Brasília (DF), 02/01/2023 – Foi realizada na tarde desta segunda-feira (02), na sede do Ministério da Defesa (MD), em Brasília, com honras militares, a cerimônia de apresentação de José Múcio Monteiro Filho como novo Ministro da Pasta. A solenidade, recebeu, ainda, o Almirante de Esquadra Marcos Sampaio Olsen, designado Comandante da Marinha; e os Comandantes do Exército, General de Exército Júlio Cesar de Arruda; e da Aeronáutica, Tenente Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno.

Em seu primeiro discurso à frente da Pasta, o Ministro José Múcio ressaltou sua gratidão e responsabilidade ao aceitar o convite do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, para chefiar a Defesa. E destacou, ainda, seu respeito à democracia e às Forças Armadas. “Nosso país possui tradições pacíficas. O Brasil e suas Forças Armadas sempre se posicionaram a serviço da paz, da democracia, do respeito às instituições e da cooperação com os seus vizinhos”, enfatizou.

O Ministro também ressaltou a importância que dará aos projetos estratégicos conduzidos pelo Ministério da Defesa e pelas Forças Armadas. “Procurarei incrementar o intercâmbio das estruturas militares com a Base Industrial de Defesa brasileira e com o meio acadêmico, de modo a estimular a evolução técnica, tecnológica, científica e comercial e, com isso, contribuir para o desenvolvimento nacional e para assegurar a permanência do País nos patamares que hoje ocupa nos ciclos internacionais de que participa”.

O Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), General de Exército Laerte de Souza Santos, entregou ao Ministro a Ordem do Mérito de Defesa, no grau Grã-cruz. Em sua fala, fez uma breve síntese do histórico do MD, das principais ações, das entregas e dos objetivos nacionais de Defesa. “Sob a coordenação dessa Pasta, as Forças Armadas se mantêm permanentemente preparadas para atingir as capacidades nacionais de Defesa no seu mais elevado nível. Esteja seguro, senhor Ministro, de que contará com todo o apoio da equipe de valorosos profissionais deste Ministério, para cumprir a nobre e importante missão de manter a Defesa Nacional adequada à estatura política-estratégica do nosso País”, declarou.

Estiveram presentes, ainda, os recém designados Chefe do EMCFA, Almirante de Esquadra Renato Rodrigues de Aguiar Freire; Secretário-Geral do Ministério da Defesa, Luiz Henrique Pochyly da Costa; Secretário de Produtos de Defesa, Major-Brigadeiro Rui Chagas Mesquita; além dos antigos ministros da Pasta, Raul Jungmann, Joaquim Silva e Luna e Fernando Azevedo; presidentes e integrantes de tribunais, parlamentares e convidados.

Trajetória – José Múcio Monteiro Filho nasceu em 25 de setembro de 1948, na cidade de Recife (PE). Na carreira pública, dentre outros, exerceu os cargos de Secretário dos Transportes, Comunicação e Energia do Estado de Pernambuco, de 1983 a 1986; de Secretário Municipal de Planejamento, Urbanismo e Meio Ambiente, Recife (PE), de 1997 a 1998; de Ministro de Estado Chefe da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, de 2007 a 2009; de Ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), de 2009 a 2020; e de Presidente do TCU: de 2019 a 2020.

Ao longo de sua trajetória, foi agraciado, entre outras condecorações, com a Ordem do Mérito da Defesa; com a Ordem do Mérito Tamandaré; com a Ordem do Mérito Militar; com a Ordem do Mérito Aeronáutico; com a Ordem de Rio Branco; com a Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho; com a Ordem do Mérito do Trabalho; e com a Medalha do Mérito Policial Militar do Governo do Estado de Pernambuco.

Para ter acesso ao discurso na íntegra, clique aqui.

FONTE: Ministério da Defesa

Subscribe
Notify of
guest

73 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
26 dias atrás

Quando lula nomeia um ministro tem de sair correndo vendo a ficha corrida do sujeito.Esse parece ser um dos menos piores que arranjaram para a pasta da defesa.

Velho Alfredo
Velho Alfredo
Reply to  Renato de Mello Machado
26 dias atrás

Se não for megalomaníaco como o Jobim, e souber a diferença de cabo pra Capitão, q os outros COVID não sabiam, já é uma coisa também….

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
Reply to  Velho Alfredo
26 dias atrás

Olhando a lista assustadora dos outros ministros que assumiram eu achei da hora a escolha dele.

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Velho Alfredo
26 dias atrás

Pior é no.ear militar para o ministério da saúde que não sabe nem o que é SUS.
Nomear militar para a ciência e tecnologia que dentro as inúmeras profissões que tentou e falhou, está ator.
Não sei se os Bobonaristas são cegos ideologicamente ou burros mesmo .
Mas na verdade acho que possuem o mesmo desvio de caráter do Bisonho.

NEMO revoltado
NEMO revoltado
Reply to  Foxtrot
26 dias atrás

Qualquer idolatria, seja bolsonarista ou LULISTA leva a cegueira!

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  NEMO revoltado
26 dias atrás

Não é idolatria meu caro, é crédito a quem realmente mereceu.
Quer queira ou não ver isso !!

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  NEMO revoltado
25 dias atrás

Caro Nemo. A defesa irrestrita da democracia, ou seja, a defesa do Estado de Direito, o respeito á Soberania Popular, a garantia dos Direitos Humanos e a proteção ao Meio Ambiente é apenas o mínimo que se espera das pessoas. Ao contrário do que seria considerado cegueira, é a mais límpida visão do processo democrático. Cegueira ideológica é clamar pelo estado de exceção. A democracia vê, ouve e esculta. O fascismo cega, ensurdece e cala.

Felipe
Felipe
Reply to  Camargoer.
25 dias atrás

Democracia é invenção da burguesia liberal. Tem NADA de esquerda. Esquerdista adora Stalin , Fidel, Mao etc e depois vem pagar de democrata. Vide Lula com seus amigos super democráticos.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Felipe
24 dias atrás

Olá Felipe. Dizer que a esquerda é fã de Stalin, Fidel e Mao é um equívoco tão grande quando dizer que a direita é fã de Hitler, Mussolini, Pinochet ou Amin Dada. É apenas um recorte de um espectro muito mais amplo. É praticamente o mesmo erro daqueles que usam capitalismo como sinônimo de democracia. Aliás, a história mostra que o capitalismo é bem adaptado a uma ditadura, mas muita gente tem discutido se o capitalismo seria ou não compatível com a democracia. Seria mais adequado pensar em um plano, no qual o eixo horizontal seria democracia x ditadura (regime… Read more »

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Foxtrot
25 dias atrás

O militar nomeado para a ciência e tecnologia se formou bacharel na AFA, depois bacharel em engenharia pelo ITA, depois Mestrado em engenharia de sistemas na Naval Postgraduate School, Califórnia USA.
Possui também bacharel em administração pública.
Trabalhou com a NASA e a Roscosmos, sendo o único astronauta brasileiro.
Virou professor da USP, escreveu 4 livros.
Mas o sr. deve preferir o ministro anterior, o Kassab que era corretor de imóveis e empresário e “ispecialista” em articulações políticas.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Luís Henrique
25 dias atrás

Caro Luis. Marcos Pontes tem um CV impressionante mas um desempenho como ministro decepcionante. Por anos, o MCTI lançava um edital chamado “universal” para o financiamento de todos os setores de pesquisa. Era o mais importante edital científico do Brasil. Pontes foi incapaz de lança-los. Ele também foi incapaz de proteger o orçamento do MCTI de cortes. Nenhum grande programa científico foi lançado nem mesmo programas de integração entre as universidades com a indústria. O número de bolsas de estudo foram reduzidos e nunca foram reajustados. Jamais visitou universidades nem teve diálogo com as sociedades científicas como SBPC ou SBQ.… Read more »

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Camargoer.
25 dias atrás

Exatamente caro Camargo.
Mais uma prova que títulos de nada serve se não tem competência pessoal !

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Foxtrot
24 dias atrás

Olá Fox. Titulos e patentes ajudam muito. São excelente meios de adquirir habilidades as quais seriam muito difíceis de serem adquiridas por autodidatas. Só não bastam.

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Luís Henrique
25 dias atrás

“sendo o único astronauta brasileiro.”
Correção o único turista espacial brasileiro.
E apesar destes títulos todos não fez nada em prol da ciência nacional, mesmo tendi total apoio do des-governo da época.
Como dizem, papéis para se limpar.

Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
Reply to  Foxtrot
25 dias atrás

Por esse pensamento não sei se os “Lulistas” são cegos ideologicamente ou burros masoquistas e de mau carácter , Pois devem gostar mesmo de ter um ladrão condenado e corrupto como presidente e um quadrilha no poder, cujo único objetivo é se perpetuar no poder e por os companheiros para mamar nas tetas do estado, Quem gosta e aplaude ladrão é o que?

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Rodrigo Maçolla
25 dias atrás

Triste triste.
Um bolsonaristas falar que lulista é burro e cego.
Só pode ser piada ,!

Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
Reply to  Foxtrot
25 dias atrás

Amigo, Não sou bolsonarista, não tenho politico de estimação. Triste é alguém achar que um ladrão , corrupto e chefe de quadrilha é o melhor para o Brasil, isso é triste, triste mesmo…

Nativo
Nativo
Reply to  Renato de Mello Machado
26 dias atrás

60% da casta ministerial do bozo estava suja, então nada muda.

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Renato de Mello Machado
26 dias atrás

Aí ai !

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
Reply to  Foxtrot
26 dias atrás

Tudo que está ruim pode piorar.

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Renato de Mello Machado
26 dias atrás

Falaram isso quando elegeram o Bisonho !

Zé Mané
Zé Mané
Reply to  Renato de Mello Machado
25 dias atrás

Imaginem se os acampados na frente dos quartéis fossem militantes de esquerda, do MST, por exemplo. A reação do governo anterior seria igual àquela que teve em relação aos bolsonaristas? As manifestações teriam sido consideradas democráticas e direito de opinião?

Velho Alfredo
Velho Alfredo
26 dias atrás

Um ministro de defesa pode ser um militar da reserva, como em tantas outras democracias, ou de origem civil.
O militar da reserva, normalmente, dependendo da formação militar dele, sabe bem do assunto, mas, normalmente, não tem a necessária articulação política pra pasta.
O civil normalmente tem a necessária articulação política, mas deve se permitir ser assessorado, pra não fazer as lambanças do Celso, por exemplo, com o Mi-35.
Vamos ver o desempenho desse…

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Velho Alfredo
26 dias atrás

Caro Velho. O problema não é ser militar da reserva ou civil. O ponto é que o ministro da defesa é o representante do presidente dentro da instituição militar, nunca o representante militar dentro do gabinete da presidência. Por isso, sempre fui crítico da nomeação de generais para o cargo de Ministro da Defesa. Este foi um erro cometido por Temer e por Bolsonaro. Dentro da administração pública, as demandas técnicas são gestada dentro dos órgãos. O MInDefesa não é diferente do MEC ou do MinSaude. Esta história que o ministro precisa ser um técnico da área é equivocada. O… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer.
26 dias atrás

Pode. Mas acho desgastante. Tutelar as Armas é inútil. Entra ministro da defesa, sai ministro da defesa…o que muda na Defesa? Prevalece o desejo dos comandantes. Privilégios e assinar contratos de longo prazo. Com isso ganham homenagens. Pra fazer função de gabinete tem secretário. Pra representar tem secretárias. Conheci algumas secretárias muito melhores que seus chefes. Presidente quer saber da vida militar vai em Iperó, vai no Arsenal da Marinha, vai nas bases, vai na Embraer. Vai ver o estado da prontidão e do aprestamento. Vai em Itajai, Gavião Peixoto. Vai na Emgepron. Presidente que bota ministro da defesa entre… Read more »

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Velho Alfredo
26 dias atrás

Meu caro, os MI-35 foram no governo FHC.
Nada tem haver com Celso Amorim.
Vai estudar !

Bueno
Bueno
Reply to  Foxtrot
26 dias atrás

Quem Governava o Brasil em 2006? o PT

https://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc1012200620.htm

Velho Alfredo
Velho Alfredo
Reply to  Foxtrot
26 dias atrás

Estudiosão…..
Foi em 2010 q a FAB os recebeu……

Entende pq o q tu escreve é lixo é a mesma coisa?

Cansado
Cansado
Reply to  Velho Alfredo
26 dias atrás

Você está certo quanto à cronologia.
O problema é o fato: o Mi35 foi uma das máquinas mais modernas e poderosas que as forças brasileiras já tiveram.
E mesmo assim, a FAB passou dez anos reclamando, ou seja, preferia não ter NADA do que ter o Mi35, o que eu acho bem questionável.
Mas é aquilo: se não é o brinquedo que eu pedi, não brinco.
Claro que o tempo tornou a decisão inevitável: depois veio a guerra e aí sim, ficaria inviável operá-lo. Mas deixaram de fazê-lo bem antes da guerra, ou seja, preferiram não ter nada. Incrível.

Nilo
Nilo
Reply to  Cansado
26 dias atrás

Sabre Mi 35 irá voltar modernizado.

Velho Alfredo
Velho Alfredo
Reply to  Cansado
26 dias atrás

O Mi-35 era poderoso e tinha tecnologia agregada boa. Mas…. Era da filosofia de emprego antiga. A própria ex-URSS substituiu sua concepção de emprego (do Hind) pelo do Havoc, parecido com os ocidentais. O EB e o CFN precisam de He Atq mais ágeis q rápidos. E a FAB não precisa deles. É como vc precisar de moto de Cross e receber de corrida. Pode ser super veloz e moderna, mas não cumpre a missão…. Não é o q acho. É o q aprendi com inúmeros pilotos, tanto do EB, quanto da FAB, quando do próprio Esqd do Sabre. Além… Read more »

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Cansado
26 dias atrás

Incompetentes e bu&$#@rros.
Não sei se é por covardia, submissão ou incompetência mesmo.
Lamentável!
Mesmo com a guerra, bastaria desmanchar uma máquina destas e gerar as peças e tecnologias necessárias.
Sem falar na empresa Mineira que recebeu T.O.T dos Russos para reparar os helicópteros.

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Velho Alfredo
26 dias atrás

O débito cenil, quem começou o processo foi FHC , trocando os MI-35 em troca de grãos, carnes etc nacional
Mas mesmo que hipoteticamente fosse Amorim.
Só a FAB é incompetente para operar e manter um helicóptero que todo mundo usa e opera há anos.
Mas no Brasil se não falar inglês, francês não sabem operar mesmo !

Santamariense
Santamariense
Reply to  Foxtrot
25 dias atrás

FHC??? lula foi presidente entre 2003 e 2010. Atente para as datas no texto abaixo: “O Comando da Aeronáutica informa que, em obediência ao cronograma de renovação da frota das aeronaves de combate da Força Aérea Brasileira – FAB e em continuidade aos estudos iniciados em 2007, concluiu a escolha do processo de aquisição de 12 aeronaves de asas rotativas de combate. Um Grupo de Trabalho (GT), coordenado pelo Centro Logístico da Aeronáutica, conduziu uma minuciosa análise das opções de mercado, com base nos Requisitos Operacionais (ROP) estabelecidos pelo Estado-Maior da Aeronáutica – EMAER, pautados em critérios de Compensação Comercial… Read more »

Felipe
Felipe
Reply to  Velho Alfredo
25 dias atrás

A FAB recebeu 3 lotes de 4, 1 por ano.

Santamariense
Santamariense
Reply to  Foxtrot
25 dias atrás

Sério? Acho que tu é quem precisa estudar….

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Velho Alfredo
26 dias atrás

Hoje, diante das necessidades e urgências das FAs, creio que, mais que o conhecimento técnico, é importante ter abertura política no congresso.

Dentre as possibilidades, uma boa escolha! Que faça um bom serviço.

Nilo
Nilo
26 dias atrás

Múcio junto com os comandantes das Forças terão um trabalho árduo em fazer com que as Forças Armadas cumpram seu papel constitucional de defesa da Nação, de instituições de Estado e não de um governo.
“estimular a evolução técnica, tecnológica, científica e comercial e, com isso, contribuir para o desenvolvimento nacional” um recado e um aprendizado ainda a ser praticado e não aprendido com FAB.

Last edited 26 dias atrás by Nilo
Velho Alfredo
Velho Alfredo
Reply to  Nilo
26 dias atrás

Nos últimos 4 governos, por exemplo, as FFAA somente cumpriram o q lhes foi ordenado.
Simples assim.
Obviamente, o discurso do Cmt tem de coincidir com o do governo, como foram todos.
Só não se dava atenção, por não haver interesse.

Nilo
Nilo
Reply to  Velho Alfredo
26 dias atrás

Bom dia, se tivesse neste último governo se realizado esse preceito “as FFAA somente cumpriram o que lhes foi ordenado”, estaríamos hoje com um governo fascista instalado em Brasília, prevaleceu a sensatez, depois de esgotadas todas interferências imprudentes, muito recursos financeiros usados de forma criminosa para ganhar a eleição e mesmo assim perdeu, a leniência das Forças Armadas afinal deu um recado a Bolsonaro, vc na sua loucura agora está sozinho.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Nilo
26 dias atrás

Olá Nilo. Concordo. O país correu um enorme risco de mergulhar em um regime de inspiração fascista. Este risco hoje é menor mas ainda existe. A cúpula militar esteve envolvida em um projeto de poder, o qual foi descrito naquele documento lançado pelo Instituto Sagres com a presença de Mourão e de Villas Boas. Dizer que os militares “apenas cumpriram ordens” é um equívoco. A cúpula militar e a maioria dos oficiais apoiou e disseminou a visão política de Bolsonaro, praticamente jogando fora mais de 30 anos da esforço de construção de uma imagem de forças armadas comprometidas com a… Read more »

Velho Alfredo
Velho Alfredo
Reply to  Camargoer.
26 dias atrás

Cúpula e maioria????

Tu é muito comprometido com a falácia mesmo!!!

Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer.
26 dias atrás

Não acredito que tenha sido assim. Cupulares e maioria.

Tivesse sido, estaríamos como disse o Nilo, no vale da escuridão…entre a sombra da morte e o manto do passado. Aquele passado que fomos ajudar a derrotar na Itália.

É uma questão hierárquica.

Quero crer que existe luz solar nos quartéis.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Velho Alfredo
26 dias atrás

Caro Nilo. Outros militares em tempos passados usaram este argumento “de apenas cumprir” ordens para se eximir de culpas. Recomendo o livro Arendt “Eichmman em Jerusalém”. É impossível dizer que as forças armadas apenas cumpriram ordens. Obviamente, quando falamos em Forças Armadas falamos de seu comando e de seus oficiais, não da tropa. A cúpula das forças armadas e a maioria dos oficiais esteve comprometida com um projeto político que atingiu a imagem das forças armadas. A tentativa de Mourão de isenta-las é o reconhecimento de quanto as forças armadas se desviaram da normalidade.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Camargoer.
26 dias atrás

Corrigindo. Caro VELHO.

Velho Alfredo
Velho Alfredo
Reply to  Camargoer.
26 dias atrás

As pacificações da Maré e Alemão foram o q???
General da ativa no DNIT, quando este estava um caos, bombando nas mídias, foi o q?
General da ativa na Def Civ, quando esta estava em evidência no Brasil foi o que?

Para de costurar mentira com palavras disfarçadas de conhecimento de alguma coisa.

Lucas
Lucas
Reply to  Velho Alfredo
26 dias atrás

Pra que essa agressividade amigo?
Vc claramente não tem corrida pra argumentar com o colega acima. E ele está certo.
Não precisar agir de forma imatura.

Para de costurar mentira com palavras disfarçadas de conhecimento de alguma coisa.”
Essa frase soa como as diarréias expelidas por um tal senhorzinho insignificante que tava por aí até ano passado. Nem lembro mais o nome dele.

Lucas
Lucas
Reply to  Lucas
26 dias atrás

Pessoal precisa entender que ofensa não é um artíficio válido de argumentação.
Fica bem feio na verdade. Parece q tem uma criança do outro lado do computador.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Lucas
26 dias atrás

Olá Lucas. Pois é. Tem sido difícil. Algumas pessoas extrapolaram de tal modo a agressividade que não é possível um debate. Por respeito á trilogia e a tantos amigos, eu simplesmente os ignoro. Por outro lado, tenho inúmeras divergências como vários colegas sem nunca termos trocado uma palavra rude. Pelo contrário, somos capazes de fazer boas piadas um com o outro. São os que considero meus amigos, você inclusive.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Velho Alfredo
26 dias atrás

Caro Velho. As operações de ocupação das favelas no Rio de Janeiro e de intervenção foram grandes erros. Forças armadas não podem ser usadas em ações de segurança pública. Eventualmente, em situações de calamidade ou de grande distúrbio, já que o Brasil não tem uma guarda nacional. Os problemas de segurança pública no Brasil são graves e urgentes mas devem ser realizadas pelas forças de segurança, nunca por forças armadas.

Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer.
26 dias atrás

Calma Professor. Calma.

Ninguém mandou fritar nem exterminar. O fato da hierarquia militar é um fato quer gostemos ou não.

Aqui é diferente. A República nasceu de um golpe e assim estamos até hoje. Esperar renúncia de Comandante Militar por conta de autoritarismos autocráticos vai contra a história da república metida com cartórios militares.

Escolhemos a democracia. Significa bater continência para o voto. Teve presidente que batia continência para o espelho. Teve sim?

Militares brasileiros muito próximos da lama…às vezes contamina.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Esteves
26 dias atrás

Olá Esteves. Exato. Por isso sou absolutamente contra o envolvimento das forças armadas em ações de segurança pública. Sobre a questão de cumprir ordens, o próprio Mourão lançou a ideia que as forças armadas foram envolvidas pela classe política e que agora estão sendo prejudicadas pelo “silêncio das autoridades civis que se calaram”. Não foi isso o que aconteceu. Pelo contrário.

Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer.
26 dias atrás

Mourão.

Eu esperava mais dele.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Esteves
26 dias atrás

Olá Esteves. Comentei que Mourão cometeu um erro que no limite seria até mesmo um crime, ao se intitular “presidente em exercício”, algo que não está previsto na CF88. Claro que considerando todas as esquisitices do governo passado, isso é nada. Lembro do Barão de Itararé “de onde menos se espera é de lá que nada sai”.

J.Leo
J.Leo
Reply to  Esteves
26 dias atrás

Boa lembrança, nossa república surgiu de um golpe militar, foi sucedida por outro, daí em diante tornou-se useiro e vezeiro, já passou da hora dessa profilaxia doentia nonsense ter fim… 

Santamariense
Santamariense
26 dias atrás

A transmissão de cargo de comando no EB, aconteceu no dia 30/12. Da FAB, ontem de manhã. Mas, da MB é só no dia 05/01. E o Olsen estava na cerimônia como comandante da MB?

Alexandre Galante
Reply to  Santamariense
26 dias atrás

Estava como comandante interino.

Foxtrot
Foxtrot
26 dias atrás

Como disse José Múcio, “as forças armadas são instituições do Brasil, e não de uma minoria” (não exatamente com essas palavras).
Que falta estava fazendo alguém sensato no comando da defesa e FAAs nacional.
Espero que os que apoiaram esse desastre denominado Bolsonaro e bolsonarismo, e que por ventura participaram e até contribuíram para infrações, crimes, desvio de funções, prevaricação etc, sejam identificados, caçados, exonerados e punidos, por tanto mal que fizeram ao país e suas instituições democráticas !

Esteves
Esteves
26 dias atrás

Quando indicaram o Comandante Almirante Garnier, comentei. Outro Almirante que fala da família naval, da vida naval, da escola naval, de como a vida militar foi importante na família dele. Comandante Militar, Ministro Militar deveria ter uma visão mais alargada. Nomeação pra Comando acontece uma vez na vida. É o momento de dizer pra que veio, como chegou…mostrar. Doutrinas, estratégias, pensamento, contribuição que poderá dar à Pátria. Comandante que faz Powerpoint elogiando a relação dele com o espelho não é Comandante bacana. Parem com essa insistência de botar Ministro da Defesa e vão ver o que acontece nos quartéis. Tem… Read more »

Carlos Gallani
Carlos Gallani
26 dias atrás

Eu preferiria um nome mais reformista, nós não só precisamos reorganizar a estrutura de nossas FA de forma radical como também precisamos colocar um freio em uma grande trupe de oficiais generais desvirtuados.
No mais, entendo que talvez seja o momento de colocar mais água na fervura e resolver outras prioridades como orçamento, governabilidade e a terra arrazada que alguns ministérios se encontram!

Nilo
Nilo
Reply to  Carlos Gallani
25 dias atrás

Bom dia, atente para o discurso do Senador Mourão: afirma que Lula voltou ao poder com espírito de revanche. Isso porque o Presidente derrubou por decreto os decretos feitos de última hora ao apagar das luzes do último governo. Hora o que espera essa turma de militares que se ligou a extrema direita, o Presidente mantenha suas politicas neoliberais, em detrimento ao desenvolvimento industrial e tecnologico. Cita Mourão: “sem entender que venceu uma eleição no photochart, sem apoio francamente majoritário”. Não entenderam que estamos no sistema presidencialista, pode até ganhar com 50%=1 voto, que determinar as politicas públicas são o Presidente,… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  Nilo
25 dias atrás

Mourão está infeliz. Disse que mais de 90 milhões não votaram no presidente eleito e que isso será um problema. Seguindo o mesmo “raciocínio”, o ex presidente teve 58 milhões de votos em um colégio de 156 milhões ou não passou de 40% do total de eleitores.

Os votos de atual presidente não tem representatividade. Os votos do ex presidente, sim.

O nome disso é presidencialismo. Mourão prefere de outro jeito: fascismo.

Mourão está infeliz.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Esteves
25 dias atrás

Olá Esteves. Em 1955, JK ganhou com 35% dos votos, derrotando o candidato da UND com 30% em turno único. Lacerda iniciou uma campanha para impedir a posse de JK dizendo que ele obteve maioria (não prevista na lei). A eleição para vice era separada e Jango ganhou com 44% dos votos. O Brigadeira Eduardo Gomes exigiu que a eleição fosse cancelada (coincidência?) no contexto de um golpe em andamento que impediria a posse de JK, com o envolvimento de vários generais, inclusive Alcides Etchegoyen (coincidência?). Café Filho é internado em razão de um problema cardíaco (mas era mentira) deixando… Read more »

Nilo
Nilo
Reply to  Camargoer.
25 dias atrás

Etchegoyen, rsrsr nada como manter a tradição.

Last edited 25 dias atrás by Nilo
Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer.
25 dias atrás

Lacerda.

Assim começou a milícia. Com Tenorio Cavalcanti.

Last edited 25 dias atrás by Esteves
Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer.
25 dias atrás

Com tradição não se brinca.

Nilo
Nilo
Reply to  Esteves
25 dias atrás

Poderá Mourão ter um papel relevante ou igual ao Ciro, coadjuvante, igual elástico, estica, depois encolhe. Segui as discussões no PNaval sobre Ciro, irrelevante. A jararaca está a mil anos luz, de saida já tem sobre seu guarda chuva três presidenciáveis, Alckmin, Tebet, Hadad. Outra vez a sorte do momento geopolítico mundial nas mãos da cobra rsrsr? Ou capacidade de perceber e aproveitar as oportunidades? O Molusco da disse que irá ter uma maior aproximação com EUA, tudo que Biden quer, e por ele a Reunião já tinha acontecido, antes mesmo da posse ao cargo de Presidente. Tema principal da… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  Nilo
25 dias atrás

$$$$$$$$$

Esteves
Esteves
Reply to  Carlos Gallani
25 dias atrás

Não haverá reforma. Talvez o aumento de privilégios em troca de sossego. Um ou outro contrato internacional.

A mídia já está engrossando o coro de revanchismo por conta da olhada no sigilo e da revogação dos decretos da meia noite.

Deve ter muito que ver nesse sigilo…Fies, família, sertanejos, vacinas.

Santa Cruz.

Fagundes
Fagundes
25 dias atrás

Na torcida para que continue e aperfeiçoe os projetos militares nas universidades visando a geração de empregos e até aplicação civil para benefício da população .Tem muita gente capaz no Ita,Ime e Federais.

Nilo
Nilo
Reply to  Fagundes
25 dias atrás

A tríplice hélice que a FAB, de forma persistente busca implantar.
Mas que a MB que tem um projeto altamente estratégico para o País, SubNuc, mas mantém uma relação sofrível em parcerias com universidades (como por exemplo IPEN), e empresas privadas.
A MB tradicionalista, é sempre bom rever a história da MB.

Fagundes
Fagundes
Reply to  Nilo
25 dias atrás

Acho que aos poucos as coisas vem mudando.A Mb fechou parcerias com a Usp(Segundo ou terceiro curso de eng.nuclear, bacharelado), Ufrn(Drones) e Ufg( robótica).Já Ipen produz radiofármacos e vai ajudar a operar o novo RMB, diferentes focos , mas sabe como ciência/engenharia é interdependente né

Esteves
Esteves
Reply to  Fagundes
25 dias atrás

O IPEN foi construído para a independência. Gerar conhecimento para produzirmos reatores nucleares e, com eles, medicina nuclear. O que houve? O que passou no IPEN? Foram buscar as melhores mentes em 1959. Mas as melhores mentes pensam. Quem pensava naqueles anos 1960/70 não era visto com olhos bons. Norte-americanos não desejavam e não desejam nada bom para o IPEN também porque norte-americanos não querem o que queremos: conhecimento. Anos do acordo militar com os norte-americanos, anos da guerra fria, anos militares…o IPEN foi virando cabidao. Depósito de gente velha e de gente indicada pra nada fazer. Veio a guerra.… Read more »

Last edited 25 dias atrás by Esteves