Vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia afirmou ainda que o conflito no Leste Europeu pode durar décadas

A Rússia terá que lançar um ataque preventivo se o Ocidente der armas nucleares à Ucrânia, disseram agências de notícias russas, citando o vice-presidente do Conselho de Segurança do país, o ex-presidente Dmitry Medvedev, nesta sexta-feira (26).

“Existem leis irreversíveis da guerra. Se se trata de armas nucleares, terá que haver um ataque preventivo”, disse Medvedev.

Permitir o envio de armas nucleares à Ucrânia – uma medida que nenhum país do Ocidente propôs publicamente – significaria “um míssil com carga nuclear chegando até eles”, disse Medvedev.

“Os anglo-saxões não percebem isso completamente e acreditam que não chegará a isso. Chegará sob certas condições.”

Medvedev acrescentou ainda que o conflito no Leste Europeu pode durar décadas e que as negociações com a Ucrânia são impossíveis enquanto Volodymyr Zelensky estiver no poder.

As negociações, disse Medvedev, são impossíveis com “o palhaço Zelensky”.

“Tudo sempre termina em negociações, e isso é inevitável, mas enquanto essas pessoas estiverem no poder, a situação da Rússia não mudará em termos de negociações”, completou.

FONTE: CNN Brasil

Subscribe
Notify of
guest

79 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Pedro
Pedro
10 meses atrás

Sem pé nem cabeça.

Fico imaginando o ocidente enviando armas nucleares para a Ucrânia. Seriam tão loucos assim?

A Rússia tem de parar da falar e começar a fazer. Estas ameaças que não são cumpridas, viram piada.

Os Russos vão deixar a Ucrânia receber F-16 do ocidente e não vão fazer nada? Esta é a escalada que deveria obrigar Medvedev a usar armas nucleares. Isto é uma escalada séria.

Last edited 10 meses atrás by Pedro
C G
C G
Reply to  Pedro
10 meses atrás

Vc tem noção das coisas que está dizendo?
Faz um exercício, se a Rússia usar uma arma nuclear por causa de uns F-16 quais seriam as consequências?

Pedro
Pedro
Reply to  C G
10 meses atrás

Vc que não tem ideia do que esta dizendo Faz um exercício, se a Otan enviar “uns” F-16, escalando ainda mais o conflito, além de tudo que já enviou para a Ucrânia, quais seriam as consequências? Quem tem de pensar nas consequências é quem está provocando esta nova escalada do conflito. Achando que eternamente a Rússia vai ficar “quietinha” cada vez que o Ocidente enviar armamentos mais modernos para a Ucrânia. Se os F-16 fizerem diferença no conflito e a Rússia perder completamente a superioridade aérea no conflito, começar a levar bombas na cabeça, ser obrigada a recuar….. a Rússia… Read more »

Last edited 10 meses atrás by Pedro
deadeye
deadeye
Reply to  Pedro
10 meses atrás

Tem milhares de aviões, não de acordo com a Wikipedia e sim centenas que podem ser usados em combate, e desde o começo da Guerra a Força Aérea Russa não demonstrou capacidade em ataques táticos coordenados. Tá feio hein.

PRAEFECTUS
PRAEFECTUS
Reply to  deadeye
10 meses atrás

Por favor senhores não sejam tão rasos no raciocínio…

Isso ofende a audiência do blog!

A pergunta correta seria “qual cenário a VKS vislumbra utilizar todo peso do seu poderío aéreo na Europa?”

Hcosta
Hcosta
Reply to  Pedro
10 meses atrás

Inocente é achar que usar bombas nucleares irá ter algum resultado positivo para a Rússia.

E que territórios vão perder?

Pedro
Pedro
Reply to  Hcosta
10 meses atrás

As bombas iam mudar muito o tom das conversas. Se é para cair, você acha que a Rússia vai cair sozinha? Se é para ir para o buraco, melhor não ir sozinho.

RPiletti
RPiletti
Reply to  Pedro
10 meses atrás

Prezado, colocar as nukes na mesa agora é dizer que não há outras cartas para serem usadas. Não há passo adiante senão a utilização das mesmas.
O ocidente fornecer nukes é algo totalmente sem cabimento, neste momento.

Pedro
Pedro
Reply to  RPiletti
10 meses atrás

As cartas estão acabando!

Underground
Underground
Reply to  Pedro
10 meses atrás

Entendi!
A Ucrânia só pode receber armas que garantam aos russos superioridade.

Pedro
Pedro
Reply to  Underground
10 meses atrás

Claro!

Se estou em guerra com um país, vou querer e permitir que ela receba armas modernas?

Meu Deus!!!!

Boitatá
Boitatá
Reply to  Pedro
10 meses atrás

Caso você não tenha percebido, a Ucrânia está sendo ajudada por outros países a se defender de uma invasão que sofreu em seu território soberano. A Rússia em momento algum da guerra “perdeu” território.

A Ucrânia tem todo direito de pedir, e quem quiser enviar armamento, tem todo direito de enviar. Só lembrando que a URSS sempre enviou armamentos de todos os tipos, inclusive aviões para seus aliados em guerra. Nem por isso foi bombardeada com armas nucleares.

Pedro
Pedro
Reply to  Boitatá
10 meses atrás

Mas tinha de invadir mesmo. A OTAN forçou a situação que a Russia está vivendo. E os russos devem defender seus interesses, como as demais nações também tem.

Normal, segue o jogo!

Você acha que se o Brasil resolvesse queimar a Amazônia inteira para fazer pastagens, o mundo iria assistir a isto pacificamente? Íamos sofrer sanções, até quem sabe a perda da “soberania” da região.

Não existem bonzinhos! Existem interesses. E o interesse da Rússia em defender-se da OTAN nas ex-rupublicas soviéticas é genuíno

Hcosta
Hcosta
Reply to  Pedro
10 meses atrás

Isto não é dirigido para fora da Rússia. É somente para propaganda interna.

Têm que desviar as atenções do povo Russo para que não percebam que isto tudo foi somente para manter o regime de Putin no poder.

Mas defender o uso de armas nucleares é discurso de lunáticos…

Alecs
Alecs
Reply to  Hcosta
10 meses atrás

Na mosca!

Lucas
Lucas
Reply to  Pedro
10 meses atrás

Essa postura do russos de falar muito e fazer pouco me lembra um certo ex-presidente.

Fabricio Lustosa
10 meses atrás

Ora essa, isso seria o mínimo a se fazer. E, de imediato, passar algumas centenas de ogivas para o Irã. Interessante como a discussão chegou nesse nível na imprensa o q demonstra claramente a realidade do campo de batalha.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Fabricio Lustosa
10 meses atrás

A Rússia ainda tem algum juízo e não vai enviar armas nucleares para o Irã. Sabe por que? No caminho tem um país chamado Israel … tem um país chamado Israel no caminho. Lembrando que foi a intermediação dos EUA que impediu Tel Aviv de vaporizar Bagdá após os ataques com Scuds ao território de Israel.

RPiletti
RPiletti
Reply to  Marcelo
10 meses atrás

Segundo uma “lenda”, em outra ocasião foi o sobrevoo de um MiG-25 sobre a capital de Israel que segurou a onda deles, não fosse isto o Cairo e Damasco seriam zona radioativa.

Marcelo
Marcelo
Reply to  RPiletti
10 meses atrás

Um Mig-25 voando sobre Tel Aviv? Na época da Guerra do Golfo? Só lenda mesmo. Teria sido interceptado por dois F-15 assim que aparecesse o sinal no radar. Até onde eu sei, o Mig-25 nem de longe é stealth. Até um Stinger conseguiria derrubar se esse suposto Mig-25 estivesse voando baixo. Mostra uma fonte ou só será lenda …

Werner
Werner
Reply to  Marcelo
10 meses atrás

Lembrando que Israel abriu os silos e deixou expostos alguns mísseis Jericó 1, e dias depois, baterias de patriot estavam operacionais.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Fabricio Lustosa
10 meses atrás

Claro que demonstra a realidade. Não alcançam nenhum dos seus objetivos e agora fazem o que sempre fizeram, procuram inimigos externos para justificarem os seus erros.

Alguém acredita que vão enviar armas nucleares para a Ucrânia?
Nem com as armas nucleares na Bielorrússia esse assunto foi levantado.

Santamariense
Santamariense
Reply to  Fabricio Lustosa
10 meses atrás

Quem tem ao menos 2 neurônios funcionais sabe que o ocidente não vai enviar armas nucleares para a Ucrânia e que a rússia não vai usar armas nucleares por conta de armas convencionais. E você achar que a rússia enviaria armas nucleares para o Irã é uma infantilidade. Ninguém que possui armas desse tipo as fornece à ninguém. E mesmo que a rússia quisesse, a china não permitiria. Portanto, não divaga.

Alecs
Alecs
Reply to  Santamariense
10 meses atrás

Eu fico impressionado em ver como os torcedores da Rússia viajam na maionese. É impressionante a capacidade deles para escrever sandices.

Alecs
Alecs
Reply to  Fabricio Lustosa
10 meses atrás

Fala sério! Qual país que deu aramas nucleares para outro? Nenhum até hoje. Todos os países que possuem armas nucleares desenvolveram e fabricaram suas próprias armas. Isso é pura balela para propaganda interna e para agradar os russetes de plantão.

Heinz
Heinz
Reply to  Fabricio Lustosa
10 meses atrás

kkkkkkkkkkkkk O Irã ia sumir do mapa antes de armas nucleares russas entrarem no país.

C G
C G
10 meses atrás

As putinetes chegaram com força!
A Rússia não passa um dia sem falar de armas nucleares pq na ausência de um exército efetivo é o que sobra pra falar, os caras estão comemorando Bakhmut, é muita pequeneza para quem dizia que chegaria a Paris!

Pedro
Pedro
Reply to  C G
10 meses atrás

Pois é…

A Rússia lutando e tentando repor suas perdas sozinha contra tudo que é armamento e reforços enviados pela Otan para a Ucrânia.

Vai chegar o momento que só restarão as armas nucleares.

Last edited 10 meses atrás by Pedro
RPiletti
RPiletti
Reply to  Pedro
10 meses atrás

Faz um exercício mental…
O que na prática significaria uma explosão nuclear na Europa?

Alecs
Alecs
Reply to  Pedro
10 meses atrás

kkkkkkkkkkkkkk Agora conta a do papagaio. A OTAN vai continuar enviando armas e os russos vão continuar apanhando. Só usariam armas nucleares caso o território russo estivesse correndo risco de ser ocupado (e isso não inclui a Crimeia). Não viaja na maionese Pedro, senão vão pensar que você é o Lulu das verduras que só fala abobrinha.

Tomcat4,4
Tomcat4,4
Reply to  C G
10 meses atrás

A Rússia não tem exército efetivo mas quem vive buscando pessoas dentro de casa pra usar de bucha de canhão é a Ucrânia ,vai entender os discípulos da Dilma!!!hauhauhauhauhau

Kommander
Kommander
Reply to  Tomcat4,4
10 meses atrás

Tem gente aqui que se esforça pra passar vergonha, Tomcat. Falam tão mal da Globo, mas a fonte de notícias deles é a CNN. Kkk

Marcelo
Marcelo
10 meses atrás

É o chiwawa atômico latindo de novo. A Rússia vive blefando com uma mão cheia de cartas ruins. O Ocidente enviou sistemas antiaéreos, tanques de guerra e mísseis de longo alcance para a Ucrânia. Até caças F-16 já estão na fila. Todo dia o Ocidente cruza uma suposta linha vermelha e a Rússia ameaça um ataque nuclear tático … e nada acontece. É óbvio que nesse momento o Ocidente não vai enviar armas nucleares para a Ucrânia, porque ela ainda não faz parte da OTAN. Mas os movimentos das forças nucleares russas estão sendo monitorados o tempo todo …

Last edited 10 meses atrás by Marcelo
Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Marcelo
10 meses atrás

Está comparando laranja com maçã. Armas nucleares estão em uma categoria completamente diferente. O Ocidente não vai querer pagar para ver.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Allan Lemos
10 meses atrás

Confia …

Bosco
Bosco
Reply to  Marcelo
10 meses atrás

Marcelo,
Em enviando F-16 pelo menos meios de entrega nuclear já estarão nas mãos dos ucranianos

Bosco
Bosco
Reply to  Bosco
10 meses atrás

Eu penso o seguinte. Se a Rússia armar a Bielorrúsia com armas nucleares táticos não vejo o porquê da OTAN não fazer o mesmo com a Ucrânia.

Franz A. Neeracher
Reply to  Bosco
10 meses atrás

Não creio que a Rússia irá armar a Bielorússia com esse tipo de arma.
Podem porém basear algumas dessas armas lá, mais por motivos de propaganda para o público doméstico, mas o controle dessas armas estariam sempre sob o controle dos russos.
Algo semelhante ao que a OTAN faz na Europa….sempre sob o controle dos EUA.
E mesmo se os russos fizessem isso, não creio que a OTAN iria armar a Ucrânia com armas nucleares…..os riscos seriam muito grandes.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Bosco
10 meses atrás

Agora já é tarde. Só evitaria o uso de armas nucleares pela Rússia, mais nada.
Se fosse antes da invasão talvez resultasse mas agora não teria nenhum efeito.
E até seria contraproducente. Certamente que a Ucrânia e os EUA perderiam o apoio de muitos países. Antes e depois da invasão.

Werner
Werner
Reply to  Marcelo
10 meses atrás

E se um dia esse linha vermelha transposta for parada?
A guerra de torcidas é forte,mas a irracionalidade também,os EUA mantêm estocadas armas nucleares em 5 países da Europa ,e se um dia China ou Rússia fizerem o mesmo,lembrando que a crise dos mísseis em Cuba foi assim um colocou quando o outro colocou o outro não gostou,hipocrisia yanke.

Hcosta
Hcosta
10 meses atrás

Se tem de falar alto é porque ninguém ouvia o que tinha de dizer antes e assim continua. Até pode gritar…

Marcelo
Marcelo
10 meses atrás

Sucesso no campo de batalha? A Rússia gastou um colosso de combatentes, em sua maioria presidiários, e de equipamento militar para tomar a megalópole de Soledar e para Prighozin anunciar, com muita pressa e antes de vazar para a África, a suposta tomada de Bakhmut, com os ucranianos tendo recuado para posições melhor defendidas e tomados os flancos ao norte e ao sul de Bakhmut. Nenhum objetivo militar importante foi alcançado e faltam testículos avantajados aos líderes russos para usar armas atômicas.

Harpia
Harpia
10 meses atrás

A bem da verdade, palhaço mesmo é o próprio Medvedev que foi escalado para essas lorotas retóricas para consumo interno.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Harpia
10 meses atrás

Já a pensar em voltar a ser presidente…

Satyricon
Satyricon
Reply to  Harpia
10 meses atrás

Exato.
Puro jogo de cena.

Isso é sintoma da realidade batendo à porta (ou da água batendo na bund@).

Alguém tem de explicar para esse pau-de-cana que a preocupação da OTAN não é enviar armas nucleares para o conflito, e sim certificar-se de que as armas nucleares russas não caiam nas mãos de terceiros quando o exército russo colapsar.

Um Simples Brasileiro
Um Simples Brasileiro
10 meses atrás

Acho que a OTAN não seria louca de ceder armas nucleares suas à outros países assim de uma forma tão simples, parece mais uma forma de ameaça para a própria OTAN se conter no suporte à Ucrânia (um blefe) e uma forma da própria Rússia justificar eventuais ações futuras.

Bosco
Bosco
10 meses atrás

O “palhaço” se mostrou uma fortaleza enquanto o “estadista” se mostrou um coelho acuado e medroso.

Radagas, o Castanho
Radagas, o Castanho
Reply to  Bosco
10 meses atrás

Verdade, o “palhaço” tem mais bolas do que muita gente que se diz estadista.

Alecs
Alecs
Reply to  Bosco
10 meses atrás

Ótima observação! Se juntar ________________________________

EDITADO:
3 – Mantenha o blog limpo: não use palavras de baixo calão ou xingamentos.
6 – Mantenha-se o máximo possível no tema da matéria, para o assunto não se desviar para temas totalmente desconectados do foco da discussão.

Alecs
Alecs
Reply to  Alecs
10 meses atrás

Prezados, eu imaginei que seria editado mesmo. Peço desculpas. Já sei até onde posso ir. Não terão mais problemas com minhas postagens. Obrigado pela agilidade. Tem sido ótima a moderação.

Mauricio
Mauricio
10 meses atrás

Russia venceria confronto nuclear sem dúvidas, ocidente dificilmente conseguiria retaliar depois do primeiro ataque

Last edited 10 meses atrás by Mauricio
Bosco
Bosco
Reply to  Mauricio
10 meses atrás

Como é que é?
Você acredita mesmo nisso ou só tá zuando?

André Sávio Craveiro Bueno
André Sávio Craveiro Bueno
Reply to  Mauricio
10 meses atrás

Meu Senhor, não há vencedores em um confronto nuclear em larga escala! A retaliação é imediata e devastadora. Não creio que haveria uma civilização como a conhecemos em poucas semanas!

Rocha
Rocha
Reply to  Mauricio
10 meses atrás

Isso já é coisa pra tarja preta.

Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
Reply to  Mauricio
10 meses atrás

Seria o fim do mundo então amigo, Porque numa guerra nuclear total não existe vencedores, A retaliação com certeza seria feita, não importando qual território seja atingido primeiro do ocidente como você colocou ou da Rússia a destruição seria nos dois.., Mas essa fala do Medvedev é no minímo esquisita, devem ter perguntado algo e ele respondeu assim, Ataque preventivo… os cara realmente tomam muita vodka

Bosco
Bosco
Reply to  Rodrigo Maçolla
10 meses atrás

O que é “estar ultrapassado” pra vc , nesse caso.
Vocé acha que eles não são capazes de fazer o que deveriam fazer, que é levar ogivas nucleares ao território inimigo?
*Só de curiosidade, o Trident deve ficar em operação até 2050 e o Minuteman até 2032.

Bosco
Bosco
Reply to  Rodrigo Maçolla
10 meses atrás

As armas táticas da OTAN hj são:
Bombas B61/3, B61/4, B61/12 lançadas pelos caças F-15, F-16, Tornado e F-35A.
Mísseis AGM-86B lançados pelos B-52H com ogiva regulada para o rendimento de 5 Kt
Mísseis ASMP lançados pelos Rafales, Mirage e SE.
Mísseis Trident II armados com ogiva W76/2 de 5 Kt, lançados pelos SSBNs Ohio.

Bosco
Bosco
Reply to  Mauricio
10 meses atrás

Toda doutrina nuclear ocidental é baseada no MAD que por sua vez é baseada em primeiro lugar na capacidade de resposta imediata e em segundo lugar, na capacidade de sobrevivência a um primeiro ataque, por isso, o grosso das ogivas ocidentais (EUA, RU e França) é baseado no mar. Há nesse momento pelo menos 400 ogivas em 6 SSBNs , completamente invulneráveis a qualquer ação russa. A força de ICBMs Minuteman poderia lançar pelo menos a metade (200 mísseis) em menos de 10 minutos do alerta de lançamentos dos russos e da confirmação pelos radares em terra, muito antes da… Read more »

Alecs
Alecs
Reply to  Bosco
10 meses atrás

Pouquíssimas pessoas aqui sabem disso e menos pessoas ainda se dão ao trabalho de pesquisar antes de postar bobagens sobre aniquilação se a Rússia atacar primeiro. Ainda bem que o Mestre Bosco retornou aos comentários. Uma boa parcela dos leitores do blog se interessam mais lendo seus comentários. Vlw Boscão!

Bosco
Bosco
Reply to  Bosco
10 meses atrás

Correção : numa situação de DEFCON 2 a prontidão seria maior…

Bosco
Bosco
Reply to  Bosco
10 meses atrás

Rodrigo, Os russos não possuem nada que possam interceptar os veículos de reentrada balísticos (BRVs) dos Minuteman e dos Trident, fora a capacidade duvidosa do sistema A-135 que protege Moscou e que adota interceptadores endoatmosféricos nucleares. Ou seja, para tentar se defender de ogivas nucleares os russos detonarão ogivas nucleares sobre sua capital. O sistema S500 é dito ter alguma capacidade anti ICBM, provavelmente com capacidade exoatmosférica, mas sequer foi implantado de fato e nem se sabe qual míssil ele utilizará para a função “exoatmosférica”, e é duvido que tenha capacidade anti ICBM. O S400 não possui capacidade anti ICBM.… Read more »

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Bosco
10 meses atrás

Todos sistemas que citei possuem capacidade anti missil com limitações de cada, mas críveis sem entrar em detalhes, isso porque nao citei o s500. A doutrina da otan de emprego de novos meios de entrega não mudou pelo simples fato de não existirem novos meios. Incluindo o fracasso do agm183, só faltam dizer que não precisam deste tipo de arma em seu arsenal . A otan esta perigosamente ficando para trás em veiculos planadores hipersonicos e novos icbms, isso não é uma escolha da otan, a realidade se impõe. Em conjunto com o s500 e novos meios entrando em operação… Read more »

Bosco
Bosco
Reply to  Rodrigo
10 meses atrás

Rodrigo, Devemos limitar nossas análises às armas nucleares estratégicas e aos meios que visam se contrapor a elas tendo em vista o comentário seu que motivou a discussão (“Tenho dúvidas quanto a capacidade de reação da otan em uma guerra nuclear contra Rússia, o trident e mintmam já estão ultrapassados isso seria decisivo”) e portanto , não inclui o AGM-183. Pela sua percepção como a Rússia poderia se contrapor a cerca de, digamos, 500 veículos de reentrada balísticos lançados por ICBMs/SLBMs americanos? Você tem informações de que o sistema A135 com seus 68 interceptadores nucleares está plenamente funcional na proteção… Read more »

Bosco
Bosco
Reply to  Rodrigo
10 meses atrás

Os sistemas antibalísticos dos dois países ora em operação: EUA: Patriot , dotado dos interceptadores PAC-2, PAC-3 e PAC-3 MSE: efetivo contra TBM, SRBM e MRBM (testado e efetivo em situação real de combate) Aegis BMD, dotado dos interceptadores SM-2 Block IV, SM-6, SM-3 Block I, SM-3 Block IA, SM-3 Block IIA: efetivo contra TBM, SRBM, MRBM, IRBM e ICBM (testado) THAAD: efetivo contra TBM, SRBM, MRBM e IRBM (testado) e ICBM (presumida) GMD, dotado do interceptador GBI: efetivo contra ICBM (testado) – Rússia: Sistema A-135: efetivo contra MRBM, IRBM, ICBM (presumido) S-300V: efetivo contra TBM, SRBM e MRBM S-300P:… Read more »

Bosco
Bosco
Reply to  Bosco
10 meses atrás

Só pra complementar, cito os interceptadores dos sistemas russos:
Móveis:
S300P: 5V55U, 48N6
S300V: 9M82, 9M83
S400: 48N6, 9M96E1, 9M96E2, 40N6(?)
S350: 9M96E1, 9M96E2
S500: 40N6, 9M82 (?)
Fixo:
A135: 53T6 (nuclear)

Um fator complicador do entedimento dos sistemas russos é a imensa variedade de versões de um mesmo míssil , com desempenhos completamente diferentes e acompanhado de irritantes letrinhas.
Sem falar que o sistemas S300P e S300V são completamente diferentes e inclusive de fabricantes diferentes mas os russos fizeram a “gentileza” de nomeá-los da mesma forma.

MFB
MFB
Reply to  Mauricio
10 meses atrás

Imitação mal feita de kings esse aí.

Satyricon
Satyricon
Reply to  MFB
10 meses atrás

A análise desse Kings parte da premissa (errada) que os sistemas anti-aereos russos (s-300, s-400, s-500) são phodasticos e infalíveis, mas a experiência do conflito atual mostra simplesmente o contrário, visto a profusão de ataques de drones bem sucedidos dos ucranianos. Ora, se tais sistemas falham em interceptar simples drones subsonicos regularmente, qual seria sua real eficácia na interceptação de veículos de reentrada (a 7km/s)?
É a máxima russa: temos de tudo, mas nem sempre funcionam

Last edited 10 meses atrás by Satyricon
Werner
Werner
Reply to  Mauricio
10 meses atrás

Numa guerra nuclear não haverá vencedores,todos irão perder,lembre-se sempre disso.

Santamariense
Santamariense
Reply to  Mauricio
10 meses atrás

Como assim?? Desenvolva teu raciocínio e nos explique como isso aconteceria.

MFB
MFB
Reply to  Santamariense
10 meses atrás

Tu acha mesmo que ele possui capacidade de descrever um conflito nuclear? O máximo é isso aí, falar que um vai ganhar pois é melhor e ponto final.

Lucas
Lucas
10 meses atrás

Não acho que o ocidente vai mandar armas nucleares para a Ucrânia.
Só na guerra convencional eles já tão fazendo a Rússia passar bastante vergonha.

Maurício.
Maurício.
10 meses atrás

A Ucrânia já tinha armas nucleares, mas foi acreditar na ladainha da Rússia, EUA e Inglaterra, o resto da história todo mundo sabe…

M4|4v1t4
M4|4v1t4
10 meses atrás

😀 é tudo o que o Pentágono sonha.

Qualquer ataque nuclear russo implicará na imediata entrada do EUA na guerra, que, por reiteradas vezes advertiu a Rússia que no caso disso acontecer o EUA eliminarão o exército russo da Ucrânia só pra começar.

2 esquadrões de Apache dão conta de causar tanto dano aos sistemas eletrônicos, infantaria mecanizada e à cavalaria russa, que não daria nem tempo dos Bradley e Strikes começarem a brincar.

Maurício.
Maurício.
Reply to  M4|4v1t4
10 meses atrás

“é tudo o que o Pentágono sonha.”

O que o pentágono está esperando então? Eles poderiam fornecer essas tais armas nucleares…rsrsrs.

Charle
Reply to  M4|4v1t4
10 meses atrás

Certo, mas os EUA nada sofreriam em matéria de danos humanos ou de material bélico?

Seria como nos filmes onde um soldado ou mercenário dos EUA explode tudo, mata todos e sai rindo com a arma pendurada no ombro?

E ainda telefona para sua cândida família dizendo que chegará a tempo de comemorar o aniversário ou a festa de formatura de um filho?

Jota
Jota
10 meses atrás

Faz aquela fila de blindados de novo e chama alguns A10 Thunderbolt. Vai ter muito aço pra reciclagem. Aliás , eu imagino que ainda na epoca da USRR , o A10 seria devastador na doutrina sovietica.

Nuno Taboca
Nuno Taboca
Reply to  Jota
10 meses atrás

Percebe-se. Hoje: URSS sempre foi e sempre será uma fraude. Não fosse a máquina de moer gente que ia soviéticos usam, porque em ditaduras, não se preocupam com opinião pública. Assim.é a Rússia, assim foi a URSS, um esgoto corrupto, cheio de ratos , que só vivem do gogó. Quando a chinela canta, os russinhos mostram a realidade

Antonio Cançado
10 meses atrás

Na boa, o Medvedev consegue ser mais estúpido e idiota que o Putin.
Mas é normal, todo bucha é uma versão piorada daquele que segue…

Arthur
Arthur
10 meses atrás

Adoro quando o Mr. Apocalipse fala à imprensa: provoca arrepios. Só imagino ele no comando da Rússia, ao invés de Putin, e do Boris Johnson (BoJo) no lugar de Stoltenberg: a próxima coletiva à imprensa se daria entre baratas…