma ação de inconstitucionalidade, argumentando que uma MP não pode alterar a lei. Esta tese foi analisada pelo STF que concordou com o princípio, determinando que a MP é… Read more »

Antonio Cançado
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Um partido político?
Qual seria ele, por favor?

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Antonio Cançado
1 mês atrás

Oi. Foi o Rede que entrou com uma ação questionando a constitucionalidade da MP que prévia fazer os gastos previstos em 2022 em 2023

Velho Alfredo
Velho Alfredo
Reply to  EduardoSP
1 mês atrás

Entendo bastante.

É só não rolhar nas palavras.
Mas… vamos lá…

O congresso destinou, mas não tem.
O Supremo determinou q fosse cumprido, ou seja, ele destinou, já q deu a determinação.

Podia não ter destinado/determinado, assim o GF teria 6,9 bilhões, pras faculdades e CAPES, por exemplo.

Cristalino…

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Velho Alfredo
1 mês atrás

Caro Velho. O problema não é o orçamento, mas a MP do executivo que determinava adiar os desembolsos programados no orçamento de 2022 para 2023. O STF determinou a que a MP é inconstitucional, consequentemente, os gastos aprovados que deveriam ter ocorrido ao longo do segundo semestre, terão que ser feitos em dezembro.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Velho Alfredo
1 mês atrás

Caro Velho. Vamos lá. O congresso aprovou os recursos por meio de uma lei. O presidente vetou. O congresso derrubou a lei. O presidente editou uma MP determinando que os gastos aprovados pelo Congresso para serem realizados em 2022 poderiam ser feitos em 2023. O partido Rede recorreu da constitucionalidade da MP. O STF concluiu que a MP é inconstitucional, portanto o governo não pode adiar o empenho de recursos aprovados para 2022 em 2023.

Antonio Cançado
Reply to  EduardoSP
1 mês atrás

O Congresso que se vende, cada vez mais caro, a quem quer que se mostre disposto a comprá-lo com dinheiro público?

Nonato
Nonato
Reply to  EduardoSP
1 mês atrás

Por que o STF não barrou essa farra no apagar das luzes?

AMX
AMX
Reply to  EduardoSP
1 mês atrás

Nossa… quaaaanta diferença, não?

João Moita Jr
João Moita Jr
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

“Não é ético”
No Brasil??! 😂🤣😅
Tenho um grande amigo italiano que antes de sair essa notícia aqui, me disse justamente dessa decisão favorável aos Centauros. Nesse então, fiz uma aposta com ele que o câmbio de quadrilha, opps, de governo impossibilitaria de isso se concretizar, pois tanta grana assim seria muita tentação.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  João Moita Jr
1 mês atrás

Caro João. Uma vez, em um congresso, um rapaz começou a fazer um discurso de ética, criticando a política brasileira de ciência e tecnologia. O palestrante, brasileiro ficou em silêncio até o rapaz parar para respirar. O palestrante perguntou ao rapaz indignado “qual a sua nacionalidade?”. O rapaz respondeu “Sou italiano”. riso. O debate sobre ética acabou ali.

Alfredo
Alfredo
Reply to  João Moita Jr
1 mês atrás

Quis ser educado utilizando essa palavra.

Antonio Cançado
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

O que não é ético é um militante travestido de ministro do STF, numa canetada, suspender a sentença dada por nove magistrados federais, e assim deixar, com a inegável e vergonhosa ajuda de seus pares, permitir que um criminoso codenado assumisse novamente a Presidência do país que roubou tão descaradamente.

Gustavo
Gustavo
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Os projetos Forças armadas são projeto de estado e não de governo, não importa quem tá saindo ou quem está entrando o projeto não pode parar.

Alfredo
Alfredo
Reply to  Gustavo
1 mês atrás

Isso no Reino de Nárnia.
Não no Brasil.

Ricardo Santos
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Bom dia, senhor! Não foi no apagar de luzes de um governo, como equivocadamente sustentam quem, por desconhecimento ou má fé advoga! Esta necessidade foi identificada desde 2008, quando se viu a falta brutal de uma viatura Caça-tanques 8×8 com canhão entre 105mm e 120mm para se substituir nossos Cascavel que têm mais de 40 anos e usam tecnologia, ainda, da Segunda Guerra Mundial e que chegaram ao fim de sua vida útil e se pretendeu produzir e adquirir o Guarani 8×8! Como se viu que não tinhamos tecnologia para tanto, se resolveu buscar um sistema que atendesse essa demanda,… Read more »

Ricardo Santos
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Como mostrado e explicado, ainda se iria pagar esse valor parcelas divididas em 15 anos, e não de uma só vez!

Ricardo Santos
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

E esse gasto estava dentro da previsão orçamentária do Exército, não impactando em nada outras pastas!! TODAS as nações se reequipam em tempo de paz, onde se há tempo para se organizar compras militares usando a prerrogativa do menor gasto com as mesmas! O Brasil SEMPRE seguiu esse padrão! Por que não continuaria seguindo? Não se deixa pra municiar a arma no meio de um tiroteio! Vamos deixar pra comprarmos armamento somente num momento de guerra ou perigo? Quando as armas ficam absurdamente mais caras e são poucas as opções a se buscar?? Essa narrativa, que tentam, implantar é totalmente… Read more »

Ricardo Santos
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Esse tipo de raciocínio, se não for má fé ou desonestidade intelectual, é de uma ingenuidade atroz!!!!

AMX
AMX
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Ah faça-me o favor!
Não é ético atribuir uma compra de defesa – que leva anos e às vêzes décadas pra ser gestada e cumprida, pra não sofrer críticas injustas e infundadas de corrupção na sua maioria – somente a uma questão ética.
Não é ético fingir que não vê que isso se trata da defesa do país, seja lá qual governo for.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Lewandowski
1 mês atrás

Caro L. Estou dizendo que um dos argumentos colocados por alguns colegas há alguns dias era que o juiz de plantão tinha um viés político. A AGU recorreu de sua decisão e o juiz titular recebeu o recurso e o rejeitou. Então são duas hipóteses. 1. O problema está no EB ou 2. O problema são os dois juízes. Como o juiz de primeira instância negou o recurso, a AGU pode recorrer na instância superior. Simples assim.

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Digo que o Juiz agiu por militância pois a Lei 8666/93 não foi violada no contrato, logo não existe Fundamento legal para suspender a compra simplesmente se baseando numa troca de governo. Alias piora a situação pois torna a decisão da compra uma coisa pessoal e não como uma decisão de interesse nacional. Tirando assim a imparcialidade nas decisões de compras da defesa.

Lúcio Sátiro
Lúcio Sátiro
Reply to  Wellington Jr
1 mês atrás

Em outras palavras: o picareta do ex- assessor agiu a pedido do PT, pois no contrato a quadrilha não levou propina.
Talvez em breve após ” negociações” role uma boa propina e a compra seja liberada.

Last edited 1 mês atrás by Lúcio Sátiro
Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Wellington Jr
1 mês atrás

Caro W. A liminar não questiona o processo de escolha, mas ao fato do direito de educação e saúde estarem sendo prejudicados pelo corte de verbas ao mesmo tempo que o EB pretende contratar a compra de novos carros de combate. Segundo o advogado que pediu a liminar e o entendimento do juiz de plantão que acatou o pedido e do juiz titular que rejeitou o recurso, se há dinheiro, então deve-se assegurar os recursos para a saúde e educação, que são garantidos como direitos na CF88 primeiro. Se não há dinheiro, não é possível contratar a compra de novos… Read more »

Lúcio Sátiro
Lúcio Sátiro
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

A maioria dos juízes tem viés político. Não existe justiça séria no Brasil. A porcaria do Judiciário sempre esteve a serviço de algum coronel político, isso desde a República Velha até hoje.
Hoje a maioria deles está a serviço de partidos de esquerda, as fundamentações das decisões ( motivação) são em boa parte, ideológicas e não estritamente jurídicas.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Lúcio Sátiro
1 mês atrás

O desembargador que deu a liminar foi nomeado pelo Bolsonaro.
Bolsonaro nomeou um esquerdista?

Nonato
Nonato
Reply to  Lewandowski
1 mês atrás

Ele é de esquerda.

Lúcio Sátiro
Lúcio Sátiro
Reply to  Nonato
1 mês atrás

Ou seja, é um canalha. Todo esquerdista é um canalha. Alguma direitistas também são, mas por oportunismo. Já o esquerdista é canalha por vocação.

Salim
Salim
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Um Abrahams sep3 tem custo de usd 6.5 milhões ( levando considera a últimas vendas) o centauro será mais uso 10 milhoes. O equipamento e necessário má este valor ta meio fora razoavel. Levando em conta 25% itens comuns Guarani ai fica mais difícil. Tanto A como B sao esta tristeza, muda latinha mais a Cacá e a mesma.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Salim
1 mês atrás

Olá Salim. A gente está acostumado a fazer a “conta de padaria”, que é dividir o valor do contrato pelo número de unidades (aviões, navios ou carros de combate), sem incluir os custos de treinamento, sobressalentes, ferramentas especiais e muitas vezes até um lote de munição. O questionamento é sobre até onde é razoável o EB fazer um novo contrato de armas em um momento de restrição orçamentária na qual outras áreas prioritárias estão sofrendo cortes. Perceba que o orçamento de 2023 também está comprometido, tanto que o Congresso está negociando uma revisão dos gastos. A CF88 garante que a… Read more »

Salim
Salim
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Caro Camargoer, neste caso não vejo conta padaria, o Guarani e usd 780 mil, Centro treinamento pode ser feito diretamente com a viatura. Manutenção mecânica EB e bem capaz, o que pode ser mais complicado e a eletrônica, porém será outro contrato ,provavelmente com fornecedor . Achei valor alto para veículo sobre rodas e pouca blindagem. A necessidade e grande, porém o preço está salgado. EB soltou comunicado que o valor e bem menor que anunciado, portanto de RS 5bi para RS 3,3 bi , espero que EB consiga melhorar tanto o valor como a quantidade para no mínimo 250… Read more »

Lúcio Sátiro
Lúcio Sátiro
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Conversa fiada. Todo mundo sabe que a PEC do rombo é para comprar parlamentar e endividar o país.
A Constituição Federal dá ao Estado atribuições que ele não pode cumprir.

Last edited 1 mês atrás by Lúcio Sátiro
Antonio Cançado
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Verdade, o problema não foi o juiz de plantão, mas o fato de o Judiciário estar todo na folha de pagamento do PT.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Hum, vamos ver então a sua coerência. Nesse caso você atribui correção ao ocorrido diante da deliberação e julgamento por dois juízes em instâncias diferentes. Engraçado que há certo caso judicial que passou por primeira instância (dois juízes diferentes), segunda instância (turma com três juízes diferentes) e por diversos recursos no STJ e STF. Várias decisões de vários juízes diferentes, em instâncias diferentes, em julgados diferentes, no mesmo sentido: Condenação do Réu. E você já foi um dos que criticou a lisura dessas decisões numa suposta parcialidade planejada para prejudicar o réu em conluio com o país malvadão lá ao… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Felipe Morais
1 mês atrás

Caro Felipe. Alguns colegas afirmaram que o juiz de plantão tomou uma decisão com viés político. Caso isso fosse verdade, o juiz titular poderia ter acatado o recurso da AGU. Como ele rejeitou, isso enfraquece o argumento de viés político. Cabe recurso para a instância superior. Claro que existe a possibilidade dos dois juízes estarem envolvidos em um conluio para prejudicar o EB ou o governo, contudo o recurso da AGU não contesta a parcialidade do juiz de plantão nem contesta a competência do TRF1. Pelo que entendi, o recurso explica que os gastos previstos para a assinatura do contrato… Read more »

Carlos Crispim
Carlos Crispim
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

O problema é que o tempo vai passar e um novo governo vai assumir, com certeza vai brecar a compra ou negociar uma propina, aí o judiciário vai sair dizendo que agora é com o novo governo, nós não temos nada a ver com isso, a gente sabe como trabalham os governos de esquerda.

Last edited 1 mês atrás by Carlos Crispim
Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Carlos Crispim
1 mês atrás

Caro Crispim. A troca de governo é um ato normal do regime democrático. Isso vem acontecendo no Brasil desde a promulgação da CF88 e espero que continue assim. A previsão orçamentária para 2023 é ruim. Segundo o Bacen, a economia poderá crescer em torno de 0,5%, o que significa que o orçamento federal no próximo ano será parecido ao desde ano. Eu não sei se o próximo governo ira adiar os Centauros e focar em cumprir os contratos assinados (ProSub, F39, KC390, Guarani). Talvez o EB possa reprogramar alguns gastos, reorganizar as suas despesas e com isso abrir espaço orçamentário.

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Mestre Camargoer, outro dos 22 escolhidos pelo Partido dentro os 27 do total…..e novamente, sem análise do mérito…..

AMX
AMX
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Tanto o juiz de plantão como, praticamente, todos os magistrados, é que são o problema. Saem das faculdades de Direito Brasil afora se achando os arautos do pacifismo. Inclusive, é mania entre eles dizerem “Brasil não deveria ter forças armadas, igual o Japão… dâ…”, falam tanto isso que parece até que faz parte das suas grades curriculares. Enquanto cursam, escutam algum abençoado dizer que “o Japão, por exemplo, não tem forças armadas, está na constituição deles, por isso são um país desenvolvido e vivem em paz”.
Curso “superior”, no Brasil, é de cabeça pra baixo.

RPiletti
RPiletti
Reply to  Eduardo Angelo Pasin
1 mês atrás

5bi faltando 1, 2 meses pra trocar o governo é pedir pra levar na cabeça…

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  RPiletti
1 mês atrás

O problema é que não seriam desembolsados os 5bi (e seriam 3,3bi na verdade), mas o problema que eu vejo são dois: 1) Esse valor seria desembolsado ao longo dos anos, e; 2) É grana do próprio exército, ou seja, não seria necessário um aporte especial de recursos para que o EB efetuasse à compra, mas algo proveniente do orçamento já alocado para a Força.

Magda Goebbels deve estar vibrando. Vamos aguardar o recurso para o STJ e ver no que vai dar, mas acho que a AGU precisa conversar com o EB para melhorar ainda mais o recurso.

Alfredo
Alfredo
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Não importa se é no PIX, no boleto ou 12 vezes no cartão.
Agora não é o momento disso.
Empenhar despesa em fim de mandato.
Sem contar que lá na frente o novo Governo pode contingenciar as verbas da Defesa e as FA teriam de pedir reforço orçamentário para despesas correntes.
Ou seja, o atual Governo em fim de mandando está amarrando parte do Orçamento para os Governos futuros.
Isso não é razoável.

Underground
Underground
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Pela sua argumentação o próximo governo também não poderá adquirir simplesmente porque despesas contratadas se estenderiam por outros governo.
FX1, parte dois.

Adriano madureira
Adriano madureira
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Se o dinheiro saísse dos cofres do governo, realmente não seria o momento,afinal o boçal presidencial deixou uma trilha de destruição pela esplanada dos Ministérios, faltando grana para muita coisa, mas se a grana vem do “cofre” do EB, a organização não deve resposta a ninguém quanto a aquisição,afinal angariou recursos para isso.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Adriano madureira
1 mês atrás

Olá Adriano. Exato. Como o EB não tem “cofre” e todos os recursos são oriundos do caixa único do Tesouro, então você matou a charada.

Alfredo
Alfredo
Reply to  Adriano madureira
1 mês atrás

O que considero é que os próximos Governos podem diminuir os recursos destinados à Defesa e, consequentemente, ao Exército.
Aí, o que será pago?
Salários ou parcelas do Centauro?

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

O dinheiro e do cofre do exercito que ele enche cobrando pela prestação de serviço, ele se financia, o governo nem precisa mais ficar colocando dinheiro em cima da contribuição dos militares para pagar as pensões.

Leonardo
Leonardo
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

“ele se financia” kkkkkkkk

Last edited 1 mês atrás by Leonardo
Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Adriano madureira
1 mês atrás

Não existe cofre do exercito, Aqui a grana sai do orçamento do governo, se fosse assim, ás forças armadas estão na situação em que estão por quê querem.

Nei
Nei
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Momento não é agora. Vamos deixar esse dinheiro para o PT desviar, emprestar, roubar, doar a vizinhos, pois isso é óbvio que vai acontecer.
Esse valor é do recursos do Exército, desde que fundamentando e com preço de mercado condizente, está na legalidade.
Outra, toda vez que vem algo novo e no estado da arte, vocês ficam com esse mimimi.
Como sempre dizemos no quartel da Polícia Militar, “a polícia só é necessária e venerada, quando você precisa dela”.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Nei
1 mês atrás

Caro Nei. O EB não tem seu dinheiro. O orçamento público é único e todos os órgãos públicos federais dependem do MInistŕio da Economia (ou Fazenda) para fazer os seus pagamentos.

Alfredo
Alfredo
Reply to  Nei
1 mês atrás

Que papo furado!

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Nei
1 mês atrás

Olá Nei. Os recursos do Tesouro não são do EB nem de nenhum outro órgão público. Os recursos são do Tesouro e são aprovados para serem usados pelos órgãos públicos pela lei orçamentária pelo Congresso e depois liberados pelo MInistério da Economia (ou Fazenda) de acordo com a disponibilidade orçamentária. De fato, a PM só é necessária quando alguém precisa dela. O hospital também só é necessário quando alguém precisa dele. Tapar buraco da rua só é necessário quanto tem buraco. O professor também só é necessário quando tiver aula. Uma verdade acaciana.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Aqui no Rio de Janeiro, teve um prefeito de uma cidade chamada Itaguaí que efetivou funcionários públicos de um concurso faltando dias para entregar o cargo, dobrou o número de funcionários públicos.
Obs. Efetivou além dos cargos disponíveis, deu pano pra manga.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Não existe grana do Exército pois o exército não tem verba fixa financiada por meios próprios, depende do orçamento federal que liberado pelo congresso e controlado pelo executivo fiscalizado pelo judiciário quando acionado. Sem isso, sem grana para o exército.

Rodrigo-brasileiro
Reply to  RPiletti
1 mês atrás

Tambem achei amadorismo do EB.

Realista
Realista
Reply to  RPiletti
1 mês atrás

é só pra falar que ele comprou alguma coisa fora remédios e prótese ..

Mauricio
Mauricio
Reply to  Realista
1 mês atrás

Esse povo anda muito preocupado com as próteses penianas dos militares, tão com medo de quê?

Marcelo
Marcelo
Reply to  Mauricio
1 mês atrás

Estão com medo do exército bater o pau na mesa !!!!kkkk

Alfredo
Alfredo
Reply to  RPiletti
1 mês atrás

Tentaram a famosa ‘passar a boiada’.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  RPiletti
1 mês atrás

ué. Então tem que brigar pra acabar com esse período pós eleição. Posse imediata do novo eleito. Se o presidente que fica não pode decidir, tem que acabar com esse lapso temporal. E a via para acabar com isso não é judicial. Especialmente por juiz plantonista.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Felipe Morais
1 mês atrás

Olá Felipe. O período de transição é uma necessidade técnica. Quando ocorre uma mudança de governo, como aconteceu em 2002, 2018 e agora, a nova equipe precisa fazer um levantamento da situação tanto orçamentária quanto estrutural do Estado. Caso o recém eleito tomasse posse imediatamente após a publicação do resultado, o país ficaria praticamente paralisado por dois meses. Não é assim que se faz, até porque o novo governo não pode assumir as responsabilidades das ações em andamento do governo anterior.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Então pronto. Se é assim, existindo essa necessidade, não cabe ao Judiciário obstar um ato do presidente em exercício, decorrente de um processo que tramita há anos e por governos diferentes.

Não cabe ao judiciário determinar se o Estado irá gastar com X ou Y, se o ato impugnado não descumpre a constituição ou lei ou princípio administrativo.

E uma observação. O STJ deu provimento ao pedido da AGU, derrubando as decisões ridículas do juiz plantonista e do TRF.

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Eduardo Angelo Pasin
1 mês atrás

É verdade, 80 mil marinheiros numa marinha com 3 navios é complicado…

Carlos Crispim
Carlos Crispim
Reply to  Eduardo Angelo Pasin
1 mês atrás

Exato. Quem comprou os Gripen e quanto custaram? Quem comprou os submarinos e quanto custaram? Ninguém reclamou dessas compras, nenhum juiz suspendeu? Agora vejam, quem foi que pagou essas compras? Sobrou pra quem? Ele pagou as compras dos outros, mas não pode comprar nada, é inacreditável.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Carlos Crispim
1 mês atrás

A compra do Gripen e do submarino foi decidido bem antes do mandato acabar e teve ação na justiça contra na época também. Dá uma pesquisada.

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

A ação na justiça se Deu por violações da legislação e por suspeita de lobby. Diferente desta que é puramente política sem embasamento jurídico algum.

Alexandre
Alexandre
1 mês atrás

Não tem ninguém acampado pedindo intervenção na frente dos quartéis da FAB e MB.
As duas forças seguem fechando seus contratos sem empecilhos.

Francisco Neto
Francisco Neto
Reply to  Alexandre
1 mês atrás

Tem gente acampando sim em frente à sede do V COMAR, em Canoas-RS

Ivan herrera
Ivan herrera
Reply to  Francisco Neto
1 mês atrás

Que continue aí , de preferência com chuva e poeira na cara 😂😂😂

WSilva
WSilva
Reply to  Ivan herrera
1 mês atrás

Ficar na chuva é bom demais, eita saudade disso…Essa turma aí tem que ficar mesmo é tomando sol, aquele sol de rachar mamona. rs

Minsc
Minsc
Reply to  Ivan herrera
1 mês atrás

Conhece aquela frase? Quem ri por último ri melhor.

Alfredo
Alfredo
Reply to  Minsc
1 mês atrás

O último que disse isso foi lá em Curitiba.
Dia 01/01 estará no Planalto.

Nei
Nei
Reply to  Ivan herrera
1 mês atrás

ir aos quartéis, demonstra uma atitude patriótica para com o Brasil, independente de qualquer cunho político e você dizer isso, só demonstra o que você é nessa sociedade.

Alexandre
Alexandre
Reply to  Nei
1 mês atrás

A partir do momento que o EB se instituiu como partido político, abriu frente para esse tipo de contestação

Alfredo
Alfredo
Reply to  Nei
1 mês atrás

‘ir aos quartéis, demonstra uma atitude patriótica para com o Brasil, independente de qualquer cunho político e você dizer isso, só demonstra o que você é nessa sociedade.’

Desenvolva o raciocínio.
Estamos ansiosos.

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Cada um busca socorro naquilo que lhe espelha, uns ficaram acampados na frente da delegacia da PF, outros ficam na frente de um quartel. Uns esperam que militares salvem o país da cleptocratica, outros querem que os criminosos sejam libertos.

Alfredo
Alfredo
Reply to  Wellington Jr
1 mês atrás

E agora, a maioria do País quer que a família inteira vá em cana.
E eu acho que nem vai precisar de vigília.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Nei
1 mês atrás

Caro Nei. Os militares não tem prorrogativa alguma para interferir no processo político. O espaço para manifestação política é o Congresso. Por isso existe aquele enorme espaço em frente ao prédio. Por que você acha que os quartéis são mais patrióticos que o Congresso Nacional? Ou mais patrióticos que as Universidades? Ou mais patrióticos que os Hospitais Públicos? Ou mais patrióticos que as Escolas de Ensino Fundamental? Ou Prefeituras?

willhorv
willhorv
1 mês atrás

Eu penso que, este judiciário está cada vez mais no fundo do poço. Sem confiança, credibilidade, engessado, um perfeita negação.

PauloOsk
PauloOsk
Reply to  willhorv
1 mês atrás

Ja ficou mais do que provado.. eles tem um lado e ponto final.

Alfredo
Alfredo
Reply to  PauloOsk
1 mês atrás

O Indigitado colocou gente dele no STF (terrivelmente carola), agora no STJ, na AGU, na PGR (sem comentários), na PF (vide troca de Delegados) e até na PRF (vide os bloqueios nas eleições) e vc diz que o Judiciário tem lado?
Faça-me o favor.

Nei
Nei
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Aí está o problema do Brasil, quem indica para os mais altos cargos (judiciais, policiais e etc.) são políticos e não concursos para saber quem é mais apto a função.
Mas o que vai acontecer e está acontecendo no próximo governo, já viu os indicados?

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Nei
1 mês atrás

Nei. Os juízes de primeira instâncias entram por concurso. Os jiuízes de segunda e terceira instância são indicados por candidatos dentro da carreira. Os juízes do STF são indicados pelo presidente mas devem ser aprovados pelo Senado. Como o STF tem a prerrogativa de interpretar a Constituição, é uma posição política que afeta todo a sociedade. Por isso é preciso que sejam aprovados pelo Senado, que foram eleitos e possuem uma prerrogativa política e exercem o poder legislativo. Seria uma imprudência que o ministro do STF ingressasse sem sem que sua visão política de sociedade fosse avaliada.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

As pessoas esquecem desse trâmite, dizem que os ministros do supremo não tem legitimidade por não terem sido eleitos, só que eles foram eleitos, de forma indireta mas foram. Passaram pela eleição de um presidente e depois pela eleição do congresso.

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Não são legítimos porque quase m sua totalidade foram indicados e sabatinados durante o período que o Brasil teve 2 dos seus maiores esquemas de corrupção que incluía compra de voto no congresso. Partindo desse pressuposto é plausível dizer que os senadores foram comprados para apoiar a indicação do presidente e em troca o esquema de corrupção nunca seria punido no rigor da lei.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

A maior parte dos desembargadores (2ª Instância) e ministros dos tribunais superiores (3ª Instância) é juiz de carreira, mas existe o quinto constitucional que reserva vagas para promotores/procuradores e advogados.
No caso do STF a minoria foi juiz, sendo que a primeira vez que julgam o processo é justamente na última instância. Seria como o jogador estrear na final do campeonato. PS: o Brasil copiou os EUA nessa forma de nomeação à Suprema Corte e também outros países a adotaram. Não é uma jabuticaba, mas não acho que seja a melhor forma.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Rafael Oliveira
1 mês atrás

Olá Rafael. Por isso eu disse que a maioria dos juízes são de carreira. A ideia do quinto-constitucional é evitar a formação de uma casta jurídica distante do que a sociedade anseia. Não sei se funciona, mas a ideia seria esta. A primeira corte suprema do Brasil é de 1808 com a transferência da Corte portuguesa para o Rio de Janeiro, mas era o tribunal português cujo integrantes eram nomeados pelo rei. A independência de 1822 demandou uma nova corte suprema que era composta pelos juizes mais antigos dos tribunais de segunda instância. O atual modelo de composição da suprema… Read more »

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Julgando pelo Mensalão e Petrolão diria que nenhum dos ministros indicados pelo PT entre 2003 e 2016 é idoneo e que sua aprovação perante o Senado foi democrática. Uma vez que é fato que o PT fez uso da Corrupção exaustivamente para ter apoio politico.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Ele está certo, o judiciário inteiro e de esquerda, não salva nem os juízes e ministros do supremo que o Bolsonaro indicou. Tudo comunista a favor da planificação dos salários, Eles tem nojo do capitalismo, estão muito revoltados com o salário obsceno que recebem, até distribuem para a classe operária. Kkkk

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  PauloOsk
1 mês atrás

Conversa fiada do lado prejudicado. Sempre quem é contrariado se acha injustiçado por motivo pessoal, nunca porquê estava errado.

Last edited 1 mês atrás by Cristiano de Aquino Campos
Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  willhorv
1 mês atrás

O (mau)exemplo está vindo de cima. Quem manda no Brasil hoje sāo os deuses do Olimpo togados.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  willhorv
1 mês atrás

É o que penso também. Quando cursei direito, os livros de alguns dos atuais ministros do STF tinham prateleiras só para eles, tamanho prestígio que gozavam. Entendo que há uma certa função ingrata em julgar conflitos. Sempre haverá uma parte satisfeita e outra insatisfeita. Isso é normal, é do jogo. Mas o que garante legitimidade desse jogo, em um Estado de Direito, é a submissão de quem deve julgar ao ordenamento jurídico, às regras do jogo. O conteúdo político nunca deveria entrar nesse espaço de análise e decisão. A cada vez que entra, a legitimidade desse jogo vai diminuindo. Até… Read more »

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  willhorv
1 mês atrás

Você é sócio de um cara que resolve vender ou comprar algo que você não concorda, aí você entra na justiça que manda parar tudo até ter tempo para julgar. Você vai achar ruim a ação da justiça também?
O Brasil tem urgência para fechar esse contrato que esperou 4 anos para ser assinado?

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Sim tem urgência maior já que o mundo não é mais previsível e está em uma estranha instabilidade.

Filipe Prestes
Filipe Prestes
1 mês atrás

Gostaria de entender o juridiquês da coisa…Se é uma suspensão, então o prazo vale até que o caso julgado, correto? Se for dessa forma, então independe de acomodar esse gasto na LOA 23 e o EB terá que esperar a sentença para cancelar ou retomar o processo de compra.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Filipe Prestes
1 mês atrás

Olá Felipe. Também tenho dificuldade de entender o jargão da área de direito (creio que complicam para que fique confuso e indigesto). Até onde entendi, a liminar é uma decisão provisória dada em caráter de urgência para garantir ou preservar o direito daquele que apresentou o pedido ao juiz. A liminar não avaliar o mérito mas apenas busca evitar que uma decisão colocada em dúvida seja tomada de modo irreversível. No caso, o advogado questionou a contratação de um novo gasto militar em um contexto de crise fiscal. O juiz de plantão aceitou a argumentação e suspendeu a assinatura do… Read more »

Nelson Junior
Nelson Junior
1 mês atrás

Mas a PEC “nuclear” de 200 bi pra dividir com a quadrilha aprovaram rapidinho no congresso…
Inversão total de valores

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Nelson Junior
1 mês atrás

Aprovaram antes no governo Biroliro, por que não aprovariam agora?

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Nelson Junior
1 mês atrás

Não entendi o quê uma decisão do congresso que pode nem ser aplicada com uma decisão do judiciário sobre um contrato com multa e juros bilionários em caso de descobrimento ou atraso?
A PEC E uma autorização de gasto extra como os 4 que foram liberados durante o atual governo e que juntos tem o mesmo valor ou mais até. Aliás essa pec atual teria que sair mesmo se o Bolsonaro tivesse sido eleito já que é para pagar promessas que ele também fez. Aumento do salário mínimo e bolsa família de 600 reais.

Welington S.
Welington S.
1 mês atrás

Fazuelle

Alfredo
Alfredo
Reply to  Welington S.
1 mês atrás

‘L’.

Nei
Nei
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Aqui vemos um comentarista que deve ser comediante. Seus argumentos, são exclusivos de apoio a esquerda, então não vale nada.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Nei
1 mês atrás

Olá Nei. Então, se fosse um comentário de apoio á direita (mesmo que fosse um absurdo constitucional) seria válido?

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

E você tem dúvida disso. Se um cara de direita invadisse a casa de um cara de esquerda armado e levasse um tiro na cara o cara de esquerda ainda estaria errado.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Doidera.

Allan Lemos
Allan Lemos
1 mês atrás

Só vão liberar isso quando o novo governo assumir, para o nove dedos poder falar que foi ele que comprou blindados para o EB.

Bjj
Bjj
1 mês atrás

Não sou da área do direito, e talvez alguém que seja possa me responder. A prerrogativa do judiciário de sustar atos do executivo não estaria obrigatoriamente relacionado apenas ao controle de legalidade? Pois no caso em questão, onde se alega que o gasto não é prioritário, fica evidente que está sendo feita uma análise de conveniência e oportunidade, que até onde eu sei apenas o executivo poderia fazer em relação aos seus próprios atos. OBS: é muita hipocrisia do petismo querer discutir a moralidade desse tipo de gasto quando sabemos que o programa militar provavelmente mais caro da nossa história… Read more »

Manuel Flavio Vieira
Reply to  Bjj
1 mês atrás

Não há vício formal na liminar tampouco no indeferimento do recurso da AGU. Entretanto as justificativas do desembargador são bastante contestáveis, uma vez que não houve vício na concorrência, o orçamento é definido e aprovado pelo Legislativo (e está em processo de votação) e não do Executivo bem como demonstrou total falta de conhecimento do processo de aquisição em si. Contrato de protótipo e, depois seguindo caso não haja óbices, a aquisição das 96 unidades de produção com a possibilidade de exercer a opção de mais unidades conforme disponibilidade orçamentária é extremamente comum em contrato de Defesa. O desembargador tomou… Read more »

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Bjj
1 mês atrás

Caro Bjj,
Há quem defenda que não cabe ao Poder Judiciário avaliar os critérios de conveniência e oportunidade do Executivo, mas o Poder Judiciário pode analisar qualquer requisito do ato administrativo e invalidá-lo na falta de algum deles.
A nomeação do Lula como ministro pela Dilma, invalidada pelo Gilmar Mendes e a nomeação de um Diretor da PF pelo Alexandre de Moraes são alguns casos famosos que o ato seria legal, em sentido estrito, mas foi suspenso e anulado.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Rafael Oliveira
1 mês atrás

Olá Rafael. Lembrando que o judiciário age quando provocado. Neste caso, um advogado entrou com uma ação pedindo a suspensão liminar da assinatura do contrato. O juiz de plantão concedeu a liminar. A AGU recorreu ao tribunal e o juiz titular rejeitou o recurso. Agora, a AGU pode recorre na instância superior. Acho que entender isso é o básico do básico. Vida que segue, Se perder na instância superior, tem outra instância acima.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Caro Camargoer. Só um complemento. As notícias são um pouco imprecisas. A ação foi distribuída em 1ª Instância, que é a competente para a distribuição da ação, com pedido liminar. O Juízo de 1°grau não deu a liminar (não consegui acessar a decisão para saber a fundamentação ou se, o que é comum, ele tenha despachado algo como “responda a AGU sobre o pedido de liminar em 48 horas e após voltem para decisão”). Não vi, então não sei. O que sei é que não foi deferida. Dessa decisão, a parte apresentou agravo de instrumento, o qual, em razão do… Read more »

bjj
bjj
Reply to  Rafael Oliveira
1 mês atrás

Obrigado pelo esclarecimento

Marco Antonio
Marco Antonio
1 mês atrás

A quem interessa forças armadas debilitadas?
Esperar o surgimento de ameaças para efetuar compras que garantam a mínima competência operacional das forças armadas é temerário, irresponsável ou declarada má fé, o que encerraria objetivo pouco democrático. É a minha opinião!

Joanderson
Joanderson
Reply to  Marco Antonio
1 mês atrás

Quem mais fez pelas forças armadas foi a esquerda, ex os gripens e os novos submarinos.

Nei
Nei
Reply to  Joanderson
1 mês atrás

kkkk. sério?
Fez o básico, como qualquer outro faria. Nada de especial.

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Joanderson
1 mês atrás

Submarinos e gripen levaram ao menos 3 mandatos ( os caças levaram 20 anos) para serem definitivamente decididos, demorou tanto que perdemos grandes projetos que poderiam colocar o Brasil a frente.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Wellington Jr
1 mês atrás

Olá W. Como assim? Se os projetos foram decididos e implementados e em execução, quais foram os projetos que foram perdidos?

Nilo
Nilo
1 mês atrás

“Exército decidiu na semana passada a aquisição de 98 veículos do modelo Centauro II”, mas o Exercito não da a última palavra, para quem pede fim do STF tem dificuldades de entender, e a escolha do equipamento mesmo tendo seus méritos peca na estratégica, no  curso de ação que o tomador de decisão escolhe para atingir seus objetivos.
Generais de urnas eletronicas.. Adeus. Fica para os próximos comandantes.

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
1 mês atrás

Interessante é ver que o presidente de Argentina usou as mesmas palavras do juiz que suspendeu o contrato, será que foi coincidência ou discurso ideológico pronto ?

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Diego Tarses Cardoso
1 mês atrás

Olá Diego. O juiz usou as palavras escritas no pedido de liminar.

H.Saito
H.Saito
1 mês atrás

Decisão judiciária obviamente de caráter político.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  H.Saito
1 mês atrás

Caro Saito. Observe que a liminar foi determinada pelo juiz de plantão e o recurso foi rejeitado por outro juiz (provavelmente o titular). Então parece um conluio… cabe recurso na instância superior constituído por um colegiado.

Bardini
Bardini
1 mês atrás

Se não tivessem literalmente MATADO o projeto do Guarani 8×8, para satisfazer a IDV (que se nega a ser empresa estratégica de defesa, diga-se de passagem) e todo seu lobby encima do Centauro II, não estariam passando por essa situação vexaminosa. . Para comprar um 8×8 nacional, de propriedade intelectual do próprio EB, não precisariam fechar contrato bilionário da forma como estão fazendo com os italianos. Não teria novela. . E mais: dinheiro para desenvolver isso aí, TEVE. Mas resolveram enfiar a grana na Akaer, para que os caras desenvolvam um novo Cascavel… Uma completa e total piada. . Deu… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Bardini
João Fernando
João Fernando
Reply to  Bardini
1 mês atrás

EXATAMENTE!!!!!!!!!!

Santamariense
Santamariense
Reply to  Bardini
1 mês atrás

O dinheiro da modernização dos EE-9 daria para desenvolver todo o famoso Guarani 8×8, ou iria faltar? E quanto custariam os exemplares desenvolvidos e operacionais desse Guarani bombado?

Bardini
Bardini
Reply to  Santamariense
1 mês atrás

O projeto vinha sendo desenvolvido por anos. Não era nenhuma novidade. Faltava selecionar torre e refinar o projeto encima da nova torre. O lobby era encima da torre italiana… . Para a função em que o EB quer enfiar estes blindados, poderiam ter selecionado uma torre 105 mm, via Ares, que é cadastrada como empresa estratégica de defesa. Uma torre de 105 mm sobra na função e, diga-se de passagem, já teríamos as munições para implementar o veículos. Inclussive, com desenvolvimento local de munições encaminhado. Mas a IDV certamente não iria gostar nada disso aí, sabendo que no final poderia… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Lobistas.

João Fernando
João Fernando
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Parabéns novamente, escreveu exatamente o que penso. Teve muito lero lero de Guarani 8×8 e mataram tudo

Salim
Salim
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Tanto guarani como centauro e da Iveco, a matriz deve estarpressionando para serem produzidos Itália, como os jipes. A EB tem poder e volume para produzir aqui o Guarani 8×8, não o fazem por….. não sei o que. Porém uma família 6×6 e 8×8 com itens comuns seria um bom negócio para Brasil.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Fora a parte que o Brasil é o único país na América Latina com dinheiro para comprar Centauro II, então é óbvio que não irá exportar.
Tal como usaram esse argumento de exportação para a AL em outras compras e não exportou o helicóptero EC725 Caracal, o submarino Scorpene e o caça Gripen para ninguém,

sub urbano
sub urbano
1 mês atrás

Nossa, logo agora que o governo ia fazer uma boa aquisição.

obs. Logo agora = 1 mês pro governo acabar kkk

Alessandro
Alessandro
1 mês atrás

É uma briga entre os interesses do “sistema x sistema” então que se lasquem os dois lados, pois é sempre o povo que paga a conta desses pilantras.

Quem mandou o EB ser tão passivo nessas questões políticas/jurídicas, agora que aguentem e façam o L com o próximo governo.

Como diz o velho ditado popular: “ajoelhou agora tem que rezar.”

Last edited 1 mês atrás by Alessandro
Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Alessandro
1 mês atrás

Como seria o modo ativo? Um cabo e um soldado no STF? O Brasil já está um a maravilha sem aventuras, imagine com, e as muitas sanções internacionais…

Felipe Maia
Felipe Maia
1 mês atrás

Decisões absolutamente ridículas. Se for seguida essa lógica, então não se compra mais nada no meio militar.
Mas já sabemos o que se passa. Esses dois desembargadores são candidatíssimos a Ministros do STJ nos anos 4 que estão por vir.

Esteves
Esteves
Reply to  Felipe Maia
1 mês atrás

A lei, ora a lei.

Dizia Jader Barbalho. O pai.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Aos amigos, tudo. Ao inimigos, o rigor da lei.

Neural
Neural
1 mês atrás

Exército tem que cancelar isso e parar de dar vexame, compra mais uns Guaranis, uns Spike adicionais, e uns obuseiros M-198 recauchutados via FMS, tá ótimo.

Esteves
Esteves
1 mês atrás

Pode ser. Pode ser política de retaliação. Pela frente Minas apoiou. Por detrás, Minas votou. Logo…vamos dar uma paulada nessa gente mineira fazendo-os perder, por hora, o contrato, os empregos, os negócios. É liminar…mas vamos fazê-los suar e soar. “O cronograma oficial prevê o recebimento das duas primeiras viaturas (na Itália) no inicio do próximo ano (2023) e a entrega de lotes graduais até 2038, sendo que os primeiros montados no Brasil seriam entregues em 2027.” Negócio para a década de 30. Seriam mais de 220, ficaram essa mixórdia de 90 e poucos que certamente serão reduzidos. Nada urgente tipo pagar… Read more »

Peter nine nine
Peter nine nine
1 mês atrás

Mas afinal são 5 ou 3,3?????

Esteves
Esteves
Reply to  Peter nine nine
1 mês atrás

Não tem 5 como não tem 3.

NEMO revoltado
NEMO revoltado
1 mês atrás

L 🤡🤡🤡

Esteves
Esteves
1 mês atrás

Quando devem vários 5 bilhões ficam em dúvida da dívida. Paga-se o que deve-se ou contrai-se?

Parece uma lagarta contorcendo-se para mudar a forma. Entra no casulo, vira borboleta e voa. Por fora, mudou a forma. Por dentro, não muda.

Agora dizem que a Iveco temerosa de não receber, deu um jeito de conversar mineiramente mais adiante.

O estado é antropomórfico ou o jumento é mais sabido?

https://oglobo.globo.com/mundo/noticia/2022/12/r-55-bilhoes-em-dividas-ameacam-deixar-brasil-sem-voto-ate-na-onu.ghtml?utm_source=globo.com&utm_medium=oglobo

Esteves
Esteves
1 mês atrás
Esteves
Esteves
1 mês atrás

Segundo Princípio da Administração Pública. Impessoalidade. Não diferenciar o tratamento para pessoas com diferentes opiniões, sexualidade, preferências ideológica e outras no atendimento em setores públicos; Não buscar favorecimento em serviços públicos para qualquer pessoa como antecipação de ações, preferência na resolução de casos, etc.; Tratar todos os cidadãos com a mesma educação, respeito e atenção em qualquer ambiente. Esses governos são tão caloteiros, mas tão caloteiros, mas tão caloteiros, que cada um que senta só faz aumentar o buraco. Do jeito que fazem as coisas, Esteves pode ser Ministro da Economia. Basta pegar na canetinha (ops, não pode ser vermelha)… Read more »

Esteves
Esteves
1 mês atrás

O mais criticado foi o mais sabido. Ainda em campo, Neymar deu uma bronca na defesa. — Por que subiu? Faltam 4 minutos. Tava 1 X 0. O que foram fazer lá na frente? Fizeram a mesma pergunta ao Tite. Por que a linha subiu? — Não. A linha não subiu. Nós estávamos em transição de ataque. Como 4 jogadores de defesa do Brasil ficaram expostos contra 8 jogadores da Croácia…insistiu o repórter. Com o time vencendo e o jogo acabando…o que aconteceu? — Não aconteceu assim. É que a bola desviou. Moral da história. Não se deixa a Defesa… Read more »

Andrey
Andrey
1 mês atrás

Lá vai o Brasil,descendo a ladeira, e com a carreta furacão tendo a economia comandada pelo poste,vamos virar logo logo a Argentina.

Esteves
Esteves
Reply to  Andrey
1 mês atrás

Olha…na verdade somos parecidos. Crise fiscal, desindustrialização, desnacionalização, problemas éticos e Moraes.

Vida dura.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Olá Esteves. Talvez os dois países sejam parecidos. O processo histórico dos dois países tem muitas similaridades. Então, muitos dos problemas dos dois países tem as mesmas origens históricas, econômicas e ideológicas. Isso sugere que as soluções também precisem de um processo político de integração.

Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Olá também Mestre Acadêmico Professor, Muito bom lê-lo. Parabéns. A próxima Copa será uma integração esportiva reunindo México, EUA e Canadá. Perdemos excelente oportunidade de integrar o continente quando egoisticamente organizamos a Copa aqui desprezando as oportunidades em subsedes no Uruguai, Argentina, Venezuela, Paraguai. Penso que deveríamos (os 9 países da Região Amazônica) oferecer a realização de jogos Olímpicos Amazônicos. Melhor ocupar a floresta com atividades legais X garimpeiros. Poderíamos ter delegações indígenas portando nossa bandeira, cantando nosso hino. Esteves tem orgulho do hino. Sim. Assemelhados e semelhantes somos. Elite ruralista, economias estruturalmente danificadas, industrialmente falidos e governados por trapalhões.… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Olá Esteves. Pelo que lembro, a FIFA havia decidido não mais fazer copas compartilhadas após Japão/Coreia. Não sei o que me surpreende mais, Qtar ou Copa América-do-Norte. De qualquer modo, a ideia de fazer uma Copa Mercosul é excelente.

Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Mestre,

Existem Jogos de Inverno, Jogos de Verão, Jogos da Primavera, Olimpíadas para todas as estações do ano.

Manaus tem uma Arena abandonada. Estavam realizando jogos por 1 real. Aquela Copa Verde, acho que não tem mais, foi um fracasso porque foi feita isoladamente em isolamento.

O homem é um ser social. Jogos Amazônicos sob a bandeira do COI. Jogos do Atlântico Sul. Olimpíadas das Águas.

Precisa de esforço e amor verdadeiro. Mestre…impressionante como nosso futebol não produz bons goleiros.

Esse goleiro de Marrocos é espetacular.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Olá Esteves. Sou corinthiano e pé frio. Torcia pelo Japão e pelo Brasil (sempre torço para dois países na copa). Depois passei a torcer por Portugal e Argentina. Caiu Portugal, escolhi Marrocos.

Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Não é do tempo do Mestre,

Esteves torceu por Zé Carlos e Zenon, Capitão, Renato Pé Murcho, Careca e Bozó.

E tinha o Miranda na defesa. Mais tarde apareceu um ponta esquerda muito bom…João Paulo.

E, claro, Esteves torceu pelo Veron do Estudiantes. O maior de todos.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Esteves
1 mês atrás

O mais longe que eu alcanço é o Corinthians de 75. Vibrei muito com a vitória do Timão no Paulista de 77 contra a Macaca.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Copa Amazônica. Fale pra quem foi pro Catar e teve que andar 15 km por dia. Imagine isso no calor e umidade amazônicos. Já planeja junto outra transposição, pra transportar suor de gringo pros rios do semiárido. Copa é mobilidade. Se for construir uma ferrovia na Amazônia, em sonhos distantes que haveriam muitos km/dólares disponíveis, tem que enfrentar 170 instâncias judiciais antes. A ferrogrão está lá, sob vista, há mais de ano e, provavelmente, continuará por anos sendo vistoriada pelo juiz responsável. Isso sem falar na galera da ONU, preocupada com as girafas da Amazônia e o Jack, que sobreviveu… Read more »

Romão
Romão
Reply to  Andrey
1 mês atrás

Gasolina batendo quase 10 reais do governo do Micto! Carro popular custando 70 mil…
Nós já somos a Argentina!

Esteves
Esteves
Reply to  Romão
1 mês atrás

Carro de 100 mil está por esse preço em todo o mundo por falta de insumos, exigências tecnológicas dos governos para diminuir emissões e proteger ocupantes, concentração de montadoras como a Stellantis que uniu italianos, franceses e norte-americanos ou 7 marcas em 1 negócio, queda do poder de compra das moedas locais e fim do ciclo econômico dos motores exclusivamente movidos à combustão.

Mas os bancos estão aí para financiar.

Alfredo
Alfredo
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Pode ser que em todo o Mundo o carro esteja perto de 100 mil, mas em poucos países o salário mínimo é de apenas 1.200.
Ou seja, o sujeito tem de trabalhar quase 100 meses sem gastar com mais nada para comprar um pé de boi.
E olha que a gasolina está 5 contos, a carne (boa) uns 40 e o gás de cozinha 100 paus.

Alfredo
Alfredo
Reply to  Esteves
1 mês atrás

O problema não é apenas o carro custar 100 mil, mas o salário mínimo valer 1.200.

Esteves
Esteves
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Esse é um dos problemas. A falta de competitividade das moedas locais frente ao dólar e ao euro. A queda do poder de compra dessas moedas. Contei lá no Naval. Uns 10 anos atrás. Quebrou aquele botão que liga o ar condicionado na Ranger. Espanou. Fui na concessionária, depois em uma casa de peças. Na casa de peças custava uns cento e tantos. Em uma loja de elétricos, dessas que vendem ferramentas e tomadas comprei uma bem parecida por 7. Não era de carro mas era 90% igual. A original Ford vinha da Inglaterra. Provavelmente era produzida na China e… Read more »

Minsc
Minsc
Reply to  Romão
1 mês atrás

Espera pra ver ano que vem antes de falar isso.

Andrey
Andrey
Reply to  Romão
1 mês atrás

Espero que não,pois se virarmos uma Argentina,para desespero da mil!t@nc!a ainda não somos,as consequências serão desastrosas.
Mas com a equipe que parece a visão do inferno ,o carro saira por 200 mil e a gasolina a 30 .

Alfredo
Alfredo
Reply to  Andrey
1 mês atrás

Estamos parecidos.
Eles não têm dinheiro para o JF-17 e nós para o Centauro.

Esteves
Esteves
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Dinheiro tem. Ainda somos uma grande economia. Acontece que as despesas do estado são tratadas como pudim.

Um erro que frequentemente cometemos é comparar o gasto público (despesa e investimento) com economias domésticas.

O Brasil precisa retomar os investimentos com infraestrutura. Para isso, com uma crise fiscal que não termina, tem 2 jeitos.

Reforma do estado que político nenhum ousa fazer, vide Paulo G que entrou chorando e saiu sorrindo devendo até os gatos, ou aumento dos gastos.

Aumentar os gastos é mais fácil. É só chamar os bancos. Estão sempre por perto.

Reformar o estado…precisa caçar gatos. Mais difícil.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Olá Esteves. O mais engraçado é ver que quem faz esta comparação sabe que é bobagem.

Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

É o caminho mais fácil. Até o Esteves usou essa comparação com os orçamentos domésticos + bancos. É uma tentação. Mas é irreal. A economia norte-americana é tocada pelas hipotecas. Banco nos EUA tem um em cada esquina. Enquanto aqui fecham bancos, na América abrem. São quase 5 mil bancos lá X uma dúzia no Brasil. São 15 mil agências físicas no Brasil X 200 mil nos EUA. Nos EUA existem 8 mil cooperativas oferecendo crédito X 800 cooperativas no Brasil. O discurso mais fácil para vender palestra e auto ajuda é comparar batata com repolho. O Brasil deve subir… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Olá Esteves. Pois é. É uma comparação fácil e errada. Cada pessoa tem a própria experiência de administrar o próprio orçamento, o qual depende da própria geração de renda. O Estado, por outro lado, não gera renda mas induz a geração de renda por meio de políticas anticíclicas. Lembro do Delfin Netto dizendo que o Estado deve gastar na recessão e economizar na expansão. O que prejudica o equilíbrio fiscal do Estado é a recessão, não a dívida. A comparação do orçamento público com o orçamento doméstico e a ideia que super-ricos usam o excedente de riqueza para investimento são… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

A Coréia tá dando um jeito nisso. Estão rejuvenescendo a população.

Quem nasce lá, agora, só faz aniversário em janeiro.

Vida loca.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Olá Esteves. Uma sugestão seria só contar os anos pares. Isso reduziria a idade média do população pela metade… Mas também derrubaria a expectativa de vida.

Omg
Omg
1 mês atrás

O partidão vai comprar algum lixo francês de segunda linha, num pacotão de bilhões de euros, com “transferência de tecnulugia” para alguma subsidiaria da odebretch.

Esteves
Esteves
Reply to  Omg
1 mês atrás

Retirados os vícios, a Odebrecht deveria ter retornado e retomado sua capacidade econômica como uma das maiores empreiteiras do mundo.

  • Por que não foi feito?

O Naval Group não é “lixo de segunda linha”. O Naval Group forma uma empresa nacional juntamente com a Marinha do Brasil, a Itaguaí Construções Navais.

https://www.naval-group.com/fr

Esteves
Esteves
Reply to  Omg
1 mês atrás

Isso não é “lixo”.

Esse esforço representa a dedicação de milhares de brasileiros, civis e militares, na obtenção da independência tecnológica que ainda nos falta.

http://www.icnavais.com.br/

Alfredo
Alfredo
Reply to  Omg
1 mês atrás

Com esses 5 bilhões dá para construir umas 3 fábricas, contratar uns mil engenheiros e comprar aço para uma 1.000 CC.

Esteves
Esteves
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

E vai fabricar o que pra vender pra quem?

Defesa é um importante investimento público. Defesa exige sustentação tecnológica e empregos…que faltam por aqui.

Quer alugar uma casa na Europa, EUA, Ásia? Tem máquina que faz isso. Escolhe o imóvel, paga no cartão e recebe a chave na máquina.

Inovação elimina emprego. Quantos empregados trabalham em uma imobiliária tradicional? Quantos empregos serão perdidos com o fim dos carros a combustão e o fim do abastecimento dos carros à combustão?

Defesa é prioridade. Assim como Segurança.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Olá Esteves. Pois é. Desde pequeno leio sobre como o avanço tecnológico elimina empregos. Nas grandes cidades do Sec XIX, os postes de luz abastecidos com gás precisam de um funcionário para acender e apagar os lampiões. Também tinha um carroceiro que recolhia o estrume de cavalo. Por outro lado, não existiam oficinas e funilarias. Bancos tinham uma enorme quantidade de caixas (e filas longas). Por outro, o sistema de saúde público do INAMPS só atendia uma parcela da população (com carteira assinada) e os municípios não tenham creches, nem UBS, nem USF. Fica claro que quanto mais tecnológica uma… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

A escola é a única resposta para isso tudo. Mais. Mais inovações. O Japão é o maior exemplo de inovação com pleno emprego.

Mas tem que haver educação.

João Moita Jr
João Moita Jr
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Quem dera. Serão usados para construir vidas cheias de luxo, fartura e felicidade para a nova equipe de depredação do país.

Omg
Omg
1 mês atrás

no mais, a decisão é bizarra e cria um limbo jurídico. qual é o fato específico que sustenta a decisão e permitiria que ela seja superada? é o valor do contrato? é o governo do momento? é o processo de licitação em si? é o equipamento escolhido? quando que o exercíto poderá retomar a aquisição? quando virar o governo? quando a “saudieducassaum” tiver mais dinheiro? já podem abrir outro processo agora? podem aproveitar o mesmo processo? decisão juridica tomada por plantonista de final de semana, numa sentença rabiscada às pressas, com bases em argumentação generica, leva a essa situação de… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  Omg
1 mês atrás

É uma liminar. Um mandado de segurança. Um pedido de tutela antecipada. Pode ser concedido ou não. Atualmente as cortes estão avessas aos pedidos de liminares preferindo julgar a reclamação definitivamente.

A tutela foi concedida. Houve recurso negado. Por hora o fato está suspenso. Acontece todos os dias em todas as câmaras.

Segue o enterro.

Esteves
Esteves
Reply to  Omg
1 mês atrás

Hoje é dia de cuscuz.

Last edited 1 mês atrás by Esteves
Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Pois é. Eu errei. Achei que era o dia do bacalhau com batata. Fui surpreendido. Dizem que cuscuz com baguete também combina.

Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Nunca vi isso.

Quando Esteves frequentava casa de pernambucano tinha cuscuz feito com sardinha, palmito, tomate, pimentões, ovo cozido. Delícia com Original geladinha. Comer com a mão. Nada de talheres…como pizza napolitana.

Pernambuco herdou uma extensa culinária portuguesa influenciada pelos marroquinos.

Bolo de rolo…aí, ai, ai.

Tem uma pizza napolitana boa aqui. Chama Rural. Pequena. Auto serviço. Entregam a pizza no papel manteiga e daí em diante é com o freguês. 4 pedaços. Delícia. Cerveja na geladeira.

Um dia Esteves vai pra Nápoles andar naquelas ruas estreitas…comendo pizza frita, ouvindo histórias.

Um dia.

Antonio Cançado
1 mês atrás

Justiça não, o Judiciário.
Todo ou quase todo cooptado e aparelhado pelo PT.
A Justiça neste país foi assassinada pelo PT.

Esteves
Esteves
1 mês atrás

O processo está sob sigilo. Acho que sim. O advogado geral da União é Bruno Bianco, especialista em regimes previdenciários. Atuou em Marília. Sem ler a petição é difícil tacar m*. Penso que a Defesa ou o EB deveriam ter contado com advogados especializados, conhecedores do entendimento da Justiça Federal que negou o apelo. É necessário exclusivar a AGU? Dizer ao juiz que o valor será despendido de forma futura…que primeiro vem 2 amostras…é contar historinha. Juiz sabe ler. Se vai ao juízo e se vai a um juízo federal, vai sustentado com fatos e alegações robustas. Ainda que seja… Read more »

Velho Alfredo
Velho Alfredo
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Quem defende a União é a AGU.
Não pode ser contratado um advogado.

Esteves
Esteves
Reply to  Velho Alfredo
1 mês atrás

Pois é. Ruim com João, pior com João.

Precisa mudar essa lei.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Olá Esteves. Há um problema ético em usar advogados de escritórios privados para defender a União. É importante que sejam servidores públicos concursados. A AGU tem acesso a dados do governo que poderiam ser manipulados por escritórios privados em proveito de outros clientes.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Em vez de mudar a lei, pra contratar advogados e gastar mundos e fundos com escritórios por aí, é melhor contratar mais AGUs.

É difícil pedir dedicação aos caras, com mil processos pra peticionar e uma bolada de órgão pra atender.
Órgãos de Estado que lidam com muito dinheiro, como as FAs, o Minfra, o Cidadania etc, tinham que ter um departamento da AGU, um da CGU e outro do TCU exclusivamente dedicados a eles, de forma que as decisões pudessem ser tomadas com total respaldo jurídico e com máxima lisura.

Arthur
Arthur
1 mês atrás

E certos blogs e canais de defesa que elegeram a Rússia como pária. Acho que o EB entrou na lista…

Esteves
Esteves
Reply to  Arthur
1 mês atrás

Olha…eu daria outro nome. Incompetência da AGU. Isso mostra como a Defesa apesar de apear o presidente ainda posta-se distante da sociedade.

Alias…faz tempo que não leio um AGU contando vitória. Receios de contratos sustados como tentaram fazer com as Tamandarés, obrigou a MB a antecipar-se ao TCU. Quem tem queijo, guarda o queijo.

Demitam os incompententes.

Ricardo
Ricardo
1 mês atrás

Fazueli. República de Banânia do Brasil. Pra que inimigos com políticos e o judiciário deste tipo, tudo quinta coluna.

Alfredo
Alfredo
Reply to  Ricardo
1 mês atrás

Que susto!
Pensei que estivesy escrito Pazuello.

Alfredo
Alfredo
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

*estivesse

Mirão
1 mês atrás

Mas 36 Bilhões por 30 caças gripens pode né? E 200 bilhões por causa de um papel rabiscado pode também né? Quem usa o argumento de “mas uma compra dessas logo no apagar sas luzes?” com certeza só teve conhecimento do interesse do EB exatamente quando a compra foi suspensa sendo que a licitação já está em curso a mais de 2 anos. E depois estes mesmos irão dizer duas coisas: 1- “Quem investiu nas FAs mesmo foi a esquerda” 2- “Modernização das FAs tem que ser programa de estado e não de governo” E eu estou falando com você… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Mirão
1 mês atrás

Caro MIrão. O financiamento do FX2 foi de SEK 39 bilhões, mais US$ 200 milhões usados para adquirir armas para equipar os aviões. Isso equivale hoje a menos de R$ 21 bilhões. Para recordar, durante o governo FHC, a FAB foi autorizada a fazer uma licitação para a aquisição de um ou dois esquadrões de caças supersônicos limitado a US$ 200 milhões. Após a divulgação da lista final, a decisão foi deixada para o governo Lula que encerrou aquela licitação, lançando o programa FX2 que previa a aquisição de 36 aeronaves com participação da industria nacional em sua fabricação. Após… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  Mirão
1 mês atrás

Enquanto Professor Camargo come bacalhau…ainda tem o bacalhau lá no Belém? Esteves gostava do bacalhau do Antiquarius…mas a conta era salgada…acho que não tem mais. Outra opção era na Rua Barra Funda…podia escolher a posta lá na cozinha. Caçar uma liminar é rotina de todo dia. A falta de sucesso até agora não significa uma derrota. Se a petição repetiu a nota do EB, bastante elucidativa, ouso dizer que a AGU foi pouco inspirativa. O momento. O presente tem sido um presente de cortes, reduções, contenções e negações. Até o 13 dos autárquicos entrou na fila de espera. O café… Read more »

Joao dos Palmares
Joao dos Palmares
1 mês atrás

E o tanque leve diesel eletrico americano. O X. Alguma noticia?

Esteves
Esteves
1 mês atrás

Grato por terem permitido ao Esteves comentar aqui. Quem deseja conhecer tecnicamente o assunto da matéria pode ler os comentários do Bardini ao mesmo tempo que pôde-se participar de outras (matérias) publicadas pelo Forte.

Tem um buscador lá em cima. Basta digitar e divertir-se. O que não falta na Trilogia é discussão sobre Defesa, tão necessária para o nosso entendimento e para a nossa reflexão sobre o papel da Defesa na sociedade.

Um país vitorioso é um país conjunto.

Anibal
Anibal
1 mês atrás

A(s) decisão(ões) tiveram viés político sim, só não ver quem não quer. Em nenhum momento é citado qualquer erro no processo licitatório. Me corrijam se eu estiver errado por favor.

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
1 mês atrás

Infelizmente, a politica impregnou o nosso Judiciário. Teremos anos complicados daqui pra frente, mas…., foi isso que escolheram, então….

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
1 mês atrás

Infelizmente, acho que o EB deve dar um tempo. Deixar o novo Comandante assumir, baixar a poeira, e em Janeiro voltar, junto com o MD a tentar rever esta decisão junto ao STJ, mesmo com recesso há desembargadores de plantão. Nesse momento Brasilia está muito agitada….

Carlos Crispim
Carlos Crispim