Argentina e Brasil assinam carta de intenção para a aquisição de 156 veículos Guarani 6×6

275

VBTP-MR Guarani

No âmbito da reunião bilateral entre os dois países realizada na segunda-feira, 23 de janeiro, o ministro da Defesa, Jorge Taiana, e o ministro das Relações Exteriores da República Federativa do Brasil, Mauro Vieira, assinaram carta de intenções para promover as negociações do contrato entre os argentinos Veículos de Defesa do Exército e IVECO para incorporar à Força 156 unidades do Veículo Blindado de Combate sobre Rodas “Guarani 6×6”.

A produção do Veículo Blindado de Combate sobre Rodas “Guaraní 6×6” inclui peças que são fabricadas na República Argentina, mais precisamente na fábrica da Iveco na província de Córdoba.

Além da incorporação de veículos blindados, a carta de intenções incluiu a transferência de tecnologia, para o aumento progressivo da fabricação de peças na Argentina, apoio logístico e treinamento de tripulações e pessoal técnico do Exército Argentino.

FONTE: Ministério da Defesa da Argentina

Subscribe
Notify of
guest

275 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Sergio Machado
Sergio Machado
10 meses atrás

Consumando, bilhões advindos de fora e investidos no nosso parque industrial, gerando empregos e influência.
Governos não possuem amigos, mas interesses.
Governos precisam ser pragmáticos. Entendam o câncer que é governar para a ideologia.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Sergio Machado
10 meses atrás

Olá Sergio. Há anos tenho escrito aqui que a Argentina é o terceiro parceiro comercial do Brasil, atrás apenas da CHina e dos EUA. Contudo, a Argentina é o principal destino das exportações brasileiras de bens duráveis, como carros, caminhões e tratores. Considerando a sinergia das indústrias brasileira e argentina no setor automobilístico e de máquinas, sempre foi claro que era preciso um envolvimento de alta cúpula para resolver estes assuntos. Paulo Guedes sempre foi contra o Mercosul. O Ernesto Araújo era outro.

Vitor
Vitor
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

escreve bem mas raciocina bem errado.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Vitor
10 meses atrás

Qual o seu raciocínio a respeito?seria interessante saber. Ou não tem conteúdo nenhum para escrever?!!

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Vitor
10 meses atrás

Caro. Aponte os erros. Talvez eu mude de opinião. Gente inteligente muda de opinião.

Marcelo A.
Marcelo A.
Reply to  Camargoer.
7 meses atrás

Tem apenas um detalhe nessa estória toda: procurei e não achei como e quando seria feito o pagamento desse carregamento todo; não há uma virgula sobre de onde virá o dinheiro, alguém quer chutar? A resposta é BNDES. o dinheiro virá do bolso do palhaço brasileiro. Tem garantia de pagamento? Ninguém sabe ainda. Só sabemos que a Argentina, somando vários contratos, deve por volta de US$2 Bi. Estamos todos de parabéns!

sub urbano
sub urbano
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

Três guerras duras para sedimentar a influencia brasileira no cone sul pra vir um Paulo Jegues e dizer “mercosul é porcaria temos q sentar com os grandes” kkk Dois imperadores e o melhor general q o brasil ja teve diriam “somos uma piada pra vcs?”

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
Reply to  sub urbano
10 meses atrás

Com o Paulo “Jegues” nós estamos com inflação em 5% e a Argentina com 94%.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Diego Tarses Cardoso
10 meses atrás

Destruiu as contas públicas. No final do desgoverno do minto, não tinha dinheiro nem para emitir passaporte. Destruiu universidades, saúde, educação, genocídio indigena. Paulo jegues só é bom nas suas transações em paraísos fiscais. Ao Brasil só trouxe fome e destruição. A não ser para o os 5 por cento da população que nunca deitaram e rolaram.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Marcos Alexandre Queiroz
10 meses atrás

Sem levar em conta questões partidárias, a gestão anterior enfrentou a maior crise orçamentária devido a fatores externos (caso tenha dúvidas, galo do COVID) pós redemocratização. Isto não justifica os erros cometidos, mas dizer que o ministro anterior só trouxe fome e destruição é querer dramatizar e abusa dos leitores do recinto. Erros foram cometidos por ele, mas muitos foram os acertos. E quem mais sente isso são os empresários que vivem na pele custo da gestão financeira. Não se baseiam em site e jornais como a população geral. Alguns aqui estão falando que tem fé no BNDES e seu… Read more »

Raphael
Raphael
Reply to  Marcos Alexandre Queiroz
10 meses atrás

Esquerdopata e seu discursinho decorado.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Raphael
10 meses atrás

Vindo de vc é um elogio.

AMX
AMX
Reply to  Marcos Alexandre Queiroz
10 meses atrás

Jegues são quem dá joinha pra isso aí.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Diego Tarses Cardoso
10 meses atrás

A inflação informada pelo governo é 6 % , so que a inflacao real na rua e no supermecado é mais de 12 % !!

Luciano
Luciano
Reply to  Marcelo
10 meses atrás

Fora a precarização do emprego, a explosão do trabalho informal, um modelo de reforma previdenciária que vai esmagar o trabalhador (isso se vc não for oficial das FAs, porque ai, ah, ai é plano de carreira atualizado!) e o retorno avassalador da fome! Foi a destruição como política de governo! Tudo isso por causa de uma ideologia conspiracionista, autoritária e recheada de preconceitos. Se não bastasse, cabide de emprego pra um bando de oportunistas e incompetentes (nessa parte, seguindo uma velha tradição, só que muito, muito pior, porque a ideologia da destruição passou a ser o critério nos currículos).

Salim
Salim
Reply to  Marcelo
10 meses atrás

Compara igpm nos últimos 4 anos, ai vc verá como foi ruim, pra não dizer péssimo, pega o câmbio. Tem que analisar e estudar pra soltar qualquer asneira, ai cai descrédito.

Salim
Salim
Reply to  Diego Tarses Cardoso
10 meses atrás

Juros Selic era 4% agora 14%, Pib em usd caiu…. Olha Olha pais serio, vcs só comparam com Venezuela, Argentina, Cuba…. compara com pais serio… não tem,ne… no mundo sério estamos no grupinho que vc gosta de comparar. Tem que vender, produto militar agrega bastante valor, tenho bastante cliente chato, porem não deixo de ser educado e respeitoso.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

Temos um presidente novamente no cargo. Anteriormente tínhamos um encrenqueiro que não tinha as mínimas condições para ocupar o mais alto cargo da República. Arrumava confusão com Argentina, China entre outros gratuitamente e por uma ideologia idiota e super ultrapassada. Ou seja o idiota vivia ainda, na cabeça dele, a guerra fria. Na verdade um sem cérebro.

fewoz
fewoz
Reply to  Marcos Alexandre Queiroz
10 meses atrás

Acho curioso que tenham te negativado, mas nenhum tenha argumentado contra.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  fewoz
10 meses atrás

Boa noite. Sou reservista do exército R2. Tenho 61 anos. Sou aficionado por temas militares e um entusiasta das nossas forças armadas, apesar de tudo. No entanto quero ver um dia, quem sabe, nossas forças armadas mais profissionais e longe, muito longe da política. Infelizmente a extrema direita está infiltrada nos quartéis. E quem tem juízo sabe, que quando a política entra pela porta do quartel a disciplina voa pela janela. Então não me surpreendo com negativaçoes aos meus comentários,principalmente em canais com temas militares. Fico feliz nos positivos que recebo, porque vejo que mesmo nesse canal tem muita gente… Read more »

fewoz
fewoz
Reply to  Marcos Alexandre Queiroz
10 meses atrás

Prezado senhor Marcos, obrigado pelos serviços prestados à nação. Só o fato de estarmos discutindo tudo isso já é uma aberração. Deveríamos estar discutindo modernização das Forças, mas como a política entrou para os quartéis, ficamos com este problema. Não sei quando o Brasil vai se livrar disso. Talvez leve décadas (há muito que acabou a Ditadura). Realmente o número de comentários positivos e o bom nível aqui vem sendo surpreendente. Mas também não podemos esquecer que lá fora, metade da população apoiou um governo que cometeu crimes contra o seu próprio povo. Eu não consigo compreender. Nem é uma… Read more »

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  fewoz
10 meses atrás

É verdade. Muita gente apoiou. Mas com a retomada de um governo mais trabalhista a tendência é esse apoio ficar restrito aos 15 ou 20 por cento da extrema direita.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  fewoz
10 meses atrás

Realmente, amigo. Deveríamos estar discutindo a modernização e a melhoria das nossas forças armadas. Entretanto um mau militar ( nas palavras do próprio general geisel) , conseguiu levar a política novamente pra dentro dos quartéis. Mas tenho fé que isso vai ser superado. Um abraço.

Alexandre
Alexandre
Reply to  Sergio Machado
10 meses atrás

Concordo com vc, e como podemos ver no site do próprio BNDES sobre esses mitos de calotes e de que o povo Brasileiro paga a conta: 1)”Quando a gente ouve falar em dinheiro que foi enviado para fora, na verdade, estamos falando dos financiamentos à exportação dos bens e serviços de engenharia brasileiros. Nessas operações, assim como em todas as outras que o Banco realiza, o BNDES desembolsa os recursos exclusivamente no Brasil, em reais, para a empresa brasileira, à medida que as exportações vão sendo realizadas. Portanto, quem recebe o dinheiro é a empresa brasileira que vende para fora… Read more »

Last edited 10 meses atrás by Alexandre
André
André
Reply to  Alexandre
10 meses atrás

sobre esses mitos de calotes e de que o povo Brasileiro paga a conta:”

Se você acredita que estes calotes bilionarios no BNDES não tem custo ao povo brasileiro então você acredita em:
Moto Continuo;
Almoço Grátis;
etc…

Alguem sempre paga a conta.

Cesar
Cesar
Reply to  Alexandre
10 meses atrás

Uau! Que comentário cheio de argumentos sólidos da realidade do BNDS quanto aos seus empréstimos. Na realidade o que é realizado é o financiamento de serviços de engenharia. O mais interessantes é alguém negativar a realidade e não a desinformação.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Sergio Machado
10 meses atrás

E acha mesmo que eles vão pagar?

José de Souza
José de Souza
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

todo caloteiro acha que os outros não pagam…

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  José de Souza
10 meses atrás

Sim, os “cumpanheiros” de Angola e Venezuela pagaram os empréstimos feitos pelo BNDES.

Nei
Nei
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

Deve-se melhorar a todos não só a alguns né.

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

Estou ressentindo com o dinheiro dos meus impostos tendo indo para o bolso de algum “cumpanheiro” enquanto aqui ficamos na míngua.
Aliás, o seu dinheiro também foi.

Salim
Salim
Reply to  Diego Tarses Cardoso
10 meses atrás

Proponho que vc faça uma análise isenta dos balanços do bondes e mostre se existe e qual e o calote ou pare de inventar coisas. E muitO chato e improdutivo esta teoria de contar mentiras várias vezes para enganar os incautos. Mostra a informação e a fonte, pare de utilizar tática dos derrotados da segunda guerra.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

Ué, achei que ninguém pudesse pôr os pés na preciosa reserva deles. Agora ficam lá chorando pela ajuda do Estado?

Mas enfim, se você tiver menos de 40, talvez veja o resultado de terem dado a meia dúzia de gatos pingados terras imensas na fronteira.

De qualquer forma vou passar 4 anos aqui mandando o “fazuéli” para vocês.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

O choro é livre.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

Seu comentário sobre a tragédia provocada pelo seu minto ao índios é de uma repugnância sem tamanho. Seu minto liberou pra todo tipo de criminosos entrarem na reserva e promoverem as maiores atrocidades. Barcos cheios de bandidos passavam atirando nas aldeias. Destruiram os rios com mercúrio e deixaram os índios sem ter como sobreviver da selva. Tenha um pouco de respeito aos primeiros brasileiros que aqui habitavam antes de todos os outros. Tenha um pouco de compaixão com a dor alheia.

Marcus Pedrinha Pádua
Marcus Pedrinha Pádua
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

Venezuela está inadimplente. Angola já pagou. Adiantado, inclusive. Fonte: BNDES.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

A venezuela pode pagar com petróleo !!!
Ja o Jorge Paulo Lemann, Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira o governo nunca mais vai ver os 15 bilhões pego em bancos publico caixa,bb e bnds !!
O pior que as privatizacao dos Correios esses 3 bilionários que iriam comprar com o dinheiro roubado dos bancos públicos !!!
O brasil nao é para amadores!!!

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

Essa conversa de bolsominion não cola fora da bolha. Não se financiou governos e sim empresas brasileiras.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

Estão muito ressentidos. Não é pouco não. Até porque terão que buscar outro minto. Esse que é cultuado pela seita, nunca mais irá poder concorrer a nenhum outro cargo político. Muito provavelmente será preso.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

Tem que ver onde os cumpanheiros colocaram o dinheiro que estava reservado para a saúde indígena. Só uma ong evangélica recebeu de seu bolsocaro 872 milhões de reais. Muita gente usando a palavra de Deus e encheram os bolsos. A medida que os sigilos vão caindo Muita patifaria vai aparecendo. Transformaram as igrejas em comitês eleitorais do minto genocida corrupto e fujão, claro que em troca de muito dinheiro. Aguardem os próximos capítulos dessa novela de péssimo gosto e de muita bandidagem.

Sagaz
Sagaz
Reply to  José de Souza
10 meses atrás

Brasil é caloteiro desde quando? Se vc é caloteiro o problema é seu, não coloque 200 milhões no mesmo nível que o seu.

Marcus Pedrinha Pádua
Marcus Pedrinha Pádua
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

Os empréstimos do BNDES em favor da Argentina já foram pagos. Eram de pequeno valor (menos de 60 milhões d bidens, se não me engano.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

Vc não vai financiar o governo argentino. Vc vai trazer trabalho para as empresas brasileiras. Como antes da lava jato destruir a indústria de construção pesada brasileira. Na verdade não se está financiando governos e sim empresas brasileiras que farão obras em países vizinhos.

Joelson
Joelson
Reply to  Sergio Machado
10 meses atrás

Pelo amor de Deus. O problema não é a Argentina, o Brasil, o BNDES… o problema é o PT! Um ser que desde a década de 80 manda e desmanda no partido e todos da esquerda ficam de 4 para ele, que chama patrão de explorador e dá R$3000 para o empregado meia boca de Cuba trabalhar aqui e manda outros R$9000 ao patrão em Cuba… é o fim da picada, isso é pior que o Di@bo. A primeira obra do governo do PT em 2023 foi anunciada… um gasoduto na Argentina. E tem gente que acha que isso é… Read more »

erikbomberman
erikbomberman
Reply to  Joelson
10 meses atrás

Ressentimento que beira a insanidade e esquizofrenia

Faver
Faver
Reply to  Joelson
10 meses atrás

Vamos dar louros a todos os envolvidos… o tal gasoduto já havia sido negociado em 2022… o governo de agora só vai chancelar… 2 errados…

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Faver
10 meses atrás

Como assim? Já estava negociado?
Que isso companheiro?

Marcelo
Marcelo
Reply to  Sergio Machado
10 meses atrás

O BNDS vai financiar o gasoduto tambem,eu nao duvido que o governo do brasil e o BNDS colocar uma das cláusulas no contrato de garantia com a Argentina que caso a Argentina nao cumpra os pagamento referente ao gasoduto e aos blindados os Argentinos podem pagar o financiamento Com Gás!!!
Varios países fazem negócio recebendo como pagamento petroleo e gás!!!!

GRAXAIN
GRAXAIN
Reply to  Sergio Machado
10 meses atrás

Curioso para ver os termos deste MOU, quando e “se” virar contrato! Nas parcerias ideológicas o histórico mostra que isso não costuma gerar divi$a$ saudáveis. Ou vai ficar pendurado no BNDES, ou saíra da cota/orçamento do EB, como nos anos 80 com o Iraque/Engesa, com garantias esdrúxulas em gás de Xisto de Vacca Muerta, que no Paraná o IBAMA proíbe de extrair, ou algo parecido. Quem viver verá…

DOUGLAS
DOUGLAS
10 meses atrás

O meu medo é o BRASIL TER QUE PAGAR no final isso! Amizade entre nosso presidente com esse outro de lá, fico é com medo! Mas se tudo ocorrer dentro da normalidade e a Argentina não dar um golpe no BNDS (sabemos que vai sair de lá o dinheiro) tudo bem.

Up The Irons
Up The Irons
Reply to  DOUGLAS
10 meses atrás

Exatamente!
Se a compra for como esperamos, ótimo pro Brasil.
Se for como a cumpanherada gosta de fazer, ótimo pra Argentina, péssimo pros bolsos dos pagadores de impostos brasileiros.

Atirador 33
Atirador 33
Reply to  Up The Irons
10 meses atrás

Falou tudo com poucas palavras. A economia da Argentina está na lona, lá as demandas são diversas, e armamentos não deveriam ser pensados para agora, acredito que será mais uma entubada da esquerda da AL no BNDS, ou seja, em nós contribuintes.

Pablo
Pablo
Reply to  Up The Irons
10 meses atrás

E so isso que fala, segunda matéria SEGUIDA e esse argumentinho.

Nei
Nei
Reply to  Up The Irons
10 meses atrás

Orçamento secreto, virou emendas de relator. Agora pode?

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
Reply to  Up The Irons
10 meses atrás

Teve o porto de Mariel, garantido com charutos.

Marcus Pedrinha Pádua
Marcus Pedrinha Pádua
Reply to  Diego Tarses Cardoso
10 meses atrás

Não. Garantido por recebíveis originados da venda de charutos. Há uma diferença abissal nisso. E a opinião de quem não sabe essa diferença não é minimamente válida…

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Up The Irons
10 meses atrás

A cumpanheirada que vc se refere é a da rachadinha. Inclusive não quis comprar as vacinas porque a rachadinha na negociação foi descoberta. 1 dólar por vacina. Era uma senhora rachadinha.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Up The Irons
10 meses atrás

Também tinha a cumpanheirada dos pastores ladrões. Acabou a mamata.

alaor
alaor
Reply to  DOUGLAS
10 meses atrás

Tendo em vista que já passou a politica é necessario que enterrramos de vez as ignorâncias, e DE UMA VEZ POR TODAS, APRENDAM: Não existe e nunca existiu problemas do BNDS financiar obras e projetos em outros paises. No mundo dos negócios entre países, para você ter acesso a novos mercados é FUNDAMENTAL aportar algum tipo de financiamento. Assim foi para terem acesso ao nosso mercado consumidor, o Brasil recebeu muito financiamento nessa historia. A parte que se cria uma armadilha de divida com esses paises e acabam ficando refens da nossa politica. Saia da bolha da ignorância de uma… Read more »

rfeng
rfeng
Reply to  alaor
10 meses atrás

Aportar o financiamento e normal mas não receber nunca e que não e normal.

Leo Machado
Leo Machado
Reply to  rfeng
10 meses atrás

Ontem, os EUA intimaram a China a perdoar parte da dívida de Zâmbia.
É comum ocorrer investimentos não recuperado e dividas não pagas e perdoadas.

Atirador 33
Atirador 33
Reply to  Leo Machado
10 meses atrás

Não da para comprar os tamanhos das economias dos EUA e da China, e o impacto da divida de Zâmbia. Esses recursos que recebemos calotes das republiquetas de esquerda, fazem muita falta para nossa economia, é só pensar que temos muitas demandas básicas na nossa infra estrutura de mobilidade urbana em nossas grandes cidades, e verificar o metrô doado para a Venezuela,

Vitor
Vitor
Reply to  Leo Machado
10 meses atrás

Dica: Acorda antes que seja tarde.

Nei
Nei
Reply to  Leo Machado
10 meses atrás

Normal não. Dependendo da situação existe análise.

Rogério Loureiro Dhiério
Rogério Loureiro Dhiério
Reply to  alaor
10 meses atrás

Não existe e nunca existiu problemas do BNDS financiar obras e projetos em outros países”.

Concordo, desde que de fato a instituição financeira receba por estes financiamentos, de acordo com os contratos. Más dai tu pega a roubalheira que foi no passado, eu já discordo quando tu menciona que “nunca existiu problema”.

Sinto lhe informar.
Houve sim.
Pesquisa ai: História do Brasil – Governo Lula.

Henrique
Henrique
Reply to  alaor
10 meses atrás

“Não existe e nunca existiu problemas do BNDS financiar obras e projetos em outros paises.”

Quando teu país não é deficiente em todas as áreas de infra não tem problema mesmo kkkkkkkk

Slowz
Slowz
Reply to  Henrique
10 meses atrás

Não é, nunca foi e nunca será e não é só o Brasil que faz isso .

Last edited 10 meses atrás by Slowz
ANDRÉ GARCIA
ANDRÉ GARCIA
Reply to  Henrique
10 meses atrás

Uma coisa nada tem a ver com a outra. Esse tipo de negócio gera empregos no país, desenvolve a indústria de defesa e contribui para aumentar a arrecadação de impostos.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  ANDRÉ GARCIA
10 meses atrás

gera empregos e depois destroi eles, vi bem 2015 de 4 por cento para 11 por cento de desemprego, muito lindo isso, tanta ferrovia para fazer aqui, gasoduto, refinaria, reforma de estrada, porto, armazem, e etc.

Nei
Nei
Reply to  ANDRÉ GARCIA
10 meses atrás

Sim, mas quando é pago né!
Anos atrás ninguém pagou nada.

Marcus Pedrinha Pádua
Marcus Pedrinha Pádua
Reply to  Nei
10 meses atrás

Segundo o BNDES, os empréstimos a paises d África e AL para a compra de produtos e serviços brasileiros foram ou estão sendo pagos, exceto os feitos a Cuba e Venezuela. A Argentina, que é a envolvida na reportagem, está com a situação regular no Banco.

Nei
Nei
Reply to  Marcus Pedrinha Pádua
10 meses atrás

Não sou contra a venda pelo BNDES, mais que haja garantias!

fewoz
fewoz
Reply to  Nei
10 meses atrás

Você acha que transações e acordos destas envergaduras não possuem garantias? Ou acha que são contratos de 10 páginas?

Henrique
Henrique
Reply to  ANDRÉ GARCIA
10 meses atrás

tudo a ver uma coisa com outra…
Brasil é completamente f**ido na infraestrutura e vai ficar perdendo tempo arrumando o vizinho… vizinho esse completamente fu**dp economicamente… só via jogar dinheiro no lixo e não via ter retorno. se investir na argentina fosse bom tinha fila de banco esperando a chance de dar empréstimo pra eles… não tem pq eles não tem como pagar

Last edited 10 meses atrás by Henrique
Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Henrique
10 meses atrás

Olá Henrique. O BNDES tem diversas fontes de financiamento, inclusive para infraestrutura, que pode ser acessado por governos municipais e estaduais ou por empresas privadas. Todos os interessados só precisam enviar os projetos. O banco inclusive tem um escritório de apoio para a elaboração dos projetos. Nos últimos anos, a procura por financiamentos diminuiu. Talvez as empresas estão inseguras para investir na ampliação da produção, talvez os governos estaduais e municipais ainda estejam desequilibrados pela pandemia. Eu não sei. O fato é que o BNDES tem recursos sobrando que não estão sendo solicitados. A pergunta é por que a procura… Read more »

Henrique
Henrique
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

 Talvez as empresas estão inseguras para investir na ampliação da produção, talvez os governos estaduais e municipais ainda estejam desequilibrados pela pandemia. Eu não sei. O fato é que o BNDES tem recursos sobrando que não estão sendo solicitados.

ai a solução pé dar dinheiro a fundo perdido pra caloteiro….

bom.. vc defende a impressora então tanto faz né?

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  alaor
10 meses atrás

Tudo que você falou é verdade. Mas… vamos separar o joio do trigo. O BNDES não só pode como DEVE apoiar e financiar as nossas exportações de produtos e serviços. Faz parte do pacote até deste banco existir. No entanto, o fato é que os governos a que os Minions se referem deram calote na gente. Pior, dado o perfil de tais “clientes” já era quase certo que a inadimplência era inevitável. O mecanismo básico era… Empreiteiras brasileiras ganhavam os contratos para obras nas quais nem chinês tem coragem de encarar. O preço, claro, superfaturado. O governo brasileiro emitiu títulos… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  GFC_RJ
10 meses atrás

sim, isso mesmo, aind mas o seguro cobre, sim a seguradora cobre, mas ela própria tem um limite para um rombo. só complementando seu comentário.

Nei
Nei
Reply to  Carlos Campos
10 meses atrás

Não tem seguro e não há seguradora que aceite uma apólice de seguro a empréstimo (financiamento) à outros países, principalmente de países com perfil inadimplente.

Marcus Pedrinha Pádua
Marcus Pedrinha Pádua
Reply to  Nei
10 meses atrás

Errado, Nei. Os empréstimos são todos cobertos pelo FGC – Fundo Garantidor de Crédito: o BNDES não fica no prejuízo. Embora o Brasil é que fique com o mico, no final das contas…

Nei
Nei
Reply to  Marcus Pedrinha Pádua
10 meses atrás

Sim, mas o fundo garantidor e no final o nosso país paga da mesma forma.

Marcus Pedrinha Pádua
Marcus Pedrinha Pádua
Reply to  GFC_RJ
10 meses atrás

O próprio BNDES diz que a maioria dos empréstimos – seja considerando valor, seja considerando a quantidade de devedores – foi paga, inclusive juros. Venezuela e Cuba estão inadimplentes. Mas mesmo o valor não recebido dos dois ainda gerou algum retorno aqui dentro, na forma de empregos e impostos. É bom lembrar que o dinheiro desses empréstimos é gasto exclusivamente em produtos e serviços de empresas brasileiras.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Marcus Pedrinha Pádua
10 meses atrás

Olá Marcus. Uma vez coloquei uma questão fundamental para entender o problema da Venezuela e Cuba. Como é possível que estes dois países possam honrar seus débitos em dólar se estão sendo sancionados pelos EUA, impedido o ingresso de dólares? Nos dois casos, qual seria a dificuldade do Brasil acertar uma triangulação, por meio de importações de produtos e serviços destes dois países, o que por sua vez permitira o ingresso de divisas que seriam usadas por estes dois países para pagar os débitos. No caso, a Venezuela é um enorme produtor de petróleo. O mesmo poderia acontecer com investimentos… Read more »

ted
ted
Reply to  alaor
10 meses atrás

inocente! rsrsrs

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
Reply to  alaor
10 meses atrás

Charutos como garantia é só para por algo no papel né ?

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  alaor
10 meses atrás

parece que você q esta na bolha da ignorância, no passado o porto de Mariel tinha como uma das garantias Charutos Cubanos. Além de que no Brasil mesmo tem várias coisas para se fazer e nao na falida da Argentina

Nei
Nei
Reply to  alaor
10 meses atrás

Acredito sim, que deva ser financiado obras com BNDS, mas a caloteiro que não nos pagou, não. Tem que ter coerência para quem fazer isso.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  DOUGLAS
10 meses atrás

Olá Douglas. Toda operação comercial entre um fornecedor e um comprador tem o risco de fracassar. Inclusive, os bancos que fazem financiamento incluem este risco nas suas taxas. A venda deste equipamento é de interesse do Brasil e a compra é de interesse da Argentina. Ainda não sabemos como será o contrato nem se isso vai realmente resultar em uma venda. Sou otimista. Também é provável que seja financiado pelo BNDES. Ótimo. Pelo que tenho acompanhado na página do BNDES, a Argentina tem inúmeros contratos de financiamento com o banco e todos seguem sem problemas.

André
André
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

Em compensação a Venezuela nem tanto…
~1.5 Bilhões de dolares em 2010/2011 em status ativo, só com a Andrade Gutierrez…
Consulta a operações do BNDES

Astroslutador
Astroslutador
Reply to  André
10 meses atrás

Venezuela pode mandar petroleo para zerar o montante!? Boa pra equipe iveco latina, melhor qie comprar da italiana.

André
André
Reply to  André
10 meses atrás

Complementando o post anterior, olhando com mais detalhe o site do BNDES: Venezuela: Dos 1,5 bi USD desembolsados pelo BNDES 122MUSD a vencer 641 MUSD em atraso coberto com dinheiro do FGE (Fundo Garantidor de Exportações)- ou seja, nosso dinheiro, 41 MUSD em atraso ja destinado a cobertura pelo FGE. Montante restante não citado (~700 MUSD) , presumivelmente pago pela Venezuela; Cuba: 656 MUSD desembolsados pelo BNDES, 406 MUSD a vencer 214 MUSD em atraso ja coberto pelo FGE; 13 MUSD em atraso, ja destinado a cobertura pelo FGE. Montante restante não citado (~20 MUSD) , presumivelmente pago por Cuba;… Read more »

Salim
Salim
Reply to  André
10 meses atrás

Com dados e mais fácil, acredito que Venezuela volte a pagar pois diminuindo embargo tem petróleo e gás. Agora Cuba acredito ser bem difícil, se cair o regime esdrúxulo cubano e abrir Turismo, ai acredito ser possível. Comércio tem risco.

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

Charutos como garantia é um ótimo negócio, certo ?

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Diego Tarses Cardoso
10 meses atrás

ouvi dizer que a Argentina vai colocar como garantia passeios turísticos em Bariloche.

Rogério Loureiro Dhiério
Rogério Loureiro Dhiério
Reply to  DOUGLAS
10 meses atrás

Já está pago. Relaxa.

BNDES já fechou negócio e vamos esperar por mais ai.
Força Aérea Argentina e Armada logo logo tb serão presenteadas.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Rogério Loureiro Dhiério
10 meses atrás

eita vamos armar os argentinos e sair no calote implorando para eles pagarem

Felipe Augusto Batista
Reply to  Carlos Campos
10 meses atrás

“sair no calote implorando para eles pagarem”

Quase. “Sair no calote”, provavelmente, “implorando para eles pagarem”, sem chance, pelo menos não enquanto o governo atual durar, talvez depois das próximas eleições um futuro governo pense em cobrar.

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  DOUGLAS
10 meses atrás

1 – Como já disseram, carta de intenções não é contrato fechado.
2 – Para ter contrato fechado, será imprescindível uma forma de financiamento.
3 – A Argentina é um país MUITO complicado, mas… AINDA não dá para comparar com os outros países ao qual se fazem as analogias. Não existem embargos contra Argentina e isso faz muita diferença. 
4 – Sem contrato de compra/venda fechado e sem o contrato do financiamento, não dá pra saber qual será a instituição financeira que operará, nem as condições, muito menos as garantias.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  GFC_RJ
10 meses atrás

 Não existem embargos contra Argentina e isso faz muita diferença. ´´

E o embargo inglês a qualquer equipamento militar que tenha uma porca made in UK´´? E a pressão que a Inglaterra faz junto aos EUA pra não liberarem nenhum equipamento pros Argentinos?

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  Willber Rodrigues
10 meses atrás

Quando falo de embargos, falo de embargos às exportações argentinas. De comércio normal.
A Argentina pode vender soja, trigo, gás e, principalmente, vinhos para quem quiser. Cuba e Venezuela não.

Com isso, se pode assinar contratos com garantias de commodities depositadas nas bolsas internacionais.

ted
ted
Reply to  DOUGLAS
10 meses atrás

Que dinheiro? Os gringos estão quebrados. vai sair do BNDS, ou melhor do nosso bolso. O sujeito que veio da europa mendigando para os índios macaquitos.

H.Saito
H.Saito
Reply to  DOUGLAS
10 meses atrás

O Brasil VAI pagar por isso, uma vez que a Argentina não tem dinheiro nem pra comprar aviões chineses, muito menos blindados

Astroslutador
Astroslutador
Reply to  DOUGLAS
10 meses atrás

E o agro negocio que vive do investimento em infraestrutura chines e compras chinesas, e financiamento da agricultura familiar. Mas finge ser privatista comprando chapeu do panama no caminho de volta de Orlando.

João
João
Reply to  DOUGLAS
10 meses atrás

Os BNDES tem seguros, se não tiver dinheiro pra pagar, será com commodities internacionais (que não estão na Argentina derretendo com o peso morto).

Nei
Nei
Reply to  DOUGLAS
10 meses atrás

Comprar influência?

Rapaz, isso é ideologia política pura.

Se fosse outro Presidente, digo qualquer um da direita que anunciasse esse contrato, vocês estariam usando camisa vermelha na hora.

Nil
Nil
10 meses atrás

Que paguem pelo que estão adquirindo, que exijamos garantias executáveis. Querem que financiemos sua indústria, que paguem, como pagamos aos europeus.
Solicitam que financiemos suas exportações para o nosso país de autopeças, querem integração com nosso mercado, mais dificulta nossas empresas na mesa de negociações com outros mercados.
Mui amigos.
Nilo

Last edited 10 meses atrás by Nil
Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Nil
10 meses atrás

Caro Nil. Não é assim que funciona…. todo contrato de exportação do BNDES envolve um seguro (na verdade, quem faz um financiamento de casa própria no Brasil também tem que fazer um seguro. O Banco transfere os recursos diretamente para a empresa produzir o bem em parcelas. Quando ocorre a transferência, o importador passa a dever parcelas para o Banco. Isso pode envolver uma carẽncia. Se o importador parar de pagar, o seguro cobre as parcelas devidas e é a seguradora que irá buscar do importador o pagamento. Em outros casos, como na venda de aviẽos comerciais, o avião pode… Read more »

Nilo
Nilo
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

Nas operações de crédito à exportação de bens e serviços com financiamento de longo prazo (superior a dois anos), o Exportador brasileiro também conta com a garantia de crédito concedida pela União na forma de Seguro de Crédito à Exportação (SCE) para garantir o financiamento ao Importador.
Duvido que algum banco seja tão generoso quanto Lula nas taxas de riscos, por isso os argentinos seguram a compras, agora vai ter projeto, e mais projetos argentinos para o governo brasileiro financiar.
Depois faz como Evo Morales nós chama de imperialistas rsrsr e nacionaliza a Petrobrás rsrsrsrs

Last edited 10 meses atrás by Nilo
Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

Só que nem sempre aparece uma seguradora interessada no contrato. No caso de Cuba, a União fez a garantia ao BNDES. Tomamos o calote e a União está tentando receber algo de Cuba.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Rafael Oliveira
10 meses atrás

Olá Rafael. Existe um fundo garantidor de exportação. Todos os contratos de exportação do BNDES, serviços ou produtos, são cobertos por um seguro que emprega este fundo….segundo o próprio BNDES, o banco sempre recebe. A União não tem nada a ver com isso. Aliás, vale a pena perguntar porque Cuba e Venezuela tem dificuldades para obter dólares para bancar suas contas externas…. Se você entender isso vai entender o resto.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

Sim. É o FGE que é fundo público. O problema é que recentemente os prêmios não cobriram os calotes e a União teve que aportar alguns bilhões no FGE (inclusive mandando o dinheiro do fundo do seguro desemprego para ele). O BNDES sempre recebe, mas eventualmente o povo brasileiro que paga a conta dos caloteiros. Cuba e Venezuela produzem poucos produtos de exportação e por isso tem dificuldade em obter dólares ou outra moeda forte. São maus pagadores sendo temerários os empréstimos do BNDES para esses países. Pois ele faz uma operação de risco e quem paga a conta é… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Rafael Oliveira
10 meses atrás

Caro Rafael. Há alguma semanas escrevi para o BNDES pelo portal de acesso á informação perguntando sobre estes financiamentos de exportação de serviços. Eles explicaram que todo financiamento de exportação (serviços e bens) inclui um seguro pago pelo importador e que está embutido no valor total. Como a maioria dos financiamentos ocorre sem problemas, este fundo vai sendo ampliado. Quando ocorre um atraso do pagamento de uma parcela, este fundo cobre o valor. Assim o banco nunca apresenta prejuízo e não há necessidade do Tesouro fazer aportes adicionais para cobrir o valor. A partir deste momento, o administrador do fundo… Read more »

Nei
Nei
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

Sim, cadê esse fundo, nos rombos do BNDES há alguns anos atrás? Não adianta ter fundo se não receber o que se deve.
Mesmo que uma seguradora este no contrato, a seguradora terá prejuízo, sendo elas, por elas.

Como sempre, você defendendo com unhas e dentes tudo que esse governo agora faz e criticando tudo que outro fez.
Lembrando, que qualquer coisa que esteja errado em qualquer um, deve-se ser pago na forma da lei, conforme Código Penal estabelece, não pra um é assim e outro assim.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Nei
10 meses atrás

Caro Nei. Há algumas semanas escrevi para o BNDES pelo portal de acesso de informação para entender melhor o processo. Eles explicaram que todo financiamento do banco tem inclui as taxas de administração, os juros equalizados pelo mercado internacional e o seguro. Como apenas uma fração dos financiamentos apresentam problemas, os demais que foram pagos dentro do contratado geram um fundo garantidor. Sobre o BNDES, houve uma CPI e uma auditória recente que atestou o procedimento do banco. È só ter paciência para ler os relatórios e escrever para o banco sobre os pontos que tiver dúvida. Sobre a rigorosa… Read more »

Vitor
Vitor
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

Caso perdido. Rapaz, toma tenência. Argentina deu calote na dívida 3 vezes, inflação de quase 100% ao ano, país imprimindo dinheiro e você acha mesmo que vão pagar ? Pode dar carência de 10 anos, uma vez com os veículos na mão , já era. Vão passar a vida renegociando e reclamando dos juros.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Vitor
10 meses atrás

Caro Vitor. Na década de 80 o Brasil comprava petróleo do Iraque á credito, sem garantia. Saddan foi o responsável por manter a atividade econômica brasileira em movimento. Durante a presidência de Sarney, o Brasil quebrou e decretou moratória. Antes, da década de 70, durante a presidência de Figueiredo, o Brasil dependeu dos empréstimos do FMI para manter a balança comercial. FHC teve que recorrer ao FMI duas vezes. Era um caso perdido.

Matheus
Matheus
10 meses atrás

“Assinam carta de intenção”

Assim como assinaram uma para o C-390 e até agora nada.
Se for com crédito no BNDES então que o colateral seja tão grande quanto o valor.

Rogério Loureiro Dhiério
Rogério Loureiro Dhiério
Reply to  Matheus
10 meses atrás

Show, bem observado.

alaor
alaor
10 meses atrás

Quando um país não está isolado diplomaticamente por ideologias terraplanistas é isso que acontece: projeção internacional, fortalecimento das relações bilaterais, SOFTPOWER., que acabam se traduzindo em mais desenvolvimento, empregos e divisas.

Leo Machado
Leo Machado
Reply to  alaor
10 meses atrás

Agora temos um verdadeiro estadista no Planalto.
Não um fujão que bate continência para bandeira de outro País.

Welington S.
Welington S.
Reply to  Leo Machado
10 meses atrás

Primeiro que não se bate continência, se presta. E, segundo: ”verdadeiro estadista”? Sério isso? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.

Leo Machado
Leo Machado
Reply to  Welington S.
10 meses atrás

‘Se presta’ continência na caserna.
Pro resto da população é bater continência mesmo.
Tanto faz, como tanto fez.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Leo Machado
10 meses atrás

Essas lacradas são coisas infantis. Beira o ridículo. E o pior é o número de likes que tem um sujeito que lacra dessa forma. Mostra muito do nível dos participantes. Eu sou da área de segurança e conheço os termos técnicos da área e nem por isso vou querer lacrar em cima de alguém que chama carregador de pente. Pra população em geral é pente mesmo. O importante foi a idéia que se quis passar. Se foi escrito bater continência no lugar de prestar ,isso é um detalhe irrelevante. Se parte do detalhe irrelevante para desqualificar a ideia do texto… Read more »

José de Souza
José de Souza
Reply to  Welington S.
10 meses atrás

não se “bate” nem “presta” continência a bandeiras estrangeiras…

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  José de Souza
10 meses atrás

Exatamente. Seu comentário foi perfeito. O importante é isso.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  José de Souza
10 meses atrás

E também não se entrega uma base estratégica como a de Alcântara para os yanques, como fez o minto. Aliás não se entrega para país algum. Isso é traição à pátria.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Welington S.
10 meses atrás

como tu ousas falar mal da alma mais honesta do país?

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Leo Machado
10 meses atrás

Sim, um camarada que adora ter amizades com ditadorzinhos e que deixou um deles tomar uma refinaria brasileira e não fez nada só porque era um dos “cumpanheiros”.

Realmente um grande estadista e defensor da democracia.

Mirão
Reply to  Leo Machado
10 meses atrás

De fato, agora o brasil tem um estelionatário profissional no poder (de novo)

Bom trabalho, fez muito proveito com o seu voto

Nei
Nei
Reply to  Mirão
10 meses atrás

Estelionatário é elogio!

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  alaor
10 meses atrás

Ola A. Minha esposa sabe explicar isso bem. Quando ela é bem tratada em uma loja ou por um prestador de serviço, ela dá atenção preferencial. Se for mal-tratada, nunca mais volta. Ela diz que ser um pouco mais barato ou mais caro não importa muito. Ela tem que confiar no vendedor e no prestador de serviço, porque se precisar de alguma coisa depois, é bom que as pessoas se conheçam por nome. O ex-presidente nunca visitou a Argentina nem compareceu na posse do presidente argentino. A primeira vista oficial do atual presidente foi na Argentina… isso explica muita coisa.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

sugiro que tua esposa venda AVON, a esposa falecida do Lula enriqueceu assim, aí sua esposa em breve poderá ter um serviço mais VIP nas principais lojas do país. eu mesmo penso em vender AVON

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Carlos Campos
10 meses atrás

Caro. Você não conhece minha esposa para sugerir nada. Se você quer vender Yakult, Jequiti ou butijão de gás, eu desejo boa sorte em seu empreendimento. Todos merecem sucesso e felicidade.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

Me solidarizo com o amigo. Esse desqualificado demonstra o nível dessa gente. E veja que o que ele escreve não fica restrito à opinião nojenta dele. Uma agressão gratuita até mesmo a sua esposa é seguida por outros escrotos que dão likes. Essa gente é repugnante. Não tem como debater nada com esse tipo. Não se conformam mesmo.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Marcos Alexandre Queiroz
10 meses atrás

Olá Marcos. Pois é. Obrigado. Eu errei ao fazer um comentário incluindo minha esposa. Aprendi. Algumas pessoas cruzaram o limite do razoável e simplesmente passei a ignorar. O debate melhorou muito. Mais uma vez, obrigado pelo carinho.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Carlos Campos
10 meses atrás

Fake News nojenta. É o que resta a vcs fazerem. Mentir. Tenha respeito. Suas escritas aqui são ridículas, desrespeitosas e demonstram claramente um desequilíbrio provocado por até mesmo um desespero. Respeite os outros participantes também. Vai chorar na cama que é lugar quente. Pare de destilar ódio aqui. Lamentável. Que nível, filho.

Salim
Salim
Reply to  Carlos Campos
10 meses atrás

Mais um desqualificado, triste. Espero que Camargoer desconsidera este este ser desprezível e continue a debater ideias e pontos de vista coerentes com realidade de fatos. Muito triste.

Nei
Nei
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

Sua esposa ir comprar algo não tem nada a ver com a discussão, deveria ser ao contrário, sua esposa vender e não comprar.

Comprar é facil, difícil é para o vendedor receber se vender em condições.

Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

Caro Camargoer, desculpe na minha opinião não concordo com sua comparação, não tem sentido, então se o produto for ruim, se comprarmos gato por lebre e ainda pagarmos mais caro por isso não tem problema desde que seja bem tratado?. Veja tem que ocorrer o seguinte o produto ser bom, com preço justo e atendimento excelente, E isso tudo é uma obrigação e não virtude. Também acho que ignorar a Argentina não tem sentido e isso foi e é um erro de fato, Mas ser bom vendedor não qualifica ninguem como melhor ou pior. Um chefe do executivo tem que… Read more »

Last edited 10 meses atrás by Rodrigo Maçolla
Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Rodrigo Maçolla
10 meses atrás

Olá Rodrigo. Não há o que desculpar. Discordar é a base do debate. A premissa é que o produto é bom. Comprar um produto ruim porque o vendedor é educado e camarada é um erro do bom comprador. Já o preço depende de quanto o comprador está disposto a pagar. O produto pode ser ótimo, o vendedor excelente, mas é preciso que o comprador esteja disposto a pagar o preço. O preço justo é quanto o comprador está disposto a pagar. Contudo, a relação entre vendedor e comprador é parte fundamental da negociação porque ela define a fidelidade do cliente… Read more »

Rogério Loureiro Dhiério
Rogério Loureiro Dhiério
Reply to  alaor
10 meses atrás

projeção internacional, fortalecimento das relações bilaterais, SOFTPOWER., que acabam se traduzindo em mais desenvolvimento, empregos e divisas.”..

Isso tudo tem um preço.
Reze para que eu, vc e os demais aqui não paguemos por tudo isso para ainda no final levarmos calote.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  alaor
10 meses atrás

o país terraplanista é Argentina, que congela preço achando que vai resolver dessa vez, nas outras nao deu certo por falta de sorte, ja impediram a exportação de carne em excesso segundo eles, em breve vão implementar a caçado a voi no pasto igual o Brasil fez, imprimem dinheiro até nao poder ,ais para bancar os gastos publicos e colocam a Culpa no mercado, esse mesmo mercado que o Lula acusa de nao ter coração,

Astroslutador
Astroslutador
Reply to  alaor
10 meses atrás

Bom pra iveco latina, hora estão dando visibilidade ao 6×6 nacional… Hora de exportar pra africa e mais pra indonesia.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
10 meses atrás

Essa aquisição faz sentido para a Argentina eis que o motor e, salvo engano, a transmissão do Guarani são fabricados na Argentina.
Por enquanto é só uma carta de intenção. O contrato ainda precisa ser discutido e assinado. E, infelizmente, ainda teremos a incerteza se eles irão quitar eventual empréstimo do BNDES para aquisição dos veículos.
Aguardemos.

sub urbano
sub urbano
Reply to  Rafael Oliveira
10 meses atrás

É o risco de qualquer negócio.

Nei
Nei
Reply to  sub urbano
10 meses atrás

Não nesse o risco é 1000% a mais, devido a outros que sabemos.

Tomcat4,4
Tomcat4,4
10 meses atrás

Que tudo “$$$ ” corra bem nesta transação em que o maior ganhador é a indústria de defesa do Brasil e consequentemente,neste caso, da Argentina tbm além da admissão de uma nova e moderna viatura blindada de transporte de pessoal em suas fileiras.

Emmanuel
Emmanuel
10 meses atrás

Vão comprar com nosso dinheiro e não vão pagar.
Inflação bateu 90% na Argentina e tem gente acreditando em unicórnio em pleno 2023.

Leo Machado
Leo Machado
Reply to  Emmanuel
10 meses atrás

Daqui a 72 horas vc entra com uma reclamação na PGR.

Leo Machado
Leo Machado
Reply to  Leo Machado
10 meses atrás

Mas cuidado com o Xandão.

Kkkkkkk

Nei
Nei
Reply to  Leo Machado
10 meses atrás

Aqui nos comentários acima, define-se “o amor venceu o ódio”.

O que dizer de quem venera ladrão.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Nei
10 meses atrás

O único que venera ladrão é vc . Venera, aliás, uma família inteira de ladrões. Na família que lidera sua seita, todos roubam. O minto genocida, corrupto e fujão, ensinou a todos da família o modus operandi . A medida que as investigações avançam e agora sem a proteção do cargo de presidente as coisas irão acontecer. Melhor escolher outra familicia bandida pra ser sua seita.

Last edited 10 meses atrás by Marcos Alexandre Queiroz
Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Emmanuel
10 meses atrás

eles vão pagar CONFIA

Bachini
Bachini
10 meses atrás

Argentina é somente o pais mais caloteiro do mundo, quem acham que irão pagar esse investimento?

Leo Machado
Leo Machado
Reply to  Bachini
10 meses atrás

Pega o cartão corporativo.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Leo Machado
10 meses atrás

de cartao corporativo o Lula entende o mais gastao de todos

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Carlos Campos
10 meses atrás

Carlos. O cartão corporativo começou no governo federal começou a ser implementado no governo FHC. Lembro de jornais fazendo um escândalo na época porque a cada ano, o governo gastava mais e mais no cartão corporativo sem se dar conta que os gastos com cheques e pagamentos via “conta B” eram reduzidos. O cartão permite maior e melhor fiscalização. O problema nunca foi o quanto se gasta no cartão, mas se os gastos estão dentro da lei. Como o cartão corporativo permite acompanhar os gastos, a grande pergunta que ser faz são os gastos injustificados com alimentação e combustível nos… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

pois é na época do Lula tem até pagamento de motel, não ligo para quem gastou, e como gastou, pra mim essa é discussão besta, mas o colega aí citou a situação do cartão, tiro no pé na minha opinião pq quem mais gastou foi o PR atual

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Carlos Campos
10 meses atrás

Olá Carlos. Por coincidência, escutei hoje pela manhã na CNN que pagaram motel com cartão corporativo durante uma motociata de Bolsonaro em São Paulo e um valor bem alto.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

então esses dois PR tão muito s@afado

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Carlos Campos
10 meses atrás

Caro Carlos. Tem que descobrir que fez uso do cartão para pagar motel. Pode ter sido o filho, o ajudante de ordens, a manicure, o motoqueiro… não me interesse quem estava junto, mas quem usou o cartão corporativo. Aliás, a regra de ouro é pagar motel com dinheiro…

Salim
Salim
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

Na época enchente na marginal ja pernoitei em motel, e mais barato e prático. Tudo depende, oo que é péssimo e o controle e falta de transparencia/limites do uso do mesmo. Ai me pergunto, o que tem a ver com a compra de blindados de pais vizinho, com relações harmoniosas com Brasil, terceiro maior parceiro comercial, esta em dia com pigmentos… só tenho a comemorar… abri uma cerveja pois virou bate boca de boteco rsss

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Carlos Campos
10 meses atrás

No zap da seita. Claro.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

No zap da seita existem verdades diferentes. A medida que os sigilos vão caindo muita coisa virá a tona. Aguardem.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Carlos Campos
10 meses atrás

Isso no seu zap.

Ivan herrera
Ivan herrera
10 meses atrás

156 viaturas, achava melhor eles concordarem com um lote menor logo de início, vai que dá cururu $kkkk

Rogério Loureiro Dhiério
Rogério Loureiro Dhiério
Reply to  Ivan herrera
10 meses atrás

Fi, o correto seria termos recebido pelas 156 viaturas a vista e ainda assim mandar só uma foto do veículo para esperar uns 6 meses como garantia de que não fossem voltar o depósito, para dai sim começar a fabricar, caso o dinheiro não saísse da conta.

Morgoth
Morgoth
10 meses atrás

Apenas uma carta de intenções visando futuras negociações, ainda não é uma confirmação da aquisição do Guarani pela Argentina.

Salvo engano os chineses estavam oferecendo algo da mesma categoria do blindado brasileiro aos argentinos.

Leo Machado
Leo Machado
10 meses atrás

Esse é o caminho.
Integração entre países que têm interesses comuns.

Mirão
Reply to  Leo Machado
10 meses atrás

Interesse comum em torrar o dinheiro de seus respectivos contribuintes por trás dos panos isso sim kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Omg
Omg
10 meses atrás

a palavra mais correta é doar. nunca veremos esse dinheiro.

a argentina dá tanto calote que nem a china quis vender fiado para eles.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Omg
10 meses atrás

China venderia se eles dessem a base naval, ou direito de exploração de alguma Jazida, o Cumpanhero Lula é mais bonzinho

Welington S.
Welington S.
10 meses atrás

Tô sentindo um cheiro estranho nisso aí… quem mais tá? Cheiro de…
Bom…

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Welington S.
10 meses atrás

Olá W. Juro que estou me segurando para não fazer uma piada….

Claudio Moreno
Claudio Moreno
10 meses atrás

Vixi! Já começou as doações do novo governo!
E acaso a Argentina tem dinheiro para comprar qualquer coisa?
Até hoje não colocaram os SEM para voar. Não tiveram grana pra fechar a compra de um de nossos IKL 209.
Espero que o BNDES, se for este o agente financiador, amarre bem o tal possível negócio.
Sgt Moreno
(CM)

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Claudio Moreno
10 meses atrás

As corvetas francesas eles compraram, pagaram e receberam.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Rafael Oliveira
10 meses atrás

Corvetas não. NaPaOc.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Rafael Oliveira
10 meses atrás

corveta kkkk

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Claudio Moreno
10 meses atrás

Segundo o Sipri, a Argentina gasta cerca de 0,9% do seu PIB com defesa, ou cerca de US$ 3 bilhões anulamente,,

Tutu
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

E maior parte disso em salários, investimento ínfimo.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Tutu
10 meses atrás

Igual a todos os países da América Latina.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

mais um motivo para fazer um super acordo em que caso eles nao paguem nos pegamos alguma materia prima de la, igual a China faz

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Carlos Campos
10 meses atrás

Caro Carlos. Não precisa. Como toda operação internacional de financiamento, o contrato com o banco prevê juros, carências, prazos e compensações em caso de descumprimento do acordo. O Brasil assino um contrato assim com um banco sueco para a compra dos F39 e com bancos europeus para os submarinos. Como no caso brasileiro, a instituição pública que cumpre o papel de Exim bank é o BNDES, seria ele quem financia as exportações. Pleo que lembro, uma das pessoas responsáveis pela fundação do BNDES (que era antes BNDE) foi Roberto Campos, talvez o mais inteligente liberal que já estudei.

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  Claudio Moreno
10 meses atrás

Matéria do Estadão, aliás bem crítico ao retorno do papel do BNDES proposto pelo novo governo: “Obras do tipo do país vizinho fizeram parte da carteira de crédito para exportação de serviços do BNDES. Desde fins da década de 1990, o banco liberou US$10,499 bilhões para financiar 86 obras tocadas por construtoras brasileiras em 15 países. Angola foi o país que mais recebeu empréstimos – e já pagou tudo de volta. A Argentina foi o segundo que mais recebeu – e ainda tem uma parcela final de US$ 29 milhões para pagar de volta.  (…) Para colocar mais lenha na… Read more »

Marcus Pedrinha Pádua
Marcus Pedrinha Pádua
Reply to  GFC_RJ
10 meses atrás

Esse reportagem é antiga. No site do BNDES tem dados de 2022…

Oráculo
Oráculo
10 meses atrás

É a escolha lógica pelos Argentinos, visto que parte dele será fabricado dentro do próprio país. Eles só não tinham dinheiro para comprar. O EB chegou até mesmo a deixar um Guarani dos nossos lá por um tempo, para ser testado pelo Exército Argentino. Agora, com financiamento pelo BNDES, vão conseguir finalizar a aquisição. Só espero que o BNDES amarre bem as cláusulas do contrato. Porque calote infelizmente é uma especialidade dos nossos vizinhos. Se for o caso que recebam o valor devido em Trigo. Eles produzem muito. E a gente importa bastante deles. Une o útil ao agradável. Porque… Read more »

dretor
dretor
10 meses atrás

Serio que lindo esse vídeo, ver novamente as duas grandes nações da américa do sul cooperando na defesa, no futuro poderemos ver lindas imagens de Guaranis argentinos operando em conjunto com os do EB.

PS: que recepção os argentinos deram a nossa comitiva internacional, e parabéns ao governo federal em priorizar as visitas a nosso irmãos de continente, antes de países europeus ou nortistas

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  dretor
10 meses atrás

Olá D. È o básico da diplomacia. Lembre que Bolsonaro não visitou os países da América do Sul nem prestigiou a posse dos presidentes eleitos na região.

Bernardo
Bernardo
10 meses atrás

Eu não venderia pra eles, basta ver como esta a economia do país, mas sabemos que isso não vai ser pago em dinheiro e sim com palavras.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Bernardo
10 meses atrás

até venderíamos, eles tem várias jazidas de petroleo e gás, deveria ter um acordo assim, igual os chineses fazem, mas isso e negocio de cumpanhero para cumpanhero

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Bernardo
10 meses atrás

Caro. Se o Brasil não vender, a China vende. O que acha mais adequado?

Nei
Nei
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

China não vendeu.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Nei
10 meses atrás

Se não for a China, vai ser os excedentes dos EUA.

Allan Lemos
Allan Lemos
10 meses atrás

Realmente valeu a pena para os hermanos o “fazuéli”, vão ganhar gasoduto, blindados e tecnologia bancados pelos contribuintes brasileiros.

Estão gostando da picanha?

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

de picanha eu não sei, mas o povo tá recebendo o pao que o diabo amassou

Nei
Nei
Reply to  Carlos Campos
10 meses atrás

Pessoal, pense que hoje está melhor que semana que vem.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Carlos Campos
10 meses atrás

A picanha está na PAPUDA.

glasquis 7
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

vão ganhar gasoduto, blindados e tecnologia bancados pelos contribuintes brasileiros.”

Como assim, vão “ganhar”?

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  glasquis 7
10 meses atrás

Tudo será financiado pelo contribuinte brasileiro, via BNDES, que é claro, não irá ver a cor desse dinheiro depois.

Então, sim, vão ganhar.

fewoz
fewoz
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

A Argentina deixou de pagar algum financiamento do BNDES?

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  fewoz
10 meses atrás

O comércio entre o Brasil e a Argentina financiado pelo BNDES tem décadas. Nunca deu problema.

glasquis 7
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

Vc está brincando, sabe quem vai construir tudo isso, né?

Humilde Observador
Humilde Observador
10 meses atrás

Eles pagando, não vejo problema algum, pelo contrário, fomenta a indústria.

Tutor
Tutor
10 meses atrás

Que bom, o calote ficou acertado para começar em que ano mesmo?

Silvano
Silvano
10 meses atrás

Carta intenção por carta de intenção, eles também tem uma “carta de intenção” de compra de seis KC-390.

De boas intenções o … está cheio

Mirão
10 meses atrás

Que cena bonita, mas quem vai pagar tudo isso?

BNDS: Falou comigo?

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Mirão
10 meses atrás

Pagar o quê? Não entendi.

Nei
Nei
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

Sim, se faça de desentendido. Quando trata-se do seu governo, sempre esse papo..

Camargoer.
Camargoer.