Mudanças no comando das operações na Ucrânia fortalecem Ministério da Defesa Russo na luta pelo poder

O Ministério da Defesa da Rússia (MoD) anunciou em 11 de janeiro que o chefe do Estado-Maior General do Exército, general Valery Gerasimov, assumirá o cargo de comandante de teatro como parte de uma grande remodelação da estrutura de comando russa para a guerra na Ucrânia. O MoD russo anunciou oficialmente Gerasimov como Comandante do Agrupamento Conjunto de Forças e nomeou três deputados sob o comando de Gerasimov: anterior comandante de teatro na Ucrânia de 8 de outubro a 11 de janeiro General de Exército Sergei Surovikin, Comandante-em-Chefe das Forças Aeroespaciais; General do Exército Oleg Salyukov, Comandante-em-Chefe das Forças Terrestres; e o coronel-general Alexei Kim, vice-chefe do Estado-Maior da Rússia. Surovikin serviu como comandante das Forças Aeroespaciais desde outubro de 2017 e comandou o grupo de forças “do sul” na Ucrânia de junho a outubro de 2022, antes de sua nomeação como comandante geral do teatro. Salyukov serviu como comandante-em-chefe das Forças Terrestres Russas desde 2014.

A nomeação de Gerasimov como comandante de teatro provavelmente avança dois esforços do Kremlin: uma tentativa de melhorar o comando e controle russo para um esforço militar decisivo em 2023 e um movimento político para fortalecer o MoD russo contra os desafios dos millbloggers e siloviki russos, como o financista do Grupo Wagner Yevgeny Prigozhin, que criticou a condução da guerra pelo Kremlin.

A nomeação de Gerasimov provavelmente destina-se a apoiar um esforço militar russo decisivo pretendido em 2023, provavelmente retomou as operações ofensivas russas. Putin demonstrou repetidamente que não entende as capacidades das forças russas e não abandonou seus objetivos de guerra maximalistas na Ucrânia. Putin pode ter nomeado Gerasimov, o oficial de mais alta patente nas forças armadas russas, para suceder uma série de comandantes de teatro para supervisionar uma grande ofensiva que Putin – provavelmente incorretamente – acredita que as forças russas podem realizar em 2023. ISW avaliou anteriormente que as forças russas parecem estar se preparando para um esforço militar decisivo, possivelmente em Luhansk Oblast. A ISW também previu um curso de ação muito perigoso (MDCOA) de uma nova invasão russa da Ucrânia da Bielorrússia para o norte da Ucrânia, embora este continue sendo o pior cenário dentro do cone de previsão. Os esforços contínuos de geração de força russa provavelmente visam apoiar alguma forma de outras operações ofensivas, e Gerasimov, que aprovou e não recuou no desastroso plano de guerra da Rússia em fevereiro de 2022, é improvável que comece a resistir a Putin agora. Putin pode alternativamente (ou adicionalmente) perceber a ameaça de novas operações contra-ofensivas ucranianas em 2023 e pretender que Gerasimov fortaleça as forças russas contra esses prováveis ​​ataques.

A elevação de Gerasimov e do MoD russo sobre Surovikin, um favorito de Prigozhin e da facção siloviki , também é altamente provável que tenha sido em parte uma decisão política para reafirmar a primazia do MoD russo em uma luta interna pelo poder na Rússia. O MoD russo e os siloviki A facção, muitas vezes representada publicamente pelo financista do Grupo Wagner, Yevgeny Prigozhin, rivalizou ao longo de 2022 sobre a condução da guerra na Ucrânia pela Rússia. Prigozhin tem criticado cada vez mais a condução da guerra pelo MoD russo desde o final de 2022.[8] Igor Girkin, ex-comandante dos militantes russos em Donbass e proeminente milblogger, deu a entender que apoiaria a remoção do presidente russo Vladimir Putin do cargo em sua crítica mais direta a Putin até o momento em 10 de janeiro.[9] Surovikin, o comandante de teatro anterior na Ucrânia, era o favorito público de Prigozhin, e a inteligência ucraniana informou que Surovikin é um rival do ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu.[10] Não está claro por que Putin rebaixou implicitamente Surovikin em favor de Gerasimov, ao contrário dos comandantes de teatro russo substituídos anteriormente, que foram culpados por contratempos no campo de batalha. A ascensão de Gerasimov é provavelmente em parte um movimento político para enfraquecer a influência do amplamente anti-MoD facção siloviki e um sinal para Prigozhin e outros atores reduzirem suas críticas ao MoD.

A elevação de Gerasimov por Putin e o altamente criticado MoD russo podem levar siloviki como Prigozhin para dividir ainda mais o espaço de informação russo e recuar na condução da guerra pelo Kremlin, no entanto. Prigozhin promoveu incansavelmente o Wagner Group às custas da reputação do MoD russo e pode dobrar seus anúncios chamativos nas mídias sociais russas e nas agências estatais para afirmar a superioridade de suas forças.[11] Os esforços de centralização de Gerasimov também provavelmente enfrentarão resistência de Prigozhin e outros atores ansiosos para manter suas participações privadas na guerra na Ucrânia. Prigozhin pode ter sabido da decisão de Putin de renomear esses comandantes e tentou se antecipar a essa notícia ampliando as informações sobre os esforços de Wagner para tomar Soledar nos últimos dias para reivindicar uma vitória. siloviki -milbloggers afiliados em um esforço para recuperar o controle sobre a narrativa dominante. A ISW continuará a monitorar o sentimento entre diferentes facções de milbloggers em relação à sua capacidade de criticar o MoD russo ou os comandantes militares russos.

É improvável que Gerasimov revitalize e reforme rapidamente a conduta da Rússia na guerra na Ucrânia para alcançar os objetivos maximalistas de Putin. Gerasimov concordou com os planos iniciais de invasão fundamentalmente falhos de Putin antes de 24 de fevereiro e em grande parte desapareceu na obscuridade após o colapso das suposições de planejamento inicial falhas da Rússia. É altamente improvável que Gerasimov atenda com sucesso às expectativas irrealistas de Putin para seu desempenho. O anúncio do MoD russo da reestruturação do comando não especificou como a cadeia de comando sob Gerasimov funcionará além de nomear os três “subordinados” de Gerasimov e a estrutura de comando russa provavelmente permanecerá fraturada sem uma pausa considerável para ajustar a condução da guerra pela Rússia. Gerasimov provavelmente presidirá uma estrutura de comando desorganizada, atormentada por falhas endêmicas, persistentes e auto-reforçadas que ele colocou em movimento em seu papel inicial antes da invasão da Ucrânia.

FONTE: ISW

Subscribe
Notify of
guest

40 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Slowz
Slowz
18 dias atrás

Essa troca de comando é muito mais política do que militar, afinal a situação está bem melhor agora do que quando o Armagedom assumiu .

George
George
Reply to  Slowz
18 dias atrás

O carequinha do Surovikin já pode ir para casa porque os mísseis dele acabaram. E ele são sabe combater se não for para jogar míssil na população civil.

Esgotou o estoque russo de mísseis e não avançou nada. Vamos ver o que esse aí vai fazer agora. Qual o coelho que ele vai tirar da cartola.

Last edited 18 dias atrás by George
Slowz
Slowz
Reply to  George
17 dias atrás

“ Esgotou o estoque russo de mísseis “

Mas ja não tinha esgotado 6 meses atrás ? Kkkkkkkkkkkkkkk

Trintro123
Trintro123
Reply to  Slowz
17 dias atrás

O ataque vai começar!

Marcelo
Marcelo
Reply to  Trintro123
17 dias atrás

Claro … os 500 mil novos convocados russos vão atacar os MBT ocidentais da Ucrânia com paus e pedras … segue a Operação Militar Especial na Ucrânia que já dura 322 dias e não tem data para terminar.

Trintro123
Trintro123
Reply to  George
17 dias atrás

Será o vice responsável pela parte aérea da campanha
Com o novo comando, a Rússia sinaliza que a nova ofensiva vai começar.
Gosta dos ucranianos?
Comece a rezar por eles

Maurício.
Maurício.
Reply to  George
17 dias atrás

“Esgotou o estoque russo de mísseis e não avançou nada.”

Apareceu “outro” “entendido” com essa narrativa…🤦🏻‍♂️

Só um detalhe, esse Valery Gerasimov e o Sergei Shoigu não tinham “sumido” um tempo atrás? Até a CNN fez matéria sobre isso…rsrsrs.

Slowz
Slowz
Reply to  Maurício.
17 dias atrás

Bem lembrado kk Gerasimov sumiu assim como Xi sofreu um golpe e foi preso ..

Esses cara não sustenta oque fala ..

Maurício.
Maurício.
Reply to  Slowz
17 dias atrás

Ué, mas eu recebi no zap que o Xi tinha sofrido um golpe e que estava preso, quer dizer que isso não é verdade?😂

Slowz
Slowz
Reply to  Maurício.
17 dias atrás

Fomos enganados acabei de ver que ele foi eleito pra um 3 mandato 😂😂

mago
mago
Reply to  Maurício.
17 dias atrás

Maurício. Tem vários vídeos na Internet mostrando a tomada de soledar pelas tropas russas (grupo Wagner). Invasão de trincheiras e soldados ucranianos mortos e tambem sendo mortos por combatentes russos.

Trintro123
Trintro123
Reply to  Slowz
17 dias atrás

Sinal claro que vem coisa muito grande por aí.
No bom sentido, é claro

Marcelo
Marcelo
Reply to  Trintro123
17 dias atrás

Esperando sentado a Ucrânia congelar, o ocidente entram em uma profunda crise econômica e a Rússia tomar Bakhmut.

mago
mago
Reply to  Slowz
17 dias atrás

Nem perco meu tempo lendo comentários infantis, torcidinha fla-flu e outras idiotices e inutilidades Agora mundo real: Essa colocação do Guerazymov no comando geral sinaliza somente uma coisa, segundo vários analistas internacionais sérios na Europa, nos EUA e mesmo na Ucrânia. Os russos escalarão enormemente esse conflito e nos EUA, Europa e também na Ucrânia já é dado como certo, grandes ofensivas militares russas em 2023. Provavelmente eles (os russos) pensam em “liquidar a fatura” agora em 2023. Se conseguirão não se sabe. Com a queda de soledar, as forças ucranianas em Bakhmut, que estavam em maus lençóis, agora estão… Read more »

Slowz
Slowz
Reply to  mago
17 dias atrás

Concordo com tudo 👏🏻

Nilo
Nilo
18 dias atrás

É a nomeação de um Chefe do Estado-Maior, General Valery Gerasimov se tornará o Comandante-em-Chefe, é certo que aplique a Doutrina Gerasimov, um relatório produzido pelo general quando do estudo das “revoluções coloridas”, simplificando , deverá aplicar a rígida centralização de toda a gestão, de decisões, acabando comm a descentralização e falta de unidade nas decisões a seremm aplicadas em campo, pela sua posição, tb como acesso a uma gama de recursos como equipamentos, informações, tropas, entre outros.

Last edited 18 dias atrás by Nilo
Trintro123
Trintro123
Reply to  Nilo
17 dias atrás

A situação é que com a nova ofensiva russa há a necessidade de aumentar o patamar da chefia da operação para um mitar de maior escalão.
E estão comentando que pode haver uma nova convocação de 500 mil soldados o que pode evidenciar avanço para outras regiões fora das planejadas.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Trintro123
17 dias atrás

Os russos não tem equipamentos e armamentos para fornecer aos menos de 300 mil recrutas mal treinados … que estão morrendo feito moscas em Bakhmut e em Soledar. Piada do dia …

Marcelo
Marcelo
18 dias atrás

Há dois ditados futebolísticos bem populares que dizem: “não se mexe em time que está ganhando” e “quando o time vai mal a culpa é do técnico”. Essa troca de comando não vai mudar a situação das forças russas na Ucrânia porque a cadeia de comando russa vai continuar engessada, muito distante da realidade do campo de batalha e presa a estratégias e táticas do século XX.

Trintro123
Trintro123
Reply to  Marcelo
17 dias atrás

Gosta da Ucrânia?
Prepare-se!

Marcelo
Marcelo
Reply to  Trintro123
17 dias atrás

Eu não preciso me preparar … a Ucrânia já está se preparando … segue a Operação Militar Especial na Ucrânia que já dura 322 dias, não tem nenhuma vitória importante da Rússia no campo de batalha e não tem data para terminar …

Peter Pan
Peter Pan
Reply to  Marcelo
17 dias atrás

Que figura patética… quem diria, o ufanista do grupo tá ficando mais seco que cato.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Peter Pan
17 dias atrás

Palavras, palavras … e nenhum argumento que preste.

Andre
Andre
Reply to  Marcelo
17 dias atrás

A sininho tem usado muito pó de pirim pim pim nesse ai…

Slowz
Slowz
Reply to  Marcelo
17 dias atrás

Verdade, os americanos tem muito que ensinar os russos pelo ótimo desempenho no Afeganistão 🤣🤣🤡🤡 ( Detalhe que não tinha uma aliança militar bancando o Afeganistão .. )

Marcelo
Marcelo
Reply to  Slowz
17 dias atrás

Daqui a pouco vai discutir batalhas da Segunda Guerra Mundial …

Maurício.
Maurício.
Reply to  Marcelo
17 dias atrás

Esse argumento que o Slow usou foi o mesmo que muitos usaram quando os EUA se retiraram de forma atrapalhada do Afeganistão, muitos quiseram comparar o fracasso americano trazendo a URSS para o debate, tem várias matérias aqui no forte e no aéreo, é só digitar Afeganistão no campo de busca.

Andre
Andre
Reply to  Slowz
17 dias atrás

A diferença é que os EUA não perderam nenhum batalha no Afeganistão. Já os russos na Ucrânia…

Marcelo
Marcelo
18 dias atrás

OFF TOPIC – A Polônia tomou a frente no envio de tanques de batalha principais Leopard 2 para a Ucrânia. Além da ousada iniciativa, há um motivo maior que vai possibilitar o envio. A Polônia vai adquirir 250 tanques M1A2 SEPv3 Abrams dos Estados Unidos, 180 tanques K2 Black Panther da Coréia do Sul e tem planos para construir centenas de K2s localmente. Sendo assim, a frota de cerca de 250 tanques Leopard 2A4 e Leopard 2A5 da Polônia, que também estão passando por atualizações, estão se tornando cada vez mais excedentes. Os ucranianos agradecem …
https://www.thedrive.com/the-war-zone/poland-is-ready-to-send-leopard-2-tanks-to-ukraine

Trintro123
Trintro123
Reply to  Marcelo
17 dias atrás

Manda!

09-17-36-images.jpg
Marcelo
Marcelo
Reply to  Trintro123
17 dias atrás

Um quarto dos KA-52 Alligator no inventário da Rússia já foram destruídos pelos ucranianos, que já derrubaram um desses helicópteros até com míssil anticarro guiado por fio … e tem até video para provar … mas podem mandar mais … a Ucrânia tem defesas antiaéreas sobrando.

Andre
Andre
Reply to  Trintro123
17 dias atrás

Guarde bem essa foto, se seguir o ritmo atual vai ser a única coisa que vai sobrar do ka-52

Peter Pan
Peter Pan
Reply to  Marcelo
17 dias atrás

É melhor enviarem rapidamente.
Que idade você tem?
Olhe você tem idade suficiente para ver a Rússia comendo mais da Ucrânia.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Peter Pan
17 dias atrás

Opinião meramente pessoal … sem qualquer argumento ou fundamento … mas você é livre para acreditar no que quiser … mesmo que esteja no seu mundo de fantasia.

Maromba
Maromba
Reply to  Marcelo
17 dias atrás

Agora sabemos quem é o Marcelo do Hoje no Mundo da OTAN. kkkk

Marcelo
Marcelo
Reply to  Maromba
17 dias atrás

Definitivamente … rsrsrd … está confundindo banda de fuzileiros com bunda de funileiro … com todo respeito aos dignos profissionais da funilaria brasileira. Mas você pode acreditar no que quiser …

glasquis 7
17 dias atrás

Até onde eu lembro, trocas de comando militar durante um conflito ocorrem por que as coisas não estão indo bem.

Trintro123
Trintro123
Reply to  glasquis 7
17 dias atrás

Como?
A Ucrânia acabou de perder Soledar e Zalunsny continua.
A mudança para um oficial de maior escalão se dará por causa do aumento da escala do conflito pela Rússia.
Se eu fosse vc ficaria preocupado.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Trintro123
17 dias atrás

Acho que não … The Guardian (12/01/2023) … agora há pouco … Ucrânia ‘segurando’ Soledar enquanto Rússia aumenta forças – As forças ucranianas estão “segurando” enquanto “combates ferozes” continuam na cidade oriental de Soledar, disse a vice-ministra da defesa da Ucrânia, Hanna Maliar – e ela ainda diz o seguinte: “A luta é feroz na direção de Soledar. Eles [os russos] estão se movendo sobre seus próprios cadáveres. A Rússia está levando seu próprio povo ao massacre aos milhares, mas estamos aguentando.” Aí vão dizer … aim, mas é o The Guardian …
https://www.theguardian.com/world/live/2023/jan/12/russia-ukraine-war-fight-for-soledar-continues-says-zelenskiy-kyiv-fortifying-border-with-belarus-live?filterKeyEvents=false&page=with:block-63bff3198f085fda3e65d402#block-63bff3198f085fda3e65d402

Marcelo
Marcelo
17 dias atrás

É … parece que o General Inverno já abriu seu sorriso arroxeado para os russos nas trincheiras no Oblast Luhansk. Há um video circulando nas midias sociais mostrando soldados do 392º regimento tentando quebrar uma camada de gelo espesso no fundo da trincheira e, quando conseguem romper, encontram camadas de lama e água podre, tornando praticamente impossível usar a trincheira. Um post da conta War Translated no Twitter diz: “Os mobiks russos do 392º regimento estão pedindo à mídia que preste atenção ao estado deplorável de suas posições e à falta de suprimentos, aparentemente na região de Luhansk. Eles foram… Read more »

Last edited 17 dias atrás by Marcelo