Combatentes do Grupo Wagner deixarão Bakhmut no dia 10, segundo Prigozhin

103

Yevgeny Prigozhin, líder da força mercenária do Grupo Wagner da Rússia, disse em um anúncio repentino e dramático nesta sexta-feira que suas forças se retirariam da cidade ucraniana de Bakhmut, que vêm tentando em vão capturar desde o verão passado .

Prigozhin disse que eles se retirariam em 10 de maio – encerrando seu envolvimento na batalha mais longa e sangrenta da guerra – por causa de pesadas perdas e suprimentos inadequados de munição. Ele pediu aos chefes de defesa que inserissem tropas regulares do exército em seu lugar.

“Declaro em nome dos combatentes de Wagner, em nome do comando de Wagner, que em 10 de maio de 2023 somos obrigados a transferir posições no assentamento de Bakhmut para unidades do ministério da defesa e retirar os restos mortais de Wagner para campos de logística para lamber nossas feridas”, disse Prigozhin em um comunicado.

 

“Estou retirando as unidades Wagner de Bakhmut porque, na ausência de munição, elas estão condenadas a perecer sem sentido.”

Bakhmut, uma cidade de 70.000 habitantes antes do início da guerra, assumiu uma enorme importância simbólica para ambos os lados devido à intensidade e duração dos combates ali.

Wagner tem liderado a tentativa da Rússia de capturá-la e Prigozhin disse há três semanas que seus homens controlavam mais de 80% da cidade.

Mas os defensores ucranianos resistiram e Prigozhin expressou uma raiva cada vez maior com o que ele descreve como falta de apoio do sistema de defesa russo.

Não ficou claro se sua última declaração pode ser considerada verdadeira, já que ele costumava postar comentários impulsivos no passado. Na semana passada, ele retirou uma declaração que disse ter feito como uma “brincadeira”.

Mais cedo na sexta-feira, ele apareceu em um vídeo cercado por dezenas de cadáveres que disse serem combatentes de Wagner, e foi mostrado gritando e xingando o ministro da Defesa, Sergei Shoigu, e o chefe do Estado-Maior, Valery Gerasimov.

“Temos 70% de falta de munição. Shoigu! Gerasimov! Onde está a merda da munição?” ele gritou para a câmera. Seu discurso continha uma torrente de palavrões que foram divulgados por seu serviço de imprensa.

O anúncio ocorre em um momento importante da guerra, com a expectativa de que a Ucrânia lance uma contra-ofensiva há muito esperada em breve.

Foi o segundo desenvolvimento dramático no espaço de três dias, depois que Moscou acusou a Ucrânia de disparar drones contra o Kremlin na madrugada de quarta-feira em uma tentativa de matar o presidente Vladimir Putin. Kiev negou e os Estados Unidos rejeitaram as alegações do Kremlin de estar por trás do incidente como “mentiras”.

O Kremlin se recusou a comentar a declaração de Prigozhin, citando o fato de estar relacionada ao curso de sua “operação militar especial” na Ucrânia.

A declaração escrita – dirigida ao chefe do estado-maior, ao ministério da defesa e a Putin como comandante supremo – foi acompanhada por um vídeo de Prigozhin no qual ele apareceu em traje de combate completo na frente de dezenas de seus combatentes, um rifle automático pendurado na seu ombro.

“Devido à falta de munição, nossas perdas estão aumentando exponencialmente a cada dia”, disse o comunicado. “Meus rapazes não sofrerão perdas inúteis e injustificadas em Bakhmut sem munição”, acrescentou Prigozhin no vídeo. “Se, por causa do seu ciúme mesquinho, você não quer dar ao povo russo a vitória de tomar Bakhmut, o problema é seu.”

Prigozhin disse que estava pedindo a Gerasimov para substituir as unidades Wagner em Bakhmut por tropas regulares e especificar quando isso aconteceria.

A data declarada de retirada de 10 de maio dá aos chefes de defesa apenas cinco dias para preencher a lacuna que uma retirada de Wagner criaria. Também ameaça ofuscar as celebrações nacionais em 9 de maio, quando a Rússia comemora a vitória sobre a Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial e Putin deve se dirigir à nação na Praça Vermelha.

Prigozhin disse que espera enfrentar críticas.

“Depois de um tempo, haverá pessoas inteligentes que dirão que deveríamos ter ficado mais tempo em Bakhmut”, disse ele. “Quem quer que tenha comentários críticos – venha para Bakhmut, de nada, levante-se com armas em suas mãos no lugar de nossos camaradas mortos.”

Ele também prometeu que Wagner estaria de volta: “Vamos lamber nossas feridas e, quando a Pátria estiver em perigo, nos levantaremos novamente para defendê-la. O povo russo pode contar conosco.”

FONTE: Reuters

Subscribe
Notify of
guest

103 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
9 meses atrás

Podem confiar nisso
Da última vez que ele fez isso, ele conquistou metade de Bakhmut.
Agora que só falta um quarteirão, ele vai receber caminhões de munição.
O que está ocorrendo é que existe uma ‘corrida’ para ver quem vai anunciar a tomada da Cidade.
Wagner Group ou as Forças Especiais.
Briga de egos.

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Eu vi milhares de blindados invadindo Kiev pela Bielorrússia e por nodeste, e e dezenas de BMD com os paraquedistas ao sul. Tentaram tomar o país, isso indiscutível.
Portanto, os russos não possuem mais ego, só vergonha.

Last edited 9 meses atrás by M4l4v|t4
Alexandre
Alexandre
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

Apresente algo que prove milhares de blindados russos em Kiev.

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  Alexandre
9 meses atrás

Apenas 1 dos museus da guerra que já foram criados pela Ucrânia possui mais de 1 centena de blindados destruídos. O “museu” (exposição) de praça pública no centro de Kiev. Existem vários desses museus em várias cidades. De Lyviv à Kherson. A maior parte dos blindados russos que foram destruídos estão ainda no local em que foi destruído. Ainda que não existissem esses museus, que estão expostos em praça pública para quem quiser ver (pega um voo Paris->Varsóvia e um trem para Kiev e você verá por si só), também há as imagens do início da guerra em que comboios… Read more »

Carlos Ribeiro
Carlos Ribeiro
Reply to  Alexandre
9 meses atrás

Não sei somavam milhares mas fotos do comboio de cerca de 40km estagnado em uma rodovia nos arredores de Kiev tem muitas….

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  Carlos Ribeiro
9 meses atrás

Na operação que tentou tomar Kiev usaram cerca de 3000 blindados. Pelo menos 500 MBT
Isso só na operação dos primeiros dias tentando tomar Kiev.

RPiletti
RPiletti
Reply to  Alexandre
9 meses atrás

Não tem. Foram explodidos antes…

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

O que eu vi, agora, é que Wagner anunciou que todas as estradas para Bakhmut estão cortadas.
A batalha final na Cidadela vai começar.
Talvez os russos anunciem a libertação da cidade até o dia 09.
Dia da Vitória sobra a Alemanha.

Nei
Nei
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Onde você está vendo isso? Estou vendo o Wagner Group deixando o local, por falta de assistência. Imagina, como está as coisas na Rússia.

LUIZ
LUIZ
Reply to  Nei
9 meses atrás

Continuam avançando em Barkmut ?No Colonelcassad no Instagram ja tem atualizações.

LUIZ
LUIZ
Reply to  Nei
9 meses atrás

Anuncio hj dia 07/05 que o Wagner não vai deixar Barkmut.

Sagaz
Sagaz
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

“Libertação da cidade” significa vitória ucraniana. A Rússia não era invadindo a Ucrânia para libertar ninguém

Marcos
Marcos
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

O Exército Russo será citado futuramente, em aulas nas academias militares, como um exemplo de como a corrupção acabou com a 2ª maior força do planeta.
Mísseis e equipamentos apresentando diversos defeitos;
Péssima logistica
Empresas de materiais bélicos sucateadas (empresas que estão reformando blindados, parecem ferrarias)
Táticas de combate do século passado.
Já fui fã.

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  Marcos
9 meses atrás

Prighozin tem de entender as prioridades do conflito.
Logo depois desse ‘choro’ dele por mais armamentos, o Ministro da Defesa russo postou vídeo do material que eles estão enviando para Zaporizhizhia.
Olha, melhor que os ucanianos estejam bem treinados , porque vão bater em um muro.
Que comece a ‘contra-ofensiva ucraniana com armas ocidentais’.

Antonio Cançado
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Estou vendo ele acusar Moscou de tudo, e anunciar a retirada da cidade, ou seja, admitir a derrota.
Ou será que tem alguma coisa que eu não vi?

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  Antonio Cançado
9 meses atrás

Ele é ingrato.
Olha o que os russos estão fazendo com os últimos quarteirões no oeste da cidade.
Isso deve ser o mais próximo que existe do inferno.

t.me/intelslava/47433

E são armas que Wagner não costuma ter.

LUIZ
LUIZ
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Mesmo com essa declaração do Prigozhin os avanços continuam em Barkmut.

Sergio
Sergio
9 meses atrás

pois é………..a realidade como ela é……

Henrique de Freitas
Henrique de Freitas
9 meses atrás

Aquele plano de chegar em Paris em 3 dias….

Sergio
Sergio
9 meses atrás

Uma duvida…se isso realmente acontecer, o que acontece com Prigozhin? criticar e recuar por sua vontade…..acho que ele vai acabar escorregando de uma escada, ou caindo de uma janela………

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  Sergio
9 meses atrás

Prighozin gosta desses lances midiáticos.
Os ucranianos acabaram de informar que estão chegando mais ‘Musicos’ em Bakhmut.
Todas pontes de ligação com a cidade foram destruídas.
Espera-se o ataque final para as próximas horas.
A expectativa é anunciar a tomada da cidade até 09/05.

Waldir
Waldir
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Xings ????

C G
C G
Reply to  Waldir
9 meses atrás

Nenhum dúvida!

Ildo
Ildo
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Prighozin há meses reclama de “falta de munição” mas mesmo assim o avanço é contínuo…

É óbvio que fala demais e quer protagonismo… Está na hora de o comando russo fazer uma correção…

Enquanto isso, no mundo real, além da narrativa ridícula dos EUA/OTAN que Bakmuth não tem “importância”, as unidades ucranianas são dizimadas na cidade. Todas as linhas restantes de suprimento são alvos de artilharia e ATGMs; idem a narrativa de que os “russos não avançam/avançam muito pouco”, enquanto isso, mundo real, o que interessa, as baixas ucranianas são catastróficas e enorme perda de material…

Magaren
Magaren
9 meses atrás

Prigozhin tem um senso de preservar seus homens muito maior dos que as F.A. russas que mandam soldados para o moedor de carne sem qualquer pesar.

Zoe
Zoe
9 meses atrás

Que se retire e que as mortes parem o quanto antes, para ambos os lados.

Já passou da hora da Rússia recuar e voltar para Moscou.

Zorann
Zorann
Reply to  Zoe
9 meses atrás

kkkkkkk. Quer um doce também?

Magaren
Magaren
Reply to  Zoe
9 meses atrás

E negociar uma compensação financeira para a ucrania.

Rui Chapéu
Rui Chapéu
9 meses atrás

De Berlim em 7 dias para:

Não conseguimos conquistar uma cidade minúscula do lado da nossa fronteira em 1 ano!

Rapaz….

A Rússia não é o segundo melhor exército do mundo nem dentro da própria Ucrania…

Vergonha é pouca…

Alexandre
Alexandre
Reply to  Rui Chapéu
9 meses atrás

Em um ano , com todo apoio da OTAN, Kiev não foi capaz de derrotar nessa cidade um grupo privado de combate. Quantos ucranianos foram sacrificados para sustentar essa posição? Uma empresa privada foi capaz de impor perdas significativas.

Ildo
Ildo
Reply to  Alexandre
9 meses atrás

Insistem nessa narrativa ridícula…

Enquanto isso, mundo real, os ucranianos perderam dezenas de milhares de tropas na área de Bakmuth/Soledar e centenas de carros de combate/blindados nos últimos meses…

Até prédios começaram a implodir numa tentaiva desesperada de deter o avanço russo:

https://www.youtube.com/watch?v=n1kt1wsg6Fc

Zorann
Zorann
Reply to  Rui Chapéu
9 meses atrás

Está cansativo.

Todos achavam que a Ucrânia não duraria 15 dias. Os membros da Otan, EUA, analistas militares, enfim todos. Com raras exceções, havia quem pensasse o contrário.

Aqui mesmo, entre os torcedores da Ucrânia, todos pensavam a mesma coisa.

Este lance de 2, 3, 7, 15 dias, para isto ou para aquilo, já cansou. Todo dia alguém posta isto. É lógico que a Rússia tem muito menos capacidade do que todos pensavam. Isto está claro a mais de 1 ano!!! Não precisa repetir isto todo dia.

Felipe M.
Felipe M.
Reply to  Zorann
9 meses atrás

Como o mundo dá voltas. Um dos que infestavam o site com ufanismos de quinta, agora pede pra pararem de repetir o óbvio.
A narrativa patética de 48h, 7 dias, 15 dias e bla bla bla, foi trazida para cá, ad nauseam, por vocês.
Agora tá cansadinho de ficarem jogando na cara de vocês o quanto essa balançada de pompom generalizada foi patética?

Em vez de reclamar, vê se procure mudar sua postura, e pare de ficar abanando pompom pra país alheio.

“Z”orann

Zorann
Zorann
Reply to  Felipe M.
9 meses atrás

Mudar de postura?

Não desrespeito ninguém.

A minha opinião é minha opinião. Não precisa concordar.

Slowz
Slowz
Reply to  Rui Chapéu
9 meses atrás

Quantos bilhões já injetaram na Ucrânia mesmo ?

Quantos países estão ajudando a Ucrânia mesmo ?

Plínio Jr
Plínio Jr
Reply to  Slowz
9 meses atrás

Se a Ucrânia tem todos estes países ajudando significa que todos eles concordam que o que os russos estão fazendo é algo covarde e que merece ser contido …

Inimigo público
Inimigo público
Reply to  Plínio Jr
9 meses atrás

Não vejo Israel ser contido por criar assentamentos ilegais em Gaza e na Cisjordânia. Ninguém conteve os EUA quando invadiram Iraque e Afeganistão sob alegações comprovadamente falsas anos depois. Parece que há muita hipocrisia nestes países que hoje ajudam a Ucrânia, mas eu chamo mesmo de rabo preso.

Plínio Jr
Plínio Jr
Reply to  Inimigo público
9 meses atrás

Sim um mundo de hipócritas, os russos são os guardiões da moralidade e ética .. por isto podem invadir covardemente um país sob estas desculpas… Interessante…

Ildo
Ildo
Reply to  Plínio Jr
9 meses atrás

Não; quem se diz “guardiães” do “humanitarismo, liberdade e democracia” são os EUA e seus satélites europeus…

EduardoSP
EduardoSP
Reply to  Inimigo público
9 meses atrás

A principal questão é o objetivo da Rússia com essa invasão. Eles não querem trocar o governo da Ucrânia, como em geral os americanos e russos fazem/faziam.
Eles querem acabar com a Ucrânia e incorporar seu território e população à Rússia. Se eu não me engano isso só ocorreu uma vez depois da 2a. GM, quando o Iraque invadiu o Kwait em 1990 para incorporá-lo.
Essa atitude foi vista pela última vez na Europa com os nazistas expandindo o Reich por meio de invasões.

Ildo
Ildo
Reply to  Inimigo público
9 meses atrás

Mas aí tudo bem; qualquer crime dos EUA/OTAN e Israel é normalizado pelos “humanistas” defensores do EUA/OTAN/Israel…

Ildo
Ildo
Reply to  Plínio Jr
9 meses atrás

EUA/OTAN, Japão e Austrália = EUA e capachos do “ocidente coletivo”…

Zoe
Zoe
Reply to  Slowz
9 meses atrás

Se a Rússia não pensou que isto pudesse acontecer, é erro da Rússia, não da Ucrânia.

Nei
Nei
Reply to  Slowz
9 meses atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas, nem o site ou seus editores;
6 – Mantenha-se o máximo possível no tema da matéria, para o assunto não se desviar para temas totalmente desconectados do foco da discussão;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  Rui Chapéu
9 meses atrás

Qual é a distancia de Belgord até Kiev mesmo? A distância entre São Paulo e Campinas, não é isso?

O exército russo não tem CAS porque a força aérea russa esta anos luz em tecnologia em relação à tecnologia aeronáutica ocidental dos anos 70..

Slowz
Slowz
9 meses atrás

“ vamos nos retirar de bakmuht “

A Ucrânia amanhã : Tomamos bakmuht não tinha mais ninguém mas tomamos .

K k k

João Dotto
João Dotto
Reply to  Slowz
9 meses atrás

Se não tinha mais nimguem é pq foram expulsos com sucesso.

Slowz
Slowz
Reply to  João Dotto
9 meses atrás

É verdade esse bilete .

Lucas
Reply to  Slowz
9 meses atrás

Sim amigo.
Para obter uma vitória vc não precisa matar todos inimigos.
Basta vc convencê-los a desistir de lutar e ir embora.

Nei
Nei
Reply to  Slowz
9 meses atrás

Não tinha ninguém, porque não aguentaram mais….Chora

Nuno Taboca
Nuno Taboca
9 meses atrás

50.000? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Tirou de onde esse número?

Rodrigo Frizoni
Rodrigo Frizoni
Reply to  Nuno Taboca
9 meses atrás

Fontes: aguas de lindoia kkk

Alexandre
Alexandre
Reply to  Nuno Taboca
9 meses atrás

Me apresente algo contrário

A6MZero
A6MZero
Reply to  Alexandre
9 meses atrás

O ônus da prova cabe a quem alega…

NEMOrevoltado
NEMOrevoltado
9 meses atrás

Já pensaram que isto pode ser um engodo muito bem planejado dos russos…
Anunciar a retirada da tropa principal, criar um vago de forças russas no local. Induzir os ucranianos a fazerem sua ofensiva na cidade e então emboscar os mesmos ou ainda fazer uma ofensiva em outro local do front menos protegido!

É improvável, mas é algo por se considerar!

Pragmatismo
Pragmatismo
Reply to  NEMOrevoltado
9 meses atrás

O Wagner é o Exército Russo. Esse financista não é financista. E ainda dão antena ao que ele diz.
Guerra de informação.

Jose
Jose
Reply to  Pragmatismo
9 meses atrás

Perigosa só pra própria Russia ne..rs

Nativo
Nativo
Reply to  Pragmatismo
9 meses atrás

Mortal em suas próprias perdas pode ser. Porque contra os adversários tá difícil pra caramba.

Ildo
Ildo
Reply to  Pragmatismo
9 meses atrás

A Wagner é uma empresa militar privada russa.

O que acho curioso é que os defensores dos EUA/OTAN nunca falaram nada das ocidentais, sobretudo dos EUA como a infame Blackwater que depois de crimes em série no Iraque mudou de nome para Academi…

Mas aí era “contratante privado” na mídia ocidental… Dezenas de milhares…

Que tinha em suas fileiras gente de todos os países satélites ocidentais dos EUA, não apenas yankees… Ou seja, mercenários por excelência…

Pragmatismo
Pragmatismo
9 meses atrás

O Prazo à tomada de Bakmut é dia 9. Dia da Vitória.

Rodrigo Frizoni
Rodrigo Frizoni
9 meses atrás

Mano a Rússia não consegue nem conquista uma cidade em ruinas dps de 9 meses de luta só nessa cidade. Imagina eles batendo de frente com o exercito da OTAN de vdd

Ildo
Ildo
Reply to  Rodrigo Frizoni
9 meses atrás

Narrativa de sempre… Primária…

Porque não se pergunta a razão de os ucranianos perderem dezenas de milhares de soldados e centenas de carros de combate/blindados nessa cidade que os “russos não avançam” nos últimos meses?

Rodrigo Frizoni
Rodrigo Frizoni
Reply to  Ildo
9 meses atrás

E nem assim os russos conseguem avançar em outros lugares na Ucrânia né, que curioso kk

Ildo
Ildo
Reply to  Rodrigo Frizoni
9 meses atrás

Apenas repetindo mais uma vez análise rasa ocidental…

Mundo real: Ucrânia há meses tendo perdas humanas e materiais catastróficas para manter as frentes mais fortificadas do Donbass; mesmo assim há um avanço contínuo das Forças Russas.

Guerra real, de alta intensidade; coisa que EUA/OTAN nunca enfrentaram nos pós-Segunda Guerra Mundial.

Antunes 1980
Antunes 1980
9 meses atrás

Imagina ameaçar Putin e Shoigu de uma vez só !

Logo logo esse senhor toma o famoso chá com plutônio !

Esse aí não tem amor a própria vida.

NEMOrevoltado
NEMOrevoltado
Reply to  Antunes 1980
9 meses atrás

“Chá com plutônio”!?

KKKKKKKKKKKKKKKKKKK!

diogocld
diogocld
9 meses atrás

Eu me pergunto se esses conflitos internos são realmente verdadeiros. Se sim, e levando o histórico recente da Rússia, alguém acabará “caindo” de uma varanda; se não, é de se indagar o que esperam dessa cortina de fumaça, talvez um ataque irresponsável da Ucrânia. De todo modo, no aguardo da ofensiva ucraniana e as suas potenciais consequências se bem sucedida ou fracassada.

Eromaster
Eromaster
9 meses atrás

Pegadinha de malandro….

Yevgeny Prigozhin quis dizer: Em 10 dias conquistaremos toda cidade de Bakhmut.

Last edited 9 meses atrás by Eromaster
Monarquista
Monarquista
Reply to  Eromaster
9 meses atrás

Diziam isso pra toda Ucrânia, agora é para uma cidade já devastada. Uma boa lição de humildade.

ORIVALDO
ORIVALDO
9 meses atrás

Sinto Cheiro de Guerra Civil

Oráculo
Oráculo
9 meses atrás

Eu não acho que seja um jogo de cena essas declarações do Prigozhin. Existem alguns fatos que podem explicar o que está acontecendo. Nós últimos dias chegou a Bakhmut um grande efetivo da VDV – Tropas Aerotransportadas Russas – a “ponta de lança” das FFAA Russas, uma espécie de US Mariners da Russia, uma Força Armada independente formada por infantaria expedicionária. Ou de ataque, se preferirem. A diferença é que os Mariners são fuzileiros navais, e a VDV paraquedistas. Pois a VDV praticamente cercou Bakhmut, ficando apenas os 10% que os ucranianos dominam sem seu controle. Coincidência ou não, logo… Read more »

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  Oráculo
9 meses atrás

O que se noticiou foi que os paraquedistas foram posicionados nos flancos do Wagner Group para proteger de ataques ucranianos.
Agora estão dizendo que estão competindo para ver quem vai anunciar a tomada de Bakhmut.
Muitas especulações.

Nei
Nei
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Manda o real plano Kings. Queremos ver.

Ildo
Ildo
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Faz tempo que unidades da VDV combatem em Bakmuth.

João
João
9 meses atrás

As PMC tem sido muito utilizadas ultimamente.
Mas como uma fração responsável por uma Zona de Ação na Linha de Contato da certo?
Desde quando os Exércitos Nacionais foram constituídos, que os Profissionais (mercenarios) “ficaram pra trás”… por que?

O nível de comprometimento, de obediência a Cadeia de Comando (fundamental na Coordenação e Controle de uma operação), e de coesão da tropa não são suficientes para essa tarefa.

É historicamente provado.

Zorann
Zorann
9 meses atrás

Esqueceu das armas nucleares, suponho.

Zorann
Zorann
Reply to  Zorann
9 meses atrás

E vc acha que se a Finlândia e Polônia “varrerem” a Rússia ela iria ficar quieta? Será que não vai varrer de volta?

O Putin é bonzinho demais. Eu varreria a Ucrânia primeiro. Dava o “All in” e esperava se Otan iria pagaria pra ver. O que eu duvido muito. Seria o fim da humanidade se pagassem este “All in”.

Waldir
Waldir
Reply to  Zorann
9 meses atrás

Ta vendo.. ainda bem que tem doido que não está no poder..

Zorann
Zorann
Reply to  Waldir
9 meses atrás

Pois é….

Zoe
Zoe
Reply to  Zorann
9 meses atrás

Único motivo de não trucidarem a Rússia.
Motivo bem sólido…

Magaren
Magaren
Reply to  Zoe
9 meses atrás

Russia só é temida por causa do arsenal nuclear da URSS.

O que veio da russia exclusivamente de criação só russa esta ai na ucrania passando vergonha.

Ildo
Ildo
Reply to  Magaren
9 meses atrás

Os arsenal nuclear da Rússia atualmente pouca coisa tem da URSS…

Ao contrário do EUA que tem um arsenal de décadas atrás o russo é quase todo recente.

Welington S.
Welington S.
9 meses atrás

Um fato inegável: A Rússia obteve seus êxitos nos avanços com a ajuda primordial de Prigozhin, fato. Sem a ajuda dele e, se efetivada sua saída de combate, a Rússia vai começar a perder território. Pelo o que li e assisti, está uma briga de egos gigante do alto comando em relação as táticas e Prigozhin.

Zorann
Zorann
9 meses atrás

Muito esquisita esta declaração. Vamos ver o que vai acontecer.

Plínio Jr
Plínio Jr
9 meses atrás

Se perderam tudo isto então porque a cidade ainda não caiu ?

M4l4v|t4
M4l4v|t4
9 meses atrás

Deixar Bakmuht para resurgir em Melitopol depois de um descanso merecido parece ser o mais sensato a ser feito. Bakmuth não tem muito importância.
Dar descanso para voltar em Melitopol é mais importante para os russos.

Para os ucranianos, seria bom o Wagner continuar se desgastando em Bakmuth

A6MZero
A6MZero
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

Kershon não tinha importancia, Bakmuht não tem importância nesse ritmo logo a Crimeia não vai ter importância.

Se nenhum dos objetivos que os Russos passaram o ultimo ano tentando conquistar tem importância pq eles insistem?

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  A6MZero
9 meses atrás

Entre perder Bakmuth e não conter a contra ofensiva ucraniana, melhor perder Bakmuth. Isto porque os ucranianos possuem os meios para vencer qualquer defesa no terreno até Melitopol e sustentar um acumulo de forças lá por um longo tempo. Ou seja, ao menos para mim, está claro que o objetivo será Melitopol. Perder Melitopol significa colocar a Crimeia sob um guarda chuva antiaéreo; faz com que a ponte da Crimeia passe a ter uma importância vital para a cidade, ou seja, a Crimeia fica a 1 bomba naquela ponte para ficar isolada; significa colocar toda a Crimeia e o restante… Read more »

Last edited 9 meses atrás by M4l4v|t4
Madmax
Madmax
9 meses atrás

Será que com a saída do perigozim vão mandar o perigosão?

Last edited 9 meses atrás by Madmax
Waldir
Waldir
Reply to  Madmax
9 meses atrás

Kkkkkkk boa 😂😂😂

Antonio Cançado
9 meses atrás

Como eu já disse antes, imagino Zhukov, Rokossovsky, Vatutin, Pavlov, Cherniakovsky, Chuikov, Malinovsky, Konev, Vasilevsky, etc, se revirando em suas tumbas, diante do fracasso e da vergonha dessa guerra assassina e covarde…

Marcelo
Marcelo
9 meses atrás

Em 01/01/2023, o analista militar Agil Rustamzade disse o seguinte a respeito da batalha por Bakhmut,: “Na semana passada vimos o apogeu da luta por Bakhmut. O máximo que as forças russas podiam fazer era penetrar nos arredores da cidade. Depois disso, eles foram enxugados, e não há mais mão de obra e munição suficientes que possam aumentar a tensão das capacidades ofensivas do PMC Wagner neste eixo. O que aconteceu perto de Bakhmut provavelmente entrará nos livros de história, e acho que isso não acontecerá novamente no século XXI. Isso é um massacre. Isso aconteceu apenas durante a Primeira… Read more »

Last edited 9 meses atrás by Marcelo
Marcelo
Marcelo
9 meses atrás

Em 21/03/2023 o site do Finantial Times publicou uma matéria com o título “Vitória de Soledar pode custar caro à Rússia”. Em um trecho dessa matéria havia a informação de que, em Bakhmut, apesar dos defensores sofrerem menos perdas que os atacantes, os ucranianos também estavam sofrendo enormes perdas, mas as forças ucranianas apostavam em uma tática de desgaste do inimigo e já começavam a surgir rumores da possibilidades de uma contra-ofensiva em Bakhmut em um futuro bem próximo. O cenário apocalíptico em Bakhmut, que lembra aquele de Severodonetsk, no oblast de Donbass, no verão passado, onde só havia prédios… Read more »

Last edited 9 meses atrás by Marcelo
Marcelo
Marcelo
9 meses atrás

Yevgeny Prigozhin, o chefe do grupo Wagner, disse que ele e seus combatentes vão deixar Bakhmut no dia 10/05/2023, mas parece que as forças armadas ucranianas não acreditam nele. Serhiy Cherevaty, porta-voz do Grupo Oriental de Forças das Forças Armadas da Ucrânia, disse hoje (05/05/2023) à agência de notícias ucraniana Ukrainska Pravda que: “Os wagneritas simplesmente não terão permissão para deixar a cidade porque Prigozhin não decide nada aqui [Bakhmut].” Os militares da Ucrânia estão atribuindo a ameaça de Prigozhin a uma arrogância. E só.
https://www.thedrive.com/the-war-zone/ukraine-isnt-buying-wagner-bosss-tirade-about-pulling-out-of-bakhmut

paulof
paulof
Reply to  Marcelo
9 meses atrás

Yevgeny Prigozhin, é o CEO do Grupo Wagner e próximo a Putin, noves fora esse fato eu duvido que ele possa ordenar a retirada de suas forças de Bakhmut ou mesmo tomar decisões operacionais, para mim, é um jogo de cena para derrubar alguém ali do comando militar russo.

José
José
Reply to  Marcelo
9 meses atrás

Perfeito. Ele e nenhum russo mandam lá. É terra ucraniana e ponto.

Ildo
Ildo
Reply to  José
9 meses atrás

É Federação Russa. Ponto.

Jamais o Donbass retornará a Kiev. Assim deseja do fundo de sua alma a população russófila da região depois de mais de 8 anos de crimes do regime de Kiev.

Regime cujas Forças Armadas bombardeiam áeas civis, sem enhuma validade militar, diariamente. Terrorismo puro, não tem outro nome.

Marcelo
Marcelo
9 meses atrás

Tal qual no dia do aniversário de 1 ano do início da Operação Militar Especial, a ofensiva russa continua concentrada em uma batalha de desgaste em Bakhmut e em seus arredores, sendo que nas demais frentes de batalha os russos já adotaram posições defensivas. Depois de decorridos 435 dias, nenhum objetivo militar importante foi alçado. No início do conflito, as forças russas avançaram sobre a Ucrânia em várias frentes de batalha, sugerindo a possibilidade de uma vitória rápida, porém as forças ucranianas conseguiram conter a invasão e estabilizar a situação. Com o passar do tempo o jogo foi virando e,… Read more »

RDX
RDX
9 meses atrás

Mais uma vítima da EW russa. Hj saiu uma matéria na CNN revelando que os russos estão conseguindo desativar eletronicamente o GPS dos foguetes do sistema HIMARS. Lembrando que os russos já tinham anulado o famoso drone turco Bayraktar TB2.

Wagner
Wagner
9 meses atrás

Essa guerra está sendo custosa para ambos os lados. Europa já começa a retirar dinheiro de infraestrutura para produzir munições para apoiar a Ucrânia. Vamos lembrar que a Ucrânia é a ” Cesta de pão” da Europa e as terras fértil está sob domínio russo quase que totalmente. Esse conflito vai longe vai chegar aos 5 anos de carnificina.

C G
C G
Reply to  Wagner
9 meses atrás

“começa a retirar dinheiro de infraestrutura para produzir munições”
Da onde saiu isso?

Arthur
Arthur
9 meses atrás

Ué! Primeiro de abril novamente? Vamos continuar com o tró-ló-ló do russo: o Wagner retornará à Rússia, a prometida contraofensiva ucraniana ficou designada para amanhã, a Rússia está falida e sem munição, o Prigozhin brigou com Putin e a separação será litigiosa, Putin morrerá de câncer nas fuças dia 10 de maio, às 15h, o Fantasma de Kiev está vivo, a Ucrânia passou a criar mais cabras e abelhas assassinas, a Rússia está comprando de Taiwan mais chips de geladeira em lugar das usadas na Ucrânia…

Tutor
Tutor
9 meses atrás

Ser mercenário de rico já é f… imagina de pobre kkkkkkk