China prepara pacote de US$ 143 bilhões para suas empresas de chips diante das restrições dos EUA

HONG KONG (Reuters) – A China está trabalhando em um pacote de suporte de mais de 1 trilhão de yuans (US$ 143 bilhões) para sua indústria de semicondutores, disseram três fontes, em um grande passo em direção à autossuficiência em chips e para conter as medidas dos EUA destinadas a desacelerando seus avanços tecnológicos.

Pequim planeja lançar o que será um de seus maiores pacotes de incentivos fiscais, alocados ao longo de cinco anos, principalmente como subsídios e créditos fiscais para reforçar a produção de semicondutores e atividades de pesquisa em casa, disseram as fontes.

Isso sinaliza, como os analistas esperavam, uma abordagem mais direta da China em moldar o futuro de uma indústria que se tornou um botão geopolítico quente devido à crescente demanda por chips e que Pequim considera como a pedra angular de seu poderio tecnológico.

Também provavelmente aumentará as preocupações nos Estados Unidos e seus aliados sobre a concorrência da China na indústria de semicondutores, dizem analistas. Alguns legisladores dos EUA já estão preocupados com o aumento da capacidade de produção de chips da China.

O plano pode ser implementado já no primeiro trimestre do próximo ano, disseram duas das fontes que não quiseram ser identificadas por não estarem autorizadas a falar com a mídia.

A maior parte da assistência financeira seria usada para subsidiar a compra de equipamentos domésticos de semicondutores por empresas chinesas, principalmente fábricas de semicondutores, ou fábricas, disseram eles.

Essas empresas teriam direito a um subsídio de 20% sobre o custo das compras, disseram as três fontes.

O plano de apoio fiscal ocorre depois que o Departamento de Comércio dos EUA aprovou em outubro um amplo conjunto de regulamentos, que podem impedir o acesso de laboratórios de pesquisa e centros de dados comerciais a chips avançados de IA, entre outras restrições.

Os Estados Unidos também têm feito lobby com alguns de seus parceiros, incluindo Japão e Holanda, para restringir as exportações para a China de equipamentos usados na fabricação de semicondutores.

E o presidente dos EUA, Joe Biden, assinou em agosto um projeto de lei histórico para fornecer US$ 52,7 bilhões em subsídios para a produção e pesquisa de semicondutores nos EUA, bem como crédito fiscal para fábricas de chips estimadas em US$ 24 bilhões.

Com o pacote de incentivos, Pequim pretende intensificar o apoio às empresas chinesas de chips para construir, expandir ou modernizar instalações domésticas para fabricação, montagem, embalagem e pesquisa e desenvolvimento, disseram as fontes.

O último plano de Pequim também inclui políticas fiscais preferenciais para a indústria de semicondutores do país, disseram eles.

O Gabinete de Informação do Conselho de Estado da China não respondeu a um pedido de comentário.

Prováveis beneficiários

Os beneficiários serão empresas estatais e privadas do setor, principalmente grandes empresas de equipamentos de semicondutores como NAURA Technology Group (002371.SZ), Advanced Micro-Fabrication Equipment Inc China (688012.SS) e Kingsemi (688037.SS), as fontes adicionadas.

As ações dos fabricantes de chips chineses saltaram no início do pregão na quarta-feira, após a notícia do pacote. O SSE STAR Chip Index da China (.STARCHIP) abriu quase 4% mais alto. As ações listadas em Xangai da gigante da indústria Semiconductor Manufacturing International Corp (SMIC) subiram 5,2%, para uma alta de quatro meses.

Algumas ações de chips chineses em Hong Kong também subiram acentuadamente na terça-feira, após a reportagem da Reuters. SMIC (0981.HK) adicionou mais de 8%, enviando seu ganho diário para quase 10%. Hua Hong Semiconductor Ltd (1347.HK) fechou em alta de 17%. Os mercados do continente estavam fechados quando o relatório foi publicado.

Alcançar a autossuficiência em tecnologia foi destaque no relatório de trabalho completo do presidente Xi Jinping no Congresso do Partido Comunista em outubro. O termo ‘tecnologia’ foi referido 40 vezes, contra 17 vezes no relatório do congresso de 2017.

O apelo de Xi para que a China “vença a batalha” em tecnologias essenciais pode sinalizar uma revisão na abordagem de Pequim para o avanço de sua indústria de tecnologia, com mais gastos e intervenções estatais para conter as pressões dos EUA, disseram analistas.

As sanções dos EUA publicadas em outubro fizeram com que grandes empresas de equipamentos de fabricação de chips com sede no exterior parassem de fornecer aos principais fabricantes de chips chineses, incluindo Yangtze memory Technologies Co (YMTC) e SMIC, e fabricantes de chips avançados de inteligência artificial parassem de fornecer empresas e laboratórios.

A segunda maior economia do mundo lançou uma disputa comercial na Organização Mundial do Comércio contra os Estados Unidos por causa de suas medidas de controle de exportação de chips, disse o Ministério do Comércio da China nesta segunda-feira.

A China há muito está atrás do resto do mundo no setor de equipamentos de fabricação de chips, que continua sendo dominado por empresas sediadas nos Estados Unidos, Japão e Holanda.

Várias empresas domésticas surgiram nos últimos 20 anos, mas a maioria permanece atrás de seus rivais em termos de capacidade de produzir chips avançados.

Os equipamentos de gravação e processo térmico da NAURA, por exemplo, só podem produzir chips de 28 nanômetros ou mais, tecnologias relativamente maduras.

A Shanghai Micro Electronics Equipment Group Co Ltd (SMEE), a única empresa de litografia da China, pode produzir chips de 90 nanômetros, bem atrás da holandesa ASML, que está produzindo chips de até 3 nanômetros.

FONTE: Reuters

Subscribe
Notify of
guest

55 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Realista
Realista
1 mês atrás

Vai ter que fazer isso graças ao livre comércio que existe só no papel ..

Liberais cadê vocês ?

Last edited 1 mês atrás by Realista
LUIZ
LUIZ
Reply to  Realista
1 mês atrás

Aqui no BR os iludidos com a economia liberal do Guedes o que pensam da ditadura capitalista dos EUA??

Nilo
Nilo
1 mês atrás

Países minúsculo, com mercado insignificante como Holanda e Taiwan possuem relevante participação na produção de Chips, enquanto o Brasil ao contrário dos EUA e China que fornece incentivos fiscais e subsídios, fechamos fábrica e exportamos cérebros muitos destes depois de anos de investimentos em cursos através de universidades públicas.

Humilde Observador
Humilde Observador
Reply to  Nilo
1 mês atrás

Brasil só pensa no “Agro” de uns tempos para cá, quer viver como fornecedor de matéria-primas para quem de fato cria, industrializa e desenvolve tecnologia.

Carlos
Carlos
Reply to  Humilde Observador
1 mês atrás

Erro grave um país sem indústrias…

Matheus
Matheus
Reply to  Humilde Observador
1 mês atrás

É o que a galerinha neo-liberal sempre quis, vender o país a preço de banana(literalmente) por um lucro rápido.

Depois te chamam de comunista/esquerdista.

J.Leo
J.Leo
Reply to  Humilde Observador
1 mês atrás

“Brasil só pensa no “Agro” de uns tempos para cá“. Realmente é a nossa realidade atual… Dúbia, diga-se de passagem,  pois, se realmente pensassem neste setor de maneira  empreendedora, ao invés de comprar fertilizantes e adubos do exterior, (por serem mais baratos, para assim obter mais lucro fácil, o que torna o “agro” dependente das quimeras da geopolítica internacional); teria mantido, com subsídios governamentais, suas fabricas de insumos, fertilizantes e adubos, a exemplo do que fez a Europa e os EUA, mesmo com os preços mais em conta no exterior. 

LUIZ
LUIZ
Reply to  Humilde Observador
1 mês atrás

Ainda jogam na cara que somos reféns deles na produção de alimentos.

Jeferson Zanato
Jeferson Zanato
Reply to  Humilde Observador
1 mês atrás

Concordo que deveria haver mais investimentos na indústria, agora criticar o agro que mantém esse país ainda funcionando, aí já é insanidade.

Nemo
Nemo
Reply to  Nilo
1 mês atrás

Sem ideologia, aquela “fábrica” nunca produziu nada realmente de ponta. Não tinha dinheiro, estrutura, pessoas (200 empregados contando secretárias e advogadas) etc. O Brasil entrou tarde e não tem dinheiro para entrar agora. Culpar o agro é tolice.

Esteves
Esteves
Reply to  Nemo
1 mês atrás

Não se lança a culpa em quem deu certo. Precisa procurar os motivos do fracasso.

Nilo
Nilo
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Quem não dá certo é grileiros, com porteira aberta, que se passa por vc fazendeiro comprometido com desenvolvimento do pais.

Rodolfo
Rodolfo
Reply to  Nemo
1 mês atrás

Uma estatal não tem como competir nesse mercado. Uma maquina de litografia ultravioleta da ASML custa 200 milhões de dólares, a TSMC está construindo uma fábrica no Arizona por 40 bilhões de dólares, a Intel em Ohio por mais de 20 bilhões… isso é pra iniciativa privada, o estado brasileiro não tem recursos pra produzir semicondutor, só louco acredita. O papel do estado é investir em educação e pesquisa e atrair empresas de semicondutores como a TSMC ou Samsung para o Brasil.

Slowz
Slowz
Reply to  Rodolfo
1 mês atrás

Essas empresas só são isso aí tudo graças ao Estado ..

https://valor.globo.com/google/amp/mundo/noticia/2022/08/09/biden-sanciona-pacote-bilionario-para-aumentar-producao-de-chips-e-semicondutores-nos-eua.ghtml

https://www.cnnbrasil.com.br/business/eua-estao-investindo-us-52-bilhoes-para-impulsionar-fabricacao-de-chips-no-pais/?amp

“ O governo dos Estados Unidos está fazendo todos os esforços para impulsionar a fabricação doméstica de semicondutores, injetando bilhões de dólares no setor sitiado e flexionando todos os músculos políticos disponíveis para dar-lhe uma vantagem sobre a concorrência da Ásia “

ESTADOOOO

Rodolfo
Rodolfo
Reply to  Slowz
1 mês atrás

Esses países investem em pesquisa e apoiam o setor privado, vc esta correto e eu não disse que o estado não tem importância. A intel tem o apoio do governo americano e a TSMC chegou onde chegou com o apoio de Taiwan. Mas nenhuma dessas empresas são estatais, o que foi o meu ponto. Estatal como a Ceitec vira cabide de emprego e nao consegue competir com o setor privado… e no Brasil estatal pode se tornar ambiente pra desvio de recursos e corrupção. Como eu disse antes, investimento em educação e pesquisa e criar ambiente favoravel pra negocios e… Read more »

Natan
Natan
Reply to  Rodolfo
1 mês atrás

A Embraer no começo não era estatal?

Wagner
Wagner
Reply to  Rodolfo
1 mês atrás

Ok qual país se desenvolveu industrialmente e chegou na fronteira do conhecimento sem estado? TSMC e INTEL quem banca é o estado. Fora isso é conversa fiada de liberal inlectoid de orelha de livro.

Wagner
Wagner
Reply to  Wagner
1 mês atrás

Sem estado na há desenvolvimento, tanto que o estado criou o capitalismo, fazendo da dívida pública arma política. Mas para os liberais de you tube o capitalismo vem desde o neolítico.

Last edited 1 mês atrás by Wagner
LUIZ
LUIZ
Reply to  Wagner
1 mês atrás

A família Bolsonaro prega o estado mínimo eles que vivem do estado.

Machado
Machado
Reply to  LUIZ
1 mês atrás

Estado mínimo para os outros. Para eles Estado máximo. Knalhas

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Rodolfo
1 mês atrás

È exatamente o contrário. Os privados, em sua grande maioria não têm condição nem vontade de fazer investimentos tão desmedidos e arriscados. Os únicos que podem se dar o luxo de fazer esses investimentos sem depender de um retorno no breve e medio prazo são os Estados, os principais claro. E o Brasil está entre as primeiras 12 economia do mundo. Com um orçamento gigantesco. Tem sim condição de tocar projetos estratégicos e de pesquisa em alguns setores. O ideal seria em parceria com a iniciativa privada. Podemos manter milhares de funças bem acima do patamar da maioria dos trabalhadores… Read more »

WSilva
WSilva
Reply to  Rodolfo
1 mês atrás

”Uma estatal não tem como competir nesse mercado.” Isso é apenas paranoia, derilio neo liberal. Esses acham que só porque o estado brasileiro é ineficaz, todos os outros estados são igualmente ineficazes… Se não fosse pela intervenção do estado americano, a produção de chips em Taiwan estaria na China, não há duvidas que a China teria condições de produzir muito mais chips e mais barato do que a ilha com o devido know-how e acesso ao ecosistema ocidental. Aliás, até mesmo Brasil, India e Vietnã teriam. Há setores estrategicos onde o estado tem que estar presente, caso contrário os alucinados… Read more »

Rodolfo
Rodolfo
Reply to  WSilva
1 mês atrás

Acho que vc nao sabe muito sobre a cadeia de produção de chips, nem da história da TSMC. Recomendo vc estudar um pouco e assistir um canal chamado Asianometry se vc fala ingles. A China esta bem atrasada no desenvolvimento de maquinas de litografia ate por conta de muita corrupção dentro da SMEE, os americanos simplesmente bloquearam a venda de aparelhos modernos da ASML holandesa ja que 50% dos componentes sao americanos. Alias, a TSMC, Samsung e intel dependem dessa empresa holandesa pra produzir nodes de 5nm e menores. Cada maquina de EUV custa 200 milhões de dolares. Nao se… Read more »

WSilva
WSilva
Reply to  Rodolfo
1 mês atrás

A China está atrasada nesse setor porque começou tarde e porque tem sido negado acesso ao ecossistema ocidental no qual todos os outros países mais avançados na área(Japão e Coreia do Sul) tiveram acesso. Taiwan, que não é país, também teve acesso livre ao ecosistema que foi construido ao longo de decadas onde a maior parte das patentes são americanas, outras europeias e algumas japonesas. Máquinas EUV usam muitas patentes americanas mais atuais permitindo que os EUA barrem a venda dessas máquinas para qualquer país, embora a tecnologia seja patenteada pela holandesa ASML e criadores Erik Loopstra e Vadim Banine.… Read more »

Last edited 1 mês atrás by WSilva
Natan
Natan
Reply to  Rodolfo
1 mês atrás

Também acompanho o canal Asianometry. Ele mesmo diz nos vídeos que o que impressiona na China não é a capacidade atual de fabricação de chips, que no caso deles está bem atrás dos países ocidentais. O que impressiona na China é a velocidade com que eles vêm avançando na fabricação de chips, almejando dominar a fabricação em 7nm já nos próximos anos.

Realista
Realista
Reply to  Rodolfo
1 mês atrás

https://www.youtube.com/watch?v=CF8MwNHXOUo

Amigo assiste esse vídeo vai abrir sua mente ..

Natan
Natan
Reply to  Rodolfo
1 mês atrás

Intel, Samsung, Apple, Microsoft, e outras, apesar de não serem estatais, receberam grandes montantes de dinheiro público em seus estágios iniciais, seja por meio de incentivos, subsídios, isenções ou mesmo compras governamentais, como no caso da intel que forneceu processadores para a NASA no programa Apollo nos anos 70, e por isso não faliu. É preciso estado, seja comandando estatal ou dando incentivos à iniciativa privada. Nosso estado hoje não faz nem um nem outro.

Last edited 1 mês atrás by Natan
Nilo
Nilo
Reply to  Nemo
1 mês atrás

Caro sem ideologia, rsrsrs, o projeto morreu no nascedouro, assassinado pela ideologia, sem nenhum outro projeto de desenvolvimento a substituir, inclusive projeto de industrialização neste últimos quatro anos o Posto Ipiranga (tá de férias, não se sente responsável em ter de entregar a bomba) destruí todos, rsrsrs.
As razões para isso já sabemos, custo, não tem dinheiro, estrutura, pessoas…. Nada disso que impediu os EUA, China, Holanda, Taiwan…..
Nunca disse que o Agro é culpado.

Natan
Natan
Reply to  Nilo
1 mês atrás

Nossa desindustrialização não ocorreu ao longo dos últimos 4 anos. Ocorreu continuamente ao longo dos últimos 35 anos. Não temos política industrial há quatro décadas.

Mensageiro
Mensageiro
1 mês atrás

No Brasil ao invés de dar subsídio a indústria do futuro, desmantelaram a nossa única indústria de semicondutores.
R.I.P ceitec. Tomara que o PT a reative, estatal que devemos ter.

Realista
Realista
Reply to  Mensageiro
1 mês atrás

Equipe de transição de Lula recomenda reversão do processo de liquidação da Ceitec

Eles publicaram isso em um site de noticias ai .

Matheus
Matheus
Reply to  Realista
1 mês atrás

Engraçado, governo patriota quis desmantelar a industria nacional e prol do agro.
E os “vermelhos” querem ressucitar a industria nacional.

Politica no Brasil é uma coisa de doido mesmo.

Esteves
Esteves
Reply to  Matheus
1 mês atrás

Os vermelhos…quem foi pedir ajuda ao Putin com reatores civis?

LUIZ
LUIZ
Reply to  Esteves
1 mês atrás

A Rosatom é a estatal russa do setor nuclear. Deve ser maior empresa do mundo que constrói usinas nucleares do zero. Então a parceria com a Rússia deve ser considerada.

Nilo
Nilo
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Eles sabem, os negacionistas sabem rsrsr

Slowz
Slowz
Reply to  Matheus
1 mês atrás

Governo patriota que entrega tudo pra estrangeiros kkkkk algo de errado não está certo ..

E tem gente que acredita que aquilo era patriota.

Carlos
Carlos
Reply to  Mensageiro
1 mês atrás

Tive a chance de visitar a Ceitec. Era um começo… o problema é que tem gente (que comemorou o fim dela) que queriam que ela produzisse no primeiro mês de existência uma sonda espacial!

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Carlos
1 mês atrás

ela podia produzir de inicio em parceria com outra empresa, desde o inicio tem máquinas de Litografia, no Japão e na Holanda, mas o governo comprou e entregou? não, do que adianta manter a CEITEC se ela não dá dinheiro, ela podia começar atendendo a industria automobilística do Brasil, ZFM em manaus, que importa chips para ar condicionado, moto e celulares, CEITEC se tornou exemplo de fracasso em um local “fácil” de ter sucesso, o que não falta é demanda, mas resolveram fazer chip para orelha de vaca, vai entender.

Natan
Natan
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Amigo, esse setor requer etapas de contínuo aumento de complexidade. Nenhuma empresa de semicondutores foi fundada e em alguns anos já começou a produzir tecnologia de alta complexidade.

Esteves
Esteves
Reply to  Carlos
1 mês atrás

Somos impacientes. Queremos resultados no dia. Toda e qualquer indústria precisa de longevidade.

Rodrigo
1 mês atrás

Acho que a esta proibição pode ser um tiro no pé dos EUA, a China não tem pudor de fazer eng reversa, e investindo pesado no setor de chips vai ser uma dor de cabeça em 5 anos.

Machado
Machado
Reply to  Rodrigo
1 mês atrás

Eles sabem que isso é inevitável. Só querem atrasar a China e ganhar tempo. Eles TB fazem isso com QQ país que possa ameaçar sua hegemonia.

Fabricio Lustosa
Fabricio Lustosa
Reply to  Machado
1 mês atrás

Perfeito. Tem um pessoal q odeia ouvir isso, para eles os EUA são uma entidade de onde emana a verdade e a justiça. Patético e tragicômico isso.

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Rodrigo
1 mês atrás

Engenharia reversa não irá garantir a vanguarda da inovação. No mais, você estará sempre correndo atrás de quem abre novas fronteiras.

WSilva
WSilva
Reply to  Thiago A.
1 mês atrás

O objetivo da China nesse setor não é estar na vanguarda, não agora, mas sim ser autossuficiente.

Para ser autossuficiente basta a China ter um ecosistema capaz de produzir chips de 7nm.

A tarefa não é fácil, mas possível se tratando de China.

Outro país talvez já teria desistido.

Felipe Morais
Felipe Morais
1 mês atrás

143 daqui, 143 dali.

Será que não confundiram o anúncio da semana passada, dos 143 da Rússia com os 143 da China não?

A China consegue investir esse montante sem grandes sacrifícios. Já os russos, se for mesmo 1/3 do orçamento, o sacrifício vai ser grande.

Alfredo
Alfredo
1 mês atrás

E ASML essa semana reclamou das sanções americanas para a venda de máquinas para a China.
Ela sabe que a China está preparando sua auto-suficiência nessa área e a empresa vai perder o maior mercado do Mundo.
E pior, os chineses vão acabar dominando o mercado de processadores tirando mercado da própria ASML.
Isto já está sendo avisado há anos, mas os EUA em suas cegueira e desespero não querem enxergar.

Esteves
Esteves
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Vão seguir o caminho dos negócios alemães. Vão mudar para a China.

Maurício.
Maurício.
1 mês atrás

EUA tentando boicotar a China… Onde está aquele pessoal que falava tanto em livre mercado, concorrência e mais um monte de blá blá blá na época da parceria caracu da Embraer com a Boeing? Nessas horas eles não dão as caras…rsrsrs.

Esteves
Esteves
1 mês atrás

Era uma vez ano de 1998… Ronerto Peon então CEO da BCP, vencedora da licitação para operar a Banda B de telefonia digital, mostrava os novos celulares que cabiam na palma da mão: — Esse é o milagre da nanotecnologia. Com a digitalização das redes de telefonia estamos trazendo inovação. O Brasil que somente dominava a comunicação e a bilhetagem analógicas, viu as empresas europeias e norte-americanas digitalizarem o 2G, 3G, 4G, 5G…a internet móvel, os aplicativos, as redes sociais…trazendo empresas norte-americanas, suecas, alemãs, espanholas, mexicanos e italianos, coreanos e, chineses. Parece que Angola quer vir disputar alguma privatização…talvez Moçambique… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Esteves
Fabricio Lustosa
Fabricio Lustosa
1 mês atrás

Voltando ao tópico anterior, dos processadores chineses que os russos (e nenhum outro país) vão ter. Muitos pularam de alegria, no entanto notícia recente, óbvia por sinal, do wall street journal: https://www.wsj.com/articles/xi-jinping-putin-china-russia-relations-11671030896?mod=hp_lead_pos5 reportando que a China só tem aumentado a parceria comercial e energética com os russos esse ano. Interessante como vez ou outra a verdade acaba escapando nessa grande mídia ocidental. Realmente tem coisas q não adianta esconder.

Gabriel BR
Gabriel BR
1 mês atrás

Melhor subsidiar indústria de chips e semi-condutores no Brasil do que subsidiar montadoras europeias e americanas como fazemos hoje.

Thiago A.
Thiago A.
1 mês atrás

Rsrs, todo dia um sujeito com a síndrome do messias, um moderno prometeu que desceu do Olimpo ( o mesmo sujeito que utilizava nick ” ZEUS”? ) com a sua resplendente tocha cheias de verdades incontestáveis. Ele, o mítico profeta, único capaz de desvendar verdades ocultas que a ” satânica imprensa atlanticista /ocidental ” quer esconder aos pobres mortais. Nós somos meros mortais incapazes de discernir entre a mentira e a verdade… apenas ele e as opiniões dele – e dos seus inúmeros nicks – são confiáveis. Como prova infalível da sua bizarra teoria conpiracionista, o profeta alega um artigo… Read more »

Thiago A.
Thiago A.
1 mês atrás

Rsrs, todo dia um sujeito com a síndrome do messias, um moderno prometeu que desceu do Olimpo ( o mesmo sujeito que utilizava nick ” ZEUS”? ) com a sua resplendente tocha cheias de verdades incontestáveis. Ele, o mítico profeta, único capaz de desvendar verdades ocultas que a ” satânica imprensa atlanticista /ocidental ” quer esconder aos pobres mortais. Nós somos meros mortais incapazes de discernir entre a mentira e a verdade… apenas ele e as opiniões dele – e dos seus inúmeros nicks – são confiáveis. Como prova infalível da sua bizarra teoria conpiracionista, o profeta alega um artigo… Read more »

Jurandir
Jurandir
1 mês atrás

Eles já estão em guerra e querem que o inimigo não atinja determinada capacidade tecnológica mas lhes empurra dólar pela güela sem qualquer revisão da política de Kissinger…

Na verdade não há nenhuma intenção do Ocidente em conter a China, ela foi criada desde os anos 80 para isso mesmo.