Alto custo da guerra e falta de avanços significativos na batalha jogam contra Kiev, que já sente pressão de aliados

O anúncio do governo da Polônia de que vai parar de enviar armas e outros equipamentos militares para o esforço de defesa da Ucrânia é o mais claro sinal de que o ocidente começa a cansar da guerra na Europa.

Membros da União Europeia e da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), os poloneses estão entre os mais importantes aliados da Ucrânia.

O país demonstrou forte apoio a Kiev desde o primeiro dia de conflito, fornecendo nada menos do que US$ 4,54 bilhões em armas e ajuda humanitária e financeira.

Em termos de equipamento, os poloneses enviaram para o país vizinho nada menos do que 320 tanques da era soviética e 14 caças MiG-29.

Além disso, é pelo território da Polônia que passa a maior parte das armas ocidentais utilizadas no campo de batalha. Para completar, o país recebeu mais de 1,6 milhão de refugiados ucranianos –pressionando cada vez mais os serviços públicos locais.

O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro Mateusz Morawiecki, que vai disputar eleições gerais no dia 15 de outubro, e tem como pano de fundo um embate direto com o governo do presidente Volodymyr Zelenski por causa da exportação de grãos ucranianos.

Os grãos, que não podem mais ser exportados pelo Mar Negro por conta do bloqueio naval russo, estão inundando o mercado polonês e de outros países vizinhos –o que cria pressão sobre os agricultores locais.

Mas este é apenas um dos elementos de fratura.

O governo polonês e o de vários outros países estão começando a ser cobrados pelos altos custos da guerra e pela falta de avanço militar significativo dos ucranianos em sua contraofensiva –apesar dos sofisticados equipamentos enviados pela OTAN.

A proximidade das eleições na Polônia apenas antecipou o debate.

E a pressão sobre Kiev só vai aumentar, com várias outras eleições a caminho, inclusive a crucial disputa pela Casa Branca no ano que vem –que vai forçar o presidente Joe Biden a também justificar todos os custos bilionários da guerra para os cofres americanos sem grandes ganhos no terreno.

Outros sinais de fadiga ocidental apareceram na recente Cúpula de Líderes do G20, quando os Estados Unidos e os países europeus cederam à pressão da Rússia e da China e concordaram em emitir um comunicado final sem nenhuma crítica direta à invasão da Ucrânia.

Aquele foi o primeiro grande fórum multilateral com a presença de países do G7 a acabar sem críticas diretas aos russos, desde o início da guerra.

Na ocasião, o Ocidente preferiu se aproximar da Índia, anfitriã do encontro, do que insistir no apoio irrestrito à Kiev –o que levou a inúmeras críticas de Zelensky.

Antes disso, um incidente menor já havia mostrado certa irritação do ocidente com a postura do presidente ucraniano.

O caso aconteceu em julho deste ano, quando o então ministro da Defesa do Reino Unido, Ben Wallace, reagiu aos insistentes pedidos de Kiev por mais armas dizendo que a OTAN “não era a Amazon”, numa referência aos serviços de delivery da empresa norte-americana.

“Eu disse isso aos ucranianos no ano passado, quando dirigi por 11 horas até Kiev e recebi uma lista” com pedidos de armas, disse ele.

A declaração foi colocada em panos quentes pelo governo britânico, mas aquele foi o primeiro sinal de que a paciência ocidental tinha limites –e estaria subordinada a resultados na linha de frente.

Sentindo a pressão, o presidente ucraniano apelou em seu discurso na ONU nesta semana por mais ajuda ainda –dizendo que o mundo tinha que se unir contra a Rússia.

Os dirigentes presentes, no entanto, preferiram dar mais destaque a outros problemas, como as mudanças climáticas.

Zelensky agora corre contra o tempo: está cada vez mais claro que o apoio ocidental depende de resultados mais concretos e rápidos no campo de batalha. Sob pena de mais países ocidentais adotarem a postura da Polônia.

FONTE: CNN Brasil

Subscribe
Notify of
guest

101 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fernando Botelho
Fernando Botelho
9 meses atrás

Um possível resumo dos próximos meses em uma imagem:

comment image

Dod
Dod
Reply to  Fernando Botelho
9 meses atrás

Eu ri,mas eu ri com respeito!

Munhoz
Munhoz
Reply to  Fernando Botelho
9 meses atrás

Eu falei isso em outros artigos e fui classificado como um tolo, agora o que mais me incomoda são os entusiastas que são supostamente estudiosos das guerras e armas ficarem acreditando em tudo o que a mídia fala sem analisar os números e estudar a situação política de cada país, ai ficam acreditando que a Ucrânia vai chegar na Criméia etc

Heinz
Heinz
Reply to  Munhoz
9 meses atrás

Chegar na Criméia é difícil, mas vamos aguardar os próximos capítulos. Não acredito que o apoio do “Ocidente” vá acabar, pode até parar de ser noticiado. Mas por baixo dos panos vai continuar, acredite…

Quirino
Quirino
Reply to  Heinz
9 meses atrás

EDITADO

Wagner
Wagner
Reply to  Quirino
9 meses atrás

Democracias reais kkkkkkk, mais um iludido que acredita que corrupção só existe no Brasil.

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Heinz
9 meses atrás

É mais fácil eles não ajudarem e noticiarem apoio que ao contrário…

Comte. Nogueira
Comte. Nogueira
Reply to  Heinz
9 meses atrás

Sei não… O que mais interessa ao Ocidente é justamente a propaganda… Do que adianta os feitos se não puderem ser alardeados?
Igual ficar com a mulher mais linda e não puder contar para ninguém.

Adiposo do Bitcoin
Adiposo do Bitcoin
Reply to  Fernando Botelho
9 meses atrás

**Música do Titanic na flautinha de 1,99**

E mais, pra quem acha que a Rússia vai ficar só com a parte oriental da Ucrânia em breve terão uma surpresa, rs

Samuel Yahata
Reply to  Fernando Botelho
9 meses atrás

Amém.

Antonio Cançado
Reply to  Fernando Botelho
9 meses atrás

Era pra ser engraçado?

André G.
André G.
9 meses atrás

Já teve desmentido. Fonte: https://t.me/s/DeepStateUA Duda disse em entrevista ao canal de TV polonês TVN24 : https://s.w.org/images/core/emoji/14.0.0/svg/1f4ac.svg“Na minha opinião, o primeiro-ministro disse simplesmente isto: não vamos transferir para a Ucrânia as novas armas que estamos actualmente a comprar como parte da modernização do exército polaco. https://s.w.org/images/core/emoji/14.0.0/svg/1f4ac.svg“Ambos tínhamos a mesma posição. Não podemos entregar as nossas novas armas, que estamos agora a comprar milhares de milhões de dólares para o exército polaco para as fortalecer, para reforçar a segurança da Polónia, a outra pessoa. Ninguém.” https://s.w.org/images/core/emoji/14.0.0/svg/1f4ac.svg“Eu próprio serei o primeiro a opor-me à transferência destas novas armas que estamos actualmente a receber da… Read more »

André G.
André G.
Reply to  André G.
9 meses atrás

Vcs podem negativar 375 vezes com cada perfil furado de vcs. Eu não dei opinião….apenas trouxe outra versão que contraria a CNN. Estranho é vcs passarem a acreditar na CNN só quando convém…..kkkkkkk

fjuliano
fjuliano
Reply to  André G.
9 meses atrás

“Zelensky agora corre contra o tempo: está cada vez mais claro que o apoio ocidental depende de resultados mais concretos e rápidos no campo de batalha. Sob pena de mais países ocidentais adotarem a postura da Polônia.” Isso que foi exposto no artigo é uma coisa óbvia. Vc acha que mesmo os EUA, país de longe o mais rico do mundo, não tem milhões de cidadãos revoltados com os bilhões de dólares às pencas que não param de serem mandados para esse lamaçal que é o governo do boneco? Esses dias o boneco zé simplesmente trocou todo o ministério da… Read more »

Underground
Underground
Reply to  fjuliano
9 meses atrás

EDITADO:
2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas.

Infantaria_leve_BiABR
Infantaria_leve_BiABR
Reply to  André G.
9 meses atrás

QUando tem notícia Pró-Rússia, os mortos renascem e os multiplos nicks aparecem. Como vc mesmo percebeu, a verdade dói.

Jose
Jose
Reply to  Infantaria_leve_BiABR
9 meses atrás

Eles aparecem aos montes. Parece que vivem disso. É algo curioso…

Underground
Underground
Reply to  André G.
9 meses atrás

Colocaria mais: a questão dos graos já foi acertada entre Ucrânia e Polônia.
Tenho visto que na última semana vários jornais, em uníssono, tem tratado o assunto da mesma maneira. Me parece uma ação orquestrada.

Charles
Charles
Reply to  André G.
9 meses atrás

A narrativa da CNN é manipulada pró Ucrânia na sua grande parte, mas flutua com a mudança da opinião pública, assim como a Globo.

Helio
Helio
Reply to  André G.
9 meses atrás

A sua fonte literalmente se chama deep state?

Nei
Nei
Reply to  Helio
9 meses atrás

Está em diversas postagens de agências no Twiter (X), pesquise.

André G.
André G.
9 meses atrás

Tem link preso. Outra versão sobre esse fato.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
9 meses atrás

“O caso aconteceu em julho deste ano, quando o então ministro da Defesa do Reino Unido, Ben Wallace, reagiu aos insistentes pedidos de Kiev por mais armas dizendo que a OTAN “não era a Amazon”

Já falei aqui trocentas vezes: depender da boa vontade dos outros é uma m….
No mais, acho que o termômetro se a ajuda continua ou não será o envio ( ou não ) dos F-16…

Fish
Fish
Reply to  Willber Rodrigues
9 meses atrás

No mais acho que o F-16 será o ápice, se os ucranianos não conseguirem nada, podem esquecer mais ajuda.

Rafael
Rafael
Reply to  Fish
9 meses atrás

A narrativa é de que sem apoio aéreo os resultados em terra ficam prejudicados. Mas se o apoio aéreo falhar…Qual será a justificativa?
Falta de aeronaves de alerta aéreo antecipado? Falta de baterias antiaéreas?
Falta de munição?
Vamos aguardar…

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Fish
9 meses atrás

Sim.
Os F-16 seriam a “última cartada” e a prova de que a OTAN ainda acredita nessa contra-ofensiva.
Se falhar com esses caças, já era. Pode ter certeza de que a OTAN virará as costas pra Ucrânia, em efeito dominó.

marcos carvalhaes
marcos carvalhaes
9 meses atrás

O ocidente do norte, leia o atlantismo vai rifar o Ucraniano assim como rifaram os sul-vietnamitas, os afegaos, os libios, os egipicios, os os chilenos, os cubanos, os brasileiros e tantos outros. No final vai vigorar o velho e bom “quando a farinha e pouca o meu pirao e o primeiro”

George
George
Reply to  marcos carvalhaes
9 meses atrás

“O Ocidente do Norte”. Cada dia que passa eu aprendo mais geografia aqui (ou menos… sei lá).

Underground
Underground
Reply to  George
9 meses atrás

Aqui já aprendi muitas coisas: não somos latinos (ou somos, dependendo do interlocutor), somos orientais….

Helio
Helio
Reply to  George
9 meses atrás

Pra você ver, o baiano jura que é ocidental e por isso tem que apoiar a otan ☺️

ln(0)
ln(0)
Reply to  Helio
9 meses atrás

Mas não somos? Toda nossa cultura, estrutura de governo, leis, etc não são baseadas na estrutura que o ocidente criou ao longo de 2500 anos?

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  marcos carvalhaes
9 meses atrás

E finalmente o império de Daniel irá surgir e a nova ordem mundial irá reinar.

leonidas
leonidas
Reply to  marcos carvalhaes
9 meses atrás

EDITADO

Bosco
Bosco
Reply to  marcos carvalhaes
9 meses atrás

Realmente!
Os EUA não anexou nenhum desses países que vc citou. Rifou todos.

Professor
Professor
Reply to  Bosco
9 meses atrás

O Ocidente não anexa, o seu modus operandi é colocar governos títeres que seguem os ditames de Wall Street. O que é a mesma coisa. Quer dizer, pior, já que anexando você tem responsabilidade com o território anexado, enquanto controlando você pode só explorar, sem ter que dar nada.

Bosco
Bosco
Reply to  Professor
9 meses atrás

Sim ! Faz muito sentido.
Para não ter um testa de ferro a mando dos EUA no governo se aceita um regime totalitário criminoso e cruel no poder, desde que seja antiamericano.
Coisa de jênio.

Paulo Roberto
Paulo Roberto
Reply to  Bosco
9 meses atrás

O testa de ferro americano faz o mesmo que o regime totalitário,cruel e criminoso no poder

Orivaldo
Orivaldo
9 meses atrás

Agora afonte cnn vale neh ?

fjuliano
fjuliano
Reply to  Orivaldo
9 meses atrás

Não é questão de “agora vale nééé?” o negócio é que a CNN é parte da grande mídia ocidental e assim sendo sempre teve o comportamento típico de atacar a Rússia e apoiar a Ucrânia de tudo quanto é jeito. Nesses quase dois anos de guerra foram bizarrices mentirosas de toda ordem lançadas como notícia em apoio à Ucrânia. Logo, assim sendo, se tal grande veículo da mídia ocidental solta uma dessa é pq devemos multiplicar o desastre ucraniano que já não pode ser mais escondido. Sacou?

Nei
Nei
Reply to  fjuliano
9 meses atrás

É sim, você sempre discorda desta fonte, mas agora diz que é legítima.

Charles
Charles
Reply to  Nei
9 meses atrás

As notícias da CNN flutuam comforme a opinião Pública Bro, assim como as notícias da Globo. Não precisa ser gênio para entender isso.

WSilva
WSilva
Reply to  Orivaldo
9 meses atrás

Vocês precisam abandonar essa mentalidade de ter que acreditar em tudo ou em alguma coisa pois é justamente dessa forma que vocês são tratados como crianças pelos criadores/replicadores de narrativas. Tenha acesso a diferente fontes primárias, estude as situações e o contexto histórico e aí sim uma conclusão final talvez poderá ser feita. Ter uma conclusão sobre alguma coisa sem passar por esse processo que é básico é doutrinação. Ah, caso não seja possível chegar a uma conclusão final não desanime, continue estudando e comece a usar frases como ”não tenho uma resposta no momento”, ”preciso estudar mais a situação”,… Read more »

Professor
Professor
Reply to  Orivaldo
9 meses atrás

Quando a própria CNN, que é fonte parcial, manipuladora e mentira, diz algo contra a Ucrânia, é porque a situação está realmente ruim.

Makarov
Makarov
9 meses atrás

Os Europeus e americanos não querem mais pagar o pato pela expansão desenfreada e irresponsável da OTAN. Trump liderando as pesquisas prova isso.

737-800RJ
737-800RJ
Reply to  Makarov
9 meses atrás

A expansão da OTAN se dá por meio de países voluntários. Ou algum membro foi obrigado a se candidatar?
Já a expansão russa é na marra, invadindo território de país soberano.
Se eu estiver errado, me refute com argumentos.

Helio
Helio
Reply to  737-800RJ
9 meses atrás

Claro, países voluntários, sem nenhuma interferência externa kkkkkkk

Hcosta
Hcosta
Reply to  Makarov
9 meses atrás
glasquis7
Reply to  Makarov
9 meses atrás

Trump liderando as pesquisas prova isso.”

Isso só prova que entre os americanos há muito mais idiotas do que a gente imaginava.

wilhelm
wilhelm
Reply to  glasquis7
9 meses atrás

Quantas guerras ocorreram sob a administração Trump mesmo?

alguém
alguém
9 meses atrás

Houve alguns dizendo que a Ucrânia denunciou a Polônia na organização mundial do comércio, pois a Polônia se recusou a aceitar a venda dos cereais na Polônia. Esse seria um dos motivos para a decisão polonesa, se for acho que foi um erro dos ucranianos, embora já há conversa entre ambos os governos para acertar essa questão.

Filipe
Filipe
9 meses atrás

O fim disso já foi dito várias e várias vezes. Quando a torneira fechar o estado Ucraniano desmorona. Basicamente oque aconteceu no Vietnã do Sul e Afeganistão!
O resto é torcida.

Infantaria_leve_BiABR
Infantaria_leve_BiABR
Reply to  Filipe
9 meses atrás

Agora a fonte da CNN serve? 3 ou 4 notícias atrás o senhor desdenhou de tal fonte. Mudou de opinião?

Jose
Jose
Reply to  Infantaria_leve_BiABR
9 meses atrás

Quando convém eles aparecem com inumeros comentários. Até a pior fonte vai servir pra esse pessoal quando for pró ditador russo.

Nei
Nei
Reply to  Filipe
9 meses atrás

EDITADO

Bispo
Bispo
9 meses atrás

O que Putin visava “o tempo a favor” se concretizando…

Nos EUA senadores republicanos não querem aprovar U$24Bi de mais ajuda a Ucrânia…

Palavras do Senador do Missouri Josh Hawley ..sobre a Ucrânia e como vencer a guerra “Eles não sabem. Eles só querem mais dinheiro indefinidamente”.

Hungria provavelmente será a próxima a “pular fora do barco”.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Bispo
9 meses atrás

Senadores Republicanos não significa que o partido Republicano seja contra apoiar a guerra na Ucrânia.

Esse senador é dos que participou no ataque ao congresso e pró-Trump. E como todos os políticos deste nível, até criticam Biden se chover.
E são declarações sobre o aumento do apoio e não cortar totalmente. Até políticos deste nível têm de “parecer” que são contra o regime ditatorial de Putin.

E Hungria nunca esteve no barco. Como é evidente…

Bosco
Bosco
9 meses atrás

Senhores, Essa guerra vai se arrastar por anos. Qualquer notícia seja ela qual for não corresponde à realidade dos fatos. A Ucrânia irá continuar a resistir e a ter ajuda , menor ou maior, durante o tempo que for necessário. As chances dos russos vencerem se esvaíram no dia que o Zelensky disse que não queria a carona oferecida pelos EUA. Agora, é questão de tempo. Os conflitos que os EUA se envolveram como agressor levaram décadas . Essa não será diferente. No final a Ucrânia irá vencer. A janela da utilização de armas nucleares táticas pela Rússia já se… Read more »

leonidas
leonidas
Reply to  Bosco
9 meses atrás

EDITADO

RESPEITE OS DEMAIS PARA SER RESPEITADO.

Quirino
Quirino
Reply to  leonidas
9 meses atrás

EDITADO

Bosco
Bosco
Reply to  leonidas
9 meses atrás

Infelizmente não li seu comentário gigante. Parei no Bosco, entende muito de equipamento militar mas…”
Entra na fila!!

Hcosta
Hcosta
Reply to  Bosco
9 meses atrás

Eu li e não recomendo…
Mas é uma perda de tempo refutar a interpretação deste tipo de “realidade”…

Mas resumindo a Ucrânia está totalmente destruída e sem hipótese de recuperar e a Rússia está melhor do que estava antes da invasão. E obviamente que é tudo culpa da OTAN/EUA…

Bosco
Bosco
Reply to  Hcosta
9 meses atrás

Daqui 5 anos estarão repetindo a mesma coisa.
*Mas dessa vez a Alemanha congela no Inverno.

Jose
Jose
Reply to  Bosco
9 meses atrás

EDITADO

Jose
Jose
Reply to  Bosco
9 meses atrás

EDITADO

Bosco
Bosco
Reply to  Jose
9 meses atrás

???

Bosco
Bosco
Reply to  Jose
9 meses atrás

EDITADO

Bosco
Bosco
Reply to  Jose
9 meses atrás

EDITADO

Jose
Jose
Reply to  Bosco
9 meses atrás

EDITADO

fjuliano
fjuliano
Reply to  leonidas
9 meses atrás

Comentário impecável. 👏👏👏👏👏

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Bosco
9 meses atrás

A Rússia não precisa ganhar Bosco. Ela já ganhou. E não ganhou militarmente. Ganhou não deixando a Otan fazer o que ela queria, mostrar força. Tomar a Ucrânia é irrelevante nesse momento. No final das contas tanto Rússia, quanto Otan, mostraram fraqueza. Uma mostrou que não tem o poder que se pensava ter. A outra, que não consegue fazer um aliado vencer um inimigo relativamente poderoso. Nesse processo, a Otan sai mais desmoralizada que a própria Rússia. Mesmo com todo o seu apoio, não conseguiu fazer da Ucrânia o país vencedor do conflito. Moscou ampliou seu território. Cabe a Otan… Read more »

Professor
Professor
Reply to  Emmanuel
9 meses atrás

A Rússia mostrou fraqueza onde? está maluco? acredita em toda essa propaganda Ocidental? a Rússia invadiu a Ucrânia, enfrentou sozinha a OTAN inteira e está prevalecendo, tanto militar quanto economicamente. Se isso é mostrar fraqueza, então não sei o que é mostrar força.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Professor
9 meses atrás

Não, certamente que a Rússia tem hoje um estatuto melhor, forças mais fortes, mais países aliados, melhor economia, etc.. do que tinha antes da guerra…

Mostrar força é ganhar guerras, enfrentar isso qualquer idiota faz. Como Hitler, Saddam, Japão, etc..

Mas não acredite na propaganda Ocidental. Na propaganda Russa está todo o mundo a apoiar Putin.

Bosco
Bosco
Reply to  Emmanuel
9 meses atrás

Emanuel,
Ora a narrativa é de que a OTAN faz guerra de procuração utilizando a Ucrânia para enfraquecer a Rússia com um custo mínimo, ora a narrativa é de que a OTAN irá abandonar a Ucrânia devido aos custos altíssimos para a defesa da Ucrânia.
Vocês têm que se decidir.

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Bosco
9 meses atrás

Não sou de nenhum dos dois lados.
Não preciso me decidir.

Felipe
Felipe
Reply to  Bosco
9 meses atrás

Aham, não é o que parece. Otan e Ocidente cessando apoio pois não tem como vencer

jairo
jairo
Reply to  Bosco
9 meses atrás

Também acho.
A Russia não vai ter bala pra forçar uma ampla ofensiva e também acredito que não ganharia nada com isso.
E a julgar pelo andar das ações ucranianas, essa guerra vai congelar as linhas e ambos atacarão com drones e misseis de cruzeiro.
Creio que a Ucrania vai lutar mais ou menos como o Iemen luta contra os árabes.

Sds,

Jairo

Pragmatismo
Pragmatismo
Reply to  Bosco
9 meses atrás

EDITADO

Paulo Roberto
Paulo Roberto
Reply to  Bosco
9 meses atrás

Não adianta fazer todo esse malabarismo semântico com a língua portuguesa só pra não admitir que a contraofensiva deu em m*rda e que daqui a algumas poucas semanas vai virar m*rda misturada com barro

André Luís
André Luís
9 meses atrás

EDITADO

Luciano
Luciano
9 meses atrás

Ou a Ucrânia apresenta resultados mais satisfatórios para angariar mais recursos e talvez um armistício em melhores condições, ou vai ficar em uma situação bem ruim. Quanto ao agressor do Putin, basta esperar mais, resistir e moer mais soldados no campo de batalha para tentar colher um acordo mais favorável e sair do atoleiro que se meteu estufando o peito!

Quirino
Quirino
9 meses atrás

EDITADO

Yuri
Yuri
9 meses atrás

Essa guerra vai acabar de duas formas: ou é feito um tratado de paz, onde a Rússia promete devolver todo o território que pertencia a Ucrânia antes da guerra( talvez até a Crimeia ) e a Ucrânia promete nunca entrar na otan, ou não é feito nenhum tratado de paz e a Rússia simplesmente anexa completamente a Ucrânia. Nos dois casos, os EUA e aliados vão parar de armar a Ucrânia, porque já está ficando inviável. como eu sempre digo, essa coisa de que “guerra faz os países crescerem” é um mito anglo-saxão que já foi desmentido a muito tempo.… Read more »

Rafael
Rafael
9 meses atrás

CNN dando notícias desse tipo? Já estão “preparando o terreno” pra opinião pública dos EUA.

Claudio Moreno
Claudio Moreno
9 meses atrás

Olá Senhores camaradas do Forte. Mas somente os inexperientes botaram fé na ajuda irrestrita do “Ocidente”, pois aí deve-se ler NATO/EUA, ainda mais com as eleições americanas chegando, Washington não quer eleições com uma guerra sem futuro. Nesta palhaçada, quem perdeu foi o povo ucraniano que acreditou no golpe de estado perpetrado contra o presidente pró-russo a. Pior ainda para o povo de Donbass que por referendo pediu emancipação da Ucrânia por causa das agressões que sofriam e o Ocidente ficava calado. Demorou para a peça de teatro terminar. Vida que segue, Afeganistão, Líbia, Síria e em todo lugar que… Read more »

Hcosta
Hcosta
Reply to  Claudio Moreno
9 meses atrás

Afirmar que o povo do Donbass pediu emancipação diz muito sobre a sua definição de democracia…

Definição esta que usa a democracia, e neste caso, eleições, para justificar algo mas se esquece que a democracia também é o estado de direito, eleições justas e livres, contra-poder, separação de poderes, oposição, etc…

Tenha alguma dignidade e assuma que apoia ditaduras ou aprenda o que é uma democracia.

E lembro que a população Ucraniana que se identificava etnicamente Russa era, no Donbass, cerca de 40%…
E vá perguntar, destes 40%, quantos apoiavam uma guerra…

Claudio Moreno
Claudio Moreno
Reply to  Hcosta
9 meses atrás

Costa…olhe para frente.

Eu sou brasileiro, portanto democrático, sempre cumpri com meus deveres e diretos democráticos, inclusive me expressar abertamente sem jungar este ou aquele forista.

Eu não me importo com o que passa por aquelas bandas. Torço apenas pela normalidade e assim nosso agronegócio voltar a lucrar mais ainda.

Sgt Moreno

Helio
Helio
9 meses atrás

Mas segundo as matérias do blog e os neocons a Ucrânia está derrotando a Rússia e retomando os territórios, o que aconteceu?

RSmith
RSmith
9 meses atrás

Seria isso o começo do fim para a Ucrânia?

naval762
naval762
9 meses atrás

Os poloneses disseram que vão honrar os acordos anteriormente firmados, continuem na torcida senhores! Só mais 72 horas!
https://www.cartacapital.com.br/mundo/polonia-diz-que-cumprira-apenas-acordos-previos-de-envio-de-armas-para-ucrania/

Renato B.
Renato B.
9 meses atrás

E como dizem na intendência: “Nós ditamos a permanência no combate.” Não seria a primeira guerra ganha por quem aguenta por mais tempo. No final, podemos falar sobre armas e vitórias táticas, mas tem mais chance de ganhar quem tiver o conceito de perdas aceitáveis mais medonho. Imaginem quem é?

Antonio Cançado
9 meses atrás

Justo agora, que as derrotas russas e avolumam, e que o segundo inverno se aproxima?
Acho difícil…

AMX
AMX
9 meses atrás

“Os dirigentes presentes, no entanto, preferiram dar mais destaque a outros problemas, como as mudanças climáticas.”

É muita pobreza de espírito…
Impressionante como essas pautas idiotas ganham destaque.

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
9 meses atrás

Bom, eu já nem leio mais nada sobre essa guerra!! Já deu!! Sórezo para acabar logo pois a população é que sofre. Um maluco russo e um ator ucraniano!!!

Marcelo
Marcelo
9 meses atrás

Justamente a Polônia … rsrsrs … que está modernizando seu aparato militar e está disposta a receber em seu território ogivas nucleares táticas …rsrsrs … que piada. A Rússia está aprendendo do pior jeito, depois de invadir a Ucrânia, que a esperança é a última que morre … rsrsrs … mas também morre. Em tempo, os ucranianos romperam a poderosa linha Surovikin e atingiram com um mísseis o predio do comando da Frota do Mar Negro.

rfeng
rfeng
9 meses atrás

A questão e que a Polonia ja entregou tudo da era sovietica e uma boa parte da pós sovietica(o canhão autopropulsado Krab e um exemplo) agora ta chegando a hora do principal, alguns paises já estão entregando do principal (Alemanha, Suecia, Inglaterra) mas até quando….

Neural
Neural
Reply to  rfeng
9 meses atrás

Pessoal fala mal do Trump, até acho que um cara grossão e boquirroto, mas o fato é que o mundo estaria melhor hoje com ele no poder. Duvido se haveria essa guerra, ele iria viajar até a a Rússia ou o Putin até ele e iam costurar um acordo. Trump sabe muito bem que guerra não é bom pra ninguém, tanto que foi ele que startou a saída do Afeganistão e do Iraque.

AMX
AMX
Reply to  Neural
9 meses atrás

Compartilho da mesma opinião.
A ida dele à Coréia do Norte, por exemplo, foi uma baita conquista. Uma das últimas fronteiras da guerra fria, o cara foi até lá, apertou a mão do ditadorzinho birrento.
Mas, no Brasil, tudo foi noticiado como uma grande cartada da Coréia do Norte.
É muita pobreza intelectual.

Werner
Werner
Reply to  Neural
9 meses atrás

Esse pessoal que fala mal dele é o mesmo que acha o painho dos pobres honrado e honesto, e não olham o que esquerda faz no e com o mundo,o Biden está acabando com os EUA e aqui que Deus ajude e proteja o Brasil desses seres.

Fábio De Souza
Fábio De Souza
9 meses atrás

A realidade é muito triste !! Mas precisa ser aceita , a Ucrânia nunca iria vencer a Rússia , o ideia é terminar esse conflito através da Diplomacia . Infelizmente a Ucrânia , não vai recuperar o seu território perdido , e se persistir nesta guerra , acredito que vai perder mais territórios .

Arthur
Arthur
9 meses atrás

E nessas horas, o analista militar do Azerbaijão não se faz presente. Que falta fazem suas opiniões… Em 110 dias de contraofensiva, 0,25% de território reconquistado. Mas, com muita fé, é provavel que daqui há 116 anos, a Ucrânia chegue ao Mar de Azov.