A Finlândia foi oficialmente nomeada o 31º membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), marcando uma grande mudança no cenário de segurança no nordeste da Europa.

A entrada da Finlândia praticamente dobra a extensão da fronteira da aliança militar com a Rússia, adicionando cerca de 1.300 quilômetros. Antes desta terça-feira, cinco membros da Otan compartilhavam fronteira terrestre com a Rússia.

O ministro das Relações Exteriores finlandês, Pekka Haavisto, concluiu o processo de adesão, nesta terça-feira (4), entregando um documento oficial ao secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, na sede da Otan, em Bruxelas.

O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, também esteve presente na sede da aliança.

“A Finlândia tornou-se hoje membro da aliança de defesa da Otan. A era do não alinhamento militar em nossa história chegou ao fim. Uma nova era começa”, disse a presidência finlandesa em um comunicado.

“Cada país maximiza sua própria segurança. A Finlândia também. Ao mesmo tempo, a adesão à Otan reforça a nossa posição internacional e margem de manobra. Como parceiro, há muito participamos ativamente das atividades da Otan. No futuro, a Finlândia contribuirá para a dissuasão e defesa coletiva da OTAN”, acrescentou.

A bandeira da Finlândia será hasteada do lado de fora da sede da Otan na tarde desta terça-feira (4) em uma cerimônia com a presença de ministros das Relações Exteriores da Otan.

Em todas as futuras reuniões da Otan, a Finlândia participará como “Aliada” — sentada à mesa entre a Estônia e a França.

A aceitação da Finlândia na aliança de segurança liderada pelos Estados Unidos representa um golpe para o presidente russo, Vladimir Putin, que há muito procura minar a Otan e, antes de invadir a Ucrânia, exigiu que o bloco se abstivesse de mais expansão.

Em vez disso, a invasão levou a Finlândia e a Suécia a abandonar sua neutralidade e buscar proteção dentro da Otan, embora a tentativa da Suécia de ingressar no bloco tenha sido interrompida pelos membros da aliança Turquia e Hungria.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse a jornalistas que a adesão da Finlândia é um “agravamento da situação”, referindo-se às alegações de Moscou de que a aliança militar planeja invadir as fronteiras da Rússia.

Moscou acusou a Otan de ameaçar a “segurança e os interesses nacionais” da Rússia ao receber oficialmente a Finlândia na aliança.

O ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, disse nesta terça-feira que a adesão da Finlândia à Otan e o movimento da aliança para aumentar sua própria prontidão de combate aumentaram o risco de conflito.

O ministro das Relações Exteriores ucraniano, Dmytro Kuleba, disse que está feliz com a adesão, mas acrescentou que a melhor maneira de garantir a segurança na Europa é fazer com que a Ucrânia também se junte à aliança.

Suécia tem pedido pendente

Depois de uma pressão de meses da Finlândia e de muitos de seus aliados próximos, a Turquia foi o último país a ratificar a decisão da Finlândia de ingressar na Otan. Mas Turquia e Hungria estão segurando o apoio à Suécia, que também declarou seu desejo de se juntar à aliança militar há quase um ano – ao mesmo tempo que a Finlândia.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse anteriormente que a Turquia não aprovaria a adesão da Suécia à Otan, a menos que o país extradite “terroristas” a pedido da Turquia.

A Suécia deixou claro que isso não acontecerá e, por enquanto, o processo está parado. Mas as autoridades americanas e europeias continuam esperançosas de que a Suécia poderá se juntar à aliança nos próximos meses.

FONTE: CNN

Subscribe
Notify of
guest

95 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Henrique
Henrique
10 meses atrás

Boa Putin… agora é trabalhar pra colocar a Suécia…
.
.
e mete o Cazaquistão e a China na OTAN tb ja que ta embalado kkkkk

Last edited 10 meses atrás by Henrique
Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  Henrique
10 meses atrás

Finlândia – população 5,5 milhões.
Cidade do Rio de Janeiro – 6,7 milhões.
Acho que agora a Rússia, com medo, vai se retirar da Ucrânia e declarar cessar fogo.

Monarquista
Monarquista
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

States 341 milhões e aumentando.
Rússia 143 milhões e caindo.

Tamanho da população não é um bom argumento para vcs.

Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  Monarquista
10 meses atrás

Ah!
É sim!
China 1,4 bilhão.
Acho melhor o Ocidente ficar esperto.
China e Rússia – BFF

Monarquista
Monarquista
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

Agora pôs a China no meio. A China vai sair em defesa da Rússia sim, confia kkkkkk

Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  Monarquista
10 meses atrás

Estamos comparando a população de um País nanico com uma CIDADE.
Repito CIDADE.
Ademais, um País que tem uma população pouco menor que a metade do outro, dá para encarar.
O que não dá é encarar a China.
Muito menos se estiver unida com a Rússia.

Inimigo público
Inimigo público
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

E no final das contas a Finlândia perdeu essa guerra.

Antonio Cançado
Reply to  Inimigo público
10 meses atrás

Qual guerra a Finlândia perdeu?

Antonio Cançado
Reply to  Inimigo público
10 meses atrás

EDITADO
2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas

Lpuco
Lpuco
Reply to  Inimigo público
10 meses atrás

Louco

Antonio Cançado
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

Ô cara, você já ouviu falar na guerra do inverno entre a URSS e a Finlândia?

Antonio Cançado
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

Acho que ele nunca ouviu falar nessa guerra…rsrsrsrsrs

Ildo
Ildo
Reply to  Monarquista
10 meses atrás

Aliança estratégica cada mais forte e de alto nível. A frente russa também é existencial para a China. Eles estão plenamente cientes que a guerra do “ocidente coletivo” (EUA e satélites) é contra eles também.

E Taiwan e território chinês e ponto final.

Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  Monarquista
10 meses atrás

É só para mostrar para vcs como está extremamente complicada a situação dos EUA e do Ocidente.

Inimigo público
Inimigo público
Reply to  Monarquista
10 meses atrás

Saíram em defesa quando as empresas do ocidente saíram da Rússia.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Monarquista
10 meses atrás

Caro. Se a comparação é entre populações, parece razoável sim mencionar a China e também a Índia, além das populações do Brasil e Indonésia, ambos com mais de 200 milhões. Se a China vai apoiar a Russia, Ucrânia ou os EUA, isso é outra discussão. Qualquer que seja a posição geopolítica da China, ela continua com 1,4 bilhão de pessoas e a Índia outro 1,4 bilhão. Justos, is dois países representam praticamente 1/3 da população mundial. Até quando são neutros, estes dois países afetam a balança geopolítica

Maurício.
Maurício.
Reply to  Monarquista
10 meses atrás

Tu colocou os EUA em comparação com a Rússia, por que o k i n g s não pode colocar a China em comparação com os EUA? Não dizem que a Rússia é passado e o seu principal inimigo é a China? Pois é…🤷🏻‍♂️

Henrique
Henrique
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

“China 1,4 bilhão. Acho melhor o Ocidente ficar esperto.” ficar esperto com que mano kkkkkk chara acha mesmo que 1.4bi de pessoas vão lutar pela china kkkkkkkkk vai ser os 1-2mi e ja é muito pra ela manter… e se forçar a China implode de dentro pra fora, que o normal em regimes autoritários sobe preção e constante paranoia pessoa vê o numero da população na carta e ja bate o supertrunfo no máximo kkkk —- e pra finalizar.. “Acho que agora a Rússia, com medo, vai se retirar da Ucrânia e declarar cessar fogo.” choro 1 ano a entrada… Read more »

Last edited 10 meses atrás by Henrique
Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  Henrique
10 meses atrás

‘A base industrial-militar dos EUA está atrasada e, sem mudanças urgentes, os EUA não poderão travar uma guerra prolongada contra a China e a Rússia. Portanto, sem produzir o suficiente das armas e munições mais importantes, a América corre risco de não estra pronta para esse confronto, escreve a Foreign Affairs (FA). O conflito ucraniano foi um dos primeiros sinais de que há problemas no complexo industrial-militar dos EUA. Como escreve FA, dado que a China representa “o desafio mais abrangente e mais sério à segurança nacional dos EUA”, a América corre o risco de não estar pronta para este confronto.’ Como… Read more »

Henrique
Henrique
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

Os EUA e a OTAN não estão preparados para uma guerra moderna.

imagine a Rússia então… ahh não precisa imaginar… +405 dias né… pra pegar uma cidadezinha

que patético, mas sonha… Rússia vai destruir os eua, a otan, o mundo todo… sonha ai

Mengao
Mengao
Reply to  Henrique
10 meses atrás

Tanto a China quanto a Rússia até o momento não dão o mínimo sinal de estarem em risco de implodir, ao contrário, se fortalecem cada vez mais, agora a Europa e EUA sim estão a beira de um colapso com uma crise bancária entre outros problemas que estão só no começo, seu comentário parece em voz alta “essa é a minha torcida, oque eu quero que aconteça”… mas totalmente longe da realidade…

Henrique
Henrique
Reply to  Mengao
10 meses atrás

que diabo de colapso é esse que vc ta vendo nos eua e Europa kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

cara ainda vem falar de torcida, tem uma cise bancaria a cada ~8 anos, mas confia… que agora essa é a do colapso mesmo

aham

Tanto a China quanto a Rússia até o momento não dão o mínimo sinal de estarem em risco de implodir, ao contrário, se fortalecem cada vez mais, agora a Europa e EUA sim estão a beira de um colapso 

totalmente longe da realidade…

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Henrique
10 meses atrás

Henrique, dá uma olhada nos ‘likes’ e ‘dislikes’ desses caras. Não dá uma impressão forte de que todo esse troca troca de nomes está sendo usado para ‘bombar’ certas opiniões bem lunáticas? É muita doidera ehhehehehe

Ildo
Ildo
Reply to  Leandro Costa
10 meses atrás

Para vosmecês eram bons os tempos em que tinha só 1 ou 2 para serem hostilizadps por dezenas…

Essa era acabou; muita gente furou a bolha da mídia maintream satélite dos EUA/OTAN…

E não deixa de ser curioso esse “trauma” que o Antônio Kings deixou em vocês…

É lembrado diariamente, impressionante…

Last edited 10 meses atrás by Ildo
Antonio Cançado
Reply to  Mengao
10 meses atrás

Sou mais os EUA e a Europa que a Rússia e a China…

Adriano
Adriano
Reply to  Antonio Cançado
10 meses atrás

Eu sou mais o Brasil e nossos vizinhos sul-americanos.

Ildo
Ildo
Reply to  Adriano
10 meses atrás

Para os defensores dos EUA/OTAN não existe Brasil e América do Sul…

Os problemas deles são os dos EUA/OTAN…

China, Irã, Rússia, que nunca fizeram nada contra nosso país. Pelo contrário, atuam numa agenda multipolar conosco…

Max
Max
Reply to  Ildo
6 meses atrás

EDITADO:

Prezado “Max”, “Andrade”, “KKce” e demais nomes de usuário.

Decida-se por um nome de usuário; o novo software não é ainda perfeito, mas é muito bom.
Melhor que o anterior, assim usando diferentes nomes de usuário, seus comentários muito provavelmente serão bloqueados pelo sistema.

O aviso também vale para os demais comentaristas que gostam de fazer a mesma coisa, totalmente inútil e desnecessária.

Antonio Cançado
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

Quem sabe da vida da China é a Mongólia…
A Grande Muralha tá lá, pra confrmar…rsrsrsrs

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Monarquista
10 meses atrás

A população dos EUA está caindo.

Demografia
Demografia
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

Falso, a população dos EUA continuará aumentando. O crescimento populacional é
impulsionado pela imigração . Os EUA conseguem atrair um grande fluxo migratório .

Henrique
Henrique
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

se china conseguisse não estava enchendo o saco agora pra fazer filho… tinha continuado com a politica de filho único

e tb não precisaria existir um política paralela chinesa pra prender chinês que saiu do pais

Ildo
Ildo
Reply to  Monarquista
10 meses atrás

Caindo? Só de refugiados, agora cidadões russos, receberam mais de 3 milhões; curioso que esse dado é “invisível” no ocidente dominado pela narrativa dos EUA/OTAN; a Rússia foi o país que mais recebeu refugiados; agora cidadãos do país… Já no oeste da Europa…

Alem de toda a população de Donbass e futuramente Zaporozhye e Kherson; quem sabe mais.

Pessoas que jamais irão querer voltar a serem “administradas” pelo regime de Kiev.

Last edited 10 meses atrás by Ildo
Henrique
Henrique
Reply to  Ildo
10 meses atrás

cara.. é fato notório é inegável que a população da Rússia ta diminuindo kkkk
.
só pegar os gráficos de pirâmide etária que eles confirma, pode pegar os russos mesmo que vai dar no mesmo

Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  Henrique
10 meses atrás

A população da Europa inteira está encolhendo e a dos EUA só não está por conta da imigração, normalmente de pessoas de baixíssima qualificação.
Japão é um país de idosos com uma queda populacional de quase 0,5% ao ano, o que é estrondoso.
A pior situação é a da Coreia do Sul que corre o risco de desaparecer.
A taxa de fecundidade é de apenas 0,78 filho por mulher, quando o mínimo para manutenção da população é de 2,1 filhos.
Por isso, fique calmo com relação às perspectivas populacionais.
Asseguro a vc que as ocidentais são bem piores.

Demografia
Demografia
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

È necessario analisar a fase de cada sujeito geopolítico. Se por um lado temos economias desenvolvidas que entraram em uma fase de cansaço e envelhecimento, do outro temos sociedades em desenvolvimento que sequer alcançaram o nível de desenvolvimento do primeiro grupo de países e já mostram sinais de envelhecimento e cansaço. Não é o caso dos EUA, que continuam atraindo e assimilando no próprio tecido social milhões de migrantes de todos os níveis de instrução e origem. Não só os de baixíssima qualificação que você -antimperialista elitista- desdenha, mas que também são necessários para baratear a mão de obra. Muitos… Read more »

Adriano
Adriano
Reply to  Demografia
10 meses atrás

Embora eu seja contrário à ingerência internacional operada pelos EUA em nações como o Brasil e dezenas de outras, aplaudo a pertinência e moderação do seu comentário.

Henrique
Henrique
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

e tudo que vc disse aplica em muito a Rússia

então fiquem bem tranquilo que o numero na Rússia é bem pior.. especialmente agora que o pais está em guerra…

agora se vc quer acreditar que população da Rússia ta exponencialmente subindo… vai fundo… troce ai

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Henrique
10 meses atrás

Caro. A taxa de crescimento da população brasileira também esta baixa. COm um índice de 1,57 filhos por mulher, a tendência é um encolhimento da população. Só ocorre crescimento quanto a taxa é maior que 2,1 filhos por mulher. Perceba que o IBGE tinha estimado que chegaríamos em 2020 com 210 milhões, mas a última estimativa é de 207 milhões. Saberíamis melhor se o Censo tivesse ocorrido.

Ildo
Ildo
Reply to  Henrique
10 meses atrás

Compreendeste mesmo o post anterior?

Não disse que não tinha caido até tempos atrás… E isso não é um “fenômeno russo”; na Europa é a situação de muitos países.

E disse que após a Guerra no Donbass aumentou…

E depois de fevereiro de 2022 ganhou milhões de habitantes oficiais.

Last edited 10 meses atrás by Ildo
Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  Ildo
10 meses atrás

Vamos considerar que, uma provável derrota ucraniana, fará com que a Rússia recupere os territórios de Kharkov, Kherson, Nikolaev e Odessa. Então teremos as seguintes perdas de habitantes pela Ucrânia: Criméia – 1,9 mi (já perdeu) Donetsk – 4,6 mi Kharkov – 2,8 mi Kherson – 1,1 mi Lugansk – 2,4 mi Nikolaev – 1,2 mi Odessa – 2,4 mi Zaporizhizia – 1,8 mi Dados de 2006. Isso dá mais de 18 milhões de pessoas. Tudo bem que nem todos vão querer ficar lá, pois vão preferir ficar na Ucrânia, mas também temos milhões que fugiram do País e não… Read more »

Henrique
Henrique
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

que bom que vc entende que a guerra é meramente anexação de território ou roubo de pessoas e não aquela baboseira tosca de “expansão da otan” e “defesa da Rússia” contra forças do mal kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Rússia porcamente mal consegue conversar a população ficar no país sendo necessário roubar a do vizinho… esse é o pais que vai liderar a NOM e mundo multipolar? kkkk

Ildo
Ildo
Reply to  Henrique
10 meses atrás

“Roubo de pessoas”… Esse é o nível…

Só faltou perguntar as pessoas do Donbass e outros oblasts o que elas querem!

Milhões de rusófilos!

Inclusive em regiões como Kharkov milhares renividicaram e receberam cidania russa!

Só para a Rússia foram mais de 3 milhões de refugiados!

Obviamente dados ignorados propositalmente no ocidente; o que vale é a repetição infinita da narrativa rasa e infantil de “invasão russa injustificada”…

Ildo
Ildo
Reply to  Ildo
10 meses atrás

ONU, dados oficiais de Junho de 2022:

https://data.unhcr.org/en/situations/ukraine

Oliveira Barros
Oliveira Barros
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

Parece que quem está comandando o Exército russo na região é o General Surovikin, o Armageddon.
Não é um bom sinal para os ucranianos

Jagderband#44
Jagderband#44
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

Tonho, a Finlândia tem 55 F18C, 64 F35 encomendados, 200 Leo 2A6.
Ok, perto do equipamento russo talvez, quantitativamente não seja muita coisa, mas qualitativamente sim.
E outra coisa o RJ não tem nada, apenas 7.62 nas mãos dos bandidos.

Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  Jagderband#44
10 meses atrás

120 aviões aviões e duzentos tanques em uma população de 5 milhões de habitantes.
Dá para encarar a Moldávia.

Jagderband#44
Jagderband#44
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

Tonho, levando em consideração esse teu argumento, então Israel já deveria ter sido eliminado do mapa há muito tempo, visto que a população muçulmana do oriente médio está em torno de 315 milhões de habitantes.
Muda o disco.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

Caro Elilas. O ingresso da Finlândia (e da Suécia) na Otan é mais um gesto diplomático que um reforço militar ou estratégico. O autor da reportagem tem razão ao dizer que foi uma derrota diplomática de Putin, que ficou de mãos atadas. Contudo, é verdade que pouca coisa irá mudar a curto e médio prazo. Uma das perguntas que serão levadas é quanto a Finlândia irá permitir a presenta de tropas de outros países da Otan em seu território ou se o país irá oferecer suas bases aéreas e aeroportos para a aviação da Otan. Pelo que temos acompanhado, a… Read more »

Jagderband#44
Jagderband#44
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

Prezado Dr. Camargoer, um contraponto ao teu raciocínio:
Trump é de direita/extrema direita, no entanto se manifestou, várias vezes, pelo diálogo com Rússia, Coréia do Norte, China etc.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Jagderband#44
10 meses atrás

Olá J. Quando menciono decisões pró-Otan refiro ao uso das bases da força aérea da Finlândia para os aviões de vigilância da Otan, da possibilidade dos EUA posicionarem armas nucleares, talvez ou até mesmo de transformar as bases da marinha finlandesas em bases de uso compartilhado com outras países da Otan.. no limite, até ter tropas de outros países estacionadas na Finlândia. Não acredito que a Finlância irá se envolver mais no conflito da Ucrânia apenas porque ingressou na Otan, mas acredito que na estratégia política do partido que venceu as eleições, faz sentido intensificar as operações pró-Otan no território… Read more »

Jagdv#44
Jagdv#44
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

Prezado Dr. Camargoer,
eu me referi ao ponto que você fala: “Pelo que temos acompanhado, a direita e extrema-direita foram vencedoras nas eleições recentes na FInlância, o que poderá levar o novo governo a tomas decisões pŕó-Otan.”.
Não vejo conexão entre direita e a decisões pró-Otan.
Aliás, politizar isso sim, me parece um equívoco.

A França, por exemplo, não é governada por direita/extrema direita, e é extremamente ativa na OTAN.
Sem falar nos democratas norte-americanos.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Camargoer.
10 meses atrás

Camargo, a poucos dias atrás uma aeronave de reconhecimento eletrônico da USAF estava voando em espaço aéreo Finlandês já relativamente próximo à fronteira Russa. O uso de bases para aeronaves de coleta de inteligência parece algo que será feito de forma corriqueira, porém não acredito que armas nucleares serão baseadas na Finlândia ou mesmo em qualquer outro país do leste europeu. O único ‘acordo de cavalheiros’ que houve após a dissolução da URSS foi de que EUA, Inglaterra e França não baseariam armamento nuclear em território que fora do Pacto de Varsóvia, ou seja à partir do território que fora… Read more »

Antonio Cançado
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

EDITADO
2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas

Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  Henrique
10 meses atrás

Vai ser difícil a OTAN tirar os milhares de soldados russos de lá, para compensar a entrada da Finlândia na OTAN.

Henrique
Henrique
Reply to  Henrique
10 meses atrás

hora que o Putin cair o Lukashenko roda fácil

agora, diferente do Putin, o Lukashenko não é b***0… se bobiar ele negocia, e não duvido que consiga, alguma saída Paperclip pra ele os chegados

Last edited 10 meses atrás by Henrique
Ildo
Ildo
Reply to  Henrique
10 meses atrás

Isso; segunda a “Radio Free Europe” (da CIA)…

sub urbano
sub urbano
10 meses atrás

A Finlandia entrar na OTAN significa que se uma guerra começar, a Russia será obrigada a fritar a Finlandia já nos primeiros movimentos. Isso se deve pela proximidade da Finlandia com São Petesburgo, uma das duas cidades mais importantes da Russia. Desde o fim da guerra fria a Finlandia evitou entrar na OTAN exatamente por esse motivo. Parece q estamos em um momento perigoso da história, as pessoas já não temem mais as armas nucleares.

Last edited 10 meses atrás by sub urbano
Nativo
Nativo
Reply to  sub urbano
10 meses atrás

O mafioso do Kremlin não é tão irresponsável assim, por que se não o inverno russo será nuclear por um bom tempo.

Monarquista
Monarquista
Reply to  sub urbano
10 meses atrás

Imagina uma bomba nuclear na Finlândia, com o padrão dos ventos na Europa. Adivinha onde a radiação vai parar?

Last edited 10 meses atrás by Monarquista
Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  sub urbano
10 meses atrás

Nem sei se será preciso. Aquela ‘orelha’ da Europa não teve importância estratégica nem na 2ª G.M. Alemanha mandou uma pequena força para tomar a Noruega e a situação ficou estagnada durante todo o conflito. Os alemães atacaram pela Polônia e Ucrânia, estes sim territórios centrais e de importância estratégica. A OTAN está dando a entender que está se fortalecendo com as diminutas Finlândia e talvez Suécia, enquanto estão perdendo posições (possíveis) na Ucrânia, muitíssimo mais importante, e na Turquia que está claramente em posição antagônica ao Ocidente e se alinhando com Rússia e China. Usando uma analogia futebolística, seria… Read more »

Henrique
Henrique
Reply to  sub urbano
10 meses atrás

isso implica que se a Rússia fritar a Finlândia a Rússia será fritada ao mesmo tempo

esse é o ponto e o ponto central de pq a Rússia não vai fritar ninguém… última coisa que estado mafioso e corrupto quer e não poder torrar o dinheiro da corrupção (incrível como esquecem disso)

NOstra
NOstra
10 meses atrás

O ursinho carinhoso mandou bem, falta Suécia ainda.

🙂

Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  NOstra
10 meses atrás

Agora vai!
Finlândia – 5,5 milhões de habitantes.
Suécia – 10,4 milhões.
População da Grande São Paulo – 21,9 milhões.
Países menores que a população de cidades não costumam ter sucesso contra grandes potências.

Monarquista
Monarquista
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

A Finlândia não está contra nenhuma grande potência.

O único país que pode complicar é a Rússia, uma potência média e em franca decadência.

Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  Monarquista
10 meses atrás

Não entendi.
Então para que entrar na OTAN?
Para ajudar a cobrir os rombos orçamentários americanos?

Henrique
Henrique
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

de novo o supertrunfo da população

Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  Henrique
10 meses atrás

Foi o mesmo que o Exército afegão falou, até virem os americanos correndo pelas ruas de Cabul debaixo de tiros.
Ninguém mais confia nos yankees.
Sorry.

Monarquista
Monarquista
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

Suécia, Finlândia, Ucrânia, Geórgia… confiam.

Agora me diga quem confia nos russos.

Ildo
Ildo
Reply to  Monarquista
10 meses atrás

História e Geopolítica by CNN, The Guardiam, G1, Netflix, Disney…

Demografia
Demografia
Reply to  Henrique
10 meses atrás

E è bizarro, pois o número da população por sì só não faz uma potência. Caso contrário a RPC deveria já dominar o mundo e a URSS não teria baixas 5 vezes maiores á finlandês na Guerra de Inverno. A Finlândia teria perdido a própria soberania e independência. O Bangladesh seria mais relevante do que a Suíça e os Países Baixos, o Brasil venderia caças para a Suécia e submarinos para a Austrália… enfim, só para atualizar, a Rússia não é a única que sofre com uma brutal queda populacional . Notícia de janeiro : ” População da China cai… Read more »

Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  Demografia
10 meses atrás

‘Caso contrário a RPC deveria já dominar o mundo…..’
Não diria ‘dominar’, mas que está se expandindo, isso está.
E muito!
hehehehe

Demografia
Demografia
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

Sem dúvidas, é o único país que tem condições de peitar o desafio, mas está longe de “dominar “. È um caminho cheio de incertezas e obstáculos que a sua narrativa cautelosamente evita mencionar.

Pablo
Pablo
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

Ucrania – aproximadamente 44 milhões de habitantes

Russia – aproximadamente 144 milhões habitantes

A tal “potência”, depois de mais de um ano mostrou o tamanho da sua capacidade.

C G
C G
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

E a piaba que a Finlândia deu na União soviética a gente finge que nunca aconteceu né!

Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  C G
10 meses atrás

No primeiro tempo.
No segundo, deu URSS.
E foi fácil.
Os russos só não tomaram Helsinki porque os finlandeses se renderam.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
10 meses atrás

A Rússia entrou na guerra pra evitar que a Ucrânia entrasse na OTAN.
E agora ganhou a Finlândia entrando pra OTAN, bem na sua fronteira, e perto de sua capital….fora os outros países que, até então eram neutros, mas agora querem entrar no clubinho….

Belo planejamento, ein?

Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  Willber Rodrigues
10 meses atrás

Ucrânia >>>>> Finlândia.
Matemática simples.
E nem quero entrar em Geografia para explicar que a posição estratégica da Ucrânia é muito mais importante que a da Finlândia.
E se formos para História, aí que as coisas se complicam de vez para os finlandeses, pois precisam estudar sua derrota para a URSS e a perda de seus territórios mais importantes.

Ildo
Ildo
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

Geografia? Zero dúvida que a maioria dos pró EUA/OTAN não saberiam apontar a Ucrânia no mapa antes de fevereiro de 2022 se não tivesse o nome indicado…

Uma guerra que começou em 2014… E até hoje repetem que a Rússia “invadiu” a Ucrânia “sem motivo”…

Henrique
Henrique
Reply to  Ildo
10 meses atrás

o motivo da Rússia invadir a foi pra forçar a “expansão da otan”.. deu certo kkkkkk

parabéns putin

Ildo
Ildo
Reply to  Henrique
10 meses atrás

OTAN que não tem mais quase hardware em armazenamento e munição…

Foram os milhares de seus “ex”-militares que foram para a Ucrânia como mercenários… Passagem só de ida…

Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  Willber Rodrigues
10 meses atrás

Yankees: Vamos armar a Ucrânia, construir milhares de fortificações, trincheiras e, casamatas. Os russos, ao virem isso, vão desistir.
Russos: Deixem que a gente resolve.

Acho que houve um ‘equiviuco’.

Monarquista
Monarquista
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

Tá, mas os russos vão resolver ou não?Já faz mais de um ano que prometeram resolver, e até agora nada.

Henrique
Henrique
Reply to  Elias Jabour
10 meses atrás

Russos: vamos invadir o vizinho pra mostrar pros países que não é pra entrar na otan…

~~Otan ganha +DOIS Integrantes~~~~

Russo: imagine aqui o “meme do pikachu surpreso”,
ja que o que adm deletou o comentário que tinha a imagem pq provalmente ele é da equipe rocket kkkkk

Ildo
Ildo
Reply to  Henrique
10 meses atrás

~~Otan ganha +DOIS ALVOS para armas estratégicas russas~~~~

Mengao
Mengao
10 meses atrás

Alguém acredita que algum dia a OTAN teria coragem de atacar a Rússia? De lançar uma invasão através da Finlândia? Isso vai servir só para aumentar a determinação da Rússia. Os EUA não conseguirão o seu plano insano de provocar uma desintegração territorial da Rússia, simples assim, mais fácil os EUA entrarem em guerra civil e deixar de existir.
Finlândia na OTAN ? Na prática mais um para comprar armas superfaturadas dos EUA…

Ildo
Ildo
Reply to  Mengao
10 meses atrás

Mais um para manter o complexo-militar industrial corporativo privado dos EUA a custa de seus Interesses Nacionais, Soberania e Segurança.

Plínio Jr
Plínio Jr
10 meses atrás

Graças as ações do anão de Moscou a Otan vai se ampliando, parabéns… Putin deveria ser eleito funcionário do mês pelo Pentágono…
O maior vendedor de armas para os EUA..

Tuacha
Tuacha
Reply to  Plínio Jr
10 meses atrás

É isso ai!
O que mudou é que o bloco da OTAN ganhou mais um cliente para vender suas armas.

Essa estória de entregar armamento soviético para Ucrânia é só pretexto para comprar equipamentos da OTAN.

A Suécia, quer entrar e é um grande produtor de arma, vamos ver se a indústria produtora de arma vai deixar.

É o dinheiro que move o mundo!

Ildo
Ildo
Reply to  Tuacha
10 meses atrás

Os EUA desovam hardware armazenado, modernizado ou novo; a seus custos exorbitantes… Mantendo o lucro corporativo criminoso de sua oligarquia.

E obviamente ao custo impagável de Soberania Nacional de quem adquire, como tudo via FMS.

Rodrigo Frizoni
Rodrigo Frizoni
10 meses atrás

Putin como estrategista é igual a Dilma na economia kkk. Queria evitar a expansão da OTAN e fez com que dois países que estão colados com a segunda maior cidade russa entrassem na OTAN e ainda estão passando vergonha na Ucrânia. Gênio do xadrez 3D kkk

Heinz
Heinz
10 meses atrás

Uma aliança imbatível, para serem derrotados no campo de batalha é muito difícil.
Agora uma dúvida, em um quadro em que dois membros da OTAN iniciam um conflito, como fica a questão do Art 5°?

Henrique
Henrique
Reply to  Heinz
10 meses atrás

artigo 5 é só pra quando a Rússia atacar alguém da otan

o que ela não vai fazer…

Harpia
Harpia
10 meses atrás

Certo mesmo seria a Rússia também aderir à OTAN, acabaria com toda essa confusão com a Aliança chegaria ao Estreito de Bering.
Rsrsrs

Antonio Cançado
10 meses atrás

Parabéns, Vladimir!
Grande estadista e estrategista, trouxe o inimigo ainda mais perto da fronteira…rsrsrsrs