domingo, dezembro 5, 2021

Saab RBS 70NG

Clinton cobra do Brasil ações para a defesa da Amazônia

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Em palestra em Fortaleza, ex-presidente dos EUA diz que “o mundo todo está de olho” nas ações ambientais do País

 

Na capital cearense para uma palestra de 90 minutos sobre sustentabilidade global para 2 mil pessoas, a convite da Universidade de Fortaleza (Unifor), o ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton declarou amor ao Brasil, mas cobrou do País mais ações em defesa do meio ambiente, em especial da Amazônia, e da produção de energia limpa.

“O que o Brasil está fazendo em relação ao meio ambiente, o mundo todo está de olho”, afirmou. Ainda sobre esse tema, Clinton disse que a Floresta Amazônica produz 20% do oxigênio do planeta, mas está sofrendo com a degradação. “Os agricultores de cana-de-açúcar empurram os pecuaristas para a floresta”, disse.

Apesar das cobranças, o ex-presidente americano foi diplomático e fez vários elogios ao Brasil, principalmente à recuperação da economia e à diminuição das desigualdades sociais. “O Brasil foi um dos poucos países que tiveram, na última década, um crescimento robusto e um declínio na desigualdade”, destacou.

Outro tema levantado por ele foi a participação brasileira na reconstrução do Haiti. “O Brasil foi fundamental à sobrevivência do Haiti”, afirmou.

O americano resumiu os problemas do mundo em três categorias: “instabilidade e incertezas; desigualdade; e modelo insustentável pelo clima”. “Um dos grandes problemas do mundo é produzir energia limpa.”

Ele também apontou o terceiro setor como fundamental para resolver os grandes problemas mundiais nas áreas de saúde, educação e meio ambiente. “O terceiro setor estreita os laços onde o governo não chega e onde o privado não atua”, disse, reforçando que esses três setores devem ser fortes para que um país seja desenvolvido.

“Devemos sempre debater duas coisas: o que você vai fazer e quanto você vai gastar para fazer”, afirmou. Segundo o ex-presidente, “não importa quanto dinheiro você tem; o importante é como você vai fazer para mudar a vida das pessoas”.

Clinton não falou sobre as eleições presidenciais americanas deste ano, mas lembrou que, quando presidente (1993-2001), conseguiu “economizar muitas florestas”, o que disse ter sido “nossa maior contribuição”.

Ontem à noite, Clinton faria outra palestra em Belém (PA), no 19.º Congresso Brasileiro de Contabilidade.

FONTE: O Estado De São Paulo

- Advertisement -

5 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
aldoghisolfi
aldoghisolfi
9 anos atrás

É… depois dos americanos rasparem suas florestas e detonarem seus rios (Colorado, Mississipi, Missouri) seus pântanos, banhados, veredas e restingas (Florida) acho que o Clintos não tem muita moral para dizer seja lá o que for a respeito do assunto no mundo sério. Agora, diante de nós, que estamos conscientemente degradando nosso meio ambiente, é mais do que justa a cobrança dele. No entanto, o povo do Amazonas e o da Amazônia precisam viver; a floresta é moeda cash para eles (junto com o pescado e o sub-solo). Como conciliar isso? Quem sabe levando o Clinton a criar um fundo… Read more »

Giordani
Giordani
9 anos atrás

Aldo,
Os yankees já rasparam tudo…agora é hora de pegar outra área…e azar de quem deixa a porta aberta…Quem não sabe cuidar, não merece ter…

É só questão de tempo. Antes eram de anos, agora, são de meses, até uma pseudo ONG declarar que parte da Amazônia precisa ser independente do brazil e blá…blá…blá…e tome ZEA na cabeça!

Mauricio R.
Mauricio R.
9 anos atrás

Quem é esse cara???
Manda ele correr atrás, de alguma estagiária!!!

Vader
Vader(@fbmenegazzo)
9 anos atrás

Pessoal, qualé, o cabra não falou nada que não seja verdade: “O que o Brasil está fazendo em relação ao meio ambiente, o mundo todo está de olho”. Isso é um fato.

E não é porque os EUA e Europa raparam suas florestas que temos que fazer o mesmo.

Isso posto, os povos da amazônia tem o direito de se desenvolver.

giltiger
giltiger
9 anos atrás

A afirmação de que o mundo está de olho no que o Brasil está fazendo na Amazônia está mais que clara a AMEAÇA implícita.

Aí a “aliança ocidental Eua-Europa” vai avaliar por seus critérios EXTRA-brasileiros se o que fazemos com o NOSSO patrimônio é da conveniência deles…

Por exemplo, Belo Monte, eles não querem hidrelétricas na Amazônia. Se vingar esta IDÉIA a solução seguinte seria construir centrais nucleares na Amazônia e mais gritaria internacional.

É a toada do Tim Maia…

Me dê MOTIVO… Pra ir embora…

E os fanboys yakees acham TUDO NORMAL e LEGÍTIMO…

Últimas Notícias

23° Esquadrão de Cavalaria de Selva recebe instrução sobre simulador da Viatura Blindada Guarani

Tucuruí (PA) – Entre os dias 23 e 24 de novembro, o 23° Esquadrão de Cavalaria de Selva (23...
- Advertisement -
- Advertisement -