domingo, novembro 28, 2021

Saab RBS 70NG

O Caráter Futuro do Conflito

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O “Future Character of Conflict” é um estudo produzido pelo Development, Concepts and Doctrine Centre (DCDC) do Ministério da Defesa britânico (DCDC). Foi realizado ao lado do Global Strategic Trends Programme e ambos foram lançados juntamente com o Livro Verde da Defesa, publicado em 3 de fevereiro de 2010.

O relatório detalha as tendências globais que indicam aumento da instabilidade e crescente possibilidade de confronto e conflito. Fracasso do Estado, extremistas, o aumento da competição por recursos e a mudança global da balança de poder vai ditar o porquê, onde e como ocorre o conflito. O estudo conclui que o caráter do conflito continuará a evoluir. Embora seja impossível prever com precisão o caráter exato do conflito futuro, em muitas operações futuras as forças armadas estarão suscetíveis de enfrentar uma série de ameaças simultâneas e adversários em uma área de atuação anárquica e extensa.

O estudo prevê que em 2029, o controle sobre os recursos vai “aumentar a incidência de conflito”, com a população mundial aumentando para 8,3 bilhões. Disputas de fronteira, como no Ártico, Golfo da Guiné e no Atlântico Sul vão se tornar “indissociavelmente ligados à segurança do suprimento energético”, com a Grã-Bretanha “criticamente dependente da importação de energia”.

Isto demanda “forte influência regional e, se necessário, a capacidade de projetar e manter o poder militar”. O documento adverte sobre guerra de alto nível (sem mencionar o Irã). Acrescenta (sem mencionar a China), que “não se pode presumir que o Ocidente mantém vantagem militar suficiente sobre potências em ascensão em todas as circunstâncias, o que pode animar os atores que anteriormente tinham sido detidos.” A posse de armas nucleares, “percebida como essencial para sobrevivência e status”, “continuará a ser um objetivo de muitas potências aspirantes”.

E, acima de tudo isso, está o impacto desconhecido da mudança climática, que poderia tornar as inundações e a seca motores principais de conflito.

Para ler o estudo em inglês no formato PDF, clique aqui ou na imagem acima.

- Advertisement -

14 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vitor
Vitor
11 anos atrás

Interessante que eles começam a cogitar o Brasil como uma possivel potencia emergente ja em 2020. Daqui a 10 anos saberemos o resultado.

Mister Z
Mister Z
11 anos atrás

“O estudo prevê que em 2029, o controle sobre os recursos vai “aumentar a incidência de conflito”…
…Disputas de fronteira, … Atlântico Sul vão se tornar “indissociavelmente ligados à segurança do suprimento energético”, com a Grã-Bretanha “criticamente dependente da importação de energia”.”

Em que região estamos!? E o nosso “Pré Sal”!?
Vale lembrar das Malvinas…!

robert
robert
11 anos atrás

O estudo prevê que em 2029,Disputas de fronteira, no Atlântico Sul ……..

bom.. até 2029 saia o fx-2 e as escoltas da marinha… quem sabe até um substituto do opalão oaheoaeho

q desgraça heim.

Cor Tau
Cor Tau
11 anos atrás

“a Otan “passou a servir de instrumento de seu membro exponencial, os EUA, e dos aliados europeus”. Por meio do “novo conceito da aliança”, divulgado em 1999, a força pode intervir em qualquer parte do mundo a pretexto de ações antiterror ou humanitárias, e de contenção às ameaças à democracia ou nas agressões ambientais.” “Fracasso do Estado, extremistas, o aumento da competição por recursos e a mudança global da balança de poder vai ditar o porquê, onde e como ocorre o conflito” “em muitas operações futuras as forças armadas estarão suscetíveis de enfrentar uma série de ameaças simultâneas e adversários… Read more »

Tio
Tio
11 anos atrás

Mister Z disse: 16 de setembro de 2010 às 8:50 Não vejo preocupação para isto, é evidente que devemos nos armar, por precaução. mas vale lembrar que esse pré-sal ainda não saiu do papel, só foi utilizado como propaganda política… o ‘grosso’ do petróleo que dizem que existe nem sequer foi tocado e os engenheiros ainda estão tentando descobrir como chegar até lá e fazer a extração… mas o que a propaganda do governo nos diz??? Que esta tudo sob controle, mentira pura! Porque um instituto britanico produziria estudos que alertassem seus potênciais inimigos, ex Brasil, sobre a tomada dos… Read more »

felipe alberto
felipe alberto
11 anos atrás

já tó até vendo um super conflito no oriente médio se espalhado pelo mundo inteiro

vide 1ª guerra mundial

Cor Tau
Cor Tau
11 anos atrás

É verdade…..Até agora esse tal de pre-sal so foi utilizado como propaganda política/Populismo/Engodo…É mais uma de nossas riquezas “atiradas”….Realmente é a “Amazonia azul deste pais”……….

http://www.youtube.com/watch?v=aSscVvYqmZs

Cor Tau
Cor Tau
11 anos atrás

A Amazonia azul….Esta que nem a Amazonia verde………

http://www.youtube.com/watch?v=MAce_3zyVbQ

Marine
Marine (@marine)
11 anos atrás

Senhores,

Nao exagerem, estudos como esse sao feitos em dezenas por ano em varias instituicoes. Desde “think tanks” ate departamentos de defesa mundo afora pelas maiores potencias.

Nada mais sao do que uma aventura, um jogo em tentar melhor predizir o futuro e estarem preparados para tais eventualidades.

Militares e profissionais de defesa estariam sendo negligentes com seus paises se nao procurassem fazer tais preparacoes com base nessas possiveis visoes.

Semper Fidelis!

Seal
Seal
11 anos atrás

…”O estudo prevê que em 2029, o controle sobre os recursos vai “aumentar a incidência de conflito”, com a população mundial aumentando para 8,3 bilhões. Disputas de fronteira, como no Ártico, Golfo da Guiné e no Atlântico Sul vão se tornar “indissociavelmente ligados à segurança do suprimento energético”, com a Grã-Bretanha “criticamente dependente da importação de energia”.

É,vamos falar pro Jobim,que não basta rugir,é preciso mostrar as garras,ou melhor:os dentes!!!

pp_muscimol
pp_muscimol
11 anos atrás

As minhas apostas vao para a china…. existem muitas questoes abertas entre a china e os paises: Russia, Japao e India ….so para citar o peixe gordo. O Brasil muito provavelmente vai vai estar muito ocupado com coisas que ocupam agora o Mexico…. droga e corrupcao ainda maior. …. apesar de poder vir a ser uma potencia.

Paulo Cesar Leal
Paulo Cesar Leal
11 anos atrás

Texto muito bom. Sugiro comentar o “Global Trends 2025: A Transformed World”, do Conselho Nacional de Inteligência dos EUA.

#Wagner
#Wagner
11 anos atrás

Beleza, daqui a 20 anos a Russia vai controlar tudo quanto é tipo de comoditie e vai dominar o mundo !! ah ah ah !! ( malvado, não ?)
Trigo, água, alumínio, Petróleo, Gás, Ouro, outros minerais !!
Ninguém fará nada sem Moscou ! A Europa ficará de joelhos, estagnada e dependente de recursos naturais siberianos !!
Os planos do kremlin são perfeitos !! Quanto a China, aah pode brincar de potência a vontade, só que vai depender de gás e petroleo e tudo mais dos russos !!
Quanto ao Brasil, bom, se soubermos aproveitar a chance…

#Wagner
#Wagner
11 anos atrás

Adorei a reportagem ! parabéns aos blog !!

Últimas Notícias

O sistema de defesa aérea turco de curto alcance HİSAR-A

O sistema de defesa aérea de curto alcance HİSAR-A turco é montado em um ACV-30 derivado de M113. Carrega 4...
- Advertisement -
- Advertisement -