O governo brasileiro fechou um acordo sigiloso para que a ditadura da Arábia Saudita construísse sua primeira fábrica própria de explosivos militares. A informação foi divulgada no sábado (17) pelo jornal O Estado de S. Paulo.

O que foi revelado

Acordo previa exportação de produtos e tecnologias para a Arábia Saudita. Segundo o Estadão, as plantas da fábrica foram criadas por uma empresa brasileira, a Mac Jee. O objetivo dos sauditas era, até 2030, “suprir toda a demanda militar” do país por explosivos e espoletas de detonação de bombas.

Fábrica foi projetada com cerca de 500 mil m², o equivalente a 70 campos de futebol. Por lá, são produzidos TNT e RDX, usados em determinados tipos de bomba. A estrutura fica dentro da SCCL (Saudi Chemical Company Limited), a maior companhia de produção de energia civil e militar do país.

Todo o processo de autorização e contratação é sigiloso, incluindo o valor. Procurados pelo jornal, os três ministérios ligados ao assunto — Defesa, Ciência e Itamaraty — informaram que não poderiam comentar sobre as motivações ou condições do acordo da Mac Jee, que também não quis dar entrevista.

Autorização foi concedida no governo Temer, e construção evoluiu sob Bolsonaro. A venda de equipamentos e serviços à ditadura saudita foi liberada no segundo semestre de 2018, no final do governo de Michel Temer (MDB). As principais etapas da construção se desenvolveram entre 2019 e 2022, com Jair Bolsonaro (PL).

Bolsonaro expandiu autorizações para venda de tecnologia militar aos sauditas. Dados obtidos pelo Estadão mostram que o interesse de empresas brasileiras pela Arábia Saudita cresceu com Bolsonaro: entre 2017 e 2018, foram dez pedidos para venda de armas, bombas e serviços, sendo oito autorizados. Entre 2019 e 2021, foram 21 pedidos, com 17 liberações. Não houve solicitações em 2015 e 2016.

FONTE: UOL

Subscribe
Notify of
guest

77 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
MFB
MFB
1 ano atrás

Que ideia Joinha, foi joia mesmo. Esses planos secretos entre países são verdadeiras joias.

Last edited 1 ano atrás by MFB
Faver
Faver
Reply to  MFB
1 ano atrás

Teve alguns presentes doados por este país (ditadura) a políticos de nosso país? As coisas parecem fazer sentido…

Zé bombinha
Zé bombinha
Reply to  Faver
1 ano atrás

O cara escreve “presente” e acha ruim.. se não é coerente receber presente…. receber propina e toda corrupção e mais com dinheiro público é muito lindo…. Hipocrisia.

observador
observador
Reply to  Zé bombinha
1 ano atrás

No caso, receber propina mas disfarçada de “presente” pode?

ODST
ODST
Reply to  MFB
1 ano atrás

Enquanto uns financiam ditaduras amigas (que são recebidas com toda a pompa no Brasil e batem em nossas jornalistas) com a grana do trabalhador através do BNDES, outros assinam acordos com a monarquia saudita que vai gerar capital para nós, expandir influência e criar expertise. É isso.

Last edited 1 ano atrás by ODST
santiago
santiago
Reply to  ODST
1 ano atrás

Vai gerar capital sim, jóias de milhões.

Comte. Nogueira
Comte. Nogueira
Reply to  santiago
1 ano atrás

Faz parte da cultura árabe presentear com ouro, logo, jóias…
E convenhamos, o que é um colarzinho para o rei da Arábia?

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Comte. Nogueira
1 ano atrás

troco de pão, mas esse pessoal não fala que o governo do PT ama ditadurazinha, inclusive havendo indícios de que os Venezuelanos deram dinheiro para campanha do PT no passado, e venderam armas para a Arábia Saudita.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás
C G
C G
Reply to  Comte. Nogueira
1 ano atrás

HAHAHAHAHAHAH cultura curiosa essa, sair dando milhões em joias???!!!

José de Souza
José de Souza
Reply to  Comte. Nogueira
1 ano atrás

Pesquisa qual o valor máximo de um presente saudita para o Preseidente dos EUA… E ah, um “colarzinho” também é “corrupçãozinha”.

ODST
ODST
Reply to  santiago
1 ano atrás

Não tendo Petrolão já está ótimo

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  ODST
1 ano atrás

na cara não kkkk

observador
observador
Reply to  ODST
1 ano atrás

Blz. Jóia ta liberada então? (Só para entender)

francisco
francisco
Reply to  santiago
1 ano atrás

O acervo de Lula também contém presentes do governo da Arábia Saudita.
Além de vários objetos de arte, os sauditas deram a Lula uma espada de quase 1 metro de comprimento, feita de prata com frisos. Em cada lateral da bainha da espada, há um punhal de marfim e ouro branco. O estojo que armazena o objeto conta com o selo do governo da Arábia Saudita.

observador
observador
Reply to  francisco
1 ano atrás

Mas nem tendo o batom na cueca os caras desistem do mito! Mas vai ser sofrenildo assim lá nas cachapregas, ta louco.

Figueiredo
Figueiredo
Reply to  observador
1 ano atrás

Pior que batom na cueca é a ______
______________. Brasil, infelizmente não tem mais jeito. País da safadeza, deveriam usar a mesma régua de julgamento para os dois lados.

Que o peso da lei funcionasse sem vieses políticos para bater em chico ou Francisco. Mas na bananias vale os compadrios!!!

COMENTÁRIO EDITADO. MODERE O LINGUAJAR. LEIA AS REGRAS DO BLOG:

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Glasquis7
Reply to  ODST
1 ano atrás

Enquanto alguns tratam ditaduras como tal outros, as tratam seletivamente, chamando por exemplo, a Venezuela de ditadura e Arábia Saudita de “monarquia saudita” e vice versa.

Oras, ambas são ditaduras, ou a hipocrisia é tanta que, não nos permite dar o devido nome a aqueles criminosos que fazem parte do nosso “seleto grupo de estimação”?

Esse maldito dualismo é que terminará por dividir o Brasil definitivamente.

Last edited 1 ano atrás by Glasquis7
Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
Reply to  Glasquis7
1 ano atrás

Que a Venezuela é uma ditadura sanguinária ela é certo ? Ou vai dizer que Maduro foi nomeado como rei daquele país ?

Glasquis7
Reply to  Diego Tarses Cardoso
1 ano atrás

Cara, qual parte de “Oras, ambas são ditaduras, ou a hipocrisia é tanta que…” Que tu não entendeu???

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
Reply to  Glasquis7
1 ano atrás

A parte em que você reclama de chamarem a Venezuela de ditadura só porque ali ela foi instaurada à força, enquanto no outro país ela é milenar e aceita pelo seu povo pacificamente.

Glasquis7
Reply to  Diego Tarses Cardoso
1 ano atrás

A parte em que você reclama de chamarem a Venezuela de ditadura”

Eu reclamei disso ou, você entendeu isso quando leu?

A Venezuela é uma ditadura, assim como a Arábia Saudita e tantas outras.

ODST
ODST
Reply to  Glasquis7
1 ano atrás

Antes de o Brasil sequer ser descoberto aquela região do Oriente Médio já tinha exatamente esse mesmo sistema, já na Venezuela houve uma TOMADA de poder recente. Na Arábia não tem como mudar, está incrustrado na cultura do país, mas na Venezuela é bem diferente e o povo já foi para as ruas contra tudo o que está acontecendo. Na Arábia não existe êxodo de refugiados por exemplo. Óbvio que o sistema vigente na Arábia é outra tranqueira, mas tem que saber separar e diferenciar as coisas.

Glasquis7
Reply to  ODST
1 ano atrás

Então, segundo vc, o fato da ditadura da Arábia ser antiga, não é mais ditadura.

Em março, Arábia Saudita anunciou 81 execuções em apenas um dia por crimes relacionados com o terrorismo.”

Querer passar pano na Arábia por que “é cultural” não muda nada. Ditadura é Ditadura.

ODST
ODST
Reply to  Glasquis7
1 ano atrás

Não passo pano pra ninguém, você está me confundindo com seus amigos. Não meça os outros com a sua régua. Acabei de dizer que a Arábia é outro lixo, mas não tem como comparar uma monarquia absolutista milenar com a recente ditadura Venezuelana. A índia é uma ditadura? Lá tem o sistema de castas, algo parecido (mesmo que com suas particularidades) com a monarquia saudita.

observador
observador
Reply to  ODST
1 ano atrás

Monarquia é uma ditadura adornada de frescuras para entreter a plebe.

J R
J R
Reply to  Glasquis7
1 ano atrás

qual nos deu prejuízo? Espero que a Arábia Saudita gaste mais que o dobro com a indústria bélica brasileira, essa ditadura pelo menos paga as faturas.

Glasquis7
Reply to  J R
1 ano atrás

qual nos deu prejuízo?”

Então, só é ditadura se der prejuízo ao Brasil?

C G
C G
Reply to  ODST
1 ano atrás

Negócio sigiloso e governo brasileiro são coisas que não ficam bem dentro do mesmo contexto…

ODST
ODST
Reply to  C G
1 ano atrás

Existem tantos negócios sigilosos entre Brasil e dezenas de outras nações que eu recomendo que você nem comece a buscar, caso o contrário vai ficar doido e paranoico. Vamos lembrar só o caso em que o PT colocou sob sigilo o apoio financeiro para as ditaduras de Cuba e Venezuela.

gordo
gordo
1 ano atrás

Os EUA, a UE e a China fazem negócios com Eles.

Faver
Faver
Reply to  gordo
1 ano atrás

Segundo alguns ditadura amiga minha pode. A que é minha desafeto não.
O que acho certo é que o nosso país deve ser pragmático, sem ideologias.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Faver
1 ano atrás

O Brasil é amigo de todas as ditaduras , exceto Guiné Equatorial que disse que não se mistura mais com repúbliqueta mais ralé das Américas

Comte. Nogueira
Comte. Nogueira
Reply to  Gabriel BR
1 ano atrás

Futebol pode.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
1 ano atrás

A AS só não é ditadura sanguinolenta quando vende petróleo, agora se vender areia ou estabelecer parceria ai muda a forma de entendimento do jornalismo do UOL.

Vitor
Vitor
1 ano atrás

Muito bom que venha divisas e empregos.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Vitor
1 ano atrás

tu acha que tiraram dinheiro para o Armadillo de onde? Bomba Planedora sendo desenvolvida.

Humilde Brasileiro
Humilde Brasileiro
1 ano atrás

Será que os EUA sabiam e ficaram quietos, ou o jornal conseguiu um mega furo mesmo?

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Humilde Brasileiro
1 ano atrás

acho que sabiam alguma coisa, mas resolveram não interferir, vai que o barril de petroleo fosse para 200 dolares.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Humilde Brasileiro
1 ano atrás

Bem capaz de terem ficado cientes do acordo mesmo antes do próprio presidente do Brasil.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
1 ano atrás

Hum…isso explica bem aquele lança-foguetes que a Mac Jee mostrou recentemente ao EB, mas que parece ter sido criado visando o mercado do OM…
No mais, apenas fizemos o que os EUA e europeus fazem a décadas. Se isso trouxer dólares pro Brasil, qual o problema?

Henrique A
Henrique A
1 ano atrás

Tava na cara, muito estranho uma empresa aparecer do nada, ainda mais no Brasil, com capital pra construir uma fábrica de explosivos enorme do dia para a noite, tinha que ter uma gente com muito dinheiro por trás.

Last edited 1 ano atrás by Henrique A
Maurício Veiga
Reply to  Henrique A
1 ano atrás

Nenhum furo de reportagem, eu já sabia dessa estória há muito tempo e já havia comentado em outro post!!!
Os negócios vão bem, obrigado…

Gabriel BR
Gabriel BR
1 ano atrás

Show!!!!
O Brasil jogando igual gente grande no cenário internacional

Pedro
Pedro
1 ano atrás

Excelente notícia. Brasil tem de vender pra quem paga e é isso. Pode vender pra Rússia, Ucrânia, Venezuela, Arábia Saudita….. pagando, estamos vendendo

Heinz
Heinz
Reply to  Pedro
1 ano atrás

Infelizmente o Nine não pensa assim, o cara que acha que vai resolver o conflito Russo- ucraniano com uma cachacinha num bar.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Heinz
1 ano atrás

É a diplomacia do Foro de SP.

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
Reply to  Heinz
1 ano atrás

Cachaça paga com nosso dinheiro, claro.

observador
observador
Reply to  Heinz
1 ano atrás

E o bozo dizendo que estamos com grafeno no saco vai resolver algo.

AVISO DOS EDITORES: LEIAM A SIGAM AS REGRAS DO BLOG. ATENHAM-SE AO TEMA DA MATÉRIA.

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Bueno
Bueno
1 ano atrás

” as plantas da fábrica foram criadas por uma empresa brasileira, a Mac Jee.”
Não sabia que a Mac Jee pertencia ao estado Brasileiro.
 cada uma destes vendedores de noticias 

Nilo
Nilo
Reply to  Bueno
1 ano atrás

Mac Jee não é uma empresa que fabrica salsicha.

J R
J R
Reply to  Bueno
1 ano atrás

ela não brasileira agora? você esta confundindo com empresa estatal.

Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
Reply to  Bueno
1 ano atrás

Melhor comentário que li até aqui , a Mac Jee por acaso é uma estatal ? NÃO, Essa e , matéria é no mínimo tendenciosa , a muito tempo infelizmente não temos um jornalismo isento. Mais bom mesmo é emprestar dinheiro nosso do BNDES para ditaduras ou não ditaduras que não pagaram o Brasil e devem até hoje, mais não se preocupem se charutos não forem suficientes para garantir o fundo garantidor paga, e esse fundo são nossas reservas.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Bueno
1 ano atrás

E desde quando a empresa precisa ser estatal para ser brasileira? A Embraer por acaso não é brasileira? A Weg, Tupy, Azul, Vale, Ambev, Eletrobrás, Itaú? O conceito de brasilidade de alguns é algo um tanto quanto estranho.

Last edited 1 ano atrás by Bruno Vinícius
Bueno
Bueno
Reply to  Bruno Vinícius
1 ano atrás

“O governo brasileiro fechou um acordo sigiloso “
Por favor , tente ler e entender o que está escrito!”  A empresa é de capital privado!
Tem participação do estado brasileiro no empreendimento nos árabes ? se Não , é lorota, falação para vender matéria.
 
 O Acordo neste caso específico não é entre governos , não está se falando de
nacionalidade…
A Embraer Vende seus aviões para qualquer país , independente da ideologia.. não tem que pedir permissão ao governo, a não ser os aviões que tem a propriedade intelectual é do estado. 

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Bueno
1 ano atrás

Talvez isso seja uma surpresa para você, mas LM, Boeing, Raytheon, et al. também são completamente privadas. Todavia, ainda assim o governo americano assina acordos para vender armamentos por elas produzidos.

Não só isso. Mesmo quando a iniciativa da venda parte completamente destas empresas, o governo americano ainda precisa aprovar a venda e assinar acordos delimitando condições para o uso e revenda destes armamentos.

Enfim, fica patente que seu argumento não possuí embasamento na realidade e é nada mais do que uma tentativa patética de desacreditar a matéria única e exclusivamente por birra ideológica com o veículo jornalístico em questão.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Bueno
1 ano atrás

Uma nota que apenas confirma a veracidade dos fatos apresentados na matéria do Estadão.

Humilde Brasileiro
Humilde Brasileiro
Reply to  Bueno
1 ano atrás

Nacionalidade ou naturalidade não tem relação com o fato de ser estatal, mas, a origem. Você classificaria empresas como Ford, Nestlé, Kawasaki, Hyundai, como o quê?

Maurício.
Maurício.
1 ano atrás

Eu ando percebendo uns passos meio estranhos da Arábia Saudita, não ficaria admirado se logo, logo o pessoal que defende ela com unhas e dentes só pelo fato dela ser aliada americana, começassem a ataca-la, chamando ela de “ditadura totalitária”, igual fizeram com a Turquia, vai ser interessante de acompanhar o xadrez 4d de um pessoal por aí…

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Estou para conhecer alguém, independente de em quão boa estima tenha os EUA, que acha que a Arábia Saudita é qualquer outra coisa que não uma Monarquia Absolutista e Autoritária com graves infrações dos Direitos Humanos.

Isso significa que o Brasil deve deixar de fazer negócios com o país? Claro que não. Afinal, não estamos em posição de tentar ser moralistas nas relações comerciais. Porém, isso não muda o fato de que a AS é sim um país autoritário, retrógrado e teocrático, i.e. tudo o que de mais desprezível há no mundo.

Last edited 1 ano atrás by Bruno Vinícius
Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
1 ano atrás

Aprovado por Temer e cumprido por Bolsonaro, não vejo polêmica aí.

Welington S.
Welington S.
1 ano atrás

Engraçado que um certo site também voltado à divulgar informações sobre Defesa, ficou completamente descabelado com essa notícia. Vai entender.

Amigos, amigos. Negócios a parte. É bom para o Brasil!

DanielJr
DanielJr
1 ano atrás

Excelente notícia, tomara que consigam construir a fábrica e fazer negócios, ótimo para nossa BID.

A Avibrás praticamente só é como é hoje por causa do Iraque de Saddam, que bancou o projeto ASTROS.

P.S. O duro é ter que aguentar a mídia mainstream chorando pitangas por causa disso, é o mesmo povo que tem medo de chamar o nosso SUBNUC de SNA e o chama de submarino lançador de flores e perfumes.

Last edited 1 ano atrás by DanielJr
Alecs
Alecs
1 ano atrás

Fonte de m… não posso escrever, senão a moderação puxa orelha! É uma matéria política, tá na cara. Se bobear paga pela esquerda.

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Alecs
1 ano atrás

Mas de qual fonte você está falando, Uol ou Estadão? Essa tal de esquerda pagou qual das duas, na sua opinião?

Alecs
Alecs
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
1 ano atrás

Nunão, desculpe só responder agora. Acredito que pelo menos o Estadão já que o UOL apenas replicou a matéria. Coincidência ou não a matéria saiu próximo da semana do julgamento do TSE que pode tornar Bolsonaro inelegível. Note que é citado os nomes de Temer e Bolsonaro na matéria.

J R
J R
1 ano atrás

é só no Brasil mesmo que membros de um fórum militar são contra exportar armas e ganhar no mercado internacional, a ideologia cega e emburrece mesmo…

Last edited 1 ano atrás by J R
Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
Reply to  J R
1 ano atrás

Falou pouco mais falou bonito.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
1 ano atrás

Interessante que alguns comentaristas por aqui estejam se doendo quando a matéria sequer fez juízo de valor sobre o acordo.

Last edited 1 ano atrás by Bruno Vinícius
Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Bruno Vinícius
1 ano atrás

A maioria não leu direito nem a matéria replicada pelo Uol, quanto mais a original do Estadão. Boa parte não passou do título e já veio comentar. E outros tantos não passaram do primeiro parágrafo.

AMX
AMX
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
1 ano atrás

O maior inimigo do Brasil é o próprio brasileiro. Somos a melhor arma a favor de um inimigo.

Omg
Omg
1 ano atrás

Típica matéria da imprensa brasileira com denuncismo barato sobre nada.
Se estão vendendo para um país amigo, que paga as contas em dia, então isso é ótimo para nossa indústria.
Só não pode vender para país caloteiro com o dinheiro do contribuinte brasileiro entrando como garantia.

observador
observador
1 ano atrás

Na verdade não enxergo problemas no negócio em sí. Entendo que podemos fazer negócios com todos os paises, mesmo sendo ditaduras, porquê, afinal, não estamos em uma cruzada pelo mundo livre! Precisamos resolver os problemas do Brasil, os outros paises que resolvam os seus, simples assim. AGORA, se utilizar de negociações que por sua natureza devem ser sigilosas, como é o caso da militar, para fazer negociatas de facilidade e propinas, ai já é bem diferente. As jóias recebidas pelo antecessor presidencial evidenciam INEQUIVOCADAMENTE uma espécie de propina que pode ter origem em facilidades contratuais do nosso país com os… Read more »

Hélio
Hélio
1 ano atrás

Agora virou ditadura? Antes não tratavam assim

erikbomberman
erikbomberman
1 ano atrás

A pergunta que fica é . . . “Geopolíticamente, o que ganhamos com isso, além de jóias como proprina?”

SGT MAX WOLF FILHO
SGT MAX WOLF FILHO
1 ano atrás

Se caiu aqui, já não é mais secreto!