Oficial de artilharia ucraniano descreve situação como dramática. Sem o fornecimento americano, tropas não conseguem responder fogo russo, soldados de Putin avançam, e front corre risco de desmoronar

O oficial de artilharia na linha de frente no leste da Ucrânia resume rapidamente a situação: “Sem munição de artilharia, toda frente está condenada”, diz o homem à DW. Suas descrições atuais do que se passa no front são desanimadoras diante da falta de munição que sofrem as Forças Armadas ucranianas. O oficial deseja permanecer anônimo. A patente, o nome e o cargo do comandante de uma unidade de artilharia ucraniana são conhecidos pela DW.

Disparos russos em massa

“As perdas aumentarão porque não é possível responder adequadamente fogo com fogo.” Os atacantes russos, por outro lado, podem disparar de forma massiva. Os soldados ucranianos estão sendo cobertos com fogo de barragem da artilharia russa. Os caças russos bombardeiam as posições ucranianas com bombas planadoras – disparadas de uma distância segura, mais atrás da linha de frente, fora do alcance das defesas aéreas ucranianas, que, de qualquer forma, são igualmente insuficientes.

“Em algum momento nos encontraremos em uma situação em que mais ninguém vai conseguir defender a frente – todos estarão mortos ou feridos”, diz o oficial. E ele deixa claro o que espera. O resultado seria “a perda de posições e uma frente desmoronada”.

As descrições da frente ucraniana são apoiadas por uma análise recente do Instituto para o Estudo da Guerra (ISW), dos EUA. De acordo com ela, os atacantes russos estão “avançando lentamente, mas de forma constante, em vários setores do front”.

Russos ganham área do tamanho de Detroit

De acordo com um cálculo do ISW de meados de abril, as Forças Armadas russas conquistaram “mais de 360 quilômetros quadrados desde o início do ano – área do tamanho de Detroit”, a maior cidade do estado americano de Michigan, escreve o ISW em uma análise recente.

Na atual situação, o risco de a Ucrânia perder diante das tropas do presidente russo, Vladimir Putin, é a maior desde o início da guerra, em 2022, segundo o ISW. Em outras palavras, sem um suprimento substancial de armas e munições dos países ocidentais que apoiam Kiev. O diretor da CIA, Bill Burns, e Christopher Cavoli, comandante das Forças Armadas dos EUA na Europa, deixaram isso claro em declarações dadas neste mês em Washington.

“Há um risco muito real de que os ucranianos percam no campo de batalha até o final de 2024 ou, pelo menos, Putin chegue a uma posição em que possa ditar os termos de um acordo político”, disse Burns durante um discurso que fez na capital americana, de acordo com relatos da mídia americana.

Reação só é possível com suprimentos dos EUA

O decisivo, segundo Burns, é que os EUA entreguem os suprimentos rapidamente agora. Isso, por sua vez, daria à Ucrânia uma boa chance de “resistir” neste ano.

O fato de o chefe da CIA, Burns, falar atualmente em “resistir” aponta para a esperança de que Kiev, em algum momento, possa aumentar sua produção bélica a tal ponto que a Ucrânia seja capaz de se defender a longo prazo. E também que seja estabelecida uma força aérea através da assistência ocidental. Desde 2023, pilotos ucranianos têm sido treinados para atuarem em caças F-16 dos EUA. Mas o treinamento vem sendo realizado há muito mais tempo do que previam os especialistas militares da Otan.

Em resposta a uma pergunta enviada por escrito pela DW sobre a capacidade operacional do F-16 e o progresso do treinamento de pilotos ucranianos em países europeus da Otan, como Romênia, Reino Unido ou França, o porta-voz da Força Aérea ucraniana não quuis responder em detalhes. “Essa é uma questão muito delicada”, escreve, argumentando que não pode dizer nada sobre o assunto.

Pilotos ucranianos têm baixo nível de inglês

O comandante das forças americanas na Europa, Christopher Cavoli, disse recentemente, durante uma visita a Washington, que os pilotos ucranianos, em geral, não têm conhecimentos de inglês.

Assim como o chefe da CIA, Burns, Cavoli apresenta um quadro sombrio da situação dos ucranianos no front. Embora ele “não possa prever o futuro, posso fazer cálculos simples”, disse o general do Comando Europeu das Forças Armadas dos EUA (EUCOM). “Em minha experiência de mais de 37 anos nas Forças Armadas dos EUA, se um lado pode atirar e o outro não pode revidar, o lado que não pode revidar perde.”

O pacote de ajuda para a Ucrânia, bloqueado por meses pelos republicanos no Congresso dos EUA, chega a 61 bilhões de dólares. Além do dinheiro para o orçamento ucraniano e para a ajuda econômica, 51,7 bilhões de dólares são destinados ao fornecimento de munição e armas, de acordo com um comunicado à imprensa emitido pelo primeiro-ministro ucraniano, Denys Shmyhal, após sua recente visita aos EUA.

Sucessos ucranianos ofuscam real situação

O quanto o rápido fornecimento de munição dos EUA é vital para a Ucrânia nessa fase da guerra é um fato repetidamente ofuscado por relatos de sucessos da Ucrânia, especialmente em plataformas de mídia social. Neste mês, o país anunciou a derrubada de um bombardeiro supersônico russo Tupolev Tu-22M3 pela primeira vez. Também foram atingidas novamente posições de radar na península da Crimeia ocupada pela Rússia, que Moscou usa para organizar suprimentos para suas tropas no sul da Ucrânia.

No entanto, esses ataques parecem ser apenas alfinetadas em comparação com a enorme pressão russa no front e pelo ar, como os recentes ataques à cidade de Chernihiv, 70 quilômetros a nordeste da capital Kiev, ou o bombardeio regular da segunda maior cidade ucraniana de Kharkiv, no nordeste, na fronteira com a Rússia.

Putin quer tomar Chassiv Yar antes de 9 de maio

Após uma visita à frente de batalha, o comandante-chefe dos soldados ucranianos, Oleksandr Syrskyj, escreveu no serviço de mensagens Telegram que a Rússia está atualmente concentrada em “romper nossas defesas a oeste de Bachmut, obter acesso ao canal Siversky-Donets-Donbass, capturar o assentamento de Chasiv Yar e criar as condições para um avanço maior em direção à área de Kramatorsk”.

O povoado de Chasiv Yar fica em uma colina que oferece vantagens para os defensores ucranianos. Syrskyj escreve no Telegram que a captura dessa posição é uma ordem de Putin para as Forças Armadas russas, “até 9 de maio”. É nessa data que Putin comemora o aniversário da vitória soviética sobre a Alemanha nazista.

O especialista em segurança alemão e especialista em Ucrânia Nico Lange escreveu em uma análise recente que a Ucrânia “não pode manter a linha de frente no leste, podendo apenas retardar o avanço russo”.

Especialmente por meio do uso de drones equipados com dispositivos explosivos. “Mas drones não substituem artilharia”, alerta o oficial de artilharia entrevistado pela DW no leste da Ucrânia. O fator decisivo é se ele e seus homens receberão suprimentos de munição agora – o mais rápido possível.

FONTE: Deutsche Welle

Subscribe
Notify of
guest

47 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fábio De Souza
Fábio De Souza
1 mês atrás

A Situação da Ucrânia , só piora o que é muito Ruim para o Povo Ucraniano . Chegou a hora da Ucrânia , procura a diplomacia e dar um fim a está Guerra.

Bispo
Bispo
Reply to  Fábio De Souza
1 mês atrás

E quem disse que a Rússia quer paz agora.

A presa está sangrando.. não irão parar até atingir objetivos geográficos.

Last edited 1 mês atrás by Bispo
Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Fábio De Souza
1 mês atrás

Pois é…. acho que passou da hora.

Como ontem já foi e amanhã ainda não chegou, vai agora mesmo.

Jose
Jose
Reply to  Fábio De Souza
1 mês atrás

Vamos eleger um palhaço, nada contra os palhaços, pra presidente o que pode dá errado? Ucranianos em 2015.

Claudio Moreno
Claudio Moreno
1 mês atrás

Uma excelente tarde de sábado a todos os Senhores camaradas do Forte! Tudo trata-se de uma guerra de retóricas…Ontem mesmo um chinês disse que a Rússia ia perder a guerra na Ucrânia e até iria devolver a Crimeia. Tempos antes, muitos comentaristas credenciados para isso ou não, diziam aqui no forte, que os drones, Javelin’s, MBT Leopard’s em sua mais diversas versões, que os SAM’s Patriot, S200/300 e um sem fim de outros apetrechos soviéticos e ocidentais sem falar nas tais peças de geladeiras etc. Tudo isso para dizer que Kiev estava esmagando, fazendo os russos terem perdas massivas e… Read more »

Underground
Underground
1 mês atrás

De acordo com um cálculo do ISW de meados de abril, as Forças Armadas russas conquistaram “mais de 360 quilômetros quadrados desde o início do ano.”

Considerando que a área de confronto soma mais de 1500 quilômetros, significa que os russos avançaram cerca de 260 metros.


Zoranm
Zoranm
Reply to  Underground
1 mês atrás

Mais importante do que os 260 metros que russia avançou, é o número de tropas que o zelensky sacrificou para segurar estes mesmos 260 metros.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Underground
1 mês atrás

Considerando que a área de confronto soma mais de 1500 quilômetros, significa que os russos avançaram cerca de 260 metros.´´

Com todo o respeito, mas…quantos km´s ou cidade importante aquela última contra-ofensiva ucraniana recuperou mesmo?

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Underground
1 mês atrás

Depende se o avanço ocorreu em toda a linha ou apenas em um local, por exemplo em uma saliência ucraniana.

Tem que chamar o Ivan para vermos o mapa.

Sergio Machado
Sergio Machado
Reply to  Underground
1 mês atrás

Conta um tanto exdrúxula. O front total tem 1500 km. O avanço se dá em pontos deles. Em conta de padaria – que não traduz a realidade – num front específico de 200 km, já dá uma penetração de 2 km. Não é uma conta simplista dessa forma.

Underground
Underground
1 mês atrás

Primeira fase da votação pela ajuda à Ucrânia passou na Câmara dos EUA.
Ao término, vai para o Senado.
Pentágono já começa a preparação de envio de armas.

Henrique
Henrique
Reply to  Underground
1 mês atrás

isso pq a ucrânia perdeu e ta sem apoio e republicanos não gostam da ucrânia pq o Trump disse que não é pra votar por ela

comment image

Last edited 1 mês atrás by Henrique
Zoranm
Zoranm
Reply to  Henrique
1 mês atrás

Agora vai!

Henrique
Henrique
Reply to  Zoranm
1 mês atrás

Agora vai!

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Henrique
1 mês atrás

A esperança de quem torce para a Ucrânia é admirável. Ainda nāo caiu a ficha que a Rússia nāo vai perder?

Henrique
Henrique
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

A esperança de quem torce para a Russia é admirável. Ainda nāo caiu a ficha que a Rússia vai perder?

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Henrique
1 mês atrás

Quem está avançando é a Rússia. A Ucrânia é que nem o Botafogo, luta como nunca, perde como sempre rsrs.

Henrique
Henrique
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Quem está avançando não é a Rússia. A Russia é que nem o Vasco, luta como nunca, perde como sempre rsrs. só pra sair do CopyPaste vamos a alguns avanços do Putin Ressuscitou o motivo da existência da OTAN Fez todos os membros da OTAN aumentarem seus gastos militares perdeu as melhores tropas no assalto a Hostomel e na campanha para capturar a Capital Demonstração clara de que a logística Russa não funciona Deu motivos para os EUA aumentar o gasto militar e a presença em solo europeu Potencializou a venda de armas das empresas americanas e as da Europa… Read more »

Satyricon
Satyricon
Reply to  Zoranm
1 mês atrás

“Agora vai!”

Chover Atacms…

Realista
Realista
Reply to  Henrique
1 mês atrás

O Trump quer votos meu filho ..

Henrique
Henrique
Reply to  Realista
1 mês atrás

ahhh agora alguém acordou pra vida que o Trump só quer voto e toda aquela ladainha de Trump do lado da Russia era papo furado pra pegar eleitor

kkkkkk

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Realista
1 mês atrás

Caro. Há bastante tempo tenho escrito isso. Caso Biden beba coca-cola, Trump vai beber Pepsi. Caso Biden torça pelo boi caprichoso, Trimp vai torcer pelo Garantido. Se Binden for para a praia, Trump irá para as montanhas.

A única convergência parece ser Israel.

Parece que a negociação no Congresso dos EUA envolveu atrelar a ajuda á Israel com a ajuda para a Ucrânia, em um acordo político entre os republicanos e democratas.

Sulamericano
Sulamericano
Reply to  Henrique
1 mês atrás

Muammar Khaddafi, Saddam Hussein e Manuel Noriega mandam lembranças a Volodymyr Zelensky.

Bispo
Bispo
1 mês atrás

A situação na Ucrânia está cada vez mais desesperada, escreve o Business Insider. No contexto de atrasos com a assistência americana, as Forças Armadas da Ucrânia estão ficando sem equipamentos militares vitais. Há condições favoráveis no campo de batalha para o avanço das forças russas. O ministro das Relações Exteriores, Dmitry Kuleba, falou igualmente francamente em uma entrevista recente. “Dê-nos esses malditos “Patriotas”, ele exigiu em uma entrevista de março à revista Politico, referindo-se aos sistemas de defesa aérea americanos para proteger contra mísseis russos que atingiram cidades e infraestruturas ucranianas. De acordo com relatos, a situação na linha de… Read more »

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Bispo
1 mês atrás

“Eu diria que agora há as condições mais favoráveis para o avanço russo desde o início do conflito”, disse o analista da RAND, Bryden Sperling, ao Business Insider.´´ Sim, é claro que os russo tem condições de avançarem…agradeçam aquela contra-ofensiva miraculoso´´ em que os ucranianos desperdiçaram sabe Deus quantos soldados bem treinados e equipamentos valiosos, pra passarem meses pra alcançarem a segunda linha de defesa, enquanto tomavam artilharia e drones na cabeça, e terreno cercado de minas terrestres por todos os lados. O que não foi queimado alí, foi queimado em Avdiviika. Sobrou quem mesmo pra defender o resto da… Read more »

Bispo
Bispo
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

A Ucrânia ano passado , fazia uma guerra TikTok , Instagram… tudo era midiático, anunciavam seus objetivos com antecedência, lideres europeus íam até Zelensky para sair na foto …enquanto os russos em silêncio aprendiam com seus erros e certa soberba …

A realidade bate à porta da Ucrânia , de nada adiantará a ajuda EUA, recém aprovada, sem massa humana no front… no verão europeu os russos , tudo indica , baterão com força.

Henrique
Henrique
Reply to  Bispo
1 mês atrás

“A Ucrânia ano passado , fazia uma guerra TikTok , Instagram”

misteriosamente a Ucrânia virou aqueles bando de maluco do Kadyrov
(que ta meio sumido o cara kkkk)

A realidade bate à porta da Ucrânia , de nada adiantará a ajuda EUA, r

se não vai mudar pq esse choro e esforço pra dizer que não vai mudar? deixa os caras gastar… rusisa não ta cozinhando a otan? kkkk

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
1 mês atrás

A votação do senado norte-americano se aprova ou não essa ajuda será, se não me engano, nesse domingo, dia 21/04. Acredito que ele será aprovado. O senado também vai votar a ajuda financeira a Israel, e que com certeza será aprovado. Se aprovarem pra um e não aprovarem pra outro, os EUA ficarão muito mal na fita, e passaram uma mensagem bem clara. Por isso, acredito que a ajuda a Ucrânia será aprovada, aproveitando o embalo´´. Sobre a questão dos F-16….um dos pré-requisitos pra ser piloto não é bilingue, ou ter boa fluência em inglês? Já ví vários vídeos de… Read more »

Comte. Nogueira
Comte. Nogueira
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

Aprovar o pacote de ajuda é uma coisa; outra bem distinta, é entregar o material. Afinal, a fronteira da Polônia com a Ucrânia está aparentemente fechada por causa dos protestos dos agricultores polacos.
A ironia reside no fato dos EUA/Otan enviarem ajuda militar, mas a ajuda econônica através da importação de produtos agrícolas ucranianos não está ocorrendo. Por um lado entregam ajuda e por outro lado, limita a geração de renda dos ucranianos por não comprarem seus produtos.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Comte. Nogueira
1 mês atrás

Afinal, a fronteira da Polônia com a Ucrânia está aparentemente fechada por causa dos protestos dos agricultores polacos.´´

Pombas, ainda isso? Tô lendo notícias sobre isso a tempos, mas achei que isso já tinha sido resolvido.

A ironia reside no fato dos EUA/Otan enviarem ajuda militar, mas a ajuda econônica através da importação de produtos agrícolas ucranianos não está ocorrendo.´´

Lí sobre isso tambem. Vários países da UE já aprovaram sobre-taxar exportações ucranianas de grãos, e a diminuir o nº de compras de produtos desse país.
Muy amigos´´, hein?

rfeng
rfeng
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

Willber os que existiam já estão queimando na Ucrânia.

Luiz Carlos
Luiz Carlos
1 mês atrás

Agora que a “chapa” vai fritar para a Ucrânia.
Os E.U.A e aliados estão se desdobrando para apoiar a Ucrânia e Israel, enquanto que a capacidade fabril do ocidente se liquefaz.
Ao contrário da Rússia, que está de vento em popa na produção militar e a economia baterá recorde.
Agora Zélinsque ficará Putim com seus aliados Rsrs.

Henrique
Henrique
Reply to  Luiz Carlos
1 mês atrás

“Os E.U.A e aliados estão se desdobrando para apoiar a Ucrânia e Israel, enquanto que a capacidade fabril do ocidente se liquefaz.”

??????¿

explique

Quirino
Quirino
Reply to  Henrique
1 mês atrás

A explicação para o que ele disse esta em uma matéria publicada aqui mesmo no forte não faz muito tempo, Rússia produz três milhões de munição de artilharia (fora os milhões que compra dos norte coreanos) enquanto toda a OTAN produz um milhão e duzentos mil munição de artilharia por ano, segundo a mesma matéria, caso a ajuda para a Ucrania fosse aprovada (o que aconteceu hoje), os Estados Unidos iriam tentar aumentar sua produção de artilharia para cento e vinte mil por mês (um milhão quatrocentos e quarenta mil por ano) ate o final de 2025. Traduzindo, a produção… Read more »

Henrique
Henrique
Reply to  Quirino
1 mês atrás

amigo… tem uns 200 anos que todo mundo sabe que a Russia preza a quantidade e não qualidade

então que novidade é essa que Rússia tem não sei quantos trilhões de cartuchos a mais que a OTAN?

no fim das contas quem manda é a logística… adianta nada fazer 10x mais que a OTAN sendo que ela só tem capacidade de entregar uma quantidade limitada

em junho de 2022 a Russia disparava 50k contra 5-7k da Ucrânia.. e olha onde foi parar hoje…

Luiz Carlos
Luiz Carlos
Reply to  Henrique
28 dias atrás

Ideologias baratas e alinhamentos ideológicos cegos, não conseguem esconder a verdade amigo.
Quer você queira, quer não, a verdade é clara e os números nunca mentem !

Luiz Carlos
Luiz Carlos
Reply to  Henrique
28 dias atrás

Leia as notícias e terá sua resposta!

Satyricon
Satyricon
Reply to  Luiz Carlos
1 mês atrás

Sonhos úmidos…

Luiz Carlos
Luiz Carlos
Reply to  Satyricon
28 dias atrás

De quem ? Seus ?

Zoranm
Zoranm
1 mês atrás

Uma pena os eua terem aprovado hoje a nova ajuda. Deve ser tarde para reverter mas vai causar mais destruição à Ucrânia.

Mudando de assunto: vcs já viram como Mariupol já foi quase toda reconstruida? Os ucranianos lá estão muito felizes.

Henrique
Henrique
Reply to  Zoranm
1 mês atrás

Pena pq? A Russia ja não venceu e ta cozinhando a OTAN?
O objetivo não era fazer eles gastar dinheiro na causa perdida? mais vitória do Putin aconteceu hoje

—-

vcs já viram como Mariupol já foi quase toda reconstruída? 

na fantástica fabrica de imaginação da propagada russa ela foi sim

pq será que a Russia não libera todas as mídias do mundo pra ir la mostrar de forma livre o quão belo ficou Mariupol e quão feliz estão os ucraínos vivendo sobre o domínios dos deus libertadores do nazismo…

Satyricon
Satyricon
Reply to  Zoranm
1 mês atrás

Imagina-se o “quão” felizes estão…

Antunes 1980
Antunes 1980
1 mês atrás

A ajuda americana acaba de ser aprovada. A Ucrânia resistirá!

athalyba
athalyba
1 mês atrás

Estragos Unidos rindo à toa: US$ 60 bilhões para serem gastos em solo próprio, dindin indo direto para as fornecedores iaques. O famoso “eu te empresto, mas o dinheiro não sai da minha carteira pq vc vai comprar na minha lojinha”

Maurício.
Maurício.
Reply to  athalyba
1 mês atrás

Eu não gosto da política externa americana, mas nesse caso, não dá para dizer que eles estão completamente errados, já que são eles que vão fornecer as armas, e é o país que mais ajuda a Ucrânia com armas.

Last edited 1 mês atrás by Maurício.
Marcelo De Luca Penha
Marcelo De Luca Penha
1 mês atrás

Curioso. A situação ucraniana está tão ruim e a Rússia avança tão pouco. Parece que essa choradeira toda só serviu para voltar a fazer a ajuda financeira americana à Ucrânia voltar a fluir. Agradeçam ao ataque iraniano a Israel …

NBS
NBS
1 mês atrás

É uma lástima para o povo quando o seu governante tem a ganhar com a continuidade da guerra. Neste momento, se a guerra tivesse fim, o governo cairia devido ao tamanho da insensatez das perdas humanas, econômicas e do erro de avaliação. A história mostra que governos que infligem ao seu povo a vergonha da derrota terão um triste fim.