BERNA — Em 22 de novembro de 2023, o Conselho Federal aprovou o pedido de exportação de 25 tanques de batalha Type 87 (Leopard 2A4) para a Alemanha, revendendo-os à empresa que os fabricou, Rheinmetall Landsysteme GmbH. Berlim garantiu à Suíça que os tanques permanecerão na Alemanha ou em países membros da NATO ou da UE, e serão utilizados para complementar os seus inventários.

Por carta datada de 23 de fevereiro de 2023, o Ministro da Economia alemão, Robert Habeck, e o Ministro da Defesa alemão, Boris Pistorius, solicitaram à Suíça que revendesse parte dos seus tanques Type 87 / Leopard 2A4 desativados à empresa alemã que os fabricou ( Rheinmetall). Na sua carta, garantiram que os tanques não serão transferidos para a Ucrânia e que permanecerão na Alemanha ou na NATO ou em países membros da UE.

Descomissionamento decidido pelo Parlamento

O exército utiliza atualmente 134 tanques Type 87 (Leopard 2A4 WE), que foram modernizados como parte do Programa de Armamento de 2006. Além disso, possui outros 96 tanques do mesmo tipo que não foram modernizados e que não estão em uso.

Como parte da mensagem sobre o exército, o Conselho de Estados adotou, em 26 de setembro de 2023, o decreto federal do Conselho Federal sobre o programa de armas 2023 na versão aprovada pelo Conselho Nacional em 14 de junho, e aprovou o descomissionamento de 25 tanques de batalha Tipo 87 (Leopard 2A4) com a condição de serem revendidos à empresa que os fabricou. Seguindo esta decisão e de acordo com as disposições da Lei Federal de Materiais de Guerra (LFMG), a armasuisse apresentou um pedido de exportação destes 25 tanques à SECO em 12 de outubro de 2023.

Os tanques não se destinam à Ucrânia

A exportação de tanques para a Alemanha obedece aos critérios de autorização fornecidos pela LFMG. Ponto que pesou na decisão, Berlim garantiu à Suíça que os tanques permanecerão na Alemanha ou em países membros da NATO ou da UE e serão utilizados para complementar o seu armamento.

FONTE: Conselho Federal Suíço

Subscribe
Notify of
guest

47 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luís Henrique
Luís Henrique
3 meses atrás

A Alemanha está mendigando velhos Leo2A4 para a Suíça. Um produto que eles mesmos produzem?
Exatamente igual a Rússia que mendigos por motores de helicopteros que eles mesmos fabricam…

Ou só vale contra os russos ?

Maurício.
Maurício.
Reply to  Luís Henrique
3 meses atrás

“Ou só vale contra os russos ?”

Pelo número de comentários até aqui, sim, só vale contra os russos…😂

deadeye
deadeye
Reply to  Luís Henrique
3 meses atrás

A diferença, é que tinha forista aqui, achando que a Ucrânia iria se render em dois dias

Hcosta
Hcosta
Reply to  Luís Henrique
3 meses atrás

A Alemanha não iniciou uma guerra sem estar preparada e não sei onde estes blindados vão parar…
E por enquanto parece que enviou somente um esquadrão de Leo 2.
Ainda tem muitos em reserva e no ativo e a grande diferença com a Rússia…

Rui Mendes
Rui Mendes
Reply to  Luís Henrique
3 meses atrás

Já não produzem o modelo Leopardo 2A4. Estes tanques, não são para a Alemanha, pois não precisa deles, tem os moderníssimos Leopardo 2A7, iguais aos Dinamarqueses, tem também em construção, para eles próprios e para a Noruega, o Leopardo 2A8, que só difere do A7 por vir de fábrica, com o sistema de proteção activa Israelita trophy. Assim como tem, também muitos Leopardo 2A6. Os Leopardo 2 A4 Suíços, são para compensar países como a Finlândia ou Espanha, ou Polónia, que têm Leopardos 2E(Esp.), Leopardos 2PL(Polónia) e Leopardos 2A6(FL) mas tem ainda na reserva Leopardos 2A4, que já enviaram algumas… Read more »

Serg
Serg
Reply to  Rui Mendes
3 meses atrás

Não é produção…os 2a4 serão modernizados apenas para 2a7..Alemanha não fabrica mais tanques …apenas moderniza(troca toda fiação, eletronica e adiciona modulos de blindagem extra,carcaça e a velha )…cara…teve dia que ucrania perdeu +50 tanques …não importa para míssil kornet que está na frente dele,leopardo ou um t-72…ambos serao eliminados…rs diferença que um míssil kornet é 12 mil dólares e um Leo e 7 milhões de euros…vão firme..vão ganhar rs cada 150 tanques que Europa mandar pra ucrnia,será 10% do efetivo …rs tendem ?

Serg
Serg
Reply to  Rui Mendes
3 meses atrás

Modernismo 2a7 tem no total de 62 unidades rs certo?Rússia já chegou a destruir em um dia 54 tanques da Ucrânia…sabia ? Inventário do exército alemão tinha 220 tanques leopardo, dos quais 20 já mandaram pra Ucrânia…lembrando também que uns outros 20 viram viaturas de evacuação de tanques…(esses eram do estoque de uns 100 que Alemanha ainda tem guardados)…Europa tá no bico do corvo…já mandaram tudo que podiam…caso mande mande mais 100-150 tanques Leo 2 ,será 10% do efetivo da otan europeia …aaa …Europa Não fabrica tanques,apenas moderniza..ok?

Heinz
Heinz
Reply to  Serg
3 meses atrás

Vix, então os ucranianos jaja jogam os T34 em campo de batalha, já que estão sem tanques e sem soldados. Rs.

DanielJr
DanielJr
Reply to  Luís Henrique
3 meses atrás

“Ou só vale contra os Russos?”

R: Sim, só vale com os Russos.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Luís Henrique
3 meses atrás

Existe uma pequenina diferença em recomprar Leo 2A4 e recolocar em operação velhos T55 e T62

Orivaldo
Orivaldo
Reply to  Luís Henrique
3 meses atrás

Velhos kkk e vc compara lepards 2 com motores de helicopteros

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Orivaldo
3 meses atrás

Ah ok. Vou esperar então algum país da Otan comprar motores de helicópteros para repassar para a Ucrânia para poder comparar. Mas ai o sr. vai dizer que a comparação não vale porque o helicóptero será de um modelo diferente. rss. Sim, velhos. Os Leopard 2A4 foram produzidos entre 1985 e 1992. Uma parte foram novos e também teve Leopard de versões mais antigas que foram modernizadas para a 2A4. Então trata-se de um MBT com 31 a 38 anos para os 2A4 produzidos como novos e mais velhos que isso para os 2A4 que foram modernizações de versões anteriores.… Read more »

Serg
Serg
Reply to  Luís Henrique
3 meses atrás

Rússia perdeu nos últimos 4 meses 236 tanques(ucrania uns 600,famosa contraofensiva),isso e bem mais que os 200 que a Alemanha tem no total rs resumo…todo exército alemão, tem tanques para 2-4 meses de guerra …Ucrânia até o momento perdeu mais de 3500 tanques ,enquanto os russos junto aos dois exércitos da lnr e dnr uns 1500.Lembrando que ainda tem em estoque uns 11000 tanques velhos para reforma e a Rússia produz também uns 2 por dia completamente novos…resumo? Europa ainda tem nas próprias forças armadas aproximadamente 1500 tanques (+quase mil foram entregues a Ucrânia)…Nenhum país da Europa produz NOVOs tanques… Read more »

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Serg
3 meses atrás

3500 tanque os russo destrói 6 vezes o mesmo tanque…são bons os cara…

Serg
Serg
Reply to  Luís Henrique
3 meses atrás

Eles não produzem tanques a 20 anos…eles precisam das carcaças para Modernizar (trocar eletrônica, módulos extras de blindagem e munições novas) os tanques mendigando rs entendeu ? Eles NAO produzem tanques na Europa…tudo é moderniza, por isso as letras e números nas versões rs

Hcosta
Hcosta
Reply to  Serg
3 meses atrás

De certeza que não produzem?

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Luís Henrique
3 meses atrás

Vai manda para Ucrânia não precisa desses tanques para si.

RPiletti
RPiletti
Reply to  Luís Henrique
3 meses atrás

Produziam…

Carlos Campos
Carlos Campos
3 meses atrás

Eu ainda as vezes pensava nos Leo2 da Suiça

deadeye
deadeye
3 meses atrás

Realidade: Vão para algum país terceiro, que doará outros blindados à Ucrânia. Outro dia, e a “fadiga do ocidente” não vem.

Hcosta
Hcosta
Reply to  deadeye
3 meses atrás

Talvez Polônia, com perto de 600 t-72…

Rui Mendes
Rui Mendes
Reply to  deadeye
3 meses atrás

Claro.

naval762
naval762
3 meses atrás

Pois é, e nós aqui reformando Leopard 1, Cascável e SK 105 (CFN); temos forças armadas com sucata.

vmax
vmax
Reply to  naval762
3 meses atrás

Que seja numa Guerra Assimétrica, inúmeras situações podem ser colocadas de forma que mesmo um SK 105 seja a diferença entre vencer uma batalha ou conquistar uma posição. O simples fato do inimigo precisar dispor de recursos (munição, logística, estratégia e tempo) para tirar de circulação um SK 105 já é algo importante o suficiente para manter a “sucata” rodando.
É só se imaginar numa trincheira ou num prédio isolado e cercado que é fácil entender.

Gabriel BR
Gabriel BR
3 meses atrás

Estão cobrindo lacunas abertas pelo envio de equipamentos á Ucrânia, não vão mandar para a Guerra.

Carlos Crispim
Carlos Crispim
3 meses atrás

Falaram que não existia Leo2 no mundo pra vender, mas de repente aparecem alguns…E o Brasil comprando velhos Leo1, estamos sempre 10 anos atrás. Mas aí vão dizer “estão no osso”, “são velhos demais e foram muito usados”, “Não serve pro Brasil pois vão destruir pontes e rodovias com o peso”…

RDX
RDX
Reply to  Carlos Crispim
3 meses atrás

Até 2013 existia Leopard 2A4 à venda na Alemanha. Os últimos 103 foram comprados pela indonésia. Lembrando que na mesma época o EB comprou o Gepard.

DanielJr
DanielJr
Reply to  Carlos Crispim
3 meses atrás

Não existe mais Leo2 à venda para quem está fora do clubinho. Entre os membros da OTAN/UE está tudo bem, tem peças, carros, manutenção, munição, o que é absolutamente normal. Por mais que esses carros sejam vendidos, não sairão da região.

Hcosta
Hcosta
Reply to  DanielJr
3 meses atrás

Indonésia. Qatar, etc… compraram Leo2… O Chile…

Talvez seja mais uma questão de preço do que algum boicote…

DanielJr
DanielJr
Reply to  Hcosta
3 meses atrás

Compraram antes da guerra da Ucrânia. Qualquer país habilitado podia comprar antes, como o Chile e outros que você citou. Agora não, quem tem tem, quem não tem pode comprar zero km, entra na fila da produção. Além do Leo2, essa guerra vai abreviar e muito a vida útil dos nossos Leo1 e gepards, pois todos os carros disponíveis e sobressalentes estocados irão para o combate, não deixando nada para manutenir nossa frota. Apesar do EB estar tentando nacionalizar alguns componentes, não passam de coisas simples como tubulações e sapatas de borracha para as esteiras. Quando precisar de peças mais… Read more »

Last edited 3 meses atrás by DanielJr
RDX
RDX
3 meses atrás

A escassez de tanques nos exércitos da OTAN é tão grande que já deve ter gente de olho nos Leopard 1 do EB.

DanielJr
DanielJr
Reply to  RDX
3 meses atrás

Enviariam os nossos Leo1 para a Ucrânia. A reserva da Otan deve ter carros melhores, como os primeiros Leo2, abrams com 105mm etc.

RDX
RDX
Reply to  DanielJr
3 meses atrás

Não existe mais M1 com canhão 105mm armazenado. Apenas M1A1 com canhão 120mm. Também não existe mais Leopard 2A4 armazenado na Alemanha. Não por acaso eles compraram esses Leopard 2 suíços.

RDX
RDX
Reply to  RDX
3 meses atrás

A situação está tão feia que a OTAN comprou um lote de tanques Merkava para substituir material transferido do Marrocos e do Chipre para a Ucrânia. Salvo engano, T-72 e T-80, respectivamente. A transferência foi cancelada por causa do conflito em Gaza.

Serg
Serg
Reply to  RDX
3 meses atrás

Não esta enganado, eram 300 tanques markava 2…para pegar os 82 t-80 do Chipre…no caso dos 156 tanques t-72 do Marrocos, já foram entregues abril /junho de 2022…maioria já foi destruída pelos russos …ate Paquistão vendeu parcialmente seus t-80 …que já foram também destruídos…existem equipes dos usa e otan ,viajando pela África e asia central e resto do mundo ,comprando tanques velhos t-72..kkkkkkk sai preço de um m1a..kkkkk já já vamos ver os 31 m1a dos usa, contra os centenas de helicópteros e cacas russos ,milhares de míssil antitanque e canhões de Artilharia e óbvio…os quase 1000 t-90 e mais… Read more »

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  RDX
3 meses atrás

Leo 2 em quantidade para atender as necessidades do EB não tem mais , é bom o EB ficar esperto porque logo , com a guerra em andamento na Ucrania , logo a bola da vez será os M1A1 excedentes dos estoques da US Army ,

RDX
RDX
Reply to  Plinio Jr
3 meses atrás

Hoje, eu acho muito difícil que o congresso dos EUA libere a venda de M1A1 para o Brasil. Lembrando que o M1A1 deixou de ser produzido na década de 90. Portanto, os tanques armazenados são a reserva do US Army. Curiosamente, a justificativa para a recente venda de M1A1/A2 para a Polônia foi que ela atendia a interesses de segurança nacional…dos EUA.

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  RDX
3 meses atrás

Creio que neste momento ainda seja possivel , o problema é que com o passar do tempo, as questões em torno das relações com a Rússia e mesmo o conflito ucraniano , onde não haverá mais Mbts de procedência européia ou soviética para fornecer aos mesmos , a tendência é que aqueles M1A1 estocados sejam enviados … lembrando que um lote de M1A1 ja éstá na Ucrania .

Heinz
Heinz
Reply to  RDX
3 meses atrás

e se eu fosse o Brasil, venderia todos, de quebra ganharia uma descontão na compra de novos blindados.
Apesar dos nossos leopards serem antigos, os sistemas de tiro, comunicação, sensores noturnos e de incêndio são os mesmo usados no leopard 2. Então pelo menos nisso eles são modernos.

Serg
Serg
3 meses atrás

Única coisa que eu sei,melhor estar num t-62 modernizado,visão noturna e eletrônica nova com blindagem reativa com extra de sobrancelhas de brezhnev..rs que estar num leopardo 1a1 ou 1a5 que tem blindagem frontal quase de um apc..Alemanha na década de 60 priorizava tiro e mobilidade(tripulação que se exploda,40 projeteis de 105 mm e mais 2000 balas ajudam isso)…por isso que a Ucrânia ainda não utilizou os na frente de batalha..isso que entregaram 125 já…no caso do t-55 único que os usa e a Ucrânia, acho que receberam 28 t-55 Modernizados da Eslovênia ou algo assim…já perderam uns 5…recuaram eles a… Read more »

RSmith
RSmith
3 meses atrás

Os tanques não se destinam à Ucrânia… pior que, sendo Suíços e Alemães os envolvidos, eu ate acredito!

Luiz Marcel
Luiz Marcel
3 meses atrás

Segundos Shoigu os russos já destruíram 124542,23 Leopard 3, 432452,98 HIMARS, 975 SU 25… 15 Porta-Bandeiras, 13 jagueiros e matou 49.000.000 de soldados ucranianos… e é só uma Operação Militar Especial.

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Luiz Marcel
3 meses atrás

Fora que derrubaram 4500 aviões de combate e os s400 derrubaram os f16 estocados na Dinamarca antes do avião decolar

adriano Madureira
adriano Madureira
3 meses atrás

Alemanha importando MBTs da Suíça?! Que piada, a situação está ruim mesmo…

Xico Netto
Xico Netto
3 meses atrás

Desespero da muleta por armamentos da OTAN… Kkkkkkkkk

Haaaa… Mais os russos não estavam sem munição, sem combustível e blá bla blá bláaa???

Interessante dessa guerra é ver o discurso mudar toda semana tentando se ajustar aos revers do campo de batalha!!!

A Suíça vai mandar os Blindados mais “Não é para Ukrania” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

BraZil
BraZil
2 meses atrás

Bom dia a todos. Com relação ao Brasil adquirir M1, eu discordo veementemente. Carro caro de manutenir e operar e ficaríamos muito vulneráveis a embargos de todo tipo, se e quando os EEUU quisessem. Melhor Leo, (os que sobrarem) ou eventualmente C1. E se o EB miraculosamente puder investir em algo novo, o K2