domingo, setembro 25, 2022

Saab RBS 70NG

Argentina apressa desmonte do Mercosul

Destaques

Alexandre Galante
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

É lamentável que, numa era de contração da economia mundial, a Argentina embarque numa guerra comercial com o Brasil, principal parceiro no Mercosul. Justo quando as duas maiores economias da América do Sul deveriam estar se energizando mutuamente, até para compensar parcialmente a queda da demanda externa, a Argentina ajuda a desmontar o Mercosul, que já vem há muito em trajetória descendente e nem pode mais ser chamado de bloco comercial, uma vez que caiu nas garras do protecionismo, principalmente argentino.

A questão são os estágios diferentes em que cada país se encontra. O Brasil conseguiu manter, nas últimas décadas, a continuidade de uma política econômica responsável, mesmo com alguns altos e baixos, e com bons fundamentos, capaz de inspirar confiança e de, por isto, atrair investimentos externos. Independentemente do partido no poder. Por sua vez, a economia argentina se mostra submissa à política, que é ciclotímica, mas no geral dominada pelo nacional-populismo de corte peronista. Na prática, isto se traduz numa economia pouco competitiva em que o único destaque vai para o agronegócio. Fica, portanto, na dependência do clima.

Os Kirchner, que tiraram (Néstor) o país do fundo do poço na virada do século, cristalizaram (Cristina) uma política ruinosa, com o país ainda fora do mercado financeiro internacional, como um pária, por conta da moratória selvagem de dezembro de 2001. O estilo dos Kirchner é o ativismo de confronto, que sempre encontra um bode expiatório para esconder os problemas internos. Pode ser um inimigo externo, como a Grã-Bretanha, na recente tentativa de Buenos Aires de reviver a questão das Malvinas. Na área econômica, o alvo pode ser empresas estrangeiras que estariam “explorando as riquezas nacionais”, como na também recente decisão de renacionalizar a petrolífera YPF, privatizada no governo Menem, quando foi comprada pela espanhola Repsol. Há ações também contra a Petrobras.

Com a entrada de capital e de investimentos à míngua diante de tantas incoerências, Buenos Aires foi buscar dólares no comércio com o Brasil, passando a adotar medidas protecionistas contra produtos brasileiros. A iniciativa já resultou numa queda de 54% do superávit comercial do Brasil com o vizinho nos quatro primeiros meses do ano.

O Brasil tem sido de uma paciência chinesa na relação bilateral na tentativa de salvar o Mercosul. Mas foi obrigado a reagir na mesma moeda por encontrar receptividade nula a suas gestões. Foi preciso um encontro de quatro horas dos dois chanceleres – Antonio Patriota e Héctor Timerman – para que uma trégua fosse anunciada, juntamente com a retomada das negociações. Mas não sem que o homem forte do governo Cristina Kirchner, o truculento Guillermo Moreno, tenha feito mais uma de suas desrespeitosas intervenções. Quando eram discutidas as quotas impostas pela Argentina à carne suína brasileira, ele disparou: “As duas delegações decidiram que o importante é incrementar o comércio argentino. À medida que isso se manifestar na redução do déficit da Argentina com o Brasil e nos permitir exportar ao Brasil mais medicamentos, uvas-passas, têxteis e cítricos, o problema da carne suína desaparece.” Esse tipo de declaração é inaceitável e em nada contribui para a melhora das relações.

FONTE: O Globo

- Advertisement -

11 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
carvalhomtts
carvalhomtts
10 anos atrás

Aos editores do blog, tem alguma nova formatação no blod forte,digo isto porque,tem um indice antes da pagina que eu custumo ver.espero que não seja virus .
abraço a todos.

Mauricio R.
Mauricio R.
10 anos atrás

Nem tomando na testa, o Brasil aprende.
E mais uma brilhante idéia do apedeuta, que o teste do tempo, se encarrega de desmontar.
Qnto ao Mercosul, hum, fala sério!!!
Só empatou nossa vida, desviando-nos daquele que seria o curso correto.
Acordos bilaterais de comércio c/ os EUA, a EU e os demais países da Ásia.
Para completar, só nos falta agora, a China(PRC) nos aprontar alguma presepada.

aldoghisolfi
aldoghisolfi
10 anos atrás

Verdade. Nada temos com a Argentina, a não ser uma fronteira que mais serve à ela do que a nós. Cada vez que a Argentina toma uma posição em relação a nós fico convencido de que NÃO SOMOS LATINO-AMERICANOS, NÃO SOMOS BOLIVARIANOS, O PARAGUAI NAO É NOSSO AMIGO, A VENEZUELA NÃO TEM NADA A VER CONOSCO, O PERU QUANDO PRECISA SE REALIZA NO ‘EXTERIOR’, A BOLIVIA É UMA BOLÍVIA, A ARGENTINA SÓ NOS USA E HUMILHA, QUE NADA TEMOS A VER COM ELES A COMEÇAR PELA LÍNGUA! O MERCOSUL foi um atraso para nós, que deveríamos seguir uma política econômica… Read more »

Uitinã
Uitinã
10 anos atrás

Affss o Brasil sempre dando uma de bom moço, o Brasil sozinho podia afundar o resto da America do sul, pra acabarmos com a paranoia Argentina, Basta aumentar o imposto sobre a importação de carros da argentina e pronto as Fabricas em solo brasileiro, deixam de importar pelo preço mais alto e passam a produzir aqui, pronto acaba com a principal exportação argentina, e depois subsidia os agricultores brasileiros aos moldes dos EUA e UE, e prejudica de vez os Hermanos e os coloca no seu devido lugar.

Marcos
Marcos
10 anos atrás

O problema é que existe um acordo entre a cumpanherada bolivo/tupiniquim de um apoiar o outro, entedendo-se ai que o Brasil deve abrir as pernas para os vizinhos. Na época do apedeuta isso foi cumprido à risca. Já com a Wanda as coisas não andam no mesmo caminho.

Meu medo é na hora que a coisa começar a desandar por aqui, e vai porque não há país no Mundo que aguente incompetência e corrupção no grau que o Brasil está sendo submetido, e a cumpanherada apele para o populismo.

Marcos
Marcos
10 anos atrás

E o grande sonho na cumpanherada bolivo/tupiniquim é a criação da URSS – União das Republiquetas Socialistas Sulamericanas. A coisa até agora não andou por conta que cada cumpanhero é mais aloprado que o outro.

Marcos
Marcos
10 anos atrás

O que diz o PT: O PT se associa a esse objetivo por meio de nossas relações governamentais e partidárias na região, apoiando as iniciativas para impulsionar os fóruns de integração regional constituídos, tais como o Mercosul, a Unasul, a Celac, a Aliança Social Continental, o Foro de São Paulo, entre outros. Nesse sentido, registramos positivamente a posição do governo brasileiro e de outros governos latino-americanos na Cúpula de Chefes de Estado das Américas, que terminou inconclusa e poderá ter sido a última do gênero, caso o governo norte-americano insista em continuar excluindo Cuba do encontro. Condizente com esta posição,… Read more »

joubertfreire
joubertfreire
10 anos atrás

Amigos a cumpanherada é membro do foro de São Paulo o molusco/adepeuta assinou e sendo o profeta dos petralhas eles o seguirão, estamos entre o diabo e o coisa ruim, mas somos Brasileiros, totalmente diferente destes Gringos que saúdam o Simon Bolivar que para nós Brasileiros não diz nada, mas para eles Bolivarianos é o máximo, somos D. Pedro l , Duque de Caxias, Deodoro da Fonseca, Rui Barbosa, e não estes Gringos Idolatrados pelos Cumpanheros Petralhas, que o seu lider Molusco/Adepeuta assim o quer, como Chaves,Evo, Cristina,Rafael Correa, e outros cumpaneros os quer, que se dane estes gringos de… Read more »

giordani1974
giordani1974
10 anos atrás

Se os cumpañeros não forem retirados do poder, a coisa tende a ficar pior ainda…mas retirar para colocar quem ou o quê no seu lugar? A direita de pindorama já mostrou a que veio, só para promover o bem social…dos seus! Que se dane o resto! Que dilema vive pindorama. A noção de Direita ou Esquerda é somente a mão de quem rouba e os de centro são ambidestros…se correr o bicho pega, se ficar o bicho come…

Vader
10 anos atrás

A Argentina é um país que caminha a passos largos e seguros para a “venefavelização”.

Mauricio R.
Mauricio R.
10 anos atrás

Saiba por que você não deve visitar Buenos Aires “Agora, sim: vocês não imaginam como está Buenos Aires . Fiquei até deprimida no primeiro dia. Achei que estava em Cuba. Vocês acreditam que localizei prateleiras de farmácias que possuem apenas um frasco de remédio para disfarçar a falta ? E na Galeria Pacífico, então, não dá nem para comentar a falta de tudo. É realmente chocante e triste . Eles estão desesperados, porque a presidenta (“La Loca”, como a chamam aqui ) não deixa importar nada. Então, não tem nem corantes, por exemplo, para fazer as roupas (eu sou industrial… Read more »

Últimas Notícias

Estados Unidos trabalham no fornecimento de tanques de origem soviética para a Ucrânia

O conselheiro de segurança nacional dos EUA, Jake Sullivan, disse que o governo do presidente americano Joe Biden continua...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -