China e Índia serão as maiores economias em 2075, mas com um quarto da renda dos EUA

44

Xangai

Projeções fazem parte de relatório do banco Goldman Sachs estimando as tendências de crescimento para os principais países nos próximos 50 anos

Nos próximos 50 anos, a China e a Índia, os dois países mais populosos do mundo, terão ultrapassado os Estados Unidos e se tornado as duas maiores economias globais.

Mesmo assim, continuarão ainda bem mais pobres que os EUA e outros países desenvolvidos, quando considerada a renda média de sua população e não o tamanho total do Produto Interno Bruto (PIB) de cada um.

As projeções são do Goldman Sachs e fazem parte de um relatório do banco que estimou as tendências de crescimento para as principais economias do mundo até 2075.

De acordo com as estimativas, o PIB da China, hoje segundo maior do mundo, deve ultrapassar o dos EUA em 2033, enquanto o da Índia deve chegar ao segundo lugar das maiores economias por volta de 2075.

A Índia, que passou a China e se tornou neste ano o país mais populoso do mundo, ocupa hoje a quinta posição entre as maiores economias do mundo.

Até 2075, o PIB da China deverá de US$ 57 trilhões, o da Índia de US$ 52 trilhões e, o dos EUA, de US$ 51 trilhões.

Considerado o PIB per capita, porém, que é uma das medidas do nível de renda dos países, a distância ainda continuará grande: na China, a divisão do PIB por cada pessoa chegará a US$ 55 mil ao ano até 2075. É pouco menos da metade, 40%, dos Estados Unidos, onde a renda média terá alcançado os US$ 132 mil por pessoa.

Na Índia, esse valor será de US$ 31 mil em 2075, ou pouco mais de um quinto do PIB per capita norte-americana.

Isto acontece por conta das enormes diferenças de população. Hoje, a Índia e a China têm 1,4 bilhão de pessoas cada, e, os EUA, 333 milhões. Eles são os três países mais populosos do mundo.

Em 2075, projeta o Goldman Sachs, deverão ter próximo de 1,7 bilhão, 1 bilhão e 400 milhões, respectivamente.

Top 10 reconfigurado e Brasil para trás

Indonésia, Nigéria, Paquistão e Egito são os outros países que, até 2075, terão ascendido ao topo e seguirão a China, a Índia e os Estados Unidos na lista das maiores economias.

Embora eles sejam alguns dos países mais populosos do mundo, nenhum deles figura atualmente sequer entre os 20 países mais ricos.

O Brasil, de acordo com o Goldman Sachs, deverá se acomodar na sequência, como a oitava maior economia. O PIB per capita é estimado em US$ 41 mil (R$ 200 mil) para 2075. Será um terço do PIB per capita norte-americano.

Em 2022, segundo o Goldman Sachs, o Brasil ficou na 11ª posição entre as maiores economias do mundo, e, em alguns momentos do começo do século 21, chegou a estar entre a sexta e a oitava posição.

Para estimar o tamanho do PIB de cada um desses países em um horizonte de tempo tão estendido, o Goldman Sachs leva em consideração fatores como os níveis locais de produtividade e tecnologia, a disponibilidade de jovens e trabalhadores em sua população e, principalmente, as taxas de crescimento da população.

“Os riscos envolvidos em fazer projeções para um futuro tão distante são substanciais”, escreveu o Goldman Sachs em seu relatório.

“Vemos esses resultados menos como uma previsão e mais como uma maneira de revelar uma dinâmica global mais ampla e suas implicações”.

FONTE: CNN Brasil

Subscribe
Notify of
guest

44 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mafix
Mafix
9 meses atrás

Brasil como républica estamos des de 1889 vivendo em um pais a deriva no mais perigo o pais estar pior em 2075 que esses graficos visto que voltamos 20 anos ou mais com esse atual governo .

deadeye
deadeye
Reply to  Mafix
9 meses atrás

Bom mesmo era o Império que era mais pobre que o México e o Peru né?

Lucas
Lucas
Reply to  deadeye
9 meses atrás

Que o México e Argentina eu sabia, mas não que era mais pobre que o Peru. Você saberia me indicar onde você viu essa informação? Não é crítica, é curiosidade mesmo.

deadeye
deadeye
Reply to  Lucas
9 meses atrás

Vi em um estudo da PUC há uns anos. Eu salvei no computador, vou procurar.

Nativo
Nativo
Reply to  Mafix
9 meses atrás

Proxura te informar primeiro depois comenta alguma coisa.

Charle
Reply to  Mafix
9 meses atrás

Prezado, por favor, explique-me ou mostre-me o que o governo anterior, e também o anterior à ele, fizeram de concreto para que o Brasil subisse em qualidade de vida.

Só não vale dizer que foi a “reforma da previdência”. Visto que se caso fosse coisa boa, com certeza os militares estariam inclusos nela. Mas, pelo contrário, foram os primeiros a debandar.

Mafix
Mafix
Reply to  Charle
9 meses atrás

Tipo nada ?

Só ver a atual divida publica e quanto essa ‘divida’ consome do orçamento que é cobrado via impostos e empobrece a população de baixa/media renda …

Que mundo voce vive?

erikbomberman
erikbomberman
Reply to  Mafix
9 meses atrás

“Atual governo”???? QUem acelereou a desindustrialização do \Brasil, e estavanos transformando em uma grande Fazenda e só, e rompendo alianças estratégicas e sendo lacaio dos States era o MITO que alguns defendem cegamente e atacam o atual gov de forma subserviente ao que o Mito diz!

Mafix
Mafix
Reply to  erikbomberman
9 meses atrás

Não sabia que o ‘governo’ abria empresas e tocava elas sem ter demanda do mercado para produtos?

JBS que recebeu uma grana do atual governo é industria para voce?
Eike batista etc?

Werner
Werner
Reply to  Mafix
9 meses atrás

Nem perca seu tempo aqui é povoado pela ala vermelha.
O tempo mostrará o que esse desgoverno atual fará ao Brasil.
Nigéria,Paquistão e Egito ?
O que esses 3 produzem? E qual o nível tecnológico ?

AVISO DOS EDITORES: ESTA SEQUÊNCIA DE COMENTÁRIOS ESTÁ FUGINDO DO TEMA DA MATÉRIA E INDO PARA A DISPUTA POLÍTICA E PARTIDÁRIA, O QUE VAI CONTRA AS REGRAS DO BLOG.

SOLICITAMOS A TODOS QUE LEIAM E SIGAM AS REGRAS:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
9 meses atrás

Como a própria matéria deixa claro, China e índia tem, cada uma, 1 bilhão de hab, contra 330 milhões dos EUA. Então, comparar PIB per capta entre eles seria meio injusto, partindo-se do princípio, claro, que até lá a população desses países continue o mesmo, o que seria impossível. É tendência no Ocidente ( Brasil incluso ) o envelhecimento e baixar a taxa de fecundidade de suas populações.

Sobre o Brasil, se até lá nos mantivermos entre as 10 maiores economias do mundo, estaremos no lucro.

deadeye
deadeye
Reply to  Willber Rodrigues
9 meses atrás

O PIB per capita mostra que os EUA são mais eficientes que China e índia, já que a população é menor.

Welington S.
Welington S.
Reply to  Willber Rodrigues
9 meses atrás

O problema do Brasil é a estrutura governamental, onde existe uma sugação enorme de dinheiro do contribuinte brasileiro. Falta para o nosso país um projeto para reformular isso. Se houver uma reformulação geral, com certeza o Brasil sobe mais ainda de ranking.

Rodolfo
Rodolfo
Reply to  Willber Rodrigues
9 meses atrás

China e Índia tem cada uma entre 1.4 e 1.5 bilhões… vc errou a quantidade de pessoas de cada uma o equivalente 2x o Brasil.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Willber Rodrigues
9 meses atrás

O estudo já considera a redução da população chinesa e aumento da indiana e americana que acontecerão até 2075.

Outrossim, o PIB per capita é uma métrica fundamental para medir o poder de compra da população. Além de servir de proxy para a produtividade média por trabalhador e desenvolvimento socioeconômico. Não há nada de injusto nessa métrica.

Sblogniev
Sblogniev
9 meses atrás

Isto acontece por conta das enormes diferenças de população”. Essa frase inicial lembrou o famoso livro “Como mentir com estatistic° O que China e India não possuem é um mercado consumidor do tamanho dos EUA, Alemanha e Reino Unido. Isso nao é uma questão de ter mais ou menos gente, é uma questão que a riqueza gerada por essas economias emergentes gera recursos para o Pais mas não gera renda para a população. Teremos centenas de milhoes de chineses pobres pois o pais gera riqueza que não eh capaz de gerar um mercado consumidor tão pujante como o Americano, por… Read more »

Slowz
Slowz
9 meses atrás

Até porquê os EUA não tem nem 1 bilhão de pessoas ..

Felipe M.
Felipe M.
9 meses atrás

Evidentemente, projeções de futuro são importantes e ditam movimentos. Mas fico pensando as perspectivas e projeções de 50 anos atrás ou, melhor, 52 anos atrás. O ano era 1971. URSS batendo de frente com os EUA em várias áreas, embora com uma economia quase três vezes menor. Japão e Alemanha ocidental viam em seguida. A seguir, economias da europa ocidental. De um lado, se as coisas pendessem para EUA e aliados, se vislumbrava que as coisas continuariam mais ou menos como estavam. Por outro lado, se as coisas pendessem para a URSS e seu círculo de influência, as coisas poderiam… Read more »

WSilva
WSilva
Reply to  Felipe M.
9 meses atrás

Realmente é muito tempo e até 2075 o dólar provavelmente já terá colapsado.

Espero que este comentário fique gravado até lá.

Felipe M.
Felipe M.
Reply to  WSilva
9 meses atrás

seu comentário é exatamente o que escrevi.
“até lá o dólar terá colapsado”.
Já a moeda chinesa estará blindada em todo esse processo né?
Enfim

sub urbano
sub urbano
9 meses atrás

Que a Nigeria, paquistão e Indonesia estarão a frente do brasil em 2075 eu acredito. Mas o Egito não. Eu acho q o Egito entra em colapso (ambiental, social e pollitico) nas proximas decadas.

A diferença já diminuiu muito entre o norte e o sul. Por exemplo, a Etiopia tem o PIB maior q o da Finlandia. Por isso um grupo como os BRICS é tao importante.

RDX
RDX
9 meses atrás

Salvo engano, existe outra projeção que mostra a economia indiana ultrapassando a Chinesa até 2050. O fator população é crucial.

Ten Murphy
Ten Murphy
9 meses atrás

Incrível o salto que a Índia deu entre 2000 e 2022. Alguém saberia comentar mais sobre esse boom?

Francisco Vieira
Francisco Vieira
Reply to  Ten Murphy
9 meses atrás

Graças ao estudo, os indianos acabaram com o preconceito no exterior e hoje já são vistos em filmes como “inteligentes”, principalmente em matemática e informática.
Sem estudo não existe futuro.

paulof
paulof
Reply to  Francisco Vieira
9 meses atrás

A copa do mundo atual de xadrez, a India mostrou muita força na sua nova geração, é a nova potência, no caso da energia se aproveitaram bem dos descontos dados ora por Irã ora pela Rússia.

Jefferson Ferreira
Jefferson Ferreira
9 meses atrás

Acho muito difícil o huezil estar entre as 10 maiores economias do mundo a longo prazo. Certamente seremos um polo exportador agrícola mas com as novas tecnologias até isso fica ameaçado em um futuro de longo prazo!

Já começou o processo de cultivo de proteínas, havendo tecnologia para cultivo de outras culturas em escalas perderemos toda nossa relevância no mundo!

Francisco Vieira
Francisco Vieira
9 meses atrás

-Você conhece algum país que tenha ficado rico com o povo analfabeto e ignorante e governado por “políticos não-convencionais”? “95% dos alunos saem do ensino médio sem conhecimento adequado em matemática. Segundo dados do Sistema de Avaliação do Ensino Básico, em português 69% dos alunos não chegam ao nível de conhecimento considerado adequado. (24/02/2021)””Brasil fica em 2º em ranking de ignorância sobre a realidade, segundo pesquisa do IPSOS, que mostra que os brasileiros só perdem para sul-africanos em percepção distorcida sobre a realidade. (06/12/2017)” -Você já viu uma árvore que durante a vida inteira produziu goiaba, de repente produzir manga?… Read more »

Francisco Vieira
Francisco Vieira
Reply to  Francisco Vieira
9 meses atrás

A Argentina acabou de congelar o preço do petróleo para conter a inflação. A Argentina, com um governo assim, tem futuro?

SGT MAX WOLF FILHO
SGT MAX WOLF FILHO
9 meses atrás

O PIB da China só não é maior hoje do que dos EUA por causa dos gastos do Governo que são muito maiores dos EUA que dá China, levando os EUA a uma dívida impagável, se o dólar não fosse uma moeda forte eles já teriam se lascado com tanta guerra e etc, agora se a China tivesse o mesmo gasto com defesa como os EUA em paridade a China o PIB da China já seria maior, mas ao contrário dos Americanos eles são mais espertos de não fazer uma dívida tão alta. Pois um dia a conta chega.

Luiz
Luiz
Reply to  SGT MAX WOLF FILHO
9 meses atrás

Tu já viu o tamanho da dívida Chinesa? hahaha.. e mais, o dólar forte só é bom pros EUA no fator geopolítico, mas pra economia americana (pros americanos em si) seria melhor a moeda não ser tão valorizada. Imagina uma moeda menos valorizada, imagina o quanto os EUA poderiam exportar pro mundo seus produtos de forma mais barata e ganharem ainda mais dinheiro. Porque você acha que a China manipula o câmbio pra manter o Yuan barato? Porque vende e ganha nas exportações. Então, economia vai muito além disso meu caro. 80% da riqueza gerada vem dos serviços nos EUA,… Read more »

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
9 meses atrás

Essa previsão é furada, tende a beneficiar os países com maiores populações porque ignora as tendências tecnológicas para o futuro.

Tudo indica que a mão de obra humana em um futuro próximo acabará se tornando irrelevante com a IA e automação, já tem fábricas hoje que produzem totalmente sozinhas sem precisar de humanos. O Bostil sairá duplamente prejudicado, as novas tecnologias do agronegócio também vão beneficiar os países menores, ter grandes áreas para cultivo e criar gado não será relevante.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
9 meses atrás

Tudo indica que a liderança econômica chinesa será curta. Enquanto hoje o país possuí uma população quatro vezes maior do que a dos EUA, em 2075 essa diferença terá caído para 2,5x e – em 2100 – para menos de duas vezes, com o país vendo sua população encolher para menos de 800 milhões de habitantes (muitos deles, idosos), enquanto que os EUA aumentam a sua para mais de 400 milhões. Diversas projeções já colocam os EUA recuperando a liderança econômica sobre a China (em PIB nominal) antes mesmo do final do século. Se as tendências atuais se confirmaram, a… Read more »

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Bruno Vinícius
9 meses atrás

Inclusive para quem tem curiosidade sobre o assunto, sugiro a leitura deste excelente artigo:

https://foreignpolicy.com/2022/07/29/china-population-decline-demographics-ecomomic-growth/

WSilva
WSilva
Reply to  Bruno Vinícius
9 meses atrás

”Se as tendências atuais se confirmaram, a China será um novo Japão.” Boa parte do mundo será um novo Japão, pelo menos na questão demografica. Há muito barulho sobre a questão demografica da China mas pouco se fala sobre a questão demografica de outros países, por exemplo Coreia do Sul, Singapura ou Taiwan que não é país mas se comporta como um. Aplique os mesmos parametros nesses países e veja que o resultado será bem pior do que na China. A vantagem dos EUA aqui é evidente mas ninguém sabe por quanto tempo, o fato é que os EUA precisam… Read more »

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  WSilva
9 meses atrás

Torcer pelo Brasil não é mutuamente excludente com torcer pelo mundo democrático. O sucesso chinês ameaça ser um retrocesso civilizatório, o regresso à um mais mundo autoritário, com menos respeito por direitos humanos básicos. Porém, meu comentário não é apenas questão de torcida. O declínio demográfico chinês é uma realidade e, apesar de ser um problema a ser enfrentado por quase todos os países no futuro, atingirá a China de maneira mais intensa do que quase qualquer outro país. Outrossim, essa é uma questão relevante também para o Brasil. Com EUA e Europa necessitando de cada vez mais imigrantes, a… Read more »

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Bruno Vinícius
9 meses atrás

P.S. e quando eu digo que afetará a China de maneira mais intensa, é MUITO, mas MUITO mais intensa. Para ter uma ideia, projeta-se que a UE terá 420 milhões de habitantes em 2100, uma redução de 8% em comparação ao seu pico de 453 milhões a ser alcançado em 2026. Os EUA terão um ganho populacional de 17% no mesmo período. A China, por sua vez, perderá mais de 40% da sua população atual. E a cultura do país irá dificultar sobremaneira o aumento da imigração para lá. Americanos e europeus, por mais preconceituosos e avessos a imigrantes que… Read more »

WSilva
WSilva
Reply to  Bruno Vinícius
9 meses atrás

”com menos respeito por direitos humanos básicos.” Direitos humanos básicos são respeitados apenas dentro de casa no ocidente, fora de casa são países brutais(EUA, Inglaterra, França etc). ”atingirá a China de maneira mais intensa do que quase qualquer outro país.” Cada país terá suas dificuldades e não há como medir intensidade. Se fosse possível o Japão não teria entrado no lamaçal que entrou. ”Com EUA e Europa necessitando de cada vez mais imigrantes, a fuga de cérebros do nosso país tende a se acentuar nas próximas décadas” Se este país fosse sério e tivesse planejamento ninguém ousaria sair do Brasil… Read more »

Yuri
Yuri
Reply to  WSilva
9 meses atrás

Na China tem 56 etnias, 2 são realmente tratadas como seres humanos. Nunca me esqueço do caso dos uigures. Nunca me esqueço dos campos de “reeducação” que a China força essas etnias a trabalharem.

lucena
lucena
9 meses atrás

Dois países que somado as suas populações… são uns extraordinário mercado de consumo…. obvia conclusão… lembrando também outro …o Paquistão…. outro vizinho populoso.
.
O fato … é que economicamente…. o eixo econômico/financeiro global … se dirigiu para o Oriente…outra obviedade

AMX
AMX
9 meses atrás

O Brasil, de acordo com o Goldman Sachs, deverá se acomodar na sequência, como a oitava maior economia”

O tempo passa, e não passamos disso…

Machado
Machado
9 meses atrás

A China vai ultrapassar o EUA como principal economia mundial não em 2033, mas sim em 2027, segundo Jp Morgan. Só pesquisar na Net.

Alex Silva
Alex Silva
9 meses atrás

Pitacos a respeito do tema: 1) Não vou opinar sobre a economia propriamente dita, até porque não sou do ramo, e não teria subsídios para fazê-lo, mas particularmente gosto de olhar sob o prisma da geopolítica, daí me vem a dúvida de como se dará o crescimento da economia indiana: se vai ser ao estilo chinês, onde a despeito do país estar inserido dentro da cadeia econômica global comandada pelos EUA, soube manter uma autonomia em que graças a ela, quando os EUA tentaram lhe puxar o tapete, não só conseguiu ficar de pé, como ainda conseguiu responder a puxada… Read more »

ChinEs
ChinEs
9 meses atrás

O mais estranho disso é tirar a Rússia da Equação, na prática a Rússia ainda é uma nação muito poderosa.

AMBAR
AMBAR
Reply to  ChinEs
9 meses atrás

Excelente observação. Será que o dito banco supõe que até 2075 já terá picotado a Rússia e a comprado em pedaços? Intenção eles têm.