O ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, inspeciona instalações de produção de tanques e veículos blindados na região de Omsk, na Rússia, nesta foto publicada em 19 de abril de 2024. Ministério da Defesa da Rússia

MOSCOU, 19 de abril (Reuters) – O Ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, disse na sexta-feira que o país estava aumentando a fabricação de tanques e sistemas de lança-chamas pesados, mas que mais trabalho era necessário para aumentar a produção de equipamentos de proteção para tanques.

O ministério de Shoigu publicou um vídeo mostrando sua visita a uma fábrica de tanques na cidade siberiana de Omsk e se encontrando com os trabalhadores, aos quais ele elogiou por superarem as metas de produção.

“A fábrica de Omsk está cumprindo o programa – eu posso dizer que está até superando o programa”, Shoigu foi mostrado dizendo aos oficiais. “As questões e tarefas que decidimos durante nossa última visita foram quase todas resolvidas.”

Construir novos tanques é uma necessidade para a Rússia devido às pesadas perdas de equipamentos nos primeiros dois anos da guerra na Ucrânia. O Instituto Internacional para Estudos Estratégicos disse em fevereiro que a Rússia havia perdido mais de 3.000 tanques lá, o equivalente a todo o seu inventário ativo antes da guerra, e estava tendo que retirar os antigos do armazenamento para substituí-los.

Shoigu ordenou aos chefes de fábrica que aumentassem a produção de equipamentos de proteção para tanques e disse que reforçar os suprimentos para as brigadas de reparo de tanques era uma área chave de foco.

“Agora precisamos aumentar significativamente os kits adicionais que precisamos colocar naqueles veículos que estão em combate”, disse ele.

A visita de Shoigu ocorre enquanto as forças russas estão bombardeando a cidade ucraniana estrategicamente importante de Chasiv Yar com artilharia, ataques de drones e aéreos. Kiev diz que Moscou quer tomar a cidade até o dia 9 de maio, a data em que a Rússia comemora a vitória soviética sobre a Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial.

O pessoal de Omsk informou a Shoigu que a fábrica havia aumentado a produção dos sistemas de lança-chamas pesados “Solntsepek” em 2,5 vezes e que o o novo modelo do tanque de batalha principal T-80BVM estava pronto para ser enviado para a frente.

Os chefes de fábrica disseram ao ministro da defesa que contrataram 1.200 funcionários adicionais desde o ano passado e estavam trabalhando dia e noite em dois turnos para expandir a capacidade de produção.

Shoigu também destacou a produção de sistemas anti-drones. Kiev tem realizado frequentes ataques de drones à infraestrutura energética russa desde o início do ano, atingindo algumas grandes refinarias de petróleo do segundo maior exportador de petróleo do mundo e elevando os preços do petróleo.

Subscribe
Notify of
guest

41 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Wagner
Wagner
1 mês atrás

Ué mas os coaching militar HOC e No mundo Lua não tinha dito que a Rússia só aguentaria dez dias de guerra?🧐

Henrique
Henrique
Reply to  Wagner
1 mês atrás

explica pq a Russia ta ‘recauchutado’ tanques antigos e não produzindo o Armata ou alguma coisa nova.

pq essa fabrica ai não é para fabricar taques novos é para recondicionar os antigos que ainda tem capacidade de serem recuperados

https://twitter.com/igorsushko/status/1669936011982557185

Last edited 1 mês atrás by Henrique
Faver
Faver
Reply to  Henrique
1 mês atrás

Henrique, citar notícias de redes sociais ou fontes destas é forçar a barra. Até acredito em você, mas a fonte não ajuda. Quanto aos tanques, se eles conseguem colocar em operação máquinas antigas após perderem 3.000 tanques (todo o efetivo ativo do exército) e continuar a guerra só mostra que se reinventam e isto é um feito e tanto.

Henrique
Henrique
Reply to  Faver
1 mês atrás

citar notícias de redes sociais ou fontes destas é forçar a barra. Até acredito em você, mas a fonte não ajuda.”

ahh ta bom kkkkk
ta Shoigu andado ali pela fabrica deve ser algum tipo de CGI magico

Quanto aos tanques, se eles conseguem colocar em operação máquinas antigas após perderem 3.000 tanques (todo o efetivo ativo do exército) e continuar a guerra só mostra que se reinventam e isto é um feito e tanto.

só mostra que é reciclagem de tank.. nada de novo no fronte

Henrique
Henrique
Reply to  Henrique
1 mês atrás

ta ele aqui na fabrica da matéria…

é mesma fabrica do link anterior

https://twitter.com/simpatico771/status/1781338582331879701

materiazinha da TASS ai pra va não fala que o video é CGI

https://tass.com/defense/1777595

“Defense Minister Shoigu handed down an instruction for the defense enterprise to ramp up the production of T-80BVM tanks, the ministry said.”

M de recauchutageM

Last edited 1 mês atrás by Henrique
Eduardo Neves
Eduardo Neves
Reply to  Henrique
1 mês atrás

Mas e daí?…

JAC
JAC
Reply to  Henrique
1 mês atrás

Eu entendo todas mentiras na net. Mas vc luta com o que tem. Um tanquista bem treinado recebendo um tanque que confia vai poder lutar bom um bom tempo. Enquanto isto vc pode ir estabelecendo cadeia de suprimentos para novos tanques e desenvolver sistemas anti drones, que são mais críticos ainda.

Bispo
Bispo
Reply to  Wagner
1 mês atrás

A realidade ensina… vide Israel considerado um exército premium , rs … tomando coça de terroristas sub armados , treinados , alimentados…

A única verdade insofismavelmente, até o momento, tenha capacidade de fabricar a sua própria munição …

Henrique
Henrique
Reply to  Bispo
1 mês atrás

“Israel considerado um exército premium , rs … tomando coça de terroristas sub armados , treinados , alimentados”

KKKKk Copium?

Nei
Nei
Reply to  Bispo
1 mês atrás

Coça?

Seu conhecimento sobre combates em cidades, é 0.

O inimigo, escondido em túneis, hospitais, bunkers e você achando que é call of duty.

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Wagner
1 mês atrás

Mas os coach em tanques não disseram na reportagem do challenger 3 que tanque são ultrapassados e são coisa do passado.

Underground
Underground
1 mês atrás

Ui!
Agora eu com medinho.
Coincidentemente a Rússia fechou 1/3 de seus presídios. Vai ver que s detentos estão ajudando a produzir os tanques. Ha, ha ha…
Eita operação especial cara essa.

Bispo
Bispo
Reply to  Underground
1 mês atrás

Redução de custos .., manda os condenados explodirem na Ucrânia, gasta munição que ucranianos não tem e economiza na manutenção dos presos..rs

Henrique
Henrique
Reply to  Bispo
1 mês atrás

“Redução de custos”

KKKKK
Ironicamente quando a Russia mais teve capacidade de avançar foi quando os “Redução de custos” estavam lutando e era comandados pelo Wagner…

Last edited 1 mês atrás by Henrique
Bartolomeu
Bartolomeu
Reply to  Underground
1 mês atrás

Parafraseando Leonidas, um ucraniano podera dizer “melhor, destruiremos mais tanques”.

Claudio Moreno
Claudio Moreno
Reply to  Bartolomeu
1 mês atrás

Até o último ucraniano. Tipo aquele cara que está attavessando a rua a passo de ganso vê o carro em altíssima velocidade chegando perto e aí o cidadão diz:_ ” deixa só ele me atropelar pra ele ver o que eu vou fazer com ele”!

Sgt Moreno

Claudio Moreno
Claudio Moreno
Reply to  Underground
1 mês atrás

Isso chama-se emergencia nacional. Você não deve ter nem perto dos 60 anos, mas vai lá na biblioteca do bairro e veja o que o Brasil fez nas guerras da Tríplice Aliança e também recentemente na WW II.

O inimigo a ser destruído é o que está fora das fronteiras e em estado de guerra com a nação, não quadrilheiro, agiota, bicheiro, traficante etc.

Sgt Moreno

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Underground
1 mês atrás

Então… o aumento de presídios é, em si, uma notícia ruim para qualquer sociedade. Países com altos níveis de segurança pública têm poucas prisões e baixas taxas de encarceramento. Países com elevados índices de insegurança pública possuem elevadas populações encarceradas e superpopulação nos presídios.

Claudio Moreno
Claudio Moreno
1 mês atrás

Salve Senhores do Forte.

É qual é a produção do Ocidente? Me refiro especificamente das nações da UE, uma vez que USA pode produzir à vontade, já a Europa é quase uma ilha grande, tudo ou quase tudo vem de fora dos grandes produtores militares (UK, França , Alemanha, Itália, Paixes Baixos etc).

A velha Europa estaria preparada para uma nova guerra convencional de longa duração com a Rússia (tipo uns 3 anos), com um bloqueio de suas águas e ainda com a ajuda de nações pária (me expliquem por favor isso!)

Sgt Moreno

Jhenison Fernandez
Jhenison Fernandez
Reply to  Claudio Moreno
1 mês atrás

Que Pais da UE perdeu 3000 tanques ?

Felipe
Reply to  Jhenison Fernandez
1 mês atrás

A Rússia perdeu 3000 tanques igual a Ucrânia ia perdeu só 31 mil homens. Desses “3000”, 514 eram tanques que haviam sido capturados da Ucrânia e apenas 1000 foram realmente destruídos. (Fonte Oryx)

Rodrigo G C Frizoni
Rodrigo G C Frizoni
1 mês atrás

Fabricando t-55 pós segunda guerra ? kk

Bispo
Bispo
Reply to  Rodrigo G C Frizoni
1 mês atrás

A questão é, eu estou de T-55 você meu oponente de Ak-47 …rs … os meios justificam os fins ..ou o inverso 🙃

Henrique
Henrique
Reply to  Bispo
1 mês atrás

vai la Russia.. fabrica o T-55… aqueles DJI do cara da AK é tudo action figure da Hasbro mesmo

pelo menos joga a doutrina de auto loader que mata a tripulação no lixo kkkk

Bispo
Bispo
Reply to  Henrique
1 mês atrás

da próxima vez desenho…rs

Henrique
Henrique
Reply to  Bispo
1 mês atrás

desenhe rs

Bispo
Bispo
Reply to  Henrique
1 mês atrás

comment image 😆

Henrique
Henrique
Reply to  Bispo
1 mês atrás

Pra quem acredita que a Polônia foi a real culpada pela 2GM faz sentido a Ucrânia estar usando cavalos nessa guerra e defender produção de T-55 quando se tem o 72/80 disponível kkkkk

Last edited 1 mês atrás by Henrique
Nei
Nei
Reply to  Bispo
1 mês atrás

Infelizmente este site, encheu de comentaristas “idiotas”, que só fazem piadas, meros torcedores.

Não existe mais comentários como há 5 anos.

Poucos nos trazem informações relevantes, para um debate civilizado.

Os mais antigos aqui, já nem comentam mais.

Jose
Jose
Reply to  Nei
29 dias atrás

A mais pura verdade.

Felipe
Reply to  Rodrigo G C Frizoni
1 mês atrás

T-80BVM, mas vc leu a matéria né?

Zoranm
Zoranm
1 mês atrás

Bora lá Rússia vencer os ucranianos.

Satyricon
Satyricon
1 mês atrás

Ah, a super Mega produção industrial russa… Estão produzindo tanto, mas tanto que, devido ao “esforço de guerra”, fez-se necessário alterar a legislação trabalhista por la. Agora, a idade mínima para trabalhar nas indústrias é 14 anos. 14 ANOS https://www.youtube.com/live/qSjCSVdmNGQ?si=XH4qsCGn-l5gNP71 Fico imaginando a alegria dos pais russos, vendo seus filhos mais velhos sendo dilacerados na Ucrânia, agora vendo a adolescência de seus filhos mais novos ser apagada, em prol de um “esforço de guerra” (inútil, diga-se). O nome disso é desespero Obs: A economia russa está realmente BOMBANDO, tanto que o número de falências foi multiplicado por 5x no último… Read more »

Felipe
Reply to  Satyricon
1 mês atrás

Melhor trabalhar com 14 anos do que ter que ir pra linha de frente com 14 anos, como no caso da Ucrânia…

Eduardo Neves
Eduardo Neves
Reply to  Satyricon
1 mês atrás

Cadê a fonte meu peixe???

Antunes 1980
Antunes 1980
1 mês atrás

A lógica é simples. Se a produção está em alta, a perda é proporcional.

Pois são unidades para substituir os que foram perdidos.

A Rússia já perdeu mais de 1.000 MBT em dois anos. O maior número desde a segunda guerra mundial.

Marcelo De Luca Penha
Marcelo De Luca Penha
1 mês atrás

Mais tanques russos para que os drones ucranianos façam voar as torres pelos ares.

Kommander
Kommander
Reply to  Marcelo De Luca Penha
1 mês atrás

Verdade, é só a Ucrânia que tem drones.

Cassini
Cassini
1 mês atrás

Altamente questionável o número de 3000 tanques.

A produção em alta não quer dizer perda proporcional, e sim adequar/nivelar o Exército como blindados mais modernos e preparados para as novas táticas e tecnologias do campo de batalha, seja um tanque reformado ou novo de fábrica.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
1 mês atrás

Fabrica a todo vapor.