Yoav Gallant observou que “a indecisão política pode prejudicar o progresso da operação militar”

TEL AVIV, 16 de janeiro. /TASS/. A Faixa de Gaza será administrada pelos palestinos depois que a ameaça dos radicais for eliminada, disse o ministro da Defesa israelense, Yoav Gallant, em seu discurso televisionado.

“Os palestinos vivem em Gaza e, portanto, os palestinos governarão Gaza no futuro. A futura autoridade governante em Gaza deve surgir dentro da Faixa de Gaza e basear-se em atores que não sejam hostis ao Estado de Israel”, disse Gallant. “O fim da campanha militar deve estar ancorado na política.”

Ele observou que “a indecisão política pode prejudicar o andamento da operação militar”.

“Apresentei um plano ao gabinete. É dever do gabinete e do governo discutir o plano como qualquer outro plano e determinar o objetivo”, disse ele, sem fornecer quaisquer detalhes.

Em 14 de janeiro, Gallant apelou ao governo israelita para tomar medidas para fortalecer as posições da Autoridade Nacional Palestina na Cisjordânia para combater o movimento Hamas, que governa a Faixa de Gaza desde 2007.

A situação no Médio Oriente agravou-se acentuadamente após uma incursão de militantes do Hamas da Faixa de Gaza em Israel, em 7 de Outubro. O Hamas classificou o ataque como uma resposta às ações israelitas contra a Mesquita Al-Aqsa, em Jerusalém. Israel declarou um cerco total à Faixa de Gaza e iniciou uma operação militar no local. Israel também ataca partes do Líbano e da Síria em retaliação aos bombardeamentos provenientes destes países. Os confrontos também estão ocorrendo na Cisjordânia.

Subscribe
Notify of
guest

43 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Scudafax
Scudafax
1 mês atrás

Gallant demonstra firmeza contra os radicais do governo de Bibi. Lembrando que não adianta atacar o Hamas, matando de fome milhares, e achar que a posição de Israel sairá fortalecida. É preciso ter em mente a recuperação da dignidade e economia palestinas, com um Estado Oficial. Obviamente, criar a maior prisão a céu aberto do mundo não funcionou…

Lembrando que vários judeus são contra o Sionismo:

https://m.jpost.com/israel-news/article-689531

Last edited 1 mês atrás by Scudafax
Orivaldo
Orivaldo
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Israel entregou gaza em 2008 e eles criram uma.prisao de onde voa vários mísseis para seu território. interessante

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

O próprio Bibi falou isso antes.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Scudafax
1 mês atrás

Gaza era uma democracia, e o Hamas implantou uma ditadura essa é a vdd

Macgaren
Macgaren
1 mês atrás

Hamas rodou nessa, alias nem sei qual era o objetivo disso tudo já sabendo a reação que Israel teria.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Macgaren
1 mês atrás

Caro Mac. A situação da Palestina estava estagnada. Não havia perspectiva de se consolidar a independẽncia e o Estado Palestino. Além disso, a Palestina está dividida, como Hamas controlando Gaza e a Autoridade Palestina controlando a Cisjordância O ataque do Hamas teve vários objetivos. 1) criar um fato que recolocasse a questão Palestina em destaque, 2) aumentar a força do Hamas, 3) colocar o governo de Netanyasho em xeque, 5) prejudicar as conversa entre o governo de Israel e os países árabes vizinhos.. e por ai vai. O Hamas sabia e contava com a resposta violenta de Israel. A cada… Read more »

Vitor
Vitor
1 mês atrás

Americanos e europeus são patrocinadores e cúmplices dessa atrocidade contra o famigerada povo palestino .

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Vitor
1 mês atrás

E o Hamas não?

Vitor
Vitor
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Fique em um gueto por décadas você vai ter a resposta.

RODES
RODES
Reply to  Vitor
1 mês atrás

zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Vitor
1 mês atrás

arregou

Rui Mendes
Rui Mendes
Reply to  Vitor
1 mês atrás

Europeus???
A UE é que financia os Palestinianos, já reconstruíram várias vezes a palestina, depois de Israel a destruir em guerras contra o Hamas.
Agora, uma coisa são os Palestinianos, outra são o Hamas e aí Israel tem todo o direito de os atacar, tentando acabar, com esse grupo terrorista, mas tem que ter muito maior capacidade de não matar civis Palestinianos.

Orivaldo
Orivaldo
1 mês atrás

A Faixa de gaza vai se tornar uma Cisjordânia Ocupada no mínimo

Paulo Sollo
Paulo Sollo
1 mês atrás

Yoav Gallant tem sido uma das raras vozes coerentes e racionais na coalizão de governo extremista de Netanyahu. Reportou-se que já entrou em conflito várias vezes com o insano Ben Gvir. Defendeu a estratégia de ataques 100% cirúrgicos para diminuir efeitos colaterais contra civis e Ben Gvir lhe disse que quem determina a extensão dos danos contra os civis palestinos é o Governo e não as IDF. Foi reportado pela mídia dos eua que metade das bombas lançadas em Gaza eram bombas burras. E está bastante óbvio tanto pelas explícitas declarações de teor genocida de Gvir e seus aliados quando… Read more »

Marcos
Marcos
Reply to  Paulo Sollo
1 mês atrás

Do ponto de vista humano todos esses objetivos de Israel, apontados por você, são inadmissíveis.
Mas do ponto de vista militar e politico interno de Israel bem como do projeto de nação que Israel tem para si, eles fazem algum sentido? Se sim, qual seria?

Paulo Sollo
Paulo Sollo
Reply to  Marcos
1 mês atrás

O projeto de nação de Israel é bem explícito e vem sendo posto em prática a tempos. Expandir sua ocupação. A questão é que a forma como isto vem sendo feito divide opiniões dentre eles. Há os radicais que querem a total expulsão dos palestinos e muitos que preferem uma convivência pacífica como já houve no passado, antes da criação do estado de Israel. Do ponto de vista militar, eliminar o Hamas deve ser crucial, porque este grupo é uma ferramenta do Irã que nunca cessará seus ataques, porém a maioria dos comandantes das IDF sabe que matar civis em… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Paulo Sollo
1 mês atrás

Netanyahu nunca disse isso que vc falou, ele inclusive disse que a Ocupação de Gaza vai ser por tempo indefenido para impedir que grupos assassinos tomem o controle novamente

Paulo Sollo
Paulo Sollo
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Você está mal informado.
Recentemente em discursos mais virulentos, Netanyahu disse a plenos pulmões, e mais de uma vez, que não haverá a possibilidade dos palestinos voltarem a governar Gaza. E esta sua declaração foi seguida de apoio reafirmando isto por parte de Isaac Herzog e de outras autoridades de seu governo.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Paulo Sollo
1 mês atrás

bom, não tenho essa informação sua, se for vdd é burrice, se tiver link coloca aí

FERNANDO
FERNANDO
1 mês atrás

Muito altruísmo da parte deles, os israelenses.
Mas, eu acho que deveriam ter ajuntado, com o que sobrar da Faixa de Gaza.
Se sobrar!
Se bem que o Hamas, mereceu o que está ocorrendo.
Tenho pena do povo da região, das crianças, mulheres, idosos, trabalhadores, que
não tiveram nada haver com está burrice bisonha.
Eu colocaria o pessoal do Hamas, para carpir todos os dias da vida deles.

Marcos
Marcos
Reply to  FERNANDO
1 mês atrás

Possivelmente existem mais Árabes e outros não judeus vivendo pacificamente integrados ao estado de Israel do que palestinos em Gaza.
A solução é um estado multiétnico e laico. A existência de um estado declaradamente inimigo e que objetiva a destruição completa do estado de Israel nunca será aceita.

Migs
Migs
1 mês atrás

Hamas acabou dando uma surra na IDF, nunca vi um número tão alto de oficiais de mortos! muitos batalhões foram decapitados…

Até o momento foram 500 mortes sendo,

5 Coronéis;
7 Tenentes Coronéis;
35 Majores.
92 Capitães;
39 Tenentes;

Mais de 1/3 das baixas são oficiais.

Israel’s Dead: The Names of Those Killed in Hamas Attacks, Massacres and the Israel-Hamas War – Haaretz Explains – Haaretz.com

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Migs
1 mês atrás

Não é bem assim…

Heinz
Heinz
Reply to  Migs
1 mês atrás

Surra? as IDfs estão exterminando o Hamas, apesar da dificuldade. Outro questão é que, na doutrina israelense, a maioria dos oficiais comandam no campo.

Paulo Sollo
Paulo Sollo
Reply to  Heinz
1 mês atrás

A doutrina russa também é assim. Os oficiais vão pra linha de frente. Por isso no inicio da guerra na Ucrânia houveram várias baixas. A diferença é que enquanto as mortes de oficiais russos eram ridicularizadas, as de oficiais das IDF são louvadas como heroísmo. E sobre as baixas de Israel, realmente é exagero dizer que o Hamas está dando uma surra, porém estão sim batendo com força. Há um mês as IDF anunciaram a retirada da Brigada Golani de Gaza para “se recompor” após, segundo eles disseram”, ter perdido 1/4 de suas tropas em combate. O Hamas por sua… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Migs
1 mês atrás

Números estranhos, recentmente vi que nem chegou a 300, de qualquer forma, esses números são baixos para uma força empregada de mais 200 mil, única surra que vi foi do Hamas, que foram mortos ao milhares, inclusives alguns mortos afogados, muita humilhação, mas devem estar bem com sua esposas no Paraíso, InshaAllah

Orivaldo
Orivaldo
Reply to  Migs
1 mês atrás

Eu gostaria de ver, outro exército no mundo no lugar de Israel. Tendo que combater com a pressão que eles sofrem Internacionalmente e com a complexidade da faixa de Gaza e seus túneis. 3 meses Gaza City está ocupada. Não tem Exército mais profissional,você só quer difamar

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Orivaldo
1 mês atrás

em combate CQB, a Rússia tomou um pal em Grozny desse jeito

Maurício.
Maurício.
1 mês atrás

“depois que a ameaça dos radicais for eliminada.” Isso é simplesmente uma utopia, a ameaça dos radicais sempre vai existir, o ciclo de ódio/fanatismo não é de agora, e depois dos ataques que mataram milhares de civis e crianças, o mais provável é ter ainda mais radicais. Israel tem que rever as sanções contra Gaza, privar a população só piora as coisas, outra coisa é por um limite nos colonos, que muitas vezes ultrapassam os limites e nada acontece. Devem reforçar a vigilância das fronteiras, colocar o Mossad para trabalhar de verdade, mudar sua política no quesito compra e posse… Read more »

Gabriel BR
Gabriel BR
1 mês atrás

O mundo não merece sofrer a existência do Hamas

Emmanuel
Emmanuel
1 mês atrás

O título deveria ser: Palestinos governarão o que sobrar da Faixa de Gaza até os sionistas a tomarem para si. A Faixa de Gaza será um fantoche temporário até o movimento sionista conseguir aquilo que ele quer, mais um pedaço de terra para a sua Grande Israel. E nisso tiveram grande ajuda do Hamas quando esse realizou um ataque sem precedentes que teve como único resultado a destruição do que sobrou da dignidade palestina. O movimento sionista existe. É o nacionalismo judaico. Mistura o que há de pior: autodeterminação de um povo com expulsão de outro e religião. É um… Read more »

Zorann
Zorann
1 mês atrás

Isso é um erro. A faixa de Gaza deve ser ocupada definitivamente se Israel quiser a paz.

Orivaldo
Orivaldo
Reply to  Zorann
1 mês atrás

O problema são os passivos da aquisição

Rui Mendes
Rui Mendes
Reply to  Zorann
1 mês atrás

Isso não vai acontecer, os EUA já avisaram Israel, que quando a guerra acabar, Israel sairá logo de Gaza.
Serão os Palestinianos que governarão Gaza.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Rui Mendes
1 mês atrás

esse decisão ainda não foi tomada, os Palestinos vão governar Gaza, mas a Ocupação continuará

Cansado
Cansado
Reply to  Zorann
1 mês atrás

Uma ocupação suga recursos financeiros e humanos. Duvido que os próprios Israel israelenses queiram investir nisso.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Zorann
1 mês atrás

vai ser ocupada, pra mim teria que ser por uns 30 anos para que uma nova geração não conheça o ódio do Hamas, assim o ciclo de violencia pode acabar

lucena
lucena
1 mês atrás

A questão palestina/israelense é antiga e o ódio entre eles é quase cultural… são gerações se odiando e não vai ser fácil que ambas as partes se convivam e se tolerem em espaço geográfico avizinhado. . Levará gerações para que palestinos e israelenses consigam viverem respeitado um ao outro… sem que também não tenha agentes externo para fomentar o ódio entre eles..(Irã .. por exemplo ). . O que vejo nesse contexto entre Israel e a Palestina são os efeitos colaterais dessa guerra … como por exemplo …. há um movimento paralelo por parte da África do sul em questionar… Read more »

Bispo
Bispo
1 mês atrás

Sim , claro Israel está muito preocupada na existência de Gaza.

Sergio
Sergio
1 mês atrás

Isto é ” fácil ” de resolver. Industrialize o lugar. Eduque a juventude em boas escolas e universidades. São, por natureza, muito hábeis e inteligentes. O problema é que essa solução ” facil” não interessa a ninguém.

Cansado
Cansado
Reply to  Sergio
1 mês atrás

Sim, para isso precisaria investir bilhões de dólares. Duvido que algum país queira fazer isso.
Infelizmente, ali virou um buraco sem fundo.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Sergio
1 mês atrás

nem precisa disso, se eles quisessem isso tinham feito antes, ali é ótimo para o Turismo, e serviços bancários, mas preferem gastar comprando armas e cavando tuneis, mantendo a Elite do Hamas no bem bom

Arthur
Arthur
1 mês atrás

Coisa rara de se ver: um sionista bonzinho!