Elementos do Corpo de Voluntários Russos pró-ucranianos (RDK) e da Legião da Liberdade da Rússia (LSR) realizaram um ataque ao Oblast de Belgorod em 22 de maio. Fontes russas começaram a relatar na manhã de 22 de maio que um destacamento do RDK e LSR composto por dois tanques, um veículo blindado e nove outros veículos blindados cruzou a fronteira internacional e capturou Kozinka, um assentamento na região de Grayvoron, no Oblast de Belgorod. dentro de 600 metros da fronteira com Sumy Oblast.

Várias fontes russas afirmaram que o agrupamento então capturou os assentamentos de Glotovo e Gora Podol (3 km e 5 km da fronteira, respectivamente), embora alguns milbloggers tenham contestado as alegações de que o ataque capturou completamente Glotovo ou Gora Podol, relatando que as forças RDK só conseguiram a Casa da Cultura do Glotovo.

O ISW ainda não observou confirmação geolocalizada de que o RDK ou LSR atingiu Glotovo ou Gora Podol. Imagens geolocalizadas postadas em 22 de maio confirmam que o RDK atingiu um posto de fronteira perto de Kozinka antes de cruzar a fronteira com pelo menos um tanque.

O RDK também postou imagens mostrando o corpo de um guarda de fronteira russo em uma estação de fronteira, provavelmente na passagem de fronteira perto de Kozinka. Mais tarde, milbloggers russos alegaram que as tropas russas retomaram o controle de todos os três assentamentos. Algumas fontes russas relataram adicionalmente que as forças russas repeliram grupos de sabotagem pró-ucranianos perto de Dronovka, cerca de 22 km a noroeste de Kozinka. O RDK também postou filmagens supostamente fora de dois assentamentos perto da área de fronteira em Bryansk Oblast, mas a natureza dessa incursão não é clara e a ISW não observou evidências adicionais ou discurso sobre ações em Bryansk Oblast em 22 de maio.

Autoridades ucranianas observaram que estão cientes do ataque, mas negaram qualquer envolvimento direto das Forças Armadas ucranianas. O porta-voz da Direção Principal de Inteligência Ucraniana (GUR), Andriy Yusov, observou que o RDK e o LSR são compostos exclusivamente por cidadãos russos e relatou que os grupos lançaram uma operação em Belgorod Oblast para “libertar esses territórios… do chamado regime de Putin” e criar uma “zona de segurança” na fronteira para proteger os civis ucranianos de novos bombardeios russos. O assessor do chefe do gabinete do presidente ucraniano, Mykhailo Podolyak, afirmou que a Ucrânia está observando e estudando a situação, mas “não tem relação direta com ela”, observando que os movimentos partidários russos armados anti-regime são inevitáveis ​​no contexto da guerra.

O ataque gerou uma série de respostas de autoridades russas locais e federais. O governador de Belgorod Oblast, Vyacheslav Gladkov, anunciou em 22 de maio o início de um regime de operação de contraterrorismo para “garantir a segurança dos cidadãos em Belgorod Oblast”. O Ministério de Situações de Emergência de Belgorod Oblast informou que nunca anunciou uma evacuação e sugeriu que alguns indivíduos podem estar saindo por conta própria.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou que o Ministério da Defesa da Rússia (MoD), o Serviço de Segurança Federal (FSB) e o Serviço de Fronteiras relataram ao presidente russo, Vladimir Putin, uma “tentativa de sabotadores ucranianos de invadir o Oblast de Belgorod” e acusou a Ucrânia de encenar o incidente para desviar a atenção da situação em Bakhmut.

O espaço de informação russo respondeu com um grau semelhante de pânico, partidarismo e incoerência, como tende a exibir quando experimenta choques informativos significativos. Alguns milbloggers se fixaram no fato de que o RDK e o LSR são compostos principalmente por russos e os rotularam de traidores da Rússia, acusando-os infundadamente de trabalhar sob o GUR.

Vários milbloggers também especularam que o ataque foi uma operação de informação proposital destinada a desviar a atenção da recente captura russa de Bakhmut e instilar pânico no espaço de informação russo antes de uma potencial contra-ofensiva ucraniana.[16] O ex-oficial russo e fervoroso nacionalista milblogger Igor Girkin observou que há muito tempo alertava que tais ataques transfronteiriços podem ser parte de uma estratégia mais ampla de contra-ofensiva ucraniana.

O financista do Wagner Group, Yevgeny Prigozhin, aproveitou o incidente para acusar o governo russo e sua inércia burocrática de contribuir para o ataque e criticou o MoD russo por ser incapaz de fortalecer as fronteiras russas e defender a Rússia. A primeira linha observada de fortificações defensivas russas se estende notavelmente a 2 km de Gora Podol, e a sugestão de que as forças RDK conseguiram penetrar na linha defensiva enfatiza a fraqueza de tais fortificações, pelo menos quando não totalmente equipadas por soldados bem preparados e bem equipados. Enquanto a maioria dos milbloggers respondeu com preocupação, ansiedade e raiva relativamente variadas, o espaço de informação não se aglutinou em torno de uma resposta coerente, o que indica, antes de mais nada, que o ataque pegou os comentaristas russos de surpresa.

FONTE: ISW

Subscribe
Notify of
guest

49 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
1 ano atrás

Os russos estão afirmando que eliminaram 39 ucranianos, além de mostrar vídeos de helicópteros atacando o DRG inimigo, um blindado abrindo fogo contra os ucranianos, além dessa foto do MaxxPro capturado.
Na verdade, os analistas tradicionais como Rybar, Boris Rozhin e outros nem estão dando muita ênfase a essa incursão ucraniana.
Logo será (ou já foi) derrotada e esquecida.

George
George
Reply to  Geraldo Lessa
1 ano atrás

Da última vez que invadiram a Rússia era o poderoso exército alemão. Agora foi um bando de guerrilheiros mal armados. Que faaaaase!

Slowz
Slowz
Reply to  George
1 ano atrás

E de todas últimas vezes que invadiram deu ruim .. 🤣🤣

Inimigo público
Inimigo público
Reply to  Slowz
1 ano atrás

No dia que isso acontecer certeza que aranha cria asa e voa.

Slowz
Slowz
Reply to  Slowz
1 ano atrás

Sério mesmo que você acredita nisso ? Seu caso é sério mesmo ..

LUIZ
LUIZ
Reply to  Slowz
1 ano atrás

Quando a galinha criar dente e a vaca tossir. A Rússia não é a Iugoslávia ou a antiga URSS.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Geraldo Lessa
1 ano atrás

Ledo engano. A ação militar de rebeldes russos na região de Belgorod contém uma mensagem psicológica muito forte. A fronteira russa foi novamente violada. Essa mensagem já foi assimilada por moradores da região, que já começaram a fugir …

LUIZ
LUIZ
Reply to  Marcelo
1 ano atrás

Os russos já estão acostumados com os séculos de guerras. Eles sabem o que fazer.

Marcelo
Marcelo
Reply to  LUIZ
1 ano atrás

Sabem sim, entram em pânico e fogem, porque sabem que na Rússia é cada um por si.

C G
C G
1 ano atrás

Pegando um gancho de um comentário anterior, acho que este é um ponto divisor de águas no conflito, a partir de hoje a guerra está concretamente dentro do território russo, a extensão territorial pode ser pequena (maior que Bakhmut) mas a mensagem é gigantesca! A Ucrânia e a Otan não ligam para a ameaça nuclear russa, não se importam em escalar o conflito e eu explico pq, quando se é grande a fraqueza não é perdoada, quando aquela coluna de blindados gigantesca teve que recuar lá no início do conflito ficou claro que a Rússia tinha dado uma passo muito… Read more »

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  C G
1 ano atrás

Exatamente isso o que aconteceu depois da derrota americana no Afeganistão.
Todos perderam o respeito e a confiança nos EUA.
A Rússia está avançando na Ucrânia.
A China está fechando o cerco à Taiwan.
A Arábia Saudita, atacada pelos houthis pró-Irã, resolveram pedir paz e se uniram aos iranianos.
Até os palestinos resolveram atacar Israel.
Esse é o novo ponto de inflexão.
Ninguém respeita mais os EUA.
Já era, prezado.

George
George
Reply to  Geraldo Lessa
1 ano atrás

A realidade é a seguinte – ninguém respeita mais o Putin. Virou casa da Mãe Joana. Meia dúzia de rebeldes entram na Russia e tomam conta de uma cidade inteira. E até agora não reconquistaram o que perderam. Verdadeiro fim de feira. Típico de um governo que está acabando.

LUIZ
LUIZ
Reply to  George
1 ano atrás

La no Telegram as noticias são bem diferente d

C G
C G
Reply to  LUIZ
1 ano atrás

A notícia que eu tenho aqui é que se abriram mais dois fronts em Belgorod! Hahahahahahhaahhaha

Sagaz
Sagaz
Reply to  Geraldo Lessa
1 ano atrás

Eua perdeu quantos % de sua economia, meios e pessoal nessa “derrota no Afeganistão”? EUA na segunda guerra conseguiu operar mais de 50 porta aviões, construiu quantidades absurdas de material bélico, e isso na primeira metade do século passado. A grandiosidade de uma economia livre, de um exército profissional e principalmente de um povo engajado são barreiras muito difíceis de sobrepor por tiranias sem apelo popular e fundamentadas na corrupção.

Augusto
Augusto
Reply to  C G
1 ano atrás

A partir do momento que os Russos ameaçaram usar armas nucleares e não usaram, demonstrou que os mesmos só estavam blefando e que não podiam ser levados a serio. A mesma coisa da Suecia e da Finlandia de não poderem entrar na Otan.

Quanto as ações em Belgorod e obvio que foi um ação apoiada pelos ucranianos, se não fosse aonde um bando de guerrilheiros iria arrumar blindados e meios de transporte? Apareceu por osmose para eles?

C G
C G
Reply to  Augusto
1 ano atrás

Bem lembrado o caso da Suécia e Finlândia, a Rússia não coloca mais medo em ninguem, pelo menos não como SUPER potência, a questão não é se a Rússia vai sair derrotada mas sim quando e quanto vai perder, dependendo deste último fator o baixinho pode até ter o mesmo destino de Mussolini, Putin está prostrado e os urubus já estão todos pacientemente observando! Eu não sei se hoje a Rússia conseguiria uma negociação de paz onde fique “””apenas””” com a Crimeia, acho que a Ucrânia não aceitaria, enxadrista 5D eles disseram sobre Putin, pra mim o jogo foi roleta… Read more »

Vinícius Momesso
Vinícius Momesso
1 ano atrás

Qual a chance da ajuda americana a Kiev ser afetada em maior grau, já que os EUA estão passando por um momento econômico complicado?

George
George
Reply to  Vinícius Momesso
1 ano atrás

Se você acha que o momento econômico dos Estados Unidos é ruim imagine o momento econômico da Rússia. Só na semana passada ela perdeu dois Su-35. Quando custa cada um desses? Uns 100 milhões cada?

Felipe
Felipe
Reply to  George
1 ano atrás

ela perdeu dois Su-35″ fonte?

Jagdv#44
Jagdv#44
Reply to  Felipe
1 ano atrás

Foi um Su 34, um Su 35, dois Mi 8, um Mi 28 e ontem mais um Ka 52.

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  George
1 ano atrás

Estamos falando do noticiário de agora, onde os EUA não estão conseguindo elevar o teto da dívida de 33 trilhões de dólares e ameaçando um calote nos pagamentos e vc vem com dois aviões abatidos (jura? não sabia)

C G
C G
Reply to  Vinícius Momesso
1 ano atrás

Os EUA nem estão gastando dinheiro, nem a Otan, não,eixye nenhum sinal, de mobilização nos termos de economia de guerra no ocidente, ninguém na otan está deixando de tomar sua cervejinha na fim do expediente.

Underground
Underground
Reply to  Vinícius Momesso
1 ano atrás

Quem está pagando as contas são os russos. São us$ 800 bi bloqueados.

Oráculo
Oráculo
1 ano atrás

A Ucrânia tem milhões de russos étnicos que, apesar da origem russa, são nascidos na Ucrânia, logo são Ucranianos de fato e de direito. E milhares deles estão lutando no exército Ucraniano.

Esses são os invasores de Belgorod.
Os “russos-ucranianos”.

Apoiados pelas FFAA Ucranianas, e pela OTAN, obviamente, pois contam com equipamentos militar ocidental no ataque.
Só aparece Humvees e Maxxpro na região.

Trata-se de uma operação atrás das linhas inimigas.

Algo comum de acontecer em grandes conflitos. Até demorou pra isso acontecer…

É uma escalada na guerra, sobre isso não resta dúvidas.

Vamos para os próximos capítulos.

Kommander
Kommander
Reply to  Oráculo
1 ano atrás

Engraçado é ver certas pessoas transformando a ocupação de um mini-vila em algo majestoso, grandioso. Estão tão carentes de vitórias que qualquer notícia negativa em relação a Rússia se torna uma festa para eles.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Kommander
1 ano atrás

Se drones levaram a colocar pantsir nos telhados de Moscovo o que esta incursão fará?

Deverão ser mais umas centenas de km’s de fronteira que terão de ser reforçados…

Marcelo
Marcelo
Reply to  Kommander
1 ano atrás

A carência de vitórias é uma característica da Operação Militar Especial na Ucrânia. Nenhum objetivo militar importante foi atingido pela Rússia. Até mesmo a alegada tomada de Bakhmut cheira mais a propaganda russa do que a vitória de fato. E você sabe muito bem o que essa incursão rebelde no território russo de Belgorod significa no imaginário dos russos … só não admite que sabe.

Jagdv#44
Jagdv#44
1 ano atrás

Também penso assim.
Depois daquela vergonha do drone na praça vermelha.

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
1 ano atrás

Foram para o céu! Amém!!! kkkkk

Marcelo
Marcelo
1 ano atrás

Do ponto de vista militar, esse ataque dos rebeldes russos à região de Belgorod é quase insignificante. Porém, do ponto de vista psicológico, o impacto sobre os russos e sobe a já abalada moral russa é muito grande.
https://www.thedrive.com/the-war-zone/ukraine-situation-report-attack-inside-russia-continues-with-strikes-on-government-buildings

Kommander
Kommander
Reply to  Marcelo
1 ano atrás

Dá pra ver que os Russos estão muito preocupados. Kkkkkkk

Marcelo
Marcelo
Reply to  Kommander
1 ano atrás

Não, os russos não estão preocupados. Tentaram uma ofensiva de inverno que não saiu do lugar. Perderam um colosso de combatentes e armamentos em 9 meses de batalha em Bakhmut e o resultado se mostrou pífio, tanto que Yeghenev Prighozin correu para dizer que tomou Bakhmut antes de viajar com o grupo Wagner para a África, enquanto os ucranianos vão flanqueando a cidade destruida. Rebeldes invadem a região de Belgorod, fazendo as forças russas se coçar para detê-los. Enquanto isso a Ucrânia vai estudando as frentes de batalha, planejando a contra ofensiva e recebendo mais tropas e equipamentos militares ocidentais.… Read more »

Satyricon
Satyricon
Reply to  Marcelo
1 ano atrás

Apesar de insignificante, as consequências dessa ação serão extensas.
Primeiramente, as fronteiras russas precisarão ser reforçadas. Forças antes destinadas ao front serão redirecionada para as fronteiras, degradando o esforço de guerra.
Segundo, a logística russa, que já não era uma Brastemp, será mais tensionada ainda. Preciosos suprimentos serão redirecionados para esse reforço de contingente.
Terceiro, o fator psicológico. A população local fugiu e esse tipo de notícias se espalha como fogo em palha seca. Grupos e indivíduos com aspirações semelhantes começam a perceber as possibilidades. Isso é só o começo.
Revoluções nasceram assim, pequena à princípio, (até saírem ao controle).

C G
C G
Reply to  Satyricon
1 ano atrás

É isso, essa ação não deve ser medida em metros, mas em mudança de paradigma em todo o teatro de guerra:
“Tá liberado atacar a Rússia, não gostou nuka eu!”
Hahahahahhahahahaha

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
1 ano atrás

Tentar invadir a Rússia nunca é uma boa ideia! Olha o que aconteceu com o poderoso exército alemão… Enfim, esses “gatos pingados” do Zezé no máximo que conseguiram foi uma rápida aparição na mídia e uma cova rasa! Agora o que importa é esperar a tal ofensiva do Zezé!

Mictanos
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
1 ano atrás

Ninguém invadiu a Russia dessa vez! Foi só pra humilhar, fator psicológico que fez a população fugir às pressas. Foi um exame de próstata com uma dedada bem da grossa na Russia! Mais uma dedada, diga-se de passagem

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
Reply to  Mictanos
1 ano atrás

Só pra te lambrar: O psicológico dos russos não é igual ao dos americanos que fogem como frangos quando perdem 50 mil homens (Vietnã), vai além! Precisariam perder uns 10 milhões (igual na Segunda Guerra), ainda assim continuariam lutando! Mas se quiser saber mesmo o que é “fugir”, peça aulas com os americanos (Vietnã e mais recentemente Afeganistão)! E boa sorte aos o crânio anos, irão precisar mais do que essa “coçadinha” na próstata para abalar os russos!

Last edited 1 ano atrás by Sincero Brasileiro da Silva
Mictanos
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
1 ano atrás

Não existe isso do psicológico dos russos ser maior que o dos outros. É apenas a doutrina militar russa que despreza as próprias baixas, como na 2ª GM.

Já o maior vexame dessa guerra, notadament é russo, que sequer conseguiu dominar o pais inteiro e lidar (ganhar ou perder) com a guerrilha depois, como toda potência consegue fazer, à exceção da Russia que não consegue avançar!

Pedro
Pedro
1 ano atrás

Os caras brincando com fogo. Perderam o juízo.

Uma declaração de guerra seria tudo de bom!!!

C G
C G
Reply to  Pedro
1 ano atrás

Os caras não conseguiram suprir nem o Wagner Group, declaração de guerra pra mandar seus soldados lutarem com paus e pedras, um com um mosin e outro com o pente de balas em 2023?
Com Challengers e Bradleys do outro lado?!
Bom jeito de terminar enforcado em praça pública!

Last edited 1 ano atrás by C G
Underground
Underground
Reply to  Pedro
1 ano atrás

Foi desse jeito que começou a revolução russa.

Rodrigo
Rodrigo
1 ano atrás

Vamos corrigir não é invasão é operação especial…

Matheus
Matheus
1 ano atrás

Olha mas que V E R G O N H A para o páis que diria que tomaria Paris em duas semanas.

M4|4v1t4
M4|4v1t4
1 ano atrás

Será que o Antônio Reis recebe dinheiro “da Rússia” para ficar aqui comentando? O dinheiro que “a Rússia” dá a ele vem da Rússia mesmo ou será que vem de nós através de alguma ong que recebe dinheiro do governo para repassar para ele? Claro que nós que somos roubado por partido de esquerda para sustentar o cara. Quando vejo essas figurinhas por aí, fico lembrando quando surgiu o site Brasil 247 (2+4+7=13) que já nasceu com centenas de milhões de Reais de 3 estatais federais sendo direcionada para o site deles através do Google Adwords. Se você não sabia… Read more »

Last edited 1 ano atrás by M4|4v1t4
C G
C G
Reply to  M4|4v1t4
1 ano atrás

Não delira, ele é só 50 cent army, a esquerda brasileira não tem nada a ver com a Rússia atual que tbm não se parece em nada com a esquerda classica, se vc observar quem foi lá babar o ovo do Putin como referência conservadora não foi o Lula!

M4|4v1t4
M4|4v1t4
Reply to  C G
1 ano atrás

Em se tratando de antiamericanismo a Rússia atual tem tuda haver com os interesses da esquerda. Esquerdista se resume ao antiamericanismo. É o ódio do mais pobre contra o mais rico por parte de um percentual sempre existente dos animais, ou seja, inveja.

Jorge Oliveira
Jorge Oliveira
1 ano atrás

Gastaram dinheiro com logotipo ??? parece peça de propaganda.